Você está na página 1de 1

O Modelo de Auto‐Avaliação da Be: metodologias de operacionalização‐Parte II 

 
D. Gestão da BE
D.1 Articulação da BE com a Escola/Agrupamento. Acesso a serviços prestados pela BE.
«Acções Futuras»
Duas coisas que a BE deve deixar de fazer: Justificação
1. Deixar de fazer tarefas próprias da Assistente Operacional.  1. Quando a AO é requisitada para substituir colegas noutros locais as suas 
  funções ficam ao cargo do PB, da equipa ou dos professores colaboradores 
  que vêm prejudicado o seu trabalho de coordenação, planificação e dinami‐
  zação de actividades, bem como o apoio ao utilizador. 
   
2. Não ser local de castigo (mesmo em casos excepcionais).  2. Uma BE que contempla nos seus objectivos ser agradável, acolhedora e 
que pretende motivar e colaborar no sucesso educativo dos alunos, não 
pode ser encarada pelos mesmos como local de castigo 
Duas coisas que a BE deve continuar a fazer: Justificação
1. Ser ouvida na selecção de professores colaboradores.  1. Estes devem ser de várias áreas disciplinares para facilitar a articulação 
  com o currículo. Não devem prestar serviço na BE por obrigação mas sim 
  porque tem formação, experiência e gosto pelas BE. 
   
2. Promover a articulação com o currículo.  2. A actualização da colecção, a aquisição/utilização de outros recursos, a 
definição de estratégias e implementação de acções só fazem sentido em 
articulação com o currículo. Se não trabalharmos desta forma jamais 
conseguiremos marcar a nossa influência nos resultados escolares dos 
discentes. 
Duas coisas que a BE deve começar a fazer: Justificação
1. Envolver os encarregados de educação na planificação / dinamização 1. Será uma forma de envolver os pais / encarregados de educação na cultura
de actividades. escolar, no processo de ensino/aprendizagem dos seus educandos e
contribuirem no financiamento de actividades da BE.

2. Utilização de novos instrumentos para recolha de evidências. 2. Os novos instrumentos de recolha de evidências (questionários, Cheklists,
grelhas de observação…) permitirão ver resultados em termos de outcames.
A BE poderá mais facilmente aferir o impacto nos resultados escolares, ver
reconhecido o seu papel e mais-valias, envolver toda a comunidade educativa
na reflexão sobre os pontos fracos e apresentação de acções para a melhoria.
 
A formanda: Carmo Gonçalves  Página 1