Você está na página 1de 25

9º Ano

Ciências Naturais
Alimentos e Nutrientes
 Conjunto de substâncias, designados por nutrientes.

 Os nutrientes são:
 Biomoléculas;
 Glícidos, lípidos e prótidos.
 Vitaminas;
 Sais minerais;
 Água.
Alimentos e Nutrientes
 Os nutrientes encontram-se
nos diferentes alimentos e
proporções desiguais.

 Razão pela qual é necessário


ingerir uma grande variedade
de alimentos diariamente.
Macro e Micromoléculas
 A maioria dos alimentos são
uma mistura de

 Macramoléculas
 Moléculas de grandes dimensões,
muitas vezes constituídas por
grandes cadeias moleculares.
 Ex.: Glicogénio

 Micromoléculas
 Constituem normalmente as
unidades estruturais das
macromoleculas.
 Ex.: Glicose
Glícidos
 Compostos ternários, constituídos
essencialmente por C; H e O.
 Conhecidos como Açucares
 Funções
 Energética – fornece energia às células
ou constituem formas de reserva
energética.
 Estrutural – alguns glícidos são
utilizados para a constituição de
estruturas celulares.
 Macromoléculas: Glicogénio, Amido…

 Micromoléculas: Frutose, Glicose…


Lípidos
 Compostos ternários constituídos
essencialmente por C, H e O.
 Conhecidos como Gorduras.
 Funções
 Energética – fornece energia às células;
 Estrutural – alguns lípidos são utilizados
para a constituição da membrana
plasmática.
 Hormonal – alguns lípidos são utilizados
para a formação de hormonas.
 Macromoléculas – Fosfolípidos,
Colesterol…

 Micromoléculas – Ácidos Gordos,


Glicerol…
Prótidos
 Compostos quaternários, constituídos
essencialmente, por C, H, O e N.
 Conhecidos como Proteínas.
 Funções
 Estrutural – alguns prótidos são utilizados na
constituição de estruturas celulares como por
exemplo a membrana celular.
 Defesa – são utilizados na defesa do
organismo.
 Enzimática – alguns prótidos são enzimas.
 Energética – ocasionalmente podem ser
utilizados pelas células para obterem energia.
 Transporte – alguns prótidos encontram-se
nas membranas celulares e auxiliam no
transporte de muitos iões e pequenas
moléculas.
 Macromoléculas – Hemoglobina, Enzimas;

 Micromoléculas – Aminoácidos.
Sistema Digestivo
 Os alimentos não podem ser utilizados tal
como se encontram.

 Têm que sofre todo um conjunto de


transformações .
 Digestão.

 Só após a digestão, em que os alimentos


são degradados a nutrientes, é que se dá a
absorção.

 O sistema digestivo é assim especializado


na transformação de alimentos em
moléculas simples, capazes de serem
utilizados pelas células em diversos
processos biológicos.
Sistema Digestivo
 Tubo digestivo
 Boca;
 Faringe;
 Esófago;
 Estômago;
 Intestino Delgado;
 Intestino Grosso;
 Recto;
 Ânus.

 Glândulas anexas
 Glândulas salivares;
 Fígado;
 Vesícula Biliar
Mecanismos básicos da digestão
 A digestão inicia-se na boca e
engloba um conjunto de processos:
 Mecânicos
 Controlados pelo sistema nervoso;
 Efectuados:
 Língua;
 Dentes (mastigação)
 Movimentos peristálticos.

 Químicos
 Secreções do tubo digestivo.
 Enzimas
 Controladas por estímulos do sistema
neuro-hormonal.
Enzimas
 São moléculas de natureza proteica .

 Quebram as ligações químicas entre as moléculas.


 Catalisam reacções de hidrólise

 São produzidas ao longo do sistema digestivo.

 Cada enzima é específica para determinada


substância.
 Amilase – amido;
 Pepsina – proteínas;
 Lipase – glícidos;
 Sacarase – sacarose.

 O seu desempenho é afectado por factores:


 Temperatura;
 pH.
Mecanismos básicos da digestão
 Na boca os alimentos são triturados pelos dentes
num processo denominado de mastigação.

 À medida que isto acontece, e com o auxílio da


língua, os alimentos são envolvidos pela saliva –
ensalivação – formando uma massa denominada de
bolo alimentar.

 A saliva é extremamente importante nas fases


iniciais da digestão, pois vai lubrificar o bolo
alimentar e iniciar a degradação química dos
alimentos.
 A função lubrificante é efectuada por uma
substância denominada de mucina.
 A degradação química é levada a cabo por
substâncias como a ptialina (amilase salivar) que
actuam ao nível do amido (convertem amido em
maltose.
Mecanismo básico da digestão
 A seguir a mastigação e a
ensalivação o bolo alimentar passa
para a faringe – deglutição.
 Acção mecânica voluntária.

 Da faringe o bolo alimentar passa


para o esófago.

 Através dos movimentos


peristálticos o bolo alimentar é
levado até ao estômago.
Mecanismos básicos da digestão
 Os movimentos peristálticos
do esófago estimulam o
esfíncter esofágico inferior a
abrir, permitindo a entrada do
bolo alimentar no estômago.

O estômago é um órgão
muscular .
 Ocorrem processos
 Químicos – através das enzimas e
do HCl;
 Mecânicos – através dos
movimentos peristálticos.
Mecanismos básicos da digestão
 No estômago:
 Processo Químico
 Degradação das proteínas por acção da pepsina;
 Degradação dos lípidos pela lípase gástrica;
 O Ácido Clorídrico (HCl), presente no suco gástrico degrada
também os alimentos.

 O estômago é revestido por uma substância mucosa,


muco, que protege o órgão contra a acção corrosiva do
ácido gástrico.
Mecanismos básicos da digestão
 No estômago:
 Processo Mecânicos
 Os movimentos peristálticos permitem a mistura do suco
gástrico com a massa alimentar;

 Transformando-se em quimo, mistura semilíquida de


alimento parcialmente digerido.

 O quimo passa então lentamente para o duodeno,


porção inicial do intestino delgado, onde se vai iniciar a
parte mais importante da digestão e a absorção
Mecanismos básicos da digestão
 É ao nível do intestino delgado
que ocorrem os principais
fenómenos de digestão química.

 O quimo é misturado com o suco


pancreático, a bílis, que são
lançados no duodeno.

 A bílis elimina a acidez do suco


gástrico, formando um ambiente
alcalino que possibilita a acção
das enzimas do suco intestinal,
produzidas pela mucosa
intestinal e pelo pâncreas.
Mecanismos básicos da digestão
 Ao nível do duodeno ocorre a digestão:
 De prótidos através das proteases pancreáticas e intestinais.

 De glícidos como o amido, maltose, sacarose e lactose através


da amilase pancreática, maltase, sacarase e lactase.

 De lípidos, sendo que a maior partes destes são digeridos pela


lípase pancreática.

 A acção das lipases é auxiliada pelos sais minerais da bílis, que


emulsionam as gorduras em pequenas partículas,
possibilitando a acção das lipases, dando origem a ácidos
Mecanismos básicos da digestão
 No final da digestão que ocorre no intestino delgado,
essencialmente no duodeno, o quimo é transformando
em quilo, que contem:
 Aminoácidos, a partir da digestão de prótidos;

 Monossacarídeos, obtidos a partir dos glícidos


complexos;

 Ácidos gordos e algum glicerol, resultante dos lípidos;

 Águas, sais minerais e vitaminas.


Absorção intestinal
 A maior parte da absorção
ocorre ao nível do intestino
delgado, ao nível do jejuno-
íleo.

 A absorção intestinal consiste


na passagem dos produtos de
digestão para a corrente
sanguínea e linfática.

 A absorção eficaz é possível


graças a estrutura do
intestino.
Parede interna do intestino.
 A superfície interna do
intestino delgado apresenta
enumeras pregas
denominadas de válvulas
coniventes.

 Estas possuem milhares de


projecções em forma de dedo
de luva, chamadas
vilosidades intestinais.
Vilosidades intestinais
 Cada vilosidade intestinal é
constituída por:
 Rede de capilares sanguíneos;
 Vaso linfático central ou quiliféro;

 Ao nível das vilosidades ocorre


absorção selectiva de nutrientes.
 Apenas os nutrientes de menor
tamanho passam para a corrente
sanguínea e linfática.

 As vilosidades intestinais possuem


ainda inúmeras microvilosidades,
que aumentam grandemente a área
de absorção.
Intestino grosso
 Ao nível do intestino grosso ocorre
também absorção, essencialmente ao
nível do cólon ascendente.
 Água;
 Sais minerais.

 É no cólon descendente que ocorre a


formação das fezes, que são
eliminadas pelo ânus.
 As fezes são essencialmente
constituídos por:
 Alimentos mal digeridos;
 Água;
 Bactérias.
Sistema digestivo
 A finalidade do processamento dos alimentos é
garantir que os nutrientes cheguem às células, para
serem assimilados.

 Os nutrientes são utilizados para a obtenção de


energia e a síntese de novas moléculas.
Sistema Digestivo