Você está na página 1de 32

Aula 36 – Cônicas

1-Elipse

2- Hipérbole

3- Parábola
Elipse
1) Elipse (definição)

2) Propriedades da Elipse

3) Equação reduzida

4) Resolução de exercícios
1) Elipse – definição.

Ao seccionarmos com um plano a a superfície de um cone, conforme figura, resulta em


uma curva denominada elipse.

12 Elipse é o conjunto dos pontos P de um plano de modo que a soma das distâncias de
e PFPF
é constante .Assim:

12 2PFPFdda+=

Elementos da elipse

B2

a a
b

A1 A2 2b
F1 f 0 f F2
b

B1
a a
2a
12 e FF
• Focos são os pontos .
1212 , A, e BAB
• Vértices são os pontos .
12 AA
• Eixo maior é o segmento e mede 2a
12 BB
• Eixo menor é o segmento e mede 2b.
12 e FF
• Distância Focal é a distância entre os focos
em que 0 < e < 1fea=
e mede 2f.

• Excentricidade é a razão .

2) Propriedades da elipse – relação fundamental

B2

a
b

A1 A2
F1 0 f F2

B1
22 0BF
Se destacarmos o triângulo ,e aplicarmos Pitágoras:

B2

a
b

0 f F2

Obtemos a relação fundamental:

222 b + fa=
3) Equação reduzida da elipse.

Temos que analisar quatro casos de elipse no plano cartesiano.

1º caso Elipse centrada na origem e eixo maior sobre o eixo das abscissas.

y A equação reduzida fica:

B2 P(x, y)
y + = 1xab
2222

x
A1 F1 0 F2 A2

B1

2º caso Elipse centrada na origem e eixo maior sobre o eixo das ordenadas.

y A equação reduzida fica:


A2
2222 y + = 1xba
F2
P(x, y)

B2 B1
0 x

F1

A1
(,)Oxy
´00
3º caso Elipse centrada num ponto e com o eixo paralelo ao eixo das
abscissas.

A equação reduzida fica:


y B2 ()()220022y - y + = 1xxab-

y0
A1 F1 O ´ F2 A2

B1

0 x0 x

(,)Oxy
´00
4º caso Elipse centrada num ponto e com o eixo paralelo ao eixo das
ordenadas.

y A2
A equação reduzida fica:

F2
()()220022y - y + = 1xxba-

y0
B2 O´ B1

F1

A1
0 x0 x
4) Posições relativas da elipse.

4.1- Posição de um ponto em relação a uma elipse.


d
12 e FF
Uma elipse de focos separa o plano a , que a contém, em duas regiões
12 e dd 1d
. Temos
2d
então que o conjunto dos pontos que formam é denominado interior

da elipse e é denominado exterior da elipse .Teremos então:

Um ponto P(x; y) do plano, em relação a uma elipse pode ser interno, externo ou
pertencer à elipse.

P interno à elipse P externo à elipse P pertence à elipse

1P dŒ 2P dŒ P dŒ
4.2- Posição de uma reta em relação a uma elipse.
: + by c = 0sax
Uma reta do plano, em relação a uma elipse pode ser
exterior, tangente ou secante.

s é exterior à elipse s é tangente à elipse s é secante à elipse

sd«=∅ {} Asd«= {} A,Bsd«=


5) Resolução de exercícios
1169xy+=
22

1) Dada a equação , determinar:

a) a distância focal.

Resolução: 1169xy+=
22 1xyab+=
2222

Comparando a equação , com a equação reduzida ,


2216 e b9a== 222abf=+
encontramos Lembrando da relação fundamental ,e
221691697fff=+fi=-fi=
substituindo os valores obtemos: 122FFdf=

, e como ,então:
12 27FFd=

b) a excentricidade.

Resolução: fea= 7 4e=


A excentricidade é obtida por .Então

6424xy+=
22
2) Calcular a distância focal da elipse de equação .

Resolução:

Dividindo-se a equação dada por 24, obtemos:


64241 , verificamos que a6 e b424242446xyxy+=fi+===
222222

Essa equação é do tipo com centro na origem e eixo maior sobre o eixo das
222abf=+
ordenadas.Lembrando da relação fundamental e substituindo os valores
obtemos:
2264642fff=+fi=-fi=
12 FF2 df=
e como , então:
22FFd=
12
3) Determinar a equação reduzida da elipse da figura abaixo:

Y Resolução:

Como a elipse não esta centrada na


origem
()()220022utilizaremos
1xxyyab--+=a equação:
2
.Na figura

0 X observamos que o centro C(4,0), a = 4 e


4 b = 2222
2. 40142xy--+=
Então ficamos com:
()()
, logo:

()2241164xy-+=

4) Esboçar o gráfico da elipse em cada um dos casos seguintes:


()()22161169xy+-+=
a)

Resolução:

Como o maior denominador está na fração de numerador que contém x, concluímos


que o eixo maior é paralelo ao eixo das abscissas. Temos então:
2216493(1,6)aabbCÏ=fi=Ô=fi=ÌÔ-Ó

Y
9
O gráfico fica:
6
C

-5 -1 0 3 X
()2251436yx-+=
b)

Resolução:

Como o maior denominador está na fração de numerador quem contém y, concluímos


que o eixo maior é paralelo ao eixo das ordenadas. Temos então:
2236642(0,5)aabbCÏ=fi=Ô=fi=ÌÔÓ

Y
11

O gráfico fica:

5
C

0 2 X
-2
-1
149xy+£
22

5) Representar no plano cartesiano os pontos que satisfazem a inequação .


Resolução: 22194xy+£
229 e b4a==
Observando a inequação , encontramos .Portanto
3 e b2a==
, então temos a seguinte representação gráfica para a inequação:
Hipérbole

1) Hipérbole (definição)

2) Propriedades da Elipse

3) Equação reduzida

4) Hipérbole Eqüilátera e Assíntotas

5) Resolução de exercícios
1) Hipérbole – definição.

A intersecção de um plano a com a superfície de um cone pelo vértice, conforme


figura, resulta em uma curva denominada hipérbole.

Hipérbole é o conjunto
12 e PFPFdos pontos P de um plano de modo que a diferença em
12FF
módulo distâncias de é constante e menor que a distância .Assim:

12 2PFPFdda-=

Elementos da hipérbole

Y
B1 P
f

F1 F2
A1 0 a A2 X

f f

B2
12 e FF
• Focos são os pontos .
, AA
12
• Vértices são os pontos
12 AA
• Eixo real é o segmento e mede 2a
12BB

• Eixo imaginário é o segmento e mede 12


2b.
e FF
• Distância Focal é a distância entre os focos
em que 0 < e < 1cea=
e mede 2f.

• Excentricidade é a razão .

Propriedades da hipérbole – relação fundamental

B1 P

f
b

A1 0 a A2

12 0BA
Se destacarmos o triângulo ,e aplicarmos Pitágoras:

B1

f
b

0 a A2

obtemos a relação fundamental.

222 f+ba=
2) Equação reduzida da hipérbole.

Temos que analisar quatro casos de hipérbole no plano cartesiano.

1º caso Hipérbole centrada na origem e eixo real sobre o eixo das abscissas.

Y
A equação reduzida fica:
P(x,y)
2222 y - = 1xab
b
f

F1 F2
A1 0 a A2 X

2º caso Hipérbole centrada na origem e eixo maior sobre o eixo das ordenadas.

F2
A equação reduzida fica:

A2 2222 - = 1yxab
f
a
0

F1
(,)Oxy
´00
3º caso Hipérbole centrada num ponto e com o eixo paralelo ao eixo
das abscissas.

f
b

y0
F1 A1 O´ a A2 3 F2

0 x0 X

A equação reduzida fica:

()()220022y - y - = 1xxab-
´00 (,)Oxy
4º caso Hipérbole centrada num ponto e com o eixo paralelo ao eixo
das ordenadas.

F2

A2
f
a
y0
O´ b

A1

0 X

x0

A equação reduzida fica:

()()220022x - x + = 1yyab-
4) Hipérbole Eqüilátera e Assíntotas.

4.1 Hipérbole eqüilátera.

Uma hipérbole é dita eqüilátera se as medidas dos eixos real e imaginário são
iguais. Ou seja:

22 ou ainda a = bab=

Graficamente teríamos, por exemplo, hipérbole com centro na origem e eixo real
sobre as abscissas:

Y
B1

F1 F2
A1 0 A2 X

B2
a=b 2a = 2b
4.2 Assíntotas de uma hipérbole.
2222 y - = 1xab
Consideremos a hipérbole de equação ,cujo gráfico é:

r2 r1
Y
A B
b

-a a X

-b
C D

21 e rr
As retas , que contêm as diagonais do retângulo ABCD são denominadas
assíntotas da hipérbole e, e têm as seguintes equações:

1r
Equação da assíntota :
110022122xyabbxayababbxaybxayoabbxbyyxaa-=fi-+-++=fi+=fi-fi=-fi=-

2r
Equação da assíntota :
110022122xyabbxayababbxaybxayoabbxbyyxaa=fi-+-+-=fi-=fi--fi=fi=
5) Resolução de exercícios 22 194xy-=
1. Dada a hipérbole de equação determinar:
a) a distância focal
Resolução: 194xy-=
22 1xyab-=
2222

Comparando a equação , com a equação reduzida ,


229 e b4a== 222fab=+
encontramos Lembrando da relação fundamental ,e
substituindo os valores obtemos:
22941313ff=+fi== 12213FFd=
2FFdf=
12

, e como , então:
b) a medida do eixo imaginário
29 a=3 a=fi
Temos
12121222.36
que AAAAAAdadd=fi=fi=
, e a medida do eixo real é dada por:

c) a medida do eixo real


24 =2 bb=fi

12121222.24BBBBBBdbdd=fi=fi=
Temos que , e a medida do eixo real é dada por:

22 1169xy-=
2. Dada a hipérbole de equação determinar as coordenadas dos focos , dos
vértices e das extremidades do eixo imaginário.
Resolução: 221169xy-= 1xyab-=
2222

Comparando a equação , com a equação reduzida ,


229 e b4a== 222fab=+
encontramos Lembrando da relação fundamental
2216925ff=+fi= ,e
substituindo os valores obtemos: .
Portanto temos: Y
22216493255aabbffÏ=fi=Ô=fi=ÌÔ=fi=Ó

f
b
que graficamente
representam:

-5 -3 0 a X
3 5

-4

Logo as coordenadas são:


()()()()()()1212125,0 5,0;0,4 0,4; F-5,0 e F5,0. AeABeB--
()1,2P-
3) Determinar a equação da hipérbole que tem centro no ponto e eixo real
paralelo ao eixo das abscissas.São dados a = 2 e b = 1.

Resolução: ()()220022y - y - = 1xxab-


A equação é do tipo então teremos:

()()()()()()()222222221y - 21y - 21 - = 1 - -y - 241421xxx--++fifi

4) Obter a equação reduzida da hipérbole do gráfico abaixo.

F1 6 A1 C A2 F2

0 4 7 9 X

Resolução:

Observando o gráfico obtemos:


()4,6C 743a=-=
Centro tem coordenadas , a medida do semi-eixo real é .A medida
945f=-=
da semidistância focal é . A medida do semi-eixo imaginário é obtida
utilizando-se
2222222 a relação fundamental, daí:
53259164fabbbbb=+fi=+fi=-fi=fi=

Como o eixo real é paralelo ao eixo das abscissas utilizamos a equação:


()()()()()()222222002222y - y4y - 64y - 6 - = 1 - = 1 - =1 91634xxxxab---fifi
12516xy-=
22

5) Dada a hipérbole de equação , determinar a equação das assíntotas.

Resolução:
2225 a=5 e b164.ab=fi=fi=
Da equação observamos que
As assíntotas têm equações do tipo:
124:545bryxyxabryxyxaÏ=-fi=-ÔÔÌÔ==fi=ÔÓ

44: e r:55ryxyx=-=
12

Logo as equações são:


Parábola

1) Parábola (definição)

2) Propriedades da Parábola

3) Equação reduzida

4) Resolução de exercícios
1) Parábola – definição.

A intersecção de um plano a com a superfície de um cone, conforme figura, resulta em


uma curva denominada parábola.

Parábola é o conjunto dos pontos P de um plano eqüidistantes de uma reta d e de um


ponto F fixo desse plano. Assim:
PdPF dd=

Elementos da parábola

dPd
P

dPF

V
F

p
d

• F é o foco.
• V é o Vértice.
• D é a diretriz (reta).
• P é o parâmetro da parábola.
VFsuur 2VFpd=
• é o eixo de simetria e .

2) Equação reduzida da parábola.

Temos que analisar quatro casos de parábola no plano cartesiano.

1º caso Parábola com vértice na origem e foco no eixo das abscissas.

Quando o foco F estiver à direita de V, a


Y equação reduzida fica:

P(x,y)

22ypx=
V F X

p p
d
2 2

Quando o foco F estiver à esquerda de V, a


Y equação reduzida fica:

P(x,y)

V 2ypx=-
2
F X

p p d
2 2
2º caso Parábola com vértice na origem e foco no eixo das ordenadas.

Y Quando o foco F estiver acima de V, a


equação reduzida fica:

F
p
2 P(x,y)
p V
X 22xpy=
2
d

Y Quando o foco F estiver abaixo de V, a


equação reduzida fica:

d
p
2 V
X

2xpy=-
p P(x,y)
2
2
F
()00,Vxy
3º caso Parábola com vértice no ponto e eixo de simetria paralelo ao
eixo das abscissas.

Quando o foco F estiver à direita de V, a equação


Y
P(x,y) reduzida fica:

()()2002yypxx-=-
y0 V( Xo,Yo)
F

0 x0
X

p p
d
2 2

Quando o foco F estiver à esquerda de V, a


equação reduzida fica:
P(x,y)

y0 V( Xo,Yo)
()()2002yypxx-=--
F

0 x0 X

p p d
2 2
()00,Vxy
4º caso Parábola com vértice no ponto e eixo de simetria paralelo ao
eixo das ordenadas.

Y Quando o foco F estiver acima de V, a


equação reduzida fica:

F
p
2
P(x,y) ()()2002xxpyy-=-
V( Xo,Yo)
p
2
d

Quando o foco F estiver abaixo de V, a


Y equação reduzida fica:

()()2002xxpyy-=--
d
p
V( Xo,Yo) 2
y0
P(x,y) p
2
F
0 X

x0
4) Resolução de exercícios

1) Dados os gráficos abaixo determinar suas equações:


a) Resolução:
Y
22ypx=
Observando o gráfico verificamos que a parábola
é do tipo .Vamos calcular o valor de p
lembrando que:
61222VFppdp=fi=fi=
V F(6,0)
X

Substituindo
p =12 na fórmula, fica que:
22.12.24240ypxyxyxyx=fi=fi=fifi-=
2222

2240yx-=
Logo a equação é

b)
Resolução:
Y
22ypx=-
Observando o gráfico verificamos que a parábola é
do tipo .Vamos calcular o valor de p,
lembrando que:
4822VFppdp=fi=fi=
F(-4,0) V
X
Substituindo
2222 p=8 na fórmula, fica que:
22.8.16160ypxyxyxyx=-fi=-fi=-fifi+=

2160yx+=
Logo a equação é
24yx=
2) Dada a equação da parábola determinar:

a) as coordenadas do foco.

Resolução:
2 4yx= 22ypx=
Comparando a equação com a equação do tipo,02pFʈÁ˜Ë¯ ,
2p=
encontramos que .Sabemos que F tem coordenadas : logo
()2,0,01,022pFFFʈʈfifiÁ˜Á˜Ë¯Ë¯
teremos

b) A equação da diretriz.

Resolução: 2pK=-
xK=
A equação da diretriz é do tipo , e no nosso caso , , daí:
2122pKKK=-fi=-fi=- 110xx=-fi+=
.Ficamos então com

c) O gráfico.

Y
d

F
-1 V 1 X
3) Dado que uma parábola
()5,3F tem eixo de simetria paralelo
()2,3Vao eixo das abscissas , que o foco
tem coordenadas e o vértice coordenadas , determine a equação da
parábola.

Resolução:
()2,3V ()5,3F
Como a parábola tem econcluímos que o foco está à direita
Ox
vértice e200
()() tendo o eixo
2yypxx-=- de simetria paralelo ao eixo , ela tem equação do
tipo .Teríamos o seguinte gráfico:

Y
d

3 V F

-1 0 2 5 X

2VFpd=
523VFVFdd=-fi=
Agora como e , então ficamos com
32.362ppp=fi=fi=
.Assim a substituindo na equação:

()()()()()()22200232.623122yypxxyxyx-=-fi-=-fi-=-

portanto a equação fica:

()()23122yx-=-
()()2143xy-=-
4) Esboçar o gráfico da parábola .

Resolução:
()()2143xy-=-
()()Comparando a equação
2002xxpyy-=-
com a equação do tipo
1,3 e p=2xy==
00
, encontramos que .Então o vértice V e o
()1,3 e p = 2.V
parâmetro p são respectivamente Logo o gráfico fica:

4 F

3
V

2 d

0 1 X