Você está na página 1de 288

Coleção Fábulas Bíblicas Volume 7

CRIMES

DE DEUS

E DO CRISTIANISMO

Coleção Fábulas Bíblicas Volume 7 CRIMES DE DEUS E DO CRISTIANISMO JL jairoluis@ukr.net 2

JL

NÃO MATARÁS. O “mandamento” mais hipócrita e mentiroso do “deus” bíblico. 3

NÃO MATARÁS.

O “mandamento” mais hipócrita e mentiroso do “deus” bíblico.

Sumário

Introdução

 

10

1 - Vergonha cristã. Sacrifícios humanos na Bíblia!

12

1 - Sacrifício humano para Deus

12

2 - Sacrifício humano para Deus

13

3 - Sacrifício humano para Deus

14

4 - Sacrifício humano para Deus

14

5 - Sacrifício humano para Deus, só de

14

2 - Vergonha cristã. Deus apoia o canibalismo!

16

1 - Canibalismo na Bíblia, devorando os filhos!

16

2 - Canibalismo na Bíblia, comendo os filhos!

17

3 Canibalismo na Bíblia, comendo Jesus!

17

4 Canibalismo na Bíblia, como castigo de Deus!

18

5 Quantos cristãos leram a Bíblia?

19

3 - Deus é bom e Satanás é mau?

21

1 - Mortes sob a responsabilidade de Deus

22

2 - Mortes sob a responsabilidade de Satanás

23

3 - Conclusão

24

4 - Bíblia Manual de Crimes

27

1

- A Bíblia é uma lição de amor ou de crimes?

27

5 - Deus é a fonte de todo mal

29

1 -

Gênesis

31

2 -

Êxodo

33

3 -

Deuteronômio

33

4 -

Samuel

34

5 -

1

Reis

34

6 -

2

Crônicas

34

7 -

35

8 - Problemas no livro de Jó

35

9 Confirmação

36

10

Isaías

37

11 Jeremias

37

 

12

Lamentações

40

13

Ezequiel

40

14

Miqueias

41

15

-

Amós

41

16

- Conclusão

41

6

-

O Diabo, outra

43

 

1 - A criação judaico-cristã do diabo

43

2 -

Satanás ou Satã

44

3 - Belial (Belhor, Baalial, Beliar, Beliall, Beliel)

46

4 -

 

Diabo

47

5 -

Demônio

48

6 - Mamom

48

7 -

 

Azazel

49

8 -

Belzebú

50

9

- Lúcifer ou Luzbel

51

10 -

Conclusão

53

11 - Nota

54

12

Comentário

55

7 - Cinco catástrofes. responsável: Deus?

56

 

1 A perseguição dos primeiros

56

2 A Santa Inquisição

57

3 A Colonização da América

58

4 A Segunda Guerra Mundial

60

5

A Peste Negra

61

8 Todas as maldições de deus

63

 

1

-

Contra todas as mulheres

64

2 - Aos que escutam suas esposas em vez do deus bíblico

64

3 - A todos os homens

64

4 - Aos que maldizem a tribo (supostos descendentes) de

Abraão

65

5 - Aos que não guardam o pacto eterno de Deus (circuncisão)

65

6 - Aos praticantes de “sodomia”

66

7 - Aos filjos nascidos de relações incestuosas

66

8

- Aos que se negam a serem escravos do povo hebreu e a adorar

o

deus

bíblico

e

que

maldizem

aos

crentes

da

mitologia

Abrâmica

 

66

9

- Aos assassinos

 

67

10 - Aos filhos que agridem seus pais

 

67

11 - Assim como os que simplesmente maldizem seus pais

67

12 - Aos ladrões e mercadores de pessoas

 

67

13 - Aos que provocam um aborto

 

68

14 - Aos que não previnem ataques de seus animais perigosos

68

15 - Aos

envolvidos com “bruxaria”

 

68

16 - Aos que sacrificam a “deuses falsos”: outro eufemismo para

discriminar os deuses das outras

70

17 - Aos que querem tirar alguém do caminho do

70

18 -

Aos

que

amaldiçoam os

70

19 - Aos que não respeitam o dia de repouso

72

20 -

Aos

que

possuem objetos “malditos”

73

21 - Aos que desobedecerem qualquer mandamento de Deus

74

22 - Aos que adoram outros deuses e creem em tarô e

horóscopos

75

23 - Aos que se rebelam contra os sacerdotes

75

24 - Aos que praticam “ocultismo” e coisas à “new age”

76

25 - Aos falsos profetas (ou seja, todos)

76

26 - Aos

filhos rebeldes

77

27 Às mulheres que não casam virgens

77

28

Aos

“fornicadores”

78

29

Aos

estupradores

79

30 Aos filhos bastardos (fora do casamento)

80

31 Aos que adoram esculturas e imagens

81

32 que

Aos

desonram os pais

81

33 fraudadores

Aos

81

34 Aos que confundem os cegos (cegados por deus)

81

35 Aos oprimem o estrangeiro, o órfão e a viúva

81

36

Aos

incestuosos

82

37 Aos que praticam relações sexuais com animais

82

38 Aos que

83

39 - Aos assassinos por

83

40

- Aos que deixam de crer em deus ou o trocam por

84

41 - Aos que não servem a deus com alegria na

84

42 - Aos que não reverenciam o nome do deus

85

43 - Aos que sacrificam crianças a outros deuses em vez de ao

bíblico

 

85

44

- Aos que cometem

85

45

- Aos que andam atrás de encantadores e

86

46

- Aos que mantém relações

86

47

- Aos que desposam uma mulher e sua

86

48

- Aos que mantém relações sexuais durante a

87

49

- Aos que pratica espiritismo e a

87

50

- Aos que blasfemam o nome do deus

87

51

- Aos que se negam a colaborar nas lutas do deus

88

52

- Aos que não dão glória ao deus

88

53

- Aos que roubam a Deus nos dízimos e oferendas

88

54

-

A seu próprio

90

55

- Aos povos que ordena conquistar e

90

56

- Aos que se negan a advertir os que

91

57

- Aos que “pervertem” ou modificam o Evangelho de Cristo. (Ou

de

Paulo?)

92

58

- A los que se negan a perdoar dívidas dos que pedem o perdão

 

93

59

- Ao que paga o mal pelo bem

93

60

- Aos pais que não “disciplinam” seus

94

61

- Aos que tem uma “mente

95

62

-

À casa do

96

63

- Aos que não dão ao

96

64

- À terra, por causa da desobediência do homem

96

65

- Aos que confiam no homem e não em

97

66

Jerusalém será um exemplo de maldição para todas as nações

se os judeus se rebelam e não cumprem a “lei” do antigo

testamento

97

67 - Aos que ensinam rebeldia contra o deus

97

68 - Aos indolentes e aos que “descuidam a obra do

98

69 - Aos ladrões e aqueles que juram em falso pelo nome de

99

Deus

70

-

Aos

orgulhosos

 

99

71

- Aos que retiram ou acrescentam à “palavra de

99

Conclusão

 

100

9 - Assassinatos e crimes na Bíblia >>>

101

1

-

Quem é o mais covarde:

112

2 - Puta sacanagem!

 

113

3 - O “strip” público de Davi

119

4 - Pequena contradição

 

119

5 - Deus assassinando o filho de Davi

120

6

-

Estuprando a própria

irmã

120

7 - Assassinando o próprio irmão

121

8 - O muro assassino de Deus

122

9 - Fraude bíblica descarada

124

10

- Não acreditaram nas lorotas de Jesus

128

4

A triste verdade

 

129

10 - Lista de assassinatos de Deus >>>

130

11 - Lista de assassinatos do Cristianismo >>>

188

12 - Assasssinos Cristãos >>>

 

194

1 - Constantino I, O

195

2 - Constantino II

197

3 - Cirilo de Alexandria

197

4 - Santo Agostinho

200

5 -

Leão I

202

6 - Carlos Magno

 

202

Período Papal da “Pornocracia”. (904-963)

204

14 -

João XII

 

212

15 -

Benedito VIII

 

215

16 - Gregório VII

217

17 Urbano II

-

 

218

18 Bernardo de Claraval

-

 

221

19 Inocêncio III

-

223

20 - São Tomás de Aquino

225

21 -

Inocêncio

VIII

227

22 - Cristóvão

Colombo

227

 

23 -

Torquemada

 

230

24 - Martinho Lutero

232

25 -

Teresa

de Avila

235

26 -

Cotton

Mather

237

27 -

Andrew Jackson

240

28 -

Leão XIII

 

242

29 Coronel John Chivington

-

243

30 - Pio XI

 

247

31 Pio

-

XII

250

32 Miroslav Filipović

-

255

33 - Antonio Plaza

260

13

-

Conclusão

 

263

14

- Advertências ao leitor crente >>>

267

Mais conteúdo recomendado

277

Livros recomendados

278

Fontes:

288

Introdução

De tanto ouvir falar da maravilhosa moral divina e absoluta da Bíblia Sagrada, como descrente sem deus no coração e em todas as outras partes do corpo, pensei: talvez afinal esteja ai a oportunidade de ter uma nova vida com base em uma moral realmente superior, diferente da que herdamos do reino animal, ao qual pertencemos.

da que herdamos do reino animal, ao qual pertencemos. Após um breve um mergulho na Bíblia

Após um breve um mergulho na Bíblia em busca desta moral fabulosa, quase morremos afogados em sangue! É estarrecedor o estado de torpor mental das “pessoas” que defendem este livro e sua “moral”. Qualquer criatura sensata cagaria em cima deste alfarrábio de crimes, imoralidades e maus conselhos, após a

leitura das primeiras páginas. Não encontramos a tal moral, entretanto encontramos coisas muito interessantes, sangrentas e divertidas.

Para os que defendem esta imundície imprestável chamada Bíblia Sagrada (sem jamais ter lido), fizemos este pequeno resumo sobre os atos do deus de amor e o que os amorosos cristãos têm feito à humanidade em nome dela e de seu deus literário imaginário. Aqui fica fácil entender porque a Igreja Católica sempre escondeu e proibiu a leitura da Bíblia aos leigos por mais de 1000 anos, não era para proteger a palavra de algum deus, mas para acultar ao máximo o livro imprestável e vagabundo que é: um simples manual de crimes, maus exemplos e um amontoado de histórias idiotas, usado para trollar ignorantes retardados.

simples manual de crimes, maus exemplos e um amontoado de histórias idiotas, usado para trollar ignorantes

1 - Vergonha cristã. Sacrifícios humanos na Bíblia!

Caro leitor crente judaico- cristão, antes de falar qualquer bobagem defendendo seu deus imaginário, lembre-se: o deus judaico-cristão exige sacrifícios humanos como qualquer deus tribal ou indígena de qualquer época primitiva, além dos sacrifícios animais que ele adora. Duvida?

além dos sacrifícios animais que ele adora . Duvida? 1 - Sacrifício humano para Deus Levítico

1 - Sacrifício humano para Deus

que ele adora . Duvida? 1 - Sacrifício humano para Deus Levítico 27:29. “ Nenhuma pessoa

Levítico 27:29. Nenhuma pessoa consagrada para a destruição poderá ser resgatada; terá que ser executada”.

Um exemplo está em Juízes 11:30- 39, onde Jefté sacrifou sua própria filha a Deus. Pai assassino sádico e Deus chantagista você encontra na Bíblia Sagrada! Jefté sabia exatamente quem sairia ao seu encontro, portanto, ofereceu sua filha em sacrifício conscientemente e sem constrangimento algum. Exemplo maravilhoso para os pais modernos.

30 - E Jefté fez um voto ao SENHOR, e disse:

Se totalmente

deres os filhos de Amom na minha mão

, 31 -

Aquilo que, saindo

da porta de minha casa, me sair ao encontro,

voltando eu dos

filhos de Amom em paz, isso será do SENHOR,

e o oferecerei

em holocausto.

34 -

Vindo, pois, Jefté a Mizpá, à sua casa, eis

que a sua filha lhe saiu ao encontro com adufes e com danças

;

e era ela a única filha; não tinha ele outro filho nem filha.

2 - Sacrifício humano para Deus

4 - E

o Senhor disse a Moisés: "Prenda

todos os chefes desse povo, enforque-os diante do Senhor, à luz do sol, para que o fogo da ira do Senhor se afaste de

Israel

". 5 - Então Moisés disse aos juízes

de Israel: "

Cada um de vocês terá que

matar aqueles que dentre os seus homens se juntaram à adoração de Baal-

 

Peor". 6 - Um israelita trouxe para casa

  Peor". 6 - Um israelita trouxe para casa uma mulher midianita, na presença de Moisés

uma mulher midianita, na presença de Moisés e de toda a comunidade de Israel, que choravam à entrada da Tenda do

Encontro. 7 - Quando

Finéias, filho de Eleazar, neto do sacerdote

Arão, viu isso, apanhou uma lança, 8 - seguiu o israelita até o interior da tenda e atravessou os dois com a lança; atravessou

o

corpo do israelita e o da mulher. Então cessou a praga contra

os israelitas

. 9 - Mas os que morreram por causa da praga foram

vinte e quatro mil. 10 - E

filho de Eleazar, neto do sacerdote Arão,

o Senhor disse a Moisés

: 11 - "Fineias,

 

desviou a minha ira de

sobre os israelitas

que tenho

consumisse.

, pois foi CIUMENTO, com o mesmo CIÚME

em meu CIÚME eu não os

por eles, para que

3

- Sacrifício humano para Deus

3 - Sacrifício humano para Deus 2 Samuel 21:6 , 8-9 6 - que sete descendentes

6 -

que sete descendentes dele (Saul)

sejam executados perante o Senhor, em

Gibeá de Saul, no monte do Senhor

".

"Eu os entregarei a vocês", disse o rei

(Davi). 8 -

o rei (Davi) mandou buscar

dois

filhos de

Armoni e Mefibosete

,

Rispa, filha de Aiá,

Saul,

de Saul, que ela teve com Adriel, filho de

que ela teve com

, filha

e os cinco filhos de Merabe

Barzilai, de Meolá. 9 - Ele os

entregou aos gibeonitas, que os

executaram no monte, perante o Senhor.

Os sete foram mortos

ao mesmo tempo, nos primeiros dias da colheita de cevada.

4 - Sacrifício humano para Deus

Números 31:40. “16.000 pessoas,

das quais

o tributo para o Senhor

foram 32”.

pessoas, das quais o tributo para o Senhor foram 32” . 5 - Sacrifício humano para

5 - Sacrifício humano para Deus, só de sacanagem.

Ezequiel 20:25-26 25 - Também os abandonei a decretos que não eram bons e a

25 - Também

os abandonei a

decretos que não eram bons

e a

leis pelas quais não conseguiam

viver;

26

-

deixei

 

que

se

contaminassem por meio de suas ofertas o sacrifício de cada filho

mais

velho

,

para

que

eu

os

enchesse de pavor e

para que

eles soubessem que eu sou o

Senhor’.

 

Todo cristão é um adorador de vários assassinos sádicos, uns imaginários e outros bem reais.

assassinos sádicos, uns imaginários e outros bem reais. E não são apenas estes, existem muitos outros.

E não são apenas estes, existem muitos outros. O Deus de amor aceita e exige muitos sacrifícios humanos por chantagem, para acalmar seu ciúme e como sua parte nos saques!!! Sem falar no sacrifício sádico e inútil de seu próprio filho!

Sempre que existissem pessoas condenadas ao anátema, estas

Não

poderiam ser salvas em hipótese alguma. Veja o exemplo 3, no célebre caso bíblico de Saul que invade os amalequitas, mas acaba (com o apoio do povo ou sob a pressão deste) poupando a vida de Agague e da melhor parte do gado dos amalequistas, ato que

tinham obrigatoriamente que ser

executadas para Deus

.

Samuel interpreta como transgressor (uma vez que

), tirando-o da qualidade

de rei e abrindo portas para Davi, outro assassino sádico protegido por Deus.

Saul mente

dizendo que iria sacrificá-los para Deus

2 - Vergonha cristã. Deus apoia o canibalismo!

2 - Vergonha cristã. Deus apoia o canibalismo! Bem, se deus não sente nenhum constrangimento em

Bem, se deus não sente nenhum constrangimento em exigir milhares de sacrifícios humanos, seria surpresa se não apoiasse o canibalismo. Pois apoia!

1 - Canibalismo na Bíblia, devorando os filhos!

Deus não só apoia o canibalismo, mas o utiliza como punição contra os infiéis. Deus
Deus não só apoia o canibalismo,
mas o utiliza como punição contra
os infiéis.
Deus aprova o canibalismo
Deuteronômio 28:53-57.
53 - Por causa do sofrimento que o
seu inimigo lhes infligirá durante o
cerco,
vocês comerão o fruto do
próprio ventre, a carne dos filhos e filhas que o Senhor, o seu
Deus, lhes deu
. 54 - Até mesmo o homem mais gentil e educado

entre vocês não terá compaixão do seu irmão, da mulher que

ama e dos filhos que sobreviverem, 55 - de modo que

não dará

a nenhum deles nenhum pedaço da carne dos seus filhos que

estiver comendo

, pois nada lhe sobrará devido aos sofrimentos

que o seu inimigo lhe infligirá durante o cerco de todas as suas cidades. 56 - A mulher mais gentil e delicada entre vocês, tão delicada e gentil que não ousaria encostar no chão a sola do pé,

será mesquinha com o marido a quem ama e com o filho e a filha, 57 - não lhes dando a placenta do ventre nem os filhos

que gerar. Pois

e no sofrimento que o seu inimigo infligirá a você em

suas cidades.

a sua intenção é comê-los secretamente durante

o cerco
o
cerco

2 - Canibalismo na Bíblia, comendo os filhos!

2 Reis 6:26-29 26 - E sucedeu que, passando o rei pelo muro, uma mulher
2 Reis 6:26-29
26 - E sucedeu que, passando o rei pelo
muro, uma mulher lhe bradou, dizendo:
Acode-me, ó rei meu senhor. 27 - E ele
lhe disse:
Se o SENHOR te não acode
,
donde te acudirei eu? Da eira ou do lagar?
28 - Disse-lhe mais o rei: Que tens? E
disse ela: Esta mulher me disse:
Dá cá o
teu filho, para que hoje o comamos, e
amanhã comeremos o meu filho. 29 -
Cozemos, pois, o meu filho, e o comemos
; mas dizendo-lhe eu

ao outro dia: Dá cá o teu filho, para que o comamos; escondeu

o seu filho. O amor das mães bíblicas é comovente.

3 Canibalismo na Bíblia, comendo Jesus!

53 - Jesus, pois, lhes disse: Na verdade, na

verdade vos digo que, se não comerdes a carne do Filho do homem, e não beberdes o seu sangue, não tereis vida em vós mesmos.

54

-

Quem come a minha carne e bebe o meu

sangue tem a vida eterna, e eu o ressuscitarei

no último dia

.

55

-

Porque

a minha carne

o meu sangue tem a vida eterna, e eu o ressuscitarei no último dia . 55

verdadeiramente é comida, e o meu sangue

verdadeiramente é bebida

. 56 - Quem come a

minha carne e bebe o meu sangue permanece em mim e eu nele.

4 Canibalismo na Bíblia, como castigo de Deus!

nele. 4 – Canibalismo na Bíblia, como castigo de Deus! Isaías 49:26 “Sim, prisioneiros serão tirados

Isaías 49:26 “Sim, prisioneiros serão tirados de guerreiros, e despojo será retomado dos violentos; brigarei com os que brigam com você, e seus filhos, eu

os salvarei.

Farei seus opressores comerem sua

própria carne; ficarão bêbados com seu próprio

sangue

, como com vinho. Então todo mundo

saberá que eu, o Senhor, sou o seu Salvador, seu Redentor, o Poderoso de Jacó”. Lamentações 4:9-10 Os que foram mortos pela espada estão melhor do que os que morrem de fome, os quais, torturados pela fome, definham pela falta de

produção das lavouras.

10 - Com as próprias

10 - Com as próprias

mãos, mulheres bondosas cozinharam os próprios filhos, que se tornaram a sua comida
mãos, mulheres bondosas cozinharam os próprios filhos, que se tornaram a sua comida

mãos, mulheres bondosas cozinharam os próprios filhos, que se tornaram a sua comida

quando o meu povo foi destruído

quando o meu povo foi destruído

.

O deus judaico-cristão é claramente um monstro para qualquer um que tenha o trabalho de ler a Bíblia. É óbvio que ele representa os costumes primitivos dos ignorantes primitivos que escreram a Bíblia. Não se encontra neste livro insano uma única palavra que não tenha saído da mente de ignorantes primitivos.

5 Quantos cristãos leram a Bíblia?

A julgar pelo que falam dela, nenhum. É verdadeiramente

inaceitável que uma pessoa que a tenha realmente lido, chegue

ao descaramento de defedê-la, quando fica óbvio que é um livro

planejado e dedicado a humilhar a mulher da primeira à última página e o deus de amor dos cristãos trata a escravidão humana como absolutamente normal, dois detalhes simples que levariam

qualquer pessoa normal a jogá-la na lixeira mais próxima

que eu faço sempre que algum crente tem a audácia de me

presentar com um exemplar deste flagelo da humanidade.

coisa

presentar com um exemplar deste flagelo da humanidade. coisa Agora vem a parte realmente trágica e

Agora vem a parte realmente trágica e engraçada ao mesmo tempo, acredite se quiser, quase 3 bilhões de pessoas - absolutamente - idiotizadas defendem este livro. O cômico é que não possuem nenhum motivo para isso, pois não passa de uma coleção de insanidades e asnices de doer o cérebro.

Deus é o “bicho - papão” usado pela igreja para assustar e trollar o crente

Deus é o “bicho-papão” usado pela igreja para assustar e trollar o crente bobo, para mantê-lo preso a ela por toda a sua miserável vida de escravo psicológico contribuinte.

trollar o crente bobo , para mantê-lo preso a ela por toda a sua miserável vida

3 - Deus é bom e Satanás é mau?

“Deus é bom e Satanás é mau.”

Sempre foi assim. Isso é o que nos ensinaram desde crianças (e ainda o fazem com as crianças bobas de hoje) e nos repetiram uma infinidade de vezes, até o ponto em que estas definições surgem de forma natural em nossos pensamentos.

Mas quem está certo nisso?

Há alguma forma de comprovar?

Claro que há!

O maior exemplo de maldade conhecido é o assassinato. O fato de tirar a vida de um ser humano é o ato mais aberrante, monstruoso e detestável que existe. Por isso odiamos e condenamos de forma estrita e severa os assassinos em série e os genocidas. Personagens execráveis como Hitler, Stalin, Torquemada, Pot e todos aqueles responsáveis pela morte de milhares ou milhões de seres humanos, merecem a reprovação total por parte de todos nós.

Leia mais

>>>>

ou milhões de seres humanos, merecem a reprovação total por parte de todos nós. Leia mais
ou milhões de seres humanos, merecem a reprovação total por parte de todos nós. Leia mais

Por esta razão, a melhor maneira de julgar a maldade de um indivíduo (entre outras coisas) seria investigar quem assassinou mais pessoas. Projetemos isto aos dois personagens de que tratamos aqui: Deus e Satanás. Para saber quem dos dois é bom ou mau, simplesmente deveríamos contar o número de personas assassinadas por cada um deles. Ao obter estas cifras poderemos elucidar quem é bom e quem é mau. Quem cometeu mais assassinatos, será pior do que o outro.

E como podemos contabilizar o número de assassinatos de cada um destes interessantes personagens?

Fácil, para isso existe a Bíblia.

A Santa Bíblia é a única fonte que nos indica as façanhas e aventuras destes dois interessantes seres literários. Deveríamos pesquisar e numerar a quantidade de falecidos que são responsabilidade direta de Deus e buscar a quantidade de assassinatos sob a responsabilidade de Satanás.

PARA NOSSA ALEGRIA os assassinatos destes dois seres estão muito bem contabilizados na Santa Bíblia e podemos trabalhar com cifras bastante precisas (ainda que possam divergir no total com uma margem mínima, devido à infinidade de traduções, contradições e modificações das edições bíblicas). Vejamos as cifras:

1 - Mortes sob a responsabilidade de Deus

Aqui podemos lidar com duas cifras (ambas variáveis):

Número exato de mortes cometidas por Deus descritas nos versículos Bíblicos:

2.287.087 mortes.

Número aproximado de mortes cometidas por Deus e descritos na Bíblia (incluem quantidades não especificadas de mortes, como as acontecidas no dilúvio, Sodoma e Gomorra ou na décima praga do Egito):

24.809.086 mortes.

Pois bem amigo crente; segundo a infalível e inerrante Santa Bíblia, Deus assassinou de forma direta ou indireta mais de 2 milhões de pessoas (segundo especificações dos versículos bíblicos). E se a isto somarmos os mortos que não temos cifras exatas, supera os 20 milhões.

Óbvio, sem incluir os assassinatos cometidos depois, pelos seguidores de Deus tratando de levar seu “Amor” a todos os rincões do mundo. Fatos como a colonização da América, a santa Inquisição ou o holocausto Nazi são lamentáveis exemplos disso. (Ver: Cinco Catástrofes. Responsável: Deus.).

2 - Mortes sob a responsabilidade de Satanás

Número de mortes cometidas por Satanás descritas pela Bíblia:

Zero (0) mortes.

Alguns Crentes pretendem incluir a morte dos filhos de Jó como responsabilidade de Satanás. Baseados nos versículos Bíblicos (Jó 1:1-20) recordem que estes assassinatos foram supostamente cometidos por Satanás com a permissão de Deus.

Estas mortes dos filhos de Jó por parte de Satanás são contraditórias, pois dois versículos Bíblicos expressam de maneira direta que o executor dos homicídios é o mesmíssimo Deus:

Então vieram a ele todos os seus irmãos, e todas as suas irmãs, e todos quantos dantes o conheceram, e comeram com ele pão em sua casa, e se condoeram dele, e o

consolaram acerca de

todo o mal que o SENHOR lhe havia

enviado
enviado

; e cada um deles lhe deu uma peça de dinheiro, e

um pendente de ouro.

Jó 2:3

Disse então o Senhor a Satanás: "Reparou em meu servo Jó? Não há ninguém na terra como ele, irrepreensível, íntegro, homem que teme a Deus e evita o mal. Ele se

mantém íntegro,

apesar de você me haver instigado contra

ele para arruiná-lo sem motivo

".

Estes dois versículos nos confirmam que o verdadeiro autor destes cruéis e injustos assassinatos dos filhos de Jó é Deus. Desmascaramos outra contradição bíblica.

3 - Conclusão

e injustos assassinatos dos filhos de Jó é Deus. Desmascaramos outra contradição bíblica. 3 - Conclusão

Assassinatos de Deus: 2.287.087 mortes (Sem incluir o Dilúvio e demais cifras não especificadas na Bíblia).

Assassinatos de Satanás: 0 mortes (10 se incluirmos os filhos de Jó).

E para piorar, segundo a leitura de Romanos, todos os crimes do comunismo também devem ser imputados ao deus judaico- cristão.

 

1

Todos

devem

sujeitar-se

às

autoridades

- governamentais, pois

não há autoridade que não venha de

Deus;

as

autoridades

que

existem

foram

por

ele

estabelecidas.

2 - Portanto, aquele que se rebela contra a

autoridade está se colocando contra o que Deus instituiu, e aqueles que assim procedem trazem condenação sobre si mesmos.

Caro crente cristão, que mico!!! Creio que é bastante óbvio que os termos “Bom” e “Mau” em relação a Deus e o Diabo, foram aqui totalmente desvirtuados quando analisamos estas cifras escandalosas e esclarecedoras. Com toda certeza você alegará que Satanás é mau, mentiroso, enganador e etc. Mas esses qualificativos, além de não possuírem evidência bíblica, não são nada se comparados com um ser que se autoqualifica como amor absoluto enquanto assassina milhões de pessoas.

Também é comum a desculpa:

“Muitas dessas mortes causadas por Deus foram de gente má e perversa”.

Ok, estamos de acordo, mas isso justifica assassiná-las?

Você assassinaria um ladrão só porque é uma má pessoa?

E outra coisa:

Por acaso eram “más pessoas”?

Ou são apenas invenções, apenas fábula bíblicas?

O

assassinato de seres humanos não

se

justifica sob nenhuma circunstância.

E

é incrível que VOCÊ SEJA MAIS

MORAL DO QUE O SEU BOM DEUS, já que não mataria nenhuma pessoa e muito menos alguma criança inocente. Espero que nesse sentido não siga o exemplo de seu deus.

Sobre isso das mortes causadas por Deus, tem algo que precisa ficar claro na mente do crente:

Se Deus é onipotente.

Ninguém tem chance de defesa contra Ele.

Então Deus só mata criaturas indefesas.

Logo, Deus é o ser mais covarde do Universo.

 Logo, Deus é o ser mais covarde do Universo. Simples. Fala o Deus covarde: Eis

Simples. Fala o Deus covarde:

Eis que eu, sim eu, estou contra ti

espalharei a todos os ventos. Ezequiel 5:8-10.

E tudo o que restar de ti,

4 - Bíblia Manual de Crimes

1 - A Bíblia é uma lição de amor ou de crimes?

Versículos que descrevem fatos relacionados com:

Antigo

Novo

Biblia Total

Testamento (n.°

Testamento (n.°

versículos

 

de versículos)

de versículos)

Matar/dar morte violenta:

835

271

1.106

• Formas de dar morte:

72

18

90

Apedrejar/lapidar

21

14

35

Degolar (pessoas)

10

4

14

Passar a faca / facada

37

0

37

Matar a fio de espada

4

0

4

• Relatos de guerra:

908

56

964

Guerra/batalha/ataque/

     

combate/asedio

465

15

480

Exército/soldados

264

39

303

Deus entregar um exército ou povo a seus inimigos

26

0

26

«Yavé/Deus dos exércitos»

163

2

165

• Exterminios massivos:

506

9

515

Anátema/massacre/

     

exterminio/não deixar subreviventes

224

9

233

Aniquilar

18

0

18

Arrasar/destruir (terras

e/ou vidas)

264

0

264

Armamento de guerra:

473

36

509

Armas/flechas/espadas/

473

36

509

facas/lanças

     

• Expolio de bens alheios:

128

0

128

Saques/botím/apropriar-se

     

de terras e bens dos povos vencidos após uma batalha

128

0

128

Escravos

141

3

144

(escravidão e/ou compra e venda)

141

3

144

Sentimentos e ações violentas contra o próximo

696

91

787

Vingança

34

3

37

Desprezo/depreciar

122

28

150

Odio, odiar

48

16

64

Cólera

167

5

172

Inimizades/inimigos

325

39

364

Violencia contra mulheres:

96

0

96

Violação de mulheres

11

0

11

Concubinas (objetos sexuais)

39

0

39

Mulheres como botín

19

0

19

Mulheres prostituidas

9

0

9

Assassinatos massivos de

18

0

18

mulheres (e de crianças) inocentes.

Versículos

 

TOTAL

4.229

*Devido ao fato de cada tradução bíblica usar conceitos, sinônimos e construções gramaticais completamente diferentes, tanto para referir-se aos mesmos assuntos dentro da mesma tradução, como em comparação aos usados por outras versões para os mesmos versículos, a quantidade de versículos encontrada pode variar bastante. Devido a essas enormes diferenças entre edições da Bíblia é possível que bem mais versículos sejam encontrados em uma edição e menos em outra, pois não existem duas bíblias iguais.

que bem mais versículos sejam encontrados em uma edição e menos em outra, pois não existem

5 - Deus é a fonte de todo mal

Engane-se com seus próprios olhos:

5 - Deus é a fonte de todo mal Engane-se com seus próprios olhos: 29

O mal é a ausência de Deus? Provém do homem? Provém do Diabo?

é a ausência de Deus? Provém do homem? Provém do Diabo? “ O mal é a

O mal é a ausência de deus”. Quantas vezes você, crente religioso,

esta

afirmação? Venderam- lhe muito bem esta mentira, pois como disse Goebbels, Uma mentira repetida mil vezes se converte em

usou

verdade.” (Máxima para suas crenças religiosas).

Além disso, esta mentira surgiu porque você, como bom cristão que é, apenas confiou em quem afirmou isso, sem prestar muita atenção ao que o seu queridíssimo livro diz a respeito. Não lhe culpo por não ter lido este livro, pois pelo visto, ainda que você não canse de citar aos ateus os poucos versículos que te ensinaram, (descontextualizados mediante a livre “interpretação” de cada um e escolhidos cuidadosamente apenas aqueles favoráveis às suas afirmações) como se esse argumento circular tivesse algum valor, a leitura da bíblia é muito pesada e já sabemos que para você basta simplesmente crer, ainda que não saiba muito bem em que crê. Pois saiba, queridíssimo cristão, que se nos atentarmos ao que afirma seu livro de fábulas, desde logo, essa afirmação não poderia estar mais longe do que você define como “a palavra de deus”. Quer saber por quê?

Antes disso precisamos esclarecer que outros crentes e religiosos como você, ao contrário, afirmam que o mal vem do homem. Não são poucos os comentários de companheiros seus de superstições que afirmam isso. E também não são poucos os seus colegas de superstições que usam este outro personagem da mitologia judaico-cristã chamado diabo, para afirmar que é este que o faz. Poderiam ao menos entrar em acordo algum dia, mesmo que fosse sobre qualquer coisa, só para romper esta rotina que seguem. De qualquer maneira não se preocupe. Aqui você conseguirá esclarecer isso de uma vez por todas, tanto você que usa a desculpa da ausência de deus, quanto você que usa o outro personagem fictício como o culpado pelo mal que há no mundo e também o que afirma que o homem é o culpado. (Só do mal pois pelo visto, para o bem é sempre este personagem imaginário, deus, que lhe acompanha). A própria Bíblia diz claramente em várias ocasiões que o mesmíssimo Deus é o criador do mal e todas as suas consequências.

Vejamos o que ela afirma sobre o mal e suas consequências, assumindo, como faz o religioso de plantão, que:

1º - Este (Deus) personagem existe.

2º - Que tudo foi criado por este personagem literário e imaginário da mitologia abrâmica.

 

1 - Gênesis

Gênesis 2:9 E o SENHOR

 

Deus fez brotar da

terra toda a árvore

agradável à vista, e boa para comida; e a árvore da vida no

meio do jardim, e

a árvore do conhecimento do bem e do

mal.
mal.

Este é um versículo conhecido por todos, certamente que o amigo crente já o leu centenas de vezes, mas já o analisou com cuidado? Lembre-se que Deus CRIOU A FAMOSA ÁRVORE DO CONHECIMETO DO BEM E DO MAL. Repito: DO BEM E DO MAL. E como todos os cristãos devem saber muito bem, quando Deus pronunciou estas palavras Satanás e sua malévola influencia ainda não haviam entrado em cena. Satanás chega versículos depois com a sua conhecida representação ofídica (cobra falante). Até esse momento em que Deus pronuncia estas palavras tudo, absolutamente tudo, era produto de Deus de forma pura, o pecado veio depois. Deus ao dizer que essa árvore era do (conhecimento do) “bem e do mal” afirma que ele mesmo criou tanto o Bem quanto o Mal. Então não é como afirmam muitos crentes cristãos, que o mal entra no mundo com Satanás e a traição de Eva. Espero que este ponto esteja bem claro, pois é sumamente importante para compreender a origem do mal. Vamos brevemente falar sobre algo que já é conhecido de todos, mas que precisa ser mencionado. Lembre-se que Deus é Todo-Poderoso e criador de todas as coisas, esta é uma qualidade e característica básica e de Deus, que é indiscutível. E como dizemos nós descrentes, à maneira de clichê: "Se Deus é o criador de todas as coisas, é também o criador do mal." Claro que você dirá que o mal não é uma "coisa" e, provavelmente, sairá com o argumento surrado de que Deus não criou o mal, pois o mal é o oposto de bom. Para concluir vamos recordar uma frase, que apesar de não se encontrar na Bíblia, todo crente acredita nela como um versículo bíblico: “Nem uma folha de uma árvore cai em terra sem o consentimento de Deus”. Estou certo que o amigo crente acredita profundamente nesta afirmação; que diz que “tudo o que acontece no universo ocorre porque Deus quer”, ou seja, confirmaremos com sobra a seguir que, segundo a Bíblia, o Deus bíblico é o

responsável por tudo, pelo bem e pelo mal. Pela felicidade das pessoas e pelas crianças que morrem de fome todos os dias.

Então disse o SENHOR Deus:

 

Eis que o homem é como um

de nós, sabendo o bem e o mal

; ora, para que não estenda

a sua mão, e tome também da árvore da vida, e coma e viva eternamente,

2 - Êxodo

O Senhor disse-lhe: "

Quem deu

uma boca ao homem?

Quem o faz

mudo ou surdo, o faz ver ou cego?

Não sou eu

o Senhor?

Vemos neste versículo como Deus admite fazer os cegos e os surdos. (Os problemas visuais e auditivos são enfermidades, portanto coisas ruins.) Deus é o criador de todos os padecimentos físicos.

3 - Deuteronômio

Vede agora que eu, eu o sou, e mais

de mim

;

eu mato

, e eu faço viver;

nenhum deus há além

eu firo

, e eu saro, e

ninguém há que escape da minha mão

.

Todas as mortes e todos os ferimentos são obra divina. Acidentes, assassinatos de toda a espécie são resultado da “mão de Deus”. Está claro isso?

4 - Samuel

14 - E o Espírito do SENHOR se retirou de Saul, e

atormentava-o um espírito mau da parte do SENHOR

. 15 -

Então os criados de Saul lhe disseram: Eis que

agora o

espírito mau da parte de Deus te atormenta;

Parece também que o Diabo não atormenta ninguém, são os espíritos maus de Deus! Incrível! Todos os possuídos são atormentados por espíritos maus de Deus. Certo?

5 - 1 Reis

Não viste que Acabe

Por isso,

porquanto se humilha perante mim, não trarei o mal

enquanto ele viver, mas nos dias de seu filho

se humilha perante mim?

trarei o mal

sobre a sua casa.

Se o mal se abater sobre sua casa, é obra de Deus. Diga “graças a Deus” para todo mal que receber em sua vida, pois tudo vem de Deus. É Ele quem o diz.

6 - 2 Crônicas

Assim diz o Senhor: Eis que

trarei o mal sobre este lugar,

e sobre os seus habitantes,

a saber, todas as maldições que

estão escritas no livro que se leu perante o rei de Judá.

Eis que te ajuntarei a teus pais, e tu serás recolhido ao teu

sepulcro em paz, e os

teus olhos não verão todo o mal que

hei de trazer sobre este lugar e sobre os seus habitantes.

E

voltaram com esta resposta ao rei.

Aqui não deixa dúvidas de que Deus traz o mal às pessoas, lugares e a seus lares. Ele o afirma!

7 - Jó

Jó 5:18

Porque

ele faz a chaga

suas mãos curam.

Jó 30:23

, e ele mesmo a liga;

ele fere
ele fere

, e as

Pois

eu

sei que

me levarás

à morte

,

e

à

casa do

ajuntamento destinada a todos os viventes.

Jó 42:11

Então vieram ter com ele todos os seus irmãos, e todas as suas irmãs, e todos quantos dantes o conheceram, e

comeram com ele pão em sua casa; condoeram-se dele,

e

o consolaram de

todo

o

mal que

o

Senhor lhe havia

enviado

; e cada um deles lhe deu uma peça de dinheiro e

um pendente de ouro.

8 - Problemas no livro de Jó

Satanás tem influência no comportamento de Deus?

Parece que sim!

Isto sim é o mais incrível de tudo! Deus manipulado como um fantoche por Satanás e confirmado por um versículo Bíblico. Engane-se com seus próprios olhos:

E disse o SENHOR a Satanás: Observaste o meu servo Jó? Porque ninguém há na terra semelhante a ele, homem íntegro e reto, temente a Deus e que se desvia do mal, e

que ainda retém a sua sinceridade,

HAVENDO-ME TU

INCITADO CONTRA ELE, PARA O CONSUMIR SEM CAUSA.

 

9 Confirmação

Jó 42:11

Então vieram a ele todos os seus irmãos, e todas as suas irmãs, e todos quantos dantes o conheceram, e comeram

com ele

pão

em

sua

casa, e

se

condoeram dele,

E

O

CONSOLARAM ACERCA DE TODO O MAL QUE O SENHOR

LHE HAVIA ENVIADO

; e cada um deles lhe deu uma peça

de dinheiro, e um pendente de ouro.

DEUS, INCITADO PELO DIABO, CAUSOU TODOS OS MALES DE JÓ!!!

Leia mais sobre o Livro de Jó >>>>>

DEUS, INCITADO PELO DIABO, CAUSOU TODOS OS MALES DE JÓ!!! Leia mais sobre o Livro de

10 Isaías

 

6 -

Para que se saiba

desde o nascente do sol, e desde o

poente, que fora de mim

não há outro; eu sou o Senhor, e

não há outro.

7 - Eu formo a luz, e crio as trevas;

eu faço

a

paz, e

crio o mal

; eu sou o Senhor, que faço todas estas

coisas.

 
 

11 Jeremias

 

 

Portanto assim diz o SENHOR: Eis que

trarei mal sobre eles,

de que não poderão escapar; e clamarão a mim, mas eu

não os ouvirei.

(Mas que FDP!).

 

 

E

o povo a quem eles profetizam será lançado nas ruas de

Jerusalém, por causa da fome e da espada; e não haverá quem os sepultem, tanto a eles, como as suas mulheres, e

os seus filhos e as suas filhas; porque

derramarei sobre eles

a

sua maldade.

 

Ora, pois, fala agora aos homens de Judá, e aos moradores

de Jerusalém, dizendo: Assim diz o SENHOR: Eis que

estou

forjando mal contra vós; e projeto um plano contra vós;

convertei-vos, pois, agora cada um do seu mau caminho, e melhorai os vossos caminhos e as vossas ações.

 

E dirás: Ouvi a palavra do SENHOR, ó reis de Judá, e

moradores

de

Jerusalém.

Assim

diz

o

SENHOR

dos

Exércitos, o Deus de Israel: Eis que trarei um mal sobre

este lugar, e quem quer que dele ouvir retinir-lhe-ão os

ouvidos.

Assim diz o SENHOR dos Exércitos, o Deus de Israel: Eis

que

trarei sobre esta cidade, e sobre todas as suas vilas,

todo

o

mal

que

pronunciei

contra

ela

,

porquanto

endureceram a sua cerviz, para não ouvirem as minhas palavras.

Portanto o seu caminho lhes será como lugares

escorregadios na escuridão;

serão empurrados, e cairão

nele; porque trarei sobre eles mal

, no ano da sua visitação,

diz o SENHOR.

Bem pode ser que ouçam, e se convertam cada um do seu

mau caminho, e eu

por causa da maldade das suas ações.que ouçam, e se convertam cada um do seu mau caminho, e eu me arrependa do

me arrependa do mal que intento fazer-

Agora, pois, melhorai os vossos caminhos e as vossas

ações, e ouvi a voz do SENHOR vosso Deus, e

arrepender-

se-á o SENHOR do mal que falou contra vós.

Mataram-no, porventura, Ezequias, rei de Judá, e todo o Judá? Antes não temeu ao SENHOR, e não implorou o favor

do SENHOR? E

o SENHOR não se arrependeu do mal que

falara contra eles?

Nós, fazemos um grande mal contra as

nossas almas.

Porque assim diz o SENHOR:

Como eu trouxe sobre este

povo todo este grande mal,

assim eu trarei sobre ele todo

o bem que lhes tenho declarado.

Por isso assim diz o SENHOR Deus dos Exércitos, o Deus de

sobre todos os

moradores de Jerusalém,

pois lhes tenho falado, e não ouviram; e clamei a eles, e não responderam.

Israel:

sobre

Eis

que trarei

Judá, e

todo o mal que falei contra eles

;

Porventura ouvirão os da casa de Judá

todo o mal que eu

intento fazer-lhes;

para que cada qual se converta do seu

mau caminho, e eu perdoe a sua maldade e o seu pecado.

castigarei a sua iniquidade nele, e na sua descendência,

E

 

e

nos seus servos; e

trarei sobre ele e sobre os moradores

de Jerusalém, e sobre os homens de Judá, todo aquele mal

que lhes tenho falado

, e não ouviram.

Tomou o capitão da guarda a Jeremias, e disse-lhe:

O
O

SENHOR teu Deus pronunciou este mal,

contra este lugar.

Se de boa mente ficardes nesta terra, então vos edificarei,

e não vos derrubarei; e vos plantarei, e não vos arrancarei;

porque

estou arrependido do mal que vos tenho feito.

Assim será com todos os homens que puseram os seus rostos para entrarem no Egito, a fim de lá habitarem:

morrerão à espada, e de fome, e de peste; e deles

não

haverá quem reste e escape do mal que eu farei vir sobre

eles.

 

Assim diz o SENHOR dos Exércitos, Deus de Israel: Vós

, e sobre todas

as cidades de Judá; e eis que elas são hoje uma desolação,

vistes todo o mal que fiz vir sobre Jerusalém

e ninguém habita nelas;

E

procuras tu grandezas para ti mesmo? Não as procures;

porque eis que

trarei mal sobre

toda a carne,

diz

o

SENHOR; porém te darei a tua alma por despojo, em todos os lugares para onde fores.

 

E

farei que Elão tema diante de seus inimigos e diante dos

que procuram a sua morte; e

farei vir sobre eles o mal

, o

furor da minha ira, diz o SENHOR; e enviarei após eles a espada, até que venha a consumi-los.

 

E

dirás: Assim será afundada babilônia, e não se levantará,

por causa do mal que eu hei de trazer sobre ela

; e eles se

cansarão. Até aqui são as palavras de Jeremias.

 

12 Lamentações

 

 

Porventura da

boca do Altíssimo não sai tanto o mal como

o bem?
o
bem?
 
 

13 Ezequiel

 

 

E

saberão que eu sou o Senhor, que

 

não ameacei em vão

trazer esta desgraça

sobre eles.

 

 

25 - Ainda mais,

dei-lhes também eu estatutos que não

eram bons

 

os

contaminei nos seus próprios dons

, juízos pelos quais não haviam de viver; 26 - e

, porquanto faziam

passar pelo fogo todos os que abrem a madre, para que eu

os fizesse desolados,

a fim de saberem eles que eu sou

Jeová.
Jeová.

14 Miqueias

Portanto, assim diz o SENHOR:

Eis que projeto um mal

contra esta família

, do qual não tirareis os vossos pescoços,

e não andareis tão altivos, porque o tempo será mau.

15 - Amós

Amós 3:6

Quando a trombeta toca na cidade, o povo não treme?

Ocorre alguma desgraça na cidade, sem que o SENHOR a

Ocorre alguma desgraça na cidade, sem que o SENHOR a

tenha mandado?

Ocorre alguma desgraça na cidade, sem que o SENHOR a tenha mandado?

16 - Conclusão

Este versículo do livro de Amós ilustra melhor esta situação: o versículo esclarece de forma contundente que todos os males que caem sobre a cidade são originados em Deus. Mais simples impossível amigo crente: todo mal que acontece, Deus o fez. Como vimos nos versículos anteriores, Deus é o criador direto do mal em numerosas ocasiões. Afirmar o contrário equivaleria a negar ou contradizer as palavras expressas claramente na própria bíblia e pela suposta boca do próprio Deus em muitas ocasiões. Então querido fanático religioso, segundo a sua Bíblia é esse

personagem (seu amigo imaginário - DEUS) quem cria e controla absolutamente todo o mal que se produz no Universo, pois é seu queridíssimo livro (esse mesmo que você vive defendendo sem jamais ter lido a fundo) que afirma que é esse personagem fictício (Yahvé) quem culpa aos homens por algo que ele mesmo criou e controla (veja você mesmo se não é assim como, segundo sua própria bíblia, este amigo imaginário sem ética nenhuma, manipula o Faraó em Êxodo 7:13-22. 8:19. 9:12-35, 10:20-27 e 14:8). Percebeu claramente a desonestidade do seu amigo imaginário? Da próxima vez em que queira afirmar algo se baseando em argumentos circulares (veja imagem abaixo para entender o que é um argumento circular), preste muita atenção ao que diz, para que isto não seja refutado pela mesma ferramenta que escolheu para chegar a esses argumentos: sua bíblia. Um livro onde seu personagem principal (esse seu amigo imaginário):

1º - Cria o mal.

2º - Faz seus personagens “eleitos” cair nele.

3º - Para depois culpá-los e amaldiçoá-los por tê-lo feito.

- Faz seus personagens “eleitos” cair nele.  3º - Para depois culpá-los e amaldiçoá-los por

6 - O Diabo, outra invenção.

Apesar da crença judaico-cristã-muçulmana, a figura literária do diabo é tão só um erro de tradução proposital com a intenção de desassociar o deus bíblico dos atos criminosos que comete nas narrações do velho Testamento ou na Bíblia judaica, Tanak. O cristianismo usou essa figura como adversário de Cristo e como uma figura maligna a quem culpar por todos os males CAUSADOS POR DEUS, SEGUNDO A BÍBLIA -, os quais ele (Jesus) não consegue resolver porque, obviamente, é outra figura imaginária. Seguindo uma evolução literária sobre tal personagem, o cristianismo adaptou-o a todos os deuses “pagãos” contra os quais combatia durante os primeiros séculos, utilizando para eles a mesma denominação. Graças ao poder conseguido e a séculos de conquistas, o judeu-cristianismo fez crer que existe e está presente em tudo, o que contraria frontalmente seus dogmas e fábulas.

No Antigo Testamento, não existe a figura do demônio, Satã é tão só outra palavra hebraica que define um anjo enviado por Deus com o qual mantém conversações (veja no livro de Jó) e o envia para provar a fé dos personagens bíblicos (esquecendo a sua onisciência).

No Novo Testamento, os autores utilizaram essa palavra para desviar a atenção do leitor crente e assim criar um inimigo e causador de todo mal, quando na realidade, se lermos com atenção a bíblia, o culpado é o próprio Yahvé (Jehová/Deus).

1 - A criação judaico-cristã do diabo

O cristianismo transformou palavras mal traduzidas do Antigo Testamento (Tanak) intencionalmente, como se fossem nomes, para criar a figura que apareceria no Novo Testamento como um ser independente e maligno contrário a Deus.

2 - Satanás ou Satã

O nome “Satanás” na realidade provém da palavra aramaica shatán (אנטש) que significa acusador, inimigo, adversário. É apenas

a latinização dessa palavra que NUNCA FOI NOME DE NINGUÉM.

Nos textos do Tanak (Antigo Testamento) se emprega com essa intenção. Os gregos a traduziram do hebreu ha-shatán, mencionada

no Tanak como um espião errante do deus hebreu, que rondava sobre a terra para mostrar a deus tudo o que a humanidade fazia, para que depois pudesse julgá-la por seus atos. (como se ele não soubesse com a sua onisciência e já não tivesse planejado tudo o que ela faria até o fim dos tempos!).

No Livro de Jó (Iyov), ha-satan é um título, não um nome próprio,

de um anjo governado por Deus; ele é o chefe perseguidor da corte divina. No judaísmo ha-satan não faz mal, ele indica a Deus as más inclinações e ações da humanidade. Em essência, ha-satan não tem poder até que os humanos façam coisas más. Depois que Deus ressalta a bondade de Jó, ha-satan pede autorização para prová-la (Deus não é onisciente?). O homem justo é afligido com

a perda de sua família, propriedades e mais tarde, de sua saúde,

mas ele continua fiel a Deus. Como conclusão deste livro insano, Deus aparece como um torvelinho, explicando aos presentes que

a justiça divina é inescrutável (ele pode fazer o mal que desejar sem razão alguma, mas devemos chamar isso de justiça divina!). No final, as posses de Jó são restauradas e ele recebe uma

segunda família para “substituir” a que morreu e que ele amava tanto. (Deus deve ter apagado de sua memória, o amor por sua família anterior, caso contrário estaria condenado POR DEUS a sofrer por sua perda a vida toda).

Ao traduzirem a bíblia ao grego (versão dos LXX) e ao latim e usá- la no Novo Testamento, os escribas e sacerdotes decidiram não traduzir tal palavra, mas emprega-la como se o “anjo acusadorfosse um diabo inimigo do deus hebreu (tudo ao contrário do significado real e da descrição dada pelos autores do Antigo Testamento hebreu).

Em diversos versículos se usou o termo satã para designar adversários humanos, por exemplo, Davi (1 Sm 29:4); enquanto no âmbito celestial o conceito foi usado como um anjo de Deus enviado para obstruir o caminho do profeta Balaão, contratado por Moabe para lançar uma maldição sobre Israel, sendo, pois, um mero “adversário” (Nm 22:22), não um “demônio”. O termo satã, em histórias como a de Zorobabel, desempenhou um papel de acusador em julgamentos diante de Deus (Zac 3:1), um papel

que igualmente desempenha o anjo-satã que aparece na história de Jó, atuando como um simples fiscal que acusa e pede provas

E também incita Deus a provar seus fiéis (o que é

(castigos)

muito suspeito). No livro de Números se chama shatán (no sentido de “adversário”, “oponente”), ao anjo-mensageiro que Yahveh envia para impedir que Balaão amaldiçoe o povo de Israel. (Num 22:22-32). O termo shatán também entra na vida jurídica israelita,

onde alcança o sentido de “acusador diante do tribunal” (Salmos 109:6) (Zacarias 3:1) e o termo shitna, derivado da mesma raiz, é a “acusação”.

Somente no Novo Testamento, os autores decidem lhe outorgar o papel de inimigo de Deus, numa tentativa de confundir o leitor

fazendo-o pensar que é um anjo inimigo desse Deus/Cristo e que este decide tentar-lhe e provocar-lhe (Marcos 1:12-13) (Mateus 4:1-11) (Lucas 4:1-13) ou um anjo que possui corpos que mais tarde Jesus espanta realizando exorcismos (Marcos 3:22-27) (Mateus 12:22-30) (Lucas 11:14-23).

O Diabo é um erro proposital de tradução para inventar um personagem, logo todos os exorcismos de Jesus e dos religiosos SÃO 100% FALSOS. Não passam de fraudes descaradas. Jesus acaba fazendo coisas sem sentido, baseadas em erros de tradução.

Na língua árabe se chama shaytán, que também significa serpente (de esta forma conseguiram associá-lo à serpente do Gênesis que tenta Adão e Eva com o fruto proibido. Algo que não figura no livro do Gênesis, onde a serpente é denominada apenas como a “a criatura mais astuta e inteligente da criação”).

3 - Belial (Belhor, Baalial, Beliar, Beliall, Beliel).

Esta é outra má tradução planejada para desviar a atenção do crente. O nome Belial é derivado do hebraico bliya’al (bel-e-yah- al), que se compõe de bliy (bel-ee’), que significa “corrupção” (Isaías 38:17) e da palavra ya`al (yaw-al’) que significa “proveito” (beneficio, ganho, vantagem, lucro, etc.) (Isaias 30:5; Jó 21:15; Jer 7:8).

Esta figura literária foi utilizada para definir um personagem com o qual confrontar nas narrações. Os estudiosos o traduzem como “senhor da arrogância” ou “senhor do orgulho” (Baal ial) o “o de lucros corruptos”. No judaísmo os homens “ímpios” são

considerados os filhos de Belial. Nos primeiros séculos do cristianismo e durante a idade media, o termo Belial foi empregado erroneamente como sinônimo de Satã/Diabo.

4 - Diabo

Este nome se origina também da interpretação que se deu em grego aos textos bíblicos. Nestes textos se escreveu a palavra diabos, que significa o mesmo que a palavra shatán em hebraico: “adversário” e “inimigo” (Macabeus 1:36 - (36) Serviram de cilada para o templo, e um inimigo constantemente incitado contra o povo de Israel,) ou “acusador”, “caluniador” (Jó 1:8-12). Nos textos gregos “diabo” provém do verbo grego διαβάλλωηΞ (diabál•ló) que significa, como shatán (hebraico), “caluniar, falsear, mentir”, etc. Nas traduções do Antigo Testamento do século III (Época do imperador Constantino, quem legalizou o cristianismo, fato que facilitou a sua oficialização como principal religião do império romano em 380), os escribas judaico- cristãos mudaram a palavra hebreia shatán por diabos.

O cristianismo (seus sacerdotes e escribas) transformou tanto shatán como diabos (simples palavras com um mesmo significado) para criar a figura do demônio. Assim desviaram a culpa de seu deus bíblico para uma figura totalmente nova: um anjo que, em vez de ser enviado diretamente por seu deus para testar a fidelidade (Deus não é onisciente?) de seus personagens literários, causando-lhes dano e tentações sem necessidade alguma (como o próprio Deus confessa em Jó), é considerado como um anjo independente de seu criador (Yahvé) e que atua por vontade própria e contrária ao próprio Deus.

5 - Demônio

“Demônio” é tão só um sinônimo judaico-cristão para referir-se ao

“Diabo”. Já que em muitas culturas anteriores à judaico-cristã se criaram inumeráveis mitos sobre demônios. Segundo a mitologia grega, os demônios eram seres humanos utilizados pelos deuses gregos para levar as más noticias ao povo. Daí vem à associação

de “mensageiros do mal”.

Os cristãos latinizaram a palavra “diabo” para dar como resultado

a criação de “demônio”. Mesclando a concepção grega dos

demônios, o judaico-cristianismo criou a ideia de seres malignos que ajudavam seu chefe principal, que era, obviamente, Satã; um suposto anjo caído que desafiou Deus para converter-se em seu rival. (Totalmente ao contrário da realidade bíblica de um personagem enviado realmente pelo Deus literário hebreu.).

6 - Mamom

Na idade media se atribuiu a palavra Mamom a um dos nomes adotados por Satã. Mamom vem na realidade da palavra hebraica Matmon (ןוממ. Dinheiro ou tesouro). Também provém do aramaico mammon (verbo “confiar” ou um significado da palavra “confiado”) e do fenício mommon (“beneficio” ou “utilidade”).

No Novo Testamento, escrito em grego, a palavra igreja que se utilizou para Mamom, é μαμωνας (mamonas), que pode ser vista no Sermão da montanha (durante o discurso sobre a ostentação) e na parábola do administrador injusto (Lucas 16:9-16) com o mesmo significado que em hebraico.

Os cristãos desviaram o significado, como fizeram com shatán e diabo, usando-a como nome próprio. Dessa forma criaram outro dos nomes atribuídos a Satã devido ao fato de que as riquezas, os benefícios e abundancias eram considerados por Jesus como algo desonesto e causador de um dos males; a avareza (Lucas 16:13, e Mateus 6:24). Mamom passou a ser mais um nome próprio do diabo em vez do que realmente é; apenas outra palavra não traduzida corretamente pelos escribas gregos e latinos.

Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de odiar um e amar o outro, ou se dedicará a um e desprezará o outro. Não podeis servir a Deus e a Mamom.

7 - Azazel

Esta é outra das transliterações que fizeram de palavras hebraicas convertidas em nomes próprios. Sua origem é hebraica e significa “bode emissário”, ou bode expiatório, aparece em Levítico 16:8- 10, e que não volta a ser mencionada em nenhuma outra parte da Bíblia hebraica. “Azazel” é uma transliteração direta do hebraico. Desse contexto literário surgiu a imagem popular do demônio com forma de cabra. O cristianismo converteu esta palavra hebraica durante a tradução ao grego da Septuaginta, convertendo a ideia real (anjos enviados por deus) na imagem cristã de anjos caídos ou independentes do “reino celestial”. Mais uma farsa cristã.

O judeu-cristianismo também usou deuses “pagãos” para apoiar a criação do demônio no Novo Testamento.

8 - Belzebú

Esta palavra deriva de Baal Zebub (El Señor de las Moscas) ou mais propriamente Ba‘al Z’vûv, (en hebreo לעב בובז, com muitas pequenas variações), que era o nome de uma divindade filisteia, Baal Sebaoth (Deus dos exércitos) em hebraico. O ódio do povo hebraico (Yahvista e Elohista) contra os filisteus era notável.

Na bíblia os Baales são descritos como inimigos do povo hebreu por “fazer mal diante dos olhos de Yahvé” (Jehova/Deus). Algo ridículo, já que isso de “fazer mal” para o deus literário hebreu, tratava-se simplesmente dos sacrifícios para o deus filisteu Ba´al, em vez de fazerem para ele.

Apenas intolerância religiosa dos hebreus. Ba´al (לעב) era um deus procedente dos povos mesopotâmicos (Ásia menor). Proveniente do significado semítico cananeu Baʕal [baʕal], que significa “senhor”. Os hebreus compuseram um insulto mesclando esse significado com o desprezo contra seus rituais.

O nome Beelzebub foi usado pelos hebreus como uma forma de zombaria contra os adoradores de Baal, devido ao fato de que em seus templos, a carne dos sacrifícios era deixada para apodrecer, razão pela qual esses lugares estavam sempre infestados de moscas.

Como tudo no judaico-cristianismo, se adaptou dita palavra para usá-la no Novo Testamento como nome próprio. Neste caso, um dos nomes que o cristianismo atribui ao Satã inventado.

9 - Lúcifer ou Luzbel

Este nome provém do latim, lux (luz) e ferre (llevar): “portador de luz”. É uma adaptação de outro deus da mitologia romana, o equivalente grego de Fósforo ou Eósforo (Έωσφόρος) “o portador da Aurora”.

ou Eósforo (Έωσφόρος) “o portador da Aurora”. Assim como Belzebú, o cristianismo transformou outro deus

Assim como Belzebú, o cristianismo transformou outro deus pagão (Eósforo) em outro nome para denominar o diabo/demônio/Satã:

Eósforo era associado à Vênus ou à estrela Sirius (mitologia Egípcia) conhecida também como “a estrela da manhã”. Nos textos bíblicos Lúcifer ainda tem como significado essa frase (2 Pedro 1:19) e não o Lúcifer demoníaco que mais tarde criariam.

Assim demos ainda maior crédito à palavra dos profetas, à qual fazeis bem em atender, como a uma lâmpada que brilha em um lugar tenebroso até que desponte o dia e a estrela da manhã se levante em vossos corações.

Os primeiros cristãos denominavam inclusive o próprio Jesus como “o portador da luz” (Rito Romano liturgia Exultet, cântico de louvor ao círio pascal).

Flammas

eius

lúcifer

matutínus

Que a Estrela da Manhã que nunca

invéniat:

 

se

põe

ille,

inquam,

lúcifer,

qui

nescit

encontrar

essa

chama

ainda

occásum.

 

queimando:

 

Christus

 

Fílius

tuus,

Cristo,

que

Estrela

da

Manhã,

qui, regréssus ab ínferis, humáno

que

voltou

dos

mortos,

géneri

serénus

 

illúxit,

e derramou a sua luz pacífica em

et

vivit

et

regnat

in

sæcula

toda

a

humanidade,

sæculórum.

 

vosso Filho, que vive e reina pelos

 

séculos dos séculos.

 

Na tradução para o latim (Vulgata) da Bíblia grega (Septuaginta), Eusébio Hierônimo de Estridão ou Jerônimo de Estridão (Estridão, Dalmácia, c. 340 Belém, 30 de Setembro de 420), mais conhecido pelos cristãos como “São Jerônimo”, o traduziu como “lúcifer” se referindo a um Salmo que diz como o rei da Babilônia retém o povo israelita dentro da cidade (Isaías 14:12), o qual é representado como a “estrela da manhã” e que está associado com o destino a cair do céu.

) , o qual é representado como a “ estrela da manhã ” e que está

A