Você está na página 1de 13

abr | mai | jun festa do japão | 7

Exposições
Omocha
– Brinquedos Tradicionais do Japão
Lounge, 23 Abril a 11 Julho

Esta mostra reúne brinquedos japoneses do período Edo


(1603-1867) e divulga os seus diferentes contextos de utili-
zação. Estes artefactos fazem parte da Colecção Kwok On,
do Museu do Oriente.
Os brinquedos representam uma parte fundamental da arte
e tradição populares do Japão e estão associados a práti-
cas religiosas budistas e xintoístas. Existem cerca de 1000
variedades de brinquedos tradicionais japoneses das quais
esta exposição é apenas uma mostra. Podemos dividi-los em
quatro grupos. No primeiro, incluímos os brinquedos-amu-
leto, que representam crenças populares, como os guizos
hikosano-garagara ou as pequenas esculturas de aves em
As comemorações dos 150 Anos do Tratado de Paz, Ami- madeira, as sasano-bori.
zade e Comércio entre Portugal e o Japão são o ponto de No segundo grupo, destacamos os brinquedos que evocam
partida para esta Festa do Japão. feitos históricos, heróis, mitos e lendas, como os cavalos
Após um século de relacionamento profícuo, entre 1543 e miharu-goma ou os bonecos daruma. O terceiro grupo é
1639, as relações diplomáticas comerciais e culturais fo- constituído por brinquedos artísticos, usufruídos por crian-
ram reatadas com a assinatura deste tratado. Do lado de ças e admirados por adultos, como os peões koma e os pa-
Portugal, representando o Rei D. Pedro V, esteve o Gover- pagaios ou tako. O quarto grupo apresenta brinquedos que
nador de Macau, Isidoro Francisco Guimarães, e, do lado do se tornaram objectos de colecção ou obras de arte, como as
imperador do Japão, Midzogoetsi Sanoekino Kami, Sakai bonecas kokeshi ou as bolas ito-mari.
Okiro Kami e Maisdaira Dzirobc.
De 16 de Abril a 9 de Maio, conheça o Japão, através das
suas diferentes expressões culturais, que vão desde uma
exposição dedicada aos brinquedos tradicionais japoneses,
aos espectáculos de teatro Noh, à música tradicional e aos
sons pop contemporâneos, a conferências e cursos, aos
workshops de bonsai, ikebana, cerimónia do chá, gastrono-
mia japonesa, furoshiki (arte de embrulhar), como usar um
quimono, shibori (arte de tingir os tecidos), origami, leques,
manga, cosplay, karaté, kiudo (arte marcial), aikido, kendo,
tenchi tessen (arte do movimento). Um sem número de ac-
tividades para toda a família.
Para melhor compreender esta cultura não deixe de visitar
o museu e, sobretudo, deixe-se orientar por quem sabe. Vi-
sitas guiadas aos núcleos do Japão presentes tanto na Pre-
sença Portuguesa na Ásia como nos Deuses da Ásia estão
à disposição do público. Durante a festa, experimente no
restaurante do museu as iguarias japonesas especialmente
preparadas para esta ocasião. Não deixe também de visitar
a nossa loja onde poderá adquirir objectos japoneses.
colaboração apoios

waribashi
わりばし
abr | mai | jun festa do japão | 9

Espectáculos TEATRO NOH E KYOGEN


Escola Kongo
KOTO PROJECT 22 Abril • 21.00
16 Abril • 21.30 Auditório
Auditório Preço: €20,00 (50% de desconto a estudantes e maiores de 65)
Preço: € 18,00 M/6
M/3

“Kongo Settoubyoushi”:Hisanori Kongo playing “Settoubyoushi” Photo by:Kazuhiro Harada


Mieko Miyazaki (koto/shamisen e voz), Fumie Hiara 1. Neongyoku (O canto horizontal) - Kyogen
(koto/shamisen e voz) Actor: Hisanori Kongo
Duração: 15 minutos
Mieko Miyazaki e Fumie Hiara são dois dos expoentes máxi-
mos do koto, instrumento de cordas  típico do Japão. Em colaboração com a Embaixada do Japão e a Japan Foundation, Madrid.
O Koto Project que trazem ao Museu do Oriente é um espec-
táculo que  reúne um leque de temas de inspiração tradicio- Ao passar em frente da casa do seu criado, Tarokaja, o amo
nal nunca esquecendo o cariz e roupagem contemporâneos ouve-o cantar. No dia seguinte, ordena-lhe que cante para
que ambas as intérpretes dão às suas performances. ele. Tarokaja suspeita que, se lhe obedecer de ânimo leve,
Originárias do Japão, cedo iniciaram participações em pro- terá de cantar repetidamente pelo que tenta dissuadi-lo di-
jectos com outros instrumentos não tradicionais, permitin- zendo que, se não beber um copo de vinho e não tiver como
do-lhes absorver influências musicais dos diversos quadran- almofada os joelhos da sua mulher, não conseguirá cantar.
tes. Nesta história entre Tarokaja e o seu amo, o cenário comum
é a relação humana entre o amo e o criado. O primeiro dá
Co-produção: Fundação Oriente/Incubadora d’Artes. várias ordens ao criado e este tenta sempre libertar-se.
abr | mai | jun festa do japão | 11

2. Yuki Setto-No-Hyoshi (A neve. A cadência das pisadas) A verdade é que, ao chegar a Kumano, o mensageiro deixa-se
– Noh ficar no santuário de Otonashi atraído pelo pela fragrância da
Actor: Hisanori Kongo ameixoeira invernal que o inspira a escrever um poema.
Duração: 50 minutos Ao chegar atrasado, o oficial prende-o com cordas. No en-
tanto, eis que aparece a sacerdotiza que encarna o deus
Um peregrino viaja pela província de Osaca. De repente, o Kumano e que repreende o oficial dizendo-lhe que ele é
céu escurece e começa a cair uma neve copiosa, a tal pon- um homem inculto e que não deve castigar quem dedicou
to que ele acaba por se perder. É então que lhe surge pela um poema a deus. Como prova do seu poder sobrenatural,
frente, na paisagem completamente branca, o espírito da obriga-o a recitar ao mensageiro a primeira parte do poema
neve que lhe pede que reze pela sua redenção. Quando o pe- recitando ela a segunda parte. A sacerdotiza que liberta o
regrino acaba de rezar, o espírito dança expressando, desse mensageiro é o mesmo deus do santuário de Otonashi.
modo, gratidão e alegria pela salvação, até que desaparece
por entre as brumas do amanhecer. KokusYoku sumire
Esta peça é exclusiva da Escola Kongo. A cadência das pi- 1 Maio • 21.30
sadas recorre a efeitos especiais propositadamente criados Auditório
para esta encenação. Num suposto cenário de neve, evita-se Preço: € 15,00
todo e qualquer som de passos. Esta pequena peça deixa- M/6
nos a impressão da neve a cair do céu e a desaparecer silen-
ciosamente ao tocar no solo.

TEATRO NOH E KYOGEN


Escola Kongo
23 Abril • 21.00
Auditório
Preço: €20,00 (50% de desconto a estudantes e maiores de 65)
M/6

Em colaboração com a Embaixada do Japão e a Japan Foundation, Madrid.

1. Inaba-Du (A esposa bêbeda) – Kyogen


Actor: Michikazu Taneda
Duração: 20 minutos

Esta é a história de uma mulher que bebe sem moderação e


que descura as tarefas do lar. Farto desta convivência, o ma-
rido aproveita uma visita dela a casa dos pais e manda-lhe
uma carta a pedir o divórcio conseguindo ficar de novo sol-
teiro. Com o objectivo de arranjar novo casamento, desloca- Kokusyoku Sumire é um duo japonês de sonoridade e esté-
se ao templo Inaba-Du para fazer as suas preces. A mulher tica únicas. Yuka (soprano, acordeão, piano) e Sachi (violino,
toma conhecimento do plano e desloca-se ao pavilhão onde piano) transportam-nos através da sua música, fazendo-nos
se encontra o marido. Enraivecida, surpreende-o fingindo ser recuar no tempo até ao início do século XX. Um duo a ouvir
a jovem prometida pelo oráculo. e ver, obrigatoriamente, nem que seja uma vez na vida. Ope-
reta, música cigana, cabaret, balada japonesa, J-pop ou vi-
2. Maki-ginu (Os rolos de seda) – Noh sual-kei? As Kokusyoku Sumire (Violeta Negra) apresentam
Duração: 55 minutos um espectáculo que mistura um pouco de todos os estilos.
Sumptuosamente vestidas, com penteados extravagantes,
O imperador, avisado em sonhos pelo deus, ordena a todas as as duas ninfas góticas produzem sons oníricos que evocam
províncias a oferta de mil rolos de seda a três santuários de Alice no País das Maravilhas em que a festa do chá inclui
Kumano. O oficial da corte aguarda a chegada das oferendas não só a Lebre de Março mas também o Pierrot de Au clair
mas começa a estranhar a ausência do mensageiro de Quioto. de la lune.
abr | mai | jun festa do japão | 13

Natureza e Cultura - Simbioses FILOSOFIA DE ACÇÃO


DO MESTRE ZEN Eihei Dogen
Ikebana 17 Abril • 16.00-17.00
17 Abril • 11.00 às 13.00 Conferencista: Yves Cretaz
Preço: €30,00/participante Entrada livre
Público-alvo: Adultos
Participantes: Mín.10, Máx.20 Eihei Dogen (1200-1253) é o maior mestre Zen do Japão. A
Sala do Serviço Educativo sua obra magistral influenciou profundamente a sua escola, o
Soto Zen, e também todo o pensamento e toda a cultura japo-
Compor um arranjo floral pode ser mais do que, simples- neses. Num pequeno livro simples e cintilante, “As instruções
mente, reunir o maior número de flores e apostar no colori- ao cozinheiro zen”, Dogen mostra como nos podemos realizar
do. O ikebana (“flores vivas”) demonstra-nos isso mesmo, ao plenamente em todas as actividades da vida quotidiana.
contemplar não só as flores, mas também o vaso, os caules, Yves Shoshin Crettaz, monge Zen, é o responsável do Dojo
as folhas e os ramos, privilegiando a harmonia e a simplici- Zen de Lisboa. Antes de se estabelecer em Portugal, foi pro-
dade do conjunto! Convidá-lo a preparar um arranjo floral fessor de filosofia e de letras e, depois, jornalista no seu país
sob uma perspectiva diferente é o que lhe propomos com natal, a Suíça.
esta actividade.
Em colaboração com a Associação de Amizade Portugal-Japão.
Em colaboração com a Ikebana Internacional.
Necessária marcação até 12 de Abril.

Shiatsu
17 Abril e 1 Maio • 15.00 às 17.00
Preço: €15,00/20 min.
Público-alvo: Adultos
Sala Macau

Shiatsu, palavra japonesa que significa pressão (“atsu”) com


os dedos (“shi”), consiste num método terapêutico tradicio-
nal japonês que, através da massagem a pontos específicos
do corpo humano, garante a circulação da energia vital por
canais que se denominam meridianos e, consequentemente,
o funcionamento equilibrado do organismo. Desfrute desta HAIKU, UM CAMINHO PARA A NATUREZA
experiência revitalizante! 17 e 24 Abril • 10.00-12.00
Coordenadora: Leonilda Alfarrobinha
Em colaboração com a Nipon Terapias Japonesa e Estética, lda. Preço: € 10,00
Necessária marcação até 12 de Abril (1.ª sessão) e 26 de Abril (2.ª sessão). Público-alvo: Adultos
Participantes: Máx.20
Workshop de bonsai
17 Abril • 14.00-18.00 O haiku é um dos mais notáveis géneros poéticos da literatura
Sala Díli universal e aquele que apresenta a forma de expressão mais
Participantes: Mín.7, Máx.15 breve e concisa. O haiku é praticado, actualmente, por milhões
Preço: € 50,00 (oferta do bonsai) de pessoas no Japão e por muitas outras em vários países do
Mundo. Todos os anos, há concursos com grande número de
Em colaboração com a participantes. Não é apenas um poema. Pode ser um verda-
Associação Lusitana de Bonsai. deiro estilo de vida, um modo de estar no mundo, uma manei-
Necessária inscrição. ra de olhar e de sentir o que acontece à nossa volta.
apoio
Em colaboração com a Associação e Amizade Portugal-Japão.
Necessária inscrição.
abr | mai | jun festa do japão | 15

O País do Sol Nascente nas Workshop de sushi


exposições Presença Portuguesa na Ásia 19 Abril • 19.00-21.00
E Deuses da Ásia - Visita temática Preço: €60,00/participante
18 Abril • 15.00-16.00 Público-alvo: Adultos
Preço: €5,00/participante Participantes: Mín.5, Máx.10
Público-alvo: Público em geral Restaurante do Museu

A chegada ao Japão, em 1543, deu a conhecer aos Portugue- Os primeiros relatos sobre sushi remontam ao século IV a.C.
ses uma cultura que os fascinou e se deixou fascinar. A arte no Sudeste Asiático. Utilizava-se então uma porção de arroz
namban ou namban bijutsu é disso o exemplo mais forte. Com cozido para conservar o peixe salgado através da fermen-
esta visita, convidamo-lo a percorrer, através dos objectos em tação do arroz. Meses depois, o arroz era retirado e o peixe
exposição, os trilhos da cultura do País do Sol Nascente. consumido. A partir dos anos 80 assistimos ao “sushi boom”
a uma escala global.
Cerimónia do Chá JaponÊs
18 Abril • 17.00-18.00 Em colaboração com Yuko Sushi.
Preço: €4,00/participante Necessária marcação até 12 de Abril.
Público-alvo: Público em geral
Participantes: Mín.40/sessão Workshop de Gastronomia Japonesa
Sala Beijing 26 Abril • 19.00 às 21.00
Preço: €60,00/participante
Público-alvo: Adultos
Participantes: Mín.5, Máx.10
Restaurante do Museu

Qualidade, criatividade, simplicidade e requinte podem ser subs-


tantivos usados para caracterizar uma das mais ricas e equili-
bradas gastronomias – a japonesa. Tirando do mar a sua princi-
pal fonte de alimento e tendo por base da alimentação o arroz,
a cozinha tradicional colhe cada vez mais adeptos por todo o
mundo. Viaje até ao universo de sabores da cozinha japonesa!

Apreciado do Ocidente ao Oriente, o chá cuja descoberta


se atribui a um dos primeiros imperadores da China, é uma
bebida milenar em torno da qual surgiram diferentes ritu-
ais. No Japão, a cerimónia de chá vive dos detalhes que só
muitos anos de treino permitem dominar e que contribuem,
decisivamente, para a simplicidade, harmonia e beleza que
caracterizam este ritual de influências taoistas e budistas.

Em colaboração com a Fundação Moa. Em colaboração com Yuko Sushi.


Necessária marcação até 12 de Abril. Necessária marcação até 12 de Abril.
abr | mai | jun festa do japão | 17

Mãos à Obra! um meio de comunicação tornou-se numa das artes mais


tradicionais do Japão, o shodo (Sho significa caligrafia e Do
Furoshiki quer dizer caminho), cativando, ainda hoje, centenas de mi-
Oficina para Todos lhares de pessoas no Oriente.
24 Abril • 11.30-13.00
Preço: € 5,00/participante Em colaboração com a Fundação Moa.
Público-alvo: Público em geral, M/6 Necessária marcação até 19 de Abril.
Participantes: Mín.10, Máx.25
Sala Goa

Tempos houve, no Japão, em que pequenos tecidos de algo-


dão ou seda – furoshiki - serviam para transportar e embrulhar
outros objectos. Com as embalagens descartáveis, os furoshiki
viram-se relegados, sobretudo para a função de embrulho. Em
tempos pautados por preocupações ambientais, voltamos a
olhar para este costume japonês com novo alento.

Necessária marcação até 19 de Abril.

comemoração do dia 23 Abril


Dia Mundial do Livro e
Dia Nacional da Educação de Surdos
Oficina Para todos
24 Abril • 15.30-16.30
Preço: €3,00/participante (adulto ou criança)
Público-alvo: Famílias (crianças a partir dos 4 anos)
Participantes: Mín.15
Centro de Documentação

Com interpretação em língua gestual portuguesa.


Viajar até tempos passados, visitar regiões longínquas, co-
nhecer diferentes culturas e apaixonarmo-nos por persona-
gens fantásticas, é tudo o que um livro, com as suas singu- Como usar um Quimono?
lares páginas, pode proporcionar. Neste dia mundial do livro, Workshop
o destino é o Japão e o protagonista é Momotaro – o menino 24 Abril • 11.00-13.00
pêssego. Uma história contada com palavras e dedos. Preço: € 3,50/participante
Público-alvo: Público em geral
Necessária marcação até 19 de Abril Participantes: Máx.30
Sala Macau
Caligrafia japonesa
25 Abril • 17.00-18.00 Usado por mulheres, homens e crianças, o quimono, traje
Preço: €5,00/participante tradicional japonês, embora envergado actualmente em
Público-alvo: Adultos ocasiões especiais, continua a representar um importante
Participantes: Mín.15, Máx.25 aspecto cultural do Japão. A combinação do tecido, da for-
Sala Goa ma e do padrão podem veicular informações sobre quem o
usa, a ocasião e a estação do ano. Venha aprender mais so-
Com uma origem comum à caligrafia chinesa, a caligrafia bre este traje tão característico.
tradicional japonesa evoluiu de modo próprio, colhendo,
igualmente, um profundo respeito e admiração. Mais do que Necessária marcação até 19 de Abril.
abr | mai | jun festa do japão | 19

Shibori Os Leques
Oficina para crianças na Cultura japonesa
24 Abril Oficina para Famílias
1.ª sessão, 10.30-12.00 25 Abril • 11.00-13.00
2.ª sessão, 14.00-15.30 Preço: €3,00/participante
Preço: € 6,00/participante Público-alvo: Famílias (crianças a partir dos 6 anos)
Público-alvo: 1.ª sessão 3-5 anos; 2.ª sessão 6-12 anos Participantes: Mín.15, Máx.25
Participantes: Máx.20 Sala do Serviço Educativo
Sala do Serviço Educativo
Tema recorrente na sociedade japonesa, o leque de folha do-
No País do Sol Nascente, o shibori – palavra japonesa para brável surgiu no século VIII, assumindo importância em ceri-
designar técnica ancestral de coloração de tecidos previa- mónias religiosas, rituais, danças e, até, na guerra. Reunindo
mente moldados – sempre foi muito utilizada para colorir em seu redor não só os aspectos estético e funcional, mas
os célebres quimonos e trajes dos samurais. A partir desta o simbólico também, este acessório constitui o mote de um
técnica, divertir-nos-emos a fazer sóis. workshop que o convida a descobrir e a recriar, em família,
a versatilidade e beleza de um tão marcante elemento da
As crianças devem trazer uma T-shirt branca para estampar. cultura japonesa.
Necessária marcação até 19 de Abril.
Necessária marcação até 19 de Abril.
Origami
Oficina para Todos Visita GUIADA à Exposição
24 Abril • 16.30-17.30 OMocha -
25 Abril • 12.00 -13.00 Brinquedos Tradicionais do japão
Preço: € 3,50/participante 25 Abril • 15.00 – 16.00
Público-alvo: Público em geral, M/6 Preço: €5,00/participante
Participantes: Mín.25, Máx.35 Público-alvo: Público em geral
Salão Macau – 24 Abril
Sala Tóquio – 25 Abril Construção de brinquedos
japoneses
Com uma simples folha de papel, Domingos em família
sem colagens nem recortes, oficina
desafia- 25 Abril • 15.00 – 16.30
mo-lo a Preço: €3,00/participante (adulto ou criança)
repre- Público-alvo: Famílias (crianças entre os 6 e os 12 anos)
sentar Participantes: Mín.10, Máx.15
diferentes Sala Tóquio
objectos. Entre no uni-
verso do origami, a arte tradi- Em jogos e brincadeiras quem não teve já o desejo de partici-
cional japonesa de dobrar (oru) par? Comum a todas as crianças, o desejo de brincar deu ori-
papel (kami)! Basta aprender gem, ao longo dos tempos e por todo o Mundo, a diferentes
diferentes combinações de do- jogos e brincadeiras. Tendo por base a exposição Omocha
brar geometricamente o papel - Brinquedos Tradicionais do Japão, viajaremos até ao País
e eis que, das suas mãos, surgirão do Sol Nascente em busca da fantasia, do entretenimento,
figuras surpreendentes. dos risos e da alegria que só os brinquedos podem suscitar.
Cada criança deve trazer o seu brinquedo preferido.
Necessária marcação até 19 de Abril.
Necessária marcação até 19 de Abril.
abr | mai | jun festa do japão | 21

Mente Sã em Corpo São


Workshops de Manga O enigma dos Samurais
1 Maio a 27 de Junho Sábados em oficinas
O Museu do Oriente, em colaboração com a N’Creatures Oficina para Crianças
promove, durante os meses de Maio e Junho, uma série de 1 Maio • 11.00-13.00
workshops destinados a divulgar o manga, a banda dese- Preço: € 5,00/participante
nhada japonesa. Os dois primeiros estão integrados na Festa Público-alvo: 6-12 anos
do Japão. Informação sobre os restantes em Serviço Edu- Participantes: Mín.10, Máx.25
cativo. Sala do Serviço Educativo

W1 - Definição de manga. Quem eram os samurais? Como


Conceito e escrita de argumento se vestiam? Como manejavam
1 e 2 de Maio • 10.00-17.00 o sabre? Qual o seu código de
Preço: Sob consulta honra para com o imperador?
Público-alvo: Público em geral Exploraremos as sete virtudes
Participantes: Mín.15, Máx.25 dos samurais, num mar de mui-
Sala Tóquio tas outras questões, que poderão
maravilhar, surpreender e eluci-
dar as dúvidas de muitos curio-
sos.

Necessária marcação até 10 de Maio.

Workshop de Karaté
1 Maio • 11.00-12.00
Preço: €1,00/participante
Público-alvo: M/12
Participantes: Máx.20
Salão Macau

Hoje difundido a nível mundial, o karaté deriva de uma for-


ma de luta  praticada desde a Idade Média no arquipélado
de Okinawa no Sul do Japão, que terá evoluído a partir da
influência de artes marciais chinesas. Na década de 1920
chega à ilha principal do Japão e na segunda metade do séc.
XX deu-se a conhecer ao Ocidente. Assente no combate cor-
poral sem armas, como nos sugere o termo karate – “mão
livre” – esta disciplina  vai muito para além da mera auto-
Sem uma boa história não há arte que valha! Introdução à defesa, aliando à componente física, todo um conjunto de
forma e às regras para a criação de um bom argumento de valores mentais e mesmo espirituais ainda quase desconhe-
banda desenhada. As diferenças entre a narrativa ociden- cidos do grande público.
tal e nipónica. Os diferentes estilos e géneros de história.
Professor: Nuno Duarte. Em colaboração com o Centro de Artes Orientais (www.cao.pt).
Necessária marcação até 26 de Abril.
Em colaboração com a N’Creatures.
Necessária marcação até 26 de Abril. Aconselha-se o uso de roupa confortável.
abr | mai | jun festa do japão | 23

Demonstração de Karaté apoio


Demonstração de Aikido apoio

1 Maio • 12.00-12.30 2 Maio • 12.00-12.30


Público-alvo: M/12 Público-alvo: M/7
Participantes: Máx.50 Participantes: Máx.50
Salão Macau Salão Macau

Workshop de Kyudo Necessária marcação até 26 de Abril.


2 Maio • 15.00-16.00
Preço: €1,00/participante
Público-alvo: Adultos HaHa no hi – Feliz Dia da Mãe!
Participantes: Máx.20 Domingos em família
Salão Macau 2 Maio • 11.00 – 12.30
Preço: €3,00/participante (adulto ou criança)
O arco e a flecha foram usados durante muitos séculos pe- Público-alvo: Famílias (crianças a partir dos 4 anos)
los mais diversos povos, não só como armas de guerra mas Participantes: Mín.10, Máx.25
também como instrumentos de caça. O Kyudo, “o caminho Sala do Serviço Educativo
do arco”, é uma arte marcial japonesa que remonta ao tem-
po dos samurais mas que, após a introdução das armas de No Japão, a figura da mãe é também celebrada durante o
fogo feita pelos portugueses do século XVI, se centrou como mês de Maio. Nesta ocasião, as crianças organizam concur-
um método de aperfeiçoamento pessoal e social, harmoni- sos em que desenham a própria mãe. É tradição oferecer
zando o corpo com a mente, integrando o indivíduo no grupo. cravos encarnados. Do origami ao kirigami, das franjas de
Em colaboração com a Associação Portuguesa de Kyudo lã ao papel crepe, entre muitas outras formas e materiais
– vamos descobrir as mil e uma maneiras de reinventar um
Necessária marcação até 26 de Abril. cravo!
Aconselha-se o uso de roupa confortável e meias brancas.
Necessária marcação até 26 de Abril.
Demonstração de Kyudo apoio

2 Maio • 16.00-16.30
Público-alvo: Adultos
Participantes: Máx.50
Salão Macau

WorkshoP de Aikido
2 Maio • 11.00 - 12.00
Preço: €1,00/participante
Público-alvo: M/7
Participantes: Máx.20
Salão Macau

Usar a energia do adversário para o controlar é o propósito


do Aikido “o caminho do espírito harmonioso”, uma arte mar-
cial japonesa que não integra movimentos ofensivos. Criado
pelo mestre Morihei Ueshiba a partir do conhecimento de
outras artes marciais, o Aikido alia a componente física à
componente espiritual exprimindo-se, sobretudo, através de
movimentos circulares.

Em colaboração com a Federação Portuguesa de Aikido.


Necessária marcação até 26 de Abril.
Aconselha-se o uso de roupa confortável.
abr | mai | jun festa do japão | 25

Contemporaneidades Workshop de técnicas de costura


COSPLAY
W2 - Bases visuais manga. 8 Maio • 10.30-13.00
Para alÉm dos olhos grandes. Preço: €10,00
8 e 9 Maio Público-alvo: Público em geral
Que é um manga? Como definir um estilo visual tão dife- Participantes: Mín.20, Máx. 25
rente do europeu? Demonstramos o que identifica um man- Sala do Serviço Educativo
ga como tal. Das características físicas aos ambientes, um
olhar geral pelo estilo e pelo que o define. Como fundamento básico do cosplay, a costura tem uma po-
Professora: Gisela Martins. sição primordial. Assim sendo, este workshop tem em vista
à introdução a técnicas base relacionadas com a costura,
Em colaboração com a N’Creatures. que permita um futuro cosplayer dar os primeiros passos na
Necessária marcação até 3 de Maio. confecção dos seus fatos.

COSPLAY Necessária marcação até 3 de Maio.


8 Maio • 10.30-17.00
Preço: sob consulta Workshop de técnicas básicas de
Público-alvo: Público em geral maquilhagem e caracterização
Participantes: Mín.15, Max. 25 COSPLAY
Sala Macau 8 Maio • 14.00-16.30
Preço: €10,00/participante
Cosplay é um termo que resulta da abreviação e combinação Público-alvo: Público em geral
das palavras inglesas costume e play. Os cosplayers mani- Participantes: Mín.10, Max.25
festam a sua preferência pelas personagens sobretudo do Sala do Serviço Educativo
manga, anime ou videojogos, vestindo-se e actuando como
elas. Com o intuito de dar a conhecer mais sobre este tema, Outro ponto que sobressai em qualquer cosplay é a carac-
o Museu do Oriente, em colaboração com a Associação Por- terização. Uma maquilhagem exótica, o realce de alguma
tuguesa de cosplay, promovem uma série de seis workshops. feição, ou um tom de pele em especial são factores deci-
sivos para conseguir o efeito desejado. Com este workshop
pretende-se dar algumas técnicas básicas de maquilhagem,
de modo a fazer com que os cosplayers possam completar o
visual do seu Cosplay.

Necessária marcação até 3 de Maio.

Workshop de Fotografia
COSPLAY
8 Maio • 17.00-18.00
Preço: €10,00/participante
Público-alvo: Público em geral
Participantes: Mín.10, Máx.25
Sala do Serviço Educativo

Para além dos fatos e dos concursos o cosplay vive muitíssimo


da fotografia. Desta forma, alguns cosplayers, que também
são fotógrafos, vão dar algumas ideias e sugestões no que toca
a fotografia, para poder conseguir criar a melhor experiência
possível, tanto para quem vê as fotos, como para os modelos.

Necessária marcação até 3 de Maio.


abr | mai | jun festa do japão | 27

PEREGRINAÇÕES contros”: encontro com a história do chá nos Açores, com


8 Maio • 17.00 o sabor do chá Gorreana, com o chá e saúde, com o chá e
Cinema vinho do Porto, com o espírito do chá no Japão, com o “doce
Entrada livre equilíbrio” do chef Gilberto Costa, com a natureza do chá
Auditório chinês, com o “espírito” do chá japonês, vietnamita, chinês
Duração: 80’ e indiano... “
M/12
Necessária inscrição.

Workshop
“Estar em palco durante um cosplay”
cosplay
9 Maio • 10.30-13.00
Preço: €10,00/participante
Público-alvo: Público em geral
Participantes: Mín.10, Máx.25
Sala do Serviço Educativo

Nem só da confecção dos fatos e das fotografias vive o


cosplay. Uma das vertentes que mais recebe atenção des-
te hobby é o momento do concurso. Com este workshop,
pretende-se dar algumas ideias básicas do que poderá ser
o bom uso do palco pelos vários cosplayers que partici-
pam tão avidamente nos concursos, a fim de consegui-
rem retirar melhor proveito deste e, ao mesmo tempo,
proporcionar um bom espectáculo a quem está de fora,
na plateia.

Necessária marcação até 3 de Maio.

Workshop
de técnicas básicas
de acessórios e armaduras
Hideco lamenta não ter nascido em Portugal. Paulo conside- cosplay
ra o Japão a sua segunda pátria. Ela canta fado em Tóquio, 9 Maio • 14.00-16.30
ele gere um salão de chá luso-japonês em Lisboa com ajuda Preço: €10,00/participante
da mulher, Tomoko. Dois retratos cruzados a duas mil lé- Público-alvo: Público em geral
guas de distância. Participantes: Mín.10, Máx.25
Um documentário realizado em 2008 por Nuno Pires e Na- Sala do Serviço Educativo
thalie Benady e produzido pela ANDAR Filmes.
Outra grande questão inerente à confecção dos cosplays
O CHÁ NO MUNDO prende-se com os acessórios e as armaduras das mais varia-
Encontros da Confraria Atlântica do Chá. das personagens da ficção. Desta forma, uma das perguntas
8 Maio • 10.00-18.00 mais comuns que se fazem na esfera do cosplay, é exacta-
Preço: € 15,00 mente esta:” Como é que posso fazer este acessório/arma-
Público-alvo: Adultos dura?”. Dai esta necessidade em expor algumas técnicas e
Participantes: Máx.60 materiais, para uma das partes que levanta mais dúvidas no
cosplay.
“O Chá eleva o Espírito e convida à Sabedoria”. O lema da
Confraria Atlântica do Chá é o mote para  um dia de  “en- Necessária marcação até 3 de Maio.
abr | mai | jun

Concurso de Cosplay
9 Maio • 18.00-20.00
Preço: €3,00/participante
Público-alvo: Público em geral
Auditório

Um dos pontos altos de qualquer evento é o Concurso de Cos-


play. Assim sendo, e como não poderia deixar de ser num fim-
-de-semana dedicado ao cosplay, irá decorrer um concurso,
onde os cosplayers poderão mostrar o seu trabalho.

Workshop de TenChi Tessen


9 Maio • 16.00-17.00
Preço: €1,00/participante
Público-alvo: Adultos
Participantes: Máx.30
Salão Macau

O tenchi tessen é uma arte do movimento. A sua finalidade


é permitir ao ser humano reencontrar a harmonia consigo
e com o mundo, entre o céu (ten) e a terra (chi). Criado por
Georges Stobbaerts, o tenchi tessen pode comparar-se a
uma dança hierática, a uma arte para a unidade do corpo,
que se situa no instante presente, onde o leque substitui o
sabre e a confrontação dá lugar à conciliação.

Em colaboração com a Escola TenChi – Associação TenChi Internacional.


Necessária marcação até 3 de Maio.

Demonstração de tenchi tessen


9 Maio • 17.00-17.30
Público-alvo: Público em geral
Participantes: Máx.30
Salão Macau

Interesses relacionados