Você está na página 1de 2

SINAIS E SINTOMAS

O principal sintoma é a diarréia volumosa, que começa de repente,


acompanhada por vômitos, mas raramente por febre e dores
abdominais. As fezes são líquidas, acinzentadas sem odor fétido
nem sinais de sangue ou pus. Em questão de poucas horas, a
perda excessiva de água e de sais minerais nas evacuações pode
resultar em desidratação grave, baixa expressiva da pressão
arterial, insuficiência renal e coma, que pode levar à morte.

Transmissão

A cólera é transmitida através da ingestão de água ou alimentos


contaminados com cistos. São necessários em média 100 milhões
de víbris (e no mínimo um milhão) ingeridos para se estabelecer a
infecção, uma vez que não são resistentes à acidez gástrica e
morrem em grandes números na passagem pelo estômago.

Medidas de Prevenção:

* Lave constantemente as mãos com água e sabão, qualquer


sabão;

* Evite ingerir alimentos crus ou mal cozidos, se não tiver certeza


sobre sua origem e formas de preparo;

* Use hipoclorito de sódio para purificar a água que não foi


devidamente tratada;

* Mantenha limpos todos os utensílios usados na mesa e na


cozinha;

* Mergulhe verduras, legumes e frutas na água com algumas gotas


de hipoclorito ou uma colher de água sanitária antes de consumi-
los;

* Não consuma alimentos de procedência duvidosa.


Tratamento

O tratamento imediato é o soro fisiológico ou soro caseiro para


repor a água e os sais minerais: uma pitada de sal, meia xícara de
açúcar e meio litro de água tratada. No hospital, é administrado de
emergência por via intravenosa solução salina. A causa é
adicionalmente eliminada com doses de antibiótico (a doxiciclina).
Medicamentos antidiarreicos não são indicados, já que facilitam a
multiplicação da bactéria por diminuírem o peristaltismo intestinal.

CAUSADOR

A bactéria causadora é o vibrião colérico ou Vibrio cholerae¸ em


forma de vírgula, móvel, que se desenvolve no intestino humano
e produz a toxina responsável pela doença. O vibrião colérico foi
descoberto em 1883 por Robert Koch, cientista inglês, um dos
pais da microbiologia.

O agente etiológico da cólera é encontrado nas fezes das


pessoas infectadas, doentes ou não. O homem, único
reservatória do vibrião, chega a eliminar 10 milhões de bactérias
por grama de fezes.

DIAGNÓSTICO

O diagnóstico é por cultura em meio especializado alcalino de amostras fecais.


A identificação é por microscopia e liocemia

CONSEQUENCIAS

A gravidade e consequências da cólera depende da quantidade de bactérias


ingeridas e do estado de saúde do indivíduo contaminado, podendo manifestar
desde uma leve diarréia a uma diarréia intensa e potencialmente fatal.