Você está na página 1de 39

Deep Sea Drilling Vessel (D/V) CHIKYU is the first riser

equipped scientific drilling vessel built for science at the planning


stage. It is capable of drilling up to 7,000m deep sea floor and
aim to the mantle and seismogenic zone. CHIKYU explores the
Earth as the main plat form of the International Ocean Discovery
Program (IODP).
http://www.jamstec.go.jp/e/
Desafio!
Aula 2 - Mineralogia
- Qual foi o assunto da aula anterior?
- Conceitos importantes de química
inorgânica.
Constituição química do magma
Conceitos gerais
Um mineral é um sólido, homogêneo, natural, com uma
composição química definida (mas geralmente não fixa) e um
arranjo atômico altamente ordenado. É geralmente formado por
processos inorgânicos.

A mineralogia é o ramo da ciência geológica que estuda os


diversos tipos minerais e suas propriedades para fins de
reconhecimento.

Os minerais se formam por cristalização, a partir dos líquidos


magmáticos ou soluções termais, pela recristalização em estado
sólido ou ainda como produto de reações químicas entre sólidos
e líquidos.
Estrutura cristalina dos minerais

♦ Estrutura cristalina é o resultado do


arranjo atômico de um mineral.
♦ Essa estrutura cristalina pode ser
macroscópica ou microscópica,
dependendo do tamanho do cristal e
a sua liberdade de crescimento.
(A) (C)

(B)

Várias versões da sílica:


(A) sílex, (B) madeira
petrificada, (C) cristais de
quatzo puro.
Sacisaurus agudoensis
Polimorfismo – mesma composição química
e arranjo atômico distinto
Rochas e seus minerais
Rocha é um agregado de minerais

Rocha granítica

Feldspatos

Quartzo

Mica Biotita
Principais Propriedades dos Minerais
• Forma ou Hábito,
• Cristalografia,
• Cor e Traço,
• Brilho,
• Clivagem,
• Fratura,
• Dureza,
• Densidade,
• Tenacidade,
• Reação com ácidos,
• Magnetismo.
Forma ou Hábito
Forma ou hábito é a maneira mais frequente
como um cristal ou mineral se apresenta

Crisotilo - fibroso

Turmalina - colunar

hematita - reniforme
Cristalografia
Classificação da geometria da estrutura cristalina
de acordo com os sistemas cristalográficos,
número de eixos de simetria, formas de
geminação, etc.

diamante turmalina zircão quartzo topázio ortoclásio turquesa


Cor e traço

cassiterita castanha pirita amarelo ouro

limonita volfranita
Grupo Classe Característica Exemplos Imagem

brilho do cetim,
Acetinado característico dos minerais crisotila, asbesto
fibrosos

pela intensidade, se diamante,


Adamantino
assemelha ao do diamante cassiterita

Ceroso lembra a cera ou a gordura gipsita, turqueza

Não metálico

micamuscovita e
Nacarado semelhante ao das pérolas
caulinita

lembra a superfície das monazita (um


Resinoso
resinas fosfato)

Vítreo lembra o do vidro quartzo, calcita

pirita, galena,
Metálico opaco, lembrando metais
grafita

Metálico

Submetálico opaco fosco cromita


Brilho

Asbesto - acetinado Calcita - vítreo

Pirita - metálico Turqueza - ceroso


Clivagem
Forma como o mineral se parte, revelando planos de
fraqueza da sua estrutura molecular
(A) (B)

(A) Clivagem plana da mica muscovita,


(B) Clivagem cúbica da halita,
(C) Clivagem oblíqua da calcita.
(C)
Diferenciar piroxênios de anfibólios pela clivagem
Fratura
Superfície exibida pela fratura de um mineral que não
possui clivagem.
Dureza
Representa a resistência comparativa ao desgaste ou
abrasão.
A escala de Mohs na identificação
de minerais
Outras propriedades: reação ao ácido,
magnetismo, etc.

Identificação de minerais carbonáticos pela reação


efervecente com ácido. Calcita e dolomita são minerais
muito parecidos, mas a calcita ferve com ácido clorídrico
diluído e a dolomita ferve apenas com ácido clorídrico
concentrado
Principais Principais

Classificação química dos minerais


Grupo
elementos químicos minerais
Feldspatos;
Quartzo;
Micas;
Silício;
Silicatos Argilominerais;
Oxigênio
Piroxênios;
Anfibólios;
Olivinas.
Calcita;
Carbono; Dolomita;
Carbonatos
Oxigênio Aragonita;
Siderita.
Enxofre; Anidrita;
Sulfatos
Oxigênio Gesso.
Cloro; Halita;
Haloides
Flúor Fluorita.
Ferro, Alumínio; Hematita;
Óxidos
Oxigênio Espinela
Pirita;
Sulfetos Enxofre
Galena
Ouro;
Elementos nativos Metais Prata;
Cobre
Silicatos mais importantes (94% da crosta)

- Quartzo (11%)
- Feldspatos potássicos ou ortoclásios (18%)
- Feldspatos calco-sódicos ou plagioclásios (40%)
- Micas (5%)
- Argilominerais (5%)
- Anfibólios (5%)
- Piroxênios (8%)
- Olivinas (2%)
Tetraedro de sílica: SiO4
Tipos de silicatos

Denominação Arranjo de Tetraedros Proporção Si:O Família de minerais


nesossilicatos Isolados SiO4 olivinas e granadas
sorossilicatos Duplos Si2O7 epidotos
ciclossilicatos Em anéis SiO3 berilos e turmalinas
inossilicatos Cadeias lineares simples SiO3 piroxênios
inossilicatos Cadeias lineares duplas SiO4 anifibólios
filossilicatos Em folhas Si2O5 micas e argilominerais
tectossilicatos Estrutura tridimensional SiO2 feldspatos e quartzos
Olivinas

Rocha rica em olivina

Forma cristalográfica da
olivina
Olivinas

Vidro rico em olivina com


fratura conchoidal
Sorossilicatos - epidoto
Cadeias lineares de
Cátions Fe, Mg Oxigênio
Sílica silicatos (inossilicatos):
+2 +2

+2 +2
piroxênios
+2 +2

+2 +2

+2 +2

+2 +2

+2 +2

etc. etc. etc.

{ Augita

etc. etc. etc.


Hiperstênio
Cadeias lineares duplas de silicatos:
anfibólios

Hornblenda

Actinolita
Micas
Arranjo plano dos tetraedros de sílica (filossilicatos)

Muscovita

Biotita
Clivagem
das micas
Feldspatos
Estrutura molecular
tridimensional dos feldspatos
(tectossilicatos)

Ortoclásio

Plagioclásio
Quartzo
Estrutura molecular
tridimensional
(tectossilicatos) com
tetraedros de sílica
puros.
Fratura e cor do quartzo

Fratura
conchoidal
Carbonatos
Carbonatos
calcita siderita

dolomita dolomita