Você está na página 1de 6

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL

FACULDADE DE BIBLIOTECONOMIA E COMUNICAÇÃO


DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS DA INFORMAÇÃO
CURSO DE GRADUAÇÃO EM BIBLIOTECONOMIA

PLANO DE ENSINO

CÓDIGO/DISCIPLINA
BIB03062 / Representação Descritiva B
PRÉ-REQUISITOS DOCENTE
BIB03061
Profª. Dra. Iara Conceição Bitencourt Neves, CRB-10/351
ETAPA CRÉDITOS/CARGA HORÁRIA
ACONSELHADA
04 CR / 60h/a
4
PERÍODO LETIVO HORÁRIO
4º feira: 8h30min – 11h50min
2009/2
NATUREZA
Obrigatória
SÚMULA
Pontos de Acesso e Remissivas: nomes pessoais, nomes coletivos, nomes
geográficos e títulos uniformes.

1 OBJETIVOS

1.1 Geral

Oportunizar condições para que o aluno aproprie conhecimentos e


desenvolva habilidades para aplicar, no processo catalográfico, os
princípios propostos pelo CCAA2, relativos aos pontos de acesso e
suas remissivas.
1.2 Específicos

1.2.1 Identificar as diferentes alternativas propostas pelo padrão de


catalogação, relativas à escolha e à determinação de pontos de
acesso, bem como à elaboração de cabeçalhos de entrada;
1.2.2 Estabelecer semelhanças e diferenças de tratamento
catalográfico entre os princípios e as regras do padrão de
catalogação e da norma para elaboração de referências;
1.2.3 Reconhecer, no documento em processo de catalogação, as
características implícitas nos princípios e/ou nas regras,
estabelecidos no padrão adotado para o processamento técnico
dos registros informacionais;

2 COMPETÊNCIAS E HABILIDADES

2.1 Determinar pontos de acesso principal e secundários para itens


informacionais;
2.2 Elaborar cabeçalhos de entrada para nomes pessoais, coletivos e
títulos uniformes;
2.3 Determinar e estruturar entradas remissivas para pontos de
acesso
pessoais, coletivos e títulos uniformes;
2.4 Estabelecer semelhanças e diferenças entre padrões de
descrição para registros catalográficos e referências;
2.5 Elaborar o registro catalográfico completo e seus pontos de
acesso
secundários.
2.6 Utilizar com propriedade os diferentes padrões vigentes para o
processo catalográfico.

3 CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

3.1 Escolha e determinação de pontos de acesso;


3.2 Estruturação de cabeçalhos para pessoas;
3.3 Aplicação de nomes geográficos em cabeçalhos para entidades
coletivas;
3.4 Estruturação de cabeçalhos para entidades coletivas;
3.5 Estruturação de títulos uniformes como cabeçalhos de entrada;
3.6 Estruturação de entradas remissivas.
4 METODOLOGIA

As atividades de ensino e de aprendizagem ocorrerão mediante aulas


teórico-práticas, embasadas em leituras, exposições dialogadas,
dinâmicas de grupo e atividades aplicadas. Serão utilizados: textos,
transparências, acervo documental, padrões bibliográficos.

5 CRONOGRAMA DE ATIVIDADES

Agosto Setembro Outubro Novembr Dezembro


Período 05-12-19-26 02-09-16- 07-14-21- o 02-09
Conteúdos 23-30 28 04-11-18-
25
Apresentação da
Disciplina X

Escolha e
determinação de X
pontos de
acesso
Estruturação de
cabeçalhos para X X
pessoas
Aplicação de
nomes
geográficos em X
cabeçalhos para
entidades
coletivas
Estruturação de
cabeçalhos para
entidades X X
coletivas
Estruturação de
títulos uniformes
como cabeçalho X
de entrada
Estruturação de
entradas
remissivas X X X

Avaliações
Parciais X X
Avaliação final X

Atividade de X
recuperação
Encerramento X
do semestre
6 EXPERIÊNCIAS DE APRENDIZAGEM

Atividades individuais e em subgrupos, visitas, seminários,


redação de texto, leituras com apontamentos, pequena prática de
catalogação em biblioteca-laboratório.

7 AVALIAÇÃO

O desempenho do aluno será acompanhado e avaliado


mediante os seguintes:

7.1 Procedimentos

- leituras com apontamentos;


- atividades teórico-práticas individuais e em subgrupo;
- participação nas atividades em sala de aula;
- exercícios de verificação de aprendizagem;
- prática em processamento catalográfico de itens documentais.
- avaliações parciais e final da aprendizagem.

7.2
Critérios

A - trabalhos excelentes: o aluno demonstra ter aprendido o conteúdo


ministrado; usa adequadamente o vocabulário da Área; aplica com propriedade os
padrões bibliográficos estudados; utiliza bibliografia atualizada e pertinente;
apresenta a produção catalográfica solicitada na forma padronizada, lógica, clara e
concisa; evidencia conhecimento do referencial teórico; contribui com a dinâmica
do processo de ensino e de aprendizagem, através de questionamentos,
observações ou outra forma de participação.

B - trabalhos muito bons: o aluno demonstra ter aprendido o conteúdo


ministrado, mas ainda evidencia lacunas em seu conhecimento, manifestas por
meio de dúvidas ou incorreções em seu desempenho, em relação: ao uso do
vocabulário da Área; à aplicação dos padrões bibliográficos estudados; à utilização
da bibliografia atualizada e pertinente; à apresentação da produção catalográfica
solicitada, de acordo com os padrões estudados; ao conhecimento do referencial
teórico; contribui com a dinâmica do processo de ensino e de aprendizagem,
através de questionamentos, observações ou outra forma de participação.

C - trabalhos regulares: o aluno demonstra ter aprendido, em parte, o conteúdo


ministrado; apresenta dúvidas e imprecisões conceituais e metodológicas; pouco
contribui com a dinâmica do processo de ensino e de aprendizagem, através de
questionamentos, observações ou outra forma de participação.
D - trabalhos e participação insuficientes: o aluno demonstra não ter
aprendido o conteúdo ministrado; apresenta muitas falhas conceituais e
metodológicas; não contribui com a dinâmica do processo de ensino e de
aprendizagem, através de questionamentos, observações ou outra forma de
participação.

CONCEITOS OBJETIVOS ALCANÇADOS QUALIDADE DE ATINGIMENTO


DOS OBJETIVOS ALCANÇADOS
A PLENAMENTE, COM AVANÇOS EXCELENTE
B PLENAMENTE SUFICIENTE
C PARCIALMENTE SUFICIENTE
D MUITO PARCIALMENTE INSUFICIENTE

7.3 Atividades de Recuperação

A atividade de recuperação da avaliação parcial de conhecimentos


será realizada sempre que o conceito obtido pelo aluno for D. Essa
atividade de recuperação ocorrerá fora do horário regular das aulas, em
data a ser definida em comum acordo entre a professora e o aluno, não
devendo ultrapassar três semanas após a disponibilização dos
resultados da referida avaliação, que ocorrerá até quinze dias após a sua
realização. A atividade de recuperação da avaliação final de
conhecimentos será oferecida até setenta e duas horas após a
divulgação do seu resultado, em local e horário estabelecido em comum
acordo entre a professora e o aluno.
O conceito final, a ser atribuído ao aluno, levará em
consideração, além das avaliações parciais e final, os procedimentos
relacionados em 7.1.

8 BIBLIOGRAFIA

8.1 ESSENCIAL

ALA et al. Código de Catalogação Anglo-Americano. 2.ed. rev. São


Paulo: Imprensa Oficial, 2004.

MEY, Eliane Serrão Alves. Introdução à Catalogação. Brasília, DF:


Briquet de Lemos Livros, 1995.
8.2 BÁSICA

BARBOSA, Alice Príncipe. Novos Rumos da Catalogação. Rio de Janeiro:


BNG / Brasilart, 1978.

___. Representação Descritiva de Documentos: estudos de iniciação.


São Paulo: FEBAB, 1994.

8.3 COMPLEMENTAR

CRUZ, Ana Maria da Costa. Composição e Apresentação de Fichas


Catalográficas: manual para estudantes de Biblioteconomia. Niterói:
EDUFF, 1990.

SALVADOR, Ângelo Domingos. Métodos e Técnicas da Pesquisa


Bibliográfica. Porto Alegre: Sulina, 1975.