Você está na página 1de 23
UNIVERSIDADE REGIONAL DO CARIRI ­ URCA Processo Seletivo Unificado 2017.1

UNIVERSIDADE REGIONAL DO CARIRI ­ URCA Processo Seletivo Unificado 2017.1

UNIVERSIDADE REGIONAL DO CARIRI ­ URCA Processo Seletivo Unificado 2017.1

BIOLOGIA

01.

URCA/2017.1 ­ As savanas africanas s ão um bioma conhecido mundialmente pela sua biodiversidade de mam íferos. S ão áreas de milh ões de quil ômetros com pradarias com pastos de gramíneas e árvores esparsas com esta ções de seca e chuva. No Brasil temos áreas semelhantes que aqui s ão denominadas:

A)

Cerrado.

B)

Caatinga.

C)

Floresta amaz ô nica.

D)

Mata atlâ ntica.

E)

Pampa.

02.

São organelas citoplasm áticas relacionadas com a excre çã o celular:

A)

Retículo endoplasm á tico rugoso.

B)

Mitoc ô ndrias.

C)

Cloroplastos.

D)

Ribossomos.

E)

Complexo de Golgi.

03. URCA/2017.1 ­ As plantas possuem uma área de absor ção na raiz por onde estas retiram do ambiente água e sais minerais. Esse tecido de absor ção é anatomicamente classificado como um:

A)

Par ênquima.

B)

Epiderme.

C)

Colênquima.

D)

Escler ênquima.

E)

Xilema.

04.

URCA/2017.1 ­ As regras de nomenclatura vigente para os seres vivos é um método que facilita o estudo destes, por cientistas de todo o mundo. Sobre essas normas é correto afirmar:

A)

O uso de duas palavras em latim de um nome cient ífico s ão sempre qualificativos (adjetivos).

B)

O primeiro nome corresponde a esp écie e o segundo ao g ênero.

C)

O nome cient ífico deve ser escrito em latim e deve estar destacado no texto.

D)

Por um nome cient ífico já se sabe a que fam ília a esp écie pertence.

E)

Um nome cient ífico que homenageia algu é m possui g ênero e esp écie com inicial mai úscula.

05.

URCA/2017.1 ­ Em heran ç a quantitativa genes expressam suas informa çõ es para forma ção de um fen ótipo somando as a ções. S ão exemplo de heran ça quantitativa a cor da pele, a altura e a cor do olho humano. A cor do gr ão de milho tamb ém é um desses casos em que tr ês pares de genes est ão envolvidos. Para a cor do gr ão de milho, caso se fa ça o cruzamento de triplo­ heterozigotos as propor ções fenot ípicas esperadas s ão:

UNIVERSIDADE REGIONAL DO CARIRI ­ URCA Processo Seletivo Unificado 2017.1

UNIVERSIDADE REGIONAL DO CARIRI ­ URCA Processo Seletivo Unificado 2017.1

UNIVERSIDADE REGIONAL DO CARIRI ­ URCA Processo Seletivo Unificado 2017.1

A)

1

:

1: 2

: 2

: 4 : 2

: 2 : 1.

B)

1

:

4 :

5 : 4 : 1.

C)

1

:

4 :

6 : 4 : 1.

D)

1 : 6 : 15 : 20 : 15 : 6 : 1.

E)

1

: 5 : 5:

10 : 5 : 5 : 1.

 

06.

URCA/2017.1 ­ Veja a tirinha abaixo sobre vertebrados.

URCA/2017.1 ­ Veja a tirinha abaixo sobre vertebrados. Responda corretamente: A) Todos os animais representados
URCA/2017.1 ­ Veja a tirinha abaixo sobre vertebrados. Responda corretamente: A) Todos os animais representados

Responda corretamente:

A)

Todos os animais representados s ão protost ômios.

B)

Apenas um possui um cora ção com tr ês cavidades verdadeiras.

C)

Apenas dois possuem um cora ção com quatro cavidades verdadeiras.

D)

Todos s ão homot érmicos.

E)

Apenas um possui celoma verdadeiro.

07.

URCA/2017.1 ­ Veja a tirinha abaixo sobre as plan árias, um grupo de invertebrados muito antigo.

as plan á rias, um grupo de invertebrados muito antigo. PROVA II : Biologia, Geografia, L
UNIVERSIDADE REGIONAL DO CARIRI ­ URCA Processo Seletivo Unificado 2017.1

UNIVERSIDADE REGIONAL DO CARIRI ­ URCA Processo Seletivo Unificado 2017.1

UNIVERSIDADE REGIONAL DO CARIRI ­ URCA Processo Seletivo Unificado 2017.1

A respeito desse grupo de vermes é incorreto afirmar:

A)

Possuem trato digestivo incompleto.

B)

São deuterostomatas.

C)

Possuem excre ção por células­flama.

D)

Possuem alta capacidade de regenera ção.

E)

Tem sistema nervoso ganglionar.

08.

URCA/2017.1 ­ Um homem normal para vis ã o é filho de m ãe míope. Ele é casado com uma mulher também normal e filha de pai m íope. Admitindo­se que a miopia é condicionada por um gene autossômico recessivo, diga qual a probabilidade desse casal ter uma filha m íope.

A)

1/2

B)

1/4

C)

1/8

D)

1/16

E)

1/32

09.

URCA/2017.1 ­ A seleção natural das esp écies proposta por Charles Darwin no s éculo XIX tem como base:

A)

A transmiss ão de caracteres adquiridos pelos progenitores aos seus descendentes.

B)

Mutaçõ es que degeneram os mais fracos e com isso esses s ão eliminados.

C)

Eventos catastr óficos que dizimam popula ções inteiras permitindo o surgimento de novas esp écies.

D)

A seleção dos mais aptos a um ambiente e a transmiss ão dessas caracter ísticas aos seus descendentes.

E)

A vinda da vida de outros planetas atrav és de meteoros e a posterior coloniza ção do nosso planeta por esses seres.

10.

URCA/2017.1 ­ N ão é uma caracter í stica que pode ser atribu ída aos equinodermatas:

A)

Sistema ambulacr ário.

B)

Deuterostomia.

C)

Ampola de Arist óteles.

D)

Larva com simetria pentalateral.

E)

Simetria radial nos adultos.

11.

URCA/2017.1 ­ Os fungos são seres que em alguns casos, morfologicamente se parecem com plantas, mas fisiologicamente e citologicamente s ão distantes dessas. Sobre os fungos é correto afirmar:

A)

Possuem cloroplastos do tipo discoide.

B)

Tem parede celular de lignina.

C)

Tem parede celular de quitina.

D)

N ão possuem centr íolos.

E)

São todos fermentadores.

UNIVERSIDADE REGIONAL DO CARIRI ­ URCA Processo Seletivo Unificado 2017.1

UNIVERSIDADE REGIONAL DO CARIRI ­ URCA Processo Seletivo Unificado 2017.1

UNIVERSIDADE REGIONAL DO CARIRI ­ URCA Processo Seletivo Unificado 2017.1

12.

URCA/2017.1 ­ O DNA é chamado molécula da vida. O princ ípio da ação dessa mol écula é levar as caracter ísticas de uma gera ção para outra. A respeito do DNA é correto:

A)

As pontes de hidrog ê nio s ão respons áveis pelo c ódigo genético.

B)

As bases nitrogenadas s ão os açúcares presentes nos ácidos nucl éicos.

C)

As variações ocorrentes nas esp écies s ão variações do ácido fosf órico.

D)

A diferenç a entre DNA e RNA est á apenas no tamanho entre essas mol éculas.

E)

A base do c ódigo genético s ão as varia ções dos tipos de bases nitrogenadas.

13.

URCA/2017.1 ­ As ordens de mam íferos artiod átila e perissod átila t êm como diferen ça b ásica:

A)

A primeira é carnívora e a segunda é herbívora.

B)

A primeira tem chifres e a segunda é mocha.

C)

A segunda tem uma unha em cada pata e a primeira tem duas unhas em cada pata.

D)

A segunda é ruminante e a primeira n ão.

E)

A primeira tem cauda e a segunda n ão.

14.

URCA/2017.1 ­ Os tubar ões possuem um sexto sentido, a ampola de Lorenzini. Gra ças a ela, esses condrictes s ão capazes de:

A)

Ver no escuro.

B)

Captar infravermelho.

C)

Sentir seres de sangue quente nas proximidades.

D)

Manter­se sempre aquecido.

E)

Captar o campo el étrico produzido por seres que se encontram nas proximidades.

15.

URCA/2017.1 ­ No sangue humano existem gl óbulos vermelhos e brancos. Dentre os gl óbulos brancos, os eosin ófilos são mais diretamente associados ao combate de:

A)

Parasitas multicelulares.

B)

Vírus.

C)

Bactérias.

D)

Fungos.

E)

Venenos.

UNIVERSIDADE REGIONAL DO CARIRI ­ URCA Processo Seletivo Unificado 2017.1

UNIVERSIDADE REGIONAL DO CARIRI ­ URCA Processo Seletivo Unificado 2017.1

UNIVERSIDADE REGIONAL DO CARIRI ­ URCA Processo Seletivo Unificado 2017.1

GEOGRAFIA

16.

URCA/2017.1 ­ “A geopolítica nasceu – pelo menos oficialmente, como r ótulo – com o jurista sueco Rudolf Kjell én, que pela primeira vez empregou esse termo num ensaio intitulado As Grandes Pot ências, publicado em 1905 numa revista do seu pa ís”. (VESENTINI: 2015, p. 15). Sobre Geopolítica é correto afirmar:

A)

A Ordem Mundial Multipolar que vigorou desde o final do s éculo XIX at é a Segunda Guerra Mundial propiciava um clima de pr é guerra entre as grandes pot ê ncias do per íodo, com acirradas disputas por territórios, mercados e recursos na África, na Ásia e at é na Europa.

B)

A Ordem Mundial Bipolar que vigorou desde o final do s éculo VIII at é a Primeira Guerra Mundial propiciava um clima de pr é guerra entre as grandes pot ê ncias do per íodo, com acirradas disputas por territórios, mercados e recursos na África, na Ásia e at é na Europa.

C)

A Ordem Mundial Monopolar que vigorou desde o final do s éculo XI at é a Segunda Guerra Mundial propiciava um clima de pr é guerra entre as grandes pot ê ncias do per íodo, com acirradas disputas por territórios, mercados e recursos na África, na Ásia e at é na Europa.

D)

A Ordem Mundial Geoecon ô mica que vigorou desde o final do s éculo XVIII at é a Segunda Guerra Mundial propiciava um clima de pr é guerra entre as grandes pot ências do per íodo, com acirradas disputas por territ órios, mercados e recursos na África, na Ásia e at é na Europa.

E)

A Ordem Mundial Continental que vigorou desde o final do s éculo XV at é a Primeira Guerra Mundial propiciava um clima de pr é guerra entre as grandes pot ê ncias do per íodo, com acirradas disputas por territórios, mercados e recursos na África, na Ásia e at é na Europa.

17.

URCA/2017.1 ­ Sobre Geografia é incorreto afirmar:

A)

Alguns autores definem Geografia como o estudo da superf ície terrestre ( significado etimol ógico do termo Geografia – descri ção da Terra.

),

apoiados no pr óprio

B)

Outros autores definem Geografia como estudo da paisagem (

),

a an álise geogr áfica estaria restrita

aos aspectos vis íveis do real.

C)

Outra defini ção parte dos autores que definem Geografia como estudo da individualidade dos lugares.

D)

A defini ção de Geografia como estudo da diferencia ção de áreas tem como base estudar e comparar as regi ões refor ç ando o pensamento de que todas as áreas s ão iguais e determinadas pelas condições ambientais.

E)

Para outros autores Geografia é o estudo do espa ç o e, para estes, o espa ç o seria pass ível de uma abordagem espec ífica, sendo necess ário explicitar o que se entende por espa ç o.

18.

URCA/2017.1 ­ Sobre a rela ção homem x natureza, assinale V para as afirmativas verdadeiras e F para as afirmativas falsas, e indique a alternativa correta:

(

) Conforme a disponibilidade de recursos econ ô micos, tecnol ógicos, etc., as sociedades modernas modificam a natureza original de seus territ órios.

(

) A localiza ção geogr á fica de uma determinada Área, Regi ão ou Pa ís, tem um sentido relativo, pois, com o incremento da ind ústria bélica, podemos viajar mais rapidamente de um lugar a outro.

UNIVERSIDADE REGIONAL DO CARIRI ­ URCA Processo Seletivo Unificado 2017.1

UNIVERSIDADE REGIONAL DO CARIRI ­ URCA Processo Seletivo Unificado 2017.1

UNIVERSIDADE REGIONAL DO CARIRI ­ URCA Processo Seletivo Unificado 2017.1

(

) Nas grandes cidades onde h á grande concentra ção industrial e/ou de ve ículos, a polui ção do ar é mais impactante, sobretudo com a aus ência ou pouca disponibilidade de áreas verdes nos centros urbanos.

(

) Com o processo de moderniza çã o agr ária atrav és da mecaniza ção e introdu çã o de t écnicas como o uso intensivo de adubos qu ímicos e agrot óxicos os centros urbanos tiveram, como consequ ência, aumento dos índices de pluviosidade.

(

) O uso intensivo de agrot óxico na pecu ária e no cultivo de hortali ç as, entre outros traz consequê ncias negativas para o solo e para o consumo dessa produ çã o.

A)

V; V; F; F; V.

B)

F; V; V; V; F.

C)

V; F; V; F; V.

D)

V; F; F; V; F.

E)

F; V; F; V; F.

19.

URCA/2017.1 ­ De acordo com a influ ência de massas de ar, podemos dividir o territ ório brasileiro em cinco principais tipos clim áticos. Relacione a 2ª coluna de acordo com a 1ª e indique a alternativa correta:

I.

Clima Equatorial Ú mido

II.

Clima Litor â neo Ú mido

III.

Clima Tropical Alternadamente Ú mido e Seco

IV.

Clima Tropical tendendo a Seco ou Semi árido

V.

Clima Subtropical Ú mido.

(

) É um tipo de clima tropical, portanto quente, com m édias anuais de pluviosidade geralmente inferiores a 1.000mm. As chuvas se concentram num per íodo curto como no interior do Estado da Paraíba, por exemplo.

(

) As m édias pluviom étricas oscilam entre 1.500 e 2.000 mm/ano; abrangendo a por ção do territ ório brasileiro pr óxima ao litoral, desde o Rio Grande do Norte at é a parte setentrional do Estado de S ão Paulo.

(

) Abrange a por ção do territ ório brasileiro localizada ao sul do Tr ópico de Capric órnio; é o tipo de clima classificado como “mesot érmico”, isto é, de temperaturas m édias.

(

) Abrange a Amaz ônia brasileira; quente e úmido, da converg ência dos al ísios.

(

) É um clima tropical t ípico, quente e semi úmido com uma esta ção chuvosa (ver ão) e outra seca (inverno). Abrange Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, trechos da Bahia e do Cear á, Maranh ã o e Piauí.

A)

IV; II; V; I; III.

B)

II; V; IV; III; I.

C)

III; IV; I; V; II.

D)

IV; V; I; III; II.

E)

III; V; IV; II; I.

UNIVERSIDADE REGIONAL DO CARIRI ­ URCA Processo Seletivo Unificado 2017.1

UNIVERSIDADE REGIONAL DO CARIRI ­ URCA Processo Seletivo Unificado 2017.1

UNIVERSIDADE REGIONAL DO CARIRI ­ URCA Processo Seletivo Unificado 2017.1

20.

URCA/2017.1 ­ Leia com aten ção as afirmativas abaixo, sobre Dom ínios Morfoclim áticos Brasileiros, e indique a alternativa correta:

I.

O domínio morfoclim ático “Mares de Morros” se localiza na por ção litor â nea do Brasil, desde o Nordeste at é o Sul. Se encontra sobre terrenos cristalinos onde predominam os granitos e gnaisses, com aspectos caracter ísticos nas formas de relevo como “meia laranja”, que tem origem em Serras como a da Mantiqueira e Espinha ç o, por exemplo.

II.

O domí nio do Cerrado corresponde ao clima tropical t ípico ou semi úmido, a vegeta ção semelhante às savanas africanas; e ao planalto Central brasileiro, com “Chapadas” e “Chapad ões”. Seus rios s ão afluentes do Amazonas, do Paran á ou do rio Paraguai.

III.

O domínio da Caatinga apresenta solo pouco profundo devido o baixo índice pluviom étrico e do intemperismo f ísico. Se caracteriza pela exist ência de “depress ões” em quase toda sua extens ão, se limitando com o planalto da Borborema (N) e chapada Diamantina (S).

A)

Apenas III est á correta.

B)

Apenas I e II est ão corretas.

C)

Apenas I e III est ão corretas.

D)

Apenas II e III est ão corretas.

E)

I, II e III est ão corretas.

21.

URCA/2017.1 ­ Sobre o Nordeste brasileiro é correto afirmar:

A)

O Sert ão nordestino abriga em sua faixa de terra a Mata dos Cocais considerada uma vegeta ção de “transição” entre a caatinga e a floresta amaz ônica sendo constitu ída por palmeiras como carna úba e babaç u.

B)

A Zona da Mata é, dentre as sub­regi õ es nordestinas, a mais povoada, mais industrializada e mais urbanizada. Compreende a área litor ânea do Rio Grande do Norte at é a Bahia, cuja vegeta ção original era a Mata Atl ântica.

C)

O Agreste do Nordeste brasileiro se caracteriza por um clima semi árido, embora abrigue o rio S ão Francisco, cujas águas s ão represadas por a ç udes como o Or ós e Castanh ão e alimentam o rio Jaguaribe, no Cear á, o que o torna um rio perene.

D)

O Meio Norte é a área situada no “Rec ôncavo Baiano” se destacando pela extra ção de petr óleo e pelas indústrias petroqu í micas, especialmente. É a principal área industrial do Nordeste brasileiro abrigando o polo petroqu ímico de Cama ç ari.

E)

O Nordeste brasileiro abriga os maiores acidentes de relevo como a Serra de Cubat ão, por exemplo, bem como as principais rodovias como a BR 116; portos como o de Suape e aeroportos internacionais como o Pinto Martins.

22.

Sobre Cartografia, é incorreto afirmar:

A)

As Representa ções Cartogr áficas s ão utilizadas para diversos fins e por diferentes profissionais, mas para compreender o conte údo de um mapa é necess ário considerar o t ítulo; os s ímbolos; a legenda; as cores ou hachuras; as escalas, entre outros.

B)

A Escala possibilita identificar a “rela ção precisa de proporcionalidade” nos mapas que representam o espaç o. Podem ser: num érica e/ou gr áfica.

C)

Os Meridianos e Paralelos s ão linhas imagin árias que cobrem todo o globo terrestre e sua cria ção objetiva localizar, com exatid ão, um ponto na superf ície terrestre, bem como orientar a localiza çã o.

UNIVERSIDADE REGIONAL DO CARIRI ­ URCA Processo Seletivo Unificado 2017.1

UNIVERSIDADE REGIONAL DO CARIRI ­ URCA Processo Seletivo Unificado 2017.1

UNIVERSIDADE REGIONAL DO CARIRI ­ URCA Processo Seletivo Unificado 2017.1

D)

Paralelos correspondem às semicircunfer ências em que as extremidades s ão os polos geogr á ficos de

Norte a Sul, e a diferen ç a entre eles é de 180° ; e Meridianos s ão círculos conc êntricos entre os quais

o

Equador é o mais extenso, sendo poss ível destacar o Tr ópico de C âncer e o Tr ópico de

 

Capric órnio.

E)

Paralelos (latitude) e Meridianos (longitude) definem as coordenadas geogr áficas que estabelecem a localização de um ponto qualquer da superf ície terrestre.

23.

URCA/2017.1 ­ Para compreender a Estrutura Geol ógica de um determinado lugar é necess ário observar v ários fatores. Nesse sentido, assinale V para as afirmativas verdadeiras e F para as afirmativas falsas e indique a alternativa correta:

(

) Podemos identificar tr ês tipos de rochas: Metam órfica (formada pelo esfriamento e solidifica ção do magma pastoso); Ígneas (ac úmulo de detritos de outras rochas) e Sedimentares (resultantes da transforma ção de outras rochas, seja em virtude da press ão ou temperatura).

(

) Na estrutura geol ógica da Terra podemos destacar, principalmente, os: Escudos Cristalinos (de idade geol ó gica da era Pr é cambriana); Bacias Sedimentares (podendo ser Mesoz óica) e Dobramentos Modernos ( áreas que no per íodo Terci ário sofreram grandes dobramentos originando grandes cadeias de montanha como os Andes).

(

) No Brasil n ão existem Dobramentos Modernos, tendo sua estrutura geol ógica constitu ída por Escudos Cristalinos (per íodo Arqueoz óico e Proteroz óico) e Bacias Sedimentares (desde a era Paleoz ó ica at é a Cenoz óica).

A)

V;

F; F.

B)

F;

V; F.

C)

F;

V; V.

D)

V;

F; V.

E)

V;

V; V.

24.

URCA/2017.1 ­ Dentre as Unidades Geol ógicas no Estado do Cear á, encontramos a Bacia do Araripe. Sobre esse tema é correto afirmar:

A)

A Bacia do Araripe possui grande potencial para explora ção de recursos minerais. Os principais s ão:

calc ários laminados; dep ósitos de gipsita; dep ósitos de argila e água mineral.

B)

A Bacia do Araripe é considerada a maior bacia cristalina do interior do Nordeste brasileiro, localizada

no

extremo sul do Cear á, noroeste do Pernambuco e leste do Piau í e Maranhão.

C)

A Chapada do Araripe é o principal destaque do relevo da Bacia do Araripe. Nela podemos encontrar espécies vegetais t ípicos da savana nordestina como as “pradarias” e “mata de arauc ária”.

D)

Na Chapada do Araripe as nascentes de água surgem atrav és da presen ç a e contato de dois tipos de arenitos: arenitos Arajara (basicamente de rochas metam órficas originadas dos Dobramentos Modernos) e arenitos da Forma ção Ex ú (no topo da Chapada).

E)

A

Chapada do Araripe, parte da Bacia do Araripe, abriga em sua área o Geoparque Araripe, com

seus geoss ítios de elevado interesse geol ógico. Dentre eles podemos destacar: Colina do Horto (Barbalha); Cachoeira de Miss ão Velha (Miss ão Velha); Batateiras (Crato); Pontal da Santa Cruz (Santana do Cariri); entre outros.

UNIVERSIDADE REGIONAL DO CARIRI ­ URCA Processo Seletivo Unificado 2017.1

UNIVERSIDADE REGIONAL DO CARIRI ­ URCA Processo Seletivo Unificado 2017.1

UNIVERSIDADE REGIONAL DO CARIRI ­ URCA Processo Seletivo Unificado 2017.1

25.

URCA/2017.1 ­ As Fontes de Energia sempre foram um dos grandes desafios das civiliza çõ es, em seu momento hist órico. Leia as afirmativas abaixo e indique a alternativa correta:

A)

As principais fontes de energia do Brasil s ão: petr óleo (origina gasolina, diesel, etc); hidr á ulica (fornece calor para fornos das termel étricas); carv ão mineral (utilizado em ind ústrias e resid ências) e energia nuclear (gerando eletricidade nas hidrel étricas e transportes de passageiros).

B)

As fontes de energia podem ser: renov áveis (por exemplo: petr ó leo, ur ânio, carv ão mineral) e n ão renov áveis (como a biomassa, e ólica, solar).

C)

O processo de industrializa ção de uma sociedade acelera o consumo de energia alternativa como a lenha e o carv ão vegetal, cuja utiliza ção, não promove altos riscos de polui ção.

D)

O petr óleo est á dentre as fontes de energia, mais utilizada no Brasil. É, tamb ém, indispens ável para a obtenção de pl ásticos e derivados.

E)

No Brasil, as principais áreas produtoras de energia, s ão: Rec ôncavo Baiano (energia hidrel é trica); Bacia Amaz ônica (energia e ólica); Bacias do Sul e Sudeste (Pro álcool) e Santa Catarina (carv ão mineral).

26.

URCA/2017.1

­

Para

o

estudo

de

Geografia,

h á

vários

conceitos

que

norteiam

sua

compreens ão. Podemos destacar: lugar, paisagem e regi ão. Leia as afirmativas abaixo e indique a alternativa correta:

I.

Regiã o pode ser entendida como espacialidade dos processos sociais em conson ância ao modo de produçã o capitalista, ressaltando a especificidade de rela ções culturais entre um grupo e os lugares, constituindo assim uma identidade regional.

II.

Paisagem tem como fun ção essencial a organiza çã o das rela ções territoriais garantindo assim, a soberania sobre o seu territ ório (meio natural e meio cultural) e grupo social.

III.

Lugar, para a Geografia, pode ser compreendido como resultado da a ção cotidiana do indiv íduo; refer ê ncia das rela ções desenvolvidas.

A)

II e III est ão corretas.

 

B)

Apenas I est á correta.

C)

I e II est ão corretas.

D)

Apenas II est á correta.

E)

I e III est ão corretas.

27.

URCA/2017.1

­

Podemos

afirmar

que ocorreram

mudan ç as

nos padr ões

da divis ão

da

produção e do com ércio internacional, desde o final do s éculo XX. Com base nesta afirmativa, relacione a 2ª coluna de acordo com a 1ª, e indique a alternativa correta:

I.

BRICS

II.

G­8

III.

CEI

IV.

Tigres Asiáticos

 

V.

DIT

(

) Podemos citar: Cazaquist ão, Belarus e Ucr ânia, entre outros e, tentam se organizar industrialmente.

(

) Fazem parte: Taiwan, Cingapura e Hong Kong, entre outros.

 
UNIVERSIDADE REGIONAL DO CARIRI ­ URCA Processo Seletivo Unificado 2017.1

UNIVERSIDADE REGIONAL DO CARIRI ­ URCA Processo Seletivo Unificado 2017.1

UNIVERSIDADE REGIONAL DO CARIRI ­ URCA Processo Seletivo Unificado 2017.1

(

) Podem ser: industrializados centrais; industrializados semiperif éricos e economias perif éricas.

(

) Formam o conjunto de pa íses que contribu íram recentemente com mais da metade do crescimento do produto global.

(

) Fazem parte desse grupo de na ções mais industrializadas o Jap ão, Alemanha e Canad á , entre outros.

A)

V; I; II; III; IV.

B)

III; IV; V; I; II.

C)

I; II; III; IV; V.

D)

IV; III; II; V; I.

E)

II; V; I; IV; III.

28.

URCA/2017.1 ­ Sabemos que os conflitos armados; as guerras; os fen ômenos climáticos; as epidemias; entre outras situa ções, podem promover ou acelerar, movimentos migrat órios nos mais diferentes lugares do mundo. Sobre essa tem ática é incorreto afirmar:

A)

Com o desenvolvimento de t écnicas e pr áticas agr ícolas bem como a domestica ção e cria ção de ovinos, bovinos e caprinos, os povos passaram ao nomadismo buscando ca ç as e frutos.

B)

Emigraçã o é o movimento de sa ída realizado pela popula ção em dire ção à outra Cidade, Estado ou País.

C)

Diáspora – significa dispers ão e o uso deste termo est á associado à expuls ão de judeus, pelas for ç as dominantes ap ós conflito.

D)

Migraçõ es circulares s ão aquelas em as pessoas retornam ao seu lugar de origem motivadas, geralmente, por quest ões econô micas.

E)

Xenofobia s ão atitudes racistas e/ou de intoler ância aos imigrantes que ficam sujeitos à discriminação cultural, religiosa, entre outras.

29.

URCA/2017.1 ­ Leia com aten ção o texto abaixo e indique a alternativa correta:

É banhada pela Bacia do rio Paraguai. Sua paisagem natural lembra aspectos da Amaz ônia, do cerrado e at é da caatinga. Plan ície aluvional, onde nos per íodos de chuvas, parte fica inundada. Ambientalmente registra polui ção dos rios provocada, tamb ém, pelos garimpos de ouro e pelo uso de agrot óxico na agricultura. A destrui ção da fauna tem sido destaque pela caça intensiva de lontras e ariranhas”. O texto se refere à:

A)

Floresta Amaz ônica.

B)

Mata Atlântica.

C)

Bacia do Uruguai.

D)

Pantanal Matogrossense.

E)

Bacia do S ão Francisco.

30.

URCA/2017.1 ­ Sobre Sistemas Agr ários, leia as afirmativas abaixo e indique a alternativa correta:

I.

Agrossistema é um tipo (ou modelo) de produ ção ou agropecu ária em que se observa que cultivos ou criações s ão praticados, quais as t écnicas e como se d á a relação da agricultura com o espa ç o e qual é o destino da produ çã o.

UNIVERSIDADE REGIONAL DO CARIRI ­ URCA Processo Seletivo Unificado 2017.1

UNIVERSIDADE REGIONAL DO CARIRI ­ URCA Processo Seletivo Unificado 2017.1

UNIVERSIDADE REGIONAL DO CARIRI ­ URCA Processo Seletivo Unificado 2017.1

II. A Agricultura de Jardinagem consiste na inova ção do uso de telhados urbanos para o plantio ou cultivo de hortali ç as e flores. A proposta visa tornar a cidade mais “verde” al ém de favorecer o microclima.

III. Do ponto de vista ambiental a Revolu ção Verde, assim identificada, proporcionou uma agricultura sem contamina çã o de alimentos nem das águas por ela utilizadas. Isso possibilitou uma preserva ção maior da biodiversidade na área onde é praticada.

IV. Dentre os sistemas agr ários tradicionais podemos citar o Pastoreio N ômade ou Transumante, muito comum nas regi õ es áridas ou semi áridas. Consiste na cria ção de animais (cabras, ovelhas ou vacas) constantemente levados de um lugar a outro em busca de água e de pastos que n ão estejam secos.

A) I; III e IV est ão corretas.

B) II; III e IV est ão corretas.

C) I e IV est ão corretas.

D) II e IV est ão corretas.

E) II e III est ão corretas.

UNIVERSIDADE REGIONAL DO CARIRI ­ URCA Processo Seletivo Unificado 2017.1

UNIVERSIDADE REGIONAL DO CARIRI ­ URCA Processo Seletivo Unificado 2017.1

UNIVERSIDADE REGIONAL DO CARIRI ­ URCA Processo Seletivo Unificado 2017.1

LÍNGUA PORTUGUESA/LITERATURAS BRASILEIRA E PORTUGUESA

TEXTO 1

Segue o Teu Destino Segue o teu destino,

Rega as tuas plantas, Ama as tuas rosas.

O resto é a sombra

De árvores alheias.

A realidade

Sempre é mais ou menos Do que n ós queremos. Só nós somos sempre Iguais a n ós pr óprios.

Suave é viver s ó. Grande e nobre é sempre Viver simplesmente. Deixa a dor nas aras Como ex­voto aos deuses.

Vê de longe a vida. Nunca a interrogues. Ela nada pode Dizer­te. A resposta Está além dos deuses.

Mas serenamente Imita o Olimpo No teu cora ção. Os deuses s ão deuses Porque não se pensam. Ricardo Reis, in "Odes"

31. URCA/2017.1 ­ Sobre o texto acima, de Ricardo Reis, é correto afirmar, EXCETO:

A) apresenta uma tem ática de cunho filos ófico em que se busca um estilo de vida sereno e equilibrado.

B) há uma clara inten ção em deixar a vida fluir sem preocupa ções profundas pois esta é a forma de se viver em paz.

C) o eu lírico apresenta elementos da cultura greco­latina.

UNIVERSIDADE REGIONAL DO CARIRI ­ URCA Processo Seletivo Unificado 2017.1

UNIVERSIDADE REGIONAL DO CARIRI ­ URCA Processo Seletivo Unificado 2017.1

UNIVERSIDADE REGIONAL DO CARIRI ­ URCA Processo Seletivo Unificado 2017.1

D)

a temática desta ode é a relação entre homens e deuses.

E)

apresenta forte religiosidade crist ã.

32.

URCA/2017.1 ­ A estrofe abaixo apresenta uma figura de sintaxe, denominada:

Vê de longe a vida. Nunca a interrogues. Ela nada pode Dizer­te. A resposta Está além dos deuses

A)

catacrese.

B)

sinestesia.

C)

paradoxo.

D)

hipérbato.

E)

hipérbole.

33.

URCA/2017.1 ­ H á, no texto, um termo que designa pinturas, estatuetas e variados objetos doados às divindades como forma de agradecimento por um pedido atendido. Trata­se de uma manifesta ção art ístico­religiosa que se liga diretamente à arte religiosa e à arte popular. Tal manifesta ção é muito comum na cidade de Juazeiro do Norte. A estrofe que apresenta tal elemento é:

A)

a primeira.

B)

a segunda.

C)

a terceira.

D)

a quarta.

E)

a quinta.

34.

URCA/2017.1 ­ O texto acima pertence ao livro Odes, de Ricardo Reis, e se caracteriza por pertencer ao G ênero L írico. Pertence tamb ém a tal g ênero:

A)

o conto.

B)

o soneto.

C)

a farsa.

D)

o apólogo.

E)

a cr ônica.

35.

URCA/2017.1 ­ São heter ônimos de Fernando Pessoa:

A)

Alberto Caeiro, Ricardo Reis e Álvaro de Campos.

B)

Ricardo Reis, Jo ão Ubaldo e Álvares de Azevedo.

C)

Umberto Eco, Álvares de Azevedo e Ricardo Reis.

D)

Álvaro de Campos. Saramago e Alberto Caeiro.

E)

Fernando Ver íssimo, Ricardo Reis e Jo ão Ubaldo.

UNIVERSIDADE REGIONAL DO CARIRI ­ URCA Processo Seletivo Unificado 2017.1

UNIVERSIDADE REGIONAL DO CARIRI ­ URCA Processo Seletivo Unificado 2017.1

UNIVERSIDADE REGIONAL DO CARIRI ­ URCA Processo Seletivo Unificado 2017.1

36.

URCA/2017.1 ­ Leia o fragmento abaixo:

 

É aí que o escritor encontra a sua singularidade. (

)

retorna, por exemplo, a um dos

arquétipos mais antigos da trag édia: a de que o mal surge no seio da pr ópria fam ília, que, ao fim, é encaminhada para a extin ção. Em Redemunho, um dos melhores contos do livro, isso surge exemplarmente no confronto entre filho e m ãe, os últimos remanescentes de uma família aristocr ática: ele, tra ído pelo irm ão; ela, c úmplice do crime. Em Inácia Leandro, o embate se d á entre irm ão e irm ã; em C ícera Cand óia, entre filha contra a m ãe, numa fam ília marcada pelo parric ídio. Mesmo em Faca, Mentira de Amor e A Escolha, em que os crimes envolvem, em circunst âncias as mais diversas, marido e mulher, as raz ões nunca são passionais no sentido habitual: h á algo mais perverso – como um destino que n ão pode ser evitado. “ (BRAVO!, abril de 2003 © Almir de Freitas)

O trecho acima faz parte de uma resenha sobre um escritor cearense e sua obra, preenche respectivamente o par êntese:

A)

Ronaldo Correia de Brito, em Faca.

 

B)

Antonio Sales, em Aves de Arriba ção.

C)

Jos é de Alencar, em Iracema.

D)

Ceilson Ribeiro, em O sil êncio Laminado do Casulo.

 

E)

Natercia Campos, em A Casa.

 

37.

URCA/2017.1 ­ Das palavras em destaque, marque a alternativa em que se pode usar como antecedente o artigo feminino:

A)

diabetes é uma doenç a bastante comum.

 

B)

Ningu ém trouxe

cal que pedi.

C)

Ela é

caixa mais eficiente do banco.

 

D)

Melissa é

guia da turma.

E)

Se voc ê está com

moral elevado, tudo bem.

38.

URCA/2017.1 ­ Marque a alternativa em que a ora ção é sem sujeito:

A)

Está muito frio hoje.

B)

Existia um l ápis ali na mesa.

 

C)

Haveria desejado ele tudo isso?

D)

Ningu ém fez nada ontem.

E)

Algué m havia aberto a porta.

39.

URCA/2017.1 ­ Todas as frases abaixo apresentam flex ões corretas do verbo estar, EXCETO:

A)

Queremos que voc ê esteja aqui amanh ã .

 

B)

Quem estivesse doente poderia retirar­se.

C)

Espero que n ós estejamos com a raz ão.

D)

Espero que eles estejam equivocados.

E)

Quando a popula ção chegou, eu j á estivera com o prefeito.

 
UNIVERSIDADE REGIONAL DO CARIRI ­ URCA Processo Seletivo Unificado 2017.1

UNIVERSIDADE REGIONAL DO CARIRI ­ URCA Processo Seletivo Unificado 2017.1

UNIVERSIDADE REGIONAL DO CARIRI ­ URCA Processo Seletivo Unificado 2017.1

40.

URCA/2017.1 ­ Marque a alternativa em que a concord ância verbal n ão se encontra de acordo com a norma culta:

A)

Tudo s ão boatos, nada parecem fatos verdadeiros.

B)

A cama do pedinte eram folhas de jornal.

C)

Minha mãe é muitas coisas l á em casa.

D)

Agora deve ser tr ês horas.

E)

O repórter é os olhos e os ouvidos da popula ção.

41.

URCA/2017.1 ­ Identifique dentre as op ções abaixo aquela em que n ão corresponde ao estabelecido por Massaud Mois é s como principais representantes da Poesia Trovadoresca da Literatura portuguesa:

A)

João Soares de Paiva, considerado o mais antigo, nascido em 1141.

B)

Paio Soares de Taveir ós, autor da cantiga mais antiga de que se tem registro.

C)

D. Dinis, autor de aproximadamente 140 cantigas, entre l íricas e sat íricas.

D)

João Garcia de Guilhade escreveu 54 composi ções líricas e sat íricas. Considerado um dos mais originais trovadores do s éculo XIII.

E)

Gil Vicente foi autor de representa ções cheias de improvisos j á previstos, s ão ricas, densas e variadas.

42.

URCA/2017.1 ­ Marque a alternativa em que aparecem reflex ões sobre a produ ção liter ária de José Saramago:

A)

É considerado o respons ável pelo efetivo reconhecimento internacional da prosa em l íngua portuguesa, sendo o autor portugu ês mais conhecido da literatura contempor â nea, traduzido para v árias línguas.

B)

A sua trajet ória po ética est á compreendida em tr ês fases: a primeira, da morbidez e do torpor, é a fase do "Opi ário" (oferecido a M ário de S á­Carneiro e escrito enquanto navegava pelo Canal do Suez, em mar ç o de 1914), a segunda fase, mais mecanicista, é onde o Futurismo italiano mais transparece, é nesta fase que a sensa ção é mais intelectualizada.

C)

Suas composi ções trabalham temas sentimentais, apresentam uma musicalidade marcante e uma postura de resigna ção diante da adversidade. Esse quadro comp õ e imagens fugidias, carregadas de pessimismo, e transitoriedade da vida.

D)

O pensamento mais profundo dos seus enredos pode talvez considerar­se como tipicamente pr é­ româ ntico. Quem quer que se interponha no caminho dos amantes aparece sob uma capa de rid ículo ou de odioso. A mulher de todas as condi ções é quase sempre o anjo ador ável, capaz de todas as abnegaçõ es e sacrificada ao ego ísmo, à vaidade ou ao simples capricho masculino.

E)

Foi talvez o autor dos melhores sonetos da l íngua portuguesa depois do seu modelo, foi tamb ém grande repentista e improvisador em assembl éias e tornou­se efetivamente o autor mais popular e mais lembrado em Portugal at é hoje, talvez por certa facilidade de verso e por certa vulgaridade de situações em que se apresenta.

UNIVERSIDADE REGIONAL DO CARIRI ­ URCA Processo Seletivo Unificado 2017.1

UNIVERSIDADE REGIONAL DO CARIRI ­ URCA Processo Seletivo Unificado 2017.1

UNIVERSIDADE REGIONAL DO CARIRI ­ URCA Processo Seletivo Unificado 2017.1

TEXTO 02

Florzinha continuava a esperar, porque continuava a viver. Na sua fronte se crestavam pouco a pouco as louç anias da mocidade, e essas n ão voltariam com o verdor e as flores da pr óxima estação. Seu corpo era ainda a l âmpada que se acendera para o Pentecostes do amor; mas a chama interior doidejava batida por um sopro que tentava extingui­la, deixando às vezes na sombra do desespero seus olhos, que j á não choravam. Exauriu­se­lhe o lacrimal, como as fontes dos campos: reinava tamb ém o ver ão em sua alma, esterilizando­a para as flora ções do sonho. Seu cora ção se ressecara como esses torr ões agrestes onde s ó medram os cardos, que n ão precisam do orvalho para medrar e ferir. (Aves de Arriba ção)

43. URCA/2017.1 ­ Quanto ao sentido das palavras no texto acima, observe o que se segue:

I– O termo louçanias está empregado em sentido conotativo, comportando, pois, a ideia de “frescor,

II–

brilho. O termo lâmpada est á empregado em sentido denotativo, implicando por extens ão de sentido, uma

III–

sinestesia. O verbo medrar, por se encontrar em sentido conotativo, aceita o sentido de crescer, de brotar.

Marque a op ção CORRETA:

A)

Apenas o item I é verdadeiro.

B)

Apenas o item II é verdadeiro.

C)

Apenas o item III é verdadeiro.

D)

Os itens I e II s ão verdadeiros.

E)

Os itens II e III s ão verdadeiros.

44.

URCA/2017.1 ­ A passagem “ reinava tamb é m o ver ão em sua alma, esterilizando­a para as florações do sonho” traduz, sobretudo, Um(a):

A)

correspond ência entre a natureza e os estados da alma.

B)

sensação de perda da identidade e das referenciais.

C)

conceito de vida como a concretiza ção do amor.

D)

aceitação de que, na vida, sempre surgem os reveses.

E)

luta da personagem para suplantar suas quedas.

45.

URCA/2017.1 ­ No romance “Aves de Arriba çã o”, h á uma personagem que é a síntese do jogo de interesse social e da valoriza ção das apar ências; identifique­a:

A)

Florzinha

B)

Bilinha

C)

Luizinha

D)

Asclepí ades

E)

Chico Herculano

UNIVERSIDADE REGIONAL DO CARIRI ­ URCA Processo Seletivo Unificado 2017.1

UNIVERSIDADE REGIONAL DO CARIRI ­ URCA Processo Seletivo Unificado 2017.1

UNIVERSIDADE REGIONAL DO CARIRI ­ URCA Processo Seletivo Unificado 2017.1

ESPANHOL

TEXTO 1:

El Parque Nacional Molino de Flores “Nezahualc óyotl”, se prepara para los festejos del D ía de Muertos, con una ofrenda monumental y los recorridos para revivir las leyendas con las Noches de Terror y las narraciones con personajes que dieron vida y se dice habitan en este espacio.

Alumnos de la Universidad Privada del Estado de M éxico, participaron en la instalaci ó n de una megaofrenda en “El Tinacal”, uno de los espacios m ás emblem áticos de la ex hacienda Molino de Flores.

En esta ofrenda, se muestran las distintas formas en que desde la época prehisp ánica se rend ía culto a la muerte, que van desde los altares de la época precolombina, aquellos con alimentos de la época prehisp ánica, hasta los actuales, con elementos que se han ido incorporando hasta nuestros d ías.

Destacan las tumbas de personajes que han formado parte de la historia de Texcoco, como el Rey Poeta Nezahualc óyotl, Silverio P érez y Francisco Gabilondo Soler “CriCri”, a quienes se dedica la ofrenda.

Las ofrendas son muestra de entrega, tradici ó n, fiesta, generosidad y regocijo por la llegada de nuestros seres queridos.

http://www.capitaledomex.com.mx/cultura/se­preparan­para­el­dia­de­muertos/

CUESTIONES:

46.

URCA/2017.1 ­ De acuerdo con el texto se puede afirmar que:

A)

El D ía de Muertos es una fiesta que se celebra solo en M éxico.

B)

El D ía de Muertos es una tradici ón mexicana.

C)

En este día los muertos vuelven a visitar a sus parientes.

D)

Los jóvenes no tienen inter és y tampoco no creen en esta conmemoraci ó n.

E)

La fiesta solo se celebra en la ex hacienda Molino de Flores.

47.

URCA/2017.1 ­ A partir de las informaciones que trae el texto, podemos afirmar que él habla:

A)

Sobre la necesidad de respetar a los muertos.

B)

De los j óvenes que no creen en la vida despu és de la muerte.

C)

De las ofrendas que el gobierno prepara y ofrece a los muertos.

D)

Sobre las manifestaciones en contra al culto a los muertos.

E)

De las ofrendas que son elementos muy antiguos en el D ía de Muertos.

48.

URCA/2017.1 ­ Según el texto, las ofrendas son:

A)

Los altares organizados a los muertos.

B)

Los momentos en que las personas se disfrazan.

C)

Los espacios destinados a la reuni ón de los familiares del difunto.

D)

Templos religiosos en que las personas festejan a los muertos.

E)

Los elementos y objetos personales que los muertos ten í an en sus casas.

49.

URCA/2017.1 ­ Marque la definici ón más apropiada para la palabra “recorrido”:

A)

Corrida de los manifestantes.

B)

Ruta o camino que se recorre.

UNIVERSIDADE REGIONAL DO CARIRI ­ URCA Processo Seletivo Unificado 2017.1

UNIVERSIDADE REGIONAL DO CARIRI ­ URCA Processo Seletivo Unificado 2017.1

UNIVERSIDADE REGIONAL DO CARIRI ­ URCA Processo Seletivo Unificado 2017.1

C)

Caminata para recoger cosas.

D)

Espacio donde se celebra una fiesta.

E)

Itinerario espec ífico que se hace para conocer los altares.

50.

URCA/2017.1 ­ Los vocablos “instalaci ón y regocijo” presentes en el texto, tienen como sinónimos, respectivamente:

A)

obra prehisp á nica y alegr í a

B)

recinto y fastidio

C)

obra art ística y alegr í a

D)

exclusi ón y alegr í a

E)

obra art ística y pesar

51.

URCA/2017.1 ­ Según las reglas de Divergencias L éxicas y la tonicidad de la palabra, el vocablo personajes puede ser clasificado como, respectivamente:

A)

heterogen érico y esdr újula

B)

heterogr á fico y aguda

C)

heterosemá ntico y sobresdr újula

D)

heterot ó nico y aguda

E)

heterogen érico y grave

TEXTO 2:

FSMR/DICYT Cartografiar la presencia del turismo, la cultura y el patrimonio espa ñol en internet y determinar hasta qu é punto est án presentes en las web institucionales. Éste ha sido el principal objetivo de la tesis doctoral de Valeriano Pi ñeiro Naval, fruto de una de las becas de investigaci ón de la Fundació n Santa Mar ía la Real del Patrimonio Hist órico. El estudio, dirigido desde el “Observatorio de los Contenidos Audiovisuales” de la Facultad de Ciencias Sociales de la Universidad de Salamanca se ha centrado en el an álisis de las web de 500 municipios espa ñ oles, 10 por provincia, durante un periodo de ocho meses.

La inexistencia de estudios previos, oblig ó al investigador a dise ñar un libro de c ódigos que recoge las variables, sobre las que ha indagado para rastrear cu ánta y qu é tipo de informaci ón se incluye en los sitios web municipales sobre patrimonio, turismo o actividades culturales.

Es, adem ás un estudio interdisciplinar que combina y pone en com ún ramas como la comunicaci ó n, la psicología, la documentaci ó n, la inform ática, el turismo o la antropolog ía. Un dato positivo es que todas las web analizadas incluyen en mayor o menor medida informaci ón sobre patrimonio, ya sea material, inmaterial o natural. Por lo que se refiere al patrimonio material, los testimonios que mayor presencia tienen en los 500 sitios analizados son los edificios religiosos (iglesias, ermitas, monasterios…), seguidos muy de cerca por las construcciones civiles (fortalezas, murallas, puentes, castillos, torres…).

Otro dato curioso es que, no existen diferencias apreciables entre la calidad y cantidad de informaci ón sobre el patrimonio entre los portales de localidades costeras y las del interior. De hecho, seg ún las variables analizadas por el investigador, son Andaluc ía y Baleares las regiones que mayor cantidad de informaci ón sobre bienes patrimoniales incluyen en sus web.

En este sentido, seg ún las conclusiones del estudio, s í parece existir una correlaci ó n entre el fomento del turismo y el de la informaci ó n al respecto en internet. De lo que se desprende la necesidad de “mejorar la calidad de la informaci ón en torno a la oferta tur ística para fomentar el turismo cultural”.

Adaptado de http://saladeprensa.usal.es/node/57593.

UNIVERSIDADE REGIONAL DO CARIRI ­ URCA Processo Seletivo Unificado 2017.1

UNIVERSIDADE REGIONAL DO CARIRI ­ URCA Processo Seletivo Unificado 2017.1

UNIVERSIDADE REGIONAL DO CARIRI ­ URCA Processo Seletivo Unificado 2017.1

CUESTIONES:

52.

URCA/2017.1 ­ De acuerdo con el texto:

A)

La investigaci ón en cuesti ón es una de las pioneras en la tem ática.

B)

El objetivo de la investigaci ó n es fomentar el turismo religioso en Espa ña.

C)

La investigaci ón no ha tenido ning ú n tipo de financiaci ón.

D)

Los puntos tur ísticos en Espa ña no son divulgados en la web.

E)

Es una investigaci ón predominante del ámbito tur ístico.

53.

URCA/2017.1 ­ Según los resultados de la investigaci ón:

A)

El turismo en Espa ña crece igualmente en todas las provincias.

B)

El turismo de campo es el m ás buscado por los turistas.

C)

Las construcciones civiles no son divulgadas en la web.

D)

Las informaciones sobre los patrimonios son olvidados por los sitios.

E)

Las informaciones del patrimonio en la web fomentan el desarrollo del turismo.

54.

URCA/2017.1 ­ El vocablo “diseñar” presente en el texto, tiene como significado:

A)

Realizar una publicaci ón de un libro.

B)

Defender un proyecto de investigaci ón.

C)

Proyectar cambios para una investigaci ó n.

D)

Escribir un plan para un libro cient ífico.

E)

Proyectar un plan para ejecutar.

55.

URCA/2017.1 ­ Son sinónimos de combina y testimonio:

A)

repara y ocultaci ón

B)

compone y declaraci ó n

C)

mandolina y manifiesto

D)

acomoda y acotaci ón

E)

integra y abjuraci ón

56.

URCA/2017.1 ­ Los vocablos rama, sitios y bienes presentes en el texto, tienen como sinónimos, respectivamente:

A)

ámbito, site, producciones

B)

esfera, departamento, beneficios

C)

conjunto, terreno, posesiones

D)

gama, hacienda, perjuicios

E)

campo, direcci ón, posesiones

57.

URCA/2017.1 ­ El tiempo verbal de ha indagado es:

A)

pretérito pluscuamperfecto

B)

pretérito indefinido

C)

futuro compuesto

D)

pretérito perfecto compuesto

E)

condicional compuesto

UNIVERSIDADE REGIONAL DO CARIRI ­ URCA Processo Seletivo Unificado 2017.1

UNIVERSIDADE REGIONAL DO CARIRI ­ URCA Processo Seletivo Unificado 2017.1

UNIVERSIDADE REGIONAL DO CARIRI ­ URCA Processo Seletivo Unificado 2017.1

58.

URCA/2017.1 ­ Marque la frase correcta seg ún el empleo de la regla de ap ócope:

A)

Hoy es el d ía de Santo Antonio.

B)

Leí sus ciento mejores poes ías.

C)

Este domingo hace un buen d ía.

D)

Mi primero amor no me contesta m ás a mis mensajes.

E)

Tengo uno regalito para m ío novio.

59.

URCA/2017.1 ­ La forma MUY est á bien emplea en la siguiente frase:

A)

Este año ha sido muy intenso.

B)

El mes de septiembre ha sido muy mejor que agosto.

C)

Hoy no hace muy fr ío.

D)

Tengo muy trabajo para terminar.

E)

Ella no tiene muy paciencia conmigo.

60.

URCA/2017.1 ­ El acento de las palabras informática, documentación,