P. 1
SEMPRA

SEMPRA

|Views: 96|Likes:

More info:

Published by: Andre Eduardo Borges on Oct 21, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

10/21/2011

pdf

text

original

SEMPRA

VERIFICAR RESTRIÇÕES CONSTANTES NA LISTA DE AGROTÓXICOS DO ESTADO DO PARANÁ REGISTRADO NO MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO – MAPA SOB Nº 007594 COMPOSIÇÃO:
3- chloro - 5- (4,6- dimethoxypyrimidin - 2- ylcarbamoylsulfamoyl)1- methylpyrazole- 4- carboxylic acid (HALOSULFUROM)………....750 g/Kg (75% m/m) Ingredientes inertes...................................................................250 g/Kg (25% m/m)

PESO LÍQUIDO: VIDE RÓTULO CLASSE: Herbicida seletivo, de ação sistêmica do grupo químico sulfoniluréia. TIPO DE FORMULAÇÃO: Granulado dispersível. TITULAR DO REGISTRO: HOKKO DO BRASIL Industria Química a Agro Pecuária Ltda (*) Matriz: Rua Jundiaí, 50 9º andar Paraíso CEP.: 04001 - 904 São Paulo – SP CNPJ.: 62.182.092 /0 001 - 25 Tel.: (11) 3054 - 5000 Fax.: (11) 3057 - 0525 Cadastro na ADAESP nº 009 www.hokko.com.br - hokkoresponde@hokko.com.br (*) IMPORTADOR DO PRODUTO FORMULADO FABRICANTE DO PRODUTO TÉCNICO / FORMULADOR: Monsanto Company 800 N. Lindbergh Boulevard St. Louis, Missouri – USA ® Marca registrada Monsanto Company / USA Nº do lote ou partida: Data de fabricação: Data de vencimento:

VIDE RÓTULO

ANTES DE USAR O PRODUTO LEIA O RÓTULO, A BULA E A RECEITA E CONSERVE- OS EM SEU PODER. É OBRIGATÓRIO O USO DE EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL. PROTEJA- SE. É OBRIGATÓRIA A DEVOLUÇÃO DA EMBALAGEM VAZIA. CLASSIFICAÇÃO TOXICOLÓGICA III – MEDIANAMENTE TÓXICO CLASSIFICAÇÃO DO POTENCIAL DE PERICULOSIDADE AMBIENTAL: PRODUTO PERIGOSO AO MEIO AMBIENTE – CLASSE III INSTRUÇÕES DE USO: SEMPRA deve ser aplicado em pós emergência das plantas infestantes.

1

tanto para cana planta como para cana soca.se SEMPRA em área total.600 Densidade (gotas/cm²) 30.g/ha* 150 DOSE . com uma única aplicação. em pós emergência. quando a planta infestante deverá estar no final da fase vegetativa ou inicio do florescimento.30 Observação: SEMPRA nas aplicações terrestres deve ser aplicado em mistura com surfactante (à base de Nonil fenol etoxilado. PLANTAS INFESTANETES E DOSE: NOME COMUM Tiririca NOME CIENTIFICO Cyperus rotundus .400 20.40 300. Aplicação aérea: Aeronaves de asa fixa. As aeronaves deverão estar equipadas com barras e bicos de jato cônico da série D (D7.se as recomendações que se seguem: Recomendações gerais: •Para a cultura indicada aplica.600 20. D16. com difusores em cone 2 .02 Vazão (L/ha) 200. pois o produto é totalmente seletivo à cultura de cana – de – açúcar. ou preferencialmente. independente do estádio de desenvolvimento e da variedade. ÉPOCA E INTERVALO DE APLICAÇÃO: SEMPRA.0 4 80. conforme recomendação. para evitar possível efeito guarda – chuva.g/ia /ha 112.5% v/v. observando .5 g/100 L d’ água 50 NÚMERO. D12.02/ 110.03 / 110.45. aplicado no período adequado.45 ou 8015) ou similar.04 110. realizar aplicação com pingente.46. MODO DE APLICAÇÃO: SEMPRA pode ser aplicado através de equipamentos terrestres ou aéreos. A eficiência do produto é visualizada entre o 7º e o 10º dia após o tratamento.400 Pressão (LB/POL²) 30. Ipanema (qualquer modelo). •Quando a cultura estiver muito desenvolvida. Importante: aplicar SEMPRA quando a tiririca estiver em boas condições de desenvolvimento sem efeito de stress hídrico (condições de seca).03 /80. Aplicação terrestre: Equipamento Tratorizado Convencional Costal manual Tipo de bico 80. controlará a tiririca.30 200. O melhor período para controlar a tiririca com a aplicação de SEMPRA é de 30 a 40 dias após o plantio ou cultivo da cana – de açúcar.40 Tamanho de gotas (μ M) 300.CULTURA: Cana – de – açúcar. à base de Polioxietileno amina) na concentração de 0.

adequado a uma cobertura uniforme sem escoamento do produto.42 bicos.....50 litros por hectare.... CONDIÇÕES CLIMÁTICAS: . A faixa de deposição será de 15m para qualquer modelo do avião Ipanema.. com a aeronave voando entre 3 a 5 m em relação ao alvo de deposição. A eficiência do produto pode diminuir.. Não capinar ou roçar ou gradear as plantas infestantes antes ou até um período de 48 horas após a aplicação de SEMPRA. O produto não deve ser aplicado com solo seco e/ou com a planta apresentando stress hídrico.. infestante O produto não deve ser aplicado sem adição de surfactantes e com volume de pulverização menor que 200 L/há nas aplicações terrestres...Velocidade do vento: máximo 10 Km/h (3 m/s) Obs.. à base de Polioxietileno amina) na dose de 1 litro por hectare..: SEMPRA nas aplicações aéreas deve ser aplicado em mistura com surfactante (à base de Nonil fenol etoxilado.. INTERVALO DE REENTRADA DE PESSOAS NAS CULTURAS E ÁREAS TRATADAS: Reentrada de pessoas na área só deve ser permitida após a completa secagem da calda de pulverização aplicada.. Utilizar um volume de água de 40.. Os bicos da extremidade da asa em número de 4. 3 . de forma a obter uma deposição mínima sobre o alvo de 20 gotas/cm² com DMV 420. Caso ocorra chuva nas primeiras 3 horas após a aplicação. deverão permanecer abertos e no mesmo ângulo dos bicos utilizados nas asas.. ou preferencialmente.450 micra.5 em cada uma delas deverão ser fechados a fim de evitar a influência e arraste das gotas de pulverização pelos vórtices da ponta da asa os bicos da barriga em numero de 8. com barra ou pulverizador costal.. a pressão aproximada de 30 psi. Restrições de uso: Sob ameaça de chuva.(1) (1)Intervalo de segurança não determinado devido à modalidade de emprego..Temperatura máxima: 28º C . Para outros tipos de aeronave consultar o Departamento de Desenvolvimento de Produtos da MONSANTO DO BRASIL LTDA.. Nestes aviões deverá ser utilizada de pulverização. com um total de 40.. INTERVALO DE SEGURANÇA: Cana – de – açúcar... Este intervalo de tempo é necessário para absorção do produto pelas folhas e sua translocação pela planta. LIMITAÇÕES DE USO: O produto deve ser aplicado segundo as recomendações constantes do rótulo e da bula.. suspenda a aplicação.Umidade relativa mínima: 55% .

INFORMAÇÕES SOBRE PROCEDIMENTOS PARA DEVOLUÇÃO. devidamente registrados para a cultura. válvulas. com diferentes mecanismos de ação. etc com a boca. Não havendo produtos alternativos.INFORMAÇÕES SOBRE OS EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL A SEREM UTILIZADOS: De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pela saúde humana – ANVISA/MS) INFORMAÇÕES SOBRE OS EQUIPAMENTOS DE APLICAÇÃO A SEREM USADOS: Vide modo de aplicação. Como prática de manejo de resistência de plantas daninhas deverão ser aplicados herbicidas. preparação da calda ou aplicação.se a rotação de culturas que possibilite o uso de herbicidas com diferentes mecanismos de ação. -Mantenha o produto afastado de crianças e animais domésticos. RECICLAGEM. -Não utilize equipamentos com vazamentos. TRANSPORTE. -Durante a manipulação. DADOS RELATIVOS À PROTEÇÃO DA SAÚDE HUMANA: PRECAUÇÕES GERAIS: -Leia a siga as instruções deste rótulo e da bula anexa. Para maiores esclarecimentos. orifícios. DESTINAÇÃO. recomenda. DESCRIÇÃO DOS PROCESSOS DE TRÍPLICE LAVAGEM DA EMBALAGEM OU TECNOLOGIA EQUIVALENTE: VIDE: DADOS RELATIVOS À PROTEÇÃO DO MEIO AMBIENTE. óculos e máscaras protetoras. use macacão com mangas compridas. botas. INFORMAÇÕES SOBRE MANEJO DE RESISTÊNCIA: O uso continuado de herbicidas com o mesmo mecanismo de ação pode contribuir para o aumento de população de plantas daninhas a ele resistentes. não beba e não fume durante o manuseio ou aplicação do produto. PRECAUÇÕES NA PREPARAÇÃO DA CALDA: -Utilizar os equipamentos de proteção. INFORMAÇÕES SOBRE OS PROCEDIMENTOS PARA A DEVOLUÇÃO E DESTINAÇÃO DE PRODUTOS IMPRÓRIOS PARA UTILIZAÇÃO OU EM DESUSO: VIDE: DADOS RELATIVOS À PROTEÇÃO DO MEIO AMBIENTE. -Mantenha o produto afastado de alimentos ou ração animal. -Não desentupa bicos. 4 . consulte um Engenheiro Agrônomo. REUTILIZAÇÃO E INUTILIZAÇÃO DAS EMBALAGENS VAZIAS: VIDE: DADOS RELATIVOS À PROTEÇÃO DO MEIO AMBIENTE. tubulações. -Não coma.

-Ao abrir a embalagem. caso isso aconteça lave imediatamente o local e siga as recomendações de Primeiros Socorros. -INGESTÃO: em caso de ingestão provoque vômito e procure um médico. -Mantenha o restante dos produtos adequadamente fechado e armazenado. fazê. PRECAUÇÕES DURANTE A APLICAÇÃO: -Utilizar equipamentos de proteção. -Sempre que for ao médico devido ao manuseio ou aplicação de um agrotóxico deve. se houver sinais de intoxicação. crianças. SINTOMAS DE ALARME: Irritação ocular é o principal problema que pode ocorrer com o produto. procure local arejado e. devendo ser feito o TRATAMENTO SINTOMÁTICO. macacão com mangas compridas. luvas. botas e máscara protetora. se persistir a irritação.lo de modo a evitar contato com o produto. -Observar que a REENTRADA DE PESSOAS NA ÁREA SÓ DEVE SER PERMITIDA APÓS A COMPLETA SECAGEM DA CALDA DE PULVERIZAÇÃO APLICADA. -Mantenha afastado das áreas de aplicação. olhos. lave as partes atingidas com água e sabão em abundância e se persistir a irritação procure um médico. Telefone de emergência: (149) 21 3048 5 . -PELE: evite o contato com a pele. -Observe atentamente as recomendações do rótulo e da bula visando utilizar as doses adequadas. óculos. procure um médico. Caso isso aconteça. procure um médico. Caso isso aconteça.os imediatamente com água corrente durante 15 minutos e. lave. PRIMEIROS SOCORROS: -Procure imediatamente assistência médica em qualquer caso de suspeita de intoxicação. Caso isso aconteça. ANTÍDOTO E TRATAMENTO: Não há antídoto especifico. -OLHOS: evite o contato com os olhos.-Manuseie o produto em local arejado. tome banho e lave as roupas. animais domésticos e pessoas desprotegidas. -INALAÇÃO: evite a inalação ou aspiração do produto.se levar a embalagem com o rótulo legível ou a bula. PRECAUÇÕES APÓS A APLICAÇÃO: -Após a aplicação do produto remova o equipamento de proteção. -Evite o contato do produto concentrado com a pele. -Não aplique o produto na presença de ventos fortes ou nas horas mais quentes. -Aplicar sempre as doses recomendadas.

praticamente não é tóxico por exposição dérmica aguda. moradias isoladas. podendo atingir principalmente águas subterrâneas. da água e do ar. moderadamente irritante para os olhos e levemente irritante para a pele. fontes. 6 AOS CUIDADOS DE . Evite a contaminação da água. •Não execute aplicação aérea de agrotóxicos em áreas situadas a uma distancia inferior a 500 metros de povoação e de mananciais de captação de água para abastecimento publico e de 250 metros de mananciais de água. a flora e a saúde das pessoas. apenas pequena quantidade do produto não metabolizado foi detectado. genotoxicidade. e demais corpos d’ água. oncogenicidade.cronica ou crônica. EFEITOS COLATERAIS: Todos os estudos demonstram que o produto não apresenta efeito colateral. Não é um sensibilizante dérmico. apresentando alto potencial de deslocamento no solo. •Não utilize equipamentos com vazamentos.MECANISMOS DE AÇÃO. •Não lave embalagens ou equipamento aplicador em lagos. agrupamentos de animais e culturas suscetíveis a danos. EFEITOS AGUDOS E CRÔNICOS: O herbicida SEMPRA é levemente tóxico por exposição oral aguda. •Observe as disposições constantes na legislação estadual e municipal concernentes às atividades aeroagrícolas. devido a sua intensa metabolização. sendo que. •Não aplique o produto na presença de ventos fortes ou nas horas mais quentes. Outros estudos indicam que o produto não apresenta potencial de produzir toxicidade sub. demonstra. •A destinação inadequada de embalagens ou restos de produtos ocasiona contaminação do solo. •Este produto é ALTAMENTE TÓXICO a algas •Evite a contaminação ambiental – Preserve a Natureza . sua rápida eliminação através das fezes e urina. prejudicando a fauna. DADOS RELATIVOS À PROTEÇÃO DO MEIO AMBIENTE: PRECAUÇÕES DE USO E ADVERTENCIAS QUANTO PROTEÇÃO AO MEIO AMBIENTE: Este produto é: [ ] Altamente perigoso ao meio ambiente (CLASSE I) [ ] Muito perigoso ao meio ambiente (CLASSE II) [X] PERIGOSO AO MEIO AMBIENTE (CLASSE III) [ ] Pouco perigoso ao meio ambiente (CLASSE IV) •Este produto é ALTAMENTE MÓVEL no meio ambiente. rios. •Aplique somente as doses recomendadas. quando utilizado de acordo com as instruções de rótulo e bula. Menos de 1% do produto foi expelido como CO2 . toxicidade no desenvolvimento e reprodução. ABSORÇÃO E EXCREÇÃO: Estudos de metabolismo com produto marcado.

Contate as autoridades locais competentes e a Empresa MONSANTO DO BRASIL LTDA. . . use extintores de água em forma de neblina.A construção deve ser de alvenaria ou de material não combustível. . .Observe as disposições constantes da legislação estadual e municipal. Siga as instruções abaixo: Piso Pavimentado: absorva o produto com serragem ou areia. O produto derramado não deverá mais ser utilizado.INSTRUÇÕES DE ARMAZENAMENTO DO PRODUTO. 7 . das características do recurso hídrico em questão e da quantidade do produto envolvido.Utilize o equipamento de proteção individual – EPI (macacão impermeável. TRANSPORTE E IMPRÓPRIOS PARA UTILIZAÇÃO OU EM DESUSO: DESTINAÇÃO DE EMBALAGENS VAZIAS E RESTOS DE PRODUTOS ESTA EMBALAGEM NÃO PODE SER LAVADA.O local deve ser exclusivo para produtos tóxicos. Neste caso consulte o registrante através do telefone indicado no rótulo para a sua devolução e destinação final. .Isole e sinalize a área contaminada.Deve haver sempre embalagens adequadas disponíveis. coberto e ter piso impermeável. luvas e botas de PVC. recolha o material com o auxilio de uma pá e coloque em recipiente lacrado e identificado devidamente.. . óculos protetor e máscara com filtros). INSTRUÇÕES EM CASO DE ACIDENTES: . Solo: Retire as camadas de terra contaminada até atingir o solo não contaminado. visto que as medidas a serem adotadas dependem das proporções do acidente. ARMAZENAMENTO. sempre fechada. .Em caso de armazéns. VISANDO SUA CONSERVAÇÃO E PREVENÇÃO CONTRA ACIDENTES: . deverão ser seguidas as instruções constantes da NBR 9843 da Associação Brasileira de Normas Técnicas – ABNT. ficando a favor do vento para evitar intoxicação. .O local deve ser ventilado.Coloque placa de advertência com os dizeres: CUIDADO VENENO. drenos ou corpos d’água. evitando o acesso de pessoas não autorizadas. não permitindo que o produto entre em bueiros.Tranque o local. estanque o escoamento. bebidas. . pelo telefone de emergência: 0800 . devendo ser isolado de alimentos. recolha este material e coloque em um recipiente lacrado e devidamente identificado. para envolver embalagens rompidas ou para o recolhimento de produtos vazados.Mantenha o produto em sua embalagem original. Corpos d’água: Interrompa imediatamente a captação para o consumo humano e animal e contate o órgão ambiental mais próximo e o centro de emergência da Empresa. Em caso de incêndio. principalmente crianças. rações ou outros materiais.141977. DEVOLUÇÃO. Contate a empresa registrante conforme indicado acima. CO2 ou pó químico. . PROCEDIMENTOS DE LAVAGEM. .Em caso de derrame.

é obrigatória a devolução da embalagem vazia com sua tampa. . até sua devolução pelo usuário. em caixa coletiva quando existente. medicamentos. no próprio local onde estão guardadas as embalagens cheias. animais e pessoas. deve ser efetuado em local coberto. Essa embalagem deve ser armazenada com sua respectiva tampa. . pelo usuário.PRODUTOS IMPRÓPRIOS PARA UTILIZAÇÃO OU EM DESUSO 8 . DEVOLUÇÃO DA EMBALAGEM VAZIA: No prazo de até um ano da data da compra. somente poderá ser realizada pela Empresa Registrante ou por empresas legalmente autorizadas pelos órgãos competentes. da água e do ar prejudicando a fauna.É PROIBIDO AO USUÁRIO A REUTILIZAÇÃO E RECICLAGEM DAS EMBALAGENS VAZIAS OU O FRACIONAMENTO E REEMBALAGEM DESTE PRODUTO. ao abrigo de chuva e com piso impermeável. TRANSPORTE: As embalagens vazias não podem ser transportadas junto com alimentos. a devolução deverá ocorrer até 6 meses após o término de seu prazo de validade. Caso o produto não tenha totalmente utilizado nesse prazo. Use luvas no manuseio dessa embalagem. separadamente das embalagens lavadas. rações. ao estabelecimento onde foi adquirido o produto ou no local indicado na nota fiscal.EFEITOS SOBRE O MEIO AMBIENTE DECORRENTES DA DESTINAÇÃO INADEQUADA DA EMBALAGEM VAZIA E RESTOS DE PRODUTOS A destinação inadequada das embalagens e restos de produtos no meio ambiente causa contaminação do solo. bebidas. após a devolução pelos usuários. emitida no ato da compra. ventilado. DESTINAÇÃO FINAL DAS EMBALAGENS VAZIAS: A destinação final das embalagens vazias. . a flora e a saúde das pessoas.ARMAZENAMENTO DA EMBALAGEM VAZIA: O armazenamento da embalagem vazia e sua respectiva tampa.

COMPONENTES E AFINS: O transporte está sujeito às regras e aos procedimentos estabelecidos na legislação específica. animais. equipados com câmaras de lavagem de gases efluentes e aprovados por órgão ambiental competente. consulte o registrante através do telefone indicado no rótulo para sua devolução e destinação final. bem como determina que os agrotóxicos não podem ser transportados junto de pessoas. rações. medicamentos ou outros materiais. A desativação do produto é feita através de incineração em fornos destinados para este tipo de operação. que inclui o acompanhamento da ficha de emergência do produto. .Caso este produto venha a se tornar impróprio para utilização ou em desuso. 9 .TRANSPORTE DE AGROTÓXICOS.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->