Você está na página 1de 16

Noções de Hebraico

Bíblico e
Moderno

Alvíssaras
www.alvissaras.net
Noções de
Hebraico
Bíblico e
Moderno
Jorge Daniel Aucca Chavez

Alvíssaras
São Paulo, 2010
3

Licença:

Creative Commons: Atribuição-Uso Não-Comercial


Não a obras derivadas
3.0 Unported License “Todos os começos são difíceis”.
Alvíssaras - Cristianismo e Evangelho
Kol há-hateHalót Kashót
São Paulo - SP
alvissaras@alvissaras.net
www.alvissaras.net

Todos os direitos reservados.Nenhuma parte desta edição pode ser modificada


ou utilizada para fins comerciais – em qualquer meio ou forma, seja mecânico ou
eletrônico, fotocópia, gravação etc.

— Ficha catalográfica (a ser feita)


Prefácio ● Intodução a Línguas Semíticas, Hebraico, História e o Alef-Bet.
1ª Lição ● Introdução, quatro vogais e as letras NUN, DALET, ALEF até itém 14.
2ª Lição ● Da letra RÊSH (ítem 15), itém 27 (Recaptulação das letras) até ítem
35.
3ª Lição ● Da letra KAF (ítem 36) até ítem 50.
4ª Lição ● Do ítem 51, conj. VAV (52) até a letra ZAIN (ítem 65).
5ª Lição ● Da letra AÍN (ítem 66) até a letra TET (ítem 73 e final).
6ª Lição ● Do ítem 75 ao 91.
7ª Lição ● Do ítem 92, revisão do alfabeto, as 5 letras finais (93-94) os PRO-
NOMES (ítem 96); o verbo frequênte na Bíblia, ítem 97 até ítem 105 (amar) e
fazer (106).

Índice
8ª Lição ● Verbo ABENÇOAR (107) até o texto - ítem 113 e mais vocabulário
(114).
9ª Lição ● Ítem 115, Intrudução geral aos verbos.
10ª Lição ● Ítem 178 - Jesus e Pedro; o verbo Ter (ítem 180), até ítem 184.
11ª Lição ● Texto: o Muro das Lamentações (ítem 184-185) o artigo em Hebraico
(186), preposições (ítem 199-200).
12ª Lição ● A Conjunção VAV - (ítens 200-208).
13ª Lição ● Quandro de preposição ítem 209, texto - ítem 210 e vocabulário do
ítem 211.
14ª Lição ● Do ítem 212-214; Flexão das Palavras (ítem 214) até ítem 225. (ítem 325).
15ª Lição ● Advérbio de negação (ítem 225) até o texto “O Mar Salgado” e mais 28ª Lição ● Isaias 59:19 (ítem 326); Livros do Antigo Testamento, ítem 327;
vocabulário - ítem 232. Leitura dos meses (328); I Samuel 16:18 (329).
16ª Lição ● Os 7 Nomes (ítem 232 até 244). 29ª Lição ● Texto - Leitura: 330 e 331; Estudo do Salmo 121 (ítem 332).
17ª Lição ● Ítem 246 - treinamento com as letras p(PÊ) e p(FÊ); objeto direto 30ª Lição ● Salmo 122 (ítem 333) Leitura e vocabulário: ítens 333-334.
ta(ét) - ítem 250, 251 e final. 31ª Lição ● Estudo: Jeremias 1:11-12 (ítem 336); Salmo 137:4-5 (ítem 337); os 10
18ª Lição ● ta - Flexionado (ítem 251; 253) o verbo amar (ítem 254); substantivo Mandamentos (ítem 338).
(ítem 255) até 260. 32ª Lição ● Texto - Leitura e vocabulário (339-340) Leitura : Hino Nacional de
19ª Lição ● A benção do pão e do vinho (ítem 260-262); o valor numérico das Israel (341)
letras (ítem 260-262); o valor numérico das letras (ítem 263); A benção apostólica 33ª Lição ● Leitura: Pai Nosso (ítem 342. O estudo do Imperativo Negativo: ítem
(265) e sacerdotal (266) e mais o texto do ítem 267. (343-350).
20ª Lição ● Numerais de 1 a 10 (ítem 268-269); verificar ítem 270, leituras dos 34ª Lição ● Leitura e consideração: os livro do TANARH (351); Joel 2:23 (ítem
países, cidades e locais - ítem 270. O estudo do Construto: ítem 271. 352) e Êxodo 23:26 (353) Leitura: Manchetes de Jornal de Israel até 355.
21ª Lição ● Texto ítem 284 e 285 o Adjetivo: ítens 286 a 290. 35ª Lição ● Texto Leitura (356) e vocabulário (357).
22ª Lição ● Pronomes Demonstrativos (ítem 291-294) adv. Interrogativos. 36ª Lição ● Estudo de Gênesis 1:1-8; (ítem 358) e Deuteronômio 6:4-9 (359).
23ª Lição ● Quadro geral dos Interrogativos (ítem 294 a 300); texto: Samuel o Juiz 37ª Lição ● Deuteronômio 8:8 (360) e termos da agricultura na Bíblia, ítem 361.
(ítens 301-302). 38ª Lição ● Texto - Leitura (363-364)
24ª Lição ● Resumo de Adjetivos (ítem 302); família - ítem 303; cores na Bíblia: 39ª Lição ● Partes do corpo na Bíblia (nomes) ítem 365 e leitura de expressões
304-310. usuais em hebraico - 366.
25ª Lição ● Númerais , Cardinais e Ordinais mais (ítens 311 a 316). 40ª Lição ● Leitura e consideração de roteiro de Palavras ; ítem 367.
26ª Lição ● Texto e Vocabulário: ítem 317; Numerais ordinais na criação - ítem 41ª Lição ● Significados dos Noems de Deus no TANACH ítem 368
320; mais ítens 321-322. 42ª Lição ● Revisão Letras Cursivas (370)
27ª Lição ● O texto “Davi e Golias” (ítem 323), vocabulário (324); O Salmo 23 43ª Lição ● Leituras Suplementares: ítens 371 a 376.
Esta obra trata-se de um livro prático, destinado para professores de Seminários,
estudantes de Teologia em geral, e para quem mais se interessar pelo hebraico, a
Língua de Canaã: Isaias 19:18.

Numa metodologia diferente, esta obra facilita a aprendizagem do hebraico bíblico


e moderno mas também o seu estudo para o Mitelamed
( ), o Autodidata.

O conteúdo aqui apresentado é de livre publicação, desde que citada a fonte.

Foi durante meus estudos de hebraico com um rebe ortodoxo (título entre os
rabinos), que pensei em criar este livro, com o objetivo de auxiliar na compreensão
das peculiaridades da língua hebraica. Neste livro pretendemos falar um pouco da
cultura, a evolução da escrita e hebraico moderno.

Os primeiros assuntos serão para situar o leitor à cultura hebraica, da escrita cur-
siva e impressa, e falaremos brevemente sobre a arqueologia, mas não nos apro-
fundaremos pois este não é o intuito do livro.

As lições do livro são divididas em 3 partes, sendo uma para orientação do aluno,
uma parte de exercícios e o vocabulário da lição estudada. O livro é composto
de 45 lições. Acreditamos que após a leitura deste livro, seguindo todas as orien-

Prefácio
tações de estudo, o aluno será capaz de compreender a escrita proto-semítica, do
hebraico moderno, além de realizar a leitura de textos bíblicos e a formulação de
pequenas frases.

Esperamos que goste desta Obra,

Ao Eterno toda a Glória!

Jorge Daniel Aucca Chavez


1. À medida que o estudante dominar as letras, as palavras ou os versículos,
deve, aos poucos, deixar de olhar a transliteração.

2. Sempre há espaço para exercícios ou escrita das palavras em hebraico.

3. Todas as palavras devem ser escritas em hebraico cursivo, por questão de


aprendizagem.

4. Convém atentar para isto: exercícios e leitura de letras, palavras, frases e


textos em hebraico devem ser, sempre, praticados em voz alta.

5. Sempre que disponível, utilize o áudio, servirá como material complementar do


curso.

6. O vocabulário deverá ser memorizado, guarde o maior número de palavras e
seu significado. Isso ajudará nas leituras e traduções dos textos e exercícios.

Orientações de
Estudo
8 PREFÁCIO: IntRodução ÀS Línguas Semíticas, Hebraico, História e o Alef-Bet - www.alvissaras.net 9
INTRODUÇÃO ÀS LÍNGUAS SEMÍTICAS O HEBRAICO

A língua hebraica é a língua de Canaã, a língua dos hebreus. Acredita-se que os


hebreus são os descendentes de Eber, “hebreus” em hebraico é “Ivri’im”, literalmente
significa “os filhos de Éber” ou “eberitas”.
E a Sem nasceram filhos, e ele é o pai A partir de agora, ao mencionarmos a palavra “hebraico”, utilizaremos ”ivrit” em seu
de todos os filhos de Éber, o irmão mais lugar, pois é o seu equivalente em hebraico.
velho de Jafé.
(Gn 10:21)
O ALEF-BET

Comumente chamamos de línguas semíticas os idiomas falados no Oriente Médio e O alef-bet o termo utilizado para referirmos ao alfabeto hebraico, composto por 22
na África do Norte. Todavia, o adjetivo “semítico” usado quanto ao estudo desse idi- consoantes e nenhuma vogal. Por se tratar de uma língua oriental, a leitura de textos
oma parece não ser o termo correto, pois o adjetivo semítico é derivado da palavra é feita da direita para a esquerda.
Sem, nome de um dos filhos de Noé. As línguas semíticas são a família mais nordeste
das línguas afro-asiáticas, formalmente conhecidas como camito-semíticas. Você deve estar se perguntando, “como ler textos que não possuem vogais ou um
As línguas semíticas formam uma família de idiomas que cobre um longo período equivalente?”
histórico, deste o terceiro milenio A.E.C. com o acádico e ugarítico. entre outros, até No passado os massoretas (escribas judeus que buscaram preservar e cuidar das
o presente com o árabe, amárico e hebraico. escrituras) inventaram um sistema de sinais que permitiu preservar a pronúncia dos
Das línguas semíticas (dos filhos de Sem), podemos destacar: textos sagrados ao longo da história, estes símbolos acompanham as letras hebraicas
(são conhecidos como sinais massoréticos) e facilitam a leitura e a pronuncia correta
Siríaco de textos. O hebraico moderno não utiliza os símbolos massoréticos.
Aramaico Estas línguas se desenvolveram paralelamente, e não derivaram uma das
Hebraico outras. Cada letra em ivrit tem um significado literal, o formato das letras lembram o seu sig-
Árabe nificado como veremos mais adiante.
Amárico
Fenício por exemplo:
Ugarítico Estas línguas deixaram de ser faladas
Acádico PAI: AB ‫( אב‬utiliza-se a letra ALEF [‫ ]א‬e o BET [‫)]ב‬
Cananeu O ALEF significa literalmente o BOI, e o BET significa literalmente a CASA, o boi é
Eblaita simbolo de força, portanto, PAI (AB) significa “o forte da casa”.
Ge’ez
10 PREFÁCIO: IntRodução ÀS Línguas Semíticas, Hebraico, História e o Alef-Bet - www.alvissaras.net 11
Na Bíblia, os nomes próprios sempre carregam algum significado, por exemplo: NOME SIGNIFICADO

ADÃO (o primeiro homem): ADAM (‫ אדם‬- literalmente significa homem) (Adão) Adam Homem
(Sete) Seth Apontado
O nome é composto por outras palavras, podemos citar ADAMÁ (solo vermelho ou (Enos) Enosh Mortal
terra), ou então ADOM(vermelho) + DAM(sangue, que na cultura judaica significa (Quenã) Kenan Aflição, Sofrimento
vida). (Maalalel) Mahalalel O Deus Bendito
(Jarede) Jared Descerá
Os judeus consideram o ivrit como LESHON HAKODESH, ou seja, a língua sagrada, (Enoque) Enoch Ensinando, Ensinamento
pois os judeus acreditam que o SENHOR usou o ivrit para falar com os Hebreus. (Matusalém) Methuselah Sua morte trará
(Lameque) Lamech O desesperado
A Bíblia hebraica é chamada de TANACH (palavra derivada de TORAH, NEVIIM, (Noé) Noah Conforto, Descanso
KETUVIM, que significam Lei, Profetas e Escritos respectivamente). Desde antes de
Jesus Cristo, a Bíblia (Antigo Testamento) já era chamada classificada.
A frase formada é interessante:
O ivrit não possui um sistema numérico independente do alfabeto, representamos os
números com as letras hebraicas. [Ao] homem é apontada mortal aflição, [mas] O Deus Bendito Descerá ensinando
[que] sua morte trará ao desesperado [o] conforto/descanso.
Depois dessas informações, você pode imaginar como os judeus lêem e compreen-
dem a Bíblia. Para o judeu, cada versículo da TANACH é um cosmos de interpre-
tações, cada letra, cada palavra, tem um significado, um peso numérico e diversas
formas de interpretação.

Por exemplo:

Em Genesis 5 temos a genealogia de ADÃO até NOÉ, listamos o significado de cada


nome logo abaixo:.
12 PREFÁCIO: IntRodução ÀS Línguas Semíticas, Hebraico, História e o Alef-Bet - www.alvissaras.net 13
Observe o quadro abaixo:

A primeira letra do Alef-Bet é o ALEF e a última é o TAV. Algumas letras mudam de formato quando posicionadas no final de uma palavra
Repare que cada letra representa uma consoante. (transmutação), esse é o caso do KAF, MEM, NUN, PAY (PEI), TSADE.
A escrita cursiva (letra de mão) é bem diferente da impressa (letra de forma).
Há duas letras, ALEF e AYIN que não tem som próprio, não tem pronuncia (são Decore o ALEF-BET antes de prosseguir para o próximo tópico.
mudas), e acaba assumindo o som da vogal que lhe é aplicada (sinal massorético), Para auxiliá-lo, escute o áudio que acompanha a primeira parte deste
em breve detalharemos isso. estudo.
14 PREFÁCIO: IntRodução ÀS Línguas Semíticas, Hebraico, História e o Alef-Bet - www.alvissaras.net 15
MESHE STELE - A PEDRA MOABITA Os judeus ortodoxos acreditam possuir a pronuncia correta do Tetragrama, e a pro-
nunciam apenas uma vez por ano. Outros acreditam que a verdadeira pronuncia foi
Na página anterior visualizamos o Alef-Bet, porém o formato das letras hebraicas perdida com o decorrer da história, pois os massoretas não colocaram as vogais no
nem sempre foram assim. Como dissemos antes, cada letra tinha um significado, Tetragrama, justamente para não permitir que o Nome de Deus seja usado em vão
nos aprofundaremos mais no assunto no próximo tópico. (Êxodo 20:7).

Mas enquanto isso, falaremos sobre a Meshe Stele, também Devido a isso, os judeus em geral escrevem D-us ou D’s,
conhecida como a Pedra Moabita. chamam O SENHOR apenas de ADONAI ou HASHEM
(HaShem significa “O NOME”).
Este artefato arqueológico é muito importante, pois nela
esta registrada a conquista de Moabe por Omri, rei de No livro de Atos podemos encontrar o uso do HaShem
Israel. Este registro completa e confirma o relato bíblico (O Nome), indicando que o judaismo estava presente
encontrado em II Reis 3:4-27. no cristianismo primitivo.

O mais interessante neste artefato, é que podemos


encontrar o registro do nome de Deus. “Pela fé no nome de Jesus, O Nome curou este homem
Isso mesmo, você entendeu direitinho, O Nome de Deus que vocês vêem e conhecem.
esta registrado na Pedra Moabita. A fé por meio dele lhe deu esta saúde perfeita, como todos
podem ver.”
O nome de Deus é formado por quatro consoantes (Atos 3:16 - NVI)
YUD, HE, VAV, HE (lembre-se que a leitura é feita da
esquerda para a direita), conhecido como o Tetragrama
Sagrado, não sabemos a pronuncia correta deste No Novo Testamento (Brit Hadasha) encontramos muitas
Nome, apenas possíveis formas de pronunciá-lo. passagens que remetem o lado judaico dos apostolos e
do próprio Senhor Jesus Cristo.

Usando a tabela do Alef-Bet, a ordem das vogais são:


IHWH ou IHVH

IEHOVA = Jeová
IAHWEH = Iavé
16 PREFÁCIO: IntRodução ÀS Línguas Semíticas, Hebraico, História e o Alef-Bet - www.alvissaras.net 17
A ESCRITA CUNEIFORME Algumas pessoas acreditam que a Lei dos Hebreus (Torah) foi derivada do Código
de Hamurabi, podemos citar a Pena de Talião como exemplo: “Olho por olho, dente
A escrita cuneiforme foi por dente”, essa frase do Código de Hamurabi é a mesma encontrada em Êxodo
desenvolvida pelos sumérios por 21:24, Deuteronômio 19:21 e Mateus 5:38.
volta de 3500 A.E.C., chamamos
de escrita cuineiforme a certos
tipos de escrita feitas com auxílio
de objetos em formato de cunha.
Inicialmente a escrita representava
formas do mundo (pictogramas),
mas por praticidade as formas
foram se tornando mais simples e
abstratas.

A escrita cuneiforme foi adotada


subsequentemente pelos
acadianos, babilônicos, elamitas,
hititas e assírios e sofreu
alterações diversas em cada
civilização; foi extensamente usada na Mesopotâmia durante aproximadamente 3 mil
anos, a sua invenção ficou a dever-se às necessidades de administração dos palá-
cios e dos templos (cobrança de impostos, registro de cabeças de gado, medidas de
cereal, etc.).

Alguns pesquisadores acreditam que os dois conjuntos de leis diferem, pouco na


O CÓDIGO DE HAMURABI prosa mas muito no espírito.

O Código de Hamurabi é um dos mais antigos conjuntos de leis escritas já encontra-


dos, e um dos exemplos mais bem preservados deste tipo de documento da antiga
Mesopotâmia. Estima-se que tenha sido elaborado pelo rei Hamurabi por volta de
1700 A.E.C..

Talhado em rocha, o este código de leis foi escrito com letras cuneiforme acádica,
apresenta 282 leis em 3.600 linhas.
18 PREFÁCIO: IntRodução ÀS Línguas Semíticas, Hebraico, História e o Alef-Bet - www.alvissaras.net 19
A EVOLUÇÃO DO ALEF-BET
20 PREFÁCIO: IntRodução ÀS Línguas Semíticas, Hebraico, História e o Alef-Bet - www.alvissaras.net 21
Pudemos observar que o Alef-Bet mudou de formato até chegar no ivrit moderno, Agora que temos a transcrição do Tetragrama Sagrado em fenício, poderemos identi-
podemos ver os significados de cada letra na coluna “figurações aparentes” da tabela fica-lo nas inscrições da Pedra Moabita.
anterior.
3. Na próxima página, identifique o Tetragrama Sagrado na Pedra Moabita:
Mencionamos na página 5 que na Pedra Moabita esta registrado o do Nome de
Deus. 4. Abaixo, a tabela contendo o Alef-Bet. (Leitura da esquerda para a direita, de cima
para baixo). Na ultima página, pratique a escrita cursiva do Alef-bet
1. Utilizando a tabela da página 4, translitere na linha “A” o Tetragrama para o nosso
idioma;

2. Utilizando a tabela da página anterior, Translitere na linha “B“ o Tetragrama em


caracteres fenícios do tipo “inscrição de Yekhimik”, pois se tratam de caracteres pare-
cidos.
Lembre-se, cada letra do Tetragrama corresponde a uma lacuna e sua escrita é da
direita para a esquerda:

A: _______ ______ _______ _____

B: _______ ______ _______ _____


23 PREFÁCIO: IntRodução ÀS Línguas Semíticas, Hebraico, História e o Alef-Bet - www.alvissaras.net 24
PRATIQUE O ALEF-BET EM LETRAS CURSIVAS