Você está na página 1de 6

REDAÇÃO CESPE

Aspectos Estéticos e Normas Técnicas


Produção: Equipe Pedagógica Gran Cursos Online

ASPECTOS ESTÉTICOS E NORMAS TÉCNICAS

ASPECTOS ESTÉTICOS DO TEXTO

Margem

• Ambas as margens devem ser rigorosamente respeitadas.


• O tamanho padrão de abertura dos parágrafos é de 2,5 a 3 cm.
• Extrapolar a margem será objeto de apenação. Nesse caso, é melhor que
se peque pelo excesso do que pela falta.

Rasura

• Caso o candidato cometa um erro, ele deverá passar apenas um traço


(sutil) em cima da palavra errada.
• Não se deve fazer rabiscos nem marcas.
• Caso se erre uma frase inteira, deverá ser passado um traço de fora a fora
na mesma, e não palavra por palavra.

Letra

• Precisa ser legível.


• Precisa ser de tamanho normal, não se aumentando nem diminuindo de
acordo com o número de linhas exigidas.
• Em caso de letra de fôrma maiúscula, deve-se tomar cuidado para sepa-
rar todas as letras.
• Já em letra de fôrma minúscula, é necessário o cuidado de, em cada início
de frase, grafar-se a primeira letra visivelmente maior do que as outras.
• Na letra cursiva, é preciso se tomar cuidado para não quebrar o seu curso.
ANOTAÇÕES

1
www.grancursosonline.com.br
REDAÇÃO CESPE
Aspectos Estéticos e Normas Técnicas
Produção: Equipe Pedagógica Gran Cursos Online

Translineação

• É necessário que se preste muita atenção na separação das sílabas das


palavras ao mudar de linha. A separação deve seguir as prescrições gra-
maticais.
• Um erro comum é separar ditongos (ex.: ma-is). Ao perceber ter cometido
tal erro, o candidato deverá passar um traço e escrever a forma correta em
seguida.

Título

O CESPE não pede título nas redações. O certo é que se comece a escrever
o texto na primeira linha.

USO DAS PESSOAS DO DISCURSO

3ª pessoa

É a pessoa que deve ser usada. O texto deve ter predomínio da função
referencial (aquela que visa transmitir informações de maneira séria, clara e
objetiva) e, portanto, primar pela objetividade, já que ela aporta maior credibili-
dade às informações fornecidas.

1ª pessoa (singular)

Não deve ser usada, porque ela imprime extrema subjetividade no texto,
não sendo, assim, adequada à redação discursiva cobrada nos concursos.
Nos exemplos a seguir, é perceptível o caráter mais assertivo que é dado ao
texto quando se utiliza a 3ª pessoa:
1ª pessoa: "Eu acho que o Estado Brasileiro, ao empreender a sua política
econômica, não tem promovido o bem-estar social".
3ª pessoa: "o Estado Brasileiro, ao empreender a sua política econômica,
não promove de fato o bem-estar social".
ANOTAÇÕES

2
www.grancursosonline.com.br
REDAÇÃO CESPE
Aspectos Estéticos e Normas Técnicas
Produção: Equipe Pedagógica Gran Cursos Online

1ª pessoa (plural)

Deve ser evitada, pois atribuirá ao texto certo grau de subjetividade, que não
é muito aconselhável a esse tipo de redação.

CUIDADOS A SE TOMAR NA REDAÇÃO

O candidato deverá tomar os seguintes cuidados na hora da redação:


1º Manter-se rigorosamente dentro do tema proposto, pois será atribu-
ída nota zero a quem fugir à modalidade de texto exigida ou ao tema proposto.
Muitas pessoas se perdem detalhando fatos, quando, na verdade, a banca exige
que se discutam ideias. Até mesmo a fuga parcial é apenada, e, para se evitar
isso, é preciso seguir criteriosamente o comando.
2º Não construir períodos muitos longos ou sequências de frases muito
curtas – que podem deixar o texto truncado, confuso, cansativo. O período ideal
é aquele que tem de duas a três orações.
3º Evitar a repetição de termos, porque cansa o leitor – e, ao invés disso,
utilizar expressões ou vocábulos sinônimos. Também deve ser evitada a redun-
dância de ideias, que sobrecarrega o texto sem acrescentar nada!
4º É preferível escrever um texto menor a escrever um texto enorme e
redundante.
5º Não utilizar frases feitas ou coloquialismos, muito menos uma lingua-
gem muito rebuscada.
6º Evitar argumentos generalizantes ou baseados apenas no senso
comum, já que eles não conferem credibilidade ao texto.
7º Evitar o excesso de subjetividade (ex.: infelizmente, com certeza, sem
sombra de dúvida, o saudoso) porque ela reduz o crédito das informações apre-
sentadas.

NORMAS TÉCNICAS DE REFERÊNCIA

1º) Artigos de documentos oficiais


Os artigos de Leis, Medidas Provisórias, Decretos, Portarias, Resoluções,
Regimentos etc. devem ser designados pela forma abreviada Art., seguida de:
ANOTAÇÕES

3
www.grancursosonline.com.br
REDAÇÃO CESPE
Aspectos Estéticos e Normas Técnicas
Produção: Equipe Pedagógica Gran Cursos Online

• Algarismo arábico e do símbolo de número ordinal (º) até o de número


nove. Ex.: Art. 1º/Art. 5º.
• A partir do artigo de número 10, usam-se algarismos arábicos, seguidos
de ponto. Ex.: Art. 10. / Art. 50.

2º) Incisos
• Os incisos dos artigos devem ser designados por algarismos romanos,
seguidos de hífen e iniciados por letra minúscula (a não ser que se trate
de nome próprio).
Ex.: Os juízes gozam das seguintes garantias, conforme rezam, no Art. 95, os
incisos: I – vitaliciedade; II – inamovilidade e III – irredutibilidade de venci-
mentos.

 Obs.: os incisos são pontuados com ponto e vírgula, exceto o último (que se
encerra em ponto); aquele que contiver alíneas encerra-se com dois-
-pontos.

3º) Numerais

• Os numerais devem ser grafados por extenso quando constituírem uma


única palavra.
Ex.: “Dos quinze processos enviados, oito já retornaram à Seção de Proto-
colo”.
• Quando constituírem mais de uma palavra, os numerais deverão ser gra-
fados com algarismos arábicos.
Ex.: “Há 345 processos para serem distribuídos aos desembargadores”.
• Em início de frase, recomenda-se a grafia por extenso, ainda que o
número seja constituído de mais de uma palavra.
Ex.: “Seiscentos e vinte e dois títulos eleitorais foram enviados à Quinta
Zona”.
ANOTAÇÕES

4
www.grancursosonline.com.br
REDAÇÃO CESPE
Aspectos Estéticos e Normas Técnicas
Produção: Equipe Pedagógica Gran Cursos Online

4º) Numerais que indiquem porcentagem

• Seguem a mesma regra dos numerais. A expressão por cento será gra-
fada por extenso se o numeral constituir uma única palavra.
Ex.: “Trinta por cento dos processos já foram distribuídos...”.
• Numeral constituído de mais de uma palavra será grafado na forma numé-
rica, seguido do símbolo (%).
Ex.: “Já foram distribuídos 32% dos processos...”.

5º) Siglas

• Na primeira referência, deverá constar o nome completo do órgão, seguido


da sigla (entre travessões ou parênteses).

Atenção!
Não é recomendado utilizar somente o nome popular de uma lei (ex.: Lei Maria
da Penha). O correto é identificá-la por completo (ex.: Lei n. 11.340/2006, mais
conhecida como Lei Maria da Penha).

• Geralmente, o nome aparece primeiro por extenso e, em seguida, a sigla


(entre parênteses ou seguida de traço ou de dois traços).
Ex.: Companhia Energética de Brasília (CEB), Ordem dos Advogados do
Brasil – OAB, Os portões da Universidade de Brasília – UnB – são abertos.
• Quando a sigla for mais conhecida que o nome (ou quando não houver
mais correspondência com o nome por extenso), ela poderá aparecer pri-
meiro (seguida de traço ou de dois traços) e, ainda, entre parênteses.
Ex.: FMI – Fundo Monetário Internacional. BRB – Banco de Brasília. Novacap
– Companhia Urbanizadora de Brasília.
• A sigla pode ser pluralizada pelo acréscimo de um s minúsculo ou pela
duplicação das letras.
Ex.: EEUU (Estados Unidos); PPMM (Polícias Militares); APAEs (Associa-
ções de Pais e Amigos dos Excepcionais) etc.
ANOTAÇÕES

5
www.grancursosonline.com.br
REDAÇÃO CESPE
Aspectos Estéticos e Normas Técnicas
Produção: Equipe Pedagógica Gran Cursos Online

Atenção!
Não se utiliza apóstrofo antes do “s” no plural de uma sigla.

• Se a sigla for composta de até três letras, deve ser escrita inteiramente em
maiúsculas. Não há ponto entre as letras das siglas. Ex.: GDF, SGA,
ONU, UnB, CNPq. ICMBio (nos três últimos exemplos, as letras minúsculas
são abreviaturas e não devem ser confundidas com as letras das siglas).

�Este material foi elaborado pela equipe pedagógica do Gran Cursos Online, de acordo com a
aula preparada e ministrada pela professora Vânia Araújo.
ANOTAÇÕES

6
www.grancursosonline.com.br