Jean Piaget

Piaget era mestre em criar demonstrações simples de fenômenos cognitivos complexos, e seu
trabalho acerca da manutenção do volume está entre os mais conhecidos, cujo exemplo é, a
emblemática foto de uma criança observando os níveis de água de dois recipientes de tamanhos
diferentes. Jean nasceu na suiça e foi uma criança precoce, aos 10 anos teve uma página publicada
na revista natural local, descrevendo um andorinha albina, publicou ainda, diversos artigos sobre
moluscos, recebeu um convite para ser curador da seção de moluscos em um museu em genebra, o
qual acabou recusando. Terminou a faculdade aos 18 anos, e aos 21 anos obteve um Ph.D. em
biologia e fama internacional. Em seus anos de escola interessou-se por problemas filosóficos da
epistemologia especialmente pela questão de como adquirimos o conhecimento que temos do
mundo. Após o doutorado em biologia conhecendo profundamente textos sobre filosofia e
psicologia decidiu analisar o problema mais de perto em 1919 conheceu Theodore Simon que o
convidou para trabalhar no projeto de testagem da inteligencia em paris. Piaget passou a estudar a
inteligencia verbal de crianças em idade escolar, começou padronizando um teste de raciocínio
criado por Cyril Burt, psicólogo britânico, interessou-se mais nos processos de raciocínios que as
crianças usavam para responder. Após esses experimentos ele concluiu que o conhecimento nas
crianças é diferente do conhecimento nos adultos, tanto quantitativamente quanto qualitativamente,
o que o levou ao desenvolvimento da “teoria dos estágios do desenvolvimento cognitivo”. Aos vinte
e poucos anos, após 5 livros e diversos artigos publicados alcançou renome internacional. Após o
nascimento de seus 3 filhos e da análise sistemática dos mesmos, desenvolveu o famoso conceito da
“Permanência o objeto”, ele chamou essa abordagem de “epistemologia genética”, usando o termo
“genética” mais como referência aos processos de desenvolvimento e não a hereditariedade. O foco
de Piajet estava na determinação precisa do modo como o conhecimento se desenvolvia no
indivíduo, o que veio a ser conhecido como “esquemas”, ele acreditava que as crianças não eram
apenas receptoras passivas, mas formulavam ativamente o próprio conhecimento, seus estudos
estavam estreitamente relacionados com a psicologia de gestalt. Ao fim da vida Piajet tinha seu
próprio instituto de pesquisa na universidade de genebra, não ficou bem conhecido nos EUA como
era na europa pois não tinha seus textos traduzidos para o inglês, e nessa época os americanos
estavam mais preocupados com o behaviorismo. Mesmo assim Harvard lhe concedeu um título
honorífico, seu trabalho passou a ser mais conhecido na década de 60, época em que a psicologia
cognitiva começava a ocupar o centro da psicologia experimental norte-americana. Após um
congresso dedicado a seu trabalho e a publicação de “psicologia do desenvolvimento de Jean
Piaget” por John Flavell, as ideias de Piajet se tornaram conhecidas e lhe conferiu o status que tem
hoje, sendo conhecido como um dos psicólogos mais influentes do século 20.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful