Você está na página 1de 2

1.

2-CRITÉRIOS DE RESISTÊNCIA E Ensaio de tracção

Introdução

No dimensionamento de órgãos mecânicos são considerados também,


em geral, os critérios que impõem limitações às deformações sofridas
pelos referidos órgãos mecânicos.

Vamo-nos ocupar, neste capítulo, só com o aspecto da resistência dos


órgãos mecânicos.

Um critério de resistência impõe, por natureza, limitações ao nível do


estado de tensão em determinados pontos do corpo.

De uma maneira geral, o dimensionamento é realizado tendo em conta a


E Estado de tensão no ponto P
limitação a um dado nível da tensão em determinados pontos discretos
que são considerados críticos. A palavra resistência possui
significados diferentes consoante o tipo de comportamento mecânico τ σx
τmáx=
do material. 2
Distinguem-se, fundamentalmente, dois comportamentos de natureza
distinta:
σy=σz=0 σx
O dúctil;

O frágil.

O limite de um estado de tensão está associado, quando não houver


qualquer risco de instabilidade (por exemplo a encurvadura) nem de
rotura por fadiga (fenómeno associado a estados de tensão variáveis
τ PROJECTO
com o tempo),,ao estado limite de comportamento elástico do material.

O comportamento elástico é determinado pela lei de Hooke que


Como duas das três tensões principais são nulas, este estado de
tensão é designado por estado de tensão uniaxial. II
estabelece a proporcionalidade entre as deformações e as tensões N Nota
unitárias. Caracteriza-se, por outro lado, pelo facto das deformações Se estivermos em presença das tensões principais temos:
serem reversíveis.
σx =σa σy =σb σz =σc
O que se passa imediatamente após a ocorrência do estado limite
elástico depende de material para material. Nos materiais frágeis,
Falhas Devido a Esforços
.
ocorre a rotura instantânea. D Diagramas de variação da tensão normal Estáticos
Nos materiais dúcteis dá-se início ao aparecimento de deformações
plásticas irreversíveis. Nalguns materiais dúcteis, como é o caso do aço A Figura seguinte mostra os diagramas de variação da tensão normal,
macio corrente, ocorrem instantaneamente grandes deformações σ=σa, com a deformação unitária longitudinal, ε. 1.ª PARTE
plásticas (patamar de cedência), enquanto que noutros, como é o caso
das ligas de alumínio e dos aços de alta resistência, as deformações Nessa figura, σr representa a tensão de rotura e σced a tensão de
plásticas surgem e crescem gradualmente com o acréscimo da tensão.
cedência (também é usual representar-se por σY). Dado que nos
Nos materiais dúcteis, a rotura ocorre posteriormente à cedência do
materiais com um comportamento dúctil sem patamar de cedência é
material, em geral para valores de deformação muito superiores à
difícil detectar o ponto de separação entre a zona elástica da plástica,
deformação correspondente ao limite elástico. Os valores
característicos das propriedades mecânicas destes materiais são Continua no folheto seguinte
obtidos em ensaios de tracção.

Casimiro Pinto
5 6 1
PROJECTO II CAP 1 – Esforços Estáticos
E. Mckee, “Fundamentals of Mechanical Component
O Objectivo Design”, McGraw-Hill 1.1- FORÇAS ACTUANDO ESTATICAMENTE
Transmitir aos alunos alguns conceitos fundamentais do projecto A Avaliação de Conhecimentos
estático à fadiga bem como do projecto de elementos de ligação Colapso em peças e estruturas
fundamentais para a construção mecânica; As aulas serão teórico-práticas, nas quais os primeiros 30 a 45
Dar aos alunos uma perspectiva dos problemas de projecto em min ( da primeira aula prática) serão para o professor desenvolver
Engenharia Mecânica; uma explanação tendo como base:
Conduzir à integração e aplicação dos conhecimentos adquiridos ao Os capítulos do seguinte livro:
longo do curso; Joseph E. Shigley, Charles R. Mischke, “Mechanical
Fomentar a capacidade de iniciativa e decisão do aluno. Engineering Design”, McGraw-Hill – 5ª Edição 1989
Cap. 6 – Steady loading
C Conhecimentos
Cap. 7 – Variable loading
Cap. 9 – Welded, brazed and bonded joints
Esta disciplina aplica directamente conhecimentos adquiridos nas
Ou outros assuntos que o professor entenda pertinentes.
seguintes disciplinas constantes do plano curricular do curso de
Engenharia Mecânica : No final do 2º semestre será realizado, na aula, um teste de
Desenho Técnico (conhecimento geral); avaliação (T2), sem consulta, que incidirá sobre a matéria
desenvolvida nas aulas, cuja nota contará 10% para a nota final.
Desenho Mecânico (conhecimento geral);
Mecânica Aplicada; Após entrega do projecto iniciado no 1º semestre, será dada uma
Mecânica dos Materiais I e II (conhecimento geral de Materiais e nota (TP) com um peso de 55% na avaliação final, e que terá por
das suas Propriedades Mecânicas) ; base o projecto e a avaliação contínua do mesmo ao longo das aulas.
Projecto I. C Classificação Final
P Programa
A classificação final na disciplina será obtida por arredondamento
0 – Revisões. (2 horas)
(Règle B, B2, ISO 31-0) do número C, obtido através da seguinte
1 – Introdução ao Projecto Mecânico. (2 horas) expressão:
2 – Projecto Estático. Critérios de rotura. Falha dúctil e falha frágil.
Concentração de tensões. Introdução á mecânica da fractura. (12 EXPRESSÃO
horas)
3 – Projecto à Fadiga. Fadiga de um material. Tensões variáveis.
CLASSIF.FINAL=25%T1 + 10% TP1 + 10% T2 + 55% TP

Fractura de um material. Resistência à fadiga. Curvas σ-N. Correcção


do limite de fadiga. Resistência á fadiga para tensões variáveis. Fadiga
de torção. Fadiga para solicitações combinadas. Fadiga acumulada.(16
8 ≤ TP1 ≤ 20 0 ≤ T1 e T2 ≤ 20
horas)
10 ≤ TP ≤ 20
4 – Projecto de Soldadura e Outros Tipos de Ligações. Soldadura
de topo e de ângulo. Soldadura sob torção e flexão. Resistência das Para os alunos manterem notas finais superiores a 16, terão
juntas soldadas. Cuidados de projecto. Fadiga em construção soldada. que se submeter a um exame oral que incidirá sobre a
Soldaduras por resistência . Ligação de juntas por adesivos. (14 horas) matéria teórica e sobre o trabalho prático.
B Bibliografia
I IMPORTANTE
J. E. Shigley, “Mechanical Engineering Design”, McGraw-Hill;
As notas finais só serão lançadas se os alunos tiverem a sua
B. J. Hamrock, “Fundamentals of Machine Elements”, McGraw-Hill;
situação regularizada na secretaria. Isto implica estarem
R. C. Juvinall, “Fundamentals of Machine Component Design”, John
inscritos no semestre em que entregam os trabalhos.
Wiley & Son ;

Casimiro Pinto
2 3 4