P. 1
apresentaçào depto pessoal

apresentaçào depto pessoal

|Views: 802|Likes:

More info:

Published by: Marcelo Eduardo Luzardo on Oct 21, 2009
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PPTX, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

07/09/2013

pdf

text

original

Aprimoramento Profissional

A partir de agora, você poderá aliar seus Esse curso foi desenvolvido pela S.O.S conhecimentos em Informática (adquiridos na Tudo foi elaborado com muito cuidado para que Computadores para que você adquirisse asS.O.S Computadores) ao conhecimentodos informações chegassem atécotidianas das noções sobre as atividades você da maneira funções de uma profissão, ampliando seus profissionais mais objetiva possível. da área de Departamento Pessoal. horizontes profissionais...

Conhecendo o

Departamento Pessoal

Objetivos
 Reconhecer a utilidade do Departamento

1 3

Pessoal dentro da Empresa;

 

Identificar quais os pré-requisitos para a admissão de um empregado; Identificar a lista de documentos necessários quando da admissão de um novo empregado; Trabalho existentes.

 Conceituar os tipos de Contrato de

A Importância do Departamento A Importância do Departamento Pessoal dentro da Empresa Pessoal dentro da Empresa
 É o elo de ligação entre os empregados e

1 3

o empregador.

Obedece a regras impostas pela CLT (Consolidação das Leis do Trabalho), pelo Ministério do Trabalho e Previdência Social.

Admissão de Empregados
O processo de Admissão ocorre na seguinte ordem:
 Surgimento e anúncio da vaga;  Obtenção de dados dos candidatos;  Pré-seleção e entrevistas.

1 4

Contrato de Trabalho
Inicia-se com o registro do novo empregado  no cadastro interno; Prossegue com a solicitação de uma lista de documentos ao empregado, para que seja feito o registro em Carteira:

1 4

Contrato de Trabalho
 Carteira de Trabalho e Previdência Social

1 5

(CTPS);

 Cédula de Identidade;  Título de Eleitor;  Certificado de Reservista;  Menor Estudante: declaração da Escola;  Cadastro de Pessoa Física (CPF);

Contrato de Trabalho
 Exame Médico;  Fotografias;

1 5

 Cartão do PIS (Programa de Integração Social);  Certidão de Nascimento ou Casamento;  Certidão de Nascimento dos filhos

menores de 14 anos ou inválidos de qualquer idade; Caderneta de Vacinação, sempre  atualizada, dos filhos de até 5 anos.

Contrato de Trabalho
 A entrega desses documentos deve ser

1 5

comprovada com recibos.

 O empregador tem um prazo de 48 horas

para devolver a Carteira com as devidas anotações, mediante um outro recibo, que será assinado pelo empregado.

1 6

1 6

Contrato de Trabalho

1 6

O Contrato de Trabalho é... ... o acordo estabelecido entre empregado e empregador para que haja a prestação de serviço de um sob a remuneração de outro.

 Há dois tipos de Contrato de Trabalho:

os por Prazo Indeterminado e os por Prazo Determinado.

Contrato de Trabalho por Prazo Indeterminado
São os mais freqüentes, pois possuem  data certa para início mas não têm dia previsto para término.

1 7

Contrato de Trabalho por Prazo Determinado
 São aqueles que têm início e término

1 7

previstos, ou seja, o empregado sabe o dia de início e a data final do Contrato.

Contrato de Experiência

1 7

É firmado entre empregado e empregador para que haja um período de adaptação, sendo que o mesmo pode ter duração de, no máximo, 90 dias.

1 8

Considerações Finais
A Importância do Departamento Pessoal dentro da Empresa; Seleção de Pessoal; Admissão de Empregados; Contrato de Trabalho; Contrato de Experiência.

1 9

    

Remuneração

Objetivos
   

2 3

Conceituar Jornada de Trabalho; Conhecer os horários padrões de uma Jornada de Trabalho; Conceituar Períodos de Descanso; Reconhecer os elementos de uma Remuneração.

Jornada de Trabalho Jornada de Trabalho Jornada de Trabalho
 Constitui-se por um certo número de horas

2 3

estipuladas para que o empregado preste serviços ao empregador.

Segundo a CLT, a Jornada diária de  trabalho deve ser de 8 horas.

Jornada de Trabalho Jornada de Trabalho
Distribuição da Jornada de Trabalho (segundo a CLT):
 8 horas diárias de segunda a sexta-feira;  4 horas aos sábados.

2 4

Jornada de Trabalho Jornada de Trabalho
 O empregador pode propor aos

2 4

empregados um sistema de compensação das horas que seriam trabalhadas aos sábados para que, nesse dia, não seja necessária a abertura de expediente.

Período de Descanso Período de Descanso
É o intervalo entre duas Jornadas de  Trabalho. Esse período deve ser de, no mínimo, 11  horas consecutivas.
 * Descanso Semanal Remunerado de 24

2 4

horas.

Remuneração Remuneração
 Denomina-se Remuneração...

2 5

... um conjunto de proventos pagos ao trabalhador pelo trabalho exercido.

Remuneração Remuneração
Compõem uma Remuneração:
 Salário;  Horas Extras;  Adicional de Insalubridade;  Adicional de Periculosidade;

2 5

Remuneração Remuneração
 Adicional Noturno;  Salário-Família;  Diárias para Viagem;  Ajuda de Custo.

2 5

Salário e Salário Mínimo Salário e Salário Mínimo
 O salário é a contraprestação devida e

2 6

paga pelo empregador diretamente ao empregado.

 O valor dessa contraprestação nunca pode

ser inferior ao Salário Mínimo vigente.

Remuneração Variável Remuneração Variável
Exemplos de Remuneração Variável:
 Horas Extras;  Garantia de Salário;  Cálculo de Integração das Comissões no

2 7

Repouso Semanal Remunerado.

Adicional de Insalubridade e de Adicional de Insalubridade e de Periculosidade Periculosidade
 Adicional de Insalubridade: pago a

2 7

empregados que estão expostos a agentes nocivos à saúde.

 Adicional de Periculosidade: valor pago a

trabalhadores que estão em contato permanente com inflamáveis ou explosivos.

Adicional Noturno e Adicional Noturno e Família Família

SalárioSalário2 9

 Adicional Noturno: pago aos empregados

que trabalham no período entre as 22 horas de um dia e as 5 horas do dia seguinte.

 Salário-Família: corresponde a uma quota

paga aos empregados com filhos de até 14 anos.

Ajuda de Custo e Diárias para Viagem Ajuda de Custo e Diárias para Viagem 3 0
A Ajuda de Custo é um valor pago aos  empregados para, geralmente, custear seus gastos com transporte e alimentação. Diárias para Viagem são pagas quando o  empregado precisa fazer uma viagem a serviço.

Considerações Finais Considerações Finais

3 1

 Jornada de Trabalho;  Período de Descanso;  Remuneração;  Salário;  Remuneração Variável;  Adicional de Insalubridade;  Adicional de Periculosidade;

Considerações Finais Considerações Finais

3 2

 Adicional Noturno;  Salário Família;  Ajuda de Custo;  Diárias para Viagem.

Horas

Extras,

Benefícios e Impostos

Objetivos
 Conceituar Horas Extras;  Saber como são calculadas as Horas

3 5

Extras do Empregado; Horas Extras;

 Reconhecer os valores do adicional para  Conceituar Impostos;

Objetivos
 Reconhecer os Impostos cobrados da

3 5

Empresa;

 Definir Encargos Sociais;  Reconhecer os Encargos cobrados pela

Empresa e da Empresa.

Horas Extras Horas Extras
 São aquelas que o empregado trabalha a

3 5

mais do que as estipuladas na jornada normal de trabalho.

O valor das horas extras sofre um  acréscimo de, no mínimo, 50%.

Benefícios Benefícios
 São os proventos que podem ser pagos

3 6

aos empregados, além do salário e horas extras.

Vale-Transporte Vale-Transporte
 Pago ao empregado para custear seus

3 7

gastos com o transporte no deslocamento residência-trabalho e vice-versa, desde que o empregado tenha interesse em adquiri-lo.

3 8

Vale-Refeição Vale-Refeição
 É pago pelo empregador para que os

3 9

empregados possam custear suas refeições.

 Não há limite de valor para o Vale-

Refeição nem há obrigatoriedade no pagamento do mesmo.

Impostos e Encargos Impostos e Encargos
 Os Impostos são imposições ou

3 9

obrigações que os Ministérios da Fazenda e do Trabalho exigem que o empregador desconte dos empregados.

 Encargos Sociais são valores que a

empresa paga ao empregado para que ele tenha uma reserva num momento de necessidade.

INSS e IRRF INSS e IRRF
 O INSS é um imposto devido por todo

3 9

empregado registrado segurado ao Instituto Nacional do Seguro Social.

 O IRRF é o Imposto de Renda Retido na

Fonte. Incide somente sobre os empregados que possuem um rendimento mínimo, estabelecido pelo Ministério da Fazenda.

FGTS FGTS
 Fundo de Garantia por Tempo de

4 1

Serviço.

Consiste em uma conta vinculada aberta em nome do empregado, onde o empregador deve, mensalmente, depositar um valor correspondente a 8 % do salário do empregado.

Considerações Finais Considerações Finais
 Horas Extras;  Benefícios;  Vale-Transporte;  Vale-Refeição;  Impostos;  Encargos Sociais;

4 2

Considerações Finais Considerações Finais
  

4 2

Instituto Nacional do Seguro Social; Imposto de Renda Retido na Fonte; Fundo de Garantia por Tempo de Serviço.

Férias

e

13º

Salário

Objetivos
 Conceituar Férias;  Identificar Período Aquisitivo e Período de

4 5

Gozo;

 Saber quais os valores que devem ser

pagos juntamente com as Férias; Férias;

 Preencher um Aviso e um Recibo de

Objetivos
 Conceituar Férias Coletivas;  Conceituar 13º Salário;  Saber como é calculado o valor do 13º

4 5

Salário.

Férias Férias
 Período de descanso adquirido a cada 12

4 5

meses de trabalho consecutivo em uma empresa.

 Período Aquisitivo: os 12 meses

trabalhados.

 Período de Gozo: o mês (ou dias) de

Férias.

Remuneração das Férias Remuneração das Férias

4 6

Segundo o que rege a Constituição Federal, deve ser pago 1/3 a mais sobre seu Salário quando o empregado tira Férias. É o conhecido 1/3 Constitucional.

Pagamento das Férias Pagamento das Férias
 Deve ser feito dois dias úteis antes do

4 7

início das mesmas.

Perda do Direito às Férias Perda do Direito às Férias
 Alguns dos motivos que fazem um

4 9

empregado perder o direito ao gozo de Férias: 60 dias seguintes, 30 dias,

 deixar o emprego e não ser readmitido nos  permanecer gozando licença por mais de  Entre outros...

Férias Coletivas Férias Coletivas
São aquelas concedidas a todos os  empregados de um setor ou empresa.
 Podem ser divididas em 2 períodos, sendo

4 9

que nenhum deles deve ser inferior a 10 dias.

 A concessão de Férias Coletivas deve ser

comunicada por escrito ao Ministério do Trabalho e ao Sindicato da Categoria.

5 0

Desconto do INSS e IRRF Desconto do INSS e IRRF sobre as Férias sobre as Férias
 Férias indenizadas não sofrem incidência

5 1

de descontos de INSS.

 O desconto do IRRF é feito, sobre o valor

das Férias, no mês de seu pagamento.

5 1

5 2

13º Salário 13º Salário
 Gratificação natalina paga a todos os

5 2

empregados.

 Pode ser pago em 2 parcelas: uma até

novembro e outra até dezembro.

13º Salário 13º Salário
 Cálculo do 13º Salário:

5 3

... a cada mês trabalhado, 1/12 da remuneração devida em dezembro.

Considerações Finais Considerações Finais
 Férias;  Remuneração das Férias;  Pagamento das Férias;  Perda do Direito às Férias;  Férias Coletivas;  Desconto do INSS e IRRF sobre as Férias;  13º Salário.

5 4

Sindicato

e

Folha de Pagamento

Objetivos
 Conceituar Sindicato;  Saber quais as vantagens de pertencer a

5 7

um Sindicato;

 Identificar quais os descontos efetuados

com relação ao Sindicato; Sindicato;

 Saber onde é aplicado o dinheiro pago ao

Objetivos
 Conceituar Folha de Pagamento;  Identificar quais os componentes de uma

5 7

Folha de Pagamento;

Reconhecer a importância de uma Folha de Pagamento.

Sindicato Sindicato
 Associação que tem por fim o estudo, a

5 7

defesa e a coordenação dos interesses de empregados da mesma Categoria profissional.

Contribuição Sindical Contribuição Sindical
É uma contribuição obrigatória ao  Sindicato de Classe, realizada todo mês de março.

5 8

 No caso de trabalhadores autônomos, o

recolhimento da Contribuição Sindical é feito no mês de fevereiro.

Contribuição Sindical ao Sindicato Contribuição Sindical ao Sindicato Patronal Patronal 5 9
 Os empregadores também contribuem com

seu Sindicato Patronal.

O valor da contribuição é estipulado de  acordo com o Capital Social e o pagamento é efetuado no mês de janeiro.

Destinações das Contribuições Destinações das Contribuições Sindicais Sindicais
Exemplos de investimentos e serviços prestados pelos Sindicatos:
 Assistência Médica;  Assistência Jurídica;

6 0

Destinações das Contribuições Destinações das Contribuições Sindicais Sindicais
 Assistência Odontológica;  Colônias de Férias;  Creches;  Bibliotecas.

6 0

Folha de Pagamento Folha de Pagamento
 Documento obrigatório perante a

6 1

fiscalização, com base no qual a empresa faz todo o recolhimento dos Impostos e Encargos Sociais.

 A data limite para o pagamento dos

empregados é o quinto dia útil do mês subseqüente ao trabalhado.

Divisão da Folha de Pagamento Divisão da Folha de Pagamento
Possui uma estrutura simples, onde se apresentam duas partes distintas:

6 1

Proventos... ... e ... ... Descontos

Divisão da Folha de Pagamento Divisão da Folha de Pagamento
Aos Proventos, correspondem:
 Salário;  Horas Extras;  Adicional de Insalubridade;  Adicional de Periculosidade;  Adicional Noturno;

6 1

Divisão da Folha de Pagamento Divisão da Folha de Pagamento
 Salário-Família;  Diárias para Viagens;  Ajuda de Custo.

6 1

Divisão da Folha de Pagamento Divisão da Folha de Pagamento
Na parte de Descontos, temos:
 INSS;  IRRF;  Contribuição Sindical;  Adiantamentos;  Vale-Transporte;  Faltas e Atrasos.

6 2

6 3

6 5

6 6

Considerações Finais Considerações Finais
 Sindicato;  Contribuição Sindical para os Empregados;  Contribuição Sindical da Empresa para o

6 7

Sindicato Patronal;

 Destinações das Contribuições Sindicais;  Folha de Pagamento;  INSS;

Considerações Finais Considerações Finais
 IRRF;  Contribuição Sindical;  Adiantamentos;  Faltas e Atrasos;  Vale-Transporte;  A Estrutura de uma Folha de Pagamento.

6 7

Rescisão

do

Contrato de Trabalho

Objetivos
 Conceituar Homologação;  Reconhecer a lista de documentos a serem

7 1

apresentados na Rescisão do Contrato; Contrato de Trabalho;

 Identificar o Termo de Rescisão do

Conceituar os tipos de dispensa Com Justa  Causa e Sem Justa Causa;

Objetivos
 Conceituar Aviso Prévio;  Identificar os direitos do trabalhador

7 1

quando há a Rescisão do Contrato;

 Conceituar Seguro Desemprego.

Rescisão do Contrato de Rescisão do Contrato de Trabalho Trabalho
 É o ato de desvincular-se da empresa, seja por vontade própria ou por dispensa da empresa.

7 1

Documentos a Serem Documentos a Serem Apresentados na Homologação Apresentados na Homologação
 Guias de Recolhimento do FGTS dos seis

7 2

últimos meses;

 Carta de Preposto;  Carteira de Trabalho e Previdência Social

do empregado;

 Livro ou Ficha de Registro de Empregados;  Termo de Rescisão do Contrato de

Trabalho;

Documentos a Serem Documentos a Serem Apresentados na Homologação Apresentados na Homologação
 Comunicação de Dispensa, para o Seguro

7 2

Desemprego;

 Cópia do acordo coletivo ou convenção

coletiva de trabalho;

 Exame Médico Demissional.

7 3

7 4

Tipos de Dispensa Tipos de Dispensa
 Dispensa por Aposentadoria;  

7 5

Dispensa Sem Justa Causa; Dispensa Com Justa Causa;

 Pedido de Demissão.

Aviso Prévio Aviso Prévio
 Prazo de 30 dias anteriores à rescisão do

7 6

contrato do empregado, seja por pedido de demissão ou dispensa.

7 7

7 7

7 8

7 8

Direitos Adquiridos com a Direitos Adquiridos com a Rescisão Rescisão
 Pedido de Dispensa - menos de 1 ano
Direito a:
 Saldo de Salário;  13º Salário proporcional;

7 9

FGTS sobre os valores acima, a ser  depositado em conta vinculada.

Direitos Adquiridos com a Direitos Adquiridos com a Rescisão Rescisão
 Pedido de Dispensa - mais de 1 ano
Direito a:
 Saldo de Salário;  13º Salário proporcional;  FGTS sobre os valores acima, a ser

8 0

depositado em conta vinculada;

Direitos Adquiridos com a Direitos Adquiridos com a Rescisão Rescisão
 Férias Vencidas, se ainda não as tiver

8 0

gozado;

 Férias Proporcionais Indenizadas;  Acréscimo sobre Férias (mínimo de 1/3).

Direitos Adquiridos com a Direitos Adquiridos com a Rescisão Rescisão
Dispensa Sem Justa Causa - menos  de 1 ano
Direito a:
 Aviso Prévio;  Férias Proporcionais Indenizadas;  Acréscimo sobre Férias (mínimo 1/3);

8 0

Direitos Adquiridos com a Direitos Adquiridos com a Rescisão Rescisão
 13º Salário proporcional;  Saldo do FGTS;  Saldo de Salário;  40% do FGTS (a ser depositado em conta

8 0

vinculada).

Direitos Adquiridos com a Direitos Adquiridos com a Rescisão Rescisão
Dispensa Sem Justa Causa - mais de  1 ano
Direito a:
 Aviso Prévio; 

8 1

Férias Proporcionais Indenizadas;

Férias Vencidas, se ainda não as tiver  gozado;

Direitos Adquiridos com a Direitos Adquiridos com a Rescisão Rescisão
 Acréscimo sobre Férias (mínimo 1/3);  13º Salário proporcional;  Saldo do FGTS;  Saldo de Salário;  40% do FGTS (a ser depositado em conta

8 1

vinculada).

Direitos Adquiridos com a Direitos Adquiridos com a Rescisão Rescisão
 Dispensa Com Justa Causa - menos
de 1 ano

8 2

Direito a:
 Saldo de Salário;  FGTS sobre o valor acima, a ser

depositado em conta vinculada.

Direitos Adquiridos com a Direitos Adquiridos com a Rescisão Rescisão
 Dispensa Com Justa Causa - mais de
1 ano

8 4

Direito a:
 Saldo de Salário;  FGTS sobre o valor acima, a ser

depositado em conta vinculada;

Direitos Adquiridos com a Direitos Adquiridos com a Rescisão Rescisão
 Férias Vencidas, se ainda não gozadas;  Acréscimo sobre Férias vencidas e não

8 4

gozadas, de 1/3 (no mínimo).

Seguro Desemprego Seguro Desemprego
 Visa a Assistência financeira ao

8 5

trabalhador demitido sem justa causa.

 Promove orientação, recolocação e

qualificação profissional.

Considerações Finais Considerações Finais
 Rescisão do Contrato de Trabalho;  Documentos a Serem Apresentados;  Tipos de Dispensa;  Aviso Prévio;  Direitos Adquiridos pelo Empregado com a

8 7

Rescisão do Contrato;

 Seguro Desemprego.

Conclusão
Agora vocêde tudo, viu o quantodeinformática E, acima já possui condições a avaliar com Caso você queira ampliar seus conhecimentos pode facilitar o trabalhoédesses profissionais deo mais segurança o que ser um profissional e na área, procure fazer a leitura de livros Departamento Pessoal, pois viu, passo a passo, quanto o curso feito na S.O.S Computadores relacionados ao tema ou faça um Curso de as principais tarefas executadasna vida pode lhe abrir novos horizontes nesse Especialização. departamento. profissional.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->