Você está na página 1de 4

Laboratório 9.2.

7 Conceitos Básicos do Endereçamento IP

Objetivo
x Citar as cinco cl
asses diferentes de endereços IP
x Descrever as características e o uso das diferentes cl
asses de endereços IP
x Identificar a cl
asse de um endereço IP com base no número de rede
x Determinar que parte (-ou octeto)- de um endereço IP é a ID da rede e que parte é a ID do host
x Identificar endereços IP de host vál
idos e invál
idos com base nas regras do endereçamento IP
x Definir o interval
o dos endereços e a máscara de sub-rede padrão para cada cl
asse

Fundamentos /Preparação
Este laboratório irá aj
udar no desenvol vimento de sua compreensão sobre os endereços IP e sobre
como operam as redes TCP/IP. El e é basicamente um exercício escrito. No entanto,val e a pena
examinar al guns endereços IP de rede reais através dos utilitários de l
inha de comando ipconfig
para W indows NT/2000/XP ou winipcfig para W indows 9x/ME. Os endereços IP são usados para
identificar de forma exclusiva redes e hosts TCP/IP individuais,como computadores e impressoras,
nessas redes,para que os dispositivos possam comunicar-se. As estações de trabal ho e os
servidores em uma rede TCP/IP são chamados "hosts"e cada um possui um endereço IP excl usivo.
Esse endereço é conhecido como endereço de host. O TCP/IP é o protocol o mais usado do mundo.
A Internet,ou W orl d W ide W eb,usa só o endereçamento IP. Para um host acessar a Internet,el e
precisa ter um endereço IP.
Na sua forma básica,o endereço IP possui duas partes:
x Um endereço de rede
x Um endereço de host
A parte do endereço IP que representa a rede é atribuída a uma empresa ou organização pelo
Internet NetworkInformation Center (InterNIC).Os roteadores usam o endereço IP para mover os
pacotes de dados entre as redes. Os endereços IP têm um comprimento de 32 bits conforme a
versão IPv4 atuale são divididos em 4 octetos de 8 bits cada. El
es operam na camada da rede
(Camada 3)do model o Open System Interconnection (OSI),que é a camada de Internet do model o
TCP/IP. Os endereços IP são designados das seguintes maneiras:
x Estaticamente – manual
mente,por um administrador de rede
x Dinamicamente – automaticamente,por um servidor DHCP (Dynamic Host Configuration
Protocol
— Protocolo de Configuração Dinâmica Host)
O endereço IP de uma estação de trabal ho,ou host,é um endereço lógico,o que significa que ele
pode ser alterado. O endereço MAC (Media Access Control )de uma estação de trabalho é um
endereço físico de 48 bits. Esse endereço é gravado na memória da pl aca de rede (NIC)e não pode
ser al
terado,a menos que a pl aca de rede sej
a trocada. A combinação do endereço IP l ógico e do
endereço MAC físico aj uda a rotear os pacotes aos seus destinos apropriados.
Existem 5 classes diferentes de endereços IP e,dependendo da cl asse,a parte do endereço que
representa a rede e a que representa o host não usam o mesmo número de bits. Neste l aboratório,
você trabalhará com diferentes classes de endereços IP e se familiarizará com as características de
cada uma del as. O entendimento dos endereços IP é essencialpara a compreensão do TCP/IP e
das internetworks em geral . Serão necessários os seguintes recursos:

157 - 191 CCNA 1: Conceitos Básicos de Redes v3.1 - Laboratório 9.2.7 Copyright ” 2003,Cisco Systems,Inc.
x Estação de trabalho PC com Windows 9x/NT/2000/XP instalado
x Acesso á Calculadora do Windows

Etapa 1 Repassar as classes de endereços IP e suas características


Classes de endereços
Existem cinco classes de endereços IP, de A a E. Somente as três primeiras classes são usadas
comercialmente. Para começar, um endereço de rede de classe A é apresentado na tabela. A
primeira coluna é a classe do endereço IP. A segunda coluna é o primeiro octeto, que deve incidir
dentro do intervalo apresentado para uma determinada classe de endereços. O endereço classe A
deve começar com um número entre 1 e 126. O primeiro bit de um endereço de classe “A”é sempre
zero, o que significa que não podem ser usados o bit de ordem superior (HOB- High Order Bit) ou o
bit 128. 127 é reservado para testes de loopback. O primeiro octeto define o identificador (ID) da
rede para um endereço de rede de classe A.
Máscara de sub-rede padrão
A máscara de sub-rede padrão usa exclusivamente uns binários (255 em decimal) para mascarar os
primeiros 8 bits do endereço classe A. A máscara de sub-rede padrão ajuda os roteadores e hosts a
determinarem se o host de destino está na mesma rede ou em outra. Como existem apenas 126
redes de classe A, os demais 24 bits (3 octetos) podem ser usados para os hosts. Cada rede de
classe A pode ter 224, ou seja, mais de 16 milhões de hosts. É comum subdividir a rede em grupos
menores chamados sub-redes, usando-se uma máscara de sub-rede costumizada , assunto que
será abordado no próximo laboratório.
Endereço da rede e do host
A parte do endereço que representa a rede ou o host não pode ser composta totalmente de uns ou
de zeros. Como exemplo, o endereço 118.0.0.5 para Classe A é um endereço IP válido. A parte que
representa a rede (-ou seja, os primeiros 8 bits, com o valor de 118), não é composta totalmente de
zeros e a parte do host (-ou seja, os últimos 24 bits), não é composta totalmente de zeros ou
totalmente de uns. Se a parte do host fosse totalmente composta de zeros, ela representaria o
próprio endereço da rede. Se a parte do host fosse totalmente composta de uns, ela representaria
um broadcast para o endereço da rede. O valor de qualquer octeto nunca pode ser superior a 255
decimal, ou seja, 11111111 binário.

Classe Intervalo Bits de ID de rede/host Máscara de Número Hosts por


decimal do ordem (N = Rede,H = sub-rede de redes rede
1o octeto superior do Host) padrão (endereços
1o octeto utilizáveis)

A 1 – 126 * 0 N.H.H.H 255.0.0.0 126 (27 – 16.,777.,214


2) (224 – 2)

B 128 – 191 10 N.N.H.H 255.255.0.0 16,.382 65.,534


(214 – 2) (216 – 2)

C 192 – 223 110 N.N.N.H 255.255.255.0 2.,097.,150 254 (28 – 2)


(221 – 2)

D 224 – 239 1110 Reservado para multicasting

E 240 – 254 11110 Experimental, usado para pesquisas

Observação: O endereço 127 para classe A não pode ser usado e é reservado para as
funções de loopback e de diagnóstico.

158 - 191 CCNA 1: Conceitos Básicos de Redes v3.1 - Laboratório 9.2.7 Copyright ” 2003, Cisco Systems, Inc.
Etapa 2 Determinar o endereçamento IP básico
Use a tabela de endereços IP e o seu conhecimento das classes de endereços IP para responder
às seguintes perguntas:
1. Qual é o intervalo decimal e binário do primeiro octeto de todos os possíveis endereços IP de
classe "B"?
Decimal: De: 128 Até: 191
Binário: De: 10000000 Até: 10111111
2. Qual(is) octeto(s) representa(m) a parte da rede de um endereço IP classe C? Os três primeiros
3. Qual(is) octeto(s) representa(m) a parte do host de um endereço IP de classe “A” Os três
últimos
4. Qual é o número máximo de hosts utilizáveis com endereço de rede de classe C? 254
5. Quantas redes de classe B existem? 16.384 (menos 2 = 16.382)
6. Quantos hosts pode ter cada rede de classe B? 65.536 (menos 2 = 65.534)
7. Quantos octetos existem em um endereço IP? 4 Quantos bits por octeto? 8

Etapa 3 Determinar as partes do host e da rede do endereço IP.


Para os seguintes endereços IP de host, indique as seguintes informações:
x A classe de cada endereço
x Endereço ou ID da rede
x A Parte do host
x Endereço de broadcast para esta rede
x Máscara de sub-rede padrão
A parte do host será composta totalmente de zeros para a ID da rede. Introduza apenas os octetos
que compõem o host. A parte do host será composta totalmente de uns para um broadcast. A parte
da rede do endereço será composta totalmente de uns para a máscara de sub-rede. Preencha a
tabela a seguir:

Endereço IP do host Classe Endereço da Endereço Endereço de Máscara de sub-


de rede do host broadcast da rede rede padrão
endereç
o

216.14.55.137 C 216.14.55.0 .137 216.14.55.255 255.255.255.0

123.1.1.15 A 123.0.0.0 .1.1.15 123.255.255.255 255.0.0.0

150.127.221.244 B 150.127.0.0 .221.244 150.127.255.255 255.255.0.0

194.125.35.199 C 194.125.35.0 .199 194.125.35.255 255.255.255.0

175.12.239.244 B 175.12.0.0 .239.244 175.12.255.255 255.255.0.0

159 - 191 CCNA 1: Conceitos Básicos de Redes v3.1 - Laboratório 9.2.7 Copyright ” 2003, Cisco Systems, Inc.
Etapa 4 Considerando-se um endereço IP de 142.226.0.15 e uma máscara de sub-rede de
255.255.255.0, responda às seguintes perguntas:
Qual é o equivalente binário do segundo octeto? 11100010
Qual é a classe do endereço? B (com uma máscara de sub-rede de classe C)
Qual é o endereço da rede desse endereço IP? 142.226.0.0
Esse endereço IP de host é válido (S/N)? Sim
Por que sim ou por que não?
O zero no terceiro octeto pode ser roteado, dado que o último octeto não contenha zero nem 255.

Etapa 5 Determinar quaise endereços IP de host são válidos para as redes comerciais.
Para os seguintes endereços IP de host, determine quais são válidos para redes comerciais e
indique por que sim ou por que não. “Válido” quer dizer que ele poderia ser designado para
qualquer um dos seguintes itens:
x Estação de Trabalho
x Servidor
x Impressora
x Interface do roteador
x Qualquer outro dispositivo compatível
Preencha a tabela a seguir:

Endereço IP do Endereço válido? Por que sim ou por que não?


host (Sim/Não)

150.100.255.255 Não Broadcast (todos na parte do host)

175.100.255.18 Sim Endereço de host válido dentro do intervalo de rede 175.100.0.0

195.234.253.0 Não Número de rede (todos os zeros na parte do host)

100.0.0.23 Sim Endereço de host válido dentro do intervalo de rede 100.0.0.0

188.258.221.176 Não 258 não é um octeto válido

127.34.25.189 Não 127 é reservado para loopback

224.156.217.73 Não A classe D é reservada para multicasting

160 - 191 CCNA 1: Conceitos Básicos de Redes v3.1 - Laboratório 9.2.7 Copyright ” 2003, Cisco Systems, Inc.