Você está na página 1de 20

Projeto de

Gerenciamento
de
Resíduos Sólidos da
Construção Civil
PGRCC

Rio Branco,Ac agosto de 2012

SUMÁRIO

1.
2.
3.
4.
5.
6.
7.
8.
9.
10.
11.
12.
13.
14.

Introdução.
Identificação do Empreendedor.
Responsável Técnico pela Obra.
Responsável Técnico pela Elaboração do PGRCC
Características da Obra.
Caracterização dos Resíduos Sólidos.
Minimização dos Resíduos.
Separação dos resíduos.
Acondicionamento e Armazenamento dos Resíduos.
Forma de Transporte.
Viabilidade Econômica.
Monitoramento do projeto.
Plano de Educação e Treinamento ambiental para Funcionário.
Conclusão.

1.0 INTRODUÇÃO

onde a construção civil cresce em ritmo acelerado. depositados em locais impróprios e de maneira inadequada. grandes centros urbanos. O presente projeto objetiva trazer contribuição na obra e no ramo de construção civil.muitas vezes. para a gestão de resíduos sólidos.os resíduos provenientes da construção civil são. somada à efetiva aplicação pelos municípios das normas ambientais já existentes.Uma solução para esse problema é minimizar a quantidade do entulho gerada.Nos. sempre seguindo a Resolução do CONAMA-307/2002 .

2. e Com.000-00  RG: 000.000.000-SSP-AC  FONE: 68 333-0000 .2 RESPONSÁVEL PELA EMPRESA  NOME: Armando Briga em Cada Esquina (Sócio Proprietário)  ENDEREÇO: Estrada Dias Martins Nº  CPF: 000. Ltda.0 IDENTIFICAÇÃO DO EMPRENDEDOR 2.XXX.XXX/XXX-XX 2. Const.1 DADOS DA EMPRESA  RAZÃO SOCIAL:Eng.  NOME DE FANTASIA: Engenharia  ENDEREÇO: Estrada Dias Martins Nº  BAIRRO: Estação Experimental  CNPJ: XX.

3.com CREA: 2233 AC (Só exemplo) Técnico em Edificações .0 RESPONSÁVEL TÉCNICO PELA OBRA       Oscar Cuellar CPF: 000.000-00 FONE: DD 9999-0000 EMAIL:barata@gmail.000.

000.000-00 FONE: (DD) 9999-0000 EMAIL: barata@gmail.0       RESPONSÁVEL TÉCNICO PELA ELABORAÇÃO DO PGRCC Oscar Cuellar CPF: 000.Nº-2341/08.2012 .4.com CREA: 2233 AC (Só exemplo) ART.

2 Medindo 52.3.50 x 5.3. 5. 5.3.0 CARACTERISTICA DA OBRA 5.7 Duração da reforma 30 dias. Planta Arquitetônica .1 Reforma de residência unifamiliar em alvenaria 5.3 Locais onde será feita a reforma.5 Na entrada (parte externa) será feito medindo 4. 5.40m²construidos.1 Piso com ondulações.3 Estrutura em madeira esta afetada por cupins. 5. 5.4 Parede entre a cozinha e a sala será demolida para dar lugar a um balcão americano. 5.3. 5.6 Na entrada (parte externa)o terreno natural do tipo tabatinga com espessura de 30 cm.0.5.3.3.3.2 Revestimento do banheiro esta caindo. 5.

pois o proprietário não permitiu a construção.  Área do terreno 12x25 total de 300m²  Área a ser reformada ou construída 52. . Reforma residencial em alvenaria. pois não há possibilidade de se fazer uma fossa.  Será reservado um espaço de 4x2 para deposito e separação dos resíduos gerados na obra.  Será colocado anexo ao canteiro de obra um banheiro ecológico.40m²  Será construído nos fundos canteiro de obra. para guardar material e ferramentas.com aproveitamento do muro em alvenaria. medindo 6x6 em madeirite resinado. devido a prazo curto da reforma.  Serão empregados um total de 09 colaboradores.

 Será feito movimento de terra pôr reaproveitado no local.  Entulhos e resíduos provenientes desta reforma. alguns serão reaproveitados e outros vão para o aterro sanitário do município.  A coleta será feita semanalmente pelo próprio executor da reforma. não será necessário tirar licença da demolição. porem devidos tamanhos da obra. 6.0 CRONOGRAMA DE EXECUÇÃO DA OBRA . Período de execução da reforma 30 dias  Haverá demolição.

/ Folga Finalização Dias Trab./Envolv. 4 Colaborador 4 Colaborador 4 Colaborador 4 Colaborador 2 Colaborador 4 Colaborador 4 Colaborador 4 Colaborador 1 Colaborador 4 Colaborador Total envolvidos 09 Pedreiro Servente Elet. 03/08/2012 08/08/2012 10/08/2012 14/08/2012 15/08/2012 17/08/2012 21/08/2012 24/08/2012 28/08/2012 31/08/2012 Sab.Cronograma de Obra Inicio da Obra Preliminares Cobertura Estrutura Demolição Limp./Folga 3 dias 3 dias 2 dias 2 dias 1 dia 2 dias 2 dias 3 dias 2 dias 3 dias 23 dias uteis Quant. Parcial Alvenaria Revestimento Piso Eletrica Limpeza Final Obs= 01/08/2012 06/08/2012 09/08/2012 13/08/2012 15/08/2012 16/08/2012 20/08/2012 22/08/2012 27/08/2012 29/08/2012 Sab. 4 2 2 2 2 2 2 2 4 2 2 2 2 2 2 2 2 1 1 1 1 1 .

.

6.0 CARACTERIZAÇÃO DOS RESÍDUOS SÓLIDOS .

7. os trabalhadores serão orientados a seguir um esquema de conscientização dentro dos seus respectivos locais de trabalho para reduzir as sobras de resíduos sólidos. gerados pelos colaboradores.0 MINIMIZAÇÃO DOS RESÍDUOS Conforme mostra na tabela de caracterização de resíduos. .

0 SEPARAÇÃO DOS RESÍDUOS Esta separação de resíduos será feita diariamente no mesmo local. colocada em um local onde se possa recolher posteriormente acondicionado no seu local apropriado.8. onde o colaborador os gerou e juntada pelo seu servente.0 ACONDICIONAMENTO OU ARMAZENAMENTO . 9.

C. próximo ao portão de entrada.0 todos os resíduos gerados serão separados por classe. tipo e colocado no seus respectivos depósitos. cada baia terá um tamanho de 1m de largura x 2 de comprimento e 3 m de altura com cobertura de telha brasilit 2.44x0. . conforme mostra na tabela do iten 6.B.D e que por sua vez cada resíduo terá seu local de destinação.50 onde serão feita 4 baias com capacidade para 6m³ de resíduos todas devidamente sinalizadas pelas letras A. isso para garantir a sua integridade e serão colocados em baias construídas em alvenaria medindo 4x2 e 3 de altura .No processo de armazenamento serão seguidas todas as normas conforma solicita a Resolução do CONAMA 307-2002.

com um veiculo tipo caçamba que depois de carregada e coberta com lona plástica estará pronto para o destino do resíduo e de acordo com a necessidade. .0 FORMAS DE TRANSPORTE A forma de transporte de retirada deste resíduo se dará.10. este material será retirado ate porque são matérias não perecíveis. caso haja uma necessidade de urgência comunicado ao responsável pela coleta.

fazendo monitoramento e manutenção do projeto. serão colhidos resultados positivos e satisfatório. e os setores de compra e financeiro e toda gestão verá que viável e necessário colocar em prática estes projeto dentro do canteiro de obras.11. . contando com a colaboração de todos os participante.0 VIABILIDADE ECONÔMICA Colocando em prática todos estes procedimentos. pois a uma redução de custo notoriamente expressiva.

acompanhamento e fiscalização do projeto. . conseqüentemente tirar conclusões se há falha ou esta acima do esperado. caso haja necessidade em alterar ou adaptar terá que ser feito urgente ou reunir todos os responsáveis pela elaboração do mesmo para se fazer a devidas correções. se esta sendo executado de acordo com o que foi acordado e repassado para todos os colaboradores.0 MONITORAMENTO DO PROJETO Semanalmente será feito um levantamento.12.

Todo treinamento será na pratica isso para não deixar duvidas. pois e necessário se fazer para mostrar a todos a importância e a conscientização. pois precisamos colaborar para termos mais qualidade de vida tanto no trabalho e em nossas residências.0 PLANO DE EDUCAÇÃO E TREINAMENTO AMBIENTAL PARA TODOS OS COLABORADORES Haverá. armazenamento e remanejamento dos matérias na hora serem aplicados na execução da construção.13. por isso todos são obrigados a participar. pois este colaborador pode colocar o projeto a se perder. . o manuseio. um ou mais treinamento de educação e ambiental para todos os colaboradores. serão divididos todos por função e com seus respectivos materiais de uso na obra. caso haja alguém que não quer participar será passível de advertência. de como terão que fazer.

que se todos colaboram e seguem a risca todos os procedimentos do projeto. ou pequenas reformas. . e consequentemente minimizar a poluição ao meio ambiente. para se reduzir desperdícios de materiais. haverá sucesso portanto podemos dizer que é de suma importância colocar em pratica projeto como estes no canteiros de obras. um dos grande problemas da humanidade e que são poucos os que se preocupam e preservar o ambiente onde vivem.0 CONCLUSÃO Pode se concluir e acredita-se.14.