Você está na página 1de 24

O QUE É CONCERTO OU ALIANÇA?

Conceito Etimológico:
1) Berit - A palavra mais usada para definir concerto
É um nome feminino derivado do verbo barah que significa “comer, tomar
refeição”.
Havia uma cerimônia de refeição para firmar um tratado o que era comum na
época no Oriente.
No entanto, o sentido quer dizer lamentações. Em muitas outras passagens
também tem o sentido de uma “refeição em tempo de convalescência ou doente”.
II Sam. 3:35
II Sam. 13:5,6,10
Salmos 66:21
Lamentações 4:10

2) No Acadiano Birit, significa “entre” - algo em comum, idêntico ao Hebraico (bem)


“entre”
3) Barah no Hebraico é igual a Barú do acadiano que significa “escolher,
olhar, procurar”
Os que não aceitam é porque não faz parte do trabalho da aliança.

4) A idéia mais aceita é ( Berit ) idêntica a palavra acadiana Biritu que


significa “prender, amarrar” e encontra-se em vários escritos antigos achados com
esse sentido.

Qual o significado de Berit ( aliança ) na Bíblia?


Uma aliança entre Deus e o homem
Uma união baseada em sangue e administrada de maneira soberana por
Deus.
Criar um relacionamento especial, a exemplo do casamento, onde ambos
assume um compromisso indissolúvel com promessas e juramentos.

Textos que falam sobre juramentos


Gen. 21:22-32
Gen. 26:26-30
Josué 9:15-20
Deut. 20:10-15

Normalmente havia um cerimonial onde sacrificava um animal e o contexto


era de que a aliança significava para vida ou morte.
 Karat Berit que significa “cortar uma aliança”, mostra o
imolamento de um animal e o sangue representa a vida do concerto. O que quebrar
ficará como o animal imolado e morto.
Daniel usa a expressão ( Karat Berit ) em Dan. 9:26 e 27
onde seria Cristo cortado e seu sangue derramado. Mais tarde Jesus diria em Luc.
20:20 “a nova aliança que é o meu sangue”.
O sangue de Cristo nos fez uma nova aliança com seu sacrifício.
2

Abraão ofereceu sacrifícios e Deus pediu seu próprio filho, mas na hora
Deus proveu o cordeiro, porque no futuro seu próprio filho seria o cordeiro, Jesus
Cristo.
A união baseada em sangue é de iniciativa soberana de Deus e Ele é quem
dá as condições.
A aliança é condicional. Não é obriga a aceitar, no entanto, a rejeição pode
levar a morte, porque só há vida em Deus, pois dependemos dEle.
Jeremias 30:21, 22

Muitos teólogos acreditam que somente a palavra(  Berit ) no


Hebraico significa “concerto ou aliança”.
Acreditam que só da época de Josias em diante que surgiu o termo ( 
Berit ) entre Deus e o homem. As alianças de Deus com Moisés, Abraão e outro
anteriormente é simples história.
O problema da sociedade atual e que influência a teologia é: Porque Israel
no passado apesar de um pequeno povo, ter obtido um desenvolvimento tão
grande culturalmente na área de religião, escritos etc.
Acreditam que a escrita e o alfabeto surgiu em 1400 a.C, e Moisés foi de
1500 a.C.
O conceito de aliança ou concerto é a diferença dos problemas.
A crítica moderna está muito ligado ao anti-semitismo que pregava, que o
judaísmo é legalista. Então o povo tornou-se católico para fugir deste problema.

Aliança relacionada com outras idéias. O campo semântico da aliança.


(  Berit ) não é a única palavra usada no A. T. como concerto ou
aliança.
Temos a palavras (edut ) que significa “Testemunho”.
A palavra (  huquerim ) que significa “estatutos de Deus”
A palavra (  Mishpatim ) que significa “Juízos”.
A palavra (  Torah ) que significa “Lei” os textos bíblicos
correspondentes a Lei são os seguintes
Ose. 8:1
Isa. 24:5
Salmos 78:10

Outros textos relacionados com o sentido de concerto, aliança com os termos


usados acima.
Exo. 31:18
Exo. 21:33
Exo. 40:3, 21
Josué 4:16
Josué 3:6, 8, 11, 14
Josué 4:9
Josué 6:6
Essas palavras abrangem a aliança de Deus e a lei faz parte da aliança. São
palavras que fazem parte de um todo e o todo é muito mais.
3

Palavras relacionadas com aliança e tem Berit com sinônimo.


Pequdim - “ordens”
Mishpat - “Juízos”
Mitsva - “mandamento”
imrah - “Palavra”
Textos relacionados com as palavras acima:
Deut. 33:9, 10
I Reis 11:11
II Reis 17:13-16
Isaias 24:5
Salmos 50:16
Salmos 103:18
Salmos 105:10

Dabar - que significa “palavra”


Ageu 2:5
Deut. 9:5
Deut. 8:18

Emunah - que significa “fidelidade”


Salmos 89:24, 33, 49
Salmos 98:3

Emet - que significa “verdade, fidelidade”


Salmos 132:11
Miqu. 7:20

Hesed - que significa “graça, ,misericórdia, fidelidade, bondade”


II Sam. 22:51
Salmos 89:24, 49
Isaias 54:10

Tobah - que significa “Bem Bondade”. Na literatura acadiana aparece como


Tabtu e na aramáica como Tabta
I Sam. 25:30
II Sam. 7:28

Shalon - “Paz”. Ellen G. White diz ser “Harmonia com Deus”


Num. 25:12
Isaias 54:10
Ezeq. 34:25
Ezeq. 37:26

Ahavah - “Irmandade”
Zac. 11:14
Amós 1:9

Etsah - “Conselho”
Sôd - “Conselho, intimidade, segredo, circulo de confidentes”
4
Zac. 6:13
Salmos 25:14

AS SEMELHANÇAS DE TRATADOS DO AT E
TRATADOS POLÍTICOS DÁ ÉPOCA DO ANTIGO
ORIENTE
Suserano e Vassalo:
Tratado entre o poderoso rei Suserano e os reis das nações vizinhas
(vassalos)
O Suserano tinha total soberania e requeria total submissão e lealdade do
vassalo (subordinado e subjugado)
Em troca de submissão o Suserano dava aos vassalos proteção e ajuda
militar.

Relação entre o tratado:


Suserano Senhor e Pai
Vassalo Servo e filho ( irmãos )

Os tratados prolongaram por um grande período onde haviam tratados entre


Suserano e Vassalos.
Os tratados da Assíria na época do primeiro milênio.
A relação entre o dominador e os dominados eram entre tratados.
No período de Babilônia em diante, passa-se a adotar o sistema de
províncias, onde eram colocados legiões e governos nos locais dominados.
Nesse novo sistema passa a desaparecer os tratados e passam a dominar
de maneira mais ampla.

George Hendenhall - (57 tratados na maioria Hititas)


Tratados do séc. XIII e XIV a.C dos Hititas e a aliança do Sinai. Ao pesquisar
mostram as semelhanças Bíblicas com as nações do Oriente Médio.
Há alguns elementos importantes para os tratados entre eles:
1) - Titulário, introdução do autor.
Identifica o autor do tratado que apresenta o Suserano como autor, os seus
títulos e até a genealogia desde o 3º ao 1º milênio a.C.

2) - Introdução, prólogo histórico.


O Suserano relata os benefícios que fez em favor do seu Vassalo,
enfatizando sua misericórdia, bondade e o poder que exerce sobre o Vassalo.
É característico dos tratados dos Hititas no período do II séc. a.C.
Não aparece no 3º milênio e nem no 1º milênio a.C.

3) - As estipulações do tratado.
5
Declarado as obrigações impostas sobre o Vassalo que se exige lealdade
absoluta somente ao Suserano e observar as estipulações do tratado. Abrange o
período do 3º milênio ao 1º milênio.

4) - Lista de testemunhas divinas


Os deuses das duas nações eram evocados como testemunhas deste
tratado. São apresentados como testemunhas que assegurariam a obediência do
tratado. São os fiadores. Se desobedecidos iria trazer maldição ao transgressor.
Montanhas, rios fontes, pedras, ventos, nuvens também eram chamados
como testemunhas, que era considerado o ambiente dos deuses ou o próprio deus.
São características de todos os tratados do antigo oriente Médio.

5) - Bênçãos e maldições
Aquilo que os deuses fariam aos Vassalos se fossem fieis ou infiéis. As
reações normalmente eram dada pelo exército Suserano, como sendo uma ação
dos deuses.
Bênçãos e maldições só aparecem nos tratados Hititas
Nos tratados Assírio e outros somente maldição.

6) - Leitura do tratado e o deposito para a conservação de uma leitura


posterior.
- Devia ser lido de quando em quando
- Deveria ser bem guardado esse documento
- Geralmente usado pelos Hititas e apenas alguns de outras nações

Os tratados não Hititas dá sua maior ênfase na maldição para com os


Vassalos

GRANDES SEMELHANÇAS COM OS


TRATADOS DE DEUS COM ISRAEL NO SINAI
1) - Introdução do orador, Titulário
Exo. 20:1, 2
Deut. 1:1-5
Josué 24:1, 2

2) - Prólogo histórico
Exo. 20:2
Deut. 1:6 - 3:29
Josué 24:2 - 13

3) - Estipulações do tratado, ordens dadas por Deus para que o ser humano
cumpra.
Exo. 20:3 - 23:3
Deut. 4 - 11 e 12 a 26
Josué 24:14, 15

4) - Lista de testemunhas
6
Exo. 24:4
Gen. 31:44 a 59 e 52
Josué 4
Deut. 31:19 - 24
Josué 24:22 - 27

5) - Bênçãos e maldições, proporcional as atitudes.


Exodo a Levíticos
Lev. 26:1 - 13 “Bênçãos”
Lev. 26:14 - 39 “Maldições”
Lev. 26: 40 - 46 “Restauração ou Bênçãos”
Deut. 27 e 28 “Bênçãos e Maldições”
Josué 24:17 - 18 “Bênçãos recebidas”
Josué 24:20 “Maldição”

6) - Leitura periódica e depósito do documento


Exo. 25:16 “As leis na arca”
Deut. 31:24 - 26 “O livro da lei junto da arca”
Deut. 31:10 - 13 “Leitura das leis nas festas do tabernáculo”
Deut. 27:2 - 9 “Repetição da leitura da lei”

“Deus ensinou ao povo através das festas judaicas que deveria


dar tempo ao culto e a comunhão com Ele. Tinha as festas: sábados
cerimoniais, luas novas, jubileu, 7º ano de descanso. Tudo se aplicava a
tempo dedicado a Deus em adoração”

TRATADO DE CONCESSÃO REAL


Um tratado onde o rei concede a um súdito fiel alguns benefícios devido ao
serviço fiel ou extraordinário que agradou bastante o rei.
Esta concessão é perpétua e incondicional. Os herdeiros são beneficiados
se forem também fiéis ao rei. A promessa é de caráter permanente, e que o rei era
fiel também em cumprir.
Esse conceito de tratado faz-se paralelo com a Bíblia na vida de Abraão e
Davi.

1) - Motivo da concessão
Arssubanipal faz referência a seu servo:
1 - Coração dedicado totalmente ao rei
2 - Fidelidade ( permaneceu diante de mim ou andou em perfeição )
3 - Obedecendo a minha palavra ou comando
Abraão:
Gen. 26:5 “Abraão obedeceu a minha palavra”
Gen. 24:40; 48:1 “andou perante mim”
Gen. 17:1 “Ande perante mim e sê perfeito”

Davi
I Reis 3:6 “Andou com Deus...”
I Reis 14: 8 “Guarda os meus mandamentos”

2) - Objetos da Concessão
7
- Terra
- Casa, dinastia, família, descendência
Deus promete Terras a Abraão:
Gen. 12:2 e 7
Gen. 15:18 a 21
Gen. !7:7 ,8

Deus promete Terras a casa de Davi:


II Sam. 7:8 a 16

3) - Fidelidade e bondade do rei para com o súdito


Bondade e fidelidade a Abraão:
Exo. 20:6
Exo.34:7
Deut. 7:1 a 10

Bondade e fidelidade a Davi:


II Sam. 7:15
II San. 22:51
I Reis 3:6
I Reis 8:23
Salmos 89:33 a 37

Os imperadores e reis eram considerados como deuses. O Papa continua


com uma abrogação semelhante.
Deus ao tratar com seu povo deixa bem claro ser o único rei de toda
humanidade e que todo ser humano é seu súdito
Israel trouxe princípios de qualidade a toda humanidade, como por exemplo:
Os escravos que poderiam ter escravos, deveria ser tratados como ser humano e
não como animais irracionais, como a maioria das nações de seus tempos tratavam
seus escravos e súditos.

TRATADO DE PARIDADE
Tratado que envolvia pessoas de um mesmo nível e status, amizade mútua,
ou ao menos respeito mútuo. Eram designados como irmãos.
Diferente do tratado de Deus para com o homem, mas existe semelhanças
entra homens da Bíblia.

* Abraão e Abimeleque
Gen. 21:22 a 27
* Juramento de Isaque e Abimeleque
Gen. 26:26 a 31
* Aliança entra Jacó e Labão
Gen. 31:44 a 54
* Aliança entra Salomão e Hiron, rei de Tiro
I Reis 5:12
* Tratado de irmão com Tiro
Amós 1:9
* Aliança de Asa com Behadat
I Reis 15:19
8
* Benhadat reconhece como irmão a Israel
I Reis 20:32 a 34

ALIANÇA E TRATADOS NA BÍBLIA


Gen. 1 a 3 ( Aliança do Éden )

Oseias 6:7 “Israel infiel a Deus e que transgrediram como Adão”


Isso indica de que havia uma aliança de Deus com o homem desde a
criação. Alguns tentam abolir esse texto expressando ao vês de Adão seria em
Adão ou Arão

Jer. 33:20 a 25 “Aliança do dia e da noite”


Aliança das leis dos céus e da terra, o que também indica aliança de Deus
desde a criação.

Gen. 6:18 “aliança de Deus com Noé”


uma aliança de estabelecer que significa confirmar, fazer ficar de pé, manter
a palavra, no sentido de confirmar algo que já existia

Gen. 17:7 “Estabelecerei a minha aliança, confirmar o que já existia.

Exo. 6:4 “Deus aparece a Moisés e diz estabelecerei a aliança, ou seja confirmarei”

Lev. 6:19
Deut. 8:18

ALIANÇA NO ÉDEN
1) - Deus é rei e soberano
O criador que exerceu todas as alianças sobre seu povo.
Ele é a fonte de toda a vida. Toada criação é submissa a Deus e somos seus
súditos.

2) - O povo de Deus
Adão e Eva criados a imagem de Deus e co-regente de Deus reinando com
Ele

3) - Presente de Deus ao seu povo, (o reino)


Deu toda terra e algo muito mais especial, o jardim do Éden, um pedaço de
terra particular (canaã)
9

4) - A lei de Deus
* O mundo físico, que haja vida no mundo a primeira lei foi do dia e da noite,
das luz e travas ( Gen. 1:3 a 5; 3:19 ). A luz produz vida e sem ela não existe vida.
* Leis atmosféricas Gen. 1:6 a 8
* Leis ambientais o mundo vegetal, água, terra Gen. 1:9 a 13
* Leis do ciclo da vida Dias, anos, através dos astros Gen. 1:14 a 19
* Leis biológicas Gen. 1:20 a 23 São bênçãos relacionadas com a vida
através da multiplicação. Criação de animais e o mais importante deles, o homem.

Imagem e semelhança - Tselem Demult significa sombra.


O homem foi uma sombra de Deus indicando uma dependência de Deus. A
parte física mostra-nos como sombra, apenas um reflexo. O homem é a imagem de
Deus, mas não é Deus, apenas uma imagem de Deus.

Segunda bênção sobre o homem - (Gen.1:28) A fecundidade, multiplicação e


domínio sobre os animais
* Leis Alimentares (Gen1:29 e 30) as ervas e os frutos para alimento
* Lei do Tempo O divino sábado (Gen. 2:1-3) Um dia abençoado e santificado. Traz
uma bênção para os que obedecem.
O Sábado é tido como um sinal
O sinal sempre está relacionado com o que o Soberano Suserano fez pelos
súditos.
O sinal (sábado) não é uma necessidade. É importante com apenas uma
base. A autoridade divina. O sábado é importante porque Deus o fez. A obediência
a esse sinal indica reconhecimento da autoridade de Deus.
O arco-íris por exemplo, o fato dEle aparecer não muda nada em nossa vida,
mas é um sinal de Deus ao homem para reconhecer a autoridade divina.
A circuncisão por exemplo: Deus pediu a Abraão para mostrar a ele que toda
a vez que visse o órgão reprodutor veria a bênção e provisão de Deus ao dar-lhe
um filho e fazer-lhe uma grande nação, não por obras de Abraão, mas pela graças
de Deus. Sinal também está relacionado com o caráter do soberano.
* Lei do Trabalho Gen. 2:8 a 15
* Lei do casamento Gen 2:21 a 24
* Lei da obediência Gen. 2:16 e 17

Queda
O pecado trouxe a quebra da aliança
Quando pecou passou a fugir de Deus

ALIANÇA APÓS A QUEDA


Deus indo atrás do homem Gen. 3:9
Deus toma a iniciativa de fazer a aliança.
Redenção do homem implica em salvação.
Deus promete redimir e destruir o que fizera o homem quebrar a aliança, ou
seja a serpente. Gen. 3:15
* A promessa envolveria um sacrifício o redentor deveria ser ferido. Cristo morreria
no entanto destruiria satanás.
10
* A Maldição Sobre a serpente, Satanás. Deus não traz maldição ao homem mas a
Terra. A primeira maldição ao homem foi a Caim “Maldito és tu sobre a Terra”

Maldição Serpente, Satanás Gen. 3:15


Maldição Terra Gen.3:17 - 19
Maldição Homem / Caim Gen. 4:11

* Sacrifício substitutivo Gen. 3:21. A morte de um animal no lugar do homem

ALIANÇA COM NOÉ


Gen. 6:18 a 20 . Aparece pela primeira vez a palavra Berit Heqim.
confirmando a aliança do Éden.
Deus iria destruir todos os viventes mas com Noé confirmaria a aliança que
fizera no Éden.
O objetivo de Deus era a preservação da vida, para o ser humano,
confirmando o objetivo desde o Éden. O tema central.
A aliança com Noé é que a intenção da redenção ao ser humano possa ser
cumprida. O diluvio foi o ato de descriar através das águas e a Terra volta a ser um
caos. Interessante que como Deus criou, Ele passa no diluvio destruir a criação.
As ordens dadas a Noé após o diluvio é parecida com as ordens dadas a Adão.
ADÃO NOÉ
1) - Gen. 3:17 Deus amaldiçoa a Terra Gen. 8:21 Não mais amaldiçoar a Terra
por causa do homem
2) - Gen. 6 O mundo da criação destruído Gen. 8:21b e 9:11 a 16 Não será mais
destruída a Terra com água e mostrou o
arco-íris
3) - Gen. 1:3 a 5, 14 a 19 Produção de Gen. 8:22 Não deixará mais de produzir a
sementes semente

Paralelos entre Leis de Adão e Noé

ADÃO NOÉ
1) - Gen 1:28 Crescei e multiplicai Gen 9:1 Crescei e multiplicai
2) - Gen. 1:26b Ter domínio sobre os Gen 9:2 Dominar os animais com pavor e
animais e estar em harmonia com os medo sobre os animais
mesmos
3) - Gen 1:29 Toda árvore e semente será Gen. 9:3 Tudo que se move e vive será
por alimento Vegetariano por alimento, menos com sangue.
Vegetariano e carnívoro
4) - Gen. 4:10 a 15 Proibição do Gen. 9:5 e 6 Proibição do assassinato.
assassinato a Caim. Não deve haver Início de instituição com propósito de
vingança. O que vingar será punido por vingança. Outro poderia vingar um
Deus assassinato. O que assassinar será
punido pelo homem. Uma autoridade civil
instituída por Deus
5) - Gen 1:20 a 26 A Aliança com todos Gen. 9:8 a 11 Os recipiente da aliança
os seres viventes são: Homens, aves, animais em geral
6) - Adão e Eva representavam todas as Gen. 10 Aliança de Noé é válida para
nações da Terra todas as nações. Rom. 8:20 a 23 A Terra
11
participando da aliança
7) - Gen. 2:1 a 3 O sábado como sinal do Gen. 9:12 a 17 concerto do arco-íris. o
concerto que deus fez com a humanidade sinal do que Deus fez com a humanidade.

TORRE DE BABEL
Deus disse que era para o homem encher a terra.
O homem se aglomerou em uma região desobedecendo a Deus, querendo
chegar a Deus através da torre para encará-lo
Deus intervém e espalha o povo por toda a terra
A humanidade se rebela novamente contra Deus .
Deus então chama a Abraão para reformular a sua aliança com a
humanidade através dEle.

ALIANÇA COM ABRAÃO


Faria de Abraão uma grande nação e seria uma benção para todas as
nações para todas as famílias da terra.
Uma aliança específica com Abraão para que ele passasse a ser uma
benção a todas as nações da terra .
As nações todas conheciam o plano de Deus porque eram descendentes de
Noé mas se rebelaram e por isso a necessidade de reconstituir a humanidade
através de Israel.

PROMESSAS DE DEUS A ABRAÃO QUE FAZEM PARTE DA ALIANÇA


1) Terra
Gên 12:1 ”Uma terra que eu te mostrarei”
Gên 12:5-7 ”Darei a tua descendência esta terra”
Gên 13:14-17 ”Toda a terra que você ver será sua”
Gên 15:17-21 ”A tua descendência dei esta terra’

2) Promessa da descendência
Gên 13:15-16 “A tua descendência para sempre”
Gên 15:2-6 “O herdeiro que será gerado de ti”
Gên 17:2-14 “A aliança de Deus com Abraão, circuncisão e mudança de
nome
Gên 17:15-21 “Mudança do nome de Sara e a promessa de descendência de
Isaque”
Gên 18: 1-3 “Os anjos aparecem a Abraão”
Isaque é um tipo de Cristo por ser o filho da promessa , e o nascimento de
uma maneira impossível.
Gên 22:1-19 “Deus prova a Abraão e mais uma vez Isaque é um tipo de
Cristo ao ser levado para ser sacrificado”
Gên 22:16-19 “O senhor jurou lembrando e confirmando a aliança com
Abraão”
Torna-se um símbolo de Deus, Cristo e a benção a todas as nações .
12
Gên 22: 13,14 “O monte do Senhor proverá”

JERU/SALÉM
IERU- Deus proverá
SALÉM- (paz) - cidade do rei de Salem/ Melquisedeque
No monte Moriá Deus realiza sua paz com o homem
A aliança foi firmada com Isaque

3) Abraão seria uma benção


Gên 12:3 “Em ti serão benditas todas as nações da terra”
Gên 22: “Serão benditas todas as nações”
Rom 11: 28,29-36 “Os que obedecem a aliança de Deus recebem bênçãos “

O PACTO COM O POVO DE DEUS


1) Feito com Israel e Judá no TV.
2) Quando Jesus veio os discípulos também eram judeus
Os discípulos tinham dificuldades para aceitarem os gentios como parte do
povo de Deus .
Deus deu a visão a Pedro para que ele pudesse entender.
3) A oliveira de romanos 11, mostra que foram enxertados.
4) Muitos de Israel rejeitaram a aliança.
5) Deus não rejeitou e nem anulou a aliança com Israel.
6) Muitos judeus passaram a crer em Cristo e voltaram para Deus reconhecendo a
aliança feita no passado. Isto indica que Deus nunca quebrou a aliança com Israel
sim que eles se afastaram.
7) EGW. em 1914 já dizia que era uma época própria para pregarmos aos judeus,
e não fizemos. Temos muito o que fazer para com os judeus, porque temos muitas
coisas em comum.
Hoje tem-se milhares de judeus messiânicos e há uma necessidade de
pregar a mensagem adventista a eles

EM CRISTO SE CUMPRE A PROFECIA


Luc. 1:54,55 “Cristo seria o cumprimento da benção em Abraão e Isaque”
Luc. 2:29-32 “Simeão viu a glória e a luz dos gentios”
Joa. 4:20-26 “Encontro de Jesus com a mulher samaritana” Jesus diz ser ele o
cumprimento da promessa da vinda do messias.
Atos 3:25,26 “Jesus cumpre a promessa de benção aos povos”
Gál 3:8 “Cumprimentos da promessa”

4) Concerto do Sinai ( tipo do concerto Suserano / Vassalo)

A) Parte do cumprimento do concerto Abraâmico.


Gên 15:13-21 “Deus faz a profecia de escravidão e libertação e posse da
terra já está dentro do concerto de Abraão.
Exo. 3:3-9 “Eu sou o Deus de Abraão Isaque e Jacó...
Deus passa a cumprir o que prometera aos primeiros pais.( Abraão, Isaque e Jacó).
Exo. 6:2-8 “cumprimento das promessas feitas a Abraão.
Gên 46:2-4 “Deus faria uma grande nação no Egito através de Israel.
Exo. 1:12 “Israel se multiplica no Egito segundo a promessa de Deus.
13
Exo. 12:37-41 “Em 430 anos que permaneceram cativos, saíram com
600.000 homens, fora mulheres e crianças.

B) Objetivo de Deus ao escolher Israel.


Exo. 6:7 “Fazer de Israel o seu povo e eles o teriam como seu Deus”
Exo. 19:3-6 “Se guardardes a minha aliança... sereis povo peculiar, um reino
e uma nação santa”
Deut. 4:32-35 “A experiência de Deus com Israel é caso único”

C) Concerto do Sinai igual a paradigma da salvação.


Israel em sua experiência mostra um plano de salvação para a humanidade.

D) Israel igual a instrumento divino para juízo e salvação.


JUÍZOS:
Gên 15:16 “Juízo de Deus sobre os cananitas através de Israel”
Exo. 23:20-24, 27-33 “Israel era o elemento de juízo divino contra os
cananeus”
Num. 23:23-24; 24:8,9 “Balaão disse que Israel destruiria os inimigos e é juiz
sobre todos”

SALVAÇÃO
Deut. 4:5-8; 28:9-10 “Os povos veriam em Israel a única maneira de se
salvar”
Num. 24:8-10 “Benditos os que te abençoarem”
I Reis 8:41-43 “Os estrangeiros poderão se salvar através de Israel”
Isa. 2:1-5 “Israel seria a fonte de salvação para toda a humanidade”

E) Concerto no Sinai igual a organização de Israel como nação santa e


teocrática.
Exo. 19:3-6 “Reino de sacerdotes e nação santa”
As leis de Deus dadas a Israel eram severas porque ele era uma autoridade
Não somente eclesiológica mas também civil . O povo de Israel era tratado e
legislado como nação . Hoje somos apenas igreja e somos submissos a Deus não
como governo de uma nação mas como um líder espiritual.
Era a linguagem que Deus usou para a época que não é mais necessária hoje. As
nações da época tinha a seguinte hierarquia:

Nações Seculares Nação de Israel


Rei = Divino Rei = Deus
Nobreza = Casta superior Não existe casta na sociedade: Nobreza,
Pobres = Casta inferior pobres, servos e escravos, todos são
Escravos = A escória da sociedade iguais

F) A estrutura do concerto no Sinai igual ao Suserano e Vassalo

G) As bênçãos e Maldições como fatores decisivos na nação de Israel em sua


história através da obediência ou apostasia

1) Bênçãos / Obediência
Lev. 26:3 - 13 “Se obedecer e guardar os mandamentos receberão
abundância, terá paz...”
Bênçãos vinculadas a obediência:
14
Deut. 7:12 a 26
Deut. 11:8 a 25
Deut. 28:1 a 14

Deut. 7:14 “Israel abençoado mais que as outras nações”


Deut. 28:13 “Israel seria o líder das nações”
Deut. 28:1 “Israel exaltado acima de todos os povos”
Deut. 28:9,10 “Israel admirado e temido por todos os povos”

2) Maldição / Desobediência
Lev. 26:14 a 39 “Se não obedecer serão amaldiçoados”
Deut. 28:15 a 68 “Castigo da desobediência”

3) Restauração
Lev. 26:40 a 46 “Se se humilhar e reconhecer o erro Deus não rejeitará”
Deut. 30:1 a 14 “Promessa de misericórdia”
I Reis 8:23 a 40, 46 a 53

ALIANÇA DE DEUS COM DAVI


1) Concessão real é um tipo de aliança

2) Aliança com Davi


II Sam. 7:1 a 17 “Eu lhe serei por Pai e ele me será por filho”
II Sam 23:5 “Deu a Davi casa e reino”
Salmos 89:3,4,19,37 “Firmará o trono de Davi, geração a geração”
Salmos 132:11 a 18 “Deus fez um firme juramento”

3) Aliança com Davi é um comprimento da aliança com Abraão na extensão


geográfica.
Gen. 15:18 “Terra prometida a Abraão se estendia do Egito ao Eufrates e que
se cumpriu no reinado de Davi”
Exo. 23:31 “Desde o mar vermelho (sul) ao mar dos filisteus (norte) Desde o
deserto até o Eufrates.
A extensão da Síria palestina foi prometido como parte do concerto
Deut. 11:24 “Desde o deserto ao rio Eufrates”
A extensão da terra prometida desde Abraão só teve cumprimento em Davi.
II Sam. 8:3,11,15 “Reinou sobre todo Israel ( toda terra prometida ) Davi
começou a conquistar desde o Eufrates cumprindo assim a aliança predita desde
Abraão.
I Reis 8:65 “Todo Israel com Salmão ( toda terra prometida )
I Cron. 13:5
I Cron. 18:1 a 14
II Cron. 7:8; 9:26
Salmos 89:25 “Colocar as mãos sobre o mar e os rios, abrangendo toda
extensão geográfica prometida”

O paralelo entre Abraão e Davi


15
Texto Assunto Texto
II Sam. 7:9 Ter um grande nome Gen. 12:2
II Sam. 7:12 Descendência e semente Gen 15:4; 17:7 a 10

Expressões técnica
“Semente de Ti” (  ) Zaracha Arareicha - Uma
expressão não muito comum e só repetida com Jacó e Davi como cumprimento.
Gen. 17:7 a 10 ( Abraão )
Gen. 35:12 (Jacó)
Gen 48:4 (Jacó)
II Sam. 7:12 (Davi)

“Que procederá de ti” ( ) Acher Yetse Mimeica -


Citação direta de Abraão a Davi
Gen. 15:4 (Abraão)
II Sam. 7:12 (Davi)

Texto Davi Assunto Texto Abraão


II Sam. 7:10 Uma terra lugar seguro Deut. 11:24 e 25; Josué 1:4,5
II Sam. 7:12 a 16 Linhagem de Reis Gen. 17:6; 49 :10
II Sam. 7:14,23,24 Ser seu Deus e eles povo Gen. 17:7,8; 28:21; Exo.6:7;
filho de (  )
29:45; Lev. 11:45; 22:23
YHWH

4) Aliança com Davi é de contexto universal


Salmos 2
Salmos 18
Salmos 45:5 “Os povos submissos ao reino davídico”
Salmos 72: 8 a 11 “Todos reis prostram-se...”
Salmos 89:25 a 27
Salmos 110
Salmos 72:17 “Todas as nações serão abençoadas pelo reino davídico
II Sam. 7:19 “O reinado de Davi é uma lei para toda a humanidade
Seria ( )Torat ha Adam - A lei para todos, universal
lei para o homem ou instrução para humanidade.
Davi deverá reger as nações julgando-as como poder universal

5) Jerusalém como centro de adoração de Deus e lugar da habitação do


Altíssimo como parte da aliança \com Davi
II Sam. 7:..
Deut. 12:11 a 14 “Deus escolheria um lugar para sua habitação”
I Reis 8:24 a 29 “O Nome do senhor estaria em Jerusalém”
I reis 11: 13, 32, 36 “A cidade que Deus escolheu: Jerusalém”
Salmos 2:6 “O rei sobre o monte santo de Sião”
Salmos 78:67 a 72 “Monte Sião com escolhido de Deus”
Salmos 132:13 a 18 “Sião, Davi e o reino de Deus”
Salmos 87:1 a 7 “O Senhor ama a Sião mais que todas”
16
6) Aliança de Deus com a tribo de Levi
Mal. 9:4 a 9 “Aliança de Paz com Levi”
Exo. 32:26 a 29 “
Num. 1:47 a 53
Num.3:5 a 13, 40 a 41
Num. 25:6 a 13

A FUNÇÃO E MINISTÉRIO DO PROFETA


A) Profeta - Mensageiro de YHWH
Profeta como mensageiro = Malach - Anjo, mensageiro
Ageu 1:13
Mal. 3:1
II Cron. 36:15,16

B) Palavras técnicas - referente ao mensageiro, profeta, enviado:


SHALAH = “Enviar”
HALAH = “Ir”
Isaias 6:8,9 “A quem enviarei e quem irá por mim”
Jer. 1:7; 26:12
Ezeq. 2:2 a 4
Amós 7:15

C) Uso de formulas de mensageiro


Assim diz o Senhor ( Koh amar YHWH )
Aparece 464 vezes no AT.
Gen. 32:4 “Assim diz o teu servo Jacó (Vayomer)
Textos com expressões “Disse o Senhor” e “O Senhor disse”
Isaias 3:16
Isaias 39:6
Jer. 1:7
Jer. 8:1 e 12
Jer. 9:12
Expressão “Escute a palavra do Senhor”
II Reis 20:16
Isaias 39:6
Jer. 22:12
Ezeq. 21:3

D) O profeta participa do conselho divino


Um conselho onde o rei conta seus problemas e ansiedades aos
conselheiros (SÔD) “conselho”, como segredo também
I Reis 22:17 a 23
Isaias 6;1 a 13
17
Jer. 23:18 a 22
Amós 3:7

1) Expressão clássica do profeta como mensageiro


Exo. 4:2 “Dirás ao Faraó: Assim diz o Senhor...”
a primeira vez que aparece onde o profeta (Moisés) recebe a mensagem de
Deus para transmitir ao povo com a expressão: “Assim diz o Senhor”, com ênfase
de mensageiro, missão .
Exo. 11:4 (Para Israel como nação)
Exo. 32:27(Para um grupo de pessoas)

2) O profeta é um mediador da aliança entre Deus e seu povo


Oséias 12:13
Deut. 34:10 “Moisés como um grande profeta mediador”
Deut. 18:9 a 22 “O povo deve ouvir o profeta como mediador”
Todos outros médiuns, mágicos, espiritualistas, ritualistas seriam
abominados porque utilizam de meios para chegar ao divino enquanto que o
processo divino é descer até o humano.
Os dois profetas que intercedem pelo povo e são atendidos são: Moisés e
Amós.
Exo. 32:9 a 14
Num. 14:11 a 19
Amós 7:2,3,5,6
Deus ouve as palavras dos profetas e deixa de fazer o que havia predito.
Porque Deus vê o futuro mas mostra no presente uma graça para que o ser
humano não seja destruído.
18
OS PROFETAS EM ORDEM CRONOLÓGICA
DESCENDENTE E SEUS CONTEMPORÂNEOS
SÉCULO PROFETAS PERÍODO
9º Joel 835 a 820 (?) a.C ou 7º Séc. entre
640 e 630 (?)
8º Jonas 800 a 790 a.C ou 760 a.C
Amós 769 a 762 a.C
Oséias 759 a 715 a.C
Isaias 740 a 686 a.C
Miquéias 740 a 715 a.C (?)
7º Naum algum tempo entre 663 e 612 a.C
Habacuque 650 a 612 a.C
Sofonias 640 a 623 a.C
Jerenias 727 a 586 ou 561 a.C
6º Ezequiel 593/2 a 571/0 a.C
Obadias algum tempo depois de 586 a.C
Ageu 520 a.C
Zacarias 520 a 518 a.C
Daniel algum tempo depois de 586 a.C
5º Malaquias algum tempo entre 450 ou depois
de 433 a.C

SEQUÊNCIA E ORGANIZAÇÃO DOS PROFETAS


NO AT.
Textos Massoréticos (MT)
A Bíblia hebraica é dividida em 3 partes
1) Torah (Lei)
Pentateuco (Gen. a Deut.)

2) Nerim (Profetas)
a. Profetas anteriores (Josué a II Reis, menos Rute)
b. Profetas posteriores (Isaias a Malaquias, menos Daniel)

3) Ketuvim (Escritos) Hagiografia


Salmos, Jó a Eclesiastes, Rute , Lamentações, Ester, Daniel, Esdras,
Neemias e I e II Cronicas

LXX
Dividida em quatro partes:
19
1) Leis = Pentateuco

2) Livros Históricos = Josué a Ester mais apócrifos

3) Livros Poéticos = Salmos a Cantares + apócrifos

4) Livros proféticos = Oséias a Malaquias


Isaias a Daniel (+ Bel e Drago)

Profetas do 9º e 8º Séculos

Joel, Jonas, Amós, Oséias, Isaías, Miquéias


Começa desde Salomão até o 8º século
Da glória ao juízo - do juízo à esperança escatológica

I Reis 8:41-43,60 - “O objetivo de Israel”


I Reis 8:56-61 - “cumprimento das promessas”
I Reis 8:65 - “Salomão reinava sobre todo o Israel”
I Reis 9:1-9
I Reis 11:4-8 - “Casamento de Salomão foi um fracasso devido à
paganização.”
· Os problemas foram: idolatria, poligamia e paganização.
· Quebrou a aliança
· Veio os juízos divinos
· I Reis 11:9-13 “das mãos de Teu filho tirarei o reinado, divisão dos
reinos”

Desintegração do Reino Davi-Salomão

Davi/Salomão
O apogeu do povo de Deus como o início do cumprimento total do plano de
Deus para Israel.

Juízo Divino Contra Salomão


I Reis 11:14-22 - “Hadad o Edomita”
I Reis 11:23-25 - Rezon da Síria
I Reis 11:26-40 - Jeroboão filho de Nabate

Época de Roboão
I Reis 12:15-19 - 10 tribos dadas a Jeroboão
I Reis 14:25-26 - Roboão - Sisaque Invade Israel
I Reis 15: 18-20 - Asa deu riqueza aos sírios pedindo ajuda

Desmoronamento do Reino e da glória


REINO GLÓRIA
I Reis 12:15-19 (10 tribos) I Reis 14:25,26 (Roboão)
II Reis 3:4-27 (Moabe) I Reis 15:18-20 (Asa)
20
I Reis 11:14-40 ( Israel quebra do Reino)
II Reis 5:1,2; 6:8,9,24,25; 8:7-15 (Síria)
II Reis 8:20-22 (Edon)

Ponto mais Baixo do Reinado de Israel e Judá


II Reis 11:1-3 - Judá (Joás - 835-796 aC.)
II Reis 13 - Israel (Jeoacaz 814-738)

Reversão da Decadência
Síria Oprime o povo de Deus com Azael
II Reis 13:3-5,23
II Reis 14:26,27

Reino do Norte
Elizeu prediz a restauração
II Reis 13:17-19
II Reis 14:25,28 (Jonas)

Reino do Sul
Joel 2:18
Joel 3:1 - Mudarei a sorte de Israel

Joel
Juízos sobre as nações vizinhas
Restauração do Reino de Davi
Escatologia

Davi e Salomão (auge) Uzias e Jeroboão (volta ao auge)

Joaz e Jeoacaz
(Decadência)

II Reis 14:23-29 - Jeroboão II restaura o Norte


II Reis 15:1-7; II Crô. 26:1-23 - Uzias restaura o sul
Houve grande prosperidade e conquistou os inimigos
Havia uma expectativa de restauração do império Israelita

Escatologia - Expectativa de restauração Messiânica


Amós 1:2-2:16
Joel 3:16

No Cativeiro
Joel - Restauração
Jonas - Dia do Senhor
Joel - Escatologia do Reino de Deus
Oséias 7:1 “Deus se dispôs a mudar a sorte de Israel”

Reinados: Jeroboão II (Israel) - Uzias ou Azarias (Judá)


Joel
21
· Dia em que se mudará a sorte de Israel
· Trevas e juízos para as nações vizinhas de Israel
· Salvação para Israel
· Escatologia

Jonas
· II Reis 14:25 “restauração das antigas fronteiras

Eliseu
· Vitória sobre os Sírios

ISAIAS
O nome significa = YHWH é salvação

Isaias 1:1 - “Amoz que era irmão do Rei Amazias pai de Uzias
Por isso Isaias é considerado principe dos profetas porque era primo do Rei
Uzias que fazia parte da linhagem real.

Isaias 8:3 “Casado com uma profetiza”


Isaias 7:3; 8:3 “Teve dois filhos”-SHEAR YASHUHO E MAHAER-SHAHAL-
HASH-BAZ
Isaias tinha um vocabulário muito difícil, utilizando um vocábulário muito
comum, sendo muito difícil de ser traduzido.
Jó também tem uma linguagem difícil.
Isaias usa mais de 2000 palavras hebraicas de forma singular.
A causa pede ser devida ã formação real do escritor e a formação poética.
Isaias 1-39 ëstão relacionados com as profecias em contexto da época do
profeta.
Isaias 1-6 “visões no ano da morte do rei Uzias-740 a.C.
Isaias 7-9 “período da guerra sírio-efraimita-734-732 a.C.
Isaias 10-23 “período da rebelião contra a Assíria liderada pela cidade
filistéia de asdod 713-711 a.C.
Isaias 28-39 período de rebelião contra a Assíria nos dias de ezequias 705-
701a.C.

Eventos histórico-apocalíptico
Isaias 40 a 60 “Período de exílio Babilônico que focalizava a um futuro de
dificuldades e restauração”
Isaias 24 a 27 “Grande dia do Senhor sobre todas as nações Pequeno livro
apocaliptico”

A divisão no Livro de Isaias


Parte I - 1 - 35 - “Envolvido com a Assíria”
Parte II - 36-39 - “Cerco de Jerusalém - Assíria derrotada e assenção de
Babilônia”
Parte III - 40-66 - “Exílio Babilônico e restauração”

Isaias 44:28; 45:1 “Siro libertaria Israel, difícil aos ateus da alta crítica
aceitarem que seja uma profecia devido à sua exatidão. Crêem então que o livro de
22
Isaias foi escrito após cativeiro e não sendo Isaias o autor portanto. E passam a
crer que o livro tem 2 autores”
Isaias 1-39 “Escrito por Isaías”
Isaias 40-66 “Escrito por Deutero-Isaías na época do fim do exílio”

Outros crêem que há 3 partes (alta crítica também)


Isaias 1-39 - “Isaias”
Isaias 40-55 - “Deutero-Isaías, fim do exílio”
Isaias 56-66 - “Deutero-Isaías - Na Palestina”

TEOLOGIA EM ISAIAS
v. 2 “Ouvi ó céus, e a terra” - Testemunhas da aliança
Deus comparece diante de um juízo e são convocados céus e terra como
testemunho de seu julgamento, lembrando de sua aliança.
Deus vem com um processo Jurídico contra o seu povo
Deut. 30:19; 31:28; 32:1 “Testemunhas da aliança”

v. 3 “O boi, o jumento, etc.” Quem é o Senhor em termo de reconhecimento. Os


animais reconhecem o seu Senhor, mas a humanidade não o reconhece,
desobedecendo e sendo incrédulo ao Senhor.
Exo. 20; Deut. 4 “Infidelidade de Israel quebrando a aliança”
Falta de entendimento - Pune a Israel e não o reconhecem como Deus age e
eles não entendem e não voltam para Deus.
Deut. 32:21 a 30 “Deus destroi e causa coisas horríveis ao povo e eles não o
reconhecem; Isaias 5:13; 42:22 a 25.
Amós 4:6 a 12 “A cegueira espiritual de Israel”

v. 7 a 9 Maldições da aliança quando quebrada


Cidade e terra devastada consumida por fogo Lev. 26:31 e 32 e Deut. 28:49
a 51
Lavoura devorada pelos inimigos diante dos israelitas Deut. 28;33 e 34, 49 a
51
Sodoma e Gomorra Deut. 29:20 a 23
v. 10 a 15 “O que o povo fazia cumprindo a lei através de formalidade” Exo., Lev.,
Amós 4
Transgressão da aliança pensando que está observando

v. 16,17 - Exorta a prática da justiça, que é a única maneira de práticá-la

v. 18 a 20 - Apelo divino para escolher a vida


Deut. 30 “O profeta passa a ser o mediador da aliança”
23
A FIGURA DO MESSIAS EM ISAIAS
Está intimamente ligado com a aliança de Davi.
Isa. 4:2 a 6 “Renovo = a broto, aquilo que brota, floresce, broto de uma
árvore que fora cortado.
Há uma unidade entre o Messias e seu povo,
No texto não fica claro, se está afirmando o Messias ou seu povo.
Isa. 7:14 e 15 “Emanuel cumprimento literal , local”
Isa.7:16 “Emanuel...”
Isa. 8: 8 a 10; 9:1 a 7 “Deus conosco, aplicação ao futuro, a figura do
Messias”
Isa. 11:1 a 10 “Isaias liga as duas coisas junto ao capítulo 4 7 e 9 sobre o
descendente de Davi.
Mostra os poderes politico de Judá, mas do verso 5 em diante passa a
mostrar como um reino eterno trazendo paz a todas as nações e até aos animais. O
que indica ser um reino sobre-humano.
O tema de Isaias está ligado em encher a Terra do conhecimento do Senhor.
Isa 16:5; 32:1 “Um rei justo que estabelece juízo, justiça e retidão onde
governará os príncipes.

Isa. 42: 1 a 9 (Primeiro Cântico do Servo do Senhor)


Faz ligação com o capitulo 11 ao falar sobre o espírito.
Introduz dois temas importantes:
1) Servo, o rei é o servo obediente ao Senhor
2) v. 6 Mediador da aliança - No original “Por mediador da aliança”
Cristo não é mediador da aliança e sim a própria aliança, porque ele é a salvação.
Luz para os gentios já vem desde o capitulo 4.

Isa. 49:1 a 13 (Segundo cântico do Servo do Senhor)


O servo fazendo os povos conhecer a Deus.
Escolhido desde o nascimento.
O servo é mais que um profeta, é uma figura real com um meio de deus para
salvar o homem.
Deus escolheu um povo para ser como o filho de Deus.
O Messias é a aliança, é Israel.
O cumprimento da profecias em Cristo é o cumprimento do AT.
Introduz algo novo.
v. 4 Debalde tenho trabalhado, “aparentemente algo inútil, a recompensa
vem de Deus e indicado por Ele.
v. 6 O Messias é a salvação de deus até a extremidade da Terra.
YESHW AH = Salvação.
A salvação é um indivíduo, uma pessoa no VT.
v. 7 Desprezo e vindicação.

Isa. 50:4 a 11 (Terceiro cântico do Servo do Senhor)


Foi desprezado e açoitado pelos povos, mas Deus vindicará
Isa 51:4 e 5 “O braço ligado com a salvação de Deus”
Isa 52:10 “O braço e a salvação de Deus”
24
Isa. 52:13 a 53:12 ( Quarto Cântico do Servo do Senhor)
O servo glorioso e sofrido pelos nossos pecados.
Oferece sua vida como oferta para a humanidade João 10:17,18
Jer. 30:21 “Através do sacrifício divino as pessoas poderiam chegar a Deus,
não conseguiriam de outra forma.
Dan. 9:26,27 “A morte do Messias é a instituição da nova aliança que se
cumpriu em Luc. 20:20.
KARAT MASCHIACH = Morto o Messias
Deus é o próprio sacrifício e aliança.
BERIT (Aliança) Com muitos
Reivindicação por Deus.

Interesses relacionados