DOSSIÊ TÉCNICO

Fabricação de panelas de alumínio Vânia Maria Corrêa de Campos Fundação Centro Tecnológico de Minas Gerais CETEC

outubro 2007

DOSSIÊ TÉCNICO
Sumário

1 INTRODUÇÃO ..................................................................................................................... 2 2 TIPOS DE PANELAS........................................................................................................... 3 2.1 Panelas de pedra sabão.................................................................................................. 3 2.2 Panelas de barro.............................................................................................................. 4 2.4 Panelas de cobre ............................................................................................................. 5 2.5 Panelas de vidro .............................................................................................................. 5 2.6 Panelas esmaltadas......................................................................................................... 6 2.7 Panelas de aço inoxidável .............................................................................................. 6 2.8 Panelas de alumínio ........................................................................................................ 6 3 FABRICAÇÃO DE PANELAS DE ALUMÍNIO..................................................................... 8 3.1 Matéria-prima ................................................................................................................... 8 3.2 Processo de produção .................................................................................................... 8 3.2.1 Laminação ...................................................................................................................... 8 3.2.2 Estampagem................................................................................................................... 9 3.2.3 Extrusão.......................................................................................................................... 9 3.3 Designação e dimensões padrão................................................................................. 10 3.4 Espessura, diâmetro e capacidade volumétrica......................................................... 11 3.4.1 Espessura nominal ....................................................................................................... 11 3.4.2 Diâmetro nominal.......................................................................................................... 11 3.4.3 Capacidade volumétrica ............................................................................................... 12 3.5 Alças e cabos................................................................................................................. 12 3.6 Revestimento antiaderente........................................................................................... 14 3.7 Controle de qualidade ................................................................................................... 15 3.8 Marcação e informações aos consumidores .............................................................. 15 CONCLUSÕES E RECOMENDAÇÕES ............................................................................... 16 REFERÊNCIAS ..................................................................................................................... 17 ANEXOS................................................................................................................................ 18 Anexo 1 - Fornecedores...................................................................................................... 18 Anexo 2 - Normas Técnicas da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) ... 19

Copyright © - Serviço Brasileiro de Respostas Técnicas - http://www.respostatecnica.org.br

1

a NBR 14630. Leve e barato.http://www. carapaça da tartaruga e o bambu. panela antiaderente.br 2 . utilizadas no país para exposição a uma fonte de calor direta. em geral o alumínio. sem pressão interna. que “especifica as características mínimas para fabricação. migre para a comida. Havia outras alternativas como recipientes: conchas de moluscos. De um século para cá. quando um grupo nômade se estabelecia em outro local.nãoconclusivas . panela de barro. o alumínio é a matéria-prima de mais da metade delas. norma técnica. Em 2000. eles impedem que o metal-base da estrutura das panelas. por outro. Palavras chave Fabricação. Mas. Assim. segundo a opinião de especialistas. as panelas são predominantemente produzidas em alumínio e aço inoxidável. de fabricação nacional ou importadas.3 KW/h + 0. com o uso de novas ligas e revestimentos e mais controle sobre a toxicidade mas. desempenho.de que esse material em contato com o calor e com alimentos protéicos. qualidade. Se por um lado. confeccionava outro utensílio.panela de alumínio. fornecimento e recebimento de panelas e caçarolas de alumínio laminado.respostatecnica. incluindo revestimentos antiaderentes. panela de cobre . a fabricação de panelas no Brasil melhorou muito na última década. produção Conteúdo 1 INTRODUÇÃO As primeiras panelas foram as de pedra e eram fixas. panela de pedrão-sabão. a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) publicou uma norma pioneira no país. Copyright © . há hipóteses . o que pode ser extremamente perigoso para a saúde.DOSSIÊ TÉCNICO Título Fabricação de panelas de alumínio Assunto Fabricação de artigos de metal para uso doméstico e pessoal Resumo Apresenta informações sobre processos de produção de panelas de alumínio. normalização. Os revestimentos anti-aderentes também têm sido objeto de suspeitas. ou outras fontes de calor até o limite de 3. forme compostos cancerígenos. há rumores de que existem pequenos fabricantes que usam sucatas para fundir panelas. ainda assim. Este último é usado até hoje na Indonésia.2 KW/h”. segundo as normas técnicas da ABNT. mas nada foi ainda comprovado.org. As suspeitas de que o alumínio possa ter efeitos ruins para a saúde existem desde a década de 70. segurança. e seus complementos para uso normal em aparelhos domésticos de cocção a gás que atendam os requisitos da NBR 13723-1.Serviço Brasileiro de Respostas Técnicas . Depois vieram as panelas de cerâmica e as de bronze.

FIGURA 1. Acesso em: 20 jul.2007. o primeiro passo é conhecer a matéria-prima destes utensílios e identificar a presença de substâncias que possam ser transferidas para os alimentos quando estão sendo preparados. d) esperar que o produto volte à temperatura ambiente e lavá-lo normalmente. evita a passagem do níquel. o processo de produção de panelas e caçarolas segundo as normas técnicas da ABNT e também informa sobre a aplicação de revestimentos antiaderentes. c) deixar voltar a temperatura ambiente e repetir o processo novamente. A função das panelas para o preparo dos alimentos é contribuir com o sabor sem serem prejudiciais para a saúde. com óleo vegetal. além disso. e) repetir todo o processo mais uma vez e a forma estará pronta para uso. Por isso. As panelas de pedra sabão depois de curadas. para a comida.org. Elas têm a vantagem da longa durabilidade. 1) são uma das mais antigas da história da culinária. A cura.Serviço Brasileiro de Respostas Técnicas .php?recid=394>. quando o assunto é panela.1 Panelas de pedra sabão Tradicionalmente usadas no interior de Minas Gerais. podem ser usadas sem perigo de quebrar e suportam até 1. c) após este tempo. revestimentos e demais componentes que entram em contato com os alimentos ou com o vapor. 2 TIPOS DE PANELAS Os nutricionistas que dizem que. evitar choque térmico. e) nos primeiros dias de uso. a tampa. panelas de pressão e seus acessórios. desligar o forno. nas primeiras vezes que a panela for utilizada não devem ser feitas frituras.Panela e forma de pizza em pedra-sabão Fonte: Disponível em: <http://www. é permitido usar qualquer tipo de utensílio – só não dá para deixar de olhar a procedência do produto e as informações sobre sua composição para que se evitem danos à saúde. b) deixá-la por duas horas no forno a uma temperatura de 200ºC.com. um mineral bastante tóxico. mostrar as restrições existentes às panelas de alumínio. de não terem cheiro nem alterarem o sabor dos alimentos.000°C.http://www. 2.Essa norma diz que “todas as partes internas das panelas e caçarolas. 2) relação das normas técnicas brasileiras referentes a chapas de alumínio e suas ligas e à fabricação de panelas. b) encher de água e levar ao fogo deixando ferver por 30 a 40 minutos. A seguir são apresentados os vários tipos de panelas existentes no mercado brasileiro. Cuidados: além dos descritos acima. caçarolas. O documento inclui dois anexos: 1) relação de fornecedores de chapas e discos de alumínio e aplicadores de politetrafluoretileno (Teflon). as panelas de pedra-sabão (FIG.azeite. por dentro e fora. incluindo o corpo. como por exemplo aquecer a peça a seco e despejar líquido frio em seu interior.br 3 . Modo de cura: Panela de pedra sabão: a) untar com óleo de cozinha por dentro e por fora. d) lavar com água e sabão evitando o uso de produtos abrasivos. de manterem os alimentos quentes por longo tempo e de não serem atacadas por ácidos. Forma de pizza e carne: a) untar a forma totalmente. Copyright © . devem ser fabricadas com materiais atóxicos e que não alterem o sabor e o cheiro dos alimentos nele preparados”.br/article.respostatecnica.

O contato com materiais metálicos (palha de aço e colheres metálicas) deve ser evitado para não comprometer sua vida útil. O processo de produção se inicia pela limpeza da argila quando são retirados os grãos de areia maiores e a matéria orgânica visível. FIGURA 2. Acesso em: 20 jul. As panelas de barro (FIG. dizem os gastronomistas.2. FIGURA 3 – Panela de ferro Fonte: Disponível em: <http://www. alisadas com um seixo rolado para retirada dos grãos de areia restantes. as de barro também devem passar pelo processo de curação antes de ser usada pela primeira vez: a) colocar dentro da panela duas colheres de óleo de cozinha. A vantagem delas é que não se deformam com o calor e conservam melhor a temperatura dos alimentos. Acesso em: 20 jul.http://www. Depois vem a etapa de queima das panelas e o tratamento de superfície. ainda. 2007. Elas se diferenciam das demais panelas feitas de argila pelo processo de produção que as torna únicas no que diz respeito ao sabor e à conservação da temperatura dos alimentos.Serviço Brasileiro de Respostas Técnicas . através de uma técnica de modelagem aplicada a partir de uma bola de barro. Como as panelas de pedra-sabão. representando uma boa economia de energia. Copyright © . A técnica utilizada pelos índios na confecção deste artefato continua praticamente inalterada no litoral do Espírito Santo.com. o cádmio e o níquel. porque trata-se de material poroso: o sabão ou o detergente podem ser absorvidos. Só então a panela de barro estará pronta para ser usada por muitos e muitos anos.htm>. 2007. 2) tiveram sua origem há mais de 400 anos nas tribos indígenas que habitavam o litoral brasileiro. recomenda-se esperar a panela esfriar antes da lavagem.org. Cuidados: Se a panela de barro não for de boa qualidade. que são prejudiciais ao organismo. o processo de confecção das panelas. 3). Há. Como são pesadas e se mantêm quentes por muito tempo. outro problema: para que se evitem quebras e trincas. casca de coco. pode conter grande quantidade de metais pesados como o chumbo.com/produtos/page1.americanas.Panela de barro capixaba Fonte: Disponível em: <http://www. c) deixar queimar o óleo e apagar o fogo quando a fumaça começar a ficar escura. Após totalmente modeladas. e depois de secas. b) levar a panela ao fogo. 2. Inicia-se então.lmpaneladebarrocapixaba. untando toda a superfície interna da panela.br/prod/247527/eacom>. facas e estiletes.2 Panelas de barro Nessas panelas são preparados os principais pratos típicos da culinária capixaba.respostatecnica.br 4 . com o tanino retirado da casca das árvores de mangue. o que lhes dá a coloração específica. elas são colocadas ao ar livre para secagem. deve-se preferir as que têm cabo de madeira para evitar queimaduras e facilitar a manipulação dos alimentos. com elas ainda quentes.3 Panelas de ferro Para se preparar um bom cozido de carne e de legumes nada melhor que as panela de ferro (FIG. A limpeza também deve ser feita cuidadosamente. A modelagem feita a mão utiliza como instrumentos seixos rolados (pedras de rio).

Copyright © . Acesso em: 20 ago.azeite. 2007. sal (¼) e vinagre (¼) e deixar secar por uma hora. inclusive para fazer as famosas panela de cobre. deve-se espalhar sobre elas uma pasta de farinha de trigo ou fubá (½ parte). Depois. é só lavar. um tipo de ferrugem passa para o alimento. Cuidados: Deve ser observado se há revestimento interno em estanho ou aço inox. Na falta deste. o que explica a escolha das mesmas para o preparo de doces. pois o calor é distribuído de maneira uniforme e não só no fundo da panela.org. As panelas de cobre não só distribuem o calor como o retém por mais tempo. quando esfregadas vigorosamente com esponja de aço. Na forma de tachos são as prediletas das doceiras tradicionais.Serviço Brasileiro de Respostas Técnicas . O resultado é o aparecimento de transtornos no funcionamento dos rins.php?recid=394>. O inconveniente dessas panelas é que não se deve deixar o alimento esfriar dentro delas porque o sal e os ácidos reagem com as substâncias das panelas e podem provocar a liberação de substâncias tóxicas.com. A principal vantagem das panelas de cobre (FIG. o mineral se acumula no organismo.Alguns estudiosos no assunto têm mostrado que não se ganha só sabor cozinhando com panelas de ferro. devido à sua transparência a dosagem de líquidos fica mais fácil. favorecendo a obstrução das artérias. principalmente para derreter açúcar e para fazer caldas. que aliás não abrem mão deste utensílio. O inconveniente é que elas se quebram com facilidade. e depois de absorvida. oxida a gordura do corpo.br/article.http://www. daí a sua indicação para as frituras e para os serviços de réchaud. com o tempo. nada de lavar com produtos abrasivos ou esponja de aço. Também os cozinheiros as preferem para fazer ensopados. Ao usar pela primeira vez uma panela de cobre deve-se remover o verniz. principalmente devido a choque térmico. pois os resíduos químicos não são transferidos para os alimentos.br 5 . 2. Para deixar as panelas brilhantes.4 Panelas de cobre O cobre é mineral conhecido desde os tempos remotos e usado há muito tempo pelo homem.5 Panelas de vidro São as preferidas dos profissionais de saúde. Figura 4 – Panela de cobre Fonte: Disponível em: <http://www. deve-se tomar cuidado ao lavá-las porque. enxugar e passar uma flanela macia. eles afirmam que este tipo de utensílio libera ferro e ajuda a evitar o aparecimento da anemia. caso esteja presente. 2. o cobre passa para o alimento e. 4) é a economia no consumo gás. Para o dia-a-dia deve-se utilizar detergente neutro. Por outro lado. para isso basta mergulhá-la em água fervente e deixar até que esfrie completamente.respostatecnica.

FIGURA 6 – Panela de alumínio Fonte: Disponível em: <http://www.br/article. Para quem cuida da saúde e gosta de um alimento preparado adequadamente o melhor é optar pelas panelas de inox. recomendam os especialistas. fácil limpeza. 2.jpg>. 2. possibilitando economia de tempo e energia. Além disso. o esmalte solta-se. 2007. pois os metais migram em maior concentração.2.7 Panelas de aço inoxidável Assim como o vidro.br 6 . Mas.com. Neste caso são capazes de liberar níquel que é tóxico ao organismo. não há suspeitas de que o material possa causar mal à saúde e é de fácil limpeza. apresentam baixa rugosidade superficial. o aço inoxidável está entre os materiais que recebem menos objeções para a fabricação de panelas.8 Panelas de alumínio As panelas de alumínio (FIG. Elas distribuem uniformemente o calor e cozinham mais rápido os alimentos. há suspeitas de que os metais migrados da panela parecem ser capazes de interferir nas células nervosas e causar doenças como o mal de Alzheimer. a qualquer atrito. A desvantagem destas panelas é que elas são muito sensíveis e. as panelas em inox (FIG. a melhor escolha são as panelas esmaltadas. Acesso em: 20 jul. sobretudo quando dissolvido em água.php?recid=394>. têm uma boa apresentação. elas não trazem nenhum prejuízo à saúde.respostatecnica.6 Panelas esmaltadas Se a questão é ter uma cozinha bonita.azeite. 5) são consideradas o melhor “custo-benefício”. Copyright © . resistem à elevadas temperaturas e a variações bruscas de temperatura. se cuidadas adequadamente. Ao comprar panela de inox deve-se certificar de que os fundos sejam termodifusores. o que não é bom para a saúde.br/imagens/produtos/14/1441044. Assim o alimento cozinha por igual e não gruda no fundo da panela. FIGURA 5 – Panelas de aço inoxidável Fonte: Disponível em: <http://www. 20 jul. 2007.Serviço Brasileiro de Respostas Técnicas . a não ser que a matéria-prima seja de péssima qualidade. 6) são as que sofrem maiores restrições dos nutricionistas e toxicologistas. A situação vai se agravando à medida que a panela envelhece. Em função da durabilidade e da resistência.org. que permitem o calor da chama espalhar-se uniformemente.com.http://www. Embora nenhuma doença grave tenha sido constatada por causa do seu uso. Vantagens das panelas de inox: capacidade distribuir o calor de forma uniforme. pois há estudos relatando a passagem de resíduos do metal para a comida e sua rápida absorção pelo organismo. Não liberam substâncias tóxicas para os alimentos.magazineluiza. Cuidados: como elas conservam o calor melhor que os outros materiais deve-se tomar algum cuidado com o tempo de cocção para a comida não passar do ponto e queimar.

não deixar o alimento esfriar dentro de panelas de alumínio. com o objetivo de levantar dados sobre o potencial de transferência de alumínio proveniente de panelas durante o preparo de alimentos. pelos cientistas que trabalham na área. Esse material não deve ser ingerido.org. Os estudos mais antigos levantaram a essa controvérsia. 7). Há empresas que têm feito panelas com ligas de alumínio e outros metais. mas. 70 e um pouco na década de 80.br/index. nessa panela. o cozimento de alimentos com alto teor de acidez. bife. A limpeza deve ser feita só com buchinha e sabão para evitar a liberação do metal. Uma forma de determinar o que a comunidade científica acha sobre qualquer hipótese.1 mg diário de alumínio por quilo de massa corporal. A dissolução de alumínio identificada durante o cozimento é inferior até mesmo ao teor do metal presente naturalmente em alguns alimentos (ALUMÍNIO e saúde). Há panelas de alumínio com revestimento interno de politetrafluoretileno (Teflon) e a grande vantagem é que elas são antiaderentes. Devido a essas controvérsias. Recomenda-se. À medida em que mais informações sobre as causas de concentração de alumínio no cérebro foram obtidas. entretanto. exigindo muito pouco óleo no preparo dos alimentos. Abaixo são mostrados alguns de seus produtos: FRIGIDEIRA CAÇAROLA ASSADEIRA WOKS PICANHEIRA FIGURA 7 – Panelas com liga de alumínio e outros metais Fonte: Disponível em: <http://www. bastando arranhá-lo com esponjas de aço.Sobre isso. mas os estudos principais sobre Alzheimer já não envolvem mais o alumínio.ITAL. pois a ingestão varia em decorrência da dieta da população e de outros fatores. não se deve guardar alimentos dentro dessas panelas. diz que a maior parte da controvérsia sobre alumínio e Alzheimer remonta às décadas de 60.Serviço Brasileiro de Respostas Técnicas . há a recomendação de que se evite. do Instituto de Tecnologia de Alimentos . Acesso em: 20 jul. que ativam a liberação do metal.aluminiomilagroso. essa hipótese foi perdendo importância na comunidade científica. Copyright © .com. entre outros. feitas de ferro e alumínio. como as condições de cozimento e o tipo de panela. o politetrafluoretileno é um plástico que solta-se com alguma facilidade. o que elimina os perigos (FIG. assim como nas de cobre. o que é ideal para a saúde. 2007. Uma delas produz as chamadas 'panelas milagrosas'. as pesquisas nos últimos 15 anos não apóiam e afastam totalmente essa hipótese. Um estudo realizado pelo Centro de Tecnologia de Embalagem . colheres e facas.OMS . arroz.htm#>.CETEA. A pesquisa levantou dados sobre o potencial de transferência de alumínio proveniente das panelas durante o preparo de um cardápio tipicamente brasileiro: feijão. Pela mesma razão.http://www. concluiu que o cozimento em panela de alumínio contribui com cerca de 2% do limite máximo de ingestão do metal recomendado pela Organização Mundial de Saúde . como frutas cítricas e molhos de tomate. é quantos trabalhos estão sendo publicados daquele assunto. Há um grupo pequeno de pessoas que ainda trabalham com isso.respostatecnica. Por outro lado. batata e molho de tomate.br 7 . Essa empresa fabrica utensílios em alumínio fundido e polido para cozinhas industriais e domésticas. também. Manter panelas de alumínio “como um espelho” é totalmente proibido. a Associação Brasileira do Alumínio (ABAL). O alumínio saiu do radar nos círculos científicos. porque o sal e os ácidos reagem com as substâncias das mesmas e podem provocar a liberação de substâncias tóxicas.

http://www. 2007 Copyright © . dependendo exclusivamente da importação. NBR 6999 (que especifica as tolerâncias dimensionais dos produtos laminados de alumínio e suas ligas) e NBR 7556 (que especifica os requisitos para chapas planas e bobinadas de alumínio e suas ligas). A bauxita é o minério mais importante para a sua produção. seguindo-se as determinações das NBR 6834 (que estabelece a classificação da composição química do alumínio e suas ligas). A tampa pode ser fabricada com outros materiais.Serviço Brasileiro de Respostas Técnicas .3 FABRICAÇÃO DE PANELAS DE ALUMÍNIO 3. mas nenhum deles possui jazidas de bauxita em seu território. o alumínio começou a ser produzido comercialmente há cerca de 150 anos.01% cada. na região de Poços de Caldas e Cataguases. A mesma norma diz que o corpo das panelas e caçarolas deve ser fabricado a partir de chapas laminadas de alumínio e suas ligas. o teor máximo dos elementos berilo. a estampagem e a extrusão dentre os diversos processos de transformação do metal: 3. desde que não alterem o sabor e o cheiro dos alimentos. Acesso em: 20 jul. o alumínio pode ser encontrado em Minas Gerais. Além da Amazônia. é o metal mais jovem usado em escala industrial.br/aluminio/processos_laminacao.respostatecnica. Mesmo utilizado milênios antes de Cristo. Como a aplicação envolve alimentos.2 Processo de produção Para a fabricação de panelas de alumínio destacam-se a laminação. A composição química das chapas de alumínio e suas ligas a serem utilizadas na confecção dos corpos das panelas e caçarolas deve estar dentro das características das ligas especificadas na NBR 6834. perdendo apenas para Austrália e Guiné. os EUA e o Canadá são os maiores produtores mundiais de alumínio. localizada na região amazônica. 3.abal.org.2.1 Matéria-prima O alumínio é a matéria-prima básica. contendo de 35% a 55% de óxido de alumínio. arsênio e cádmio não deve exceder 0. Apesar de ser o terceiro elemento mais abundante na crosta terrestre. O Brasil tem a terceira maior reserva do minério no mundo.asp>. Hoje.1 Laminação FIGURA 8 – Processo de laminação Fonte:Disponível em: <http://www.org.br 8 .

005mm. e possibilita a obtenção de seções mais resistentes pela adequada eliminação de juntas frágeis e uma melhor distribuição de metal.br 9 .br/aluminio/processos_estampagem. O alumínio apresenta uma grande vantagem que é a de ser normalmente usado sem acabamentos especiais de qualquer espécie. 2007. Disponível em: <http://www. Esta seção transversal é retangular e refere-se a produtos laminados planos de alumínio e suas ligas.3 Extrusão Processo de transformação termomecânica no qual um tarugo de metal é reduzido em sua seção transversal quando forçado a fluir através do orifício de uma matriz (ferramenta).org. Os semimanufaturados extrudados transformamse. Para muitas aplicações. caçarolas e latas de bebidas.2. A variedade de perfis que podem ser extrudados em alumínio é praticamente ilimitada. FIGURA 10 – Extrusão Fonte: ABAL.2 Estampagem Chapas e discos de alumínio são amplamente utilizados para repuxação e estampagem profunda. por meio da passagem entre dois cilindros de aço ou ferro fundido com eixos paralelos que giram em torno de si mesmos. em acessórios de panelas. tanto em aparência como em durabilidade.org.http://www.br/aluminio/processos_extrusao. entre elas a fabricação de panelas e caçarolas. até folhas com espessura de 0. compreendendo desde chapas grossas com espessuras de 150mm. Como uma pasta de dente sendo expelida para fora de seu tubo. Nesse processo. Esses semimanufaturados têm diversas aplicações. 3.2. usadas em usinas atômicas. 3.abal. o material é pressionado por um punção contra uma matriz. como acontece com panelas.asp>. a fabricação de utensílios domésticos. FIGURA 9 – Estampagem Fonte: <http://www. Os grandes fabricantes de panelas e caçarolas preparam suas próprias chapas de alumínio.Processo de transformação mecânica que consiste na redução da seção transversal por compressão do metal. 2007. O processo reduz custos. pois elimina operações posteriores de usinagem ou junção. o acabamento natural do alumínio é totalmente satisfatório.Serviço Brasileiro de Respostas Técnicas . Copyright © . usadas em condensadores. sob o efeito de altas pressões e temperatura. folhas e discos. Os principais tipos de produtos laminados são chapas planas ou bobinadas. dentre elas.abal.asp>.respostatecnica. entre outros. Acesso em: 20 jul. Acesso em: 20 jul.org.

br/procprod.trofa.0 12.5 10.4 0.8 1. NBR 14630: 2000. 2007.Serviço Brasileiro de Respostas Técnicas .org.1 0.novelis.6 6. estando de acordo com o produto de cada fabricante. Automação dos processos produtivos em suas várias etapas. No anexo 1 deste Dossiê se encontram endereços de fornecedores. A tecnologia utilizada garante boa performance na estampagem dos discos.0 1.6 0.1 0.7 0. otimizam o processo industrial.1 1.Preparação das chapas de alumínio. Há empresas que produzem discos acabados de liga de alumínio-manganês para a fabricação de panelas comuns. Acesso em: 20 jul.0 0. FIGURA 11 – Processo produtivo das panelas de alumínio Fonte: Disponível em: <http://www. o brilho e o acabamento do produto.br/ >.0 15. 3 Copyright © .com.0 1. Esses discos. contam com a possibilidade de adquirirem chapas e discos acabados para a fabricação de panelas. em geral.6 4.5 2. reduzindo custos. melhorando a estampabilidade. frigideiras e outras.br 10 .3 0.5 1.3 Designação e dimensões padrão São padronizadas pela ABNT (NBR 14630:2000) as designações e dimensões padrão de panelas e caçarolas: TABELA 1 Panelas e caçarolas – Designação e dimensões Diâmetro Capacidade Tolerância (*) somente nominal volumétrica mínima para menos (mm) (L) (L) 120 140 160 180 200 220 240 260 280 300 320 340 0.0 7. de pressão.5 1.9 1.com. Os pequenos fabricantes. FIGURA 12 – Discos e panelas Fonte: NOVELIS.html>. reduzindo o índice de quebra durante o processo a praticamente zero.respostatecnica. Equipamentos modernos de ensaio e testes laboratoriais de resistência e atendimento às normas.http://www. 2007. Acesso em: 20 jul. Fonte: ABNT. p. Disponível em: <http://www.7 3.0 Designação (Número 12 14 16 18 20 22 24 26 28 30 32 34 (*) A tolerância máxima é ilimitada.9 2. 3.

4. p.2 Diâmetro nominal É o maior diâmetro medido entre dois pontos. 14). com raio igual a 20 mm. NBR 14630: 2000. que também são obtidos através da média aritmética entre duas medidas de diâmetro interno e externo. na borda ou no fundo da panela. Raio = 20mm Fundo FIGURA 13 – Espessura nominal Fonte: ABNT.3.Serviço Brasileiro de Respostas Técnicas . 13.1 Espessura nominal Dimensão medida no fundo da panela ou caçarola.respostatecnica. dentro de um círculo a partir do centro do fundo.org. Quando o fundo for usinado. É a média entre o diâmetro interno e o diâmetro externo. feitas perpendicularmente entre si.http://www. NBR14630: 2000. deve-se acrescentar à medida 0. respectivamente. 3 3. p. FIGURA 14 – Diâmetro nominal Fonte: ABNT.4 Espessura.5mm. 4 Copyright © .br 11 . Uma das medidas deve ser feita na direção do cabo e/ou alças. É a média aritmética entre três medidas de espessura tomadas no fundo do corpo do utensílio.4. declarado pelo fabricante (FIG. conforme mostra a FIG. diâmetro e capacidade volumétrica 3.

As alças e cabos não podem apresentar rupturas ou trincas assim como deficiências no sistema de fixação de forma a permitir vazamentos. no caso de panelas e caçarolas com volume até 5. arredondando-se a segunda casa decimal.Serviço Brasileiro de Respostas Técnicas . A NBR 14630:2000 traz.4.2 e Fonte: ABNT.8L.5 Alças e cabos Conforme a NBR 14630:2000. Como preparação. de um cabo ou duas alças para manuseio.respostatecnica. A alça deve ter um tamanho mínimo tal que suas partes externas tangenciem um retângulo de 50mm X 35mm de lado. incluindo qualquer saliência ou mudança de seção entre o corpo e a extremidade do cabo. O cabo deve ter. com a utilização de água à temperatura de 23o C+ 2oC. medido a partir do diâmetro externo do corpo da panela.5 2 1. A ABNT considera que panelas e caçarolas para uso doméstico devem ter capacidade volumétrica entre 0.25 vezes a massa do volume interno do corpo em água. o corpo deve ser provido. utilizar dispositivos semelhantes aos apresentados nas figuras 15 e 16. NBR14630: 2000. 120mm de comprimento.http://www. para panelas e caçarolas com um cabo e uma alça ou duas alças. obedecendo-se os critérios da NBR 5891 (que define regras de arredondamento na numeração decimal). A altura de elevação da base do corpo em relação à sua superfície deve ser de 100mm + 20mm. p. obedecendo-se as medidas indicadas na figura 15. A capacidade volumétrica nominal é a declarada pelo fabricante.br 12 . de maneira que seu eixo e o eixo do dispositivo sejam paralelos e que não exista movimento relativo entre eles.A variação permitida pela NBR 14630 para o diâmetro nominal é mostrada na tabela 2: TABELA 2 Variação do diâmetro nominal Espessura nominal “e” Variação do diâmetro nominal para mm mais e para menos mm e < 1. no Anexo A (normativo). O volume deve ser obtido em litros. 3.org. é sugerido que se coloque na panela ou caçarola uma massa correspondente a 2. Em caso de afrouxamento do sistema de fixação ele deve permitir reaperto.3 Capacidade volumétrica É o volume total contido pelo corpo das panelas ou caçarolas até o seu transbordamento. assim como seus sistemas de fixação devem ser resistentes. Alças e cabos. Após o que. 4 3.0L. A medição consiste em obter o volume através de padrões calibrados.5 < e < 2 3 2<e<4 4 e>4 1. até 15. no mínimo. Copyright © . no mínimo. no máximo. respectivamente. A fixação do cabo no corpo na haste deve ser em dois pontos. um método de ensaio da determinação da resistência das alças ou do cabo do corpo e de seus elementos de fixação.0l. no mínimo.

que especifica os requisitos para a confecção de panelas e caçarolas.br 13 . outra norma define requisitos para alças. 6 FIGURA 17 – Detalhe do came das figuras 15 e 16. Fonte: ABNT. No estado de repouso. p. NBR 14630: 2000. Fonte: ABNT. p. o fundo da panela deve estar totalmente apoiado na superfície de apoio. NBR 14630: 2000.Serviço Brasileiro de Respostas Técnicas . 7 Além da NBR 14630:2000. cabos. publicada em 01/08/2002.http://www. p. Copyright © . NBR 14630: 2000. de onde foram retiradas estas informações. FIGURA 16 – Dispositivo para execução do ensaio de resistência das alças.FIGURA 15 – Dispositivo para execução do ensaio de resistência dos cabos. 6 Nas condições da FIGURA 16. deve-se levantar e abaixar o corpo da panela ou caçarola 1500 vezes. com a freqüência de 1 ciclo por minuto. poméis e sistemas de fixação e deve ser consultada: é a NBR 14876.org. Fonte: ABNT.respostatecnica.

antiaderente. flandres. A FIG. aço aluminizado. O antiaderente risca com facilidade caso as instruções de conservação não sejam seguidas corretamente. não corrói. o Teflon® deixa de ser inerte e estável.http://www. além de controle de qualidade da matéria-prima e do processo de revestimento. O PTFE é um polímero . A panela deve estar fria para ser lavada. mas nunca se deve utilizar produtos abrasivos. É bastante inerte e estável. FIGURA 18 – Revestimento antiaderente Fonte: PANEX. pode danificar o produto. ao fabricar panelas antiaderentes.com. Deve-se evitar também que a chama incida sobre a lateral da frigideira. Recomenda-se sempre utilizar fogo brando. Disponível em: <http://www. Entretanto. Copyright © . o material perde sua característica antiaderente e libera uma fumaça indesejável. A descoberta de um revestimento antiaderente para panelas em 1938 chegou às cozinhas americanas na década de 60: era o teflon.2007.Serviço Brasileiro de Respostas Técnicas .cuja fórmula leva carbono e flúor. Atualmente. Conforme informações da PRAIMER. Se for óleo. Elas podem ser lavadas normalmente na máquina. Deve-se evitar cortar alimentos diretamente na frigideira e. deve-se ter o especial cuidado de anexar essas instruções ao produto. além de desnecessário. as panelas mais modernas são denominadas de teflon II por serem revestidas com primer (substância usada para ligar o teflon ao alumínio).6 Revestimento antiaderente As panelas antiaderentes são as que recebem uma camada. tem baixíssimo índice de atrito e não reage com outros produtos químicos. ou um revestimento. Entre outras razões.org. essa tem levado nutricionistas e estudiosos a desaconselhar o uso de frigideiras antiaderentes.3. todos os substratos usados na fabricação de formas ou bandejas podem ser revestidos: aço carbono.espécie de plástico . 18 ao lado. Portanto. mostra uma composição de camadas de sua mais recente tecnologia. o material se aquece até 100º. Revestimento antiaderente O revestimento antiaderente utilizado para panelas é o politetrafluoretileno (PTFE).panex. chega-se a 215º.br 14 . Ao bater os 342º. aço inoxidável. acima de 280º. assim como o alumínio e suas ligas. porque fogo alto.asp>. O novo revestimento impede que o metal passe para o alimento quando o teflon descasca. já usando a base em primer. esponjas de aço ou saponáceos. Utensílios antiaderentes não devem ser utilizados no forno convencional ou no microondas. Para sua durabilidade.respostatecnica. essas panelas exigem cuidados especiais de conservação. Somente utensílios de madeira ou plástico devem ser utilizados. A chama do fogão pode chegar a mil graus Celsius. Se tiver água na panela. não deixá-la vazia no fogo. após fritar.br/novidades/new-resist. Teflon® é a marca registrada da DuPont que produz o material e domina o mercado nacional brasileiro. Acesso em: 20 jul.

Abaixo encontra-se um modelo de folheto informativo para acompanhar panelas com revestimento antiaderente.7 Controle de qualidade A NBR 14630:2000 recomenda que. não se deve guardar alimento dentro dessa panela. para controle de qualidade (inspeção). na mesma. As panelas com revestimento antiaderente. Essa norma deve ser consultada caso o fabricante se decida por utilizar revestimentos antiaderentes em seus produtos. por isso.respostatecnica.br 15 . Além da marcação. é importante informar que o metal liberado é absorvido pelo organismo. 3. conforme a TAB.org. 5 Número de peças constituintes 3. de alimentos com alto teor de acidez. as seguintes indicações: a) Nome do fabricante ou símbolo de identificação deste. O tamanho do lote e o nível de aceitação devem ser considerados conforme definido na NBR5426:1985 (planos de amostragem e procedimentos na inspeção por atributos). o lote do tipo ou tamanho do utensílio representativo dessa mesma amostra deverá ser rejeitado. A limpeza deve ser feita só com buchinha e sabão para evitar a liberação do metal. b) Designação e volume.http://www. No caso de panelas em alumínio puro. precisam de instruções para sua utilização. O antiaderente risca com facilidade caso as instruções de conservação não sejam seguidas corretamente.8 Marcação e informações aos consumidores Segundo a NBR 14630.Em 2006. removível ou não. essas panelas exigem cuidados especiais de conservação. de maneira clara. determinação da resistência das alças ou do cabo do corpo e seus sistemas de fixação. Para sua durabilidade. c) Número da norma (NBR 14630). Copyright © . em especial. a ABNT publicou uma norma (NBR15321) estabelecendo requisitos para avaliação do desempenho de revestimento antiaderente em utensílios domésticos de alumínio e suas ligas. TABELA 3 Amostragem para inspeção Unidades defeituosas Primeira amostragem Segunda amostragem 1a amostragem 2a amostragem No aceitação No rejeição No aceitação No rejeição 5 5 1 2 2 3 Fonte: ABNT. verificação das características dimensionais. Se qualquer amostra não atender às exigências da ABNT. deve-se evitar o cozimento. NBR14630: 2000. recomenda-se que seja anexado ao produto final um folheto informativo das suas características e dos cuidados necessários à sua conservação. p.Serviço Brasileiro de Respostas Técnicas . cada panela e caçarola devem ter marcadas. 3. além de controle de qualidade da matéria-prima e do processo de revestimento. Pela mesma razão. Deve-se recomendar também que não se deixe o alimento esfriar dentro da panela porque o sal e os ácidos reagem com o alumínio e podem provocar a liberação de substâncias tóxicas. de cada lote deve ser retirada uma amostra de cada tamanho ou tipo de panela e/ou caçarola. que ativam a liberação do metal.

além da praticidade.077.Brasil CNPJ 61.Panela de pressão de uso doméstico. Nunca utilize esponjas de aço ou saponáceos.br/quem/abal. que se prima pela produção artesanal e pela qualidade. Disponível em: <http://www. a NBR 11823 . Não utilizar no forno convencional ou no microondas. O Anexo 1 contém o endereço de alguns fornecedores de chapas e discos de alumínio.asp>. Av. restando às pequenas um nicho de mercado diferenciado. por meio do PROGEX .Utensílios domésticos metálicos .org.09890-003 . que inclui. Seque.br 16 . não deixe sua frigideira vazia no fogo. Essas normas estão referenciadas no Anexo 2. Após fritar.br/sac/manuais/default. sendo elas objeto de fiscalização específica. entre outras. SP . assim como para a aplicação de antiaderentes que devem ser consultadas. permite um preparo mais saudável dos alimentos.São Paulo – SP Tel. assim como de aplicadores de teflon.: (11) 5904-6450 . Alterações de cor do revestimento podem acontecer com o tempo. Evite que a chama incida sobre a lateral da frigideira. 1100 .com.asp> Os interessados em exportar panelas e caçarolas para outros países podem contar com o apoio da FINEP. 2007. CONSELHOS DE UTILIZAÇÃO Utilize somente utensílios de madeira ou plástico.panex. Fonte: PANEX. com uma esponja.São Bernardo do Campo.830/0001-01 .abal. Álvaro Guimarães.Serviço Brasileiro de Respostas Técnicas . também o Instituto Nacional de Metrologia (INMETRO) se ocupa da questão da segurança de panelas de pressão de uso doméstico. Lave e seque novamente.Vila Mariana .Fax: (11) 5904-6459 – E-mail: aluminio@abal.org.Indústria Brasileira . É importante observar que existem inúmeras normas técnicas específicas em vigor para a fabricação de panelas e caçarolas de alumínio.www.http://www. mas essa norma está incluída para alertar que existem requisitos mínimos exigíveis de segurança para fabricação de panela de pressão de uso doméstico. Acesso em: 20 jul. Deixe esfriar. Recomenda-se a consulta ao site da Associação Brasileira do Alumínio (ABAL) que traz informações completas sobre processos de transformação de alumínio.panex. Leve ao fogo baixo durante dois minutos. Recomendamos sempre utilizar fogo brando. Deixe sua frigideira esfriar antes de lavar. entre outras.Fabricado por/Producido en Brasil por PANEX PRODUTOS DOMÉSTICOS LTDA.com. Além da ABNT.CEP: 04018-030 .br SERVIÇO DE ATENDIMENTO AO CONSUMIDOR Grande São Paulo: (11) 6915-4400 .Demais Localidades: 0800 195444 Caixa Postal: 080 . nº 220 .Programa de Apoio Tecnológico à Exportação. LIMPEZA Limpar é extremamente fácil: simplesmente lave em água e detergente. Lave sua frigideira com detergente em água morna. que em Minas Gerais é operacionalizado pela Fundação Centro Tecnológico de Minas Gerais Copyright © .respostatecnica. Utilize um pano macio ou papel toalha para passar um pouco de óleo no revestimento antiaderente NEW RESIST no interior da frigideira.4º andar . ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DO ALUMÍNIO (ABAL) Rua Humberto I.CEP 09910-970 INSTRUÇÕES DE USO O revestimento antiaderente NEW RESIST de sua frigideira. Panela de pressão não foi objeto de estudo deste Dossiê. Fogo alto é desnecessário e pode danificar o produto. Uma pitada de manteiga ou óleo pode ser usada a seu critério para dar um sabor a seu gosto. pano ou escova não abrasiva.org. ANTES DO PRIMEIRO USO Remova todas as etiquetas. porém recomendamos refazer o procedimento de untar com óleo após 10 ciclos de lavagem. Evite cortar alimentos diretamente na frigideira. Conclusões e recomendações CONCLUSÕES E RECOMENDAÇÕES Empresas de grande porte dominam o segmento de fabricação de panelas e caçarolas. As frigideiras PANEX podem ser levadas à lava-louças.br Site: <http://www.

html> . 2007. Acesso em: 21 out. Referências REFERÊNCIAS ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DO ALUMÍNIO.abal.br/unicamp/unicamp_hoje/ju/outubro2002/unihoje_ju194pag4b.2007.htm>. Disponível em: <http://www. Acesso em: 20 ago.trofa. 2007.unicamp. Folha de São Paulo. PANELA de barro. O Progex possibilita a inserção competitiva de produtos mineiros em mercados previamente prospectados pela empresa interessada em realizar a exportação. O atendimento é focado na adequação tecnológica do(s) produtos(s) às exigências internacionais.br/portugues. Acesso em: 20 ago. BOCCIA. 2007.com. F. O segredo das panelas.asp>. 2007.html>. Acesso em: 20 jul.org.praimer.13/4/2006.com. OFICINA de arte. P.br.html>.br/alusaude/cozimento. Disponível em: <http://www. ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DO ALUMÍNIO. Além do trivial simples. Disponível em: <http://www. Disponível em: <http://www. Disponível em: <http://www.unicamp.2007. Disponível em: <http://www. 2007.br/sac/manuais/default.paneladebarro. Acesso em: 20 jul. Saúde na panela.25928. Disponível em: <http://saude. Manuais. Acesso em: 20 jul.com.br/hp/pedra_sabao. Acesso em: 20 jul. Acesso em: 20 ago. 2007. Acesso em: 20 ago. Acesso em: 18 jul.abril. PRAIMER.br/article.html>.asp>. Copyright © . 2007. CRUZ.php?recid=394>.br/procprod.html>. DIETA mais saudável começa pela panela. a partir de um subsídio para a implantação das mudanças requeridas. A. Alumínio e saúde: dissolução do alumínio durante o cozimento de alimentos em panelas de alumínio. Panela na fogueira.br/unicamp/canal_aberto/clipping/novembro2004/clipping041123_estad o. ESCOLHA a panela certa para a sua cozinha. 2007. Disponível em: <http://revistacasaejardim.oficinadaarte. Para se inscrever no Programa a empresa deve entrar em contato com o CETEC.unicamp.com/Casaejardim/0. 2007.00. M.globo.br 17 . GRUPO INDUSTRIAL TROFA./CETEC. Disponível em: <http://www. Acesso em: 20 ago. Disponível em: <http://www. Acesso em: 21 out.br/edicoes/0264/medicina/conteudo_90821. MANTOVANI. Acesso em: 20 ago.html>. Pedra sabão.html>.Serviço Brasileiro de Respostas Técnicas .EJE708577-2186.br/aluminio/processos_laminacao.panex.com/index. Disponível em: <http://www. Disponível em: <http://www. OLIVEIRA.2007.azeite. I.org.com.br/unicamp/canal_aberto/clipping/abril2006/clipping060413_folha.asp>. pelo telefone (31) 3489-2349 ou pelo endereço eletrônico: uaitec@cetec. da.http://www.com. O alumínio: processos de produção.abal. PANEX.respostatecnica.org.shtml>. Disponível em: <http://www. 2007.com.

com.15º andar São Paulo. Campos .2533 . Vargas 461 .Aparecida do Taboado – MT Tel: (67) 3565-3705 . 212-A . Antoninho Darcy Campagnollo nº 81 .br Site: <http://www.aluminiocba. 12.Serviço Brasileiro de Respostas Técnicas . 100 – Mooca .htm> Chapas de alumínio: ALCOA ALUMÍNIO S.95012-230 Fone / Fax: (54) 3225.br/> LAMINAÇÃO DE METAIS FUNDALUMINIO INDÚSTRIA E COMÉRCIO LTDA Rua João Pedro Blumenthal.org./Fax: (42) 3228-1003 Site: <http://www.com.com.01037-912 . BR 376 – Dist.br Site: <www.praimer.Imóvel C.Jandira – SP Tel: (11) 4772-4772 . das Nações Unidas.faleconosco@alcoa.901 .br Site: <http://www.Fax: (11) 4619-2870 .RS .06612-060 .São Paulo – SP Tel: (11) 3224-7000 .Guarulhos – SP Tel: (11) 6412-2493 .:(011) 5503-0791 Site: <http://www.clemente.fundaluminio. -Torre Oeste .industrial@multiflon.aluminiojangada.Fax: (11) 3331-4162 Site: <www.br Site: <http://www. 251A – Compl.br COMPANHIA BRASILEIRA DE ALUMÍNIO – CBA Praça Ramos de Azevedo 254 . Industrial – Ponta Grossa – PR – 84001-970 Tel.ind.clemente@clemente.com.com.07224-150 .br/NovelisBrasil/Produtos/Discos/Default.Anexos ANEXOS Anexo 1 .br > LAMINAÇÃO DE METAIS CLEMENTE LTDA Rua Municipal.04578-000 .Caxias do Sul .B. SP .br/> ALUMTEK LAMINAÇÃO DE ALUMÍNIO LTDA Av.jangada@aluminiojangada.br Site: <http://www.com. 12. Nações Unidas.Fax: (11) 6603-5524 .Fax: (11) 5509-0356 .Brooklin Novo .com.Jardim Alvorada .br 18 .br/> PRAIMER REVESTIMENTOS Av.A. Continental.http://www.br> Aplicadores de TEFLON®.br/portugues. 301 – Cumbica .asp> ALUMÍNIO HEIDORN LTDA Rua Barão de Monte Santo.html> Copyright © .respostatecnica.multiflon.: CND Revestimentos .A.MULTIFLON R.04578-000 Tel.SP .16º and. indicados pela DuPont do Brasil S. Floresta . Av.3º andar – Centro .Fax: (11) 6446-2400 .Fornecedores Discos laminados e chapas de alumínio: NOVELIS BRASIL LTDA Av.alcoa.79570-000 .03123-020 .São Paulo – SP Tel: (11) 6603-5500 .:(011) 5503-0722 .com.551 .com/brazil/pt/home.com.com. Pres.Fax: (67) 3565-2402 E-mail: alumtek@terra.Fax.ind.fundaluminio@fundaluminio.SP Tel: (11) 0800-0159888 .novelis.com.

Rio de Janeiro: ABNT. segurança. cabos. 2006.2 KW/h.Serviço Brasileiro de Respostas Técnicas . ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. Utensílios domésticos de alumínio e suas ligas: alças. 2193 – Ipiranga – São Paulo – SP – 04206-000 Tel: (11) 6169-9711 / (11) 6215-6649 – realtecsp@realtec. sendo que a pressão de vapor (pressão normal de trabalho) deve estar compreendida entre 70 kPa e 120 kPa e a capacidade volumétrica do corpo não deve ser superior a 30 L.REALTEC REVESTIMENTOS R. Utensílios domésticos de alumínio e suas ligas: revestimento antiaderente . • Especifica os requisitos para o desempenho de cabos. fornecimento e recebimento de panelas e caçarolas de alumínio laminado. Rio de Janeiro: ABNT. inúmeras outras podem ser contatadas para identificação das que melhor atendem às necessidades do cliente. para ser usada em fonte externa de calor. NBR 6999.3 KW/h ± 0. 2002. Rio de Janeiro: ABNT. • Estabelece a classificação da composição química do alumínio e suas ligas. • Estabelece os requisitos exigíveis de segurança para fabricação de panela de pressão de uso doméstico. Como essas. alças. Utensílios domésticos metálicos: panela de pressão de uso doméstico.br 19 . qualidade. • Estabelece os requisitos para a avaliação do desempenho dos revestimentos antiaderentes dos utensílios domésticos de alumínio e suas ligas. 2006. Rio de Janeiro: ABNT.ind. produtos laminados: tolerâncias dimensionais. de fabricação nacional ou importadas. NBR7556. NBR14876. Copyright © . poméis e sistemas de fixação – requisitos. com pressão interna. ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. Agostinho Gomes.avaliação do desempenho. 2006.realtec. Alumínio e suas ligas: classificação da composição química. ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. • Especifica as tolerâncias dimensionais dos produtos laminados de alumínio e suas ligas. ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR11823.br/> O CETEC não se responsabiliza pelas empresas acima indicadas. Rio de Janeiro: ABNT. Rio de Janeiro: ABNT. ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS.org. ou outras fontes de calor até o limite de 3. Alumínio e suas ligas. Rio de Janeiro: ABNT. 2002. sem pressão interna. Anexo 2 . ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR14630: Utensílios domésticos de alumínio e suas ligas: panelas e caçarolas. poméis e sistemas de fixação dos utensílios domésticos de alumínio e suas ligas laminadas e/ou fundidas.http://www. NBR15321. utilizadas no país para exposição a uma fonte de calor direta.respostatecnica. 2006. • Especifica os requisitos para chapas planas e bobinadas de alumínio e suas ligas. NBR 6834. e seus complementos para uso normal em aparelhos domésticos de cocção a gás que atendam os requisitos da NBR 13723-1. desempenho.br Site: <http://www.ind.Normas Técnicas da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. que foram retiradas de sites na Internet. 2000. requisitos. • Especifica as características mínimas para fabricação. Alumínio e suas ligas – chapas.

Acesso em: 20 jul.org.aspx>. Endereço para aquisição on line: <https://www. 2007 Copyright © .respostatecnica. disponíveis em: <http://www.abnt.http://www.br 20 .asp?resolucao=800X600>. Nome do técnico responsável Vânia Maria Corrêa de Campos Nome da Instituição do SBRT responsável Fundação Centro Tecnológico de Minas Gerais (CETEC) Data de finalização 23 out.org.abntnet.br/ecommerce/ssl/norma. 2007.Serviço Brasileiro de Respostas Técnicas .As normas podem ser adquiridas diretamente nos escritórios da ABNT ou on-line: Endereços dos escritórios da ABNT. 2007.com.br/default. Acesso em: 20 jul.