Você está na página 1de 4

ORGANIZAÇÕES INTERNACIONAIS

1º SEMESTRE

As Relações Internacionais chegam após a 1ª Guerra mundial devido à preocupação de manter a paz mundial.

SOCIEDADE INTERNACIONAL, ampla o suficiente para integrar várias sociedades (sociedade de sociedades).

Intervenientes/Agentes desta Sociedade que interagem entre sim e se submetem a regras e/ou normas (grau de institucionalização):

Estados (desempenham o papel principal no palco internacional)

Empresas Internacionais/Transacionais

Indivíduo

Opinião Pública

Organizações Internacionais (comunidades políticas institucionalizadas, são instrumentos da política internacional)

Política Externa define-se como o conjunto de ações e decisões que adota um Estado em relação a outros. Instrumentos: Diplomacia (torna possível aos Estados alcançarem os seus objetivos utilizando intermediários para intervir/negociar) e Guerra

Política Internacional resulta da interação das várias políticas externas. Fatores de Ordem/Instrumentos da Política Internacional: o Direito Internacional, a Segurança Coletiva, Organizações Internacionais e também várias formas de Diretórios (por exemplo: grupo de países que criaram a Santa Aliança [criada após Napoleão Bonaparte], cujos países adotam por consenso o princípio de agirem sempre que a ordem fosse ameaçada).

ORGANIZAÇÕES INTERNACIONAIS COMO AGENTES INTERNACIONAIS

As Organizações Internacionais têm vindo a crescer. Junto dos Estados, trabalham nas mais variadas áreas e cumprem funções próprias como, por exemplo, a criação de normas.

Podem ser:

Organizações Intergovernamentais, formada por Estados, sendo detentoras de personalidade jurídica internacional e têm uma estrutura orgânica permanente (assembleia, conselho executivo, secretariado e tribunais). Podendo incluir Organizações Internacionais Globais (abertas à participação de nações de todo o mundo ONU e Organização Mundial do Comércio [OMC]) e as Organizações Intergovernamentais Regionais (abertas a membros de uma determinada região ou continente, tais como a EU [União Europeia], OEA [Organização dos Estados Americanos] e a Liga Árabe).

ORGANIZAÇÕES INTERNACIONAIS

1º SEMESTRE

Organizações Não-Governamentais (ONG), que se submetem ao direito nacional (ou interno) do país onde se encontram sediadas, são formadas por indivíduos, não possuem fins lucrativos e desenvolvem ações em diferentes áreas e apoiam a população para modificar determinados aspetos da sociedade. Exemplos de ONG: Cruz Vermelha, Greenpeace, entre outros.

ORIGEM E DESENVOLVIMENTO HISTÓRICO DAS O.I

Pode-se entender como Organização Internacional uma associação de Estados soberanos através de acordos internacionais, constituída por órgãos permanentes, próprios e independentes, com vista a gerir os interesses coletivos por meio da cooperação (que leva à aproximação entre os Estados), sendo esta cooperação um elemento fundamental da política internacional.

Quanto à origem das O.I, começam a crescer entre o período histórico que vai de 1815 (fim das guerras napoleónicas até 1914 (I Guerra Mundial). Desta maneira, houve um ressurgimento de preocupações humanitárias que levaram à criação de organizações vocacionadas para promover a paz universal.

A Sociedade Internacional assiste, assim, a dois fenómenos que irão possibilitar o surgimento das O.I modernas:

As Conferências Internacionais (Conferência de Viena de 1815, Conferência de Berlim de 1885, Conferência de Paz de Haia de 1889-1907, …).

Estabelecimento de estruturas institucionais permanentes (Comissão Central do Reno em 1831, Comissão Europeia do Danúbio em 1856, …).

NOÇÃO E CLASSIFICAÇÃO DAS O.I

As O.I constituem grupos de poder social capazes de expressar uma vontade jurídica própria

Podem ser classificadas seguindo os seguintes critérios:

Pelos fins gerais (ONU, OEA [Organização dos Estados Americanos], …) ou específicos caráter financeiro, económico, social, humanitário (UNESCO, FMI, …)

Pela sua composição: Universal (ONU) e Regional (União Europeia, MERCOSUL [Brasil, Argentina, Uruguai, Paraguai e Venezuela])

Pelas suas competências, organizações com vocação cooperativa (OMC, Banco Mundial) ou integracionista (UE)

CRIAÇÃO E EXTINÇÃO DAS OI

Criação As OI são criadas a partir de um Tratado Constitutivo ato jurídico multilateral sendo este negociado numa conferência internacional e posto em vigor quando é ratificado pelos Estados.

ORGANIZAÇÕES INTERNACIONAIS

1º SEMESTRE

Extinção As OI estão destinadas a durar independentemente das alterações que sofram. Por regra geral, os instrumentos constitutivos das OI não contemplam a possibilidade da sua extinção, contudo, esta pode acontecer nos seguintes casos:

vontade unânime por parte dos Estados-membros ou da retirada dos mesmos, impossibilitando o funcionamento da Organização Internacional.

Exemplo: a Sociedade das Nações fracassou nos seus objetivos manter a paz dado que começou a II Guerra Mundial. Deste modo, foi extinguida. 1

OBJETIVOS, COMPETÊNCIAS E ESTRUTURA ORGÂNICA

Um dos fatores que facilitam a cooperação entre os Estados é a existência de objetivos

e interesses comuns. Para que sejam alcançados esses objetivos, as partes (Estados) delegam na organização internacional criando competências necessárias:

Competências normativas que, antes de mais, regulam o funcionamento interno da organização

Competências operacionais

O que dá continuidade no exercício das suas funções é a criação de órgãos:

Assembleia (órgão parlamentar)

Conselho (órgão decisório)

Secretariado (órgão administrativo)

ORDEM JURÍDICA E PERSONALIDADE JURÍDICA DAS OI

As OI possuem personalidade jurídica internacional, isto é, capacidade de exercer certos direitos e assumir certos deveres no quadro de um sistema jurídico concreto, nacional ou internacional.

No âmbito do direito internacional, as OI possuem o direito de legação ou capacidade em receber ou de enviar diplomatas; podem assinar acordos com outros Estados ou OI.

No entanto, a personalidade jurídica internacional das OI está limitada pelo princípio da Especialidade (os objetivos e fins definidos nos atos constitutivos determinam os limites das suas funções, nos âmbitos interno e internacional).

Funcionamento e as atividades das OI

O funcionamento e as atividades das OI estão definidos nos respetivos atos

constitutivos

1 A Sociedade das Nações foi o primeiro projeto concreto de organização jurídica da comunidade internacional.

ORGANIZAÇÕES INTERNACIONAIS

1º SEMESTRE

ONU: história, a Carta, composição, principais órgãos, processo de decisão

A Organização das Nações Unidas é criada depois da 2ª Guerra Mundial, para substituir

a Sociedade das Nações (criada em 1919, depois da 1ª Guerra, que por sua vez,

fracassou). Sendo criada, na integra, na Conferência de S. Francisco.

Fins da Carta:

Evitar guerras/fomentar a paz entre as nações

Dignidade dos Direitos Humanos

Justiça

Progresso social e económico

Vias para alcançar os fins

Tolerância e paz

Cooperação (unir forças)

Proibição da força armada, a não ser no interesse comum

Promover o progresso económico e social