Você está na página 1de 34

CINEMATECA PORTUGUESA-MUSEU DO CINEMA – PROGRAMAÇÃO DE DEZEMBRO 2008

AGENDA
TODO MANOEL DE OLIVEIRA: CEM ANOS EM DOIS MESES (Conclusão)
DIVAS ÀS MATINÉS
JOHN CARPENTER - MEMÓRIAS DE UM HOMEM BEM VISÍVEL (Conclusão)
CLINT EASTWOOD: UM HOMEM COM PASSADO (Início)
IN MEMORIAM VASCO SEQUEIRA
ACTORES NO CINEMA PORTUGUÊS
HISTÓRIA PERMANENTE DO CINEMA
ABRIR OS COFRES
O QUE QUERO VER
ANTE-ESTREIAS
CINEMATECA JÚNIOR

CONSULTE PROGRAMA INTEGRAL NA PÁGINA 10

Ter. [02]
15:30 DIVAS ÀS MATINÉS
GÖSTA BERLING SAGA
A Lenda de Gösta Berling
de Mauritz Stiller
19:00 O QUE QUERO VER
LES ENFANTS DU PLACARD
de Benoît Jacquot
19:30 TODO MANOEL DE OLIVEIRA: CEM ANOS EM DOIS MESES (Conclusão)
VIAGEM AO PRINCÍPIO DO MUNDO
de Manoel de Oliveira
21:30 TODO MANOEL DE OLIVEIRA: CEM ANOS EM DOIS MESES (Conclusão)
JE RENTRE À LA MAISON
Vou Para Casa
de Manoel de Oliveira
22:00 JOHN CARPENTER – MEMÓRIAS DE UM HOMEM BEM VISÍVEL (Conclusão)
JOHN CARPENTER’S VAMPIRES
Vampiros
de John Carpenter

Qua. [03]
15:30 DIVAS ÀS MATINÉS
HUMORESQUE
Fascinação
de Jean Negulesco
19:00 TODO MANOEL DE OLIVEIRA: CEM ANOS EM DOIS MESES (Conclusão)
EN UNE POIGNÉE DE MAINS AMIES
de Jean Rouch e Manoel de Oliveira
PORTO DA MINHA INFÂNCIA
de Manoel de Oliveira
19:30 JOHN CARPENTER – MEMÓRIAS DE UM HOMEM BEM VISÍVEL (Conclusão)
GHOSTS OF MARS
Fantasmas de Marte
de John Carpenter
21:30 ANTE-ESTREIAS
ELEGIA DEL VOLO
de Fabio Tanzarella
22:00 TODO MANOEL DE OLIVEIRA: CEM ANOS EM DOIS MESES (Conclusão)
INQUIETUDE
CINEMATECA PORTUGUESA-MUSEU DO CINEMA – PROGRAMAÇÃO DE DEZEMBRO 2008
AGENDA
de Manoel de Oliveira

Qui. [04]
15:30 DIVAS ÀS MATINÉS
STAGE FRIGHT
Pavor Nos Bastidores
de Alfred Hitchcock
19:00 TODO MANOEL DE OLIVEIRA: CEM ANOS EM DOIS MESES (Conclusão)
UM FILME FALADO
de Manoel de Oliveira
19:30 ACTORES NO CINEMA PORTUGUêS: IVONE SILVA
ESTRADA DA VIDA
de Henrique Campos
21:30 TODO MANOEL DE OLIVEIRA: CEM ANOS EM DOIS MESES (Conclusão)
O QUINTO IMPÉRIO – ONTEM COMO HOJE
de Manoel de Oliveira
22:00 JOHN CARPENTER – MEMÓRIAS DE UM HOMEM BEM VISÍVEL (Conclusão)
JOHN CARPENTER’S CIGARETTE BURNS
de John Carpenter
PRO-LIFE
de John Carpenter

Sex. [05]
15:30 DIVAS ÀS MATINÉS
STAGE DOOR
A Porta das Estrelas
de Gregory La Cava
19:00 TODO MANOEL DE OLIVEIRA: CEM ANOS EM DOIS MESES (Conclusão)
O PRINCÍPIO DA INCERTEZA
de Manoel de Oliveira
19:30 ABRIR OS COFRES
O HOMEM DO DIA
de Henrique Campos
21:30 TODO MANOEL DE OLIVEIRA: CEM ANOS EM DOIS MESES (Conclusão)
ESPELHO MÁGICO
de Manoel de Oliveira
22:00 ACTORES NO CINEMA PORTUGUêS: IVONE SILVA
O DESTINO MARCA A HORA
de Henrique Campos

Sáb. [06]
15:00 Palácio Foz CINEMATECA JÚNIOR
THE BLACK SWAN
O Pirata Negro
de Henry King
15:30 HISTÓRIA PERMANENTE DO CINEMA
A ROYAL SCANDAL
Os Amores de Catarina da Rússia
de Otto Preminger
19:00 HISTÓRIA PERMANENTE DO CINEMA
DIE HERRIN VON ATLANTIS
CINEMATECA PORTUGUESA-MUSEU DO CINEMA – PROGRAMAÇÃO DE DEZEMBRO 2008
AGENDA
Atlântida
de Georg W. Pabst
19:30 HISTÓRIA PERMANENTE DO CINEMA
LES DEUX TIMIDES
Os Dois Tímidos
de René Clair

21:30 HISTÓRIA PERMANENTE DO CINEMA


OTHELLO
Otelo
de Orson Welles
22:00 HISTÓRIA PERMANENTE DO CINEMA
EL GRAN CALAVERA
de Luis Buñuel

Ter. [09]
15:30 DIVAS ÀS MATINÉS
LOVE IS BETTER THAN EVER
O Melhor É Casar
de Stanley Donen
19:00 O QUE QUERO VER
DIE STILLE VOR BACH
“O Silêncio Antes de Bach”
de Pere Portabella
19:30 TODO MANOEL DE OLIVEIRA: CEM ANOS EM DOIS MESES (Conclusão)
LA LETTRE / A CARTA
de Manoel de Oliveira
21:30 IN MEMORIAM VASCO SEQUEIRA (1933-2008)
LES DESTINS DE MANOEL
Os Destinos de Manoel
de Raul Ruiz
22:00 TODO MANOEL DE OLIVEIRA: CEM ANOS EM DOIS MESES (Conclusão)
PALAVRA E UTOPIA
de Manoel de Oliveira

Qua. [10]
15:30 DIVAS ÀS MATINÉS
INTERMEZZO: A LOVE STORY
Intermezzo
de Gregory Ratoff
19:00 IN MEMORIAM VASCO SEQUEIRA (1933-2008)
VERTIGES
de Christine Laurent
19:30 TODO MANOEL DE OLIVEIRA: CEM ANOS EM DOIS MESES (Conclusão)
EN UNE POIGNÉE DE MAINS AMIES
de Jean Rouch e Manoel de Oliveira
PORTO DA MINHA INFÂNCIA
de Manoel de Oliveira
21:30 O QUE QUERO VER
THE LETTER
CINEMATECA PORTUGUESA-MUSEU DO CINEMA – PROGRAMAÇÃO DE DEZEMBRO 2008
AGENDA
A Carta
de William Wyler
22:00 ACTORES NO CINEMA PORTUGUêS: IVONE SILVA
IVONE, A FAZ TUDO
de José Fonseca e Costa

Qui. [11]
15:30 DIVAS ÀS MATINÉS
GENTLEMEN PREFER BLONDES
Os Homens Preferem as Loiras
de Howard Hawks
19:00 O QUE QUERO VER
THE KILLERS
Assassinos
de Robert Siodmak
19:30 ABRIR OS COFRES
O TARZAN DO 5º ESQUERDO
de Augusto Fraga
21:30 CLINT EASTWOOD: UM HOMEM COM PASSADO
ÚLTIMA HORA
UNFORGIVEN
ANTE-ESTREIA ABSOLUTA EM PORTUGAL
CHANGELING, A Troca
Imperdoável
de CLINT
de Clint Eastwood
EASTWOOD
22:00 TODO MANOEL DE OLIVEIRA: CEM ANOS EM DOIS MESES (Conclusão)
O PRINCÍPIO DA INCERTEZA
de Manoel de Oliveira

Sex. [12]
15:30 DIVAS ÀS MATINÉS
MOGAMBO
Mogambo
de John Ford
19:00 IN MEMORIAM VASCO SEQUEIRA (1933-2008)
TRICHEURS
“Batoteiros”
de Barbet Schroeder
19:30 TODO MANOEL DE OLIVEIRA: CEM ANOS EM DOIS MESES (Conclusão)
ESPELHO MÁGICO
de Manoel de Oliveira
21:30 ANTE-ESTREIAS
BUCHAREST SHOOTS – EP. 1
de André Marques
BORIS GHOST DOG
de André Marques
O LAGO
de André Marques
22:00 O QUE QUERO VER
THE KILLERS
Contrato para Matar
de Don Siegel

Sáb. [13]
15:00 Palácio Foz CINEMATECA JÚNIOR
CINEMATECA PORTUGUESA-MUSEU DO CINEMA – PROGRAMAÇÃO DE DEZEMBRO 2008
AGENDA
THE WIZARD OF OZ
O Feiticeiro de Oz
de Victor Fleming
15:30 HISTÓRIA PERMANENTE DO CINEMA
SHANGHAI EXPRESS
O Expresso de Xangai
de Josef von Sternberg
19:00 HISTÓRIA PERMANENTE DO CINEMA
THE WALLS OF JERICHO
Muralhas Humanas
de John M. Stahl
19:30 HISTÓRIA PERMANENTE DO CINEMA
BATMAN
O Homem Morcego
de Lambert Hillyer
Episódios 1 a 7: The Electrical Brain; The Bat’s Cave; The Mark of the Zombies; Slaves of the Rising Sun;
The Living Corpse; Poison Peril; The Phoney Doctor.
21:30 HISTÓRIA PERMANENTE DO CINEMA
IL GATTOPARDO
O Leopardo
de Luchino Visconti
22:00 HISTÓRIA PERMANENTE DO CINEMA
BATMAN
O Homem Morcego
de Lambert Hillyer
Episódios 8 a 15: Lured by Radium; The Sign of the Sphinx; Flying Spies; A Nipponese Trap; Embers of Evil;
Eight Steps Down; The Executioner Strikes; The Doom of the Rising Sun.
VER SESSÃO DAS 19:30

Seg. [15]
15:30 DIVAS ÀS MATINÉS
THE NIGHT OF THE IGUANA
A Noite da Iguana
de John Huston
19:00 CLINT EASTWOOD: UM HOMEM COM PASSADO
PLAY MISTY FOR ME
Destino nas Trevas
de CLINT EASTWOOD
19:30 TODO MANOEL DE OLIVEIRA: CEM ANOS EM DOIS MESES (Conclusão)
JE RENTRE À LA MAISON
Vou Para Casa
de Manoel de Oliveira
21:30 TODO MANOEL DE OLIVEIRA: CEM ANOS EM DOIS MESES (Conclusão)
BELLE TOUJOURS
de Manoel de Oliveira
22:00 CLINT EASTWOOD: UM HOMEM COM PASSADO
UNFORGIVEN
Imperdoável
de CLINT EASTWOOD

Ter. [16]
15:30 DIVAS ÀS MATINÉS
CINEMATECA PORTUGUESA-MUSEU DO CINEMA – PROGRAMAÇÃO DE DEZEMBRO 2008
AGENDA
HIGH NOON
O Comboio Apitou 3 Vezes
de Fred Zinnemann
19:00 CLINT EASTWOOD: UM HOMEM COM PASSADO
THE BEGUILED: THE STORYTELLER *
de CLINT EASTWOOD
THE BEGUILED
Ritual de Guerra
de Don Siegel
*Filme a confirmar
19:30 TODO MANOEL DE OLIVEIRA: CEM ANOS EM DOIS MESES (Conclusão)
UM FILME FALADO
de Manoel de Oliveira
21:30 TODO MANOEL DE OLIVEIRA: CEM ANOS EM DOIS MESES (Conclusão)
CRISTOVÃO COLOMBO, O ENIGMA
de Manoel de Oliveira
22:00 CLINT EASTWOOD: UM HOMEM COM PASSADO
PLAY MISTY FOR ME
Destino nas Trevas
de CLINT EASTWOOD

Qua. [17]
15:30 DIVAS ÀS MATINÉS
THE BAREFOOT CONTESSA
A Condessa Descalça
de Joseph L. Mankiewicz
19:00 TODO MANOEL DE OLIVEIRA: CEM ANOS EM DOIS MESES (Conclusão)
DO VISÍVEL AO INVISÍVEL
de Manoel de Oliveira
O IMPROVÁVEL NÃO É IMPOSSÍVEL
de Manoel de Oliveira
LISBON STORY
Viagem a Lisboa
de Wim Wenders
19:30 CLINT EASTWOOD: UM HOMEM COM PASSADO
THE BEGUILED: THE STORYTELLER *
de CLINT EASTWOOD
THE BEGUILED
Ritual de Guerra
de Don Siegel
*Filme a confirmar
21:30 TODO MANOEL DE OLIVEIRA: CEM ANOS EM DOIS MESES (Conclusão)
CHACUN SON CINÉMA ou CE PETIT COUP AU
COEUR QUAND LA LUMIÈRE S´ETEINT
ET QUE LE FILM COMMENCE
de Theodoros Angelopoulos, Olivier Assayas, Bille August, Jane Campion, Youssef Chahine, Chen Kaige,
Michael Cimino, Ethan Coen, Joel Coen, David Cronenberg, Jean-Pierre Dardenne, MANOEL DE OLIVEIRA,
Raymond Depardon, Atom Egoyan, Amos Gitai, Alejandro Gonzalez Iñarritu, Hou Hsiao-Hsien, Aki
Kaurismaki, Abbas Kiarostami, Takeshi Kitano, Andrei Kontchalovsky, Claude Lelouch, Ken Loach, David
Lynch, Nanni Moretti, Roman Polanski, Raoul Ruiz, Walter Salles, Elia Suleiman, Tsai Ming-Liang, Gus Van
Sant, Lars Von Trier, Wim Wenders, Wong Kar-wai, Zhang Yimou
22:00 ACTORES NO CINEMA PORTUGUêS: IVONE SILVA
CINEMATECA PORTUGUESA-MUSEU DO CINEMA – PROGRAMAÇÃO DE DEZEMBRO 2008
AGENDA
A MALUQUINHA DE ARROIOS
de Henrique Campos

Sex. [19]
15:30 DIVAS ÀS MATINÉS
REAR WINDOW
Janela Indiscreta
de Alfred Hitchcock
19:00 CLINT EASTWOOD: UM HOMEM COM PASSADO
HIGH PLAINS DRIFTER
O Pistoleiro do Diabo
de CLINT EASTWOOD
19:30 TODO MANOEL DE OLIVEIRA: CEM ANOS EM DOIS MESES (Conclusão)
O QUINTO IMPÉRIO – ONTEM COMO HOJE
de Manoel de Oliveira
21:30 IN MEMORIAM VASCO SEQUEIRA (1933-2008)
MAINE OCÉAN
de Jacques Rozier
22:00 TODO MANOEL DE OLIVEIRA: CEM ANOS EM DOIS MESES (Conclusão)
CRISTOVÃO COLOMBO, O ENIGMA
de Manoel de Oliveira

Sáb. [20]
11:00 Palácio Foz CINEMATECA JÚNIOR
THE CIRCUS
O Circo
de Charles Chaplin
com acompanhamento ao piano por Francisco Raposo
15:00 Palácio Foz CINEMATECA JÚNIOR
DUMBO
Dumbo
de Ben Sharpsteen
Animação
15:30 HISTÓRIA PERMANENTE DO CINEMA
THE NIGHT OF THE HUNTER
A Sombra do Caçador
de Charles Laughton
19:00 HISTÓRIA PERMANENTE DO CINEMA
MY SON JOHN
Perseguem o Meu Filho
de Leo McCarey
19:30 HISTÓRIA PERMANENTE DO CINEMA
UNDERWORLD
Vidas Tenebrosas
de Josef von Sternberg
21:30 HISTÓRIA PERMANENTE DO CINEMA
DER KONGRESS TANZT
O Congresso Que Dança
de Eric Charell
22:00 HISTÓRIA PERMANENTE DO CINEMA
LA RÈGLE DU JEU
CINEMATECA PORTUGUESA-MUSEU DO CINEMA – PROGRAMAÇÃO DE DEZEMBRO 2008
AGENDA
A Regra do Jogo
de Jean Renoir

Seg. [22]
15:30 DIVAS ÀS MATINÉS
BHOWANI JUNCTION
de George Cukor
19:00 CLINT EASTWOOD: UM HOMEM COM PASSADO
DIRTY HARRY
A Fúria da Razão
de Don Siegel
19:30 TODO MANOEL DE OLIVEIRA: CEM ANOS EM DOIS MESES (Conclusão)
CHACUN SON CINÉMA ou CE PETIT COUP AU
COEUR QUAND LA LUMIÈRE S´ETEINT
ET QUE LE FILM COMMENCE
de Theodoros Angelopoulos, Olivier Assayas, Bille August, Jane Campion, Youssef Chahine, Chen Kaige,
Michael Cimino, Ethan Coen, Joel Coen, David Cronenberg, Jean-Pierre Dardenne, MANOEL DE OLIVEIRA,
Raymond Depardon, Atom Egoyan, Amos Gitai, Alejandro Gonzalez Iñarritu, Hou Hsiao-Hsien, Aki
Kaurismaki, Abbas Kiarostami, Takeshi Kitano, Andrei Kontchalovsky, Claude Lelouch, Ken Loach, David
Lynch, Nanni Moretti, Roman Polanski, Raoul Ruiz, Walter Salles, Elia Suleiman, Tsai Ming-Liang, Gus Van
Sant, Lars Von Trier, Wim Wenders, Wong Kar-wai, Zhang Yimou
21:30 CLINT EASTWOOD: UM HOMEM COM PASSADO
THE EIGER SANCTION
A Escalada
de CLINT EASTWOOD
22:00 TODO MANOEL DE OLIVEIRA: CEM ANOS EM DOIS MESES (Conclusão)
BELLE TOUJOURS
de Manoel de Oliveira

Seg. [29]
15:30 DIVAS ÀS MATINÉS
HIGH SOCIETY
Alta Sociedade
de Charles Walters
19:00 CLINT EASTWOOD: UM HOMEM COM PASSADO
PAINT YOUR WAGON
Os Maridos de Elizabeth
de Joshua Logan
19:30 CLINT EASTWOOD: UM HOMEM COM PASSADO
HIGH PLAINS DRIFTER
O Pistoleiro do Diabo
de CLINT EASTWOOD
21:30 CLINT EASTWOOD: UM HOMEM COM PASSADO
THE OUTLAW JOSEY WALES
O Rebelde do Kansas
de CLINT EASTWOOD
Segunda exibição em Janeiro
22:00 IN MEMORIAM VASCO SEQUEIRA (1933-2008)
A ESTRANGEIRA
de João Mário Grilo

Ter [30]
CINEMATECA PORTUGUESA-MUSEU DO CINEMA – PROGRAMAÇÃO DE DEZEMBRO 2008
AGENDA
15:30 DIVAS ÀS MATINÉS
ON THE BEACH
A Hora Final
de Stanley Kramer
19:00 IN MEMORIAM VASCO SEQUEIRA (1933-2008)
O DESEJADO ou AS MONTANHAS DA LUA
de Paulo Rocha
19:30 CLINT EASTWOOD: UM HOMEM COM PASSADO
THE EIGER SANCTION
A Escalada
de CLINT EASTWOOD
21:30 CLINT EASTWOOD: UM HOMEM COM PASSADO
THE GAUNTLET
Barreira de Fogo
de CLINT EASTWOOD
Segunda exibição em Janeiro
22:00 O QUE QUERO VER
TOPPER
O Par Invisível
de Norman Z. McLeod

para o Mês que vem


DIVOS ÀS MATINÉS
CLINT EASTWOOD: UM HOMEM COM PASSADO (Continuação)
IN MEMORIAM PAUL NEWMAN
MIKIO NARUSE (Início)
ANTHONY MANN (Início)
TEMPO E ESPAÇO COMO GERADORES DE TENSÃO
O AMOR NO CINEMA PORTUGUÊS
HISTÓRIA PERMANENTE DO CINEMA
ABRIR OS COFRES
O QUE QUERO VER
ANTE-ESTREIAS
CINEMATECA JÚNIOR
CINEMATECA PORTUGUESA-MUSEU DO CINEMA – PROGRAMAÇÃO DE DEZEMBRO 2008

TODO MANOEL DE OLIVEIRA: CEM ANOS EM DOIS MESES (Conclusão)


DIVAS ÀS MATINÉS
JOHN CARPENTER - MEMÓRIAS DE UM HOMEM BEM VISÍVEL (Conclusão)
CLINT EASTWOOD: UM HOMEM COM PASSADO (Início)
IN MEMORIAM VASCO SEQUEIRA
ACTORES NO CINEMA PORTUGUÊS
HISTÓRIA PERMANENTE DO CINEMA
ABRIR OS COFRES
O QUE QUERO VER
ANTE-ESTREIAS
CINEMATECA JÚNIOR

TODO MANOEL DE OLIVEIRA: 100 ANOS EM DOIS MESES (conclusão)


11 de Dezembro de 1908: MANOEL DE OLIVEIRA faz cem anos, sendo, com Oscar Niemeyer e Claude Lévi-Strauss, uma das
três grandes personalidades mundiais que este ano alcançam o centenário. Comemora-o no activo, filmando
SINGULARIDADES DE UMA RAPARIGA LOURA, a sua 30ª longa-metragem.
Nos meses de Outubro e Novembro mostrámos todo Manoel de Oliveira desde os anos 30 (tinha ele pouco mais de 20 anos)
aos finais dos anos 90. De DOURO, FAINA FLUVIAL a A CARTA / LA LETTRE, exibimos tudo, apenas com as excepções de VISITA
OU MEMÓRIAS E CONFISSÕES (1982) que o Realizador só quer que seja visto após a sua morte e NICE – À PROPOS DE JEAN-
VIGO, actualmente não acessível em película. Mostrámos os “documentários” dos anos 30, ANIKI-BÓBÓ, a primeira ficção de
42, acompanhámos a forçada pausa de 42 a 56 e mostrámos, depois, os filmes dos anos 50-60, incluindo a absoluta novidade
que são os filmes com Régio, reunidos sob o título A VIDA E A MORTE.
Seguimos-lhe os recomeços com a chamada “tetralogia dos amores frustrados”, o cometimento impar que constituiu LE
SOULIER DE SATIN e, depois as obras de consagração, desde MON CAS a A CARTA quase todas estreadas, e muitas delas
premiadas, em grandes festivais internacionais. Terminámos, em Novembro, com PALAVRA E UTOPIA, o filme sobre o Padre
António Vieira, datado do ano 2000.
Em Dezembro, concluímos mostrando as obras que Oliveira filmou neste século.
2001 foi o ano glorioso de dois filmes: VOU PARA CASA / JE RENTRE À LA MAISON, um dos maiores sucessos de Oliveira,
mesmo em termos de espectadores, e o nostálgico PORTO DA MINHA INFÂNCIA, eventualmente a mais perene das
realizações da Porto 2001.
Oliveira regressou a seguir a Agustina e filmou “a alma dos ricos” na adaptação dos dois primeiros volumes da trilogia O
PRINCÍPIO DA INCERTEZA: aquele que assim se chamou, em 2002, e ESPELHO MÁGICO em 2005.
Entre estes, duas singulares meditações: uma, sobre a humanidade de hoje (UM FILME FALADO, de 2003); e o outro sobre
Portugal e a questão que connosco temos (O QUINTO IMPÉRIO – ONTEM COMO HOJE, 2004).
BELLE TOUJOURS foi o reverso do verso de BELLE DE JOUR de Buñuel, de 1967 em 2006 e, em 2007, o filme sobre o ENIGMA
que poderá ser Colombo ou poderá não o ser.
Além disso, daremos a ver, em segundas passagens, VIAGEM AO PRINCÍPIO DO MUNDO, INQUIETUDE, A CARTA e PALAVRA E
UTOPIA.
Para além destas longas-metragens veremos três curtas, inéditas na Cinemateca: DO VISÍVEL AO INVISÍVEL, rodado em São
Paulo e estreado em Veneza este ano; O IMPROVÁVEL NÃO É IMPOSSÍVEL, o documentário sobre a Fundação Calouste
Gulbenkian no 50º aniversário da sua criação; e o filme de cinco minutos RENCONTRE UNIQUE, que foi a colaboração dele
para a longa-metragem em que Cannes se comemorou em 2006. Veremos esse filme inédito, em Portugal, na sua versão
integral.
Além dos filmes de Oliveira – excepção à nossa regra de só mostrar filmes dele – LISBON STORY de Wim Wenders. Mas pode
considerar-se esse filme sem Oliveira?
TODO MANOEL DE OLIVEIRA? O filme actualmente em rodagem já nos desmente e esperamos por muitos mais desmentidos
futuros.

PARABÉNS MANOEL DE OLIVEIRA!


CINEMATECA PORTUGUESA-MUSEU DO CINEMA – PROGRAMAÇÃO DE DEZEMBRO 2008

VIAGEM AO PRINCÍPIO DO MUNDO


de Manoel de Oliveira
com Marcello Mastroianni, Jean-Yves Gautier, Leonor Silveira, Diogo Dória, Isabel de Castro
Portugal, 1997 - 95 min / legendado em português
Marcello Mastroianni, naquele que foi o seu último trabalho, interpreta a personagem de um realizador, “duplo” do próprio
Manoel de Oliveira, numa das mais explícitas incursões autobiográficas da obra do cineasta português. No entanto, nem tudo
é autobiografia, nem tudo é explícito: VIAGEM AO PRINCÍPIO DO MUNDO é o filme do mistério do reencontro com as raízes
(em duplo sentido literal e metafórico), para o que muito contribui a espantosa participação de Isabel de Castro, no papel de
uma velha camponesa incapaz de entender a língua francesa falada pelo seu neto criado em França.
Sala Luís de Pina
Ter. [02] 19:30

JE RENTRE À LA MAISON
Vou Para Casa
de Manoel de Oliveira
com Michel Piccoli, Antoine Chappey, Leonor Baldaque, Leonor Silveira, Catherine Deneuve, John Malkovich
Portugal/França, 2001 - 90 min / legendado em português
Em Paris, um grande actor de teatro é surpreendido pela notícia da morte da mulher e filha num acidente de automóvel. O tempo
passa, ele (Piccoli) divide o tempo entre o neto pequeno e o teatro, mas a sua vida muda radicalmente. O detonador da mudança é
a proposta de um papel de protagonista num telefilme que considera desprezível, a que se segue um filme americano que adapta
uma versão do Ulisses de Joyce. É a meio desta rodagem que o actor decide calmamente: “Vou para casa”.
Sala Dr. Félix Ribeiro Sala Luís de Pina
Ter. [02] 21:30 Ter. [15] 19:30

EN UNE POIGNÉE DE MAINS AMIES


de Jean Rouch e Manoel de Oliveira
com Jean Rouch e Manoel de Oliveira
França, 1996 - 25 min / legendado electronicamente em português
Um “aperto de mãos amigas” entre dois cineastas que se admiraram mutuamente. Foi realizado no Verão de 1996, para
celebrar os cem anos do cinema português. Rouch e Oliveira filmam a quatro mãos um percurso pelo rio Douro, rio abaixo e
regresso. O pacto entre os dois cineastas é atravessado por referências à poesia e ao cinema, em que pairam as sombras de
DOURO FAINA FLUVIAL e de ANIKI BOBÓ, num filme que também é a celebração de um espaço e de uma amizade.

PORTO DA MINHA INFÂNCIA


de Manoel de Oliveira
com Ricardo Trêpa, Jorge Trêpa, Rogério Samora, António Fonseca, Manoel de Oliveira, Agustina Bessa-Luis
Portugal, 2001 - 62 min
“Este é um filme sobre o Porto, é um filme sobre a infância de Manoel de Oliveira, é um filme sobre a memória do Porto
como o Porto era ao tempo da infância de Manoel de Oliveira, é um filme sobre os abrigos e é um filme sobre os começos e
os fins de uma grande e maravilhosa viagem” (João Bénard da Costa).
Sala Dr. Félix Ribeiro Sala Luís de Pina
Qua. [03] 19:00 Qua. [10] 19:30

INQUIETUDE
de Manoel de Oliveira
com José Pinto, Luís Miguel Cintra, Isabel Ruth, Leonor Silveira, Irene Papas, Ricardo Trêpa, Leonor Baldaque
Portugal/França, 1998 - 110 min
Um filme aparentemente construído em sketches, mas comunicando entre si de forma original, que é uma das surpresas de
uma das obras mais singulares do autor de VALE ABRAÃO. Os Imortais, segundo Prista Monteiro, onde se enfrentam José
Pinto e Luís Miguel Cintra, revela-se uma peça a que assistem as personagens de Suzy, a segunda história adaptada de
António Patrício, da qual surge, como um rio, a narrativa lendária da Mãe de um Rio, escrita por Agustina Bessa Luís e
interpretada por Irene Papas. Primeira aparição, na obra de Oliveira, de Ricardo Trêpa e de Leonor Baldaque.
Sala Luís de Pina
Qua. [03] 22:00
CINEMATECA PORTUGUESA-MUSEU DO CINEMA – PROGRAMAÇÃO DE DEZEMBRO 2008

UM FILME FALADO
de Manoel de Oliveira
com Leonor Silveira, Catherine Deneuve, Irene Papas, Stefania Sandrelli, John Malkovich
Portugal/França - 96 min / legendado em português
A actriz fetiche de Oliveira, Leonor Silveira, rodeada por outros nomes de eleição da sua “família” cinematográfica, John
Malkovich, Catherine Deneuve, Irene Papas, a que se junta, agora, Stefania Sandrelli, juntos numa viagem às origens da
civilização pelo Mediterrâneo.
Sala Dr. Félix Ribeiro Sala Luís de Pina
Qui. [04] 19:00 Ter. [16] 19:30

O QUINTO IMPÉRIO – ONTEM COMO HOJE


de Manoel de Oliveira
com Ricardo Trêpa, Luís Miguel Cintra, Glória de Matos, Miguel Guilherme
Portugal/França, 2004 - 127 min
Baseado na peça de José Régio El Rei Sebastião (1949), à volta da figura do Rei, do homem e da mítica personagem: “Depois
da estrondosa derrota na batalha de Alcácer-Kibir (1578), mais conhecida pela Batalha dos Três Reis, e por jamais ter sido
identificado o seu corpo após a batalha (D. Sebastião), tornou-se no mito do encoberto, ele que fora antes o desejado e o
destinatário ao mito (…). Este mito do encoberto faz também parte da mitologia muçulmana e, tal como o rei Sebastião, é
suposto vir a acontecer o mesmo com o Iman muçulmano (o da décima segunda geração) cuja crença comum é a de que virá
num cavalo branco, em uma manhã de nevoeiro, para derrubar definitivamente o mal do mundo e estabelecer a concórdia
entre os povos”(Manoel de Oliveira).
Sala Dr. Félix Ribeiro Sala Luís de Pina
Qui. [04] 21:30 Sex. [19] 19:30

O PRINCÍPIO DA INCERTEZA
de Manoel de Oliveira
com Leonor Baldaque, Leonor Silveira, Ricardo Trêpa, Isabel Ruth, Luís Miguel Cintra
Portugal/França, 2002 - 133 min
O PRINCÍPIO DA INCERTEZA é o outro lado do espelho de ESPELHO MÁGICO cuja produção antecede em três anos. Trata-se
da adaptação que Oliveira fez do primeiro volume da trilogia de Agustina O Princípio da Incerteza. Oliveira deu ao filme o
título da trilogia. O todo em vez da parte. À parte voltou para O ESPELHO MÁGICO, adaptação libérrima de A Alma dos Ricos.
Sala Dr. Félix Ribeiro Sala Luís de Pina
Sex. [05] 19:00 Qui. [11] 22:00

ESPELHO MÁGICO
de Manoel de Oliveira
com Ricardo Trêpa, Leonor Silveira, Marisa Paredes, Leonor Baldaque, Glória de Matos, Lima Duarte, Michel
Piccoli, Luís Miguel Cintra, Duarte de Almeida
Portugal, 2005 - 137 min
Baseado no romance de Agustina Bessa-Luís A Alma dos Ricos, ESPELHO MÁGICO reencontra várias personagens de O
PRINCÍPIO DA INCERTEZA, Um elenco sumptuoso, composto por “oliveirianos” assíduos ou ocasionais, num filme que
suscitou enorme entusiasmo.
Sala Dr. Félix Ribeiro Sala Luís de Pina
Sex. [05] 21:30 Sex. [12] 19:30

LA LETTRE / A CARTA
de Manoel de Oliveira
com Chiara Mastroianni, Leonor Silveira, Pedro Abrunhosa, Luís Miguel Cintra
Portugal/França, 1998 - 108 min / legendado em português
Libérrima adaptação de A Princesa de Clèves, o livro de Madame De Lafayette. Oliveira transpõe a acção para a época
contemporânea, e essa opção é determinante quanto à definição do que está em jogo no sacrifício e na renúncia da Senhora
de Clèves: a fidelidade a um mundo em vias de extinção, a um sistema de códigos e valores de que ela é a última
representante. Chiara Mastroianni, naquele que muito provavelmente é o seu melhor papel no cinema, é extraordinária no
CINEMATECA PORTUGUESA-MUSEU DO CINEMA – PROGRAMAÇÃO DE DEZEMBRO 2008

modo como dá corpo a esta dilaceração. Um dos pontos mais altos da obra de Oliveira. “Uma nova maneira de reler a
literatura” (Peter Von Bagh). Prémio do Júri no Festival de Cannes.
Sala Luís de Pina
Ter. [09] 19:30

PALAVRA E UTOPIA
de Manoel de Oliveira
com Lima Duarte, Luís Miguel Cintra, Ricardo Trêpa, Ronaldo Bonnachi, Miguel Guilherme, Leonor Silveira, Renato
Di Carmine
Portugal/França/Brasil/Espanha, 2000 - 132 min
Em PALAVRA E UTOPIA, Manoel de Oliveira regressa, de forma definitiva e magnífica, à figura do Padre António Vieira, que já
surgira em LISBOA CULTURAL e que paira sobre NON, e voltará a dominar a construção de O QUINTO IMPÉRIO. Mas, em
PALAVRA E UTOPIA, é a figura, a vida e a palavra de Vieira que dominam o filme do princípio ao fim.
Sala Luís de Pina
Ter. [09] 22:00

BELLE TOUJOURS
de Manoel de Oliveira
com Michel Piccoli, Bulle Ogier, Ricardo Trêpa, Leonor Baldaque
Portugal/França, 2006 - 70 min / legendado em português
Manoel de Oliveira presta tributo a Luis Buñuel, propondo em BELLE TOUJOURS uma continuação de BELLE DE JOUR,
juntando os dois protagonistas de Buñuel, em Paris, 39 anos depois do seu encontro. Michel Piccoli volta a interpretar o
papel de Henri, guardador do segredo que Séverine (Bulle Ogier no papel interpretado por Catherine Deneuve no primeiro
filme) quer descobrir. BELLE TOUJOURS foi entusiasticamente aclamado em vários festivais internacionais a começar por
Veneza.
Sala Dr. Félix Ribeiro Sala Luís de Pina
Seg. [15] 21:30 Seg. [22] 22:00

CRISTOVÃO COLOMBO, O ENIGMA


de Manoel de Oliveira
com Ricardo Trêpa, Manoel de Oliveira, Leonor Baldaque, Maria Isabel de Oliveira, Luís Miguel Cintra, Leonor
Silveira
Portugal, 2008 - 75 min
A partir do livro de Manuel Luciano da Silva e Sílvia Jorge da Silva, um casal de cientistas portugueses residente nos Estados
Unidos, CRISTOVÃO COLOMBO, O ENIGMA defende a possibilidade do navegador ser português, um alentejano nascido em
Cuba (de onde teria derivado o nome da ilha).
Sala Dr. Félix Ribeiro Sala Luís de Pina
Ter. [16] 21:30 Sex. [19] 22:00

DO VISÍVEL AO INVISÍVEL
de Manoel de Oliveira
com Leon Cakoff, Ricardo Trêpa
Brasil, 2005 - 6 min
O IMPROVÁVEL NÃO É IMPOSSÍVEL
de Manoel de Oliveira
Portugal, 2006 - 19 min
LISBON STORY
Viagem a Lisboa
de Wim Wenders
com Rudiger Vogler, Patrick Bauchau, Teresa Salgueiro, Manoel de Oliveira
Portugal/Alemanha, 1994- 100 min/ legendado em português
Feito no âmbito de “Lisboa, Capital da Cultura”, LISBON STORY é uma típica história de Wenders à volta da errância e do
cinema. Um técnico de som vem a Lisboa a pedido de um realizador amigo que sofreu um acidente. Descoberta da cidade e
de insólitas aventuras, onde Manoel de Oliveira tem um papel muito especial que é, por si só, uma verdadeira homenagem
CINEMATECA PORTUGUESA-MUSEU DO CINEMA – PROGRAMAÇÃO DE DEZEMBRO 2008

ao cinema. A abrir a sessão, duas curtas-metragens de Oliveira, recentes e inéditas na Cinemateca. DO VISÍVEL AO INVISÍVEL,
estreado no Festival de Veneza, coloca em cena os problemas modernos de comunicação entre as pessoas, e O IMPROVÁVEL
NÃO É IMPOSSÍVEL é um documentário sobre a Fundação Calouste Gulbenkian, no cinquentenário da sua existência.
Sala Dr. Félix Ribeiro
Qua. [17] 19:00

CHACUN SON CINÉMA ou CE PETIT COUP AU


COEUR QUAND LA LUMIÈRE S´ETEINT
ET QUE LE FILM COMMENCE
de Theodoros Angelopoulos, Olivier Assayas, Bille August, Jane Campion, Youssef Chahine, Chen Kaige, Michael
Cimino, Ethan Coen, Joel Coen, David Cronenberg, Jean-Pierre Dardenne, MANOEL DE OLIVEIRA, Raymond
Depardon, Atom Egoyan, Amos Gitai, Alejandro Gonzalez Iñarritu, Hou Hsiao-Hsien, Aki Kaurismaki, Abbas
Kiarostami, Takeshi Kitano, Andrei Kontchalovsky, Claude Lelouch, Ken Loach, David Lynch, Nanni Moretti, Roman
Polanski, Raoul Ruiz, Walter Salles, Elia Suleiman, Tsai Ming-Liang, Gus Van Sant, Lars Von Trier, Wim Wenders,
Wong Kar-wai, Zhang Yimou
com Michel Piccoli, Duarte de Almeida, etc.
França, 2007 - 100 min / legendado electronicamente em português
Para celebrar os 60 anos do Festival de Cannes, o seu director convidou mais de 30 realizadores ali premiados para fazerem
uma curta-metragem de 3 a 4 minutos de duração sobre o prazer do cinema. A de MANOEL DE OLIVEIRA, intitulada
RENCONTRE UNIQUE, é a que talvez leve mais longe a ironia, encenando o impossível encontro de Krustchev com o Papa
João XXIII, com um fabuloso toque de humor.
Sala Dr. Félix Ribeiro Sala Luís de Pina
Qua. [17] 21:30 Seg. [22] 19:30

DIVAS ÀS MATINÉS
No mês do Natal, a despedida das “Divas”. Mas uma despedida breve porque elas são imortais, e de outra forma e com
outras companhias continuarão a brilhar aqui. Mas breve também, porque, devido às festas, somos forçados a reduzir a sua
quantidade, embora o brilho seja idêntico. As estrelas “residentes” permanecem intocadas. As sete do costume virão
iluminar a nossa árvore de Natal: a GARBO com o filme que a revelou e a levou para Hollywood, GÖSTA BERLING SAGA; a
CRAWFORD numa das suas maiores criações em HUMORESQUE; MARLENE numa teia de enganos construída por mestre
Hitchcock em STAGE FRIGHT; KATHARINE HEPBURN revela-nos os “sonhos das estrelas” no filme de Gregory La Cava; uma
jovem e lindíssima LIZ TAYLOR prepara uma armadilha para fazer cair o homem que ama em LOVE IS BETTER THAN EVER, um
filme de Stanley Donen inédito na Cinemateca; a incomparável BERGMAN surge no seu primeiro filme americano,
INTERMEZZO; e a louríssima MARILYN faz justiça ao título do filme de Hawks, GENTLEMEN PREFER BLONDES. É nas
convidadas que a redução se faz sentir. Devido aos dias de festas temos de nos contentar com duas estrelas, mas não há
razão de queixa, pois a sua luz vale pelas ausentes, tratando-se de, nem mais nem menos, AVA GARDNER e GRACE KELLY,
uma dupla escaldante que vamos ver juntas no filme de John Ford, MOGAMBO, e cada uma a brilhar por seu lado. THE
NIGHT OF THE IGUANA, THE BAREFOOT CONTESSA, BHOWANI JUNCTION e ON THE BEACH, representam a morena AVA que
foi chamada “o mais belo animal do mundo”. HIGH NOON, REAR WINDOW e HIGH SOCIETY ilustram GRACE, a loira de gelo
de quem Hitchcock revelou o fogo que a aparência iludia.
Despedimo-nos das “Divas”. Vivam os “Divos”, que serão o “tema” das matinés do próximo ano!

GÖSTA BERLING SAGA


A Lenda de Gösta Berling
de Mauritz Stiller
com GRETA GARBO, Lars Hanson
Suécia, 1924 - 64 min / mudo com intertítulos em português
O mais famoso filme de Stiller revelou uma nova vedeta que se tornaria um mito: GRETA GARBO. Adaptado de um romance
de Selma Lagerlöff, o filme de Stiller, muito mutilado no seu tempo, contem momentos de antologia como o da perseguição
CINEMATECA PORTUGUESA-MUSEU DO CINEMA – PROGRAMAÇÃO DE DEZEMBRO 2008

dos lobos ao trenó ou o incêndio da mansão Ekebu. Este filme valeu a Stiller um contrato para Hollywood, que exigiu levar
GARBO na sua “bagagem”. Será exibida a versão “curta”, a que foi distribuída à época em Portugal, e que a Cinemateca
restaurou, recuperando as viragens e tintagens originais.
Sala Dr. Félix Ribeiro
Ter. [02] 15:30

HUMORESQUE
Fascinação
de Jean Negulesco
com JOAN CRAWFORD, John Garfield, Oscar Levant, J. Carol Naish, Joan Chandler
Estados Unidos, 1946 - 125 min / legendado electronicamente em português
Um dos grandes melodramas românticos da década de 40 com JOAN CRAWFORD, numa das suas mais brilhantes
interpretações, na figura de uma mulher rica que se apaixona pelo seu protegido: um jovem violinista interpretado por John
Garfield, que é dobrado, nas interpretações musicais, por Isaac Stern.
Sala Dr. Félix Ribeiro
Qua. [03] 15:30

STAGE FRIGHT
Pavor Nos Bastidores
de Alfred Hitchcock
com MARLENE DIETRICH, Jane Wyman, Richard Todd, Michael Wilding, Alastair Sim, Dame Sybil Thorndike
Reino Unido, 1950 - 112 min / legendado electronicamente em português
Eis um filme, que, sendo considerado menor na obra de Hitchcock, é de visão necessária e obrigatória na medida em que
ilustra, pela negativa, a máxima de Hitch de que nada se deve esconder do espectador. Ora STAGE FRIGHT é um “whodunit”
(coisa rara na obra do autor de NORTH BY NORTHWEST) que se apoia numa “mentira”: o flash-back que acompanha a
narrativa da personagem de Richard Todd, acusada de ter morto o marido da amante e que se revela falso. Mas talvez a
“mentira” tenha a ver com o pano de fundo da história, o mundo do teatro. Num palco, e num “golpe de teatro”, termina
esta história singular.
Sala Dr. Félix Ribeiro
Qui. [04] 15:30

STAGE DOOR
A Porta das Estrelas
de Gregory La Cava
com KATHARINE HEPBURN, Ginger Rogers, Adolphe Menjou, Andrea Leeds, Gail Patrick, Lucille Ball, Ann Miller
Estados Unidos, 1937 - 92 min / legendado electronicamente em português
Adaptação da peça de Edna Ferber e George Kaufman que conta o percurso e experiência de um grupos de raparigas que
sonha com o sucesso no palco e que vivem juntas numa pensão enquanto buscam trabalho nos teatros. Um dos grandes
papéis de KATHARINE HEPBURN.
Sala Dr. Félix Ribeiro
Sex. [05] 15:30

LOVE IS BETTER THAN EVER


O Melhor É Casar
de Stanley Donen
com ELIZABETH TAYLOR, Larry Parks, Josephine Hutchinson, Tom Tully
Estados Unidos, 1952 - 81 min / legendado electronicamente em português
Mais um passo para o estrelato na carreira da jovem ELIZABETH TAYLOR, agora num filme musical, no papel de uma
professora de dança (!) que se apaixona por um agente teatral e, perante as “reservas” deste, lhe prepara uma “armadilha”!
Dois convidados “surpresa” no elenco: Stanley Donen e Gene Kelly!
Sala Dr. Félix Ribeiro
Ter. [09] 15:30
CINEMATECA PORTUGUESA-MUSEU DO CINEMA – PROGRAMAÇÃO DE DEZEMBRO 2008

INTERMEZZO: A LOVE STORY


Intermezzo
de Gregory Ratoff
com Leslie Howard, INGRID BERGMAN, Edna Best, John Halliday
Estados Unidos, 1939 - 70 min / legendado em português
Remake do filme sueco de 1936 de Gustav Molander, também com INGRID BERGMAN, contratada por Selznick para o seu
primeiro filme falado em inglês. A fotogenia de BERGMAN alia-se a uma brilhante fotografia (de Gregg Toland) numa das
mais belas histórias de amor filmadas. INGRID BERGMAN chegou, viu e venceu. Leslie Howard, no papel de um violinista
célebre, casado, tem com BERGMAN o “intermezzo” na vida conjugal.
Sala Dr. Félix Ribeiro
Qua. [10] 15:30

GENTLEMEN PREFER BLONDES


Os Homens Preferem as Loiras
de Howard Hawks
com MARILYN MONROE, Jane Russell, Charles Coburn, Tommy Noonan
Estados Unidos, 1953 - 90 min / legendado em espanhol
Um dos sucessos editoriais dos anos 20, GENTLEMEN PREFER BLONDES teve, por esse tempo, uma primeira adaptação ao
cinema, hoje esquecida. Howard Hawks utilizou, em 1953, a adaptação da Broadway da mesma obra, como inspiração para
uma das suas mais provocantes comédias à volta do sexo (Jane Russell e a equipa olímpica americana, MARILYN e o garoto
milionário, são duas sequências em que a provocação se torna quase escabrosa). Duas cantoras, Jane e MARILYN (a
“devoradora de diamantes”), partem para Paris à caça de maridos ricos. O filme que impôs MARILYN como estrela e o filme
de canções como We are just two little girls from Little Rock e Diamonds are a girl’s best friends.
Sala Dr. Félix Ribeiro
Qui. [11] 15:30

MOGAMBO
Mogambo
de John Ford
com Clark Gable, AVA GARDNER, GRACE KELLY
Estados Unidos, 1953 - 102 min / legendado em françês
Clark Gable retoma aqui o mesmo papel que tivera vinte anos antes no filme de Victor Fleming RED DUST. MOGAMBO é a
segunda versão da história do caçador branco, guia de safaris em África, dividido entre duas mulheres, uma recalcada
burguesa que viaja acompanhada pelo marido e uma mulher mais “fácil” que por ali passa e procura conquistá-lo. GRACE
KELLY, de quem Ford descobriu o fogo no gelo antes de Hitchcock, e AVA GARDNER nos papéis que antes foram de Myrna
Loy e Jean Harlow.
Sala Dr. Félix Ribeiro
Sex. [12] 15:30

THE NIGHT OF THE IGUANA


A Noite da Iguana
de John Huston
com Richard Burton, AVA GARDNER, Deborah Kerr, Sue Lyon
Estados Unidos, 1964 - 116 min / legendado em português
John Huston adaptou uma peça de Tennessee Williams sobre um padre renegado, que se tornou um alcoólico, e vive numa
pequena aldeia mexicana, à beira-mar, onde serve de guia a turistas. O dilema entre o espírito e a carne, objecto do seu
último sermão na dramática sequência de abertura, onde denuncia a hipocrisia da comunidade em que vive, vai estar na
base de novo conflito quando se confronta com três mulheres.
Sala Dr. Félix Ribeiro
Seg. [15] 15:30

HIGH NOON
O Comboio Apitou 3 Vezes
de Fred Zinnemann
CINEMATECA PORTUGUESA-MUSEU DO CINEMA – PROGRAMAÇÃO DE DEZEMBRO 2008

com Gary Cooper, GRACE KELLY, Thomas Mitchell, Lloyd Bridges, Katy Jurado, Lon Chaney
Estados Unidos, 1952 - 85 min / legendado electronicamente em português
Um western que provocou muita polémica e que tem como virtude maior o facto de ter levado Howard Hawks a fazer RIO
BRAVO, como resposta a este filme que detestava. De qualquer modo, HIGH NOON é essencialmente um estudo sobre o
medo e uma luta contra o tempo. Gary Cooper ganhou aqui o segundo oscar, no papel de um xerife que, no dia do
casamento, tem de enfrentar uma quadrilha apostada em abatê-lo, sendo abandonado por todos os concidadãos.
Sala Dr. Félix Ribeiro
Ter. [16] 15:30

THE BAREFOOT CONTESSA


A Condessa Descalça
de Joseph L. Mankiewicz
com Humphrey Bogart, AVA GARDNER, Edmond O’Brien, Rossano Brazzi
Estados Unidos, 1954 - 128 min / legendado em português
O cinema é o tema de THE BAREFOOT CONTESSA, e poucas vezes a Sétima Arte soube servi-lo (e servir-se) tão bem.
Mankiewicz escalpeliza de forma impiedosa o mundo dos mitos e da sua exploração através da criação de um deles, Maria
Vargas (a “condessa descalça”, divina AVA GARDNER) e do seu percurso auto-destrutivo em busca de um pouco de felicidade
real. THE BAREFOOT CONTESSA traz-nos também o diálogo entre dois mitos criados pelo cinema, Ava e Bogart, numa história
à volta da ascensão e queda de outros mitos.
Sala Dr. Félix Ribeiro
Qua. [17] 15:30

REAR WINDOW
Janela Indiscreta
de Alfred Hitchcock
com James Stewart, GRACE KELLY, Wendell Corey, Thelma Ritter, Raymond Burr
Estados Unidos, 1954 - 112 min / legendado em francês
Pode chamar-se-lhe um “filme de câmara”, de tal forma tudo se circunscreve à visão a partir da sala onde o herói, um
fotógrafo com a perna em gesso devido a um acidente (James Stewart), passa o tempo bisbilhotando a vida dos vizinhos, até
ao momento em que se depara com um crime. A notável articulação entre os espaços do interior do apartamento de Stewart
e o pátio e as traseiras dos vizinhos, é o resultado de um dos mais fabulosos trabalhos de “set designing” da história do
cinema.
Sala Dr. Félix Ribeiro
Sex. [19] 15:30

BHOWANI JUNCTION
de George Cukor
com AVA GARDNER, Stewart Granger, Bill Travers
Estados Unidos, 1956 - 110 min / legendado em espanhol
O único filme de Cukor do post-guerra que não teve estreia comercial entre nós, apesar de um elenco dominado por duas
vedetas então muito populares: AVA GARDNER e Stewart Granger. A razão tem a ver com o tema (os conflitos pró-
independência na Índia britânica) numa altura em que o nosso governo estava de relações cortadas com a União Indiana
devido ao contencioso de Goa. Cukor explora de forma fabulosa o Cinemascope para esta história de uma mestiça dividida
entre a educação britânica e as raízes indianas.
Sala Dr. Félix Ribeiro
Seg. [22] 15:30

HIGH SOCIETY
Alta Sociedade
de Charles Walters
com Bing Crosby, GRACE KELLY, Frank Sinatra, Celeste Holm, John Lund, Louis Calhern, Louis Armstrong
Estados Unidos, 1956 - 107 min / legendado electronicamente em português
Revisão, em forma de musical, do genial THE PHILADELPHIA STORY, de Cukor. Pode não estar à altura do original, mas tem as
melodias de Cole Porter para equilibrar (“True Love” foi nomeada para o oscar), um dueto Crosby-Sinatra e um fabuloso
CINEMATECA PORTUGUESA-MUSEU DO CINEMA – PROGRAMAÇÃO DE DEZEMBRO 2008

encontro de Crosby com Louis Armstrong (“Now You Has Jazz”). O último filme de GRACE KELLY, antes de se tornar princesa
do Mónaco.
Sala Dr. Félix Ribeiro
Seg. [29] 15:30

ON THE BEACH
A Hora Final
de Stanley Kramer
com Gregory Peck, AVA GARDNER, Fred Astaire, Anthony Perkins, Donna Anderson
Estados Unidos, 1959 - 133 min / legendado electronicamente em português
Adaptação do romance de Nevil Shute, ON THE BEACH é um dos vários filmes que ao seu tempo se fizeram sobre o perigo de
um holocausto nuclear. Numa zona costeira da Austrália, um grupo de pessoas esperam pelos efeitos do cataclismo nuclear
de que são os raros sobreviventes. O primeiro papel dramático de Fred Astaire.
Sala Dr. Félix Ribeiro
Ter [30] 15:30

JOHN CARPENTER – MEMÓRIAS DE UM HOMEM BEM VISÍVEL


(Conclusão)

Terminamos este mês a viagem, iniciada em Outubro, através da obra de John Carpenter. Depois das primeiras exibições em
Novembro, veremos este mês a segunda projecção dos quatro últimos filmes de John Carpenter, incluindo os dois episódios
da série Masters of Horror, que constituem o mais recente trabalho do cineasta.

JOHN CARPENTER’S VAMPIRES


Vampiros
de John Carpenter
com James Woods, Daniel Baldwin, Sheryl Lee, Thomas Ian Griffith, Maximilian Schell
Estados Unidos, 1998 - 107 min / legendado em espanhol
Carpenter transpõe o filme de terror sobre o mito dos vampiros para a paisagem do western. James Woods é o “caçador de
vampiros” que percorre as planícies com o seu bando, em busca de “ninhos” de vampiros, por conta do Vaticano.
Sala Luís de Pina
Ter. [02] 22:00

GHOSTS OF MARS
Fantasmas de Marte
de John Carpenter
com Natasha Henstridge, Ice Cube, Pam Grier, Jason Statham, Joanne Cassidy, Robert Carradine
Estados Unidos, 2001 - 98 min / legendado em português
Uma série de assassinatos em massa ocorre em várias colónias que (num futuro mais ou menos próximo) os terrestres
criaram no planeta Marte. Os responsáveis são, nem mais nem menos, do que os fantasmas dos antigos habitantes do
planeta. Uma mulher-polícia e um condenado conduzem os sobreviventes. Remake, mais ou menos velado, de ASSAULT ON
PRECINCT 13, com algumas “remissões” para outros filmes de Carpenter, desde THE FOG aos dois ESCAPE FROM.
Sala Luís de Pina
Qua. [03] 19:30
CINEMATECA PORTUGUESA-MUSEU DO CINEMA – PROGRAMAÇÃO DE DEZEMBRO 2008

JOHN CARPENTER’S CIGARETTE BURNS


de John Carpenter
com Norman Reedus, Udo Kier, Gary Hetherington
Estados Unidos, 2005 - 59 min / legendado electronicamente em português
Episódio 8º da primeira temporada da série de televisão Masters of Horror, CIGARETTE BURNS é a história de um
“descobridor de filmes” (Norman Reedus) contratado por um coleccionador (sensacional Udo Kier) para encontrar o filme
que lhe falta na colecção: um “snuff movie” chamado LA FIN ABSOLUE DU MONDE, que provocou o caos quando foi exibido
nos anos 70, e logo a seguir presumivelmente destruído. Nunca ninguém filmou assim a “pulsão cinéfila”.
PRO-LIFE
de John Carpenter
com Ron Perlman, Mark Feuerstein, Emmanuelle Vaugier
Estados Unidos, 2006 - 59 min / legendado electronicamente em português
Episódio 5º da segunda temporada da mesma série. PRO-LIFE é a história de um fanático religioso que, com os filhos, planeia
um brutal assalto a uma “clínica de abortos”, para salvar a filha, sem contar com a surpresa inesperada que a operação traz.
Sala Luis de Pina
Qui. [04] 22:00

ACTORES NO CINEMA PORTUGUêS: IVONE SILVA


Nascida em 1935 e prematuramente desaparecida em 1987, com apenas 52 anos, IVONE SILVA foi uma das mais populares
actrizes do final do século XX português. Com uma carreira que se desenvolveu sobretudo no teatro, IVONE SILVA ficou
principalmente associada ao teatro de revista, e à época áurea do Parque Mayer como centro de sátira social e política, à sua
maneira, subversiva. Essa popularidade foi prolongada depois pela televisão, em séries humorísticas que aproveitaram a
energia da actriz e lhe deram alguns dos maiores sucessos da sua carreira. Dessa carreira o cinema foi apenas uma pequena
parte, ainda assim suficiente para lhe oferecer, em A MALUQUINHA DE ARROIOS, um papel marcante. Lembramos este mês
IVONE SILVA, nos poucos filmes em que trabalhou, e numa série de televisão, IVONE, A FAZ TUDO, onde talvez a
reencontremos no mais genuíno da sua personalidade.

ESTRADA DA VIDA
de Henrique Campos
com Paulo Renato, Laura Soveral, Célia de Sousa, Leonor Poeira, IVONE SILVA
Portugal, 1968 - 106 min
Um drama conjugal que aborda um tema algo singular no contexto do cinema português da altura: a infidelidade. É a história
de um casal (Paulo Renato e Laura Soveral) ameaçado por uma história entre ele e a secretária (Célia de Sousa). A mulher
deixa o marido e volta para Lisboa (viviam em Angola, onde o filme foi parcialmente rodado). Ao cabo de algumas dramáticas
peripécias, o casal voltará a reunir-se. IVONE SILVA, num pequeno papel, teve aqui o seu primeiro trabalho em cinema.
Sala Luís de Pina
Qui. [04] 19:30

O DESTINO MARCA A HORA


de Henrique Campos
com Tony de Matos, Isabel de Castro, Anabela, Alberto Pimenta, IVONE SILVA
Portugal, 1970 - 115 min
Um dos filmes que exploraram a imagem de Tony de Matos, “cantor de charme”. Aqui interpreta justamente o papel de um
cançonetista, boémio e de amores volúveis, dividido entre a noiva (uma herdeira rica) e a secretária dela. Como em tantos
filmes destes, os acontecimentos e o desgosto encarregar-se-ão de trazer o rapaz de volta ao bom caminho.
Sala Luís de Pina
Sex. [05] 22:00
CINEMATECA PORTUGUESA-MUSEU DO CINEMA – PROGRAMAÇÃO DE DEZEMBRO 2008

IVONE, A FAZ TUDO


de José Fonseca e Costa
com IVONE SILVA, Armando Cortez, Paulo Renato, Jacinto Ramos, Fernando Heitor
Portugal, 1978
Uma das mais populares participações televisivas de IVONE SILVA, numa série concebida inteiramente em torno da sua
figura. Fazendo apelo ao meio em que a actriz se sentia mais à vontade (o teatro popular, a revista), IVONE, A FAZ TUDO
compõe-se de dez episódios, ao longo dos quais IVONE SILVA se desdobra em vários papeis. Realização de José Fonseca e
Costa e, como se vê pela ficha acima, um excelente elenco de coadjuvantes. Serão exibidos alguns desses episódios.
Sala Luís de Pina
Qua. [10] 22:00

A MALUQUINHA DE ARROIOS
de Henrique Campos
com Artur Semedo, IVONE SILVA, Eugénio Salvador
Portugal, 1970 - 99 min
A célebre farsa de André Brun levada ao cinema por Henrique Campos, numa adaptação de Alice Ogando. Atribulações várias
em torno de uma “maluquinha” (mais um papagaio e um macaco) cujas excentricidades levam os vizinhos a apresentar
queixa à polícia. Um raro papel de protagonista para IVONE SILVA, de resto numa das suas mais lembradas criações teatrais.
Sala Luís de Pina
Qua. [17] 22:00

HISTÓRIA PERMANENTE DO CINEMA


Na História Permanente do Cinema deste último mês do ano, propomos, como sempre, filmes clássicos, filmes raros e filmes
célebres, mas que nos últimos tempos têm sido relativamente pouco vistos. Entre os grandes clássicos que propomos aos
nossos espectadores, realizados entre 1932 e 1963, três são americanos e três são europeus: respectivamente OTHELO,
SHANGHAI EXPRESS, THE NIGHT OF THE HUNTER, DIE HERRIN VON ATLANTIS, IL GATTOPARDO e LA RÈGLE DU JEU. Entre
filmes mais célebres do que vistos, teremos uma opereta alemã, um melodrama de propaganda anti-comunista, um outro
melodrama sobre frustrações e vinganças, uma divertida comédia mexicana de Buñuel e uma comédia passada na corte de
Catarina da Rússia. Propomos ainda uma raridade absoluta: a versão integral do serial em quinze episódios sobre BATMAN, o
primeiro serial a ter sido feito sobre um super-herói da banda desenhada americana. No domínio do cinema mudo, dois
filmes totalmente diferentes: uma comédia de boulevard de René Clair e o primeiro grande filme de gangsters, que também
é um dos grandes filmes de Sternberg.
A partir de Janeiro, a nossa História Permanente do Cinema será alargada. Desde que estas sessões de Sábado tiveram início
em 2006, um dos princípios da programação delas era apresentar filmes realizados entre 1915 e 1965, isto é, entre a
primeira obra-prima fundadora de Hollywood (BIRTH OF A NATION) e o apogeu/desenlace da Nouvelle Vague (PIERROT LE
FOU). A partir de Janeiro, apresentaremos filmes realizados entre 1895 e 1975, abrangendo o período que vai dos irmãos
Lumière até ao ano em que foi distribuído o primeiro blockbuster, um filme cujos produtores decidiram ignorar as diferenças
culturais e económicas, vendo o mercado cinematográfico mundial como um todo unitário (não por acaso, o protagonista
deste filme era um tubarão).
Logo, a partir de Janeiro, teremos, de modo permanente, mais cinema, mais História e mais histórias.

A ROYAL SCANDAL
Os Amores de Catarina da Rússia
de Otto Preminger
com Tallulah Bankhead, William Eythe, Anne Baxter, Vincent Price
Estados Unidos, 1945 - 95 / legendado electronicamente em português
CINEMATECA PORTUGUESA-MUSEU DO CINEMA – PROGRAMAÇÃO DE DEZEMBRO 2008

Este filme devia ser realizado por Lubitsch, que foi impedido por motivos de saúde, limitando-se a produzi-lo. A trama
narrativa tinha, sem dúvida, tudo para seduzir Lubitsch, com as suas personagens interesseiras e pragmáticas, movidas pelo
dinheiro e pelo desejo sexual, mas que sempre agem com grande elegância exterior. Aqui, a acção passa-se na corte de
Catarina da Rússia, que se torna amante de um jovem oficial, que acabará por se voltar contra ela. No papel de Catarina a
Grande, a também grande Tallulah Bankhead, célebre actriz de teatro, numa das suas raras aparições no cinema.
Sala Dr. Félix Ribeiro
Sáb. [06] 15:30

DIE HERRIN VON ATLANTIS


Atlântida
de Georg W. Pabst
com Brigitte Helm, Heinz Klingenberg, Gustav Diessl, Vladimir Sokoloff
Alemanha, 1932 - 87 min / legendado electronicamente em português
Segunda adaptação ao cinema do romance de Pierre Benoît, depois da bela versão de Jacques Feyder (1921). A extravagante
trama narrativa põe dois oficiais europeus dos anos 20, que foram à África do Norte em busca do mítico reino da Atlântida,
diante de Antineia, a rainha deste reino. Longe dos cenários naturais utilizados por Feyder, a versão de Pabst dá à história da
civilização perdida nas areias do Saará e dos trágicos amores de Antineia, uma atmosfera expressionista, explorando os
cenários oníricos de Erno Mutzer com a fotografia de mestre Eugen Schuftan. Um dos filmes favoritos de Sophia de Mello
Breyner Andresen, que o apresentou, em 1995, na Cinemateca.
Sala Dr. Félix Ribeiro
Sáb. [06] 19:00

LES DEUX TIMIDES


Os Dois Tímidos
de René Clair
com Vera Flory, Pierre Batcheff, Jim Gerald, Françoise Rosay
França, 1928 - 70 min / mudo, intertítulos em francês
Durante o período mudo, ao lado de filmes ligados às vanguardas da época, como ENTR’ACTE ou baseados em situações
oníricas (PARIS QUI DORT), René Clair adaptou clássicos do teatro de boulevard francês, como UN CHAPEAU DE PAILLE
D’ITALIE e LES DEUX TIMIDES, ambos adaptados de Labiche. Neste filme, dois homens cortejam a mesma mulher. Mas um
deles quer vingar-se do outro, que é advogado, por ter sido condenado à prisão devido à timidez do advogado. Este é
interpretado por Pierre Batcheff, o protagonista de LE CHIEN ANDALOU e os cenários são do grande Lazare Meerson.
Sala Luís de Pina
Sáb. [06] 19:30

OTHELLO
Otelo
de Orson Welles
com Orson Welles, Micheal MacLiammoir, Suzanne Cloutier
Estados Unidos/Marrocos/Espanha/Itália, 1952 - 92 min / legendado electronicamente em português
Adaptação da tragédia de Shakespeare num dos mais fascinantes filmes de Orson Welles, prodigiosa lição de cinema, cuja
montagem é um perfeito jogo de ilusões, na forma como manipula o espaço e o tempo dando uma impressão de
continuidade. Este poderia ter sido um dos muitos filmes inacabados de Welles, mas não foi. Em 1978, no documentário
FILMING OTHELLO, Welles contariou o que foi a odisseia da sua filmagem ao longo de três anos e meia dúzia de países.
Sala Dr. Félix Ribeiro
Sáb. [06] 21:30

EL GRAN CALAVERA
de Luis Buñuel
com Fernando Soler, Rosário Granados, Ruben Rojo
México, 1949 - 90 min / sem legendas
O segundo filme mexicano de Buñuel, cujo título pode ser traduzido aproximadamente por O Grande Estroina, foi um triunfo
comercial, que garantiu a continuidade da sua carreira. Trata-se de uma divertida comédia sobre um homem rico e bêbedo,
explorado por toda a família, excepto pela filha. Para lhe dar uma lição, a família decide fingir que ficou pobre devido aos
CINEMATECA PORTUGUESA-MUSEU DO CINEMA – PROGRAMAÇÃO DE DEZEMBRO 2008

desmandos do chefe de família. Mas este logo descobre a impostura… Com excelente ritmo e óptimos desempenhos dos
actores, EL GRAN CALAVERA é um filme a redescobrir.
Sala Luís de Pina
Sáb. [06] 22:00

SHANGHAI EXPRESS
O Expresso de Xangai
de Josef von Sternberg
com Marlene Dietrich, Anna May Wong, Warner Oland, Clive Brook, Eugene Pallette
Estados Unidos, 1932 - 80 min / legendado em português
SHANGHAI EXPRESS foi a quinta das sete maravilhas do cinema nascidas do encontro entre Josef von Sternberg e Marlene
Dietrich. Aqui, Marlene tem uma das suas mais lendárias interpretações, numa mulher que muitos homens transformaram
em “Shanghai Lily”. Numa viagem pela China, devastada pela guerra civil, num comboio com os mais estranhos e perigosos
passageiros, Shanghai Lily encontra um velho amor, um médico enviado numa perigosa missão.
Sala Dr. Félix Ribeiro
Sáb. [13] 15:30

THE WALLS OF JERICHO


Muralhas Humanas
de John M. Stahl
com Cornel Wilde, Linda Darnell, Anne Baxter, Ann Dvorak, Kirk Douglas
Estados Unidos, 1948 - 105 min / legendado electronicamente em português
John M. Stahl foi um dos maiores realizadores de melodramas nos anos 30 e 40, o mais célebre dos quais é LEAVE HER TO
HEAVEN (embora haja quem o considere um filme negro). Também adaptou três romances, que mais tarde voltaram a ser
filmados por Douglas Sirk, WHEN TOMORROW COMES, MAGNIFICENT OBSESSSION e IMITATION OF LIFE. A Jericó de THE
WALLS OF JERICHO é uma cidade do Kansas, onde um advogado empurrado para uma carreira política se vê às voltas com
três mulheres: aquela com que é casado, aquela que ama e aquela que ele rejeita e quer vingar-se. Linda Darnell é a má,
Anne Baxter a boa e a realização de Stahl é magnífica.
Sala Dr. Félix Ribeiro
Sáb. [13] 19:00

BATMAN
O Homem Morcego
de Lambert Hillyer
com Lewis Wilson, Douglas Croft, J. Carrol Nash, Shirley Patterson
Estados Unidos, 1943 - 130 min / sem legendas
Episódios 1 a 7: The Electrical Brain; The Bat’s Cave; The Mark of the Zombies; Slaves of the Rising Sun; The Living
Corpse; Poison Peril; The Phoney Doctor.
Batman, um dos mais célebres super-heróis da banda-desenhada americana, foi criado em 1939. Como todos sabem, trata-se
de um filho de milionários chamado Bruce Wayne, que em criança presenciou o homicídio dos pais e jurou combater o mal.
Batman fez a sua entrada no cinema através deste serial de série B, em que cada episódio termina com um cliffhanger, uma
situação de perigo mortal. Nos anos 60, Batman e o seu inseparável e jovem amigo Robin, voltaram aos écrans numa
divertidíssima série de televisão. Depois do êxito do BATMAN de Tim Burton em 1989 (sem Robin, honni soit qui mal y
pense), vários outros filmes seriam feitos. Propomos neste Sábado, em duas sessões os quinze episódios deste serial em que
Batman combate um génio do mal japonês, em plena Segunda Guerra Mundial.
Sala Luís de Pina
Sáb. [13] 19:30

IL GATTOPARDO
O Leopardo
de Luchino Visconti
com Burt Lancaster, Alain Delon, Claudia Cardinale, Serge Reggiani, Rina Morelli, Paolo Stoppa
Itália, 1963 - 185 min / legendado em português
CINEMATECA PORTUGUESA-MUSEU DO CINEMA – PROGRAMAÇÃO DE DEZEMBRO 2008

Adaptado do romance de Tomasi De Lampedusa, IL GATTOPARDO é um exemplo maior do cinema histórico, pelo rigor da
análise social, pelo retrato das personagens e pela descrição dos conflitos. O pano de fundo é a libertação da Itália por
Garibaldi e o tema o fim de uma era e o nascimento de outra, com as soluções de compromisso e as cumplicidades do poder
com as “ex” classes dirigentes. Burt Lancaster compõe um fabuloso Príncipe de Salina, que sabe que “é preciso que alguma
coisa mude para que fique tudo na mesma”.
Sala Dr. Félix Ribeiro
Sáb. [13] 21:30

BATMAN
O Homem Morcego
de Lambert Hillyer
com Lewis Wilson, Douglas Croft, J. Carrol Nash, Shirley Patterson
Estados Unidos, 1943 - 130 min / sem legendas
Episódios 8 a 15: Lured by Radium; The Sign of the Sphinx; Flying Spies; A Nipponese Trap; Embers of Evil; Eight
Steps Down; The Executioner Strikes; The Doom of the Rising Sun.
VER SESSÃO DAS 19:30
Sala Luís de Pina
Sáb. [13] 22:00

THE NIGHT OF THE HUNTER


A Sombra do Caçador
de Charles Laughton
com Robert Mitchum, Lillian Gish, Billy Chapin, Shelley Winters
Estados Unidos, 1955 - 90 min / legendado em português
Esta única incursão de Charles Laughton na realização (que foi um completo fracasso comercial à época) resulta numa obra-
prima incomparável, ponte de passagem obrigatória do cinema clássico para o moderno, com uma nova exploração da
iluminação expressionista. Nesta onírica história infantil, o ogre é um assassino em série (a mais mítica criação de Mitchum),
perseguindo duas crianças filhas de uma das suas vítimas, até se deparar com uma adversária à sua altura, encarnada por
Lillian Gish. Um dos filmes mais singulares de sempre.
Sala Dr. Félix Ribeiro
Sáb. [20] 15:30

MY SON JOHN
Perseguem o Meu Filho
de Leo McCarey
com Helen Hayes, Robert Walker, Van Heflin, Dean Jagger
Estados Unidos, 1952 - 122 min / legendado electronicamente em português
Uma relíquia dos tempos mais virulentos da propaganda anti-comunista, realizado no auge da Guerra Fria. Um casal de
americanos de meia-idade vive um terrível pesadelo: será que o filho deles é comunista? Filmado como um melodrama, o
filme foi reinterpretado por alguns em tempos recentes como um drama edipiano, mas a propaganda maccarthysta continua,
para outros, a ser mais visível. Robert Walker morreu antes do fim da rodagem e McCarey substituiu-o por um figurante
filmado de costas, em algumas cenas, inserindo trechos de STRANGERS ON A TRAIN, de Hitchcock, em outras. No desenlace,
enquanto ouvimos um discurso anti-comunista de John, vemos um aparelho de rádio cercado por um halo! McCarey tão ou
mais paradigmático do que em GOING MY WAY (O BOM PASTOR) e THE BELLS OF ST. MARY’S (OS SINOS DE SANTA MARIA).
Sala Dr. Félix Ribeiro
Sáb. [20] 19:00

UNDERWORLD
Vidas Tenebrosas
de Josef von Sternberg
com George Bancroft, Clive Brook, Evelyn Brent, Larry Semon, Fred Kholer
Estados Unidos, 1927 - 97 min / mudo, intertítulos em inglês, traduzidos electronicamente em português????
Um dos pontos altos do cinema mudo americano, com argumento de Ben Hecht, UNDERWORLD foi o primeiro grande filme
de gangsters da história do cinema, que influenciou todo o género. Bancroft é um gangster brutal, que se torna amigo do
CINEMATECA PORTUGUESA-MUSEU DO CINEMA – PROGRAMAÇÃO DE DEZEMBRO 2008

futuro cérebro de um gang e rival no amor de uma mulher. A realização tem todo o requinte que caracteriza a arte de
Sternberg, um cineasta que, como observou Howard Hawks, “leva um pequeno nada às dimensões de uma grande situação”.
A apresentar em cópia restaurada.
Sala Luís de Pina
Sáb. [20] 19:30

DER KONGRESS TANZT


O Congresso Que Dança
de Eric Charell
com Lilian Harvey, Willi Fritsch, Conrad Veidt, Lil Dagover
Alemanha, 1931 - 85 min / legendado electronicamente em português
Dirigida por Eric Charell, que foi considerado o Ziegfeld do teatro alemão, DER KONGRESS TANZT foi a mais popular opereta
cinematográfica saída da UFA. A acção decorre durante o congresso de Viena de 1820, que dividiu a Europa post-
napoleónica: uma vendedora de luvas apaixona-se pelo czar e Metternich tenta aproveitar-se da situação para manter o czar
afastado das reuniões... Como era costume no começo do cinema sonoro, o filme foi feito em várias versões e foi a francesa
que à época foi exibida em Portugal, com Henri Garat em vez de Willy Fritsch. É essa versão que temos exibido com
frequência. Mas, desta vez, veremos a versão original alemã.
Sala Dr. Félix Ribeiro
Sáb. [20] 21:30

LA RÈGLE DU JEU
A Regra do Jogo
de Jean Renoir
com Marcel Dalio, Nora Grégor, Julien Carette, Gaston Modot, Jean Renoir, Paulette Dubost, Mila Parély, Roland
Toutain
França, 1939 - 110 min / legendado em português
O mais lendário filme de Jean Renoir. Sem personagem principal, mas com nada menos de oito protagonistas, “sem história”,
implacável e demencial, objecto de tanta ira como de admiração, LA RÈGLE DU JEU é, para muitos, a obra máxima de Renoir,
mostrando-nos uma coreografia em que a câmara acompanha as fugas e jogos de amor das personagens, numa mansão
senhorial. Enquanto dançam sobre o vulcão, a Europa e o mundo caminham para a guerra
Sala Luís de Pina
Sáb. [20] 22:00

IN MEMORIAM VASCO SEQUEIRA (1933-2008)


Figura ímpar e carismática do cinema português, onde se estreou em 1948 como figurante, Vasco Sequeira, nascido em
Lisboa a 8 de Fevereiro de 1933, tornou-se num dos mais prestigiados maquinistas do cinema, tendo trabalhado quer em
Portugal quer no estrangeiro, em filmes de Raul Ruiz, Werner Schroeter, Wim Wenders, Christine Laurent, Jacques Rozier, e
de grande parte dos realizadores portugueses durante mais de três décadas. Entre muitos outros, João César Monteiro, Paulo
Rocha, Fernando Lopes, João Botelho, João Mário Grilo, Jorge Silva Melo, António-Pedro Vasconcelos, Luís Filipe Rocha, João
Canijo, Teresa Villaverde, António Reis/Margarida Cordeiro, José Álvaro Morais, António Macedo, Alberto Seixas Santos,
Joaquim Pinto, Monique Rutler, José Sá Caetano, Lauro António e inúmeras vezes em filmes de Manoel de Oliveira, onde em
1971 se estreou como chefe maquinista em O PASSADO E O PRESENTE, com Acácio de Almeida como director de fotografia e
com quem manteve uma grande regularidade de trabalho.
Mas Vasco Sequeira já desde 1953 que integrava as equipas técnicas em que se iniciou como electricista no filme de
Fernando Garcia, O CERRO DOS ENFORCADOS, onde também participou como figurante.
Teve também pequenas mas idiossincráticas participações como actor em filmes: O LUGAR DO MORTO, AVENTURA NA
MADEIRA, VERTIGES, RECORDAÇÕES DA CASA AMARELA, COMÉDIA DE DEUS, AS BODAS DE DEUS. LISBON STORY, PARA CÁ
DOS MONTES, FILHA DA MÃE, só para citar alguns.
CINEMATECA PORTUGUESA-MUSEU DO CINEMA – PROGRAMAÇÃO DE DEZEMBRO 2008

Para além do cinema, onde marcou e formou muitos dos maquinistas que lhe seguiram os passos, Vasco Sequeira dedicou-se
também à pintura e escultura, representando muitas vezes a actividade dos diversos sectores da produção cinematográfica e
trabalhando com materiais utilizados no quotidiano das rodagens. Foi também um singular fadista amador.
Possuindo uma enorme alegria de viver, boa disposição e sincera camaradagem, Vasco Sequeira deu-nos incontáveis
histórias e expressões com enorme humor e cheias de oportunidade, que se tornaram parte do vocabulário do jargão das
rodagens, e que juntamente com o seu profissionalismo e mestria no trabalho, o tornaram numa personagem única que não
esqueceremos.

LES DESTINS DE MANOEL


Os Destinos de Manoel
de Raul Ruiz
com Ruben de Freitas, Fernando Heitor, Teresa Madruga, Diogo Dória, VASCO SEQUEIRA
Portugal / França, 1985 - 140 min / falado em português e legendado em francês
Único filme integralmente falado em português do realizador Raul Ruiz, LES DESTINS DE MANOEL foi produzido para a
televisão e rodado na ilha da Madeira. Filme raramente visto, é no entanto um obra sintomática e bem demonstrativa do
universo sui generis deste cineasta. VASCO SEQUEIRA tem neste filme a sua participação mais relevante à frente das
câmaras.
Sala Dr. Félix Ribeiro
Ter. [09] 21:30

VERTIGES
de Christine Laurent
com Magali Noël, Krystina Janda, Paulo Autran
Portugal/França, 1985 - 110 min / legendado em português
Actriz, argumentista de alguns filmes de Rivette, Christine Laurent realizou quatro filmes, até hoje. O mais conhecido é
VERTIGES, feito num momento em que diversas produções francesas independentes foram rodadas em Portugal. Filme sobre
a relação entre a arte e a vida, sobre a teia de desejos que une os protagonistas, todos eles músicos de ópera, VERTIGES é um
filme extremamente pessoal e original.
Sala Dr. Félix Ribeiro
Qua. [10] 19:00

TRICHEURS
“Batoteiros”
de Barbet Schroeder
com Jacques Dutronc, Bulle Ogier, Virgílio Teixeira
França, 1984 - 94 min / legendado electronicamente em português
Este filme, que teve produção executiva de Paulo Branco, tem por cenário o casino do Funchal, por onde circula um par de
batoteiros procurando fazer fortuna. Virgílio Teixeira interpreta um croupier que será cúmplice do casal. Uma análise
apaixonante do mundo do jogo e dos casinos, inspirada num livro de um jogador profissional, Steve Baes, que também
aparece, num pequeno papel, como director do casino.
Sala Dr. Félix Ribeiro
Sex. [12] 19:00

MAINE OCÉAN
de Jacques Rozier
com Bernard Menez, Luís Rego, Pedro Armendariz
França, 1985 - 130 min / legendado electronicamente em português
Uma bailarina brasileira tem problemas com dois revisores de um comboio e é ajudada por uma advogada. Os quatro irão
depois encontrar-se na ilha de Yeu onde improvisam uma festa. Um filme singular e pessoalíssimo que obteve o Prémio Jean
Vigo em 1986.
Sala Dr. Félix Ribeiro
Sex. [19] 21:30
CINEMATECA PORTUGUESA-MUSEU DO CINEMA – PROGRAMAÇÃO DE DEZEMBRO 2008

A ESTRANGEIRA
de João Mário Grilo
com Fernando Rey, Carol Courtois, Teresa Madruga, Maria de Medeiros, Simone de Oliveira
Portugal, 1982 - 106 min
Segunda longa-metragem de João Mário Grilo, A ESTRANGEIRA foi a primeira obra filmada em 35mm pelo realizador. Filme
de praia sem ser estival, A ESTRANGEIRA (que esteve para se chamar “Chuva de Verão”) é um filme de profunda melancolia.
Sala Luís de Pina
Seg. [29] 22:00

O DESEJADO ou AS MONTANHAS DA LUA


de Paulo Rocha
com Luis Miguel Cintra, Caroline Chanioleau, Jacques Bonnaffé, Manuela de Freitas, Isabel Ruth
Portugal, 1987 - 120 min
Inspirado numa das mais famosas obras da literatura japonesa, o Genji Monogatari. O filme é uma história de jogos de poder,
logo de sedução e de política, por onde se vê, em filigrana, muito da história de Portugal num passado recente.
Sala Dr. Félix Ribeiro
Ter. [30] 19:00

CLINT EASTWOOD: UM HOMEM COM PASSADO


Hoje parece que não, talvez desde UNFORGIVEN pareça que não, mas levou muito tempo até que CLINT EASTWOOD se
impusesse como aquilo que é: um realizador americano da melhor estirpe. O nome dele foi sendo várias personagens em
momentos diferentes, atravessou as décadas de 50, 60, 70 e 80 como o de um actor e, ainda que tenha começado com
passos seguros o caminho de realizador (e produtor) logo nos anos 70, só pela década de 90 singrou a associação da
assinatura a uma visão do mundo.
Nascido nos anos 30 da Depressão americana, CLINT EASTWOOD foi um jovem figurante dos estúdios de Hollywood nos anos
50, mas foi via televisão, sete anos passados como cowboy na série da CBS Rawhide, que chegou ao cinema, pela porta
italiana que Sergio Leone lhe abriu nos “western-spaghetti” da “Trilogia dos Dólares” que fizeram juntos entre 1964 e 1966.
O protagonismo como actor veio com eles, vistos na América como os filmes do “homem sem nome”. Mas o solitário cowboy
spaghetti, de palavras parcas, ironia certeira e agilidade de mãos, ascendeu ao estrelato na figura da personagem marca de
EASTWOOD, tornado inspector “Dirty” Harry Callahan, sob a direcção de Don Siegel. Ainda a rarefacção de palavras, ainda a
ironia, ainda a agilidade das mãos prontas a atacar o coldre, ainda a personagem solitária, mas agora urbana e de
intensificada aura justiceira. Imperturbável, implacável, incorruptível, sem espaço nem tempo para hesitações de qualquer
espécie. Revisitada numa série de sequelas, a personagem não o abandonou, eclipsando mesmo outras faces do seu trabalho
na interpretação e na realização.
CLINT EASTWOOD abriu caminho como produtor em 1968, com a criação da Malpaso Company, que, desde então, tem
servido de estrutura de produção e garante dos seus projectos. Desde 1971, realizados por CLINT EASTWOOD, contam-se 30
filmes até CHANGELING, incluindo os dois filmes televisivos VANESSA IN THE GARDEN (1985) e PIANO BLUES (2003). Na sua
qualidade de actor-realizador, EASTWOOD interpretou também a maioria deles (regra de que se exceptuam BREEZY, BIRD,
MIDNIGHT IN THE GARDEN OF GOOD AND EVIL, MYSTIC RIVER e os três títulos mais recentes, FLAGS OF OUR FATHERS,
LETTERS FROM IWO JIMA e CHANGELING). PLAY MISTY FOR ME (1971) é a primeira longa-metragem do lote como realizador,
inaugurando uma série com lugar para westerns (HIGH PLAINS DRIFTER, THE OUTLAW JOSEY WALES, PALE RIDER,
UNFORGIVEN), filmes sentimentais (BREEZY, THE BRIDGES OF MADISON COUNTY), biografias de personagens estimadas por
Eastwood em filmes pessoais (BIRD como retrato de Charlie Parker, WHITE HUNTER, BLACK HEART em reflexo da biografia de
John Huston), projectos não menos pessoais como HONKYTONK MAN que é já também uma história de família no sentido
daquela que se compõe em MILLION DOLLAR BABY ou grandes filmes de ajuste de contas com o próprio passado como
UNFORGIVEN e A PERFECT WORLD, mas também o injustamente pouco referido BLOOD WORK ou o jubilatório SPACE
COWBOYS.
CINEMATECA PORTUGUESA-MUSEU DO CINEMA – PROGRAMAÇÃO DE DEZEMBRO 2008

É verdade que o estilo de EASTWOOD foi sendo lapidado com o correr do tempo. É verdade que os seus filmes foram sendo
progressivamente invadidos por sombras, que a solidão da sua persona cinematografica foi assumindo os contornos
crepusculares que marcam também os próprios filmes. E que Leone e sobretudo Siegel foram seus mestres (EASTWOOD
enterra-os simbolicamente numa lápide de HIGH PLAINS DRIFTER e dedica-lhes UNFORGIVEN). Sem o reivindicar, o cinema
de CLINT EASTWOOD transporta consigo a herança do cinema clássico americano. Ele prefere dizer que a sua memória visual
foi formada por John Ford, Howard Hawks ou Raoul Walsh para se referir ao modo como eles compunham uma escola visual,
como sabiam inscrever as personagens num ambiente mais vasto do que elas, como articulavam as escalas dos planos, como
compunham os planos de conjunto, que conferiam aos filmes uma sensação geográfica e ligavam as personagens ao espaço.
É a esta escola visual e narrativa que EASTWOOD pertence, percorrido um longo, e nem por isso linear, caminho.
Seguimo-lo numa retrospectiva integral, segundo a cronologia da obra como realizador e ilustrativa dos passos como actor
sob direcções alheias. A retrospectiva prolonga-se por Janeiro e Fevereiro próximos e é acompanhada pela publicação de um
catálogo.

UNFORGIVEN
Imperdoável
de CLINT EASTWOOD
com CLINT EASTWOOD, Gene Hackman, Morgan Freeman, Richard Harris
Estados Unidos, 1992 - 125 min / legendado electronicamente em português
Começamos pelo filmeHORA
ÚLTIMA em que ouvimos CLINT EASTWOOD dizer “It’s a hell of a thing killing a man”. Singular em termos de
ANTE-ESTREIA ABSOLUTA
género (um western revisionista EM PORTUGAL
protagonizado por um envelhecido pistoleiro), UNFORGIVEN é um filme povoado por
CHANGELING,
sombras. A história, sangrentaA eTroca
atormentada, segue a personagem de Eastwood regressado à velha profissão de pistoleiro
para cumprir umde Clint
acto Eastwood
de vingança. Oscar para melhor filme e melhor realizador de 1992, UNFORGIVEN marca o princípio do
fim das reservas que, durante anos, CLINT EASTWOOD actor-realizador encontrou em termos públicos. Marca mais do que
isso a obra de Eastwood como um das mais impressionantes reflexões sobre o tempo que passa.
Sala
Qui. Dr. Félix Ribeiro
11 Dezembro Sala Luís de Pina
às 21h30
Qui. [11] 21:30 Seg. [15] 22:00

PLAY MISTY FOR ME


Destino nas Trevas
de CLINT EASTWOOD
com CLINT EASTWOOD, Jessica Walter, Donna Mills
Estados Unidos, 1971 - 102 min / legendado electronicamente em português
CLINT EASTWOOD tornou-se um dos ícones masculinos da América e o herói dos filmes de acção na década de 70. Mas, no
mesmo ano de DIRTY HARRY, uma das suas imagens de marca, e de outro filme de Don Siegel, THE BEGUILED, onde encarna
uma personagem nos antípodas do inspector ‘Dirty’ Harry Callahan, estreou-se na realização com o brilhante PLAY MISTY
FOR ME. Foi também protagonista do filme no papel de um “disc jockey” de uma estação de rádio em Carmel que se vê
perigosamente envolvido com uma fã (FATAL ATTRACTION seguiria mais tarde o esquema narrativo deste filme). Misty é a
canção que a dita fã lhe pede noite após noite para pôr a tocar.
Sala Dr. Félix Ribeiro Sala Luís de Pina
Seg. [15] 19:00 Ter. [16] 22:00

THE BEGUILED: THE STORYTELLER *


de CLINT EASTWOOD
com CLINT EASTWOOD, Don Siegel
Estados Unidos, 1971 - 12 min / legendado electronicamente em português
THE BEGUILED
Ritual de Guerra
de Don Siegel
com CLINT EASTWOOD, Geraldine Page, Elizabeth Hartman, Jo Ann Harris, Darleen Carr, Mae Mercere, Pamelyn
Ferdin, Melody Thomas, Peggy Drie
Estados Unidos, 1971 - 109 min / legendado electronicamente em português
Filme pessoal e surpreendente, THE BEGUILED ofereceu a Don Siegel a oportunidade de filmar como nunca até aí e a CLINT
EASTWOOD um papel nada conforme aos estereótipos colados à sua imagem que, como se pode ver, logo nessa década de
70 começou a desconstruir. A partir de um romance gótico sulista e ambientado no final da Guerra Civil Americana, o filme
CINEMATECA PORTUGUESA-MUSEU DO CINEMA – PROGRAMAÇÃO DE DEZEMBRO 2008

segue a história do soldado John McBurney, protegido num colégio de raparigas do Louisiana, onde chega ferido. Os
acontecimentos assumem rumos imprevistos e, entre as mulheres, a personagem de EASTWOOD é tudo menos a de um
homem bem tratado. THE BEGUILED: THE STORYTELLER é uma curta-metragem de promoção a THE BEGUILED, primeiríssimo
dos títulos com a assinatura de EASTWOOD realizador. É do papel de realizador como contador de histórias que EASTWOOD
fala para se referir a Don Siegel, evocando palavras de Edgar Allan Poe. Primeiras exibições na Cinemateca.
Sala Dr. Félix Ribeiro Sala Luís de Pina
Ter. [16] 19:00 Qua. [17] 19:30 * Filme a confirmar

HIGH PLAINS DRIFTER


O Pistoleiro do Diabo
de CLINT EASTWOOD
com CLINT EASTWOOD, Verna Bloom, Mariana Hill, Mitchell Ryan, Jack Ging
Estados Unidos, 1972 - 87 min / legendado em francês
Clint Eastwood foi dos primeiros a fazer “westerns novos” ou dos últimos a fazer “westerns velhos”? Com HIGH PLAINS
DRIFTER, segundo filme por ele realizado, e primeiro no género, fica a pergunta. EASTWOOD prolonga a sua imagem
arquetípica do solitário, numa história em que a sua personagem, um pistoleiro a soldo, é contratada para proteger uma
cidade dos ataques de três criminosos. Curiosidade: numa cena num cemitério podem-se ler, nas lápides, os nomes de Don
Siegel e de Sergio Leone. Muitos anos mais tarde, CLINT EASTWOOD comentou: “nesse filme enterrei os meus realizadores”.
Sala Dr. Félix Ribeiro Sala Luís de Pina
Sex. [19] 19:00 Seg. [29] 19:30

DIRTY HARRY
A Fúria da Razão
de Don Siegel
com CLINT EASTWOOD, Harry Guardino, Reni Santoni, John Vernon, Andy Robinson
Estados Unidos, 1971 - 102 min / legendado electronicamente em português
O filme que revolucionou o género policial na década de 70 e abriu uma nova porta na carreira de CLINT EASTWOOD. Nele, o
actor dá vida à personagem do inspector Harry Callahan que usa, nas ruas da moderna São Francisco, os mesmos métodos
brutais e expeditivos que aplicava nos westerns, empenhado na caça a um psicopata e atirador furtivo. Foi o filme que
desencadeou a fúria crítica de Pauline Kael, que acusou a prestação de CLINT EASTWOOD como Dirty Harry de ser devedora
de um imaginário fascista. É de DIRTY HARRY a famosa frase que se tornou o paradigma da personagem: “Go ahead, punk,
make my day!”.
Sala Dr. Félix Ribeiro
Seg. [22] 19:00

THE EIGER SANCTION


A Escalada
de CLINT EASTWOOD
com CLINT EASTWOOD, George Kennedy, Vonetta McGee, Jack Cassidy
Estados Unidos, 1975 - 125 min / legendado electronicamente em português
Thriller de acção protagonizado por EASTWOOD como Jonathan Hemlock, professor de arte e montanhista. A personagem é
também ex-agente secreto do governo americano, chamado a cumprir duas novas missões mortíferas, pelo chefe albino ex-
nazi que lhe garantiu a acumulação da fortuna que serviu à aquisição de uma pequena mas impressionante colecção de arte.
É em nome dela que Hemlock aceita a missão. Em belos e fotogénicos planos, o agente reformado treina a forma física nas
magníficas paisagens do deserto do Arizona e dos cenários escarpados dos Alpes suíços. THE EIGER SANCTION deve ainda
algo ao imaginário das proezas físicas de 007. Pelo seu realismo, são célebres as cenas da última escalada das montanhas,
que o título português tomou por referência. Primeira exibição na Cinemateca.
Sala Dr. Félix Ribeiro Sala Luís de Pina
Seg. [22] 21:30 Ter. [30] 19:30

PAINT YOUR WAGON


Os Maridos de Elizabeth
de Joshua Logan
CINEMATECA PORTUGUESA-MUSEU DO CINEMA – PROGRAMAÇÃO DE DEZEMBRO 2008

com Lee Marvin, CLINT EASTWOOD, Jean Seberg


Estados Unidos, 1969 - 164 min / legendado electronicamente em português
Parece fantasia mas é pura realidade: juntos num trio de personagens de originais costumes e ousadas práticas, Lee Marvin,
Clint Eastwood (os maridos) e Jean Seberg (Elizabeth) cantam (eles cantam de facto, ela canta dobrada) neste musical de
Joshua Logan (!). O cenário é a Califórnia, o motivo pepitas de ouro e o argumento tão incrivelmente rocambolesco que é
preciso ver para crer. Mas também é verdade que PAINT YOUR WAGON foi um colossal fiasco quando estreou e que foi ele o
responsável pela decisão de EASTWOOD pensar a sério na vida e decidir tomar as rédeas da sua própria carreira através da
Malpaso. Irresistível como um “guilty pleasure”. Primeira exibição na Cinemateca.
Sala Dr. Félix Ribeiro
Seg. [29] 19:00

THE OUTLAW JOSEY WALES


O Rebelde do Kansas
de CLINT EASTWOOD
com CLINT EASTWOOD, Chief Dan George, Sondra Locke
Estados Unidos, 1976 - 134 min / legendado electronicamente em português
Segundo filme realizado por EASTWOOD no terreno do western e nova variação sobre a personagem do pistoleiro solitário,
cuja temibilidade é aqui movida por sentimentos de vingança: Josey Wales troca o papel de pacato agricultor do Missouri
pelo de fora de lei quando a sua família é brutalmente assassinada. O argumento é adaptado do romance de Forrest Carter
Gone to Texas. O realismo do argumento e a filiação da história na tradição do western cativaram EASTWOOD, para quem
THE OUTLAW JOSEY WALES é um filme especialmente acarinhado. “Acredito que se tivesse feito este filme em 1992, em vez
de UNFORGIVEN, THE OUTLAW JOSEY WALES poderia ter recebido o mesmo tipo de atenção, porque penso que também é
um bom filme. O tema de JOSEY WALES é intemporal” (Clint Eastwood). Primeira exibição na Cinemateca.
Sala Dr. Félix Ribeiro Segunda exibição em Janeiro
Seg. [29] 21:30

THE GAUNTLET
Barreira de Fogo
de CLINT EASTWOOD
com CLINT EASTWOOD, Sondra Locke, Pat Hingle, William Prince, Bill McKinney
Estados Unidos, 1977 - 122 min / legendado electronicamente em português
Segundo filme de EASTWOOD com EASTWOOD e Sondra Locke nos papeis protagonistas (pensados para Steve McQueen e
Barbra Streisand no projecto original, antes de EASTWOOD tomar a produção a seu cargo), THE GAUNTLET propõe novo
enredo de acção e aventura às suas personagens: “A rapariga tem um papel fabuloso, não é um papel meramente decorativo
como na maioria dos filmes de acção. O papel dela é comparável ao do protagonista masculino se não mais relevante” (Clint
Eastwood). Primeira exibição na Cinemateca.
Sala Dr. Félix Ribeiro Segunda exibição em Janeiro
Ter. [30] 21:30

O QUE QUERO VER


Muitos inéditos (na Cinemateca e alguns no nosso país) para o último O Que Quero Ver de 2008. A segunda longa-metragem
de um cineasta francês contemporâneo, pouco frequentado pela distribuição portuguesa, Benoît Jacquot. A última e singular
obra de um veterano espanhol, Pere Portabella. A segunda versão de THE KILLERS, rodada por Don Siegel. E uma comédia
americana dos anos 30, TOPPER, de Norman Z. McLeod. A que se juntam dois filmes já conhecidos do público da Cinemateca:
THE LETTER, de William Wyler, e a primeira versão de THE KILLERS, por Robert Siodmak, em eco para a versão Siegel (ou vice-
versa).

LES ENFANTS DU PLACARD


de Benoît Jacquot
com Brigitte Fossey, Lou Castel, Jean Sorel, Georges Marchal
França, 1977 - 105 min / legendado electronicamente em português
CINEMATECA PORTUGUESA-MUSEU DO CINEMA – PROGRAMAÇÃO DE DEZEMBRO 2008

Fantasmas incestuosos povoam a segunda longa-metragem de Benoit Jacquot. Um adolescente que fora incumbido de cuidar
da sua mãe mentalmente instável, distrai-se em brincadeiras com a irmã, e nesse interim a mãe enforca-se. Já adulto, o rapaz
(interpretado por Lou Castel) conservou uma fixação na irmã, a tal ponto que as namoradas o deixam quando percebem que
não passam de “substitutas”. Brigitte Fossey, no papel da irmã, foi nomeada para um cesar.
Sala Dr. Félix Ribeiro
Ter. [02] 19:00

DIE STILLE VOR BACH


“O Silêncio Antes de Bach”
de Pere Portabella
com Feodor Atkine, Christian Brembeck, Fanny Silvestre, Daniel Ligorio
Espanha, 2007 - 102 min / legendado electronicamente em português
Pouco conhecido em Portugal, onde salvo erro nenhum dos seus filmes estreou, o veterano Pere Portabella (n. 1929, em
Barcelona) tem uma longa história no cinema espanhol. Foi, por exemplo, produtor da VIRIDIANA de Luis Buñuel, algo que o
meteu em não poucos sarilhos. Este seu último filme é uma profunda e cuidadosa reflexão sobre a música de Johann
Sebastian Bach, e sobre o seu impacto, quer em termos culturais quer a um nível mais íntimo e pessoal. O registo é
aproximável do documentário (ou do “documentário experimental”), mas pontuado por várias pequenas ficções e
reconstituições (onde aparece o próprio Bach e a sua família). Há uma personagem que diz: “a música de Bach é a única coisa
que nos diz que o mundo não foi um fracasso”.
Sala Dr. Félix Ribeiro
Ter. [09] 19:00

THE LETTER
A Carta
de William Wyler
com Bette Davis, Herbert Marshall, James Stephenson, Gale Sondergaard
Estados Unidos, 1940 - 95 min /legendado electronicamente em português
Adaptado de uma história de Somerset Maugham, este filme oferece a Bette Davis um dos seus primeiros grandes papéis de
“má”, com o qual o espectador se identifica. A sua personagem é uma assassina que tenta encobrir o seu crime através de
uma manipulação, argumentando legítima defesa. O filme também é um exemplo do uso sistemático da profundidade de
campo que André Bazin tanto admirava em Wyler. Um clássico.
Sala Dr. Félix Ribeiro
Qua. [10] 21:30

THE KILLERS
Assassinos
de Robert Siodmak
com Ava Gardner, Burt Lancaster, Edmond O’Brien
Estados Unidos, 1946 - 105 min / legendado em espanhol
Um dos clássicos do filme negro, produzido quando o género estava no auge. Baseado no conto homónimo de Hemingway
(incluído em Men Without Women), marcou a estreia de Burt Lancaster, formando um par notável com Ava Gardner. O filme
começa com o assassinato do protagonista, um ex-lutador de boxe, num gesto de vingança e a história desenrola-se em
flashback, numa complexa teia de traições, no centro da qual está a clássica figura da mulher fatal e maléfica. A
complexidade da trama, a narrativa em flashback, a fotografia a preto e branco, fortemente contrastada e com grande uso
das sombras, a música de Miklos Rosza e, é claro, a realização de Robert Siodmak, criam a atmosfera inconfundível e
irresistível dos grandes filmes negros.
Sala Dr. Félix Ribeiro
Qui. [11] 19:00

THE KILLERS
Contrato para Matar
de Don Siegel
com Lee Marvin, Angie Dickinson, John Cassavetes, Clu Gulager, Ronald Reagan
Estados Unidos, 1964 - 93 min / legendado electronicamente em português
CINEMATECA PORTUGUESA-MUSEU DO CINEMA – PROGRAMAÇÃO DE DEZEMBRO 2008

“Remake” do filme homónimo de 1946, agora com um argumento que se afasta mais da letra do conto original de
Hemingway. Foi feito inicialmente para a televisão, mas devido à sua extrema violência e amoralidade, impróprias para
“consumo doméstico” (no verdadeiro sentido da expressão), acabou por ser estreado em sala. Em boa hora: é um dos
grandes filmes negros dos anos finais do Cinema clássico americano, dirigido por um cineasta (Don Siegel) que tão bem faria
a ponte entre dois tempos, e já nos anos 70 voltaria a dar que falar pelo seu tratamento da violência (falamos de DIRTY
HARRY, obviamente). O elenco, encabeçado por um Lee Marvin mais bruto do que nunca, é formidável, e inclui Ronald
Reagan no único papel de vilão da sua carreira (de que depois, diz-se, se arrependeu).
Sala Luís de Pina
Sex. [12] 22:00

TOPPER
O Par Invisível
de Norman Z. McLeod
com Constance Bennett, Cary Grant, Roland Young, Billie Burke, Eugene Pallette
Estados Unidos, 1937 - 97 min / legendado electronicamente em português
Uma deliciosa “comédia fantástica” do final dos anos 30. A história de um casal (Constance Bennett e Cary Grant) que morre
num acidente de automó-vel. Parece uma tragédia mas não é: com espanto, descobrem que se tornaram imateriais e
invisíveis, e são agora um par de fantasmas. Gozando dessa condição, resolvem infernizar a vida de alguns amigos e
conhecidos, mormente de um abastado banqueiro chamado Cosmo Topper (Roland Young). Como tantas comédias
americanas dos thirties, também TOPPER está pleno de “moral económica”.
Sala Luís de Pina
Ter. [30] 22:00

ANTE-ESTREIAS
Esta rubrica apresenta em Dezembro um filme de produção italiana de Fabio Tanzarella, e uma sessão que reúne as três
últimas curtas-metragens do realizador português André Marques, em primeiras exibições absolutas.

ELEGIA DEL VOLO


de Fabio Tanzarella
Itália, 2007 -73 min / legendado em inglês
Fabio Tanzarella filma o pintor Merab Surviladze e Keti, cantora, casal de artistas georgianos residentes na Bélgica,
e a condição precária da sua posição de exilados, num registo de fronteira entre o documentário social e o retrato onírico.
“ELEGIA DEL VOLO está mais do lado da ficção do que do documentário, do sonho acordado do que do cinema do real. Cada
personagem representa o seu próprio papel, evoca a sua própria vida, mas o filme situa-se sempre entre o aqui e o além, o
actual e o virtual…” (texto publicado no catálogo do Festival Visions du Réel 2007). ELEGIA DEL VOLO tem circulado em
festivais de cinema na Suiça e Itália, tendo sido apresentado nas Cinematecas Francesa e Belga. Primeira apresentação em
Portugal.
Sala Dr. Félix Ribeiro
Qua. [03] 21:30
CINEMATECA PORTUGUESA-MUSEU DO CINEMA – PROGRAMAÇÃO DE DEZEMBRO 2008

BUCHAREST SHOOTS – EP. 1


de André Marques
Portugal/Roménia, 2008 - 4 min / sem diálogos
BORIS GHOST DOG
de André Marques
Portugal, 2008 - 9 min
O LAGO
de André Marques
com Chandra Malatitch, Pablo Malter, Miguel Borges
Portugal, 2008 - 31 min
Três títulos filmados em três registos diferentes referem o programa da sessão aos terrenos documental (BUCHAREST
SHOOTS), experimental (BORIS GHOST DOG) e da ficção (O LAGO). O primeiro retrata as obras de construção num novo bloco
de edifícios situado no meio de um velho bairro comunista em Bucareste. O segundo apresenta-se como “um dia de Verão
com Boris”, olhado como cão fantasma. O LAGO segue personagens adolescentes, “dois amigos embarcam numa viagem em
direcção do lago, em direcção a si mesmos”. André Marques estreou-se com JOÃO E O CÃO (2007), curta-metragem
apresentada na última edição do Festival Internacional de Cinema de Berlim (secção Generation) e, em Lisboa, na secção
competitiva do Festival Indielisboa 2008. Primeiras exibições absolutas.
Sala Dr. Félix Ribeiro
Sex. [12] 21:30

ABRIR OS COFRES
A fechar 2008, abrimos os cofres dando a ver dois títulos portugueses de há exactamente 50 anos, que, entretanto se
tornaram filmes pouco vistos. Agora títulos preservados da colecção da Cinemateca, O TARZAN DO 5º ESQUERDO e O
HOMEM DO DIA são os filmes a ver este mês em cópias novas.

O HOMEM DO DIA
de Henrique Campos
com Maria Dulce, Alves Barbosa, Elita Matos, Alves da Costa
Portugal, 1958 - 114 min
O HOMEM DO DIA é das primeiras experiências portuguesas em Cinemascope (a par de O PASSARINHO DA RIBEIRA) e segue
uma história em que romance e ciclismo concorrem como estrelas do argumento. Trata-se de outro caso de um filme que
durante muitos anos não foi possível ver por falta de materiais adequados e que agora existe em cópia nova, resultante de
um processo de preservação recentemente concluído. Primeira exibição da cópia restaurada na Cinemateca.
Sala Luís de Pina
Sex. [05] 19:30

O TARZAN DO 5º ESQUERDO
de Augusto Fraga
com Raúl Solnado, Carmen Mendes, Leónia Mendes, Artur Agostinho, Raúl de Carvalho
Portugal, 1958 - 86 min
Realizado por Augusto Fraga entre SANGUE TOUREIRO (também de 1958) e O PASSARINHO DA RIBEIRA (com data de
produção do ano seguinte), O TARZAN DO 5º ESQUERDO, que não é tão conhecido como os outros dois títulos, conta a
história de um jovem casal em começo de vida comum num quinto andar lisboeta com vista para o Tejo, e as agruras da sua
CINEMATECA PORTUGUESA-MUSEU DO CINEMA – PROGRAMAÇÃO DE DEZEMBRO 2008

experiência de recém casados. Num dos seus primeiros papeis, Raul Solnado é um Tarzan alfacinha. O filme apresenta-se
agora em cópia nova acabada de sair do laboratório do Departamento de Arquivo da Cinemateca. Primeira exibição na
Cinemateca.
Sala Luís de Pina
Qui. [11] 19:30

CINEMATECA JÚNIOR
São quatro as prendas que este mês pomos no vosso sapatinho. Piratas, bruxas, circo, elefantes vão descendo pela nossa
chaminé e pé ante pé sobem sorrateiramente para o ecrã da Cinemateca Júnior.
Vamos começar a abrir os embrulhos! No dia 6, vamos ter piratas e donzelas em perigo no Salão Foz no filme de Henry King,
O PIRATA NEGRO, realizado em 1942, fonte de inspiração de PIRATAS DAS CARAÍBAS que vimos no mês passado.
No dia 13, um dos filmes mais vistos e mais amados de sempre: O FEITIÇEIRO DE OZ conta a história de Dorothy e do seu cão
Totó, a passagem do mundo real a preto e branco para uma viagem febril ao mundo de fantasia a cores tendo como
companheiros de jornada: um homem de lata, um espantalho e um leão medricas. Vamos todos percorrer a estrada amarela
ao som da conhecida canção Over the Rainbow.
No último sábado do mês antes do Natal, dia 20, teremos dois filmes: às 11h00 O CIRCO de Charlie Chaplin, as trapalhadas do
nosso amigo Charlot no espectáculo circense. Esta sessão será acompanhada por música ao vivo, tal como acontecia à época;
às 15h00 do mesmo dia, um dos mais famosos filmes de animação de Walt Disney, DUMBO. O protagonista deste filme é um
pequeno elefante posto de parte e ridicularizado pelos seus pares devido às suas grandes orelhas. Amargurado e sozinho, o
nosso herói vai sofrer até que um grilo aparece e.... esta aventura dará uma completa reviravolta.
A Cinemateca Júnior funciona para escolas de segunda a sexta-feira com sessões de cinema, ateliers e visitas guiadas
à exposição permanente de pré-cinema. Basta contactar cinemateca.junior@cinemateca.pt. Não se esqueça a nossa velha
máxima: O CINEMA VOLTOU AOS RESTAURADORES. Venha ao cinema e aproveite para ver as magnificas máquinas da nossa
exposição permanente. No próximo ano voltaremos com mais actividades, mais filmes, e algumas surpresas!

THE BLACK SWAN


O Pirata Negro
de Henry King
com Tyrone Power, Maureen O’Hara, Laird Cregar, George Sanders, Thomas Mitchell, Anthony Quinn
Estados Unidos, 1942 - 85 min / legendado em português
THE BLACK SWAN é um dos títulos mais famosos entre os filmes de “piratas”. Adaptado de uma novela de Rafael Sabatini, o
filme anda à volta de um lugar-tenente do lendário Capitão Morgan, nomeado pelo rei de Inglaterra como governador da
Jamaica para acabar com a pirataria, e que se infiltra junto do mais temível dos piratas (um fabuloso George Sanders, quase
irreconhecível) para o destruir. Uma fabulosa fotografia a cores de Leon Shamroy, vencedora do oscar.
Palácio Foz
Sáb. [06] 15:00

THE WIZARD OF OZ
O Feiticeiro de Oz
de Victor Fleming
com Judy Garland, Margaret Hamilton, Bert Lahr, Ray Bolger, Jack Haley, Frank Morgan
Estados Unidos, 1939 - 101 min / legendado em português
Uma viagem pela estrada de tijolos amarelos até à cidade de Esmeralda, a mais transparente metáfora de Hollywood, que foi
também o início da caminhada para a glória de Judy Garland, que ganhou um oscar especial. Premiada também foi a canção
que se tornou o “leit motiv” na vida de Judy, Over the Rainbow, que culmina a sequência de abertura, a preto e branco, que
foi dirigida por King Vidor.
Palácio Foz
Sáb. [13] 15:00
CINEMATECA PORTUGUESA-MUSEU DO CINEMA – PROGRAMAÇÃO DE DEZEMBRO 2008

THE CIRCUS
O Circo
de Charles Chaplin
com Charles Chaplin, Allan Garcia, Merna Kennedy
Estados Unidos, 1927 - 70 min / mudo, intertítulos em inglês, traduzidos em português
Charlot, o vagabundo, vai trabalhar num circo por acaso e torna-se uma vedeta. Como o título e o argumento o indicam, THE
CIRCUS é uma homenagem ao circo pelo mais sublime palhaço de todos os tempos. Estranha e injustamente, esta obra de
maturidade nunca foi considerada uma das maiores obras-primas de Chaplin. E, no entanto, na opinião de Jean Mitry, autor
de um clássico estudo sobre Chaplin, “de todos os grandes filmes de Charlot, THE CIRCUS talvez seja o mais equilibrado. A
sua construção é rigorosa, tem um movimento ascendente e cai bruscamente no final”.
Palácio Foz
Sáb. [20] 15:00

DUMBO
Dumbo
de Ben Sharpsteen
Animação
Estados Unidos, 1941 - 64 min / dobrado em português
Outra pequena maravilha saída dos estúdios de Walt Disney. DUMBO é a adaptação de uma série de histórias populares da
autoria de Helen Aberson e Harold Pearl, que contam as aventuras de um elefante, marcado pela diferença: é de tamanho
reduzido e tem orelhas enormes. Mas descobrirá que estas lhe permitem voar. Um filme que mostra que a “diferença” não
conta.
Palácio Foz
Sáb. [27] 15:00

para o Mês que vem


DIVOS ÀS MATINÉS
CLINT EASTWOOD: UM HOMEM COM PASSADO (Continuação)
IN MEMORIAM PAUL NEWMAN
MIKIO NARUSE (Início)
ANTHONY MANN (Início)
TEMPO E ESPAÇO COMO GERADORES DE TENSÃO
O AMOR NO CINEMA PORTUGUÊS
HISTÓRIA PERMANENTE DO CINEMA
ABRIR OS COFRES
O QUE QUERO VER
ANTE-ESTREIAS
CINEMATECA JÚNIOR

Interesses relacionados