BIOMAS DA BIOSFERA E OS PRINCIPAIS ECOSSISTEMAS BRASILEIROS Conjunto de todas as áreas da Terra onde existe vida (incluindo zonas profundas

dos oceanos e parte da atmosfera) O "ecossistema" inteiro da Terra Biomas são as grandes formações vegetais encontradas nos diferentes continentes e devidas principalmente aos fatores climáticos (temperatura e umidade) relacionados à latitude. Embora represente apenas 28% da área total do globo, este apresenta um grande número de espécies. Os biomas que o compõe englobam animais e vegetação existentes em um dado clima. Os principais biomas terrestres são: Tundra, Taiga, Floresta temperada, Floresta tropical, Campos e Desertos. Biociclo Terrestre ou Epinociclo É constituído por diferentes Biomas que estão na dependência dos fatores abióticos. Isto significa que dependendo dos fatores abióticos teremos um tipo de Bioma. Dos componentes abióticos a energia radiante recebida na Terra e o vapor d'água são fatores importantes. Considerando-se esse dois fatores fundamentais, podemos dividir os Biomas terrestres em: a) Tundra Localiza-se no Círculo Polar Ártico. Compreende Norte do Alasca e do Canadá, Groelândia, Noruega, Suécia, Finlândia, Sibéria. Recebe pouca energia solar e pouca precipitação, esta ocorre geralmente sob forma de neve e o solo permanece a maior parte do ano gelado. Durante a curta estação quente (2 meses) ocorre o degelo da parte superior, rica em matéria orgânica, permitindo o crescimento dos vegetais. O subsolo fica permanentemente congelado (permafrost). A Tundra caracteriza-se por apresentar poucas espécies capazes de suportar as condições desfavoráveis. Os produtores são responsáveis por capim rasteiro e com extensas áreas cobertas por camadas baixas de liquens e musgos. Existem raras plantas lenhosas como os salgueiros, mas são excessivamente baixas (rasteiras). As plantas completam o ciclo de vida num espaço de tempo muito curto: germinam as sementes, crescem, produzem grandes flores (comparadas com o tamanho das plantas), são fecundadas e frutificam, dispersando rapidamente as suas sementes. No verão a Tundra fica mais cheia de animais: aves marinhas, roedores, lobos, raposas, doninhas, renas, caribus, além de enxames de moscas e mosquitos. Predominam animais que migram ou hibernam (Maioria dos animais são aves insetívoras, lebres, caribus, lobos, raposas) Permanentemente ficam os ursos polares, bois almiscarados, lobos árticos. b) Taiga Também chamada de floresta de coníferas ou floresta boreal. Localiza-se no norte do Alasca, Canadá, sul da Groelândia, parte da Noruega, Suécia, Finlândia e Sibéria. Partindo-se da Tundra, à medida que se desloca para o sul a estação favorável orna-se mais longa e o clima mais ameno. O inverno é muito frio e o verão é curto, porém mais longo que do da Tundra. Em conseqüência disso a vegetação é mais rica, surgindo a Taiga. Na Taiga os abetos e os pinheiros formam uma densa cobertura, impedindo o solo de receber luz intensa. A vegetação rasteira é pouco representada. O período de crescimento dura 3 meses e as chuvas são poucas. Temperatura oscila entre -54°C e 21C Os animais são representados por alces, focas, renas, veados, ursos, lobos, raposas, linces, arminhos, martas, esquilos, socis morcegos, coelhos, lebres,tigres e avesdiversas como por exemplo pica-paus e falcões. Os charcos e pantanosos que surgem no Verão

onça-pintada. jequitibá-rosa. leste da àsia. com estações chuvosas longas . Coréia. centro-leste da Eurásia.constituem um ótimo local para a procriação de uma grande variedade de insectos. A principal característica da floresta tropical é a sua estratificação. quente e úmido. Nítidas estações do ano. carvalho. c) Floresta Caducifólia ou Floresta Decídua Temperada Predomina no hemisfério norte. briófitas. em dez mil metros quadrados encontramos cerca de 100 espécies de árvores além de epífitas ecipós. As secas são raras e não muito severas. há muito sol. esquilos. carvalhos. bordo. O suprimento de energia é abundante e as chuvas são regulares e abundantes. insetos. Muitas aves migradoras vêm até à Taiga para nidificar e alimentar-se desses insetos. que chegam a 20 m de altura. No inverno a vegetação aumenta. e raras vezes cobre o solo durante toda a estação. anfíbios. bicho-preguiça. Japão e partes da China. que depois sobe. constituída por mamíferos diversos (ursos. Uma das principais características da floresta tropical é a biodiversidade vegetal e animal. paubrasil. peroba. leste dos Estados Unidos. . É no verão que acontece o fenômeno mais curioso da floresta temperada: as plantas caducifólias ganham uma coloração dourada ou marrom nas folhas. inúmeras aves. O número de espécies é muito grande. Nelas aparecem árvores de grande e médio porte como bromélias. Neste Bioma. o calor e a humidade podem chegar a ser elevados. distribuída durante todo o ano. a maioria dos arbustos e árvores perde as suas folhas no outono e os animais migram.orquídeas. a quantidade de espécies de insetos e animais ainda é desconhecida Flora: São fechadas e heterogêneas. outras a 10 m e 5 m de altura. Este estrato médio é quente. Climas úmidos e quentes. etc. As plantas são representadas por árvores ditotiledôneas como nogueiras. A localização dos campos é muito variada: centro-oeste dos Estados Unidos. Na floresta amazônica. que se funde rapidamente.Clima sazonais ou temperados secos. d) Floresta Tropical ou Floresta Pluvial ou Floresta Latifoliada A floresta tropical situa-se na região intertropical. Fauna: Mico-leão-dourado. A maior área é a Amazônia. A quantidade de energia radiante é maior e a pluviosidade atinge de 750 a 1. A parte superior é formada por árvores que atingem 40 m de altura. e uma fauna rica. parte da América do Sul (Brasil. lobos.000 mm anuais. com vegetação predominantemente arbórea (por exemplo. veados. a pluviosidade anual aproximadamente de 1200 mm e) Campos É um Bioma que se caracteriza por apresentar um único estrato de vegetação. lebres). cipós . Em torno de 60% de todas as espécies do planeta se encontram neste ecosistema. capivara. As florestas temperadas decíduas exibem elevada diversidade de espécies. A altura média das árvores gira em torno de 55 metros. Na primavera. jacarandá. No topo a temperatura é alta e seca. Debaixo desta cobertura ocorre outra camada de árvores. begônias. As quatro estações são bem definidas. oeste da Europa. mas representado por pequeno número de indivíduos de cada espécie. a segunda nas Índias Orientais e a menor na Bacia do Congo (África). formando um dossel espesso de ramos e folhas. mais escuro e mais úmido. O clima é determinado como Clima temperado. apresentando pequena vegetação. répteis. faia e nogueira). No outono. podendo ultrapassar 3. Clima: A temperatura média anual é sempre em torno de 20 °C.000 mm. Argentina) e Austrália. hibernam ou apresentam adaptações especiais para suportar o frio intenso. raposas. faias.

como se tivessem sido plantados em espaços regulares. lebres e aves terrestres etc. florescem. Muita luz e vento. As folhas são transformadas em espinhos e o caule passa a realizar fotossíntese. Algumas plantas armazenam água como os cactos barrigudos. os vegetais produzem substâncias que eliminam outros indivíduos que crescem ao seu redor. arbustos distribuídos uniformemente. solo fértil. Predominam as gramíneas. As plantas que se adaptam ao deserto geralmente apresentam um ciclo de vida curto. Os poucos rios ou riachos da região da Caatinga são temporários secando na maior parte do ano. corujas. Normalmente. crescem. podem ser: antílopes americanos e bisões. O armazenamento de água é muito grande (parênquimas aqüíferos). Durante o dia a temperatura é alta. nos desertos. pois a plantas perdem suas folhas para eliminar a superfície de evaporação quando falta água. gaviões. abaixo de 250 mm de água anuais. em se comparando com outros. Este fato explica-se como um caso de amensalismo. Secaracterizam por terem evoluído de forma isolada devido às condições climáticas em determinadas altitudes e. obtendo água do próprio alimento que ingerem ou do orvalho. ou semi-árido. com árvores esparsas e arbustos isolados ou em pequenos grupos. albergam muitas espécies endêmicas g) Deserto Os desertos apresentam localização muito variada e se caracterizam por apresentar vegetação muito esparsa. Os animais. répteis e insetos. pássaros. A fauna é composta por mamíferos. isto é. a biodiversidade não é muito grande. mas à noite ocorre perda rápida de calor.Ex. com frequentes inundações. Os consumidores são predominantemente roedores. f) Savana Uma savana é uma região plana cuja vegetação predominante são as gramíneas. carnívoros grandes. Clima semi-árido. O solo é fértil. . As savanas temperadas localizados em latitudes médias dos cinco continentes. Há grandes processos de desertificação No inverno vegetação da Caatinga torna-se ressequida. No hemisfério norte é muito comum encontrar-se. Estas raízes estão adaptadas para absorver as águas das chuvas passageiras. porém a noite a temperatura é muito baixa. pouca umidade. as savanas são zonas de transição entre bosques e prados. e diferentes espécies de mamíferos. O solo é muito árido e a pluviosidade baixa e irregular. É também chamado de sertão.Savanas mediterrâneas são biomas localizados em latitudes médias. dispersam as sementes e morrem. As plantas perenes como os cactos apresentam sistemas radiculares superficiais que cobrem grandes áreas. Podem ser divididas em Savanas tropicais(água escassa. Durante o período favorável (chuvoso) germinam as sementes. roedores. temperadas e com invernos frios. que se irradia para a atmosfera e a temperatura torna-se excessivamente baixa.Durante o dia a temperatura é alta. estações quentes.Devido as condições tremendamente agrestes deste ecossistema. dependendo da região. As savanas da África. caracterizadas por possuírem um clima de verão mais úmido e invernos mais secos. possui duas estações. Savanas montanhosas se encontram em altitudes elevadas (zonas alpinas e sub-alpinas) em diferentes regiões do planeta. pássaros e insetos). ECOSSISTEMAS BRASILEIROS CAATINGA A Caatinga é uma formação vegetal característica do Nordeste brasileiro que ocupa mais de 70% de sua área. frequentemente. uma quente e outra chuvosa. frutificam. sendo o segundo bioma mais ameaçado do país. O cerrado brasileiro é um tipo de savana. Savanas pantanosas são ecossistemas localizados em regiões tropicais e subtropicais dos cinco continentes. muitos insetos. em regiões com clima mediterrâneo. A savana é o bioma típico das regiões de clima tropical com estação seca.

000 Km2. Bolívia. 30 espécies de macacos são endêmicas da mata amazônica.000. essa exuberante floresta tropical. representando 35 % de toda as florestas do mundo. A bacia amazônica é um dos locais mais chuvosos do planeta. Neste ecossistema vive um primata: o sagüi-do-nordeste (Calithrixjacchus). O conjunto vegetal que compõe a Mata Atlântica é muito complexo. as maiores árvores tropicais e os maiores insetos vivem na Amazônia. serpentes. cerrados. Toda a rede de rios. Possui mais espécies de peixes que o oceano Atlântico. córregos. lagos. que cobria um território pouco maior que 1. ricas em alimento. lagartos. Peru. A Amazônia é a maior floresta do mundo. Durante os meses de chuvas. lontras. répteis e anfíbios. caracterizando a maior área de floresta inundada do planeta. O maior roedor. é muito grande. A mata atlântica constitui-se das seguintes formações: . 65 % de toda a área amazônica é composta pela floresta tropical úmida de terra firme. As águas da Amazônia também são ricas em caranguejos. cuja área avança em 9 países da América Latina (Brasil. podendo atingir 18 metros em algumas áreas. Paraná e Santa Catarina. camarões. e um cervídeo o veado-catingueiro (Manzanasp). Dezenas de aves aquáticas exploram as águas. tartarugas. Pau-branco e Umbuzeiro. Isto significa que durante metade do tempo grande parte da planície amazônica fica submersa. principalmente onde predomina a floresta pluvial tropical de encosta. Fauna: composta principalmente de pequenos mamíferos como a cotia (Dasyprocaeazarae) .000 km2. matas secas. São Paulo. com índices pluviométricos anuais de mais de 2. o moco. o preá. cachoeiras. Juazeiro. hoje a mata atlântica possui 5% da floresta primitiva. as águas sobem em média 10 metros. Colômbia.000 mm em algumas regiões. Venezuela. igarapés e represas constituem os ecossistemas aquáticos da Amazônia. conhecida como Mata Atlânticapropriamente dito. golfinhos (entre eles o boto corde-rosa). Craibeira. Rio de Janeiro. avançando pelo interior em extensões variadas. logrando alcançar a Argentina e o Paraguai. Carnaubeira.000 mm por ano. os maiores peixes (o pirarucu pode atingir mais de 3 metros de comprimento e pesar 180 quilos). sendo que o restante é constituído por matas de cipó. Equador. A Mata Atlântica praticamente ocupava todo o Espírito Santo. campinas. É considerada também uma das mais antigas coberturas florestais. a partir de dezembro. os quais sobem centenas de quilômetros nos rios em busca de peixes. campos de terra firme. podendo atingir 10. as maiores cobras. Um grande e diversificado bioma. o tatu-peba. Em termos biológicos é a região com a maior biodiversidade de todos os continentes. Com o tempo e com a devastação. espraiava-se pela costa do Rio Grande do Norte ao Rio Grande do Sul. o gambá (Didelphussp). campos de várzeas e matas de bambu. Rio Grande do Sul e Mato Groso do Sul. Situa-se na região costeira do Brasil indo do Rio Grande do Norte até Santa Catarina na fronteira com o Rio Grande do Sul. cobrindo uma área de 700. os maiores papagaios. Comporta metade das espécies de aves hoje conhecidas. manguezais. permanecendo estabilizada a cerca de 100 milhões de anos. matas de várzeas. Guiana Francesa e Suriname). MATA ATLÂNTICA Originalmente. igapós. jacarés e tubarões. Mangabeira. AMAZÔNIA A Amazônia é o maior bioma terrestre do planeta.Flora: entre as principais espécies vegetais estão Baraúna. Paraguai. A diversidade de mamíferos. bem como parcelas significativas de Minas Gerais . especialmente macacos e felinos. possui a maior diversidade de insetos (especialmente borboletas).

com uma estação seca que se estende de cinco a sete meses de duração. Nos topos dos morros geralmente aparecem áreas de campos rupestres. Fauna: mamíferos como o lobo guará. y CERRADO O cerrado é formado pelo conjunto de formações vegetais de aspectos e fisionomia variáveis. 180 anfíbios e 131 mamíferos. Nas encostas esta floresta é menos densa. ao contrário do que se verifica na caatinga. típica de climas secos. Encontra-se um grande lençol de água a cerca de 20 metros de profundidade no solo. Esta região é permeada por matas ciliares e veredas. em partes de Minas Gerais. terras que se alagam apenas nos períodos de chuvas e terras que permanecem continuamente alagadas. Entretanto. As árvores geralmente chegam a 20 ou 30 metros de altura e como têm uma distribuição escalonada não formam um dossel contínuo. A variabilidade climática ao longo de sua distribuição é grande. rio de Janeiro e Paraná principalmente. No Pantanal. No extremo sul a Mata Atlântica gradualmente se mescla com a floresta de Araucárias. Nos vales geralmente as árvores se desenvolvem muito. Um dos motivos para preservar o que restou da Mata Atlântica é sua rica biodiversidade. Assim. Santa Catarina e em pontos isolados do Estado de São Paulo. O Cerrado ocupa originariamente cerca de um quarto do território brasileiro e é um dos mais ricos ecossistemas da terra. Piauí. nas partes mais secas. y Floresta Ombrófila Mista (Mata de Araucária) sobressaem as araucárias (Araucariaangustifolia) ocorrendo no Rio Grande do Sul. ema. Como área transicional entre Cerrado e Amazônia. coberta por vegetação predominantemente aberta e que ocupa 1. O cerrado ocorre principalmente na região Centro-Oeste. a . o Pantanal ostenta um mosaico de ecossistemas terrestres com afinidades sobretudo com o Cerrado. O relevo acidentado da zona costeira adiciona ainda mais variabilidade a este ecossistema. dedaleiro. A vegetação do cerrado se compõe de arbustos e pequenas árvores com troncos tortuosos. embiruçu. Bahia. uma formação arbórea densa. Aves como a seriema. promovendo a ocorrência de uma vegetação variada. onça-parda. craiboeira. principalmente de árvores baixas e retorcidas que se misturam a um exuberante estrato herbáceo rasteiro. São Paulo. y Floresta Estacional Semidecidual( Mata de Interior) no Planalto Brasileiro e margens do rio Paraná. inclusive as quatro espécies de mico-leão que são exclusivos daquele ecossistema. Calcula-se que nela existam mais de 800 espécies de aves. indo desde campos limpos desprovidos de vegetação lenhosa a cerradão. ararimba. não há falta de água na região. veado-campeiro. tamanduábandeira. perdiz. os rios não secam. que acompanham os cursos d'água. capororoca. embora tenham o seu volume de água diminuído. existem terras sempre secas (as partes mais altas).8% do território nacional. papagaio. Maranhão e na porção setentrional da região Norte. tatu-canastra. Para buscar essa água. como norma lmente acontece na Floresta Amazônica. devido à freqüente queda de árvores. O PANTANAL MATO-GROSSENSE O Pantanal mato-grossense é a maior planície de inundação contínua do planeta. benjoeiro. indo desde climas temperados superúmidos no extremo sul a tropical úmido e semi-árido no nordeste. cobertos de diferentes fisionomias devido a variedade de microrelevos e regimes de inundação. variedade de plantas e animais. Este ecossistema é formado por terrenos em grande parte arenosos. O clima da região é tropical. Flora: Aroeira. Aqui.Floresta Ombrófila Densa ( Mata Atlântica ou Mata de Encosta) localizada nas encostas da Serra do Mar e em várias ilhas da costa de São Paulo. casca e folhas grossas. as árvores da região desenvolvem longas raízes. fruta-de-ema. formando uma floresta densa.

sendo. Ecossistemas costeiros e insulares Os ecossistemas costeiros geralmente estão associados à Mata Atlântica devido a sua proximidade. que já representaram 2. Nas partes alagadas. Araucária angustifolia. encontra-se a maior variedade de peixes de água doce do mundo. onde se desenvolvem grandes rebanhos criados pelo homem. podocarpos. importantes para que as margens dos rios não desbarranquem. Devido ao seu alto valor econômico a Mata de Araucária vêm sofrendo forte pressão de desmatamento.vegetação assemelha-se muito à caatinga e. o tamanduá-bandeira. submontanas. Nos solos arenosos dos cordões litorâneos e dunas. que dominavam a paisagem. O solo é de boa qualidade e chega a ser fertilíssimo no norte do Paraná. pelo pinheiro-do-paraná. cuja pele é utilizada na fabricação de cintos. Constituem ótimas áreas de pastagens. como aluviais. sendo a temperatura média anual de 19°C. bolsas e calçados. a capivara e outros. são colonizados por espécies pioneiras campestres que formam uma vegetação tipo savana aberta. As florestas variam em densidade arbórea e altura da vegetação e podem ser classificadas de acordo com aspectos de solo. As ilhas e os recifes constituem-se acidentes geográficos marcantes da paisagem superficial. Sua vegetação é caracterizada pelo predomínio de palmeiras. desenvolvem-se as restingas. A mata de Araucárias recebe esse nome porque a espécie vegetal predominante é Araucariaangustifolia ou pinheiro-do-paraná. PAMPAS No clima temperado do extremo sul do país desenvolvem-se os campos do sul ou pampas. Típicos do Rio Grande do Sul (e também na Argentina e Uruguai). erva-mate etc. ao longo dos rios. Há ainda áreas de florestas estacionais e de campos de cobertura gramíneo-lenhosa. . região de clima temperado e chuvas regulares. a anta. os pampas têm clima subtropical frio. gameleira. a carnaúba e os buritis. que já ocupou cerca de 2.4% da cobertura vegetal do país. a cera. entre outras substâncias. por isso. encontram-se áreas de cerrado. sendo dominadas. de relevo suave-ondulado. Muitos animais merecem destaque: o jacaré. Essas matas têm grande importância comercial. óleos. vítima da caça indiscriminada. que pode ocorrer desde a forma rastejante até a forma arbórea. que já inexistem. A vegetação consiste de gramíneas. imbuia. A mata de Araucárias localiza-se nos Estados do Paraná e Santa Catarina. e da carnaúba. estes colonizados por algas. localizam-se as matas ciliares. Nas partes mais elevadas e nas proximidades dos rios. angico. como os aguapés. Os terrenos planos das planícies e planaltos gaúchos e as coxilhas. eventualmente. a onça pintada. Nestas florestas coexistem representantes da flora tropical e temperada do Brasil. As quatro estações do ano apresentam-se bem definidas. encontram-se: cedro. destaca-se a área de dispersão do pinheiro-do-paraná. A MATA DE ARAUCÁRIAS (REGIÃO DOS PINHEIRAIS) No Planalto Meridional Brasileiro. Além dessa espécie. pois do babaçu se extraem. e montanas. fibras e glicerina. com arbustos e pequenas árvores que aparecem isolados. com altitudes superiores a 500m. Nos rios.6% do território nacional. Os manguesais e os campos salinos de origem fluvio-marinha desenvolvem-se sobre solos salinos. entre as quais se destacam o babaçu. Na zona das marés destacam-se as praias e os rochedos. A vegetação aberta dos campos gramíneo lenhosos ocorre sobre solos rasos. Zona dos Cocais A zona dos Cocais aparece principalmente nos estados do Maranhão e Piauí. No terreno plano arenoso ou lamacento da Plataforma Continental desenvolvem-se os ecossistemas bênticos. são comuns as plantas aquáticas. no entanto.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful