Você está na página 1de 1

Capitalistas e operrios Depois da revoluo na fabricao de produtos, a energia a vapor e o ferro foram usados nos transportes, criando duas

importantes invenes: o navio e a locomotiva a vapor que permitiam transportar com rapidez e em grande quantidade pessoas e mercadorias. A mecanizao do transporte encurtou distncias, barateou os custos dos produtos e teve grande importncia para o desenvolvimento das indstrias e da economia. No sculo XVIII, poucos homens de negcio possuam capital para construir fbricas, comprar mquinas, contratar trabalhadores e adquirir matria-prima. Os que possuam esse capital, so os capitalistas, lucravam muito com a produo industrial. Surgia um novo sistema econmico, o capitalismo industrial, que se baseia no trabalho assalariado e na livre concorrncia. Nele os meios de produo pertencem ao capitalista. As maquinas eram muito vantajosas: produziam mais, mais rpidas, sempre no mesmo ritmo e intensidade. O trabalhador tornou-se operrio: no era dono das ferramentas, executavam uma tarefa repetitiva e pelo esforo fsico despendido, recebia um salrio sempre muito baixo. As condies de trabalho eram degradantes: jornadas longas (12 a 16 horas) sob ritmo acelerado, disciplina rigorosa (eram comuns castigos, as crianas apanhavam e os operrios eram multados), ambientes sujos, barulhentos e sem ventilao adequada, ameaa de demisso sem nenhum direito, explorao do trabalho de mulheres e de crianas (a partir de 5 anos de idade). Sem leis para proteg-los, os operrios organizaram grupos que recolhiam uma taxa para ajudar os trabalhadores em caso de doena, desemprego ou morte. Esses grupos se espalharam a partir de 1793, mas foram proibidos em 1799. Eles continuaram clandestinamente, em 1824 o governo os legalizou. Os capitalistas tornaram-se os novos ricos, tinham uma vida semelhante dos nobres, mas no tinham poder poltico. Os cargos polticos e o direito de voto eram exclusivos da nobreza e dos proprietrios rurais. Em 1832 a lei mudou, ela dava direito de voto para quem comprovasse ter uma propriedade. A maioria da populao era operria, eles permaneceram muitos anos excludos do eleitorado.