Desenvolvimento de um servidor de arquivos em rede

(NAS) com o uso do FreeNAS
Camilo Kaneviecher1
1

Faculdade de Tecnologia Senac Pelotas
Curso Superior de Tecnologia em Redes de Computadores
Rua Gonçalvez Chaves, 602 - Centro
cecaene@gmail.com

Resumo. O presente projeto tem como objetivo demonstrar como é feita a
implementação, instalação e configuração de um servidor de armazenamento
de arquivos na rede (NAS). Usando - se de um item bastante comum em nosso
meio: um computador antigo, que por defasado acaba-se sem nenhuma
utilidade. O sistema que utilizaremos para essa ocasião será o FreeNAS, um
sistema de simples instalação, implementação e configuração. Que trará uma
nova função para aquele computador esquecido. O uso do servidor de
arquivos realizado aqui, é destinado, a pequenas e micro empresas e até
mesmo em casas onde se faz o uso de compartilhamento de arquivos, trazendo
mais organização e segurança para os arquivos em rede.
Abstract. This project aims to demonstrate how is done the implementation,
installation and confguration of a server on the network file storage (NAS).
Using a fairly common item in our device, an old computer lagged up with no
utility. The system we will use for this occasion will be the FreeNAS, a simple
system we will use for this occasion will be the FreeNAS, a simple system
installation, implementation and configuration. That will bring a new function
for that forgotten computer. The use of file server held here, is destined to mall
and micro enterprises and even in homes where there is the use of file sharing,
organizing and bringing more security to the network file.

1. Introdução
Um dos problemas de uma micro empresa, acaba sendo o pouco espaço encontrado para
centralizar e armazenar todos os arquivos de uma rede, fazendo entao o
compartilhamento de arquivos em mais de um computador, transformando o
armazenamento dos arquivos da rede um problema.
Por que não centralizar todos os arquivos da rede em apenas um lugar? Esse é
um dos pontos primordiais do uso dos NAS, mas o alto custo de um NAS profissional,
acaba se tornando inviavel.
Portanto por que não transformar aquele computador antigo e parado em um
potente NAS? Um computador parado que esteja funcionando, mais alguns HDS e o uso
do Sistema Operacional FreeNAS 7.0.2, acaba se tornando uma idéia útil e prática, onde
acabamos por "reciclar" aquele velho computador, ganhamos tempo com a busca de
arquivos na rede, organizamos e centralizamos todos os arquivos em um lugar só.

tem em versão para CD. Tornando o seu servidor de arquivos mais bem otimizado do que os sistemas operacionais genéricos. Network Attached Storage (NAS). transformado em servidores de armazenamento de arquivos.2.1.FreeNAS. permitindo ou não o acesso daquele usuário. transformar um computador em um servidor NAS. o mesmo torna-se um NAS dedicado. Vantagens Servidores NAS. foram especialmente desenvolvidos para o compartilhamento de arquivos. tem a versão live. Fácil Instalação .. será apenas um repositório de FTP.FreeNAS foi projetado com apenas um objetivo. e procede a instalação. pois foi desenvolvido em torno da interface de administração via web e de uma combinação de scripts em php e Shell. 2. Desvantagens Em relação aos NAS vindo de fábricas esses possuem limitações ao Hardware.iso e dá o boot. O FreeNAS é conhecido como um sistema operacional incorporado.Network Attached Storage Os servidores de armazenamento de arquivos são tão importantes nos atuais ambientes de TI que eles têm sido desenvolvido em um grupo de produtos independentes nos últimos anos. De forma fácil. Eles consistem em um ou mais servidores internos. ele não é um distribuição Linux. é o nome para Servidores de Armazenamento de Arquivos. dedicado a uma única tarefa: o NAS.. geralmente em um sistema operacional desenvolvido estritamente para essa função. ele é bastante simples de instalar e de configurar. é instalado em um computador. FreeNAS FreeNAS é um software gratuito que transforma um computador em um servidor NAS.) 3. Mostrando para o usuário Windows. Principais vantagens do uso do FreeNAS   Fácil Utilização . que não pode efetuar outras tarefas gerais como um Sistema Operacional (Windows. mas sim uma distribuição FreeBSD. com discos pré configurados. onde se roda direto de um CD. outro sistema Unix-like. Apple OS etc. Limitado ao seu próprio hardware. . Isto significa que é compacto e eficiente. 2. onde acaba não necessário o uso de Sistemas Operacionais Genéricos.2. o qual geralmente não seja possível fazer upgrades. Servidores NAS são basicamente máquinas ligadas em rede local.1. simples e barata. sendo assim um servidor de armazenamento de arquivos simples. NAS . Uma vez que o FreeNAS. Onde grava-se a . precisando o auxilio de um disquete ou pen drive. Seus Sistemas Operacionais foram desenvolvidos apenas para essa função de compartilhar arquivos. rápido e objetivo. Apesar disso. apenas uma unidade extra com os dados da rede dentro. Como citado por Gary Sims em seu livro "Learning FreeNAS". ganhando facilidade em sua instalação e recursos voltados apenas para o compartilhamento de arquivos. com arquivos de instalação. onde eles fornecem seus espaços em disco para o armazenamento de arquivos. Para intranet. muito usado em servidores. e a questão de lentidão se muitos usuários estiverem conectados ao mesmo tempo. 3.

4. É sempre bom levar em consideração o número de usuarios que vão fazer o uso do NAS. não há nada para se preucupar em sua instalação. daqui a alguns meses precisar para um servidor NAS por motivo de espaço. Com o uso do FreeNAS. 4. Pois os NAS precisam de espaço para se armazenar coisas. podemos usar aquele "velho" computador que está parado à algum tempo. que tenha um driver de cd funcionando. Mas é sempre bom termos um planejamento sobre o seu uso na rede. placas-mães com resfriamento diferenciado etc. Ao contrario de uma instalação completa de um sistema operacional tradiconal. não é por ser um sistema de fácil implementação e configuração. Fácil Administração . não exige uma configuração top de linha com 4Gb de memória. duplicações de arquivos.1. O seu programa de gerenciamento seja de fácil intendimento onde um administrador. Simples. sem mistérios para configurações. processadores potentes acima de 2 núcleos. implementação. Administração: Pense sempre em uma solução NAS de fácil. Hardware O FreeNAS. Quesitos esse que acaba destacando o FreeNAS como um NAS. não seria nada agradável. poderoso e objetivo. Sempre é melhor sobrar do que faltar espaço.. Desde o planejamento de sua rede. O uso do FreeNAS é simples até mesmo em relação Software x Hardware. lógico que se 10 usuários forem tranferir dados ao mesmo tempo o uso da CPU não vai ser o mesmo do que 1 usuário. acaba-se por ser "limpo" sem excessos de serviços. consiga fazer uma modificação sem maiores problemas ou demoras. onde se usa o mínimo de um computador. como uma solução cara.. bem acessivel. 4.0 .2. FreeNAS: Pré . desde que o mesmo funcione e adicionar a capacidade de armazenamento desejada.2. cópias. instalação e configuração. o hardware necessário para a sua utilização até os principios da rede cabeada e sem fio. FreeNAS. é sempre importante ser comentadas.Como dito. E com um servidor de arquivos não é diferente 2 itens são importantes para se trabalhar com NAS:    Custo: O custo de um servidor NAS comercial. Capacidade de armazenamento: Quantos HDS. ou 25 usuários. minimo que for mas precisa-se de um. Por esse motivo. USB 2. 4. para evitarmos futuros transtornos. acaba-se desnecessário de alguns detalhes minimos que não podem passar por despercebidos. Planejamento Tudo na área de TI precisa-se de um bom planejamento. A interface de gerenciamento é de uso simples. apenas com a configuração de rede local. Não importa se for destinado a 1 usuário. é visto por muitos usuários. ferramentas e/ou aplicativos de dificil configuração. usar em meu NAS? Isto com certeza é uma questão muito importante.1. acaba-se então está questão pois o custo é 0.Requisitos O FreeNAS. o FreeNAS. qual a maioria dos tipos de arquivos. é um sistema operacional dedicado NAS. O valor será sempre o mesmo 0.

vendo que o tempo levado para se ligar através de um Sistema Operacional em uma USB é mais rápido. lenta. Entra ainda alguns fatores.0.0.freenas. lajes). A Rede Como estamos montando um servidor de arquivos na rede. Tornando ainda mais complicado a conexão com o servidor. nos tempos de hoje. o seu servidor de arquivos também terá o seu acesso lento.1. Portanto é bom ter a sua estrutura preparada para receber periféricos em Gb. onde se "cripam" os 8 fios encontrados no cabo CAT5. usaremos um cabo CAT5. FreeNAS: Instalação Com o conhecimento necessário em relação ao FreeNAS e ao seu hardware. 4.1. Plugues: Sempre usado o RJ45. é bom "prever" uma futura expansão em sua rede. Os computadores antigos. tanto doméstica como empresarial. Se for uma empresa. 5. Wireless O FreeNAS tem suporte ao acesso via wireless. que é o mais comum entre uma rede doméstica e de micro empresa. Em uma rede bem estuturada temos que levar algumas considerações. 100% para armazenamento. tanto a distância do ponto de acesso.3.3. para não haver aqueles improvisos de não ter mais lugar em seu Switch para mais computadores. 5. preucupando-se com Switches e placas-de-rede já com esse tipo de conexão. Melhorando também o desempenho da inicialização do FreeNAS.O seu servidor FreeNAS. e efetuaremos o boot . As conexões sem fios tem uma velocidade limitada á 54 mbps. ou para instalar o próprio FreeNAS em uma dessas unidades. e de disponibilidade. Gigabits ou Megabits: Para uma rede rápida é bom ser considerado sempre uma rede em gigabit. instalar e configurar o nosso servidor de arquivos. e alguns atuais ainda vem com conexões de rede em Mb. onde gravaremos o mesmo em um CD. armários. apenas se quiser usar um Pen drive ou HD externo para armazenar as configurações do FreeNAS. um ponto importante é a própria rede. trataremos em colocar um switch gerenciavel ou não gerenciavel. 4. Se você tem uma rede mal estruturada. usaremos o arquivos . tornando o envio e recebimento de arquivos mais lento do que por cabo. com o acréscimo de mais computadores. Por questão de preço. Switches: Como teremos uma pequena rede. como o tipo de cabo usado. já temos os cabos CAT5 e CAT6 e também o uso das fibras óticas.iso FreeNAS 7.81. Portanto não é o melhor método para se conectar ao FreeNAS. vai precisar de uma porta USB 2. começaremos a implantar. onde a tranferencias ocorrerá em Gb e não em Mb.     Cabos: Cabo de rede. o tipo de plugue. quanto a obstaculos na frente (paredes. que acabam por deixar mais lenta a conexão. switches ou se vai ter conexões sem fios. em seus tempos primórdios usado um cabo coaxial.org). com o número x de portas de acordo com o que a sua necessidade precisa. deixando os HDs. Arquivos de instalação Acessando a página do projeto FreeNAS (http://www.

Procedimentos de instalação Com o boot devidamente configurado para o CD. mas não tem efeito sobre o desempenho. Assim que o sistema iniciar. o que reduz brutalmente o desempenho de leitura e gravação. haverá uma pequena demora de alguns segundos. Existem 2 opções disponiveis para download 32 bits (i386) e 64 bits (amd64). desativa o DMA e o modo de acesso de 32 bits aos HDs. iniciaremos o computador com o CD dentro.2. 5. Essa tela inicial permite que você inicialize o sistema com o suporte a ACPI desativado ou em modo de segurança. configurando a rede (opção 2) e acessando através do navegador de outro computador a interface de configuração do FreeNAS. Use-o em apenas último caso. entretanto. . network e software (Figura2). Menu inicial Após o boot ser iniciado. com 6 opções. é um cd autobootavel onde já vem com o sistema istalado nele. e já testando algumas ferramentas. conforme visto na figura01. aparecerá uma tela inicial de boas vindas do FreeNAS. O FreeNAS Live CD. pode se utilizar a versão 32 bits em qualquer PC. onde carregará informações e menus de configurações de hardware. Desativando o suporte a ACPI reduz o número de opções de gerenciamento de energia. duas opções destinadas a solucionar problemas de compatibilidade em micros antigos.apartir do drive de CD. ao menos que você pretenda usar mais de 4GB de memória RAM em seu NAS. A maioria dos casos o modo de acesso é através do menu 1 (Boot [default]) Figura 1. sem necessitar de instalação. O modo de segurança. logo em seguida o boot irá carregar os arquivos necessários para o inicio da instalação. no qual conseguimos fazer testes antes mesmo de instalar.

que ocupa 64 MB de espaço em vez de 32 MB. Após concluir a instalação ele voltará para o menu. A vantagem da opção 3 é que você pode instalar software adicionais. Vantagem desse uso é a certeza que você terá de ter todo o espaço do teu disco a sua disposiço. em MB. Figura 3. com o sistema instalado de forma descompactada. A diferença entre elas é que a opção 2 instala o sistema de forma compactada. no qual efetuará o reinicio direto do sistema já instalado em sua máquina. Opções de instalação   Opção 1: É destinada a instação em pen drives. virá com 8 opções e não 9 como antes de sua instalação. etc. enquanto a opção 3 faz uma instalação padrão.3.). ele perguntará o tamanho da partição do sistema. Pronto o seu sistema já está instalado! 5. aproveitando que o FreeNAS suporta a instalação de pacotes adicionais e pode ser personalizado conforme o desejado. Neste caso usaremos a opção 3. Opção 2 e 3: São semelhantes ambas permite instalar o sistema em um dos HDs da máquina. com as 9 opções. o sistema roda inteiramente a apartir da memória RAM.Figura 2. onde iremos para as opções de instalação do FreeNAS (Figura3). Para minimizar o volume de operações de leitura e gravação. Configurações de rede no servidor . ocupando apenas 32MB de espaço em disco. Nessa opção o sistema é instalado de forma compactada. acesse a opção 9 (Install/Upgrade to na hard drive/flash device. da mesma forma que a opção 1. sempre é bom colocar alguns MB a mais. Notando que o Console de Configuração do FreeNAS. Console de instalação Para efetuar a instalação. onde ele mostrará o minimo. para eventuais modificações no sistema. onde necessitará do reinicio do sistema (opção 7). removendo o FreeNAS Live Cd do drive.

1. Pois a configuração. Figura 5. 6 . Os únicos parametros obrigatórios são o endereço de IP (Figura4) e a máscara. Acessando no console de configuração a opção 2 (Set LAN IP address).Interface web: Configuração Após devidamente configurado o servidor. em "General" é possivel a troca do hostname. acessando-a de qualquer terminal da rede. onde será realizada as configurações de IP que será usado pelo NAS. Idioma da interface. o gateway e o DNS usados na rede.5. time.1. que foi configurado no servidor.3. Sendo possivel e recomendado a troca dessa senha pelo administrador em "Sytem>General>Passwords". o servidor está configurado e pronto para efetuarmos suas configurações. ligada a rede. e vice e versa. Através do IP. configurações de DNS.Agora resta apenas algumas configurações no servidor referente a rede. Usuario Admin. para eliminarmos os teclados e monitor do servidor e partirmos para a parte de configuração via interface web. Configurando IP Após esses procedimentos. o acesso e manutenção pode ser efetuada através da interface web. será solicitado o Login(admin) e Senha(freenas) padrões de acesso a interface do servidor. sem essa configuração o servidor não terá comunicação com os terminais. mouse e monitor.1 Configurando IP do Servidor Um ponto importante em seu servidor é a configuração de IP. sempre salvando cada alteração feita. não precisa ficar com teclado. 5. Buscando esse endereço no navegador. através de sua interface web. Figura 4. Neste caso: http://10. Apenas a CPU funcionando. Tela inicial da interface do FreeNAS .

teremos que adicionar a partição criada pelo instalador. onde cda opção vem com uma breve descrição para auxiliar o administrador em sua configuração. modo de tranferencia "Auto". vem com os discos desativados. Figura 7. Vá em "Disk > Mount Point" e clique no botão "+" (Figura 7). fazendo com que o administrador adicione os discos e seus respectivos compartilhamentos. no meu caso ad4. uma breve descrição para a sua organização. Disco adicionado Após a adção do disco.De inicio o FreeNAS. Se o servidor ficar sempre ligado. Montando as partições . Para ativar os discos instalado no servidor navegue até a opção "Disks>Management" e onde se tem um botao "+" vai ser onde adicionaremos os discos (Figura6). as configurações aqui vão de acordo com suas necessidades. Onde seleciona-se o disco em meu caso ad4 e em "partition number" 2. pois a primeira partição é somente do sistema. na tela seguinte indique o disco que estã sendo adicionado. ative a opção de standby para ter uma economia de energia. Figura 6.

estando ciente para que cada serviço trás de funcionalidade. neste caso: camilo. sempre lembrando em clicar em "add" e logo "Apply Changes".  CIFS/SMB .Em "Acess > Users and Groups" onde iremos criar os grupos e os usuários para acesso ao servidor. cabe ao administrador qual serviço liberar. Configura-se também o NetBIOS este é o nome que o FreeNAS vai ser identificado pelos computadores na rede e o grupo de trabalho da tua rede.É o protocolo padrão para compartilhamento de arquivos em redes Windows. se não a alteração acaba não tendo efeito. .Serviços Por motivos de seguranças nenhum serviço . também compativel com Linux e Mac OS. Com isto o acesso ao servidor de arquivos fica restrito a aquele usuário. Essa questão é mais pessoal mesmo de cada administrador. Deixando em Local user (é o mais recomendado). Figura 8. Na guia "Settings" é onde é feita a configuração do serviço. adicionando grupos e usuários 6. para o nosso teste habilitaremos o CIFS/SMB . . Em "Authentication" é o tipo de autenticação necessária para acessar os compartilhamentos. Sempre cria-se o grupo primeiro e depois o usuário. pois apenas usuários cadastrados no FreeNAS terão acesso ao compartilhamento exigindo um Login e uma Senha pré definida para aquele usuário."Services" do FreeNAS vem habilitado.1.

preencha os campos "Name" e "Comment" com um nome e um comentario para o compartilhamento nesse meu caso criei o compartilhamento "imagens". clicando no botão adicionar "+" (Figura9).Na aba "Shares" é onde adicionamos um novo compartilhamento. Figura 9. solicitando o login e a senha do usuário (Figura10). Figura 10. instalação e configuração. Login e Senha de acesso . Compartilhamento Criado Com essa configuração pronta teremos em nossa rede o nosso servidor FREENAS. de fácil implementação. uma maneira fácil e de muita utilidade em ma rede doméstica ou comercial. É interessante sempre marcar a opção "Recycle bin" ele cria uma lixeira no compartilhamento tendo a opção de recuperar arquivos deletados.

o FreeNAS é um servidor de arquivos bem completo. através do Xbox 360 ou algum outro player de midia compativel. armazena todo o seu arsenal de protocolos disponiveis relacionados a servidores de arquivos. BitTorrent No FreeNAS. UpnP É um serviço muito útil para aqueles que tem em suas casas.E por fim o nosso compartilhamento criado com sucesso.2. 7. Tendo acesso diretamente do teu servidor de arquivos as tuas música do iTunes. basta o seu administrador saber explora-lo abaixo colocarei algums serviços interessantes do FreeNAS. Pode se ainda colocar uma senha para o acesso a página de gerenciamento do cliente marcando a opção "Require authentication" preenchendo os campos Username e Password. antes de efetuar uma atualização em seu sistema.1. poderá acessar seu servidor de arquivos. encontramos um cliente para downloads da rede BitTorrent. o Transmission. Itunes/DAAP É o protocolo para compartilhamento de áudio desenvolvido pela Apple para compartilhamento da biblioteca do iTunes dentro de uma rede doméstica.1.1 . é sempre válido fazer um backup de suas informações de configuração no caso de algo der errado durante a atualização. precisando retornar ao estado anterior. Outros serviços Como falado anteriormente. o FreeNAS. Esse protocolo é usado para compartilhamento de mídia pelo FreeNAS. . Backup de arquivos de configuração do FreeNAS Uma ferramenta útil e usada pelo FreeNAS e seus administradores é a opção de Backup. Compartilhamento Funcionando 7.Serviços (Services) No menu "Services" da interface web. e executa-lo diretamente no Player.3. 7. um Xbox 360 por exemplo. Figura 11. a configuração do serviço de BitTorren acaba sendo muito simples. selecionar um diretório para criação da base de dados dos arquivos "Database Directory". 8. basta selecionar o diretório destino para os downloads completos no campo "Download Directory" que o serviço já está configurado.1. 7. adicionar os diretórios que contem arquivos de mídia no campo "Content" e selecionar o tipo de aplicação em "Profile". para usa-lo basta definir um nome para o servidor.1. 7.

Envio de relatório de status de email 10. Status O FreeNAS.Para essa opção de backup entre em "System > Backup/Restore". Para configurar esses relatórios vá até "Status > report e-mail" (Figura12). estão no menu "Status". centralizando-os em apenas uma unidade. o FreeNAS. que micro empresas e até mesmo usuários domésticos encontravam. Estas. Figura 12. FreeNAS não inclui um servidor de email (SMTP) o administrador terá que dizer qual o servidor utilizar. trás de hardware simples um software robusto com itens que muitas vezes só encontravamos em alguns NAS comerciais em que muitos usuários acabariam sem conhecer ou ter acesso há um.dias. minutos. clique em "Download Configuration". . vem com algumas excelentes ferramentas para monitorar o status do seu servidor. acaba com muitos transtornos. perguntando se desejá salvar o arquivo em seu HD. então. O FreeNAS é a prova de que um projeto source. envia o arquivo de configuração para o seu navegador. Para o backup da configuração. Tendo 2 opções nesta página. programado pelo administrador. 9. Simples e intuitivo. Conclusão Com o estudo abordado sobre o Sistema FreeNAS. horas. segundos. O servidor. tem a opção dos meses. FreeNAS tem capacidade de enviar relatórios de status pelo e-mail. uma para backup e outro para a restauração. o gerenciamento dos arquivos espalhados pela rede. Com o FreeNas isso foi possivel. foi concluído que o FreeNAS acaba sendo uma ferramenta poderosa de simples uso e configuração com uma fácil administração. com a ajuda de muitos usuários podem rever algumas maneiras de enchergar algo na área de TI.

Carlos E.Attached Storage with FreeNAS 8".Aproveitando aquele PC antigo para fazer um poderoso NAS". NAS e SAN". Ed. Gary (Agosto. 2011) "How To Build Your Own Network .com/2012/02/01/how-toset-up-a-home-file-server-using-freenas/ Sims. Ulf et al (2009) "Storage Networks Explained".forumpcs. 2008) "FreeNAS Tutorial for Windows Users". 2008) "Learning FreeNAS".Wiley Ltd. Filipe (16 de Novembro. 2008 ROB (12 de Janeiro. Anthony (4 de Maio.hardware.html Morimoto. 2009 .br/espaco_aberto/2011/11/16/freenas-%E2%80%93-apro veitando-aquele-pc-antigo-para-fazer-um-poderoso-nas/4/ Browning. 2008) "Configurando um NAS doméstico com o FreeNAS".com/computing/84270-how-to-build-your-own-networkattac hed-storage-with-freenas-8 Troppens. Carlos E.lagesse. http://www.extremetech. Acessado em Junho de 2012. Ed. Acessado em Maio de 2012.com. 2011) "FreeNAS . http://www. 2007) "Armazenamento de rede: DAS.Referência Morimoto . (13 de Novembro. John (1 de Fevereiro. Acessado em Maio de 2012. http://blogs.br/tutoriais/freena s/pagina3.com. http://www. (27 de Fevereiro.engadget. http://www. 2012) "How-To: Set up a home file server using FreeNAS".com.br/tutoriais/das-nas-san/ Utzing. Acessado em Junho de 2012. Acessado em Junho de 2012.hardware. http://www. PACKT Publishing. Acessado em Junho de 2012.org/freenas-tutorial-for-windows-users-part-threeupgrading/ Sebastian.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful