A imagem corporal e a aparência física

A aparência física tem um papel importante no processo de valorização social e elaboração da imagem pessoal do adolescente. A insatisfação corporal pode causar vários problemas, como baixa autoestima, ansiedade, regimes repetitivos, excesso de exercício e uso de esteroides pelos meninos. A imagem corporal designa a percepção cognitiva, afetiva, consciente e inconsciente que um individuo tem do seu corpo. Ela refere-se a percepção que a pessoa tem do seu corpo, se gosta da aparência do seu corpo? Ou se os outros gostam do meu corpo? As meninas desejariam ser magras e os meninos já gostariam de ser ter uma estatura mais imponente. Os padrões que a sociedade impõe pode causar certa pressão nos adolescentes, são bombardeados com mensagens ligadas a imagem corporal. Essas mensagens que tentam atingir um ponto de referência, comparando-se com modelos ou estrelas de cinemas, e acabam ficando insatisfeita com sua imagem corporal. Além disso, esses paradigmas não são difundidos no vácuo, mas sim em um contexto cultural que associa magreza e beleza a felicidade, sedução e status social elevado (TIGGEMANN, 2002). As meninas nutrem uma imagem do seu corpo mais negativa e diferenciada do que os meninos. As meninas se preocupam mais com seus quadris, nariz, rosto, pernas, barriga etc., enquanto os meninos tendem a falar sobre seu corpo de modo mais global. A causa mais frequente da insatisfação corporal das meninas é o peso, pois padrões veiculados hoje, pelo menos nas sociedades ocidentais são praticamente inatingíveis para a maioria das mulheres e bem inferiores ao que se qualifica de peso saudável. Atualmente na sociedade, pessoas com excesso de peso ganham apelidos negativos e recebem comentários desagradáveis das pessoas ao seu redor. Vários fatores exercem influencias no desenvolvimento da imagem corporal, nessa área a mídia ocupa uma posição central, de fato ela é uma das fontes mais importantes e influentes de difusão dos padrões de beleza na nossa sociedade. Nem todos os adolescentes são afetados da mesma forma pelas pressões sociais quanto à aparência física, uns são mais vulneráveis do que os outros. Três características psicológicas em especial parecem desempenhar um papel nesse âmbito: a tendência à comparação social, a interiorização das normas de beleza e o investimento na aparência física. Essa características estão mais presente nas meninas. É preciso lembrar que a preocupação excessiva com o peso pode causar todo tipo de comportamento: regimes repetitivos, uso de medicamentos para emagrecer,etc. além disso a preocupação excessiva com o peso e insatisfação com a aparência física são fatores que podem surgir os distúrbios alimentares da anorexia mental e bulimia.