Você está na página 1de 2

Como surgiu o termo 'pé rapado'?

A expressão já era conhecida por volta do século 17 e é usada até hoje

era conhecida por volta do século 17 e é usada até hoje Antigamente as igrejas e

Antigamente as igrejas e prédios públicos tinham objetos como este da foto em suas entradas.

Eles eram usados pelos pedestres para raspar a lama das solas dos sapatos antes de entrar nos recintos.

Somente os mais pobres tinham os pés sujos de barro, pois os cidadãos abastados chegavam a cavalo, de charrete ou mesmo liteira, e portanto, não sujavam o sapato. A expressão "pé rapado" surgiu na informalidade, para designar (pejorativamente) os cidadãos das classes mais baixas.

O termo se popularizou primeiro nas zonas rurais, onde muitas vezes era a própria sola do pé descalçado que tinha a lama ‘’rapada’’ no objeto acima mostrado. Durante a Guerra dos Mascates, em 1710, o apelido era uma forma depreciativa de se referir as tropas da aristocracia ruralista que enfrentava o exército português.

Os rebeldes de Recife lutavam de pés descalços, ao contrário da cavalaria adversária, que entrava no campo de batalha ostentando bonitas botas que combinavam com o uniforme.

O pesquisador regionalista Luís da Câmara Cascudo escreveu em seu livro Locuções Tradicionais do Brasil que o termo é um sinônimo de "descalço, de pés nus, pé no chão", uma metonímia para designar a população de origem mais humilde.

A expressão "pé-rachado" tem o mesmo significado, embora faça analogia as

rachaduras causadas nos pés devido ao fato de se andar descalços, sem

conforto algum. Mas também é usada para designar pessoas da roça, campo

e de origem bastante humilde.