Você está na página 1de 2

UNIVERSIDADE DE CAXIAS DO SUL – Área de Engenharia e Ciências Exatas TERMODINÂMICA APLICADA (MEC 0404) – 17/2 - prof. Sergio da Silva Kucera

1ª Lista de exercícios

Problemas retirados de ÇENGEL, Yunus, A. e Boles, Michael A. Termodinâmica. 7.ed. trad.: Paulo Maurício Costa Gomes; rev. tec.: Antônio Pertence Júnior. Porto Alegre: McGraw-Hill, 2013

1.1. A figura ao lado mostra um arranjo ci- lindro-pistão contendo um certo gás, informa alguns dados e ilustra o dia- grama de corpo livre do pistão, consi- derando que está em equilíbrio com o meio. Determine:

a) a pressão do gás; 1,12 bar b) se o volume do gás dobrar pelo for- necimento de calor sua pressão mu- dará?

dobrar pelo for- necimento de calor sua pressão mu- dará? 1.2. A figura ao lado mostra

1.2. A figura ao lado mostra um arranjo similar ao do problema anterior, mas com o efeito de uma mola de compressão, cuja força atua de cima para baixo sobre o pistão. O atrito entre cilin- dro e pistão pode ser desprezando. Qual a pres- são do gás no interior do dispositivo, conside- rando que o pistão encontra-se imóvel?

147 kPa

conside- rando que o pistão encontra-se imóvel? 147 kPa 1.3. No arranjo mostrado à direita a
conside- rando que o pistão encontra-se imóvel? 147 kPa 1.3. No arranjo mostrado à direita a

1.3. No arranjo mostrado à direita a mola de compressão, com constante de rigidez de 8 kN/cm, está montada sem deformação. Os 3 compartimentos estão cheios de um mesmo gás. Se suas pressões p 1 , p 2 e p 3 forem 5, 10 e 1 MPa, respectivamente; os diâmetros dos êmbolos forem de 30 e 80 mm; e desprezando a mas- sa do pistão, qual será a deformação da mola na con-

dição de equilíbrio?

17,2 mm

1.4. Um barômetro foi usado para medir a altura de um edifício. Os valores lidos para as pressões no seu to- po e na sua base foram, respectivamente, 675 e 695 mmHg. Considerando para o mercúrio e o ar, respectivamente, massas específicas de 13.600 e 1,18 kg/m 3 , qual a altura do prédio? 231 m

Problemas retirados de BORGNAKKE, Claus e SONNTAG, Richard E. Fundamentos da Termodinâmica. 8. ed. trad.: Roberto de Aguiar Peixoto. São Paulo: Blucher, 2013.

1.5. Na figura mostrada o diâmetro e massa do pistão são de 100 mm e 5 kg; o volume

e pressão do ar na câmara são 0,4 L e

400 kPa; a válvula de alimentação de ar está fechada; e a mola que age sobre o pistão é linear. Quando ele estiver encostado no fundo do cilindro a deformação da mola é nula. A válvula é então aberta e o pistão sobe 20 mm. Admitindo que a pressão atmosférica seja de 100 kPa, calcule a pressão do ar na câmara nesta situação. 515,5 kPa

a pressão do ar na câmara nesta situação. 515,5 kPa 1.6. A figura ao lado mostra

1.6. A figura ao lado mostra um pistão especial, com massa de 25 kg, montado entre as câ-

maras A, que contém óleo hidráulico a 500 kPa,

e B, que contém um gás. Qual sua pressão, com- siderando que o pistão encontra-se imóvel? 6 MPa

com- siderando que o pistão encontra-se imóvel? 6 MPa 1.7. A figura ao lado mostra o

1.7. A figura ao lado mostra o esquema atuador de um braço de levantamento usado em um caminhão. O óleo hidráulico tem DR= 0,9. Há

um desnível de 6 m (H) entre a face inferior do pistão maior (área de 0,05 m 2 ) e o eixo do pistão menor (área de 0,01 m 2 ), onde atua a força F 1 = 25 kN. A pressão atmosférica local

é de 100 kPa. Igonorando as massas dos pis-

tões e as respectivas áreas das hastes, calcule

o módulo da força externa F 2 . 122 kN

calcule o módulo da força externa F 2 . 122 kN 1.8. A figura ao lado

1.8. A figura ao lado ilustra o sistema de bombeamento d’água em um prédio alto. Para atender às necessidades de consumo de água dos moradores deve haver uma pressão mínima de 200 kPa na rede do último piso. Sa- bendo-se que a alimentação de água

é feita à pressão de 600 kPa, qual de- ve ser o aumento mínimo de pressão fornecido pela bomba? 1,12 MPa

de água é feita à pressão de 600 kPa, qual de- ve ser o aumento mínimo