Você está na página 1de 2

Dedicatória

Este meu Lindo Sonho de Natal vai para todos os meninos e meninas que podem sonhar um sonho de Natal. Porque têm a felicidade de todos os anos terem um Natal, adorar um Menino que se chama Jesus e saber que nessa noite vem um pai Natal deixar-lhes o presente que tanto desejaram. Com ternura. Mas este meu Lindo Sonho de Natal vai também, e muito especialmente, para aqueles meninos e meninas que ainda não podem sonhar um sonho de Natal, porque nunca viveram um Natal, na esperança que um dia o possam viver para depois o poderem sonhar. Este meu Lindo Sonho de Natal vai também, e muito especialmente, para a MANÉ, que um dia o leu e gostou. E porque é minha filha. Com saudade.

O Meu Lindo Sonho de Natal

Como vens cansado Pai Natal! Nem trenó! Nem renas! E como o teu saco está tão pequeno! Tão vazio! E esses lindos e caros brinquedos que enchiam o teu saco? A quem os deixaste? A que meninos? Percebo que estás chegando a África. À minha África. Já pouco tens no saco para dar. Mas sei também que vais escolher os meninos a quem dar. E àqueles meninos que precisam acreditar em ti. Que existes. Que existe um Menino que todos os anos nasce e se chama JESUS. Que lhes deixas? Sim Pai Natal. Sim menino Jesus Estes meninos esperam por ti, pai Natal. E esperam por Ti, Menino Jesus. E esperam…esperam… e nem sabem sonhar um lindo sonho de Natal. Mas eu, sonhei Um Lindo Sonho de Natal. Era a véspera de Natal do ano… de todos os anos… era uma noite escura, no céu escuro brilhavam as estrelas, era linda mas triste. E eu, tão triste como aquela noite, olhava fascinada o tremelicar brincalhão das estrelas, mais parecendo que eram elas que me olhavam trocistas para me perguntar:

Vamos levar estes brinquedos aos meninos da tua África”. Que bom respirar o ar puro das suas florestas. nasceu um Menino que se chama JESUS! . em todas as casas. E as gulodices também. Mas houve brinquedos. tudo parecia em festa para receber o Pai Natal. brinquedos. como que a perguntarem ansiosas: “e o Pai Natal. Mas o mais bonito de tudo é que não havia campos de refugiados. E chegámos a África. E naquela noite não houve bombas. sentir o cheirinho da sua terra. não havia meninos de rua. uma noite bela. E era o Pai Natal! E vinha num trenó! E era puxado pelas renas! E trazia também um saco muito. de panelas. não ficou uma criança por conhecer o Pai Natal. chegou. cheio. vem ou não vem?” E o Pai Natal veio. tantos. E continuámos a viagem. os kimbos. não houve sangue. demos a volta ao mundo. não sabes que toda a véspera de Natal é uma noite bela”! E de repente… Uma luz muito forte veio cegar meus olhos e o barulho de muitos sininhos a tocar feriu os meus ouvidos. vem. e também de ter o seu presente de Natal. jogos. E ninguém imagina a prática e a eficiência na distribuição de brinquedos que tem o Pai natal! “Ainda estás triste…” “Sabes Pai Natal…” “Sei. que tremelicavam com ar brincalhão . viram um avião diferente. as crianças olhavam também as estrelas. aviões. E os meninos dali. E naquela véspera de Natal do ano… de todas os anos… em toda a parte. ouvir o ruído suave e depois mais forte dos seus rios. E logo começou a distribuir bonecas. não havia guerra. “É o pai Natal!” parecia dizer o tremelicar brincalhão das estrelas. não houve guerra. que não tem fim. muitos brinquedos. muito grande. não havia lixo nas ruas das cidades. servicinhos de pratos. repleto de brinquedos e de gulodices! “Anda sobe. comboios. carros. gulodices e paz. tantos.“porque estás triste? Não vês que é uma noite especial. E chegámos ao Médio Oriente. espantados. E continuámos a viagem. E fomos. As cidades. com um som diferente.

Interesses relacionados