P. 1
Folheto Casamento dentro da Santa Missa

Folheto Casamento dentro da Santa Missa

|Views: 38.006|Likes:
Publicado porDominus Iesus
Folheto usado no casamento de Everton e Letícia, com o rito dentro da Santa Missa, para servir como modelos aos futuros casais.
Folheto usado no casamento de Everton e Letícia, com o rito dentro da Santa Missa, para servir como modelos aos futuros casais.

More info:

Published by: Dominus Iesus on Jul 18, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

07/30/2014

pdf

text

original

Rito da Celebração do Matrimônio dentro da Missa

Letícia E Everton

“Quod ergo Deus junxit homo non separet.”(Mc 10,9) (Mc

Itapeva, 02 de julho de 2011 Catedral Santana

RITOS INICIAIS

(de pé)
Procissão de entrada Entrada da noiva Saudação Pe. Em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo. As. : Amém. Pe. A graça de nosso Senhor Jesus Cristo, o amor do Pai e a comunhão do Espírito Santo estejam convosco! As.. Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo! Pe. Caríssimos irmãos, com muita alegria reunimo-nos na Casa do Senhor para, juntamente com toda a Igreja, acompanhar este casal, Letícia e Everton, que neste dia resolveram se unir em matrimônio e estabelecer o seu novo lar. Para eles, este momento é de suma importância. Acompanhemo-los com o nosso afeto, amizade e oração. Unidos a eles, ouviremos atentamente a Palavra que hoje Deus nos dirige. Assistamos, neste dia tão importante, a renovação do sacrifício da Cruz, pela qual Cristo, oferecendo-se ao Pai, redimiu a humanidade com seu sangue. Em união com a Santa Igreja, supliquemos a Deus Pai que acolha estes seus servos que desejam contrair matrimônio, os abençoe e os una para sempre. Omite-se o Ao Penitencial, conforme as rubricas do Ritual Romano. Kyrie Glória Oração do Dia (Coleta) Pe. Atendei, ó Deus, as nossas súplicas e derramai as vossas bençãos sobre Letícia e Everton, para que, unindo-se em matrimônio diante do vosso altar, sejam confirmados na caridade. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. R. Amém.

2

LITURGIA DA PALAVRA

(sentados)
Primeira Leitura – Eclo 26, 1-4.16-21 Leitor: Leitura do Livro do Eclesiástico. Feliz o marido que tem uma boa esposa: o número de seus dias será duplicado. A mulher virtuosa é a alegria do marido, que passará em paz os anos de sua vida. Uma boa esposa é uma herança excelente, reservada aos que temem o Senhor. Rico ou pobre, seu marido tem alegria no coração, e em qualquer circunstância mostra um rosto prazenteiro. A graça da mulher é a delícia do marido e seu senso prático lhe revigora os ossos. Mulher amiga do silêncio é dom do Senhor e nada é comparável à alma bem educada. Mulher pudica é graça primorosa, e não há medida que determine o valor da alma casta. Como o sol que se levanta nas alturas do Senhor, assim o encanto da boa esposa na casa bem-ordenada. Palavra do Senhor. R. Graças a Deus. Salmo Responsorial – Sl 127 (128),1-2.3.4-5 (+ 4) R:/ Felizes os que temem o Senhor. Feliz és tu se temes o Senhor e trilhas seus caminhos. Do trabalho de tuas mãos hás de viver, R:/ serás feliz, tudo irá bem! A tua esposa é uma videira bem fecunda no coração da tua casa; os teus filhos são rebentos de oliveira ao redor de tua mesa. R:/ Será assim abençoado todo homem que teme o Senhor. O Senhor te abençoe de Sião, cada dia de tua vida. R:/
3

Segunda Leitura – Ef 5,2a.21-33 Leitor: Leitura da Carta de São Paulo aos Efésios. Irmãos: Vivei no amor, como Cristo nos amou e se entregou a si mesmo a Deus por nós. Vós que temeis a Cristo, sede solícitos uns para com os outros. As mulheres sejam submissas aos seus maridos como ao Senhor. Pois o marido é a cabeça da mulher, do mesmo modo que Cristo é a cabeça da Igreja, ele, o Salvador do Corpo. E como a Igreja é solícita por Cristo, sejam as mulheres solícitas em tudo pelos seus maridos. Maridos, amai as vossas mulheres, como o Cristo amou a Igreja e se entregou por ela. Ele quis assim torná-la santa, purificando-a com o banho da água unida à Palavra. Ele quis apresentá-la a si mesmo esplêndida, sem mancha nem ruga, nem defeito algum, mas santa e irrepreensível. Assim é que o marido deve amar a sua mulher, como ao seu próprio corpo. Aquele que ama a sua mulher ama-se a si mesmo. Ninguém jamais odiou a sua própria carne. Ao contrário, alimenta-a e cerca-a de cuidados, como o Cristo faz com a sua Igreja; e nós somos membros do seu corpo! Por isso, o homem deixará o seu pai e sua mãe e se unirá à sua mulher, e os dois serão uma só carne. Este mistério é grande, e eu o interpreto em relação a Cristo e à Igreja. Em todo caso, cada um, no que lhe toca, deve amar a sua mulher como a si mesmo; e a mulher deve respeitar o marido. Palavra do Senhor. As. Graças a Deus. Aleluia (de pé) Aleluia, aleluia, aleluia. Cantor : Todo aquele que ama, é nascido de Deus, e conhece a Deus Evangelho – Mc 10, 6-9 Pe. O Senhor esteja convosco. As. Ele está no meio de nós. Pe. Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Marcos. As. Glória a vós, Senhor. Naquele tempo, disse Jesus: “ Desde o começo da criação, Deus os fez homem e mulher. Por isso, o homem deixará seu pai e sua mãe, e os dois serão uma só carne. Assim, já não são dois, mas uma só carne. Poranto, o que Deus uniu, o homem não separe!”
4

Palavra da Salvação. As. Glória a vós, Senhor. Homilia

(sentados)
RITO DO MATRIMÔNIO Monição

(de pé)
Pe. Caros noivos, Letícia e Everton, viestes a esta igreja, para que, na presença do sacerdote e da comunidade cristã, a vossa decisão de contrair Matrimônio seja marcada por um sinal sagrado. Cristo abençoa com generosidade o vosso amor conjugal. Já vos tendo consagrado pelo batismo, vai enriquecer e fortalecer-vos agora com o sacramento do Matrimônio, para que sejais fiéis um ao outro por toda a vida e possais assumir todos os deveres do Matrimônio. Diálogo antes do consentimento Pe. Letícia e Everton, viestes aqui para unir-vos em Matrimônio. Por isso, eu vos pergunto perante a Igreja: É de livre e espontânea vontade que o fazeis? O noivo: Sim. A noiva: Sim. Pe. Abraçando o Matrimônio, ides prometer amor e fidelidade um ao outro. É por toda a vida que o prometeis? O noivo: Sim. A noiva: Sim. Pe. Estais dispostos a receber com amor os filhos que Deus vos confiar, educando-os na lei de Cristo e da Igreja? O noivo: Sim. A noiva: Sim. Consentimento

5

Pe. Para manifestar o vosso consentimento em selar a sagrada aliança do Matrimônio, diante de Deus e de sua Igreja, aqui reunida, daí um ao outro a mão direita. Os noivos unem as mãos direitas. Noivo: Eu, Everton, te recebo, Letícia, por minha esposa e te prometo ser fiel, amar-te e respeitar-te na alegria e na tristeza, na saúde e na doença, todos os dias da nossa vida. Noiva: Eu, Letícia, te recebo, Everton, por meu esposo e te prometo ser fiel, amar-te e respeitar-te na alegria e na tristeza, na saúde e na doença, todos os dias da nossa vida. Aceitação do consentimento Pe. O Deus de Abraão, o Deus de Isaac, o Deus de Jacó, o Deus que abençoou os nossos primeiros pais no paraíso confirme e abençoe em Cristo este compromisso que manifestastes perante a Igreja. Ninguém separe o que Deus uniu! Pe. Bendigamos ao Senhor! As. Graças a Deus! Bênção e entrega das alianças Pe. Deus abençoe † estas alianças que ides entregar um ao outro em sinal de amor e fidelidade. As. Amém. O esposo coloca no dedo anelar da esposa a aliança a ela destinada, dizendo: Letícia, recebe esta aliança em sinal do meu amor e da minha fidelidade. Em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo. Do mesmo modo, a esposa coloca no dedo anelar do esposo a aliança a ele destinada, dizendo: Everton, recebe esta aliança em sinal do meu amor e da minha fidelidade. Em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo. Neste momento toda a comunidade canta um hino de ação de graças, conforme as rubricas do Ritual Romano.

Oração Universal
6

Pe. – Oremos irmãos e irmãs, neste dia tão especial, suplicando as bençãos de Deus sobre esta nova família que aqui se iniciou e sobre toda a humanidade. Leitor: Pela Santa Igreja Católica, que como Mãe e Mestra da Verdade, ensine os casais a serem fiéis, solícitos, fecundos e abertos ao amor e à Palavra de Deus. As: Ouvi-nos Senhor. Leitor: Pelos nossos governantes, que a exemplo de Cristo, Rei do Universo, saibam defender os valores da família, respeitando a vida desde a sua concepção. AS: Ouvi-nos Senhor.

Leitor: Pelos idosos, para que encontrem em suas famílias, pessoas dispostas a lhes dedicar tempo, amor e compreensão. As: Ouvi-nos Senhor. Leitor: Por todos nós aqui reunidos, que possamos, a exemplo da Sagrada Família, Jesus, Maria e José, caminhar rumo à santidade e à salvação eterna. As: Ouvi-nos Senhor. Leitor: Por nosso irmão Everton, que hoje inicia sua nova família, para que seja, a exemplo de José, justo, casto, prudente, obediente e fiel, seguindo retamente tudo que Cristo ensinou à humanidade e continua ensinando por meio da Sua Igreja. As: Ouvi-nos Senhor. Leitor: Por nossa irmão Letícia, para que seja fiel, amável, terna e humilde, tendo sempre como exemplo a Virgem Maria, Mãe de Deus. As: Ouvi-nos Senhor. Leitor: Por este novo casal, para que Deus lhes dê a graça de ter filhos santos e irrepreensíveis e vivam fraternamente, e, como família, cresçam sempre no temor à Lei de Cristo e da Igreja. Pe. São estes os nossos pedidos, que entregamos a vós, Ó Pai, por Cristo , nosso Senhor.
7

As. Amém.

LITURGIA EUCARÍSTICA Preparação do Ofertório

(sentados)
Ofertório Oração sobre as Oferendas

(de pé)
Pe. Orai, irmãos e irmãs, para que o nosso sacrifício seja aceito por Deus Pai todopoderoso. As. Receba o Senhor por tuas mãos este sacrifício, para glória do seu nome, para nosso bem e de toda a santa Igreja. Pe. Recebei, ó Deus, esta oferenda, pela sagrada instituição do casamento e protegei neste casal a união que estabelecestes. Por Cristo, nosso Senhor. As. Amém. Oração Eucarística I (Cânon Romano)

1. Início da Oração Eucarística
Pe. O Senhor esteja convosco. As. Ele está no meio de nós. Pe. Corações ao alto. As. O nosso coração está em Deus. Pe. Demos graças ao Senhor, nosso Deus. As. É nosso dever e nossa salvação.

2. Prefácio

8

Pe. Na verdade, é justo e necessário, é nosso dever e salvação dar-vos graças, sempre e em todo lugar, Senhor, Pai santo, Deus eterno e todo-poderoso, por Cristo, Senhor nosso. Nas núpcias, firmastes um suave jugo de amor e uma aliança indissolúvel de paz. Abençoais a fecundidade da família, para que os filhos e filhas nela nascidos aumentem o número de vossos filhos e filhas de adoção. Os que nascem para a alegria de todos, renascem, pelo Batismo, para a comunidade cristã. Por essa razão, bendizemos vossa providência e, com os anjos e com todos os santos, proclamamos, jubilosos, vossa bondade, cantando a uma só voz:

3. Santo
Pe. Pai de misericórdia, a quem sobem nossos louvores, nós vos pedimos por Jesus Cristo, vosso Filho e Senhor nosso, que abençoeis + estas oferendas apresentadas ao vosso altar. As: Abençoai nossa oferenda, ó Senhor! Nós as oferecemos pela vossa Igreja santa e católica: concedei-lhe paz e proteção, unindo-a num só corpo e governando-a por toda a terra. Nós as oferecemos também pelo vosso servo, o papa Bento, por nosso Bispo, José e por todos os que guardam a fé que receberam dos apóstolos. As: Conservai a vossa Igreja sempre unida. Lembrai-vos, ó Pai, dos vossos filhos, Letícia e Everton, (ora em silêncio brevemente) e de todos os que circundam este altar, dos quais conheceis a fidelidade e a dedicação em vos servir. Eles vos oferecem conosco este sacrifício de louvor por si e por todos os seus, e elevam a vós as suas preces para alcançar o perdão de suas faltas, a segurança em suas vidas e a salvação que esperam. As: Lembrai-vos, ó Pai, de vossos filhos! Em comunhão com toda a Igreja, veneramos a sempre Virgem Maria, Mãe de nosso Deus e Senhor Jesus Cristo; e também São José, esposo de Maria, os santos Apóstolos e Mártires: Pedro e Paulo, André, Tiago e João, Tomé, Tiago e Filipe, Bartolomeu e Mateus, Simão e Tadeu, Lino, Cleto, Clemente, Sisto, Cornélio e Cipriano, Lourenço e Crisógono, João e Paulo, Cosme e Damião, e todos os vossos Santos. Por seus méritos e preces concedei-nos sem cessar a vossa proteção. As: Em comunhão com toda a Igreja aqui estamos!

9

Recebei, ó Pai, com bondade, a oferenda dos vossos servos, destes nossos irmãos Letícia e Everton e de toda a vossa família, que por eles intercede. Como lhes destes a alegria do casamento, concedei-lhes vida longa e feliz e os filhos que eles desejarem. Dignai-vos, ó Pai, aceitar e santificar estas oferendas, a fim de que se tornem para nós o Corpo e o Sangue de Jesus Cristo, vosso Filho e Senhor nosso. As: Santificai nossa oferenda, ó Senhor!

(ajoelhados) 4. Consagração
Pe. Na noite em que ia ser entregue, ele tomou o pão em suas mãos, elevou os olhos a vós, ó Pai, deu graças e o partiu e deu a seus discípulos, dizendo: TOMAI, TODOS, E COMEI: ISTO É O MEU CORPO, QUE SERÁ ENTREGUE POR VÓS. Do mesmo modo, ao fim da ceia, ele tomou o cálice em suas mãos, deu graças novamente e o deu a seus discípulos, dizendo: TOMAI, TODOS, E BEBEI:ESTE É O CÁLICE DO MEU SANGUE, O SANGUE DA NOVA E ETERNA ALIANÇA, QUE SERÁ DERRAMADO POR VÓS E POR TODOS PARA REMISSÃO DOS PECADOS. FAZEI ISTO EM MEMÓRIA DE MIM. Pe. Eis o mistério da fé As. Anunciamos, Senhor, a vossa morte e proclamamos a vossa ressurreição. Vinde, Senhor Jesus! Pe. Celebrando, pois, a memória da paixão do vosso Filho, da sua ressurreição dentre os mortos e gloriosa ascensão aos céus, nós, vossos servos, e também vosso povo santo, vos oferecemos, ó Pai, dentre os bens que nos destes, o sacrifício perfeito e santo, pão da vida eterna e cálice da salvação. As: Recebei, ó Senhor, a nossa oferta! Recebei, ó Pai, esta oferenda, como recebestes a oferta de Abel, o sacrifício de Abraão e os dons de Melquisedeque. Nós vos suplicamos que ela seja levada à vossa presença, para que, ao participarmos deste altar, recebendo o Corpo e o Sangue de vosso Filho, sejamos repletos de todas as graças e bênçãos do céu. As: Recebei, ó Senhor, a nossa oferta!
10

Lembrai-vos, ó Pai, dos vossos filhos e filhas que partiram desta vida, marcados com o sinal da fé. (ora em silêncio brevemente) A eles, e a todos os que adormeceram no Cristo, concedei a felicidade, a luz e a paz. As: Lembrai-vos, ó Pai, dos vossos filhos! E a todos nós pecadores, que confiamos na vossa imensa misericórdia, concedei, não por nossos méritos, mas por vossa bondade, o convívio dos Apóstolos e Mártires: João Batista e Estêvão, Matias e Barnabé, Inácio, Alexandre, Marcelino e Pedro, Felicidade e Perpétua, Águeda e Luzia, Inês, Cecília, Anastácia e todos os vossos Santos. As: Concedei-nos o convívio dos eleitos! Por ele não cessais de criar e santificar estes bens e distribuí-los entre nós.

5. Doxologia
Pe. Por Cristo, com Cristo, e em Cristo, a vós, Deus Pai todo-poderoso, na unidade do Espírito Santo, toda a honra e toda a glória, agora e para sempre. As. Amém. Preparação da Assembléia para a Comunhão Pe. Obedientes à palavra do Salvador e formados por seu divino ensinamento, ousamos dizer. T. Pai nosso que estais nos céus, santificando seja o vosso nome, venha a nós o Vosso Reino, seja feita a vossa vontade, assim na terra como no céu. O pão nosso de cada dia nos dai hoje; perdoai-nos as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido; e não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal. Omite-se o “Livrai-nos de todos os males”, conforme as Rúbricas do Ritual Romano, partindo direto para a Benção Nupcial. Bênção Nupcial Os noivos se ajoelham e o sacerdote deles se aproxima. De mãos juntas, convida todos à oração: Pe. Irmãos e irmãs em Cristo, peçamos a Deus por Letícia e Everton que iniciam a vida matrimonial e se aproximam deste altar para participar do Corpo e do Sangue de Cristo, a fim de que permaneçam unidos no seu amor.
11

Todos oram em silêncio, durante alguns momentos. Depois o sacerdote, de mãos estendidas sobre os esposos, diz: Pe. Pai santo, ao criar a pessoa humana à vossa imagem, homem e mulher os criastes, para que, unidos num só coração e numa só carne, cumprissem na terra a sua missão. Ó Deus, para revelar o vosso plano de amor, quisestes prenunciar, no amor do esposo e da esposa, a aliança que contraístes com o vosso povo, e, no Matrimônio dos vossos fiéis, elevado à dignidade do sacramento, manifestastes o mistério nupcial do Cristo e da Igreja. Abençoai agora estes vossos filhos, estendendo sobre eles vossa mão protetora, e infundi em seus corações a força do Espírito Santo. Concedei a Letícia e Everton que, pelo sacramento do Matrimônio, comuniquem um ao outro os dons do vosso amor, e, sendo um para o outro um sinal de vossa presença, se tornem um só coração e uma só alma. Concedei-lhes também que sustentem com seu trabalho o lar hoje fundado e eduquem seus filhos segundo o Evangelho, a fim de participarem, no céu, da vossa família. Dignai-vos derramar vossas bençãos sobre esta vossa filha Letícia, para que, cumprindo a missão de esposa e mãe, aqueça o lar com sua ternura e o adorne com sua graça. Acompanhai também, com vossa benção, este vosso filho Everton, para que cumpra com fidelidade e solicitude os deveres de esposo e de pai. Enfim, ó Pai celeste, concedei a Letícia e Everton, que hoje se uniram em vossa presença e vão se aproximar da mesa sagrada, a graça de participarem um dia do banquete do céu. Por Cristo nosso Senhor. As: Amém; Rito da Paz Pe. A paz do Senhor esteja sempre convosco. As. O amor de Cristo nos uniu. Cordeiro de Deus
12

Pe. Felizes os convidados para o Banquete nupcial do Cordeiro. Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo. As. Senhor, eu não sou digno(a) de que entreis em minha morada, mas dizei uma palavra e serei salvo. Rito da Comunhão O sacerdote comunga e depois dá a Comunhão sob duas espécies aos noivos. Aos demais, ministra a Comunhão sob a espécie de pão apenas. Ação de Graças Oração depois da comunhão

(de pé)
Pe. Oremos. Pe. Concedei, ó Deus todo-poderoso, que a graça do Matrimônio atinja a plenitude neste casal, e possamos todos colher os frutos do sacrifício que oferecemos. Por Cristo, nosso Senhor. As. Amém.

AVISOS Pe. Queiram assentar-se enquanto os noivos e as testemunhas assinam o livro do matrimônio. Pedimos por favor que cumprimentem os noivos somente do lado de fora da igreja. RITOS FINAIS Bênção Pe. O Senhor esteja convosco. As. Ele está no meio de nós. Pe: Jesus, que assistiu às bodas de Caná, derrame suas bençãos sobre vós e vossos parentes e amigos. As: Amém.

13

Pe: O Cristo, que amou a sua Igreja até o fim, derrame continuamente o seu amor nos vossos corações. As: Amém. Pe: O Senhor vos faça testemunhas da sua ressurreição e vos dê esperar com alegria a felicidade prometida. As: Amém. Pe: E a todos vós, aqui reunidos, abençoe-vos Deus todo-poderoso, Pai e Filho e Espírito Santo As: Amém. Despedida Pe. Ide em paz, e o Senhor vos acompanhe. As : Graças a Deus.

14

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->