Você está na página 1de 2

2º PROVA SOBRE VACINAÇÃO E PNI 5 – Para que as condições de conservação das vacinas e dos soros do

Programa Nacional de Imunização sejam adequadas, o refrigerador


EEEP FRANCISCA CASTRO DE MESQUITA deve ser organizado considerando o seguinte aspecto como
Nome: ____________________________________ adequado:
a) no refrigerador, guardar os imunobiológicos em caixas térmicas
PROFESSOR: Walfrido Farias Gomes DATA: 13 / 04 /18 uma vez que impedem a condução do frio.
DISCIPLINA: CUIDADOS DE ENFERMAGEM À CRIANÇA E AO ESCOLAR b) o termômetro linear deve ser preferencialmente usado no
refrigerador, pois detecta as variações da temperatura na
1 – As imunizações têm papel relevante na prevenção e promoção conservação dos imunobiológicos.
da saúde. c) devem ser colocadas na 1ª prateleira as vacinas virais e
Identifique abaixo as afirmativas verdadeiras ( V ) e as falsas ( F ) em bacterianas já abertas; na 2ª prateleira as vacinas virais, as vacinas
relação à BCG. bacterianas e os soros lacrados; e na 3ª prateleira, os diluentes.
( ) Deve ser administrada o mais precocemente possível, d) com a atualização do calendário básico de vacinação, o
preferencialmente após o nascimento. refrigerador deve ser regulado de forma que a temperatura
( ) Os prematuros com menos de 36 semanas devem receber a interna permaneça entre +1ºC e +6ºC, pois a vacina oral rotavírus
vacina depois que completarem um mês de vida e atingirem 2 humano precisa de baixas temperaturas para sua conservação.
quilogramas. e) a manutenção das condições ideais de conservação dos
( ) Crianças HIV positivas não devem receber a vacina ao nascimento, imunobiológicos exige que a limpeza do refrigerador seja feita a
somente na primeira consulta pós-natal. cada 15 dias, ou quando a camada de gelo atingir 0,5cm.
( ) Na existência de sinais e sintomas de imunodeficiência não se
indica a revacinação de rotina. 6 – Ao implantar o protocolo sobre a disposição final dos resíduos na
Assinale a alternativa que indica a sequência correta, de cima para sala de vacinação de um recurso de saúde responsável pela
baixo. destinação final de seus resíduos, o enfermeiro deve orientar os
A. V – V – V – F funcionários para:
B. V – V – F – V a) desinfetar todos os imunobiológicos e, após, acondicioná- los
C. V – F – V – F em sacos plásticos identificados como "vacinas".
D. F – V – V – V b) considerar como material biológico não infectante os
E. F – F – V – F imunobiológicos contra a febre amarela, a BCG e a tríplice viral.
c) considerar como material biológico infectante os
2 – Em relação ao armazenamento de imunobiológicos, assinale a imunobiológicos contra a raiva, hepatite e pneumococo.
alternativa correta. d) submeter os materiais biológicos infectantes à esterilização
A. Guardá-los em caixas térmicas dentro do refrigerador, para antes de serem desprezados como lixo.
evitar que se misturem com os demais produtos. e) considerar como material biológico infectante todos os
B. Podem ser guardados em qualquer parte do refrigerador, imunobiológicos.
evitando que sofram o impacto da temperatura ambiente.
C. Os diluentes utilizados para as vacinas nunca devem ser 7 – Sobre o armazenamento de imunobiológicos, o Ministério da
guardados no refrigerador, devido ao risco de inativá-las. Saúde recomenda que:
D. Os imunobiológicos devem ser mantidos em uma temperatura
entre +8 e + 10 graus, tanto no refrigerador como nas caixas a) a ponta do termômetro deve ficar em contato direto com o gelox
térmicas. na caixa térmica.
E. Não guardá-los em caixas térmicas dentro do refrigerador, pois b) o termômetro de máxima e mínima, após anulada a temperatura,
as mesmas impedem a circulação do frio. deve ser colocado na primeira prateleira do refrigerador.
c) os imunobiológicos devem ser mantidos congelados, em caixa
3 – A vacina pentavalente, introduzida no Programa Nacional de térmica, até 10 minutos antes da administração no cliente.
Imunizações (PNI) em 2012, é: d) os materiais de laboratório de uso odontológico, alimentos e
a) indicada para imunização ativa de crianças a partir de dois bebidas devem ser armazenados na terceira prateleira do
meses até dez anos de idade contra difteria, tétano, coqueluche, refrigerador.
hepatite B e doenças causadas por Haemophilus influenzae tipo b. e) as vacinas que não podem ser submetidas à temperatura
b) composta de toxoides de difteria e tétano, suspensão celular negativa (dT, DTP, Hepatite B, Hib, influenza e BCG) devem ser
inativada de Bordetella pertussis, antígeno de superfície do vírus colocadas na segunda prateleira do refrigerador.
da hepatite B e oligossacarídeos conjugados de Haemophilus
influenzae do tipo b. 8 – Atualmente, já e possível, por intermédio das vacinas, alcançar a
c) administrada em dose de 0,4 mL, por via intramuscular, no prevenção e a diminuição significativa de ocorrência de doenças
vasto lateral da coxa e no dorso glúteo, em crianças menores de que, até pouco tempo, causavam adoecimento e morte de muitas
dois anos de idade e na região deltoide nas crianças acima de dois pessoas. Acerca das doenças que podem ser prevenidas mediante
anos de idade. vacinação, assinale a opção correta.
d) recomendada pelo Ministério da Saúde, uma vez que a A. A poliomielite é chamada paralisia infantil e provoca,
coadministração de múltiplos antígenos em uma única injeção subitamente, deficiência visual, febre e flacidez muscular,
potencializa a imunogenicidade e não apresenta reatogenicidade. afetando, sobretudo, os membros superiores.
B. O tratamento do tétano consiste em internação hospitalar em
4 – No preparo e administração de vacinas, um dos procedimentos enfermarias luminosas com circulação de muitos profissionais de
recomendados é enfermagem.
a) manter a vacina em temperatura entre + 4 °C a + 11 °C, após a C. A hepatite B tem como agente infeccioso o vírus da hepatite B e
abertura do frasco. infecta apenas o homem, seu reservatório natural.
b) preparar a vacina em local ventilado e com incidência de luz D. A transmissão da coqueluche ocorre pelo contato indireto
solar direta sobre a vacina. através dos artigos hospitalares usados nos pacientes.
c) injetar rapidamente o diluente no frasco de vacina com o E. A adoção de condutas de vigilância epidemiológica não é
objetivo de homogeneizar a formação de espuma. importante para a febre amarela porque apresenta características
d) lavar com água e sabão e proceder a esterilização química do exclusivas.
conta-gotas contaminado acidentalmente na boca da criança.
e) aspirar o diluente específico em temperatura semelhante à da 9 – No que se refere à administração de vacinas, assinale a
vacina. alternativa correta:
a) A Vacina BCG deve ser administrada em dose única, o mais
precocemente possível, preferencialmente nas primeiras 12 horas
após o nascimento, principalmente em crianças prematuras ou 16 – Uma criança de 6 meses chegou na UBS para completar o
com baixo peso. esquema vacinal. Você observou que a mesma havia recebido a 1ª
b) A Vacina Penta (difteria, tétano, pertussis, hepatite B dose das vacinas VIP, VORH, Pneumocócica e Penta. Complete o
recombinante e Haemophilus influenzae B conjugada), deve ser cartão desta criança, via de administração e dose.
administrada por via subcutânea, aos 2 (dois), 4 (quatro) e 6 (seis)
meses de idade, com intervalo de 60 dias entre as doses. 17 – (EEEP/Reriutaba 2016) Uma criança do sexo masculino, nasceu
c) A Vacina Poliomielite 1, 2 e 3 (inativada)- VIP deve ser com 2.080 g, recebeu ainda na maternidade as vacinais BCG e
administrada por via intramuscular em 2 (duas) doses, aos 2 (dois) Hepatite B, após 15 dias do nascimento, evoluiu com quadro clínico
e 4 (quatro) meses de idade, com intervalo de 60 dias. A Vacina de dispneia intensa, sendo diagnosticado com Asma. Médico
Poliomielite 1, 2 e 3 (atenuada)- VOP deverá ser administrada 1 prescreve corticoide em dose imunossupressora e assiste essa
(uma) dose, aos 8 (oito) meses de idade e 1(um) reforço aos 15 criança, que evolui satisfatoriamente, e então é suspenso a
meses de idade. medicação prescrita após 1 mês e 20 dias de uso diário. Após a
d) A primeira dose da Vacina Hepatite B (recombinante) pode ser suspensão do tratamento é encaminhado a UBS, para você
administrada até 30 dias após o nascimento. Deve-se completar o vacinador administrar os imunobiológicos necessários. Quais são as
esquema de vacinação contra hepatite B com a Vacina Penta. vacinas que deverá administrar, as vias de administração e doses?
e) A Vacina pneumocócica 10-valente (conjugada)- Pneumo10 Faça o aprazamento das doses subseqüentes.
deve ser administrada em 3(três) doses aos 4 (quatro), 6 (seis) e 8
(meses) de idade, com intervalo de 60 dias entre as doses, em 18 – (EEEP/Reriutaba 2018) Uma criança do sexo masculino, filho de
crianças menores de 1 (um) ano de idade. mãe portadora de Hepatite B, nasceu com 36 semanas de gestação
por parto normal com 2.015 gramas. Quais vacinas, vias de
10 – Em se tratando de vacinas, sabemos que um frasco de vacina administração, doses devem ser aplicadas? Faça o aprazamento das
apos aberto possui um prazo de validade, de acordo com o doses subseqüentes.
Ministério da Saúde, a vacina Febre Amarela, após sua abertura
pode ser utilizada:
a) Até 4 horas.
b) Até 6 horas.
c) Até 8 horas.
d) Até 12 horas.

11 – A vacina Pentavalente imuniza o paciente contra:


a) Vacina de tétano, poliomielite, coqueluche, Haemophilus
influenzae b e hepatite B.
b) Vacina de tétano, difteria, coqueluche, Haemophilus influenzae
b e hepatite A.
c) Vacina de tétano, difteria, coqueluche, Haemophilus influenzae
b e hepatite B.
d) Vacina de tétano, poliomielite, coqueluche, Haemophilus
influenzae b e hepatite A.

12 – Ao levar a filha de 1 ano e 3 meses ao posto de saúde para


vacinar, a mãe deverá inicialmente ser informada sobre quais
vacinas serão administradas. Você profissional de saúde, quais são
essas vacinas, as vias de administração, local de aplicação, doses e
dosagem? (Obs: O calendário de vacinação da criança está completo
até um ano de idade).

13 – Uma criança do sexo masculino, 5 meses de idade, portador de


HIV positivo, no momento ausente sinais clínicos de
imunodeficiência, foi levado para a UBS para Vacinação. Você
vacinador, constatou na Caderneta de Vacinação desta criança
registro das seguintes vacinas BCG, Hepatite B, 1º dose das vacinas
Penta, Pneumocócica e Meningocócica. Quais vacinas, vias de
administração, doses devem ser aplicadas? Faça o aprazamento das
doses subseqüentes.

14 – Uma criança do sexo masculino, filha de mãe HIV positiva,


nasceu por parto cesáreo com 3.060 gramas, assintomático e
ausente sinais de imunodeficiência. Quais vacinas, vias de
administração, local de aplicação e doses devem ser aplicadas? Faça
o aprazamento das doses subseqüentes.

15 – Uma criança do sexo feminino, filha de adolescente HIV


positiva, nasceu há 8 meses por parto normal com 1.958 gramas, foi
vacinada na maternidade com Hepatite B e orientada a comparecer
na UBS para realizar as demais vacinas, porém em virtude das
mudanças constantes de residência da mãe, a equipe de saúde não
pode monitorar o esquema vacinal dessa criança, a mãe aproveitou
essa situação e negligenciou a vacinação. No entanto, traz hoje sua
filha a UBS para atendimento clínico. Você profissional identifica no
Cartão de Vacinação da criança o atraso vacinal e a ausência de sinais
de imunodeficiência. Quais são as vacinas que deverá administrar,
as vias de administração e doses? Faça o aprazamento das doses
subseqüentes.