Você está na página 1de 2

FUNDAMENTANDO O AMOR CONJUGAL – LIÇÃO 5

FUNDAMENTAÇÃO BÍBLICA BÁSICA: Mateus 7:24-27


FUNDAMENTAÇÃO BÍBLICA COMPLEMENTAR: Provérbios 18:22, 1 Coríntios 7:5, Gênesis 1:26-
31, Gênesis 2:23-24, Malaquias 2:16, 2 Coríntios 13:5, Provérbios 5:18, Hebreus 13:4, Provérbios 6:24-35,
Gálatas 6:4 e 1 Coríntios 13.
TEXTO CHAVE: “E serão os dois um só carne; assim já não são dois mas uma só carne” (Marcos 10:8).
PROPÓSITO - Que cada um dos alunos possa conhecer o que a bíblia ensina sobre o casamento, dando-lhe
o valor que merecemos, e ter elementos suficientes poderosos a fim de construir relações saudáveis, lares
firmes e cimentar a vida de filhos equilibrados.
Fundamentando na palavra - Mateus 7:24-27 - Para poder construir esse grande edifício chamado
casamento, você deve ter Visão para o futuro, e acreditar que os dois vão ser felizes para sempre. Por esta
razão no ato de casamento ambos juraram amor eterno: “Amar-te-ei para sempre, até que a morte nos
separe”.
Deus destinou para cada homem uma só mulher. O sucesso do casamento depende de se ter a plena certeza
de que a pessoa com quem se casou, era a que Deus tinha reservado para sua vida. Por isso, embora o
adversário busque por todos os meios levá-lo a uma vida de duplicidade, não o permita, pois o ser humano
não tem energia emocional suficiente, para manter várias relações amorosas ao mesmo tempo. Isso lhe será
extremamente exaustivo, deixando, além disso, feridas profundas nos diferentes membros de sua família.

1. O CASAMENTO É UM DESEJO DO CORAÇÃO DE DEUS

Definição = São vários os aspectos requeridos para poder definir o que é o casamento, entendendo que nele
está o desejo do coração de Deus de reproduzir seu caráter através daqueles casais que estejam dispostos a
obedecê-Lo.
Foi o sonho de Deus criar um homem e uma mulher. Gêneses 1:26-28 = O casamento não é idéia do
homem, foi idéia divina. Deus criou o homem com a capacidade de atração pelo sexo oposto, e mais
especificamente a atração por uma pessoa: o homem pela mulher e a mulher pelo homem.
Foi planejado para que o homem vivesse em comunidade - Não é bom que o homem esteja só. Ser a
“ajudadora idônea”: este termo faz referência á relação benéfica em que uma pessoa colabora para sustentar
a outra como amiga e aliada. O plano perfeito é que se complete um ao outro.
Para proporcionar felicidade á humanidade - “Então disse o homem: Esta é agora osso dos meus ossos e
carne da minha carne; ela será chamada varoa, porquanto do varão foi tomada”. (Gênesis 2:23).
Este foi o primeiro canto de amor que houve no mundo. Significa: por fim achei uma que me pode
complementar, que me tira a solidão, a quem amarei tanto como a minha própria carne. Ela é muito bela, é
perfeitamente adequada para mim; ela será a única que necessitarei.
Para dedicar-se fielmente um ao outro - O casamento deve começar com um abandono de todas as demais
relações a fim de estabelecer uma relação permanente entre um homem e uma mulher.
“Portanto, deixará o homem a seu pai e a sua mãe e unir-se-á á sua mulher, e serão uma só carne”. (Gênesis
2:24).
É uma relação de pacto - O casamento exige uma união inseparável do marido com sua esposa através do
tempo de suas vidas. Isto indica que diante dos olhos de Deus “unir-se-á” significa um entrega de todo
coração. Significa que você terá uma incessante oportunidade de unir-se a seu cônjuge até mesmo nos
menores detalhes da vida. Algo que os distancie mental ou fisicamente, deve ser evitado, pois rompe o
padrão divino para a vida matrimonial. Deus detesta o divórcio, porque é um pecado contra a aliança.
Malaquias 2:16ª.
É uma proteção mútua - “Examinai-vos a vós mesmo” 2 Coríntios 13:5. O casamento significa que o casal
deve avaliar continuamente a condição em que se encontra.
“Mas prove cada um a sua própria obra” (Gálatas 6:4). O casamento exige novas formas que contribuam
para melhorar as relações com o cônjuge a fim de alcançar o objetivo primordial: “A felicidade”.

2. IMPORTÂNCIA DA SEXUALIDADE NO CASAMENTO

A santidade do sexo - Marcos. 10:8


Os impulsos sexuais foram criados por Deus para tornar mais grata ou mais agradável a vida do homem
nesta terra.
“Proporciona alegria.” Seja bendito o teu manancial; e regozija-te na mulher da tua mocidade.
“Como corça amorosa, e graciosa cabra montesa saciem-te os seus seios em todo o tempo; e pelo seu amor
sê encantado perpetuamente”. Provérbios 5:18, 19.
“Dignifica as pessoas”. Hebreus 13:4. “Honroso seja entre todos a matrimônio, e o leito sem, mancha”.
“Abençoa com filho”. “Gênesis 1:28.” Frutificai e multiplicai-vos; enchei a terra e sujeitai-a”.
“O sexo foi criação de Deus”... Gênesis 1:31. “E viu Deus tudo quanto fizera, e eis que era muito bom”.
“Traz harmonia”. 1 Corintios 7:5 “Não vos negueis um ao outro...”
A intimidade sexual tem a aprovação de Deus, sempre e quando esta se desenvolve dentro dos parâmetros
do casamento, porque a pratica deste ato, fora do casamento, converte-se em algo grotesco, que vai
conduzindo mais e mais á impiedade.

3. RESGATE OS VALORES DENTRO DO SEU LAR

Tenha uma imagem correta de si mesmo


Há muitas pessoas que fracassam em seus casamentos, porque aceitaram uma imagem incorreta de si
mesmo. Deus o fez único e lhe deu uma riqueza que o adversário não quer que você conheça.
A imagem própria pode ser restaurada através de Jesus, Ele compreende e o aceita como você é.
Examine-se e corrija suas fraquezas
Corrigir nossas fraquezas permitirá dar mais estabilidade ao relacionamento. Por exemplo, as fraquezas no
caráter, o espírito de competição, ressentir-se facilmente, necessidade de pedir perdão, etc. São aspectos que
devem ser superados, porque do contrário, podem prejudicar o relacionamento.
Deixe-se orientar
A pessoa sábia sempre buscará assessoria daqueles que têm experiência.
Nunca permita que os problemas sejam deixados para que o tempo os solucione. Aprendam a dialogar como
casal, e façam um esforço para superar os conflitos. Participem dos encontros de casais, porque nestes são
dadas as ferramentas que ajudam no convívio conjugal.
Ore fervorosamente e mantenha um bom relacionamento com Deus
O casamento mais que uma relação amorosa, é um relacionamento espiritual, porque neste não só se entrega
o corpo, mas também os homens dão seu espírito. Se os dois estiverem envolvidos no ministério, isto os
ajudará a desenvolver uma relação de companheirismo. Cada um aprenderá a reconhecer que seus êxitos
profissionais serão o resultado de um excelente relacionamento como casal.

CONCLUSÃO: Tome a firme decisão de construir um lar conforme o desejo do coração de Deus. Desculpe
qualquer atrito que tenha tido com seu cônjuge, e juntos se comprometa a consagrar suas vidas as serviço de
Deus.