Você está na página 1de 1

A INDEPENDÊNCIA DO BRASIL (1822) A Inglaterra, em 1826, reconhece a Independên-

1. DIA DO FICO cia do Brasil, mas exige a extinção do tráfico ne-


O Dia do Fico (09/jan/1822): a aristocracia rural, greiro.
que formava o Partido Brasileiro, manifesta inte-
resse e, com muita insistência, pede que o Exercícios
príncipe regente D. Pedro fique e proclame a
independência política do Brasil. 01. (FGV) A instalação da Corte portuguesa
O príncipe D. Pedro disse: “Como é para o bem no Rio de Janeiro, em 1808, represen-
de todos e felicidade geral da nação, estou pron- tou uma alternativa para um contexto de
to. Diga ao povo que fico”.
crise política na Metrópole e a possibili-
2. TRAMA POLÍTICA
dade de implementar as bases para a
01. (FUVEST) “... quando o príncipe regente Jogada política da classe dominante: havia
formação de um império luso-brasileiro
português D. João chegou de malas e baga- senhores de terras e de escravos (aristocracia ru-
ral) para preservar os interesses da classe pro- na América. Das alternativas abaixo,
gens para residir no Brasil, houve um gran-
de alvoroço na cidade do Rio de Janeiro. prietária de terras. assinale aquela que NÃO diz respeito
Afinal era a própria encarnação do rei [...] A aliança do príncipe D. Pedro com o Partido Bra- ao período joanino.
que aqui desembarcava. D. João não pre- sileiro deixava claro que a Independência do Bra-
sil não passaria de um arranjo político para ga- a) Ocupação da Guiana Francesa e da Pro-
cisou, porém, caminhar muito para alojar-
rantir os poderes nas mãos dos grupos proprie- víncia Cisplatina e sua incorporação ao
se. Logo em frente ao cais, estava localiza-
tários de terras e de senhores de escravos. Império Português, como resultado da
do o Palácio dos Vice-Reis”.
Criou-se a Lei do Cumpra-se, em maio de 1822.
(Lilia Schwarcz. As Barbas do Imperador.) política externa agressiva adotada por D.
Ficava determinado que todos os decretos de
João.
O significado da chegada de D. João ao Rio Portugal só teriam validade se tivessem a ordem
de Janeiro pode ser resumido como “cumpra-se” do príncipe regente. b) Abertura dos portos da Colônia às na-
a) decorrência da loucura da rainha Dona Maria I, 3. FORMA DE GOVERNO ções aliadas de Portugal, como a Ingla-
que não conseguia impor-se no contexto polí- Ficaria determinado que o Brasil adotaria a mo- terra, dando início a uma fase de livre-co-
tico europeu; narquia como forma de governo, pois assim o mércio.
b) fruto das derrotas militares sofridas pelos por- povo ficaria afastado das decisões e a escravidão c) Ocorreu uma inversão da relação entre
tugueses ante os exércitos britânicos e de Na- se manteria.
metrópole e colônia, já que a sede polí-
poleão Bonaparte; 4. CONSERVADORISMO
c) inversão da relação entre metrópole e colônia, tica do império passava do centro para a
Era necessário manter o ideal conservador, ou periferia.
já que a sede política do império passava do
seja, as elites dominantes não aceitariam mudan-
centro para a periferia; d) Atendeu às exigências do comércio britâ-
ças profundas. A Independência não significou
d) alteração da relação política entre monarcas e nico, que conseguiu isenções alfandegá-
uma ruptura com o passado colonial. O Brasil
vice-reis, pois estes passaram a controlar o
continuava mantendo: rias.
• A estrutura latifundiária;
mando a partir das colônias;
e) Ocorreu a Revolução Pernambucana de
e) imposição do comércio britânico, que precisa- • Uma economia agrária;
• O atendimento ao mercado externo;
va do deslocamento do eixo político para con- 1817, que defendia o separatismo com
seguir isenções alfandegárias. • A monocultura; governo republicano e a manutenção da
02. (PUC–PR) A Inglaterra pressionou Portugal • A mão-de-obra escrava; escravidão.
para que este reconhecesse a independên- • A dependência ao capital estrangeiro. Nesse
caso, ao capital inglês. 02. (PUCCAMP)
cia do Brasil, o que proporcionaria o reco-
nhecimento por outras potências européias. 5. DEPENDÊNCIA AOS INGLESES
Para fazê-lo, Portugal exigiu e o Brasil assi- O Brasil alcançava sua Independência apenas
nou um tratado em que: política; em termos econômicos e financeiros,
a) estabelecia que somente os portugueses po- ficaria dominado pelo capital inglês, que imporia
deriam futuramente fixar-se no Brasil como acordos que lhe auferissem vantagens.
imigrantes. 6. INDEPENDÊNCIA CONTESTADA
b) o Príncipe D. Miguel ficava reconhecido suces- Algumas províncias não aceitaram a Independên-
sor de D. Pedro I no trono do Brasil. cia política do Brasil porque essas regiões não
c) se comprometia a abandonar a Província Cis- eram dominadas pela aristocracia rural, e sim pe-
platina ou Uruguai. los comerciantes portugueses. A Independência
d) pagava 2 milhões de libras esterlinas como não lhes traria benefícios políticos. Observe a figura acima
compensação pelos interesses lusos deixados As províncias que contestaram o processo eman- No início do século XIX, o movimento
em sua antiga colônia. cipatório foram: de embarcações estrangeiras no Rio de
e) estabelecia um tribunal de exceção para julgar a) Piauí;
os portugueses que se envolvessem em deli- b) Bahia; Janeiro aumentou consideravelmente,
tos no Brasil. c) Maranhão; em função da Abertura dos Portos. Es-
d) Grão-Pará (Pará e Amazonas); sa medida significou, principalmente,
03. (MACKENZIE) “A Independência brasileira é e) Província Cisplatina (hoje, Uruguai).
fruto mais de uma classe do que da nação para o Estado português
O governo imperial contratou exércitos mercená-
tomada em seu conjunto”. (Caio Prado Jr) a) o apoio político dos grandes proprie-
rios a fim de se dirigir a essas províncias e forçá-
Identifique a alternativa que justifica e com- las a aceitar a Independência brasileira, comuni- tários rurais brasileiros, principal alvo
plementa o texto. cando-lhes que o Brasil não mais estaria ligado a dessa medida.
a) A Independência foi liderada pelas camadas Portugal. Pierre Labatut, John Grenfell, Lord b) o aumento dos lucros dos comerciantes
populares e acompanhada de profundas mu- Cochrane e John Taylor foram os principais ofi-
portugueses, que ampliaram suas expor-
danças sociais. ciais estrangeiros contratados pelo Império brasi-
leiro. tações.
b) O movimento da Independência foi uma ação
da elite, preservando seus interesses e privilé- 7. RECONHECIMENTO DA INDEPENDÊNCIA c) a consolidação da Independência em re-
gios. lação à Inglaterra, sendo estabelecidos
O primeiro país a reconhecer a Independência do
c) Os vários segmentos sociais uniram-se em Brasil foram os Estados Unidos, em 1824. Os laços comerciais com outras nações.
função da longa guerra de Independência. norte-americanos defendiam a Doutrina Monroe, d) a solução para a sobrevivência econômi-
d) Os setores médios urbanos comandaram a lu- que diz: “A América é para os americanos”. ca do Estado, tendo em vista a conturba-
ta, fazendo prevalecer o modelo político dos Portugal, em 1825, assinava o Tratado Luso-
radicais liberais. da situação européia.
Brasileiro, que reconhecia a Independência brasi-
e) A aristocracia rural não temia a participação da leira, mediante o pagamento de dois milhões de e) a reação antinapoleônica, uma vez que
massa escrava no processo, extinguindo a es- libras esterlinas. essa medida derrotou o Bloqueio Conti-
cravidão logo após a Independência. nental.