Você está na página 1de 13

GLOBALIZAÇÃO

Com a globalização os paises abrem se ao fluxo internacional de bens, serviços e capitais,


acontecendo a revolução nas tecnologias da informação que contribui de forma decisiva
para essa abertura. Além de concorrer para uma crescente homogeneização cultural,
a evolução e a popularização das tecnologias de informação que são fundamentais
para agilizar o comércio, o fluxo de investimentos e a atuação das transnacionais, por
permitir no nosso dia-a-dia uma integração sem precedentes de pontos distantes de
planeta. Porém percebe-se também a cada dia que uma das consequências desse
processo é a concentração da riqueza.A maior parte do dinheiro circula nos países
industrializados - apenas 25% dos investimentos internacionais vão para as nações em
desenvolvimento, subindo o número de pessoas que vivem com menos de 1 dólar por
dia. O crescimento dos países emergentes em 1999 fica em torno de 1,5%, o pior
desempenho em 17 anos.
Na atual crise mundial, o preço das matérias-primas, produzidas em grande parte pelos
Estados mais pobres, cai mais de 20%, trazendo perdas. Os países ricos, no mesmo ano,
lucram muito somente com a queda do petróleo. A participação das nações emergentes
no comércio internacional é pouco mais de 30% e algumas estão à margem da
globalização.

O Banco mundial aponta como causas para o distanciamento entre ricos e pobres o
aumento das ações protecionistas promovidas pelos países ricos, a voracidade dos
investidores e a fragilidade econômica e institucional das nações subdesenvolvidas. A
receita usada para recuperar os mercados emergentes em queda - cortes orçamentários e
juros altos - contribui para aumentar ainda mais a distância.

De acordo com economistas, a globalizaçãio e a revolução tecnolo-científica - responsável


pela processiva automação da produção vêm sendo a causa principal, nas últimas
décadas,para o aumento do desemprego.
Tudo isto aumentou com a globalização. Podemos também constatar que quem sofre mais
com a globalização são os países economicamente mais frágeis porque não têm
capacidade para fazer frente à concorrência dos produtos dos países com maior
capacidade económica, produtos estes que são inclusive produzidos em países onde a
mão-de-obra é mais barata.
Podemos também observar que a Internet é um dos reflexos da globalização. Contudo, a
livre circulação de informação e de cultura não é necessariamente uma coisa má., mas com
alguns aspectos negativos porque veio permitir que essa mesma informação possa ser
utilizada com fins “menos adequados”, como por exemplo no terrorismo, ou até mesmo na
espionagem industrial. Talvez por causa dos muitos aspectos negativos, há um receio
visível por parte de muitas pessoas no que respeita à adesão à globalização.
Como este assunto da globalização é algo muito polémico e controverso, sempre que os
países industrializados e economicamente avançados, conhecidos como o (G8) se reúnem
para discutir a globalização, há grandes protestos e manifestações contra a globalização
talvez por tudo isto tem sido difícil travar os movimentos anti-globalizaçao, e até mesmo
provar que a globalização tem mais aspectos positivos do que aspectos negativos.
Manifestações Anti Globalização
Contudo a Globalizaçao já existia antes de ser criado o conceito de globalização
que conhecemos
Nos dias de, podemos pois ter como exemplo marcas como a Coca Cola e
ate mesmo a microsoft .
Assim como outras empresas
que já exportavam os seus produtos para
qualquer parte do Mundo,Muito antes de se falar em globalização
noutros sectores tais como o sector automóvel, tambem
Este se expandiu por todo o mundo não conhecendo qualque tipo de fronteiras.
Na minha opinião pessoal, a globalização é uma mudança que tem dois aspectos um bom
e um mau.
Como pontos positivos podemos observar que a abertura a outras culturas dá-nos
hipótese de adquirir novos conhecimentos, assim como novos produtos que advém da
abertura de fronteiras, essa mesma abertura de fronteiras facilita a livre circulação de
pessoas assim como de produtos, alguns desses produtos mais baratos que os produtos
de fabrico nacional, podemos ver como exemplo o caso das lojas dos “trezentos” ou até
mesmo pelas lojas chinesas, no reverso da medalha essas mesmas lojas chinesas, vêm
fazer concorrência ao mercado tradicional; e a livre circulação de pessoas veio facilitar o
contrabando, tráfico de droga.
E so vem trazer progresso e riqueza para aqueles que já sao efectivamente os paises mais
ricos do Mundo. Contudo a Globalização veio mudar a mentalidade da grande maior parte
de paises no Mundo, houve uma mudança de atitudes e passou se a (pensar globalmente)
ou seja as decisoes sao a pensar no todo e não individualmente.
Barack Obama

Barack Hussein Obama II,nascido a 4 de agosto de 1961,é um político dos Estados Unidos
da América, sendo o 44.º e atual presidente de seu país, pelo Partido Democrata.A sua
candidatura foi formalizada pela Convenção do Partido Democrata em 28 de agosto de
2008. Tomou posse a 20 de janeiro de 2009. Até então, era senador pelo estado de Illinois.
Obama foi o primeiro negro (afro-americano no contexto estadunidense) a ser eleito
presidente estadunidense. Foi também o único senador afro-americano na legislatura
anterior. Ficou famoso devido a uma frase crucial da sua campanha ( Yes we can) sim nós
podemos, numa alusão à sua ascensao a presidente, como prova de que todos nos
podemos chegar aonde nos predispusermos.
44° Presidente dos Estados Unidos da América
Mandato desde 20 de janeiro de 2009 até
atualidade
Segundo uma sondagem do USA Today, Barack Obama é o homem do mundo mais
admirado pelos americanos. Cerca de 32% dos americanos inquiridos referiu o nome de
Obama como a personalidade masculina que mais admiravam. Um resultado digno de
registo, visto ser a primeira vez que um presidente eleito consegue atingir uma pontuação
tão alta numa sondagem do genero.
A chegada de Barack Obama, ao lugar de Presidente dos Estados Unidos da America foi
Provavelmente a eleiçao mais polémica e televisionada da atualidade.

É tambem uma grande mudaça não so para o Povo Americano mas tambem para a Europa
Não se sabe se as politicas que o novo Presidente seguira, mas nem que seja para
demonstrar que os Estados Unidos sao uma democracia onde todos sao iguais e todos
podem conseguir.

Penso que poderá ter uma grande influencia em alguns paises onde ainda não se realizam
Eleiçoes de forma justa e democrática, assim como possibilitar que alguns paises que no
Panorama atual se encontram de costas voltadas para o Povo Americano.