Você está na página 1de 1

CBM/UNICBE

Histria da Msica Medieval (Unidade II)

Polifonia durante o sculo XIII

1) Conductus polifnico (exemplo de udio: Ave virgo virginum)


a) canes a duas, trs ou quatro vozes;
b) em latim e predominantemente silbico;
c) rimado, rtmico, forma estrfica (mesma melodia para cada estrofe);
d) abordava temas religiosos ou seculares srios (questes morais e
acontecimentos histricos);
e) uso de cantocho prprio como base composicional, ao invs de usar cantos
pr-existentes;
f) Todas as vozes cantam basicamente no mesmo ritmo modal (estilo de
conductus).

2) Moteto
a) obras polifnicas geralmente annimas com uma ou mais vozes com textos
individuais em adio a um tenor (voz grave) pr-existente;
b) origem: voz superior (duplum, ou motetus) com novo texto em latim nas
clausulae dos cantos litrgicos;
c) a palavra francesa mot(palavra) inspirou o nome para o gnero;
d) ttulo composto pelas primeiras palavras de cada voz da mais aguda mais
grave.
e) Exemplo de udio: Super te Ierusalem/Sed fulsit virginatas/Dominus
cada voz superior sobre o tenor apresenta metade de um poema em latim
o tema o nascimento de Cristo
as partes superiores raramente fazem pausas juntas ou com o tenor, dando
continuidade ao moteto
f) as vozes superiores eram cantadas, mas no h certeza quanto a voz tenor;
g) ouvintes refinados e exigentes eram o pblico alvo;
h) na primeira metade do sculo XIII, eram cantados nas missas ou em lazeres
independentes;
i) por volta de 1250, os motetos deverias ter trs vozes, com as duas superiores
sobre o mesmo assunto, em latim ou francs. H casos em que uma voz superior
cantava em uma lngua e a outra superior, em outra.
j) nos motetos franconianos (1250-1280), as duas vozes superiores possuam
estilos distintos entre si e eram mais rpidos em relao ao tenor, que tambm tinha
outro estilo. O triplum (segunda voz superior) tinha texto mais longo do que o
motetus (primeira voz superior), uma melodia com frases mais curtas e notas um
pouco mais rpidas. Utilizava-se notao franconiana (mxima, longa, breve e
semibreve). Exemplo de udio: De madame vient/Dieus, comment porroie/Omnes
(Adam de la Halle);
k) nos motetos petronianos (1270-1300), o triplum apresentava notas com
valores de durao bastante curtas em relao s outras duas vozes, o duplum era
moderado, e o tenor, bastante lento. Exemplo de udio: Aucun ont
trouv/Lonctans/Annuntiantes (Petrus de Cruce).