UNIVERSIDADE DA REGIÃO DE JOINVILLE – UNIVILLE DEPARTAMENTO DE DIREITO

TURMA: 5AN Aluno: Alan Gicélio da Silva Testoni Matéria: Direito Processual Penal I Tema do Trabalho: Insanidade mental do acusado

JOINVILLE/SC

149. ascendente. durante esta suspensão. § 1º. ordenar a realização do mesmo. bem como se apresenta desenvolvimento mental incompleto ou retardado. de ofício ou a requerimento do Ministério Público. ao tempo da ação ou da omissão. do CPP. Uma vez apresentado o laudo pelos peritos. Segundo art. ordenar nova perícia por outros peritos. Nota-se que em todos os casos é o juiz quem determina a instauração do incidente. por doença mental ou desenvolvimento mental incompleto ou retardado. O laudo médico-legal dos peritos deve explicitar o quadro clínico do acusado. portanto. o juiz ordenará a suspensão da ação principal. Diante do exposto o exame médico legal do acusado é instaurado quando há dúvidas de sua higidez mental. Deve-se atentar para o fato de que. podendo. 26 do CP. descendente. tinha capacidade de entender a ilicitude do fato e agir de acordo com este entendimento. Deverá o laudo. embora devam ser realizadas diligências. inclusive. ou se traz perturbação em sua saúde mental. segundo o disposto no art. era. como por exemplo. irmão ou cônjuge do acusado. mediante representação da autoridade policial ao juiz competente. o exame ser ordenado na fase do inquérito. Cabe ainda dizer que. sendo deferido o exame. não fica o juiz vinculado a ele.UNIVERSIDADE DA REGIÃO DE JOINVILLE – UNIVILLE DEPARTAMENTO DE DIREITO Insanidade Mental do acusado O incidente de insanidade mental visa perquirir se o indivíduo. inteiramente incapaz de entender o caráter ilícito do fato ou de determinar-se de acordo com esse entendimento. que possam ficar prejudicadas pelo adiamento. no momento da ação ou omissão. Poderá. ainda. é isento de pena o agente que. ainda. pode o juiz. o prazo prescricional flui normalmente. a oitiva de testemunhas enfermas. fornecendo os autos elementos que indiquem tais dúvidas. tratar da capacidade de auto determinação do réu no momento da prática do delito. demonstrando se este é ou não portador de doença mental. curador. defensor. .

facs.br/revistajuridica/edicao_dezembro2002/corpodiscente/e miliasampaio. DE 7 DE DEZEMBRO DE 1940 SAMPAIO. O incidente de insanidade mental no processo penal. DECRETO-LEI Nº 2.doc Último acesso em 13 de novembro de 2010 .UNIVERSIDADE DA REGIÃO DE JOINVILLE – UNIVILLE DEPARTAMENTO DE DIREITO BIBLIOGRAFIA DECRETO-LEI Nº 3. Acesso em: http://www.848. DE 3 DE OUTUBRO DE 1941.689. Emília.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful