Você está na página 1de 6

6º ANO

1º Bimestre
Núcleos Conteúdos
Temáticos Conceituais Procedimentais Atitudinais
●Reflexão sobre os valores sociais que
arrolam as variantes linguísticas.
●Leitura de textos em diferentes variantes ●Repúdio a qualquer atitude preconceituosa
● Variação linguística regionais e sociais da Língua Portuguesa. que se justifique em função das variantes
-Língua e diversidade cultural ●Exploração dos gêneros textuais abordados regionais e sociais da língua portuguesa.
-A língua portuguesa pelo mundo por meio de leitura, interpretação e produção ●Reconhecimento da variante linguística
-Norma culta e variação linguística textual, sempre a partir da criação de uma pela qual se expressa como elemento de sua
Língua e ●Gêneros textuais situação comunicativa prática. identidade sociocultural.
sociedade -História em quadrinhos ● Identificação das funções sociais e das ●Conscientização sobre a importância do
-Samba-enredo situações comunicativas que caracterizam os domínio da norma culta da língua para a
. gêneros textuais abordados. conquista da cidadania.
●Caracterização das estruturas linguístico- ●Entendimento de que os gêneros textuais
discursivas recorrentes nos gêneros textuais são reflexos das situações de interação em
trabalhados. uma sociedade.
●Valorização do samba-enredo como
patrimônio cultural brasileiro.
Gramática ●Frase ●Reconhecimento dos tipos de frase e seus ●Compreensão da relevância dos sinais de
e análise -Frase verbal e frase nominal respectivos sentidos e valores semânticos em pontuação trabalhados na complementação
linguística -Tipos de frase função do contexto comunicativo. do sentido do discurso na língua escrita.
-Declarativa ●Compreensão do sentido que os sinais de ●Apreensão da pontuação como um recurso
-Interrogativa pontuação abordados atribuem à frase e ao estilístico para a exploração dos significados
-Exclamativa texto. e valores do texto escrito.
-Imperativa ●Emprego adequado da pontuação de ●Entendimento de que, apesar de serem
-Optativa acordo com o sentido vinculado à frase. convenções, as regras de ortografia são um
●Avaliação e autocorreção de suas importante regulador social da língua escrita.
-Tipos de frase: entoação na fala e pontuação
produções escritas frente às normas ●Preocupação de apresentar suas produções
na escrita ortográficas. escritas em conformidade às regras
●Pontuação ortográficas.
-Ponto
-Ponto de interrogação
-Ponto de exclamação
-Reticências
-Travessão
●Ortografia
-Uso de letras maiúsculas e minúsculas
-Dificuldades ortográficas:
-ch, x
-g, gue, gui
-g, j
-que, qui
- r, rr
-s, ss, c, ç, sc, x
x, z
●Apreciação da linguagem como
instrumento de interação.
●Exploração da linguagem como capacidade
●Valorização da linguagem não verbal como
humana de interação e comunicação.
instrumento de criação de significado.
●Linguagem e língua ●Identificação da linguagem não verbal no
●Reflexão acerca da importância do domínio
●Linguagem verbal e linguagem não verbal cotidiano.
Texto, das peculiaridades da escrita para a
●O texto não verbal ●Apreensão do aspecto complementar que as
discurso e estruturação do discurso nessa modalidade.
●O texto multimodal diferentes formas de linguagem figuram aos
interação ●Compreensão de que tanto fala como
●Língua escrita e língua falada sentidos do texto.
escrita estão sujeitas aos parâmetros impostos
●Compreensão das semelhanças e
pela situação comunicativa.
diferenças pragmáticas entre escrita e fala.
●Zelo em adaptar seu discurso às
peculiaridades da escrita e da fala, em função
do contexto e situação comunicativos.
2º Bimestre
Conteúdos
Núcleos
Temáticos Procedimentais Atitudinais
Conceituais
●Identificação de fatores situacionais e
sociais que influenciam na realização
discursiva.
●Exploração dos gêneros textuais abordados
por meio de leitura, interpretação e produção ●Apreciação, por meio da leitura e da escrita,
textual, sempre a partir da criação de uma dos gêneros abordados.
●Variação linguística: registro coloquial situação comunicativa prática.
●Entendimento de ser a fábula um gênero
versus norma culta ● Identificação das funções sociais e das narrativo guiado por intencionalidade
Língua e ●Gêneros textuais situações comunicativas que caracterizam os
persuasiva.
sociedade -Fábula gêneros textuais abordados.
●Valorização do cordel como patrimônio
-Cordel ●Caracterização das estruturas linguístico-
cultural brasileiro.
discursivas recorrentes nos gêneros textuais
●Percepção da importância dos gêneros
trabalhados. textuais nos diferentes processos de
●Identificação do caráter persuasivo interação.
apresentado pela fábula, por meio da
narrativa em torno de uma moral.
●Exploração dos recursos rítmicos que
estruturam o cordel.
●Ordem das palavras na frase ●Emprego das variadas possibilidades de
●Classe de palavras posicionamento das palavras na frase como
-Classe de palavras variáveis estratégia discursiva.
-Classe de palavras invariáveis ●Compreensão de que as classes de palavras ●Reflexão sobre a flexibilidade que o
-A especificidade do advérbio se adaptam às especificidades do contexto do discurso, como realidade da língua, inscreve
-Palavras primitivas e palavras derivadas enunciado. nas convenções da gramática tradicional.
●Substantivo ●Exploração semântica da relação entre ●Exploração das possibilidades que a língua,
-Classificação palavra primitiva e palavra derivada. realidade cultural e instrumento de interação,
-Substantivo concreto e substantivo abstrato ●Entendimento das nuanças semânticas que apresenta como estratégias de argumentação
-Substantivo próprio e substantivo comum a situação e o contexto comunicativos e (re-) construção do sentido.
-Substantivo coletivo atribuem ao significado do substantivo. ●Compreensão de que o sentido extrapola o
-Flexão ●Compreensão do papel central do explícito, despertando assim, a atenção para
-Número substantivo nos mecanismo de concordância os elementos implícitos inscritos no discurso.
Gramática nominal. ●Entendimento de que a seleção lexical dos
-Gênero
e análise ●Emprego adequado do artigo na construção substantivos e adjetivos na construção de um
-Grau
linguística do discurso, conforme os mecanismos de texto pode ser guiada sob a intencionalidade
●Artigo
-Artigo definido coesão e coerência textuais. do emissor (enunciador), aumentando, assim,
●Emprego do artigo na construção textual o poder discursivo de persuasão e
-Artigo indefinido
(oral e escrita) conforme as regras de argumentação.
-Formas combinadas do artigo concordância nominal. ●Reflexão acerca do juízo de valor
●Adjetivo ●Emprego do adjetivo na construção textual (preconceito linguístico) que circunda o
-Flexão (oral e escrita) conforme as regras de processo de concordância nominal na
-Número concordância nominal. oralidade e, principalmente, na escrita.
-Gênero ●Emprego da seleção lexical (substantivo e
-Grau adjetivo) como estratégia argumentativa na
-Adjetivos pátrios construção do discurso (oral e escrito).
-Locução adjetiva
-Substantivação do adjetivo
●Concordância nominal.

● Sequência textual narrativa ●Caracterização da sequência narrativa como ● Valorização de suas produções textuais
●Elementos do texto narrativo estratégia de organização do discurso. (orais e escritas), tendo zelo em sua
-Narrador ●Identificação dos componentes da apresentação aos colegas e ao professor, bem
Texto, -Personagem sequência narrativa em diferentes gêneros como a outros interlocutores.
discurso e -Enredo textuais narrativos. ●Apreciação das produções textuais de seus
interação -Tempo ● Compreensão de que a seleção e colegas, bem como as de outros
-Espaço organização dos componentes narrativos é interlocutores, a partir de uma relação de
uma estratégia discursiva. respeito ao próximo.
●Apreensão de que o discurso narrativo pode
apresentar-se a serviço da persuasão.
3º Bimestre
Núcleos Conteúdos
Temáticos Conceituais Procedimentais Atitudinais
●Caracterização da gíria como componente
lexical que identifica os membros de um ●Percepção de que a gíria é um elemento
determinado grupo social. linguístico que atribui identidade aos
●Exploração dos gêneros textuais abordados membros de um determinado grupo social.
●A gíria: identidade cultural por meio de leitura, interpretação e produção ●Compreensão de que o uso de gírias, fora
●Gêneros textuais textual, sempre a partir da criação de uma de seu grupo social, pode sofrer juízo de
Língua e -Verbete de dicionário situação comunicativa prática. valor depreciativo (preconceito linguístico)
sociedade -Seminário ● Identificação das funções sociais e das por parte de pessoas que não compartilham
situações comunicativas que caracterizam os daquelas mesmas práticas de linguagem.
gêneros textuais abordados. Ampliação de sua capacidade comunicativa
●Caracterização das estruturas linguístico- (oral e escrita), através da leitura e produção
discursivas recorrentes nos gêneros textuais dos gêneros textuais trabalhados.
trabalhados.

●Numerais
-Numerais cardinais
-Numerais ordinais
-Numerais multiplicativos ●Emprego adequado dos numerais na
-Numerais fracionários organização do discurso. ●Ampliação da consciência comunicativa, a
-Numerais coletivos ●Compreensão dos diversos valores que os partir do entendimento da função linguístico-
-Flexão numerais podem assumir na construção do discursiva dos numerais e dos pronomes.
● Pronomes discurso. ●Aprimoramento da capacidade de interação
-Pronome adjetivo versus pronome ●Entendimento e utilização do papel dos
verbal, tanto por meio da fala como pela
substantivo pronomes nos mecanismos de coesão textual. escrita, com base da conscientização do papel
Gramática -Pronomes pessoais ●Exploração das nuanças de sentido que os discursivo dos numerais e dos pronomes.
e análise -Pronomes possessivos pronomes assumem na enunciação. ●Cuidado na elaboração de suas produções
linguística -Pronomes demonstrativos ●Emprego adequado do verbo na construção textuais (orais e escritas), zelando pelo
-Pronomes interrogativos textual, conforme os matizes de sentido que sucesso do processo de interação.
●Verbo o número, a pessoa, o modo (indicativo) e o
●Reflexão sobre o juízo de valor que a
-Flexão tempo verbais imprimem naquele elemento.
sociedade atribui ao uso a concordância
-Número ●Apreensão dos três modelos de conjugação
verbal em língua portuguesa (modo verbal nas produções textuais e sua relação
-Pessoa
indicativo). com o preconceito linguístico.
-Modo
-Tempo
-Conjugação verbal
-Modo indicativo
-Concordância verbal
●Produção (oral e escrita) de textos em que
predomine sequências descritivas.
●Sequência textual descritiva ●Adequação dos tempos verbais no texto
-Papel da descrição no texto expositivo expositivo. ●Percepção de que a neutralidade do texto
-Seleção lexical no texto expositivo ●Exploração da seleção lexical na expositivo é perpassada pela subjetividade do
-O presente do indicativo na sequência construção do texto expositivo.
Texto, enunciador.
descritiva ●Aplicação da sequência descritiva como
discurso e ●Apreensão do parágrafo como subunidade
●Parágrafo estratégia de persuasão.
interação textual, organizado e relacionado com um
-Relação semântica das frases no parágrafo ●Apreensão do parágrafo como subunidade
todo, a partir da dinâmica discursiva do texto.
-Orientação temática do parágrafo. do texto escrito, atrelada ao texto em função
-Relação dos parágrafos na construção do de uma temática.
texto como unidade de sentido. ●Elaboração do parágrafo a partir de um
tópico ou aspecto da temática global
explorada pelo texto.
4º Bimestre

Núcleos Conteúdos
Temáticos Conceituais Procedimentais Atitudinais
●Verificação de registros (orais e escritos) ●Compreensão de que a situação
em linguagem formal e linguagem informal, comunicativa orienta a (in-) formalidade
analisando suas respectivas situações linguística na interação.
comunicativas de realização. ●Entendimento de que existem, tanto na fala
●Exploração dos gêneros textuais abordados quanto na escrita, diferentes graus de
●Linguagem informal e linguagem formal
por meio de leitura, interpretação e produção formalidade entre o registro coloquial e o
textual, sempre a partir da criação de uma padrão culto, cada qual adequado aos fatores
●Gêneros textuais
Língua e situação comunicativa prática. que delineiam as diversas situações de
-Regras de jogo
sociedade ● Identificação das funções sociais e das interação.
-Manual de instruções
situações comunicativas que caracterizam os ●Reflexão acerca do tom restritivo (discurso
gêneros textuais abordados. monológico) que os gêneros regras do jogo e
●Caracterização das estruturas linguístico- manual de instruções costumam apresentar.
discursivas recorrentes nos gêneros textuais
trabalhados.

Gramática ●Verbo: ●Emprego adequado do verbo, conforme os ●Reflexão a sobre importância da adequação
e análise -Conjugação verbal matizes de sentido que o número, a pessoa, o das nuanças de modo, tempo e número
linguística -Modo indicativo modo (subjuntivo e imperativo) e o tempo verbais na construção do discurso.
-Modo subjuntivo verbais imprimem naquele elemento. ●Entendimento acerca do preconceito
-Modo imperativo ●Apreensão dos três modelos de conjugação linguístico vinculado por nossa sociedade ao
-Concordância verbal verbal em língua portuguesa nos modos emprego inadequado da concordância verbal,
●Advérbio subjuntivo e imperativo. seja na escrita, seja na fala.
-Classificação ●Criação de sentenças organizadas em
-Afirmação parágrafos, respeitando as correlações que se
-Intensidade estabelecem entre os elementos verbais, em ●Reflexão acerca das marcas de
-Lugar favor da coesão e coerência textuais. subjetividade que a seleção do advérbio pode
-Modo ●Identificação e aplicação dos advérbios em imprimir no discurso.
-Negação produções textuais (orais e escritas) como
Tempo mais um recurso para a boa organização do
-Locução adverbial discurso.
●Exploração dos matizes semânticos de
●Sequência textual injuntiva comando (ordem, pedido, orientação etc.)
-Organização e hierarquia das informações apresentados pelo elemento verbal na
no texto injuntivo. sequência injuntiva.
Texto, -Modo imperativo na sequência injuntiva ●Identificação da relação discursiva que se ●Ampliação da capacidade comunicativa,
discurso e -Emprego dos tempos presente e futuro do estabelece entre os interlocutores (emissor e por meio da exploração das características
interação presente na sequência injuntiva. destinatário) na sequência injuntiva. discursivas da injunção, tanto na leitura como
-Relação da sequência injuntiva e os gêneros ●Reconhecimento da sequência injuntiva na produção textual.
instrucionais. como um dos elementos organizadores dos
gêneros textuais instrucionais.