P. 1
EXERCICIO_LICITACOES_GABARITO

EXERCICIO_LICITACOES_GABARITO

|Views: 341|Likes:
Publicado porVitoriosadBage

More info:

Published by: VitoriosadBage on Apr 07, 2012
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

03/08/2015

pdf

text

original

Acerca dos processos licitatórios, julgue os itens: 1.

A modalidade de licitação denominada pregão, nos termos da legislação vigente, somente pode ser adotada no âmbito da União. GABARITO: E 2. É inexigível a licitação para a compra ou locação de imóvel destinado ao atendimento das finalidades precípuas da administração, desde que o preço seja compatível com o valor de mercado. GABARITO: E – Dispensada (art.17) 3. Havendo interesse público superveniente, a administração poderá deixar de firmar o contrato, ainda que o resultado da licitação já tenha sido homologado. GABARITO: C – Art.49 (CESPE_MPE_TO_PROMOTOR DE JUSTIÇA _2006) Em relação ao regime jurídico das licitações, julgue os itens: Julgue os itens a seguir, acerca das licitações. 4. É obrigatória a admissão da adjudicação por item, e não, por preço global, nos editais das licitações para a contratação de obras, serviços, compras e alienações cujo objeto seja divisível, desde que não haja prejuízo para o conjunto ou complexo ou a perda de economia de escala, tendo em vista o objetivo de propiciar a ampla participação de licitantes que, embora não dispondo de capacidade para a execução, fornecimento ou aquisição da totalidade do objeto, possam fazê-lo com relação a itens ou unidades autônomas, devendo as exigências de habilitação adequar-se a essa divisibilidade. GABARITO: C – Art. 23 &&1,2 5. A Lei n.º 8.666/1993 exige, para a demonstração da habilitação jurídica de sociedade empresária, a apresentação do ato constitutivo, estatuto ou contrato social em vigor, devidamente registrado. GABARITO: C 6. A venda de bem imóvel do Instituto Nacional de Seguro Social para órgão da administração pública distrital é exemplo de inexigibilidade de licitação decorrente da ausência de necessidade de competição, cujo objetivo seria garantir a proposta mais vantajosa para a autarquia federal. GABARITO: E – Art. 17, I, e Determinado município deu início a procedimento licitatório. No edital, se exigia a apresentação de certidão negativa de concordata ou falência das empresas concorrentes. A empresa Beta, habilitante, atravessava concordata e recorreu ao Poder Judiciário para não apresentar a certidão, alegando violação ao princípio da legalidade. Considerando essa situação hipotética, julgue o item abaixo, segundo a Lei n.º 8.666/1993. 7. Não pode o poder público, para qualquer habilitação em licitação, exigir documentação sobre a qualificação econômico-financeira de empresa habilitante, com o objetivo de buscar melhor esclarecimento sobre a capacidade financeira dessa empresa de honrar os compromissos que poderão advir da habilitação. GABARITO: E – Art. 31,II e Art.32 &1º 8. O edital, que é a lei interna da concorrência e da tomada de preços, traduz-se em uma verdadeira norma porque subordina administradores e administrados às regras que estabelece. Para a administração, desse modo, o edital é ato vinculado e não pode ser desrespeitado por seus agentes. GABARITO: C 9. A lei geral de licitações proíbe a venda direta de bens públicos imóveis a particulares, ainda que no âmbito de programas habitacionais de interesse social. GABARITO: E 10. A modalidade de licitação do pregão se aplica às hipóteses de compra de quaisquer bens ou serviços, em todas as esferas da federação. GABARITO: E 11. A conduta do administrador público no sentido de fraudar a licitação e desviar dinheiro público constitui ato de improbidade administrativa, fazendo que, independentemente das sanções penais, civis e administrativas previstas na legislação específica, ele fique sujeito, entre outras, às seguintes cominações: ressarcimento integral do dano, perda da função pública, suspensão dos direitos políticos e pagamento de multa. GABARITO: C – Ver lei 8429/92 (Art.9,10 e 11) Um prefeito, tendo realizado contratação direta de um publicitário para a realização dos serviços de publicidade institucional da prefeitura, justificou o seu ato sob o argumento de que, por se tratar de serviço técnico de notória especialização, não seria exigível a licitação. Na situação apresentada, considerando a atitude do prefeito, à luz da Lei de Licitações, julgue os itens: 12. Correta, visto que, de fato, por constituir serviço técnico de notória especialização, a mencionada contratação dispensaria procedimento licitatório. GABARITO: E 13. Errada, pois não se trata de hipótese de inexigibilidade de licitação, mas de dispensa de licitação. GABARITO: E 14. Errada, pois serviços de publicidade não podem ser classificados como de notória especialização, sendo necessário o procedimento de licitação para a contratação desse tipo de serviço. GABARITO: C

&5º) (IEMA – Analista de Meio Ambiente e de Recursos Hídricos – Cespe .A adjudicação compulsória ao vencedor da licitação corresponde à celebração do contrato. pois tal comportamento violaria o princípio da isonomia entre os licitantes.Em um processo licitatório. eles ficam liberados dos compromissos nelas assumidos. o que assegura a contratação direta. injustificadamente. C (Art. C (Art. técnica e preço e maior lance ou oferta.666/1993. II (CESPE_Analista Seguro Social_Direito_INSS_2008) Em relação às licitações públicas e aos contratos administrativos.2007) Com relação ao direito administrativo. caso o governo do estado do Pará pretenda vender um bem móvel inservível de sua propriedade. acarretando aumento de encargos para o particular.3. E (Art.2007) Julgue os itens que se seguem. qualquer que seja a modalidade. XXIV) 21 . (B) vinculação ao edital. C (Art. desde que observada a igualdade de condições dos participantes.O critério de julgamento aplicável a uma licitação vincula-se ao tipo de licitação.(TRE – Analista Judiciário .3. 18 . 57. em suas contratações públicas. (Art.25. C (ARt.24 e 25) 24 . pois prefeituras são impedidas de contratar serviços de publicidade. (D) leilão. relativos a licitações públicas.Empresas brasileiras de capital nacional têm vantagem em caso de empate em procedimento licitatório relativo a bens e serviços. (Art. &2º) 20 . (B) tomada de preços.22. (E) isonomia dos licitantes.64. GABARITO: E 17 . deve utilizar a modalidade de processo licitatório denominada (A) concurso. se a administração não convocar os licitantes para a contratação. enquanto a dispensa de licitação tem lugar em contexto de viabilidade jurídica de competição. Correta.Na hipótese de a administração pública alterar unilateralmente contrato administrativo.15. (C) publicidade na apresentação das propostas no momento da entrega à administração. &2º) (TCU – Analista de Controle Externo – Cespe .(FCPTN – Assistente Administrativo – Cespe .2007) Quanto às licitações e aos contratos administrativos. (C) concorrência. E Art. 23 .E – Art.24.A inexigibilidade de licitação ocorre sempre que houver impossibilidade jurídica de competição. &3º) 28 .Administrativo – Cespe .44 e 45) 25 . decorridos 60 dias da entrega das propostas. geralmente. julgue o item subseqüente. são alcançados pela inexigibilidade de licitação.A Administração e o contratado são solidariamente responsáveis pelos encargos previdenciários resultantes da execução do contrato administrativo.É inexigível a licitação para a contratação de organizações sociais para realização de contratos de gestão. Os tipos de licitação aplicáveis a todas as modalidades de licitação são os de menor preço.2007) De acordo com Lei n. julgue os itens que se seguem.A União.45 &1º Não podemos aplicar todos os tipos a todas modalidades) 26 . O adjudicatário que se recusar.81 . GABARITO: E 16.º 8. não incluem o princípio da (A) proposta mais vantajosa. GABARITO: C Art. 27 . as contratações de serviços de publicidade são de baixo valor.Os serviços de publicidade e divulgação. E – LC 123/2006 (Art. não pode conceder tratamento diferenciado às microempresas e empresas de pequeno porte. julgue os itens subseqüentes. &3º) (D) legalidade.71. 19 . 29. C (Art. melhor técnica. terá esse particular direito ao restabelecimento do equilíbrio econômico-financeiro existente no início da avença. E (SEGER – Analista Administrativo Área: Direito – Cespe . &1º) 22 . Errada.2007) Os princípios que regem os procedimentos licitatórios. pois. sem licitação. a assinar contrato administrativo está sujeito às penalidades pelo descumprimento total da obrigação assumida. por serem serviços técnicos especializados.

41. Concurso é a modalidade de licitação entre quaisquer interessados para escolha de trabalho técnico. pela singularidade do serviço a ser prestado. as autarquias. em local apropriado. 37. O instrumento convocatório. edital ou convite. GABARITO: C – Art.U. por motivo de movimentação operacional ou de adestramento. mais se o instrumento convocatório permitir tudo bem. 24.º 8. A declaração de nulidade do contrato administrativo opera retroativamente. 22. (CESPE_Juiz Federal_TRF_5ª Região_2007) Com referência às licitações públicas.1º. julgue os itens seguintes. Independentemente da modalidade. 22.666/1993. dispensa de licitação somente para OS. – OSCIPs(lei 9790/99) . É inexigível a licitação referente a compras ou contratações de serviços para o abastecimento de navios.25. A inexigibilidade de licitação é o instrumento de contratação utilizado entre o poder público e as organizações da sociedade civil de interesse público (OSCIPs). deveria produzir e desconstituindo os já produzidos.24. GABARITO: E – Art. unidades aéreas ou tropas e seus meios de deslocamento quando em estada eventual de curta duração em portos. XXIV 39. é lícita a criação de outras modalidades de licitação. aeroportos ou localidades diferentes de suas sedes. escolhidos e convidados.3º 40. &3º Esse é o conceito da modalidade convite 33. GABARITO: E – Art.666/1993. impedindo os efeitos jurídicos que ele. os fundos especiais. referentes a compras no âmbito da administração pública e à Lei n. Subordinam-se aos preceitos da Lei n.24. a qual afixará. que se vincula a seus termos. GABARITO: E – Art. além dos órgãos da administração direta. as fundações públicas. pelo Distrito Federal (DF) e pelos municípios. De acordo com a Lei n. as empresas públicas e demais entidades controladas direta ou indiretamente pela União. II c/c Art. GABARITO: E – Dispensável Art.13 . É inexigível a licitação na contratação de fornecimento ou suprimento de energia elétrica e gás natural com concessionário. cadastrados ou não. pela unidade administrativa. pelos estados. cópia do instrumento convocatório e o estenderá aos demais cadastrados na correspondente especialidade que manifestarem seu interesse com antecedência de até 24 horas da apresentação das propostas. cristaliza a competência discricionária da administração. GABARITO: C – Art. 59 (CESPE_PROCURADOR DO PIAUÍ_2008) Ainda no que se refere a licitações e contratos. 38. julgue os itens. GABARITO: E – Dispensável Art. em número mínimo de três. conforme critérios constantes de edital publicado na imprensa oficial com antecedência mínima de 45 dias. A contratação de contador para prestar serviço à administração pública pode ser precedida de dispensa de licitação porque tal situação constitui caso de inviabilidade de competição. devendo cada licitante ser representado apenas por um procurador legal.666/1993.22. segundo as normas da legislação específica. XXII (CESPE_STM_ANALISTA JUDICIÁRIO_ADMINISTRATIVA_2004) Julgue os itens a seguir. permissionário ou autorizado. &4º 34. em processos licitatórios públicos é sempre vedada a participação de consórcios de empresas. 32. 60 P. ordinariamente.33 Em regra é vedado.U. GABARITO: E – Art. excetuando-se apenas as sociedades de economia mista. mediante a instituição de prêmios ou remuneração aos vencedores. 31. GABARITO: E – Art. A forma verbal de contratação com a administração é admitida para pequenas compras de pronto pagamento. GABARITO: E – Art. científico ou artístico.º 8. XXIII 36. O acórdão do TCU 421/04 diz que não posso interpretar de forma diferente. bem como a combinação das modalidades já existentes.º 8. GABARITO: C – Art. &8º 35. embarcações. P.Tem que licitar / OS (lei 9637/98) – Essa regra de dispensável é para a OS. Tomada de preços é a modalidade de licitação entre interessados do ramo pertinente ao seu objeto. ou seja. GABARITO: E – Art.30.

Recursos administrativos interpostos contra atos de habilitação ou inabilitação de licitante têm efeito suspensivo. na modalidade de concorrência. O ato final do procedimento de licitação. 52. 47. Em determinados casos. em detrimento do contratado. a dispensa de licitação pode ocorrer de maneira válida. em que haja objetos com diferentes características. considerada sob o enfoque econômico. GABARITO: E – Art. A autoridade competente. Para a caracterização da situação de emergência devem estar presentes simultaneamente a imprevisibilidade da situação. em caráter excepcional. 50. julgue os itens a seguir. uma ou mais modalidades de licitação. com a cautela de sempre adotar os procedimentos que ensejem a maior competitividade e a mais ampla participação possível dos interessados. são denominadas fato do príncipe. do tipo menor preço. a iminência e gravidade do risco e a suficiência do objeto da contratação para afastar os riscos no prazo de até um ano a contar da ocorrência da emergência. No caso de contratações complexas. d Ação ou omissão fora. GABARITO: C – Valores só nos incisos I e II e a P.U. (CESPE_AGU_2006) Acerca da caracterização da hipótese de dispensa de licitação. dentro. I e Art. 4.65.Art. GABARITO: E – Art. relacionados à execução do contrato administrativo das parcerias público-privadas.15 c/c Art. As medidas de ordem geral adotadas pelas autoridades públicas que causem repercussão no contrato. III. por meio de lances verbais das três melhores propostas. tão-somente. denomina-se homologação. atualizados. sendo possível. GABARITO: E . &1º do decreto 3931/01( Regulamenta o registro de preços). julgue os itens: 46. Por força dos princípios da economicidade e da finalidade.Art.109. É cláusula exorbitante dos contratos administrativos a possibilidade de aplicação de penalidades administrativas ao contratado. poderá ser realizada na modalidade de concorrência ou de pregão. a inadiabilidade da operação a ser contratada. GABARITO: E – Art. 43. No caso de supressão de obras. 53. VIII e XIX da lei 10520/02 Não começa pela fase de habilitação e sim pelo julgamento das propostas e será no mínimo 3. conforme se mostre necessário. julgue os itens a seguir. extracontratual e extraordinária.(CESPE_DEFENSOR PÚBLICO_AC_2006) Acerca dos contratos administrativos e da licitação.24 (CESPE_JUIZ FEDERAL_5ªR_2005) Acerca de licitações. É possível a utilização da arbitragem para dirimir conflitos entre a administração e o parceiro privado. &1º Pode ser melhor técnica. em razão de lentidão na execução do contrato que comprove a impossibilidade de seu cumprimento no prazo estipulado. (CESPE_MPE_TO_PROMOTOR DE JUSTIÇA _2006) Em relação ao regime jurídico das licitações.58.Pode ter outro tipo de indenização. não sendo cabível outro tipo de indenização. e por razões de interesse público. III da lei 11079/04 e art 23 da lei 8987/95(Concessão da PPP) 45. do art. que é precedida de ampla pesquisa de mercado. o julgamento das licitações deve sempre privilegiar a obtenção da melhor proposta. de maneira adequada. GABARITO: E . IV – Chamamos de adjudicação compulsória. &8º Não pode combinar. independentemente do valor da contratação. adotar-se. indenizar os custos de aquisição. o tipo técnica e preço. GABARITO: E – Art. regularmente comprovados. com efeito.Art. motivadamente. que têm assento constitucional. 48. deve o administrador combinar.24. passa-se à fase de classificação. em regra. IV Prazo de 180 dias.3. GABARITO: C – Art. GABARITO: E – Art. I. 51. IV 43. julgue os itens: 42.65.45. . 22. provocando oneração imprevisível. A licitação para registro de preços. GABARITO: C – Art. mediante o qual o poder público atribui o objeto do contrato ao licitante vencedor. GABARITO: C . registro de preços e contratos administrativos. 49.78. após a fase de habilitação. No pregão. &4º . pode atribuir efeito suspensivo ao recurso contra o ato de rescisão de contrato. $2º c/c Art 79. 44. adotado unilateralmente pela administração.11. GABARITO: C – Art. deverá a administração. se o contratado já houver adquirido os materiais e os postos no local de trabalho.

semestralmente. abriu a licitação na modalidade de convite. GABARITO: C – Acórdão 771/05 do TCU entende que não pode ser por desleixo do administrador. XIX e X da lei 10520/02. as disposições de direito privado. &1º Também pela impressa oficial e é anulamente. e o responsável por sua manutenção está obrigado a realizar.666/1993.666/1993. 62. assegurado o recurso do interessado ao Poder Judiciário. para a qual não compareceram interessados. relativos aos contratos administrativos. 56. Uma significativa corrente doutrinária entende que o referido negócio jurídico não pode ser qualificado como contrato administrativo. chamamento ao público para atualização dos registros existentes. para caracterizar devidamente a hipótese de dispensa de licitação. 64. Com base na situação hipotética acima.3. &3º Trata-se de contrato atípico. a qualquer tempo. 4. próximo ao fórum da justiça estadual. 62.666/1993.54. As unidades administrativas não podem se utilizar de registros cadastrais de outros órgãos ou entidades da administração pública. supletivamente. (CESPE_STM_ANALISTA JUDICIARIO_ADMINISTRATIVA_2004) A respeito dos contratos administrativos de que trata a Lei n.13 Acórdão 717/05 do TCU diz que serviço advocatício não pe considerado de notória especialização. para efeito de habilitação. contrariamente ao que se verifica nos contratos privados. diante da notória especialização do contratado. 34. embora se submeta à Lei n. com perfeição. No caso de dispensa de licitação cujos preços estejam compreendidos nos limites dessa modalidade. (UnB/CESPE-DP/SE–2005) O proprietário de um prédio localizado no centro de Aracaju – SE. Com tal fim. GABARITO: E – Art. GABARITO: C – Art.25. Na modalidade convite.22 &3º 57.54 e Art. foi procurado pela defensoria pública. 12 e 13 do decreto 3931/01 c/c Art. A administração pública. julgue os itens que se seguem.24. julgue os itens subseqüentes: 55. que lhe propôs fosse feito um contrato de locação desse prédio para instalar a Defensoria Pública do Estado de Sergipe. II c/c Art.34.37. suspenso ou cancelado. o contrato deve ser substituído pelo termo de dispensa de licitação devidamente fundamentado. &3º 65. houve por bem contratar um escritório em função da sua notória especialidade. Assim. Acerca dessa licitação. por meio de jornal diário. não há a possibilidade de outros interessados se habilitarem e apresentarem a sua proposta. A legítima contratação na espécie poderia ser feita inicialmente com inexigibilidade de licitação.º 8. 62 Dispensa não é modalidade. A situação adversa tida como emergencial. VIII. GABARITO: C – Art. (CESPE_ANS/MS_ANALISTA ADMINISTRATIVO_2005) A respeito dos registros cadastrais previstos na Lei n. GABARITO: E – Art. julgue os itens que seguem. às finalidades do referido órgão. 22 e Art. O registro cadastral deve ter divulgação ampla. 59. GABARITO: E – Art. os quais são válidos por cinco anos. GABARITO: E – Art. GABARITO: E – Art. 60. &3º do decreto 3931/01 c/c Art. GABARITO: E – Art. tendo em vista que o referido imóvel possuía instalação e localização que atendiam. . GABARITO: E – Art. V 58. A contratação na espécie poderia ser feita legalmente na modalidade de pregão.34 Um ano 61. Uma vez que na espécie houve licitação deserta. é possível a contratação do escritório com a dispensa de licitação. &2º 63. 66. O registro cadastral pode ser alterado. Aos contratos administrativos de que trata a referida lei não se aplicam.62.º 8.º 8. Uma autarquia federal que realize freqüentemente licitações deve manter registros cadastrais. GABARITO: C – Art. não pode ser resultado da falta de planejamento ou desídia administrativa em dar cumprimento a ações que prevenissem a ocorrência do fato invocado como emergência. julgue os itens subseqüentes. tem o poder de impor e executar sanções pelo inadimplemento contratual. (CESPE_JUIZ_TJ_TO_2007) O prefeito de um município de determinado estado pretende contratar uma sociedade de advogados para desempenhar as atividades de contencioso judicial geral e de consultoria geral do respectivo município. caso o inscrito deixe de satisfazer as exigências legais. GABARITO: E – Art.

o julgamento das propostas deve ser feito de acordo com os critérios fixados no instrumento convocatório.49 devendo ser motivada 83. julgue os itens. GABARITO: E – Art.59. injustificadamente. GABARITO: E – Art.3. GABARITO: C 80. A forma verbal de contratação com a administração é admitida para pequenas compras de pronto pagamento.67 69. 65. Existem apenas três modalidades de rescisão contratual: determinada por ato unilateral. julgue os itens a seguir. fica a administração eximida do dever de indenizar o contratado pelo que este houver executado até a data em que a nulidade foi declarada. deveria produzir e desconstituindo os já produzidos. . Na hipótese de nulidade do contrato. impedindo os efeitos jurídicos que ele. &6º Sempre deve ser mantido o equilíbrio financeiro. GABARITO: C 78. especificações. que determina que o procedimento licitatório será regido pelo princípio da publicidade. III 77. GABARITO: C – Art. GABARITO: E (CESPE_PROCURADOR DO PIAUÍ_2008) Com relação a licitações e contratos. O princípio do sigilo na apresentação das propostas foi implicitamente revogado com o advento da CF de 1988 e legislação posterior. na análise da proposta mais vantajosa.U. GABARITO: C – Art. GABARITO: E – Art. 75.51. nos termos da legislação. É dispensável a licitação para a contratação de artista consagrado pela crítica especializada. 71. Conforme o princípio do julgamento objetivo. a administração pública está obrigada a atribuir o objeto da licitação ao vencedor. Os membros de comissão de licitação são solidariamente responsáveis por todos os atos praticados por ela. GABARITO: E – Art. especialmente designado. É constitucional dispositivo de lei que determine a inclusão. IX 73. GABARITO: C – Art. IV 67. por acordo entre as partes. com exceção do funcionário que tiver posição individual divergente. e judicial. 68. permitida a contratação de terceiros para assisti-lo e subsidiá-lo.71. Te que indenizar.GABARITO: C – Art. II. não sendo mais permitida. Segundo o princípio da adjudicação compulsória. ordinariamente. 81. julgue os itens que se seguem. A execução de qualquer contrato no âmbito da administração pública deve ser acompanhada e fiscalizada por um representante desta. 10. projetos ou prazos constitui motivo suficiente para a rescisão de um contrato no âmbito da administração pública. Somente o descumprimento de cláusulas contratuais. a assinar contrato administrativo está sujeito às penalidades pelo descumprimento total da obrigação assumida. GABARITO: C – Art. 25. 78 70. fundamentada e registrada em ata de reunião. a revogação. GABARITO: E – Art.78. 76. O adjudicatário que se recusar. GABARITO: E – Art. A administração pública é solidariamente responsável pelo inadimplemento dos encargos previdenciários resultantes da execução de contrato administrativo. A administração pode impedir a manutenção do equilíbrio econômico-financeiro do contrato administrativo nas hipóteses de interesse público relativas à segurança nacional. &3º (CESPE_ANALISTA SEGURO SOCIAL_DIREITO_INSS_2008) Em relação às licitações públicas e aos contratos administrativos. A instauração de insolvência civil da empresa prestadora de serviços constitui motivo para rescisão do contrato administrativo por ela celebrado. &2º 74. dos valores de impostos já pagos pela participante do certame à fazenda pública que realiza a licitação. 58. 79 (CESPE_DEFENSOR PÚBLICO SUBSTITUTO_CE_2008) Em relação a licitação e contratos administrativos. visto que o instrumento de ajuste não é mais válido. P. GABARITO: C – Art. a 72. GABARITO: C – Art. amigável. GABARITO: C 79. &3º 82. As obras e serviços que são objetos de licitação não admitem a execução indireta no regime de empreitada por preço global. A declaração de nulidade do contrato administrativo opera retroativamente. nessa fase.

Concurso é a modalidade de licitação entre quaisquer interessados para a escolha de trabalho técnico. o vencedor da licitação tem direito subjetivo à adjudicação do objeto licitado. GABARITO: C – Art. os quais são devolvidos ao licitante ao final da sessão de habilitação. Segundo o consolidado entendimento do Tribunal de Contas da União (TCU). julgue os itens seguintes. fato do príncipe. Em conseqüência. (CESPE_DEFENSOR PÚBLICO DA UNIÃO_DPU_2004) No que diz respeito às licitações. O contrato de concessão de serviço público pode ser extinto ainda durante o prazo inicial de sua duração e sem que o concessionário tenha dado causa à extinção. que deverão ser encaminhados em envelopes fechados e lacrados.Legalidade 85. por ter a empresa contratada prestado efetivamente à população o serviço. Trata-se de apropriação. por força de ilegalidade de contratação.º 8. GABARITO: C – Art.32 Aceita cópia 87. julgue os itens que se seguem.666/1993. GABARITO: C – Art. registro de preços e contratos administrativos. GABARITO: E – Fracionamento é crime 92. somente serão aceitos documentos originais. A contratação de contador para prestar serviço à administração pública pode ser precedida de dispensa de licitação porque tal situação constitui caso de inviabilidade de competição. O referido contrato de locação pode ser feito com dispensa de licitação. com perfeição. Considere a seguinte situação hipotética. julgue os itens a seguir.17 (CESPE_PARANÁ PREVIDÊNCIA _ANALISTA ADMINISTRATIVO PLENO_2002) Com relação ao processo licitatório. O chamado fracionamento de licitação é prática ilícita que consiste em dividir o objeto da contratação em parcelas que permitam a dispensa de licitação ou a realização desta em modalidade mais simples do que a aplicável ao valor total do objeto. ao contrato administrativo e à concessão de serviços públicos. 93. foi procurado pela defensoria pública. P. GABARITO: C (CESPE_JUIZ FEDERAL_TRF_5ª REGIÃO_2007) Com referência às licitações públicas. GABARITO: E – Art. Com base na situação hipotética acima. na encampação. não é possível a repactuação de custos de mão-de-obra em contratos de serviços terceirizados antes de decorrido um ano da data da assinatura do contrato. d Independe do prazo / Teoria da imprevisão – Caso fortuito. GABARITO: E . GABARITO: E – Art. 90. Nessa situação. desde que o valor da locação seja compatível com o praticado no mercado. às finalidades do referido órgão. 88. próximo ao fórum da justiça estadual.41. pode impugnar o respectivo edital. &1º . Um cidadão ajuizou ação popular para anular um contrato ilegal.59. a determinação de devolução ao Estado dos valores percebidos pela contratada configuraria locupletamento indevido.65. por exemplo. II. força maior. a legislação em vigor proscreve por completo qualquer espécie de fracionamento em licitações. tendo em vista que o referido imóvel possuía instalação e localização que atendiam.GABARITO: E 84. GABARITO: E – Todo cidadão tem direito e também a administração (CESPE_STM_ANALISTA JUDICIÁRIO_ADMINISTRATIVA_2004) Julgue os itens a seguir. relativos aos contratos administrativos.lei 8987 (UNB/CESPE-DP/SE–2005) O proprietário de um prédio localizado no centro de Aracaju – SE. é o que ocorre. GABARITO: E 89. julgue os itens que se seguem. 91. 94. mediante instituição de prêmios ou remuneração aos vencedores. por ausência de licitação. conduziria ao enriquecimento sem causa. O princípio da vinculação ao instrumento convocatório destina-se exclusivamente a garantir o direito dos licitantes perante a administração pública. Um cidadão comum. (CESPE_JUIZ FEDERAL_5ªR_2005) Acerca de licitações. julgue os itens a seguir. Para efeito de habilitação em um processo licitatório. De acordo com o princípio da moralidade. que não tenha participado de procedimento licitatório promovido pela Secretaria da Fazenda do Paraná. pela singularidade do serviço a ser prestado.U. que lhe propôs fosse feito um contrato de locação desse prédio para instalar a Defensoria Pública do Estado de Sergipe. Restou demonstrado que a determinação do ressarcimento. referentes a compras no âmbito da administração pública e à Lei n. 86. GABARITO: C . científico ou artístico.

Nessa situação. O prazo de convocação dos interessados para o procedimento licitatório na modalidade concorrência pode ser de dois meses. GABARITO: E 101. GABARITO: E (CESPE_PARANÁ PREVIDÊNCIA _ANALISTA ADMINISTRATIVO PLENO_2002) Acerca dos procedimentos licitatórios.53. Se o Ministério do Trabalho e Emprego pretender vender cinco veículos fabricados em 1979. julgue os itens subseqüentes. Os membros de comissão de licitação são solidariamente responsáveis por todos os atos praticados por ela. 102. (CESPE PARANÁ PREVIDÊNCIA _ANALISTA ADMINISTRATIVO PLENO_2002) Com relação aos procedimentos da licitação. &5º Pode ser servidores ou não 106. com exceção do funcionário que tiver posição individual divergente.666/1993 deve ser julgado por uma comissão permanente. GABARITO: C . 108. 99.º 8. então o aviso contendo o resumo do edital deverá ser publicado no Diário Oficial da União. fundamentada e registrada em ata de reunião.95.40 98. cuja obra será totalmente financiada com recursos federais. quando der causa àquela. celebrar o contrato com terceiros estranhos ao procedimento licitatório. Se o edital de uma licitação prevê a seleção de empresa para construção de rodovia em estado da Federação. julgue os itens abaixo.49. 104. a inscrição em registro cadastral. GABARITO: C – Art. as diretrizes e a forma de apresentação do trabalho.&1º. formada exclusivamente por servidores públicos com reputação ilibada e notório conhecimento da matéria em exame. Chegando ao local.U. Art. julgue os seguintes itens. foi surpreendido com a informação de que não poderia realizar o leilão por não ser leiloeiro oficial.53 poderá ser servidor designado.51. A habilitação preliminar. GABARITO: C 107. Um servidor público foi designado por uma autarquia municipal para dirigir um leilão de computadores em determinada cidade. a informação está correta. Gera obrigação de indenizar para a administração pública a anulação do procedimento licitatório por motivo de ilegalidade. a obrigação de indenizar. Se uma autarquia municipal pretende promover uma licitação na modalidade de concurso. &2º Terá o dever de indenizar. 59. GABARITO: E 103. que pode ser formada por seis membros. devendo dois deles ser servidores qualificados do quadro da administração responsável pela licitação.51 A lei diz no mínimo 3 (CESPE_PARANÁ PREVIDÊNCIA _ANALISTA ADMINISTRATIVO PLENO_2002) Ainda acerca dos procedimentos licitatórios. GABARITO: C – Art. GABARITO: E – Art. GABARITO: C 96.52 105. 109. GABARITO: E 100. O concurso a que se refere a Lei n. P. as condições de realização do concurso e os prêmios a serem concedidos. pois o referido servidor não poderia realizar o leilão em nenhuma hipótese. se lhe for oportuno e conveniente. a sua alteração ou cancelamento e as propostas são processadas e julgadas por uma comissão permanente ou especial. deve submeter os bens previamente a uma avaliação para a fixação do preço mínimo de arrematação. Quando a licitação for do tipo melhor técnica ou técnica e preço. Uma vez constituída a comissão de licitação. gerando para a administração. A nulidade do procedimento licitatório induz à do contrato. GABARITO: E – Art. O orçamento estimado em planilhas de quantitativos e preços unitários deve estar contido no preâmbulo do edital da licitação. GABARITO: C – Art. GABARITO: C – Art. Considere a seguinte situação hipotética. É permitido à administração. GABARITO: C 97. deve fornecer previamente aos interessados o regulamento próprio que indique a qualificação exigida dos participantes. por meio de leilão. seus membros não poderão ser substituídos em nenhuma hipótese. GABARITO: E – Art. o prazo mínimo é de 45 dias para a concorrência e de trinta dias para a tomada de preço. A descrição sucinta e clara do objeto da licitação no edital é ato dispensável para o regular funcionamento do certame licitatório.

Concluído o procedimento. Os termos do edital de licitação são passíveis de impugnação em qualquer momento do procedimento licitatório. GABARITO: E – Art. o que não ocorre nas outras várias fases do procedimento licitatório. A vinculação ao edital é um dos princípios da licitação. GABARITO: E – Só quando for menor preço (CESPE PARANÁ PREVIDÊNCIA _ANALISTA ADMINISTRATIVO PLENO_2002) Julgue os itens abaixo. relativos aos princípios da licitação. havendo empate entre duas ou mais propostas. a comissão fará obrigatoriamente sorteio em caráter sigiloso. . constatar que falta no texto o item referente às sanções para caso de inadimplemento.5 milhão) Art. enquanto que na segunda há possibilidade de competição que justifique a licitação. O princípio do procedimento formal tem como característica a vinculação da licitação às prescrições legais que a regem em todos os seus atos e fases. GABARITO: C 115. 111. Após ter publicado edital de licitação. em seguida. &1º 122. a adjudicação compulsória atribui o objeto da licitação ao vencedor. GABARITO: E 113.416/2006) 124. a de melhor técnica. enquanto que na segunda são divididas em categorias. GABARITO: C – Art. GABARITO: C (CESPE PARANAPREVIDÊNCIA _ANALISTA ADMINISTRATIVO PLENO_2002) Acerca do processo licitatório. Os tipos de licitação são: a de menor preço. de pessoas e de situações excepcionais. &4º. por tal motivo. julgue os itens que se seguem. Se o advogado de uma empresa licitante. Em qualquer processo de licitação. GABARITO: C CARREIRAS DOS SERVIDORES DO PODER JUDICIÁRIO DA UNIÃO (LEI nº. Considere a seguinte situação hipotética. impugnar o edital. V 123. em razão do objeto. a cujos termos ficam vinculados somente os licitantes. Nessa situação. a de técnica e preço e a de maior lance ou oferta. b) consiste no fato de que na primeira não há possibilidade de competição. Em vista disso. ao ler o edital de licitação. (FCC_TRE/AM_Técnico Judiciário_2003) A diferença básica entre a dispensa e a inexigibilidade de licitação a) encontra-se em suas hipóteses. Considere a seguinte situação hipotética.110. As três únicas empresas do ramo da construção civil que participaram de um certame licitatório tiveram suas propostas desclassificadas. que é obrigatório no documento convocatório. 41. portanto. sendo que na primeira.21. o objeto da licitação poderá ser atribuído a outro licitante. GABARITO: E 116. por meio da comissão de licitação. este poderá. A impugnação do edital apresentada por um licitante não obsta a sua participação no processo licitatório. GABARITO: E – Só quando for grande vulto (acima de 37. GABARITO: E – Art.3º 117. 114.40 112. agiu a administração pública em conformidade com a Lei de Licitações. estas visam a um objeto único e singular. em qualquer uma delas. que devem ser realizadas de forma sigilosa. 11.6º. tem a prerrogativa de não seguir as normas e condições do edital ao qual está vinculada. A administração pública federal. GABARITO: C 120. GABARITO: C – Art. GABARITO: C 118. A exigência de requisitos mínimos constantes no edital ou no convite não fere o princípio da igualdade entre os licitantes. a comissão agiu conforme a Lei de Licitações. caso não tenha havido tempo hábil para apresentá-los na proposta original. a administração pública estadual verificou a necessidade de fazer uma retificação substancial no edital. GABARITO: E 121. edital de retificação pela mesma forma que se deu o texto original. Os editais de convocação devem ser levados ao conhecimento do público. Se este desistir expressamente do contrato ou não o firmar no prazo fixado. 119. É facultado à comissão de licitação aceitar a incluisão de documentos apresentados por empresa licitante para complementar a instrução do processo. sem contudo afetar as propostas dos licitantes. Publicou. Nessa situação. a comissão de licitação concedeu-lhes um prazo de oito dias úteis para apresentação de novos documentos e outras propostas. é obrigatória a realização de audiência pública antes da publicação do edital.

no prazo de 5 (cinco) dias. b) somente a do inciso I. observará os seguintes limites de vigência: a) duração do contrato somente pelo período necessário ao afastamento da urgência. 8. é permitida à administração a automática rescisão do contrato administrativo em execução. não podendo ultrapassar 45 (quarenta e cinco) dias consecutivos. GABARITO: C 125. por até 45 (quarenta e cinco) dias consecutivos. (FCC_TRE/AM _Técnico Judiciário_2003) No que diz respeito às modalidades de licitação. B. e) duração do contrato somente pelo período necessário ao afastamento da urgência. em qualquer hipótese. utilizar a tomada de preços quando cabe o convite. inc. publicidade do ato de dispensa. não podendo ultrapassar 120 (cento e vinte) dias consecutivos. em 3 (três) dias. A administração tem responsabilidade subsidiária pelos encargos previdenciários resultantes da execução do contrato administrativo. caracteriza a licitação dispensada. a Administração poderá utilizar a tomada de preços e. entre aquelas acima destacadas: a) as dos incisos I a III.º 8. resulta em inexigibilidade. enquanto que na segunda é relevante o pequeno valor para tornar a licitação inexigível. d) duração do contrato somente pelo período necessário ao afastamento da urgência. é certo que a) na compra de bens de natureza divisível é vedada. comunicação do ato de dispensa de licitação. o contrato de prestação de serviços. II. 8. a concorrência.666/1993. GABARITO: E 127. entre outros.666/1993). na imprensa oficial. c) não é necessária a observância de nenhuma de tais providências. IV). e) somente as dos incisos I e II. tampouco. enquanto que na segunda não há possibilidade de competição. É vedado o contrato verbal com a administração pública. a cotação de quantidade inferior à demandada na licitação. &5 d) as modalidades de licitação devem ser rigorosamente observadas não se podendo utilizar a concorrência quando cabe o leilão ou. e a contratação de profissionais ou de empresa de notória especialização. e considerando o que dispõe o Estatuto de Licitações e Contratos (Lei n. com remuneração aos escolhidos. No caso de concordata da empresa. (CESPE_AUDITOR DE CONTAS PÚBLICAS_CGE/PB_2008) Com relação às licitações públicas regidas pela Lei n. sem. improrrogável. A. e) vem expressa ao prever que a alienação de bens imóveis mediante dação em pagamento e doação. c) a licitação cabível na compra ou alienação de bens imóveis será sempre a modalidade de tomada de preços objetivando ampliar a competitividade. C.c) está no fato de que na primeira há possibilidade de competição que justifique a licitação. &&1. assinale a opção correta. será feita obrigatoriamente pela modalidade de convite. e) a licitação entre quaisquer interessados para a escolha de trabalho técnico. GABARITO: E 128. (ESAF_AUDITOR DO TCE/GO_2007)23. No caso de rescisão unilateral do contrato administrativo por razões de interesse público. é correto afirmar ser necessária a observância das seguintes providências. sendo que na primeira não se cogita de qualquer quantum em relação ao valor. ratificação do ato de dispensa pela autoridade superior. (ESAF_AUDITOR DO TCE/GO_2007) Conforme disposto no Estatuto de Licitações e Contratos (Lei n. c) duração do contrato somente pelo período necessário ao afastamento da urgência. contudo. . GABARITO: B 126. d) tem a ver ou não com o valor do objeto. celebrado com dispensa de licitação fundada em situação emergencial (art. b) duração do contrato somente pelo período necessário ao afastamento da urgência. o particular contratado somente receberá pelos serviços prestados até a data da rescisão. 24. Relativamente às dispensas de certame levadas a efeito em razão do baixo valor da contratação. observada a vigência máxima do contrato de 180 (cento e oitenta) dias.2 b) nos casos em que couber convite. desde que caracterizada a permanência da situação emergencial. em qualquer caso.Considere as providências a seguir: I. III. por igual período. como condição de eficácia do ato. E. improrrogáveis. Não é permitida a celebração de contrato administrativo por prazo indeterminado. Artigo 22. d) somente a do inciso III. limite temporal máximo. prorrogável apenas uma vez. à autoridade superior.666/1993). Artigo 22. entre outros. científico ou de notória especialização. D.

não se inclui a (o) a) previsão de obrigatoriedade de aquisição do edital pelo interessado. conforme expressa previsão legal. (ESAF_AUDITOR DO TCE/GO_2007) Entre as previsões vedadas por lei para o edital de Pregão. (ESAF_ANALISTA DE FINANÇAS E CONTROLE_CGU_2008) Em uma licitação na modalidade pregão. GABARITO: A 131. 8. d) economicidade. na hipótese de Pregão presencial. Artigo 17. (ESAF_ANALISTA JURIDICO_SEFAZ/CE_2006) São exigências para a habilitação de candidatos interessados em licitação promovida pelo Poder Público. GABARITO: B Artigo 6 (o Prazo é de 60 dias) 130. a ( 1) Doação de bem público para outro órgão ou entidade da Administração Pública. b) estabelecimento de prazo de validade das propostas diverso do prazo de 60 (sessenta) dias.XX ( 3) Contratação de serviços singulares com profissionais de notória especialização. previsto em lei. c) qualificação econômico-financeira. GABARITO: B . A recomendação da autoridade superior se deu para que houvesse a observância do princípio da: a) vinculação ao instrumento convocatório. Artigo 17. de comprovada idoneidade. para que possa participar da licitação. exceto: a) regularidade fiscal. o pregoeiro um dia antes da abertura constatou um vício no edital. (1) Licitação dispensada (2) Licitação dispensável (3) Licitação inexigível ( 3) Contratação de profissional do setor artístico.GABARITO: C 129. nos termos da Lei n. b) moralidade. e) qualificação técnica. e) previsão da homologação do certame em momento prévio ao da adjudicação do objeto. a autoridade superior recomendou-lhe que republicasse a licitação da mesma forma que a publicação original. c) serviços de pequeno valor. c) imprevisão. (ESAF_MPOG_2006) A inexigibilidade de licitação. e) venda de bens móveis inservíveis. d) exigência de pagamento de taxas e emolumentos. para custos atinentes ao local onde será aberto o certame. GABARITO: B – Artigo 27 132.I. aplica-se para a contratação direta. Artigo 24. b) comprovação de já haver contratado com a Administração Publica Federal.I. ( 1) Alienação de bem público por dação em pagamento. (ESAF_ANALISTA JURIDICO_SEFAZ/CE_2006) Assinale a opção que apresente a correlação correta. b) inviabilidade de competição. na forma eletrônica. b a) 3/2/3/1/1 b) 2/1/2/3/2 c) 1/1/2/3/3 d) 3/1/2/1/1 e) 1/1/3/3/2 GABARITO: A 133. nos casos de a) compras de pequeno valor. d) trabalhos científicos ou artísticos. e) proporcionalidade. c) exigência de oferecimento de garantia de proposta. Diante das circunstâncias. A alteração necessária implicou alteração na formulação das propostas. d) habilitação jurídica.666/93. ( 2) Contratação de associação de portadores de deficiência física sem fins lucrativos.

(FCC_PROCURADOR_TCE/MG_2007) Em determinada licitação para a concessão de serviço público de distribuição de gás canalizado. ou da melhor técnica. para realização de atividades compreendidas no respectivo contrato de gestão. (C) contratação de serviços quaisquer no valor superior a R$ 1. III GABARITO: C 138. GABARITO: A – Lei 11079/04 137.000. . nos termos em que formulada. (D) outorga de concessão de direito real de uso. (D) contratação de serviços de engenharia em montante inferior a R$ 150. a (A) proposta pode ser aceita pelo poder concedente. em termos financeiros. (D) existência da fase de habilitação. II &3 139. (FCC_PROCURADOR_TCE/MG_2007) NÃO configura hipótese de dispensa de licitação a (A) celebração de contratos com organizações sociais. caso conste do respectivo edital. (FCC_PROCURADOR_TCE/MG_2007) Ressalvadas as hipóteses de dispensa e inexigibilidade. (FCC_ANALISTA TECNICO DE CONTROLE EXTERNO_TCE/AM_2008) É regra comum à modalidade de licitação conhecida como pregão e às modalidades tradicionais da Lei no 8. (B) procedimento simplificado com eliminação da fase de habilitação. devendo ser a tarifa revista em caso de seu cancelamento.134. assim definidos aqueles (A) que podem ser substituídos por outros da mesma espécie. A tarifa proposta por esta empresa é mais vantajosa. (E) critério de julgamento baseado exclusivamente no valor dos investimentos a serem efetuados pelo parceiro privado.500. (D) a inversão das fases de habilitação e de julgamento. Artigo 24. XXIV (B) compra de imóvel destinado às atividades próprias do ente licitante. tomada de preços e convite) a (A) possibilidade de os licitantes alterarem verbalmente suas propostas de preço.500. I (E) contratação de fornecedores de bens e serviços em caso de guerra ou grave perturbação da ordem. (C) possibilidade de adoção. (A) critério de julgamento do menor valor da contraprestação a ser paga pela Administração Pública. (FCC_PROCURADOR_TCE/MG_2007) As licitações para a contratação de parceria público-privada poderão adotar. ou da técnica e preço. cuja localização justifique a escolha e em condições compatíveis com o valor de mercado. (B) que são livremente comercializados no mercado.00 (um milhão e quinhentos mil reais). se a contratação se enquadrar nas respectivas faixas de valor. que ali explora o mesmo serviço.00 (cento e cinqüenta mil reais). NÃO é obrigatória a licitação pela modalidade de concorrência em caso de (A) alienação de bens imóveis. como critério de julgamento. Neste caso.000. Artigo 24. Artigo 24. (E) de pequeno valor e destinados ao consumo do ente licitante. (FCC_PROCURADOR_TCE/MG_2007) A modalidade de licitação do pregão é utilizada para a aquisição de bens e serviços comuns. porque é beneficiária de determinadas isenções fiscais concedidas pelo ente público controlador. (C) cujos padrões de desempenho e qualidade possam ser objetivamente definidos no edital.666/93 (concorrência.U 136. com dispensa de verificação das condições de habilitação da proposta vencedora. Por isso a proposta é condicionada à manutenção dessas isenções. GABARITO: C – Artigo 1 P. (C) a modalidade da tomada de preços ou convite. é oferecida proposta por empresa integrante da Administração indireta de outra unidade da federação. do menor preço. Artigo 24. GABARITO: E – Artigo 22. (D) objeto de padronização de acordo com normas técnicas regulamentadas pelo mercado. que pode ser substituída pelo prévio cadastro no órgão público competente. qualidade e quantidade.00 (um milhão e quinhentos mil reais). (B) contratação de serviços de engenharia no valor superior a R$ 1. (E) impossibilidade da apresentação de recursos administrativos GABARITO: D 135. (E) licitação internacional.000. (B) não existência da fase de classificação. X (C) celebração de contrato de prestação de serviços com organização da sociedade civil de interesse público qualificada no âmbito da respectiva esfera de governo.

os estados podem editar leis com hipóteses fáticas de dispensa de licitação. (B) examinada a proposta classificada em primeiro lugar. A A alienação de bens imóveis da administração depende de prévia licitação na modalidade tomada de preços. (CESPE_JUIZ SUBSTITUTO_TJ/SE_2008) Em relação à Lei de Licitações. Assinale: (A) se nenhuma afirmativa estiver correta. D No âmbito da competência de editar normas específicas de licitação. C A lei geral de licitações proíbe a venda direta de bens públicos imóveis a particulares. o registro ou inscrição do engenheiro no conselho regional de engenharia. GABARITO: B 142. (D) não é possível a interposição de recurso na esfera administrativa contra o resultado do pregão. diz respeito à sua (A) qualificação jurídica. quanto ao objeto e valor. (D) proposta deverá ser desclassificada. (C) regularidade fiscal. C A alienação de bens imóveis públicos permite dispensa de licitação quando os imóveis forem destinados a programas habitacionais de interesse social. assinale a opção correta. apesar da possibilidade de sua realização. especialmente quanto à fase de habilitação. GABARITO: B Artigo 30 141. (FCC_ANALISTA JUDICIARIO_TRT 23ªR_2007) Considerando o que dispõe a Lei no 8. avaliação prévia. III. (B) se somente as afirmativas I e II estiverem corretas. (CESPE_JUIZ SUBSTITUTO_TJ/AC_2007) Acerca de licitações. (B) qualificação técnica. GABARITO: D 140. incondicionada. em todas as esferas da federação. assinale a opção correta. A A venda de bens públicos móveis se subordina aos seguintes requisitos: interesse público devidamente justificado. (D) se somente as afirmativas II e III estiverem corretas. reputando-se não-escritas as condições a que submetida. Licitação é procedimento administrativo seletivo regido pelos princípios básicos da Administração Pública e pelos princípios da vinculação ao instrumento licitatório e do julgamento objetivo-subjetivo. (C) se somente as afirmativas I e III estiverem corretas. (C) a autoridade pública deve exigir dos ofertantes garantia da proposta. é correto afirmar que: (A) não se destina à escolha de bens e serviços comuns. (E) qualificação social. D A modalidade de licitação do pregão se aplica às hipóteses de compra de quaisquer bens ou serviços. B A alienação de bens imóveis de propriedade de empresas públicas depende de autorização legislativa.(B) empresa licitante poderá apresentar nova proposta. (E) poderá ser adotado o critério de melhor técnica na escolha da oferta vencedora. autorização legislativa e licitação. ainda que no âmbito de programas habitacionais de interesse social. (C) empresa licitante deverá ser declarada inabilitada. Há inexigibilidade de licitação quando houver inviabilidade de competição. (FGV_ESPECIALISTA EM FINANCIAMENTO E EXECUÇÃO DE PROGRAMA E PROJETOS EDUCACIONAIS_FNDE_2007) A respeito da licitação na modalidade pregão. (E) proposta pode ser aceita pelo poder concedente. B Para o desempenho das atividades previstas no contrato de gestão. GABARITO: B 144.666/93. (E) se todas as afirmativas estiverem corretas. as organizações sociais que não integram a administração pública podem ser contratadas com dispensa de licitação. Há dispensa do procedimento licitatório quando. GABARITO: D 143. for inconveniente para a Administração Pública realizá-lo. II. O princípio da obrigatoriedade da licitação deve ser observado pela Administração Pública direta e indireta. caberá ao pregoeiro decidir motivadamente a respeito da sua aceitabilidade. (FGV_JUIZ SUBSTITUTO_TJ/PA_2007) Analise as afirmativas a seguir: I. . (D) habilitação econômica-financeira. incluindo as fundações públicas e as sociedades de economia mista. de todos os entes federativos.

O procedimento adotado pelo participante inabilitado (A) tem respaldo na legislação. GABARITO: C Artigo 17. (C) realizada indevidamente não é punida como crime. enquanto a inexigibilidade pode ser declarada em qualquer licitação. (FCC_PROCURADOR DE CONTAS_TCE/RR_2008) Se o edital de licitação para a contratação de concessionário de serviço público previr a inversão da ordem das fases de habilitação e julgamento. por inexistir direito à contratação. Antes da abertura dos envelopes. Posteriormente. (C) não tem respaldo na legislação. ainda que essa faculdade não conste do respectivo edital. (ESAF_PROCURADOR_TCE/GO_2007) Assinale a opção correta. em razão de ser o único critério compatível com o procedimento da licitação. a) No desfazimento do processo licitatório em decorrência de vício que o torne nulo não se há de falar em ampla defesa ou contraditório. GABARITO: E . a dispensa (A) pressupõe a inexistência de competitividade. &2 147. prosseguindo normalmente a licitação na pendência do julgamento do recurso. (E) não tem respaldo na legislação. (B) os participantes da licitação poderão proferir lances. em razão de ser o único critério compatível com o procedimento da licitação. GABARITO: C Artigo 41.E É dispensável licitação para contratação de artista para apresentação em festa de comemoração do aniversário da cidade. f 145. (D) não tem respaldo na legislação. (A) será obrigatória a adoção do critério de julgamento da menor tarifa a ser cobrada do usuário. de viva voz. enquanto a inexigibilidade configura-se sempre que houver inviabilidade de competição. devendo a licitação ser suspensa até o julgamento do recurso. c) A nulidade da licitação não conduzirá à do contrato. que pode ser declarada nessa hipótese. conduzida sob a modalidade de concorrência. (E) não pode ser invocada em razão do baixo valor da licitação. b) A anulação do procedimento licitatório por motivo de ilegalidade gera. (B) aplica-se apenas às modalidades de concorrência e tomada de preços. ao contrário da inexigibilidade. GABARITO: D Artigo 24. como regra. (E) será obrigatória a adoção do critério de julgamento da maior quantia a ser paga ao poder concedente a título de outorga. se decorrente de inquestionável e notória afronta à lei. pois a impugnação ao edital deveria ter sido efetuada até dois dias antes da abertura dos envelopes de habilitação. o dever de a Administração indenizar os licitantes pelos gastos levados a efeito para a elaboração das propostas e a participação no certame. se o vício da qual decorre não for imputável à contratada. como guerra ou grave perturbação da ordem. GABARITO: D 148. (FCC_PROCURADOR DE CONTAS_TCE/RR_2008) Em determinada licitação. foi realizada a sessão de abertura de envelopes de habilitação. d) A anulação do certame licitatório. porque o princípio da vinculação ao edital impede qualquer discussão relativa aos seus termos. sobre a melhor oferta apresentada. porque a Administração está impedida de reconhecer a nulidade de seus próprios atos. por qualquer dos licitantes. esse mesmo participante não tinha tomado qualquer iniciativa quanto ao edital. (D) pode ter como fundamento específico motivos circunstanciais. esse participante ingressou com o recurso administrativo cabível. tendo um dos participantes sido declarado inabilitado. ao passo que a inexigibilidade o é. enquanto a inexigibilidade diz respeito a condições pessoais dos participantes da licitação. e) A anulação de reconhecimento de inexigibilidade de certame deve observar o princípio da ampla defesa. (FCC_PROCURADOR DE CONTAS_TCE/RR_2008) O instituto da dispensa de licitação distingue-se do instituto da inexigibilidade porque. prescinde de prévia fundamentação. (D) a inabilitação do candidato vencedor implicará a análise da documentação correspondente do licitante com a proposta classificada em segundo lugar e assim sucessivamente. dentre outros pontos distintivos. I. em que exclusivamente impugnava determinada cláusula do edital que conduziu à inabilitação. III 146. (B) tem respaldo na legislação. (C) fica vedada a participação dos licitantes em consórcio.

denomina-se homologação. considerada sob o enfoque econômico. B o pregoeiro. assinale a opção correta. de que o licitante apresente garantia de sua proposta. de maneira adequada. antes de passar para a fase da classificação. (CESPE_TÉCNICO EM GESTAO DE PROCURADORIA_PGE/PA_2007) Para aquisição de bens e serviços comuns. a intenção de recorrer. C tomada de preços. D é lícita a exigência. que os licitantes adquiram o edital. B leilão. A é lícito exigir. uma ou mais modalidades de licitação. E é proibido o pagamento de taxas e emolumentos. GABARITO: E Artigo 5 – lei 10520/02 153. B No caso de contratações complexas. GABARITO: C Artigo 4. A modalidade de licitação que não utiliza o edital como meio de tornar pública a licitação é o(a) A concorrência. C O ato final do procedimento de licitação. com vistas à aferição de sua regularidade pelos agentes de controle. quando for o caso. B Declarado o vencedor. D Pode ser realizado o pregão por meio da utilização de recursos de tecnologia da informação. Sobre esse tema. (CESPE_ANALISTA DE CONTROLE EXTERNO_TCE/AC_2008) Na modalidade de licitação denominada pregão. no edital. com a cautela de sempre adotar os procedimentos que ensejem a maior competitividade e a mais ampla participação possível dos interessados. (CESPE_PROMOTOR DE JUSTIÇA SUBSTITUTO_MPE/TO_2006) Em relação ao regime jurídico das licitações. sendo-lhes assegurada vista imediata dos autos. como condição para participar da licitação. deve analisar os documentos apresentados pelos licitantes. C leilão ou pregão. E concurso. D convite. qualquer licitante poderá manifestar. GABARITO: D Artigo 22. deve o administrador combinar. em que haja objetos com diferentes características. mediante o qual o poder público atribui o objeto do contrato ao licitante vencedor. GABARITO: D 152. C Os licitantes podem deixar de apresentar os documentos de habilitação que já constem de Sistema de Cadastramento de Fornecedores. como condição para participar da licitação. A Por força dos princípios da economicidade e da finalidade. conforme se mostre necessário. assinale a opção incorreta. quando lhe deverá ser concedido o prazo de três dias para apresentação das razões do recurso. que têm assento constitucional. (CESPE_PROCURADOR DE ESTADO_PGE/PB_2008) A modalidade de licitação apropriada para a venda de bens imóveis da administração cuja aquisição haja derivado de procedimentos judiciais ou de dação em pagamento é denominada A convite. B concorrência ou leilão. A Os atos essenciais do pregão. o julgamento das licitações deve sempre privilegiar a obtenção da melhor proposta. verificando se foram cumpridas as condições constantes do edital. C após examinar os documentos de habilitação de todos os licitantes. XIV da lei 10520/02 (Assegurados aos demais licitantes_) . E concurso GABARITO: B 150. D tomada de preços. o pregoeiro pode declarar quem venceu a licitação. independentemente do valor da contratação. exceto no que se refere ao custo do edital e à utilização de recursos de tecnologia da informação.149. devem ser documentados no processo respectivo. a dispensa de licitação pode ocorrer de maneira válida. ficando os demais licitantes. intimados a apresentarem contra-razões em igual número de dias. desde logo. vedado aos demais licitantes o direito de acesso aos dados nele constantes antes do momento da adjudicação. &3 151. D Em determinados casos. imediata e motivadamente. (CESPE_PROCURADOR DE ESTADO_PGE/PB_2008) O edital é o meio pelo qual a administração torna pública a realização de uma licitação. que começarão a correr do término do prazo do recorrente. poderá ser adotada a licitação na modalidade de pregão. nos termos de regulamentação específica. inclusive os decorrentes de meios eletrônicos.

A Probidade administrativa e julgamento objetivo não são princípios de observância obrigatória nas licitações. mantidas. B 1. excetuando-se materiais de uso pessoal e administrativo. concluído o procedimento licitatório. desde que o preço contratado seja compatível com o praticado no mercado. o convite destina-se a escolha de trabalho técnico. mas também o de garantir oportunidade de disputá-lo a quaisquer interessados. Verifica-se a licitação deserta quando não acudirem interessados na licitação anterior e esta. mediante parecer de comissão instituída por decreto. o órgão responsável deverá demonstrar a inviabilidade de competição ante a existência de um único objeto ou pessoa que atenda às necessidades da Administração. III e IV. atribua seu objeto a outrem que não o legítimo vencedor. (D) II. ao qual se acha estritamente vinculada. GABARITO: D 157. além das já existentes: concorrência. (CESPE_TÉCNICO EM GESTAO DE PROCURADORIA_PGE/PA_2007) As situações em que é inexigível a licitação incluem I a contratação de fornecimento ou suprimento de energia elétrica e gás natural com concessionário. assinale a opção correta. por órgãos ou entidades da administração pública. A Em virtude do princípio da vinculação ao instrumento convocatório. que podem ainda ser combinadas entre si. B O princípio da impessoalidade impõe que os atos e termos da licitação sejam efetivamente expostos ao conhecimento de qualquer interessado. para a prestação de serviços ou fornecimento de mão-de-obra. XXII II a contratação de associação de portadores de deficiência física. Artigo 24. III. assinale a opção correta. (B) I e III. Artigo 24. C O princípio da legalidade almeja impedir que a licitação seja decidida sob o influxo do subjetivismo. neste caso. A concorrência é obrigatória. D As licitações destinam-se a garantir a observância do princípio constitucional da isonomia e a selecionar a proposta mais vantajosa para a administração.154. segundo as normas da legislação específica. permissionário ou autorizado. convite. XIX A quantidade de itens certos é igual a A 0. IV. sem fins lucrativos e de comprovada idoneidade. de sentimentos. É correto o que se afirma APENAS em (A) I e II. GABARITO: A 155. quando houver necessidade de manter a padronização requerida pela estrutura de apoio logístico dos meios navais. leilão e pregão. impressões ou propósitos pessoais dos membros da comissão julgadora. Dentre os tipos de licitação. GABARITO: E 156. (CESPE_TECNICO JUDICIARIO_TRE/MA_2005) Ainda em relação aos princípios da licitação pública. . D 3. artístico ou científico. não puder ser repetida sem prejuízo para a Administração. Artigo 24. observe as seguintes afirmações: I. para as concessões de direito real de uso. (C) I. a licitação é sempre exigível. todas as condições preestabelecidas. (FCC_ANALISTA JUDICIARIO_TJ/PE_2007) No que tange à licitação. aéreos e terrestres. II. laticínios e hortaliças. tomada de preço. (CESPE_TECNICO JUDICIARIO_TRE/MA_2005) Acerca da licitação pública. D O princípio da moralidade implica o dever não apenas de tratar isonomicamente todos os que participarem do certame. dentre outras hipóteses. C A inexigibilidade de licitação se verifica sempre que houver possibilidade jurídica de competição. justificadamente. Ao declarar a licitação dispensável. XX III as compras de material de uso pelas Forças Armadas. III e IV. a lei veda à administração o descumprimento das normas e condições do edital. concurso. E O princípio da adjudicação compulsória ao vencedor permite que a administração. B Na aquisição de gêneros perecíveis. E É permitida a criação de outras modalidades de licitação. (E) II e IV. como pães. mediante a instituição de um prêmio. C 2.

ainda que simplesmente tentados. II. mediante a instituição de prêmios ou remuneração aos vencedores. escolhidos e convidados em número mínimo de 2 (dois) pela unidade administrativa. o pregão é modalidade de licitação empregada para (A) a realização de obras e serviços de engenharia. além das sanções penais. III e V. com anotação no prontuário. (C) aquisição de bens e serviços comuns. apenas. (D) II. (D) ata de registro de preços de bens ou serviços especiais. conforme critérios constantes de edital. de modo a se estabelecer nova modalidade. apenas. científico ou artístico. IV.666/93) abrange: I – modos originários de aquisição de propriedade. Convite é a modalidade de licitação entre interessados do ramo pertinente ao seu objeto. (FCC_ANALISTA JUDICIARIO_TRF 5ªR_2008) Sobre as modalidades de licitação. observada a necessária qualificação. sujeitam os seus autores. (D) sanções administrativas a critério do superior imediato. GABARITO: E 161. É possível a combinação das modalidades de licitação. emprego. (FCC_ANALISTA JUDICIARIO_TRF 5ªR_2008) Nos termos da lei. que tenham sua sede e administração no País. (CESGRANRIO_AUDITOR _INEA_2008) A definição de compra adotada para os fins da Lei de Licitações (Lei no 8. (E) contratação de quaisquer bens ou serviços. (B) aquisição de bens e serviços especiais. sejam de natureza comum ou especial. (C) pena de suspensão pelo prazo de 90 (noventa) dias. apenas. à (A) pena de multa equivalente ao vencimento/salário do servidor. (C) II e IV. Pregão é a modalidade de licitação entre interessados devidamente cadastrados no órgão licitante para escolha de trabalho técnico. científico ou artístico. (E) IV e V. (FCC_ANALISTA JUDICIARIO_TRF 5ªR_2008) Os crimes definidos na Lei de Licitações. (B) empresas locais. considere: I. Tomada de preços é a modalidade de licitação entre interessados devidamente cadastrados ou que atenderem a todas as condições exigidas para cadastramento até o terceiro dia anterior à data do recebimento das propostas. II e V. Está correto o que contém APENAS em (A) I e IV. II – aquisição remunerada de bens. GABARITO: A 162. há previsão de tratamento diferenciado às licitantes que sejam (A) empresas de grande porte com projeção internacional. (B) I. apenas. (E) I. III e IV. (B) pena de advertência. III e IV. Inclui(em)-se nessa definição (A) II. II e III. mediante a instituição de prêmios ou remuneração aos vencedores. (E) perda do cargo. quando servidores públicos. . (B) III e IV. III – dação em pagamento. função ou mandato eletivo. conforme critérios constantes de edital. (D) II. III. (C) empresas públicas. GABARITO: A 159. (C) I. com sede no município em que foi instaurada a licitação. V.GABARITO: A 158. desde que todos os requisitos estejam previstos na lei. (CESGRANRIO_AUDITOR_INEA_2008) Nas licitações. devidamente cadastrados. GABARITO: C 160. II. Concurso é a modalidade de licitação entre quaisquer interessados para escolha de trabalho técnico. IV– permuta.

convite.666. (E) traçadas as normas gerais de licitação.(D) microempresas e empresas de pequeno porte. de 1993. concurso. é correto afirmar que na Lei no 8. estão: (A) previstas as modalidades de leilão. (CESGRANRIO_TECNICO DE CONTROLE EXTERNO_TCE/RO_2007) Sobre as modalidades de licitação. (D) traçadas as normas gerais de licitação. concurso e concorrência. pregão e tomada de preço. (B) previstas as modalidades de leilão. concorrência. concurso. incluindo a discriminação exaustiva de modalidades e parte dos casos de dispensa e inexigibilidade. convite. GABARITO: D 163. incluindo a discriminação de algumas modalidades e todos os casos de dispensa e inexigibilidade. bem como exceções. bem como todos os casos de dispensa e inexigibilidade. bem como todos os casos de dispensa e inexigibilidade. convite. GABARITO: C . pregão e tomada de preço. (C) previstas as modalidades de tomada de preço. leilão. concorrência. (E) sociedades de economia mista. bem como parte dos casos de dispensa e inexigibilidade.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->