Você está na página 1de 12
PSICOLOGIA B
PSICOLOGIA
B
BiografiaBiografiaBiografiaBiografia Nasceu na cidade de Nova York, em 1915. Em 1937, a licenciou-se na Universidade
BiografiaBiografiaBiografiaBiografia
Nasceu na cidade de Nova York, em 1915.
Em 1937, a licenciou-se na Universidade de Duke.
Doutorou-se em Psicologia, em 1941, na Universidade de Harvard,
onde foi, durante muitos anos, professor.
Ensinou e fez investigação na New School for Social Research.
Foi também professor na Universidade de Nova Iorque.
A sua
obra é
diversificada: áreas
da
educação,
pedagogia
e
psicologia.
Obras : The Process of Education; Toward a Theory of Instruction;
Acts of Meaning
BiografiaBiografiaBiografiaBiografia Reagiu contra o behaviorismo. Recebeu influências de Piaget, apesar de
BiografiaBiografiaBiografiaBiografia
Reagiu contra o behaviorismo.
Recebeu
influências
de
Piaget,
apesar
de
algumas
divergências teóricas.
Inspirou-se no desenvolvimento das tecnologias de
informação, especialmente do computador, para
sistematizar o cognitivismo.
Estudou a capacidade de adquirir, organizar, relembrar e
usar conhecimento e informação para guiar e orientar o
comportamento.
BiografiaBiografiaBiografiaBiografia • Acabou por abandonar o cognitivismo, por este adotar um modelo que não
BiografiaBiografiaBiografiaBiografia
• Acabou por abandonar o cognitivismo, por este
adotar um
modelo que não respeitava o
processos mentais.
carácter criativo e dinâmico dos
• Passou
a
defender
a
ligação
entre
a
cultura
e
o
desenvolvimento cognitivo , criando a Psicologia cultural.
• Defendeu que a criação de significados é o foco dos
processos cognitivos que dependem da cultura.
• Considerou as representações mentais e a categorização da
informação processos indispensáveis do pensamento humano.
BrunerBrunerBrunerBruner • O objeto de estudo da Psicologia: a mente como construtora de significados. •
BrunerBrunerBrunerBruner
• O objeto de estudo da Psicologia: a mente como
construtora de significados.
• A mente
"
é
criativa,
produz
sentido,
é
pessoal
e
subjetiva”.
• A mente não pode ser concebida à imagem de um
computador ( perspetiva cognitivista).
• A mente constitui e é constituída pela cultura.
• A metodologia: a observação nos contextos.
BrunerBrunerBrunerBruner Desenvolveu uma psicologia cultural: • o desenvolvimento cognitivo está profundamente
BrunerBrunerBrunerBruner
Desenvolveu uma psicologia cultural:
• o desenvolvimento cognitivo está profundamente relacionado
com a cultura.
Os processos mentais decorrem de um sujeito situado que
atribui sentido e significado às relações que estabelece nas
múltiplas situações, contextos e interacções.
• O ser humano constrói os significados na sua relação com
os grupos, com a cultura a que pertence.
BrunerBrunerBrunerBruner A relação que se estabelece com o mundo não é uma mera apreensão do
BrunerBrunerBrunerBruner
A relação que se estabelece com o mundo não é uma mera
apreensão do real físico ou social.
Os seres humanos constroem significados para as suas
experiências.
Cada um produz e partilha várias narrativas que dão sentido
e coerência ao que acontece e às relações que estabelecemos
com os outros.
As narrativas fazem parte integrante da nossa identidade
pessoal.
BrunerBrunerBrunerBruner • Relevou a influência do contexto e do social no processo de desenvolvimento e
BrunerBrunerBrunerBruner
• Relevou a influência do contexto e do social no processo
de desenvolvimento e de formação.
• Defendeu também que o ser humano tem a capacidade de
se autorregular.
• Os seres humanos produzem significados nos contextos
culturais.
• A
cultura,
a
linguagem
e
as
técnicas
têm
um
papel
importante
porque
possibilitam
a
emergência de
representações.
BrunerBrunerBrunerBruner • Ao nível da educação e aprendizagem: -sustentou que a aprendizagem se faz melhor
BrunerBrunerBrunerBruner
• Ao nível da educação e aprendizagem:
-sustentou que a aprendizagem se faz melhor com o método
da descoberta;
-defendeu o conceito de prontidão (as bases de qualquer
disciplina científica podem ser ensinadas em qualquer idade);
-defendeu a aprendizagem em espiral (qualquer ciência
pode ser ensinada, nas suas formas mais simples, em todas
as idades, uma vez que os mesmos tópicos serão retomados
e aprofundados mais tarde).
BrunerBrunerBrunerBruner Considerou que: • O desenvolvimento cognitivo é mais rápido se a pessoa tiver acesso
BrunerBrunerBrunerBruner
Considerou que:
• O desenvolvimento cognitivo é mais rápido se a pessoa tiver
acesso a um meio cultural rico e estimulante.
• A linguagem tem um papel amplificador das competências
cognitivas da criança, ajudando-a a uma maior interação
com o meio cultural.
• As pessoas são o resultado do processo de produção de
significados, realizado com o auxílio dos sistemas simbólicos
da cultura.
ConclusãoConclusãoConclusãoConclusão Mente Construtora de significados Se para Watson e Skinner a psicologia era a
ConclusãoConclusãoConclusãoConclusão
Mente Construtora de significados
Se para Watson e
Skinner a psicologia
era a ciência do
comportamento, para
Bruner ela é a ciência
da mente.
Bruner constitui uma teoria da mente que pretende
chamar atenção para os aspectos sociais e
cognitivos do funcionamento mental e de
desenvolvimento intelectual.
Apoiada nos instrumentos que uma dada cultura fornece, a mente cria significados transformando, em certa
Apoiada nos instrumentos que uma dada
cultura fornece, a mente cria significados
transformando, em certa medida, a realidade
numa construção sua.
Conclusão
Não construímos sozinhos a nossa
compreensão do mundo.