Você está na página 1de 2

ATIVIDADE REFLEXIVA IV

NOME: Maria Vanuza Leles Camargos


RGM: 19539606
Unidade IV
Prática de Ensino em Educação Infantil
Pensando no lúdico e em jogos como auxilio de ensino, é fácil ter uma
percepção de quão importante pode ser para o processo de ensino
aprendizagem principalmente no que tange a educação infantil, pois,
considerando que o lúdico traz panoramas da vida real, é simples para que os
alunos façam uma interligação com as brincadeiras e sua realidade. Assim o
uso da ludicidade se faz interessante, já a proposta de jogo, caminha de
maneira paralela ao uso da ludicidade, pois a introdução de jogos abre
caminhos para as atividades em grupos, além de ativar raciocínio lógico e
possibilitar intimidade com a matemática, o português, geografia e as mais
diversas áreas do conhecimento, pois o jogo é interdisciplinar, e pode ser
utilizado no ensino das mais diversas áreas. Sobre isso Kiya (2014) cita Rau
(2007, p.32):
O entendimento do jogo como recurso pedagógico passa pela
concepção de que, se a escola tem objetivos a atingir e o aluno busca
a construção de seu conhecimento, qualquer atividade dirigida e
orientada visa a um resultado e possui finalidades pedagógicas.( Rau
(2007, p.32, apud KIYA, 2014 p. 12).

Assim apresentarei uma proposta de jogo e uma brincadeira que se


destinam a dialogar sobre as diversas possibilidades educativas existentes no
ato de brincar, onde o lúdico se posiciona como ferramenta didática para
transformar o processo educativo em algo menos complexo para o universo
infantil.
Árvore pedagógica e um jogo que se compõe basicamente de uma
caixa com um desenho de uma árvore cheia de furinhos, pinos coloridos de
verde e vermelho, 3 dados, sendo um de cores, um de quantidades e um com
sinais de mais e menos. O jogo consiste em dividir a turma em dois grupos e a
professora coordenar o jogo. O primeiro jogador lança o dado de cor e se
apropria da cor que o dado determinar, lança o segundo dado que é o dado do
sinal de mais ou menos, e o terceiro dado é sobre a quantidade de pinos que
ele coloca ou tira da árvore. Assim que o primeiro jogador finaliza sua jogada, a
vez é passada para o jogador adversário, quem acabar com seus pinos
coloridos primeiro ganha a primeira rodada, assim o time que acabar primeiro
ganha o jogo.
Esse jogo é indicado para crianças a cima de 5 anos, e trabalha cores,
sinais, e quantidades, podendo ser adaptável para outras contas mais
complexas e outras variações de jogos. Este jogo é uma ótima opção para o
trabalho com contas simples de soma e subtração, além de trabalhar
coordenação, associação de cores entre outras possibilidades.
Brincadeira do passa anel, é uma brincadeira simples que pode ser
feita na sala de aula com todos os alunos de uma vez só, ela consiste em
colocar todas as crianças voltadas para frente, uma das crianças vai passando
a anel de mão em mão com todos de mãos fechadas, e o anel para em uma
das crianças, quando a aluno que estava com anel, termina ele pergunta em
qual mão a anel ficou a acriança que acertar, ganha a vez de passar o anel.
Esta brincadeira é indicada a partir de 5 anos de idade e promove a
imaginação, a criatividade, atenção e ainda permite a interação entre todas as
crianças.
O uso de estímulos extras nas atividades da sala de aula como jogos e
brincadeiras, tem grande impacto na qualidade do ensino seja ele
especializado ou não, bem como no resultado positivo com relação ao
processo de inclusão por exemplo. Tanto o jogo quanto a brincadeira aqui
propostos, são possibilidades que se encaixam em espaços pequenos como a
sala de aula ou o pátio da escola.

Referencias:
KIYA, Marcia Cristina da Silveira. O uso de jogos e de atividades lúdicas como
recurso pedagógico facilitador da aprendizagem. OS DESAFIOSDA
ESCOLAPÚBLICAPARANAENSE NAPERSPECTIVA DO PROFESSOR, v. 3,
2014. Disponível em:<
http://www.diaadiaeducacao.pr.gov.br/portals/cadernospde/pdebusca/producoe
s_pde/2014/2014_uepg_ped_pdp_marcia_cristina_da_silveira_kiya.pdf> .
Acesso feito em: 28 nov, 2019.