Você está na página 1de 1

8º Capítulo – A família do coração.

- Joãzinho, hoje é um dia muito especial!


Era uma baita segunda-feira e mamãe dizia que era um dia especial. O que há de
especial nas segundas-feiras? – pensou Joãzinho.
- Hoje nós vamos sair pelas ruas do nosso bairro e entregar rosas para os
nossos vizinhos!
- Entregar rosas para os vizinhos? – pensou. Mamãe, por que você vai acabar
com as rosas do nosso quintal para dar para os vizinhos?
- Joãzinho, não seja tão rude! Os nossos vizinhos merecem! Todas as vezes que
precisamos de ajuda, eles nos ajudaram. Esta é a única forma que eu tenho para
agradecer os nossos vizinhos por sempre terem nos ajudado todo este tempo.
- Hum...
O seu Antônio, sempre doce, disse à sua filha que não era necessário todo este
sacrifício: fazer uma prece seria uma forma menos sacrificante e mais eficaz para
ajudar a todos aqueles que sempre os tinham ajudado.
Dona Maria concordou, mas ainda sentia dentro do seu coração que precisava
retribuir com algum bem material:
- Então, pai, vou fazer assim: vou bater na porta da casa de todos aqueles que
um dia já me ajudaram, vou chamá-los para fazerem o Culto do Evangelho no Lar
comigo e, ao término, dou-lhes estas lindas rosas.
E assim fez. Seu Zezinho, Dona Naná, senhor Sebastião, senhor Inácio, Seu
José, dona Ana, o Pedrinho, a Amanda, o Lucas... todos saíram dali muito satisfeitos e
felizes por sentirem que todos que ali estavam era amigos uns dos outros.
- Mamãe, até agora não entendi porque hoje é um dia especial... Hoje não é
feriado, nem Natal, nem Dia das Mães...
- Joãzinho, a verdade é que todos os dias são especiais. Mas, hoje eu senti uma
vontade, que veio lá do fundo do coração, de agradecer a nossa família tudo de bom
que tem feito a nós.
- A nossa família? Mamãe, esse tanto de gente que veio aqui em casa não é da
nossa família não! A nossa família é eu, você e o vovô.
- Joãzinho, família da gente não são só aquelas pessoas que moram com a gente!
As pessoas que moram com a gente são a nossa família de sangue, mas há a família do
coração. Todas estas pessoas que participaram com a gente no Culto do Evangelho no
Lar são a nossa família do coração! Sempre que nós precisamos de ajuda, eles nos
ajudam e sempre que eles precisam de ajuda nós tentamos ajudar...
Neste dia, Joãzinho ficou feliz em descobrir que a sua família era muito maior
do que ele imaginava! Olha, quanta gente! É o vovô, a mamãe, o Joãzinho, o Seu
Zezinho, a Dona Naná, o senhor Sebastião, o senhor Inácio, o Seu José, a dona Ana, o
Pedrinho, a Amanda, o Lucas...

Flávia Santos