PLANO DE AULA

7º ano
Tema língua: usos e reflexões
Objetivo: Oportunizar momentos de leitura prazerosa, desenvolvendo
conhecimentos acerca do conteúdo substantivo de forma significativa e
expressiva.
Desenvolver critérios de analise gramatical
Reconhecer e classificar os substantivos
Tempo estimado 1 aula de 60 minutos
Conteúdo: Substantivo
1° momento
Síntese dos procedimentos

Motivar os alunos a participar da aula com entusiasmo e interesse resgatando
o conhecimento prévio em relação ao conteúdo a ser estudado. Levar diversas
tirinhas para a sala de aula e solicitar que os alunos que formem duplas, em
seguida distribuir para cada dupla três tirinhas e pedir que façam a leitura das
mesmas.
2° momento
Em seguida devem Identificar nas tirinhas os substantivos existentes fazendo a
anotação no caderno. Logo após essa análise, os alunos receberão um pequeno
texto onde estarão omitido todos o substantivos.
3° Momento
Interrogarei- os quanto a possibilidade de compreensão do texto.Ouvir as
respostas e em seguida debater com a turma a importância e função do
substantivo.Logo após As duplas deveram discutir entre si e explicar de forma
participativa o conceito de substantivo e sua classificação.
4° momento
Discutir com a turma a finalidades dos substantivos nas tirinhas lidas em
seguida com o auxilio da professora as duplas deverão construir o conceito de
substantivo: próprio, comum, concreto, abstrato, simples composto. Socializar
com a turma as produções e expor na sala de aula.

Recursos: gênero tirinha, caderno, lápis, borracha, folha de papel ofício, varal,
professora e alunos.
Avaliação: será diagnóstica e processual, de acordo com a participação,
interação e interesse nas atividades propostas.

Referências
http://www.webartigos.com/articles/16983/1/trabalhando-tirinhas-
na-saladeaula/pagina/html
Plano de aula
Data:
Escola:
Professora:
Disciplina:

Série: 7° ano

objetivo:
*Desenvolver conhecimentos acerca do conteúdo substantivos de forma significativa e
expressiva
*Compreender e fixar o conteúdo estudado.
*Realizar as atividades proposta com autonomia

conteúdo: Substantivo.
tempo estimado 1 aula de 60 minutos
Estratégia
1° Momento
Apresentar fichas com o conteúdo de Substantivos e cada aluno deve fazer a anotação
no caderno.
2° momento
Será reexplicado de forma participativa o conceito de substantivo e sua classificação.
Depois, os alunos lerão o texto Circuito Fechado 1 de Ricardo Ramos,mostrarei a eles
que a narrativa está estruturada por meio do encadeamento de substantivo e discutirei
com a turma o efeito de sentido que esse emprego pode provocar no texto
3° Momento
Os alunos serão orientados a desenvolver uma atividade cuja finalidade será trabalhar os
substantivos apresentados anteriormente. Ou seja, eles deverão produzir um pequeno
texto retratando o seu cotidiano utilizando apenas os substantivos tendo como referência
o texto apresentado e estudado.
4°momento
Após a produção do texto cada aluno deverá vir a frente da turma ler a sua produção
para os colegas.
5° momento
A platéia deve estar atenta a leitura dos colegas para poder avaliar se na produção do
colega conseguem visualizar o cotidiano de cada um.

Recursos: caderno, lápis, Xerox do texto professora e alunos
Avaliação: Será diagnóstica e processual, de acordo com a participação, interação e
interesse nas atividades propostas.
Plano de aula
7° ano
Objetivo
Ler e interpretar imagem e texto.
Conhecer um pouco sobre vida e obra da autora Lygia Fagundes Telles.
Desenvolver o gosto pela leitura
Conteúdo
Leitura e interpretação
Tempo estimado 1 aula de 60 minutos
Estrategia
1ª momento
Começar a aula expondo aos alunos que irão ler um texto da autora Lygia Fagundes
Telles. Em seguida, perguntar a eles se já leram algum texto da autora e dependendo da
resposta se for sim, dizer qual ou quais se a resposta for não. Falar um pouco sobre vida
e obra desta autora. Logo em seguida em um cartaz apresentar para os alunos algumas
imagens que sugeri amizade entre o homem e animais como: cachorro, gato e questione-
los a respeito delas: Ex:
• O que as imagens representam?
• O cão é realmente o melhor amigo do homem?
Apresentar também no cartaz o título do texto “A disciplina do amor” de Lygia
Fagundes Telles e levante hipótese com os alunos a respeito do assunto que o conto
abordará, levando em consideração as imagens vistas anteriormente. Anotar as hipóteses
para que elas possam ser retomadas em outro momento da aula. Entregue o texto aos
alunos e solicitar uma leitura silenciosa.Terminada a leitura silenciosa, questioná-los:
• Qual o foco narrativo desse conto?
• A história de quem nos é revelada no texto?
• Qual é a relação entre o cachorro e o dono?
• O que acontece com o dono do cachorro?
• O animal desiste de esperar o dono?
• Como as pessoas lidam com a espera do cão? E com o passar do tempo, como as
pessoas vêem essa espera?
• O que acontece com o cachorro no final da história?
• Como o conto nos apresenta a morte do animal?

Reler o texto coletivamente do conto e adentrarmos ao texto para perceber as partes em
que podemos verificar tudo o que foi questionado acima.


Avaliação
Verifique se os alunos incorporaram as ideias debatidas. Se entenderam o sentido geral do
texto.

Referêcia bibiografica

http://portaldoprofessor.mec.gov.br/fichaTecnicaAula.html?aula=12354

Plano de aula
6° ano
Objetivos
Identificar a estrutura da narrativa e elementos da narrativa
Conhecer as características básicas dos momentos da narrativa
Produzir texto
Conteúdo: Língua escrita: prática de produção de texto

Tempo estimado 1 aula de 60 minutos

Estratégias
1°momento
Solicitar que os alunos releiam o texto da aula passada. Comentar que o texto conta uma
historia. E que o contar historia é uma prática que pode ocorrer de forma oral ou escrita.
Comentar com a turma que o contar historia utilizando à escrita exige alguns cuidados,
em seguida apresentar um cartaz contendo este texto mostrando passo a passo as
características básicas da narrativa estrutura e elementos constitutivos deste texto.
2° momento
Após essa discussão, solicitar a produção um texto narrativo contando uma relação de
amizade entre um homem e um cão.
Sugestão: O texto poderá se escrito em 1ª pessoa, ou seja, você fará parte da história ou
em 3ª pessoa, ou seja, você simplesmente irá narrar os fatos.Considere as explicações
sobre o assunto.
Avaliação Será diagnostica e processual de acordo com a participação,interesse e
interação nas atividades propostas,bem como também na apreensão dos conceitos
estudados.


Plano de aula

Objetivos
Ler poemas em profundidade.
Conhecer recursos da linguagem poética.
Analisar construções lingüísticas que provocam a emoção estética
Conteúdos
Antítese e metáfora.
Roteiro para síntese semântica.
.
Anos

Tempo estimado
uma aula de 60 minutos.

Material necessário
Cópias do poema Motivo, de Cecília Meireles.

Desenvolvimento
1ª momento
Começar a aula explicando para a classe que eles vão conhecer como alguns poetas
explicam poeticamente o que é fazer poesia, e assim, ampliar o estudo da linguagem
poética.
Introduzir o assunto perguntando aos alunos: O que é poesia? O que move alguém a
fazer um poema? Alguém da turma já escreveu um poema? Em que um texto científico
é diferente de um poema? Poesia e Poema querem dizer a mesma coisa?
2° momento
Roda de conversa
Depois das interrogações, abrir uma roda de conversa e solicitar que contem o que
pensaram. Essa conversa permite perceber o que os alunos já sabem ou pensam sobre
poesia. Na roda de conversa, eles vão expor o conhecimento prévio que têm do tema.
3° momento
Prepare-se para ler
Em seguida, ler para os alunos três famosos poemas, dos não menos famosos poetas:
Cecília Meireles, Carlos Drummond de Andrade e Fernando Pessoa. Os poemas são
semelhantes no tema: os três falam do fazer poético. Le-los pausadamente, dando uma
atenção especial a cada um. Ler para a classe com bastante expressividade.

Primeira Leitura
Antes de começar a leitura, pergunte para a classe se eles sabem qual é o tema do poema
"Motivo”, de Cecília Meireles.

Distribuir cópias do poema Motivo, que reflete a maneira pela qual os poetas enxergam
o mundo, e pedir uma primeira leitura silenciosa:

Convide os estudantes a investigar os aspectos mais evidentes do texto. Por que é um
poema? Há rimas? O que o título sugere? Peça que leiam o verbete num dicionário e
debatam os sentidos que se aproximam do texto. Sugerir que apontem os versos que
consideraram difíceis de compreender.

4ª momento
Em seguida o professor realizará a leitura, indicando como devem ser lidos os versos
com falsa terminação (a pausa compromete a compreensão). Com base no primeiro
verso, perguntar: qual o motivo que leva o eu lírico a cantar? A seguir, explore o
terceiro: "Não sou alegre nem triste". Há oposições semelhantes no texto? Explicar que
a antítese é uma figura de linguagem que aproxima duas palavras ou pensamentos de
sentido contrário. Elas dizem respeito à poesia ou ao poeta? Por quê? Discuta hipóteses
para a repetição da expressão "não sei".

5ª momento
Ressalte a importância do verso: "Tem sangue eterno a asa ritmada". De que fala o eu
lírico? O que poderia ser a "asa ritmada"? Em que a poesia se assemelha a "sangue
eterno"? Mostre que a metáfora - substituição de um termo por outro em função de
alguma semelhança, com transferência de significado - coloca que a poesia (ou canção),
diferentemente do poeta, é eterna.

6ª momento
Peça que os estudantes construam uma síntese semântica do texto com base em um
roteiro de questões: que ideias o poema apresenta sobre o poeta? E sobre a poesia? Por
que as antíteses se relacionam ao poeta? Qual a oposição entre a canção e o poeta? Por
que a autora usa uma metáfora para falar da poesia?

Avaliação
Nas respostas do roteiro verifique se o aluno incorporou as ideias debatidas, se entendeu
o sentido geral do texto e como os recursos estilísticos ajudam a compô-lo. Para
favorecer a familiaridade da turma com os textos literários, repita a atividade com
outros poemas. Plano de aula
Referência bibiografica

http://estacaodapalavra.blogspot.com.br/2011/03/proposta-de-narracao.html



Plano de aula
Objetivos
Ler poemas em profundidade.
Conhecer recursos da linguagem poética.

Conteúdos
Continuação da aula anterior
Roteiro para síntese semântica.

Anos

Tempo estimado
uma aula de 60 minutos

Material necessário
Cópias do poema Motivo, de Cecília Meireles.

Desenvolvimento
Iniciar a aula dizendo aos alunos que iremos dar continuidade a aula anterior.Partindo
da proposta da aula anterior
4° momento
Em seguida o professor realizará a leitura, indicando como devem ser lidos os versos com falsa
terminação (a pausa compromete a compreensão). Com base no primeiro verso, perguntar:
qual o motivo que leva o eu lírico a cantar? A seguir, explore o terceiro: "Não sou alegre nem
triste". Há oposições semelhantes no texto? Explicar que a antítese é uma figura de linguagem
que aproxima duas palavras ou pensamentos de sentido contrário. Elas dizem respeito à
poesia ou ao poeta? Por quê? Discuta hipóteses para a repetição da expressão "não sei".

5ª momento
Ressalte a importância do verso: "Tem sangue eterno a asa ritmada". De que fala o eu lírico? O
que poderia ser a "asa ritmada"? Em que a poesia se assemelha a "sangue eterno"? Mostre
que a metáfora - substituição de um termo por outro em função de alguma semelhança, com
transferência de significado - coloca que a poesia (ou canção), diferentemente do poeta, é
eterna.

6ª momento
Peça que os estudantes construam uma síntese semântica do texto com base em um roteiro
de questões: que ideias o poema apresenta sobre o poeta? E sobre a poesia? Por que as
antíteses se relacionam ao poeta? Qual a oposição entre a canção e o poeta? Por que a autora
usa uma metáfora para falar da poesia?

Avaliação
Nas respostas do roteiro verificar se o aluno incorporou as ideias debatidas, se entendeu o
sentido geral do texto e como os recursos estilísticos ajudam a compô-lo. Para favorecer a
familiaridade da turma com os textos literários, repita a atividade com outros poemas

Plano de aula
9° ano
Língua oral e escrita: prática de produção de textos orais e escritos

Objetivo
Vivenciar a oportunidade de interagir por meio de textos escritos
Identificar as características do gênero conto;
Produzir contos de acordo com as características estudadas
Tempo estimado
1 hora /aula Estrategia
Primeiro momento:
Iniciar a aula conversando com os alunos sobre o fato de contar histórias ser muito
freqüente em nosso dia a dia, que costumamos contar fatos engraçados que aconteceram
conosco ou com outras pessoas e até mesmo histórias inventadas. Perguntar a eles se
tem alguma história que os seus avôs costumam contar.
para estimular a turma a falar, contar alguma história que ouvi quando criança e que
chamou a atenção. A partir dessa conversa inicial, distribuir o texto “Negócio de
menina com menino”, de Ivan Ângelo.
Pedir aos alunos que leiam o título e perguntar que tipo de texto eles acreditam que
lerão e sobre o que o texto vai tratar. Em seguida, fazer a leitura do texto em voz alta e,
posteriormente, organizar os alunos para realizarem a leitura à frente da turma e em voz
alta. Escolher quatro alunos para que cada um represente um personagem, além do
narrador do texto. Caso os alunos solicitem, formar outras equipes para realizarem a
leitura em voz alta.
2° momento
Após a leitura do texto, fazer alguns questões orais Ex:
1.Qual é o tipo de narrador do texto lido?
2. Quantos personagens participam da história? Quem são os personagens?
3. Onde se passam os fatos narrados?
4. Quando acontecem os fatos?
Em seguida, explicar aos alunos que narrador, personagens, espaço e tempo são
elementos que fazem parte dos contos e que, como eles mesmos puderam perceber, o
conto tem um número reduzido de personagens. Continuar instigando os alunos
5.Qual é o fator complicador da história narrada?
Mostrar aos alunos que o fato de o menino se recusar a vender o passarinho cria um
problema na história; esse episódio que muda a trajetória dos fatos é chamado de
complicação.
Logo apresentar um cartaz com a seguinte definição
Complicação pode ser definida como o momento em que surge um fato novo que muda
o rumo da história, provoca uma reação do personagem ou personagens, cria um clima
instável que necessariamente requer uma solução. Esse fato que muda destinos e
provoca modificações no rumo da história é parte integrante da complicação. Esta
parte é, também, o próprio desenvolvimento do enredo. Desenvolve-se a história,
mostrando o que acontece com o personagem ou personagens, o movimento dele ou
deles dentro da narrativa, procurando solucionar o desequilíbrio causado por
determinada peripécia.
Solicitar que os alunos observem o tamanho do conto, pergunta se se trata de um texto
grande ou pequeno. ajudá-los na compreensão deste assunto se for necessário, falar
sobre os romances que são textos maiores. Explicar também que a história lida se
desenvolve em torno de um único fato, sendo essa mais uma característica do conto.
Solicite a realização por escrito das seguintes questões:
 Explique com suas palavras a relação entre o título e o conteúdo do conto.
 Por que o menino se recusa a vender o passarinho?
 Quais as características apresentadas permitem o pai da menina saber que o
menino era simples?
 Por que o pai disse “Deixa comigo”?
 Por que a atitude do menino no final da história surpreende o leitor?
 O que essa atitude nos ensina?
Solicitar que por escrito, que redijam uma breve síntese do enredo do conto. Para
tanto, explicar o significado de enredo, pois pode ser que algum aluno ainda não tenha
esse conceito. A partir da síntese do texto, peça que alguns alunos leiam em voz alta o
texto produzido, enquanto os demais irão apontar se o resumo abrange os fatos
principais da seqüência da narrativa.
Professor: a idéia dessa atividade é mostrar para os alunos que alguns episódios são
essenciais para a sucessão dos fatos narrados, por isso não podem deixar de ser
mencionados. No entanto, outros são complementares, sua ausência não compromete a
seqüência narrada.
Segunda Parte:
Distribuir cópia do conto “Passeio”, de Fernando Sabino, e em seguida realize a leitura
do texto em voz alta.
Após a leitura do conto, realizar uma breve discussão oral a partir das seguintes
questões:
1) Quem são os personagens?
2) Onde os fatos acontecem?
3) Qual é o tipo de narrador do conto lido?
4) Quando ocorrem os fatos?
Solicitar a realização por escrito das questões propostas:
1) O que o pai tanto hesita em contar para a filha? E por que ele age dessa forma?
2) Qual é a atitude da filha diante da falta de coragem do pai em falar sobre a separação
dele e da mãe da menina?
3) Por que a reação da menina surpreende o pai?
4) Qual era a expectativa do pai sobre a reação da menina?
Professor: durante a correção, permita que os alunos leiam em voz alta as respostas
dadas, bem como comparem com as respostas dadas pelos colegas. Aproveite para
conversar com os alunos sobre o assunto do conto, uma vez que a separação dos pais
pode também fazer parte da realidade de muitos alunos.
Terceira etapa:
Selecionar diversos contos e dividir a turma em grupos de, no máximo, 3 alunos.
Entregar para cada grupo um conto diferente e o roteiro da atividade que será realizada
pelo grupo.
Roteiro:
1. Façam a leitura atenta do conto.
2. Preencham o esquema abaixo:
a)Título:
b)Autor:
c)Personagens:
d)Espaço:
e)Tempo:
f)Narrador:
g)Característica dos personagens:
h)Fator complicador:
i)Breve resumo da história narrada ( enredo):
3. Façam um comentário sobre o conto: ( Gostaram não gostaram? Por quê?)
Recursos Complementares
Caderno, caneta,lápis,quadro negro,giz, apagador, Xerox de texto, alunos e professora
Avaliação
Solicitar aos alunos a produção de um conto de acordo com as orientações dadas:
1) Personagens: uma menina e dois meninos.
2) Lugar: pátio da escola.
3) Tempo: durante o recreio.
4) Narrador: observador.
Crie um fato que cause o conflito da narrativa e construa um final surpreendente ao
leitor do seu texto. Lembre-se também de dar ao seu texto um título sugestivo

Referencia bibiografica

Disponível em: http://www.artigonal.com/literatura-artigos/o-conto-395289.html

Plano de aula
9° ano
Objetivo
Dar continuidade ao estudo do gênero conto
Identificar as características do gênero conto;
• Produzir contos de acordo com as características estudadas


Tempo estimado
1 hora /aula
Estrategia
Primeiro momento:
Iniciar a aula conversando com os alunos sobre o fato de contar histórias ser muito
freqüente em nosso dia a dia, que costumamos contar fatos engraçados que aconteceram
conosco ou com outras pessoas e até mesmo histórias inventadas. Perguntar a eles se
tem alguma história que os seus avôs costumam contar.
para estimular a turma a falar, contar alguma história que ouvi quando criança e que
chamou a atenção. A partir dessa conversa inicial, distribuir o texto “Negócio de
menina com menino”, de Ivan Ângelo.
Pedir aos alunos que leiam o título e perguntar que tipo de texto eles acreditam que
lerão e sobre o que o texto vai tratar. Em seguida, fazer a leitura do texto em voz alta e,
posteriormente, organizar os alunos para realizarem a leitura à frente da turma e em voz
alta. Escolher quatro alunos para que cada um represente um personagem, além do
narrador do texto. Caso os alunos solicitem, formar outras equipes para realizarem a
leitura em voz alta.
2° momento
Após a leitura do texto, fazer alguns questões orais Ex:
1.Qual é o tipo de narrador do texto lido?
2. Quantos personagens participam da história? Quem são os personagens?
3. Onde se passam os fatos narrados?
4. Quando acontecem os fatos?
Em seguida, explicar aos alunos que narrador, personagens, espaço e tempo são
elementos que fazem parte dos contos e que, como eles mesmos puderam perceber, o
conto tem um número reduzido de personagens. Continuar instigando os alunos
5.Qual é o fator complicador da história narrada?
Mostrar aos alunos que o fato de o menino se recusar a vender o passarinho cria um
problema na história; esse episódio que muda a trajetória dos fatos é chamado de
complicação.
Logo apresentar um cartaz com a seguinte definição
Complicação pode ser definida como o momento em que surge um fato novo que muda
o rumo da história, provoca uma reação do personagem ou personagens, cria um clima
instável que necessariamente requer uma solução. Esse fato que muda destinos e
provoca modificações no rumo da história é parte integrante da complicação. Esta
parte é, também, o próprio desenvolvimento do enredo. Desenvolve-se a história,
mostrando o que acontece com o personagem ou personagens, o movimento dele ou
deles dentro da narrativa, procurando solucionar o desequilíbrio causado por
determinada peripécia.

Solicitar que os alunos observem o tamanho do conto, pergunta se se trata de um texto
grande ou pequeno. ajudá-los na compreensão deste assunto se for necessário, falar
sobre os romances que são textos maiores. Explicar também que a história lida se
desenvolve em torno de um único fato, sendo essa mais uma característica do conto.
Solicite a realização por escrito das seguintes questões:
 Explique com suas palavras a relação entre o título e o conteúdo do conto.
 Por que o menino se recusa a vender o passarinho?
 Quais as características apresentadas permitem o pai da menina saber que o
menino era simples?
 Por que o pai disse “Deixa comigo”?
 Por que a atitude do menino no final da história surpreende o leitor?
 O que essa atitude nos ensina?
Solicitar que por escrito, que redijam uma breve síntese do enredo do conto. Para
tanto, explicar o significado de enredo, pois pode ser que algum aluno ainda não tenha
esse conceito. A partir da síntese do texto, peça que alguns alunos leiam em voz alta o
texto produzido, enquanto os demais irão apontar se o resumo abrange os fatos
principais da seqüência da narrativa.
Professor: a idéia dessa atividade é mostrar para os alunos que alguns episódios são
essenciais para a sucessão dos fatos narrados, por isso não podem deixar de ser
mencionados. No entanto, outros são complementares, sua ausência não compromete a
seqüência narrada.
Segunda Parte:
Distribuir cópia do conto “Passeio”, de Fernando Sabino, e em seguida realize a leitura
do texto em voz alta.
Após a leitura do conto, realizar uma breve discussão oral a partir das seguintes
questões:
1) Quem são os personagens?
2) Onde os fatos acontecem?
3) Qual é o tipo de narrador do conto lido?
4) Quando ocorrem os fatos?
Solicitar a realização por escrito das questões propostas:
1) O que o pai tanto hesita em contar para a filha? E por que ele age dessa forma?
2) Qual é a atitude da filha diante da falta de coragem do pai em falar sobre a separação
dele e da mãe da menina?
3) Por que a reação da menina surpreende o pai?
4) Qual era a expectativa do pai sobre a reação da menina?
Professor: durante a correção, permita que os alunos leiam em voz alta as respostas
dadas, bem como comparem com as respostas dadas pelos colegas. Aproveite para
conversar com os alunos sobre o assunto do conto, uma vez que a separação dos pais
pode também fazer parte da realidade de muitos alunos.
Terceira etapa:
Selecionar diversos contos e dividir a turma em grupos de, no máximo, 3 alunos.
Entregar para cada grupo um conto diferente e o roteiro da atividade que será realizada
pelo grupo.
Roteiro:
1. Façam a leitura atenta do conto.
2. Preencham o esquema abaixo:
a)Título:
b)Autor:
c)Personagens:
d)Espaço:
e)Tempo:
f)Narrador:
g)Característica dos personagens:
h)Fator complicador:
i)Breve resumo da história narrada ( enredo):
3. Façam um comentário sobre o conto: ( Gostaram não gostaram? Por quê?)
Recursos Complementares
Caderno, caneta, lápis, quadro negro, giz, apagador, Xerox de texto, alunos e professora
Avaliação
Solicitar aos alunos a produção de um conto de acordo com as orientações dadas:
1) Personagens: uma menina e dois meninos.
2) Lugar: pátio da escola.
3) Tempo: durante o recreio.
4) Narrador: observador.
Crie um fato que cause o conflito da narrativa e construa um final surpreendente ao
leitor do seu texto. Lembre-se também de dar ao seu texto um título sugestivo

Referencia bibiografica

Disponível em: http://www.artigonal.com/literatura-artigos/o-conto-395289.html
Objetivo
-Desenvolver o gosto pela leitura
- Analisar construções lingüísticas que provocam a emoção estética.
-Identificar o gênero conto e suas características

Conteúdo
- Leitura de texto literário.
- gênero conto
Anos
7° ano.

Tempo estimado
1 aulas de 60 minutos.

Material necessário
caneta, lápis, caderno, quadro negro giz apagador Xerox do texto Como os campos
Desenvolvimento
1ª etapa
Conversar com os alunos sobre os diferentes propósitos de leitura (se informar, se
entreter etc.), mencione alguns tipos de leitura (verbete de dicionário, capítulo de livro
didático, receita, conto, notícia, poema etc.) e pergunte o propósito de cada um.
questioná-los se eles costumam ler para se entreter e buscar emoções. Estimulá-los a
falar sobre versos e passagens narrativas de que gostam. Verificar se eles identificam o
que torna esses trechos bonitos.

2ª etapa
Pedir que os estudantes leiam o conto como os campos. Perguntarei qual o motivo do
conflito apresentado. Inicialmente, os jovens perguntaram ao sábio como se vestir. E
depois? O que aconteceu?À medida que responderem, solicitarei que citem trechos do
texto para justificar.

3ª momento
Ler o conto em voz alta com os alunos. Sensibilize-a a respeito de algumas
peculiaridades do texto: a maneira como alguns jovens interpretaram a resposta do
sábio.a pureza e simplicidades do jovem pequeninho e a maneira como interpretou a
resposta do sábio.Chamar a atenção dos alunos para a maneira como a autora utiliza a
linguagem cujo esta faz bastante descrição bem detalhadas para que o leitor visualize
com propriedade os fatos narrados.

4ª momento
Dividir os alunos em duplas e cada dupla deve analisar a estrutura do conto e determinar
a temática existente e.
- Analisarem as característica do jovem pequeninho.Por que a autora se refere a El
usando esta expressão “Só um jovem pequeninho “
- Leiam apenas as falas do pai e indaguem o que é possível perceber.
- Destaquem os adjetivos e sua função.
- Cada dupla apresentará suas hipóteses sobre o fato narrado no conto.
- Observarem se o sentido do conto terminar com essa expressão “Ao longe, o sábio
que tudo olhava sorriu.” .

5ª momento
Os alunos deverão realizas atividades de interpretação escrita sobre o texto lido, bem
como também analisar os seguintes tópico referentes ao elementos estruturais da
narrativa.
Avaliação
Observe se as atividades despertaram no grupo o prazer de ler, analisando a participação
oral de cada estudante ao longo da leitura e a ocorrência de relatos informais a respeito
das leituras que passaram a fazer espontaneamente e das solicitações de novas
indicações.
i


Plano de aula


TURMA: 7º ano

tema: língua usos e reflexões

CONTEÚDO: Reconhecimento da presença em produções textuais e domínio dos:
verbos e adjetivos

OBJETIVOS:

• Desenvolver atenção e concentração

• Entender o conceito de verbo e adjetivo e o seu uso

• Reconhecer verbos e adjetivos em diferentes atividades

DESENVOLVIMENTO

1° momento

Iniciarei a aula convidando os alunos a fazerem a releitura do conto Como os campos
Da autora Marina Colasanti, estudado na aula anterior o qual está escrito em cartaz e
tendo as palavras que correspondem às classes gramaticais em estudo destacadas
exposto no quadro para a realização da atividade.

2° momento

Em seguida entregarei a copia do texto aos alunos, explicarei que algumas palavras
foram suprimidas do texto por isso existem lacunas, espaços vagos.Solicitarei que leiam
o texto e vejam se é possível compreende-lo.


3°momento

Após a resposta dos alunos, refletir com a turma os seguintes aspectos:

Por que foi difícil compreender o texto com as palavras suprimidas;

Qual a importância dessas palavras para a construção do texto;

As palavras retiradas do texto acabaram prejudicando no entendimento da historia. Na
opinião de vocês por que isso aconteceu?

4° momento

Após esse dialogo os alunos deverão preencher os espaços vagos com as palavras do
conto em destaque no cartaz. A partir de cada palavra colocada num espaço
vazio,discutirei com os alunos o sentido do emprego da palavra naquela
construção.Assim discutirei a importância do verbo e do adjetivo na construção do texto
bem como também a sua função.

5° momento

Após a realização desta atividade explicarei que as palavras que eles preencheram no
texto cujo estas estão no cartaz expressam uma ação, e que essas ações recebem um
nome: VERBO, e as palavras que estão ali caracterizando os nomes são denominadas de
adjetivo e que estão ali para que o leitor possa imaginar melhor cada situação contada
no conto exemplificarei cada caso utilizando o próprio texto:Utilizarei o livro didático
para que os alunos aprecie os conceitos relativos verbos e adjetivos.Entregarei ao alunos
ao final da aula uma atividade para ser realizada em casa sobre verbos e adjetivos




RECURSOS:Xerox do texto , lápis, caneta, cartaz, quadro negro, caderno


AVALIAÇÃO: Será feita através da observação da participação dos alunos nas
atividades propostas


Sign up to vote on this title
UsefulNot useful