Você está na página 1de 48

GABARITO EPCAR

09.07.2017

Prova A Prova B Prova C Prova A Prova B Prova C


1 D D C 33 C D D
2 B C B 34 B B C
3 C D D 35 D C D
4 D A A 36 A D A
5 C B A 37 A C B
6 D C C 38 C D C
7 D A D 39 D D A
8 C C D 40 D C C
9 A D B 41 B A D
10 B B C 42 C B B
11 C A A 43 A C A
12 C A B 44 B C A
13 D B C 45 C D B
14 B D D 46 D B D
15 A ANULADA A 47 A A ANULADA
16 C C B 48 B C C
17 D C D
18 C B B
19 D D C
20 A A D
21 B A C
22 C C D
23 A D D
24 C D C
25 D B A
26 B C B
27 A A C
28 A B C
29 B C D
30 D D B
31 ANULADA A A
32 C B C

1
GABARITO EPCAR – LÍNGUA PORTUGUESA
TEXTO I

O PODER DA LITERATURA
José Castello

Em um século dominado pelo virtual e pelo


instantâneo, que poder resta à literatura? Ao contrário
das imagens, que nos jogam para fora e para as
superfícies, a literatura nos joga para dentro. Ao contrário
5 da realidade virtual, que é compartilhada e se baseia na
interação, a literatura é um ato solitário, nos aprisiona na
introspecção. Ao contrário do mundo instantâneo em que
vivemos, dominado pelo “tempo real” e pela rapidez, a
literatura é lenta, é indiferente às pressões do tempo,
10 ignora o imediato e as circunstâncias.
Vivemos em um mundo dominado pelas
respostas enfáticas e poderosas, enquanto a literatura se
limita a gaguejar perguntas frágeis e vagas. A literatura,
portanto, parece caminhar na contramão do
15 contemporâneo. Enquanto o mundo se expande, se
reproduz e acelera, a literatura contrai, pedindo que
paremos para um mergulho “sem resultados” em nosso
próprio interior. Sim: a literatura - no sentido prático - é
inútil. Mas ela apenas parece inútil.
20 A literatura não serve para nada - é o que se
pensa. A indústria editorial tende a reduzi-la a um
entretenimento para a beira de piscinas e as salas de
espera dos aeroportos. De outro lado, a universidade –
em uma direção oposta, mas igualmente ímprodutiva –
25 transforma a literatura em uma “especialidade”, destinada
apenas ao gozo dos pesquisadores e dos doutores. Vou
dizer com todas as letras: são duas formas de matá-la. A
primeira, por banalização. A segunda, por um esfriamento
que a asfixia. Nos dois casos, a literatura perde sua
30 potência. Tanto quando é vista como “distração”, quanto
quando é vista como “objeto de estudos”, a literatura
perde o principal: seu poder de interrogar, interferir e
desestabilizar a existência Contudo, desde os gregos, a
literatura conserva um poder que não é de mais ninguém.
35 Ela lança o sujeito de volta para dentro de si e o leva a
encarar o horror, as crueldades, a imensa instabilidade e
o igualmente imenso vazio que carregamos em nosso
espírito. Somos seres “normais”, como nos orgulhamos
de dizer. Cultivamos nossos hábitos, manias e padrões.
40 Emprestamos um grande valor à repetição e ao Mesmo.
Acreditamos que somos donos de nós mesmos!

1
OBJETIVAS – 09/7/2017
Mas leia Dostoievski, leia Kafka, leia Pessoa,
leia Clarice – e você verá que rombo se abre em seu
espírito. Verá o quanto tudo isso é mentiroso. Vivemos
45 imersos em um grande mar que chamamos de realidade,
mas que – a literatura desmascara isso – não passa de
ilusão. A “realidade” é apenas um pacto que fazemos
entre nós para suportar o “real”. A realidade é norma, é
contrato, é repetição, ela é o conhecido e o previsível. O
50 real, ao contrário, é instabilidade, surpresa,
desassossego. O real é o estranho.
( ... )
A literatura não tem o poder dos mísseis, dos
exércitos e das grandes redes de informação. Seu poder
55 é limitado: é subjetivo. Ao lançá-lo para dentro, e não
para fora, ela se infiltra, como um veneno, nas pequenas
frestas de seu espírito. Mas, nele instalada pelo ato da
leitura, que escândalos, que estragos, mas também que
descobertas e que surpresas ela pode deflagrar.
60 Não é preciso ser um especialista para ler
uma ficção. Não é preciso ostentar títulos, apresentar
currículos, ou credenciais. A literatura é para todos.
Dizendo melhor: é para os corajosos ou, pelo menos,
para aqueles que ainda valorizam a coragem.
( ... )
(http://blogs. oglobo. globo. com/jose-castellolpostlo-poder-da-literatura-
444909. html - Acesso em: 21 fev 2017)

Questão 1
Da leitura global do texto, só NÃO é correto afirmar que a literatura

a) dá ao homem condições de autoconhecimento por meio de perguntas aparentemente frágeis e vagas.


b) coloca o homem em contato com sua verdade mais profunda e aterrorizante.
c) deve desequilibrar o leitor, roubando-lhe a certeza e instaurando a desconfiança.
d) atinge a todos, desmascarando suas mentiras, fragilidades e arrogâncias.

Gabarito: Letra D.

O item D apresenta uma generalização. Embora, no último parágrafo, encontre-se a ideia de que a literatura
seja para todos, ela não atingirá necessariamente a todos, pois, segundo o enunciador, ela “é para os
corajosos ou, pelo menos, para aqueles que ainda valorizam a coragem. ”

2
GABARITO EPCAR – LÍNGUA PORTUGUESA
Questão 2
Na afirmativa “Mas ela apenas parece inútil.” (l. 19), o advérbio “apenas” e o verbo “parece” reiteram o
juízo de valor do autor sobre a importância da literatura, que para ele

a) é um entretenimento para a beira de piscinas e para as salas de espera dos aeroportos.


b) conserva um poder que não é de mais ninguém, com sua capacidade de lançar o sujeito de volta para
dentro de si.
c) é uma especialidade destinada ao gozo dos pesquisadores e dos doutores.
d) caminha na contramão do contemporâneo, se contraindo, enquanto o mundo expande.
Gabarito: Letra B.

O emprego do advérbio “apenas” e do verbo “perece” expressa o juízo do enunciador de que a literatura
possui a capacidade de fazer com que o sujeito se volte para dentro de si mesmo, engendrando reflexões
e conservando um poder que não é encontrado em outros produtos culturais.

Questão 3
Assinale a opção em que NÃO se percebe uma ideia adversativa

a) “Contudo, desde os gregos, a literatura conserva um poder que não é de mais ninguém.” (l. 33 e 34)
b) “Ela lança o sujeito de volta para dentro de si e o leva a encarar o horror, as crueldades ... “ (l. 35 e 36)
c) “ ... que escândalos, que estragos, mas também que descobertas e que surpresas ela pode deflagrar.”
(l. 58 e 59)
d) “Vivemos imersos em um grande mar que chamamos de realidade, mas que – a literatura desmascara
ísso - não passa de ilusão”. (l. 44 a 47)
Gabarito: Letra C.

A expressão “mas também” apresenta valor aditivo no seu contexto.

Questão 4
Assinale a figura de linguagem que traz a substituição de um nome por outro em virtude de haver entre eles
uma relação metonímica.

a) “Ao lançá-lo para dentro, e não para fora, ela se infiltra, como um veneno...” (l.55 e 56)
b) “... a literatura contraí, pedindo que paremos para um mergulho “sem resultados...” (l.16 e 17)
c) “Vivemos imersos em um grande mar que chamamos de realidade...” (l.44 e 45)
d) “... leia Dostoievski, leia Kafka, leia Pessoa, leia Clarice...” (l.42 e 43)
Gabarito: Letra D.

Observa-se a ocorrência da metonímia no item D, uma vez que os nomes dos autores “Dostoievski”,
“Kafka”, “Pessoa” e “Clarice” são empregados em lugar da referência a suas obras.

3
OBJETIVAS – 09/7/2017
Questão 5
Observe o uso do vocábulo que nos enunciados dos itens abaixo.
I. “... o igualmente imenso vazio que carregamos em nosso espírito.” (l. 37 e 38)
II. “ ... nele instalada pelo ato da leitura, que escândalos...” (l. 57 e 58)
III. “Em um século dominado pelo virtual e pelo instantâneo, que poder resta à literatura?” (l. 1 e 2)
IV. “... e você verá que rombo se abre em seu espírito.” (l. 43 e 44)

Assinale a alternativa que apresenta a sua classificação correta.

a) I. pronome relativo; II. advérbio; IlI. partícula de realce; IV. pronome adjetivo.
b) I. conjunção subordinativa; lI. pronome relativo; IIl. pronome interrogativo; IV. interjeição.
c) I. pronome relativo; lI. pronome adjetivo; IlI. pronome interrogatívo; IV. conjunção subordínatíva.
d) I. conjunção coordenativa; lI. partícula de realce; IlI. pronome relativo: IV. pronome adjetivo.
Gabarito: Letra C.

I. A palavra “que” é pronome relativo, pois retoma a expressão “o igualmente imenso vazio” e pode ser
substituída por “o qual”.
II. A palavra “que” se refere ao substantivo “escândalos”, sendo ela um pronome adjetivo indefinido,
exercendo a função sintática de adjunto adnominal.
III. A palavra “que” funciona como pronome adjetivo interrogativo relacionada ao substantivo “poder”,
exercendo a função sintática de adjunto adnominal.
IV. A palavra “que” é uma conjunção subordinativa integrante, ligando a oração subordinada substantiva
objetiva direta “que rombo se abre em seu espírito. ”

Questão 6
Assinale a alternativa que apresenta uma explicação INCORRETA.

a) Em “Tanto quando é vista como distração, quanto quando é vista como objeto de estudos...” (P. 30
e 31), os termos em destaque estabelecem uma relação de 1comparação entre as duas situações
relacionadas.
b) Os dois pontos foram utilizados no excerto “...a literatura perde o principal: seu poder de interrogar,
interferir e desestabilizar...” (P. 31 a 33) para introduzir ideias que foram resumidas em um termo
anterior.
c) A vírgula presente em “...a literatura é um ato solitário, nos aprisiona na introspecção.” (P. 06 e 07)
foi utilizada para marcar a elipse de um termo.
d) No período “...mas também que descobertas e que surpresas ela pode deflagrar.” (P. 58 e 59) , se o
sujeito fosse para o plural, a locução verbal ficaria: pode deflagrarem.

Gabarito: Letra D.
Reescrevendo-se a estrutura em questão, na ordem direta, é possível perceber que o pronome pessoal
reto “ela” é que exerce a função sintática de sujeito: “...mas também ela pode deflagrar que descobertas e
que surpresas. ” Sendo assim, se o referido sujeito for para o plural, a locução verbal deverá ficar: “podem
deflagrar”.

4
GABARITO EPCAR – LÍNGUA PORTUGUESA
Questão 7
Assinale a alternativa que apresenta análise sintática correta.

a) “Não é preciso ostentar títulos, apresentar currículos, ou credenciais.” - A oração apresenta sujeito
composto e passivo.
b) “A literatura não serve para nada” – é o que se pensa.” – O artigo “o” introduz o sujeito da oração.
c) “Vou dizer .com. todas as letras: são duas formas de matá-la.” – O período apresenta adjunto
adverbial de instrumento.
d) A “realidade” é apenas um pacto que fazemos entre nós para suportar o “real”. – O pronome relativo
“que” exerce a função de objeto direto.
Gabarito: Letra D.
Comentário sobre os itens incorretos:
a)“Não é preciso” – oração principal; “ostentar títulos” – oração subordinada substantiva subjetiva
reduzida de infinitivo, em relação à primeira; “apresentar currículos, ou credenciais. ” – oração subordinada
substantiva subjetiva reduzida de infinitivo, em relação à primeira. Além disso, os termos “títulos”,
“currículos” e “credenciais” exercem função sintática de objeto direto.
b)Na passagem “é o que se pensa”, a palavra “o” é pronome demonstrativo, podendo ser substituída por
“aquilo”.
c)A expressão “com todas as letras” é uma locução adverbial de modo.

TEXTO II

VIVEMOS O FIM DO MUNDO


Luis Antônio Giron
( ... ) Bauman é autor do conceito de
“modernidade líquida”. Com a ideia de “liquidez”, ele tenta
explicar as mudanças profundas que a civilização vem
sofrendo com a globalização e o impacto da tecnologia da
5 informação. Nesta entrevista, ele fala sobre como a vida,
a política e os padrões culturais mudaram nos últimos 20
anos. As instituições políticas perderam representatividade
porque sofrem com um “déficit perpétuo de poder”. Na
cultura, a elite abandonou o projeto de incentivar e
10 patrocinar a cultura e as artes. Segundo ele, hoje é moda,
entre os líderes e formadores de opinião, aceitar todas as
manifestações, mas não apoiar nenhuma.
( ... )
EPOCA - As redes sociais aumentaram sua
15 força na internet como ferramentas eficazes de
mobilização. Como o senhor analisa o surgimento de
uma sociedade em rede?

5
OBJETIVAS – 09/7/2017

Bauman - Redes, você sabe, são interligadas,


mas também estão descosturadas e remendadas por
20 meio de conexões e desconexões... As redes sociais
eram atividades de difícil implementação entre as
comunidades do passado. De algum modo, elas
continuam assim dentro do mundo off-line. No mundo
interligado, porém, as interações sociais ganharam a
25 aparência de brinquedo de crianças rápidas. Não parece
haver esforço na parcela on-line, virtual, de nossa
experiência de vida. Hoje, assistimos à tendência de
adaptar nossas interações na vida real (off-line), como se
imitássemos o padrão de conforto que experimentamos
30 quando estamos no mundo on-line na internet.
ÉPOCA - Os jovens podem mudar e salvar o
mundo? Ou nem os jovens podem fazer algo para
alterar a história?
Bauman - Sou tudo, menos desesperançoso.
35 Confio que os jovens possam perseguir e consertar o
estrago que os mais velhos fizeram. Como e se forem
capazes de pôr isso em prática, dependerá da imaginação
e da determinação deles. Para que se deem uma
oportunidade, os jovens precisam resistir às pressões da
40 fragmentação e recuperar a consciência da responsabilidade
compartilhada para o futuro do planeta e seus habitantes.
Os jovens, precisam trocar o mundo virtual pelo real.
EPOCA - O senhor afirma que as elites
adotaram uma atitude de máximo de tolerância com o
45 mínimo de seletividade. Qual a razão dessa atitude?
Bauman - Em relação ao dominio das escolhas
culturais, a resposta é que não há mais autoconfiança
quanto ao valor intrínseco das ofertas culturais
disponíveis. Ao mesmo tempo, as elites renunciaram às
50 ambições passadas, de empreender uma missão
iluminadora da cultura. A elite deixou de ser o mecenas
da cultura. Hoje, as elites medem sua superioridade
cultural pela capacidade de devorar tudo.
( ... )
55 ÉPOCA - Como diz o crítico George Steiner,
os produtos culturais hoje visam ao máximo impacto
e à obsolescência instantânea. Há uma saída para
salvar a arte como uma experiência humana
importante?
60 Bauman - Bem, esses produtos se comportam
como o resto do mercado. Voltam-se para as vendas de
produtos na sociedade dos consumidores. Uma vez que

6
GABARITO EPCAR – LÍNGUA PORTUGUESA

a busca pelo lucro continua a ser o motor mais importante


da economia, há pouca oportunidade para que os objetos
65 de arte cessem de obedecer à sentença de Steiner ...
(...)
(Revista Época nº 819, 1 O de fevereiro de 2014, p. 68 - 70)

Questão 8
Das respostas dadas por Bauman, só NÃO podemos depreender que
a) o comportamento cultural da elite pauta-se hoje na indiferenciação dos objetos culturais.
b) as relações virtuais aparentam ser mais fáceis e agradáveis que as interações na vida real.
c) o advento da internet permite uma conexão sempre fácil e eficiente entre as redes sociais.
d) a arte poderia ser salva, desde que deixasse de se comportar como uma mercadoria regida pelas
regras do mercado.
Gabarito: Letra C.

No item C, o emprego do advérbio “sempre” constitui uma generalização, de modo que contraria o que está
no texto. Segundo Bauman, as redes “são interligadas, mas também estão descosturadas e remendadas
por meio de conexões e desconexões... ”

Questão 9
Leia o trecho a seguir:
“Com a ideia de “liquidez”, ele tenta explicar as mudanças profundas que a civilização vem sofrendo com
a globalização e o impacto da tecnologia da informação”. (l. 2 a 5)

Observe as reescritas sugeridas para esse trecho e assinale aquela que está correta.

a) A globalização e o impacto da tecnologia da informação têm provocado mudanças profundas na


civilização as quais ele tenta explicar por meio da ideia de “liquidez”.
b) A ideia de “liquidez” através da qual ele tenta explicar as mudanças profundas cuja civilização vem
sofrendo em decorrência da globalização e do impacto da tecnologia da informação.
c) As mudanças profundas, que a civilização vem sofrendo decorrente da globalização e do impacto da
tecnologia da informação, ele tenta explicitar pela ideia de “liquidez”.
d) De acordo com a ideia de “liquidez”, ele tenta esclarecer as mudanças profundas às quais a civilização
vem experimentando pela globalização e pelo impacto da tecnologia da informação.

Gabarito: Letra A.
Comentário sobre os itens incorretos:
b) Nota-se o emprego incorreto do pronome adjetivo relativo “cuja”, o qual deveria ser substituído por “que”
ou “as quais”.

c) Reescrevendo-se a passagem de forma correta, obteremos: “As mudanças profundas, que a civilização

7
OBJETIVAS – 09/7/2017
vem sofrendo, decorrentes da globalização e do impacto da tecnologia de informação, ele tenta explicar
pela ideia de ‘liquidez’”. Assim, a expressão “as mudanças profundas” não pode ter acento indicativo de
crase, pois é objeto direto da locução verbal “tenta explicar”. Além disso, é necessária a colocação de uma
segunda vírgula, para ajudar a intercalar a oração subordinada adjetiva “que a civilização vem sofrendo”,
ou seja, a referida oração fica entre vírgulas. Finalmente, fez-se necessária a correção da concordância
nominal do adjetivo “decorrente” para “decorrentes”, já que ele se refere à expressão “as mudanças
profundas”.

d) Ocorre o uso inadequado do acento indicativo de crase no pronome relativo “às quais”, uma vez que ele
retoma a expressão “as mudanças profundas” e funciona sintaticamente como objeto direto na locução
verbal “vem experimentando”.

Questão 10
Assinale a opção cuja análise da pontuação NÃO está de acordo com a regra gramatical da Língua
Portuguesa.

a) “Não parece haver esforço na parcela on-line, virtual, de nossa experiência de vida.” – separar termos
de função sintática semelhante.
b) “No mundo interligado, pórem, as interações sociais ganharam a aparência de brinquedo de criança
rápidas.” – Indicar a omissão de um termo.
c) “Como e se forem capazes de pôr isso em prática, dependerá da imaginação e da determinação deles.”
– Isolar orações adverbiais deslocadas.
d) “Hoje, as elites medem sua superioridade cultural pela capacidade de devorar tudo”. - Isolar adjunto
adverbial.

Gabarito: Letra B.

No item B, o emprego das vírgulas atende a dois propósitos: se considerarmos a primeira vírgula
separadamente, perceberemos que ela separa o adjunto adverbial antecipado; além disso, juntamente com
a segunda vírgula, ela realça a conjunção coordenativa adversativa “porém”.

8
GABARITO EPCAR – LÍNGUA PORTUGUESA
TEXTO III
SÓ É LITERATURA QUANDO INCOMODA
Jana Lauxen

Como escritora, editora e, principalmente, leitora,


tenho observado um fenômeno desconcertante acometer
a literatura nacional: o processo de politização obediente
dos novos escritores brasileiros. Muitas vezes tenho a
impressão de que a nossa produção literária cortou o
cabelo, fez a barba, colocou sapatos de couro, terno,
gravata, e agora é o genro que mamãe pediu a Deus. E,
sabem: isso me incomoda. Profundamente.
Porque, em minha opinião, a literatura que não
lhe sacode; que não lhe tira do lugar onde você
confortavelmente está; que não lhe faz repensar; que não
desconstrói e bagunça; que não coloca o dedo na ferida
e chafurda; é uma literatura inofensiva - logo, irrelevante.
Os livros e autores que me conquistaram, e me fizeram
compreender o poder da literatura na formação política e
social de qualquer cidadão, falavam de sexo, de drogas,
de dor, de vida, de desespero – e não de dragões, fadas
e gnomos.
(...)
(http://zonacurva.com. brlo-caminho-dos-excessos-fazendo-
diferenca/ Acesso em: 21 fev 2017)

Questão 11
Jana Lauxen, ao utilizar a expressão metafórica “genro que a mamãe pediu a Deus”, comparando-a à
Literatura de nosso tempo, esclareceu que essa literatura é para ela

a) provocativa e reflexiva.
b) desconcertante e relevante.
c) inofensiva e obediente.
d) reflexiva e desconstrutora.

Gabarito: Letra C.

Ao empregar a expressão metafórica “genro que a mamãe pediu a Deus”, associada à Literatura de nosso
tempo, Jana Lauxen quer dizer que ela é “inofensiva” e “obediente”, isto é, não problematiza nem suscita
reflexões profundas acerca da realidade.

9
OBJETIVAS – 09/7/2017
Questão 12
Segundo o texto, pode-se afirmar que a (o)

a) literatura só desempenha o seu papel no momento em que agrada à sociedade.


b) poder da literatura consiste em tirar o cidadão do lugar físico em que se encontra.
c) literatura é relevante à medida que desnuda problemas sociais e situações essenciais de vida.
d) poder da literatura está em deslocar o olhar do leitor para obras politicamente corretas.
Gabarito: Letra C.

De acordo com o texto III, a Literatura tem a sua relevância, uma vez que revela problemas sociais e
situações essenciais da vida.

Questão 13
O estilo textual do gênero blog admite o uso da linguagem figurada. Marque a alternativa em que NÃO há
esse tipo de linguagem.

a) “ ... a nossa produção literária cortou o cabelo, fez a barba, colocou sapatos de couro, terno, gravata ...” (l. 5 a 7).
b) “Porque, em minha opinião, a literatura que não lhe sacode ...” (l. 9 e 10).
c) “( ... ) que não coloca o dedo na ferida e chafurda ... “ (l.12e13).
d) “( ... ) tenho observado um fenômeno desconcertante acometer a literatura nacional ... “ (l. 2 e 3).

Gabarito: Letra D.
Comentário sobre os itens incorretos:
a)A personificação da produção literária, observada em “cortou o cabelo, fez a barba, colocou os sapatos
de couro, terno, gravata...”, cria um contexto metafórico que a vincula à ideia de conformismo, aceitação
do estado de coisas.
b)O emprego do verbo “sacode” apresenta o valor metafórico de “provocar reflexão”.
c)A utilização da passagem “coloca o dedo na ferida e chafurda...” metaforicamente diz respeito ao fato
de a Literatura poder despertar a opinião crítica, com base em reflexões acerca da realidade social ou da
interioridade do sujeito.

10
GABARITO EPCAR – LÍNGUA PORTUGUESA
TEXTO IV

(https:llwww.google.eom.br/search?q=tirinhas+mafa/da+%22ate+quando+vamos+s er+os+frangos+da+literatura&tbm=isch&i
mgil= YVkRNJp5rbxYqM%253A %253B0Qx esxE/Cap-HM%253Bhttp%25253A. Acesso em: 27 abr 2017).

Questão 14
Sobre o Texto IV, assinale a alternativa que apresenta uma análise INCORRETA.

a) O segundo quadrinho apresenta uma quebra de expectativa em relação ao que expressa o adjetivo
presente no primeiro.
b) O uso do pronome demonstrativo “este”, no primeiro quadrinho, justifica-se por se referir a algo que
ainda vai ser apresentado no próximo quadrinho.
c) O vocábulo “droga”, terceiro quadrinho, passou pelo processo de derivação imprópria e, no contexto,
apresenta-se como intejeição.
d) Se substituirmos o pronome “nós”, no sexto quadrinho, por “as crianças”, o verbo poderá ser flexionado
na primeira pessoa do plural.

Gabarito: Letra B.

No item B, o uso do pronome demonstrativo “este”, na realidade, justifica-se pelo seu valor dêitico, ou seja,
situa o livro no espaço em relação à primeira pessoa do singular, representada pela personagem Mafalda.

11
OBJETIVAS – 09/7/2017
Questão 15

Aquilo que motiva a indignação de Mafalda (Texto IV) foi também, de certa fonna, abordado por Bauman
na entrevista (Texto lI). Assinale a alternativa em que o entrevistado fala de um aspecto que resultou na
literatura que tanto desagrada à personagem Mafalda.

a) “ ...esses produtos se comportam como o resto do mercado. Voltam-se para as vendas de produtos
na sociedade dos consumidores.” (l. 60 a 62)
b) “...os jovens precisam resistir às pressões da fragmentação e recuperar a conscIencia da
responsabilidade compartilhada...” (l. 39 a 41)
c) “Hoje, as elites medem sua superioridade cultural pela capacidade de devorar tudo.” (l. 52 e 53)
d) “... não há mais autoconfiança quanto ao valor intrínseco das ofertas culturais disponíveis. (l. 47 a 49)

Gabarito: Letra A.

No texto II, Bauman constata que os produtos culturais se comportam de acordo com as demandas do
mercado, ou seja, seguem padrões repetitivos e sem complexidade. Tal ideia é evidenciada na atitude de
Mafalda, ao questionar a repetição presente nas histórias infantis, em que crianças são sempre devoradas.

Questão 16

Considerando a relação existente entre a linguagem verbal e a não verbal no Texto IV, assinale a alternativa
correta

a) linguagem não verbal contribui para a construção do sentido do texto.


A
b) A linguagem verbal poderia ser parcialmente omitida sem nenhuma perda de sentido.
c) As imagens, devido a seu caráter ilustrativo, não interferem diretamente no tema abordado no texto.
d) Mafalda, ao longo do texto, demonstra curiosidade, irritação, raiva e passividade.

Gabarito: Letra C.

Pelo que se pode observar, as imagens (linguagem não verbal) apenas ilustram o que está sendo claramente
desenvolvido ao longo do texto (linguagem verbal). Portanto, sem as referidas ilustrações, seria plenamente
possível entender a mensagem do texto.

12
GABARITO EPCAR – LÍNGUA PORTUGUESA
Com base no excerto a seguir, na tirinha abaixo e na prova de Língua Portuguesa, escreva um texto
dissertativo-argumentativo, em prosa, sobre a seguinte questão: A importância da Literatura na fonnação.
do ser humano.
Texto I
“A literatura desconcerta, incomoda, desorienta, desnorteia mais que os discursos filosófico,
sociológico ou psicológico porque ela faz apelo às emoções e à empatia. (...) ela percorre regiões
que os outros discursos negligenciam, mas que a ficção reconhece em seus detalhes.”
(COMPAGNON, Antoine. Literatura para quê? Tradução de Laura Tadei Brandini. Belo Horizonte: UFMG, 2009. p.46.)
Texto lI

(https:l/malditosinvasore.scomltaglca /vin-haroldo. Acesso em: 04 mar 2-017)


Observação: Dê um titulo à redação.

Orientações:
– Não copie os textos da prova, sob pena de ter a redação zerada.
– A redação deverá conter no mínimo 100 (cem) palavras, considerando-se palavras todas aquelas
pertencentes às classes gramaticais da Língua Portuguesa.
– Recomenda-se que a redação seja escrita em letra cursiva legível. Caso seja utilizada letra de forma
(caixa alta), as maiúsculas deverão receber o devido realce.
– Utilize caneta de tinta preta ou azul.

Comentário de Língua Portuguesa


Seguindo o padrão dos anos anteriores, a prova de língua portuguesa da EPCAr não se mostra trivial, haja
vista a complexidade das abordagens de interpretação e gramática. O tema da prova apresenta um nível
elevado, quando se pensa na maturidade literária dos candidatos em geral, o que torna o concurso ainda
mais difícil, principalmente ao considerarmos que as provas de todas as disciplinas são aplicadas em um
único dia.
Quanto ao tema para redação, é notório que a prova, como um todo, possibilitou aos candidatos um
direcionamento acerca da expectativa da banca, em relação à abordagem do tema. Sendo assim, além dos
fragmentos de apoio ao tema, os textos I, II III e IV, sem dúvida, funcionam como importantes pontos de
referência.

Equipe de Língua Portuguesa:


Luiz Antonio Muniz

13
GABARITO EPCAR – MATEMÁTICA
Questão 17
Sejam A e B os valores das expressões numéricas a seguir:
6+2 5 ⋅ 6−2 5 (0, 00001)2 ⋅ (0, 01)−3
A= B= −1
7+4 3 + 7−4 3  1
  2
 4  ⋅ 1 
−1  
 1   10 
 25 
 
Cada um desses valores pode ser colocado em uma das caixas a seguir, conforme a especificação de cada
uma, a saber:
(I) ( II ) ( III )

Números Números Números


Naturais Racionais Irracionais

Dessa forma, podemos afirmar que uma combinação correta para os valores A e B e as caixas (I), (lI) e
(IlI) é, respectivamente,

a) A ( lI ) e B ( I )
b) A ( I ) e B ( IlI )
c) A ( III ) e B ( lI )
d) A ( I ) e B ( lI )
Gabarito: Letra D.

6+2 5 ⋅ 6−2 5 36 − 4 ⋅ 5 4
A= = =
7+4 3 + 7−4 3 7+4 3 + 7−4 3 7+4 3 + 7−4 3
4 4
A= = = 1.
(2 + 3 ) (2 − 3 )
2 2 2+ 3 +2− 3
+

( 0, 00001)2 ⋅ ( 0, 01)−3 = (10 ) ⋅ (10 )


2 −3
5 −2
10−4 ⋅ 25 10−4 ⋅ 25 ⋅ 4 1
B= = = = .
−1 4 4 ⋅ 10 −2
4 ⋅ 10−2 ⋅ 4 16
 1 ⋅ 10−2
4 2 25
  ⋅ 1 
−1  
 1   10 
 25 
 
Portanto:
A ∈  e B ∈ ¤ ⇒ A ( I ) e B ( lI )

1
OBJETIVAS – 09/7/2017
Questão 18
Uma empresa de artigos de perfumaria oferece a seguinte modalidade na negociação de seus produtos:

“Qualquer pessoa que se cadastre como vendedor tem autonomia para estabelecer o preço de venda e
recebe uma comissão sobre o lucro que conseguir.”

No mês de fevereiro, um vendedor recebeu uma caixa com vários frascos iguais de um perfume que era
lançamento para o Dia das Mães, e teve duas semanas de prazo para efetuar as vendas e esgotar o estoque
que estava sob sua responsabilidade.
1
Ao final da 1a semana, verificou que restava apenas do estoque que recebera, sendo que,
4
assim, ele já havia apurado 39 do valor que a empresa investira na fabricação destes perfumes.
40
Na semana seguinte ele vendeu o restante dos frascos conservando o mesmo preço de venda.
Sabe-se que o vendedor recebe uma comissão de 45% sobre o lucro que obtiver.

Neste caso, cada R$100,00 que esse vendedor receber com suas vendas lhe dará direito a uma comissão
cujo valor, em reais, está entre
a) 8 e 10
b) 10 e 12
c) 12 e 14
d) 14 e 16
Gabarito: Letra C.
Estoque inicial : Q 
 Receita recebida = Q ⋅ V = R.
Valor unitário de custo : V 

1a semana:
3Q  39 R
Vendeu :
4  preço unitário de venda : 40 = 13 R .
 3Q 10Q
39 R 
Recebeu :
40  4

2a semana:
1Q 
Vendeu :
4  recebeu : 1Q ⋅ 13 R = 13 R .

13 R  4 10Q 40
preço unitário de venda :
10Q 

39 R 13 R 52 R 13 R
∴ Total recebido : + = = .
40 40 40 10

2
GABARITO EPCAR – MATEMÁTICA
13 R 3R
Lucro = Valor recebido – Valor de custo = −R= .
10 10
45 3 R 27 R
Comissão de 45% do lucro ⇒ comissão = ⋅ = .
100 10 200
27
Se R = 100 ⇒ comissão = ⋅ 100 = 13, 5.
100
12 < 13,5 < 14.

Questão 19
Uma prestadora de serviços combina um prazo de 9 dias, utilizando 12 máquinas, para executar certo trabalho.
Ao final do quarto dia, 4 máquinas estragam, não sendo substituídas e não havendo interrupção do
trabalho. As máquinas levam 3 dias para serem consertadas, retornando ao trabalho no dia seguinte.
Para que seja cumprido o prazo combinado no início, a prestadora coloca, além das 12 máquinas, mais x
máquinas iguais às primeiras.

É correto afirmar que x é igual a

a) 3
b) 4
c) 5
d) 6

Gabarito: Letra D.

9 dias, 12 máquinas, t de trabalho.


Trabalho e dias ⇒ grandezas diretamente proporcionais
Máquinas e dias ⇒ grandezas inversamente proporcionais
d m t
∴ 1 = 2 ⋅ 1 (regra de 3 composta)
d2 m1 t2
9 máquinas t
= ⋅
dias 12 trabbalho

(i) Em 4 dias as 12 máquinas:


9 12 t 4
= ⋅ ⇒ t ' = t.
4 12 t ' 9

(ii) Em 3 dias, as 8 máquinas que restaram:


9 8 t 2
= ⋅ ⇒ t '' = t.
3 12 t '' 9

3
OBJETIVAS – 09/7/2017
4 t 2t 6 t 2t
Com isso, foi realizado + = = .
9 9 9 3
1⋅ t
Faltando à ser realizado por 12 + x máquinas nos 2 dias restantes para o término do prazo:
3
9 12 + x t
= ⋅ ⇒ 18 = 12 + x ⇒ x = 6.
2 12 t
3

Questão 20
Considere a equação ( I ) na incógnita x e a equação ( lI ) na incógnita y, a seguir:

x 5m 2 nx
(I) − = , com m2 ≠ n2
m − n m + n m2 − n 2
(II) 2 y 2 + xy + 8 = 0
O valor de x da equação ( I ) é substituído na equação ( lI ). Se a equação ( lI ), após esta substituição,
possui conjunto solução distinto do conjunto vazio, então o conjunto mais amplo dos valores de m que
atendem esta condição é

8 8
a)  m ∈ | m ≤ − ou m ≥ 
 5 5

b)  m ∈ | − 8 ≤ m ≤ 8 
 5 5
8
c)  m ∈ | m ≥ 
 5
 8
d)  m ∈ | m = ± 
 5

Gabarito: Letra A.
(I) x − 5 m = 2 nx
m − n m + n m2 − n 2

Fazendo o m.m.c.:
x( m + n) − 5 m(m− n) 2 nx
=
m2 − n 2 m2 − n 2

⇒ x(m + n) – 5m(m – n) = 2nx


⇒ x(m + n) – 2nx = 5m(m – n)
⇒x(m + n – 2n) = 5m(m – n) ⇒ x(m – n) = 5m(m – n)

4
GABARITO EPCAR – MATEMÁTICA
Como m ≠ n, então m – n ≠ 0:
x = 5m.

Substituindo em (II):
2y2 + 5my + 8 = 0
Para que essa equação do 2o grau possua conjunto solução distinto do conjunto vazio:
D = b2 – 4ac = (5m)2 – 4 · 2 · 8 ≥ 0
8 8  8 8
⇒ 25m2 – 64 ≥ 0 ⇒ m2 ≥ 64 ⇒ m ≤ – ou m ≥ ∴ S=  m ∈ | m ≤ − ou m ≥  .
5 5  5 5

Questão 21
2 2 2 2 2 2
Ao fatorar e efetuar as simplificações na fração − ab + b c + bc + ac − a c − a b , considerando sua
a2 c + 2 abc + b2 c − a3 − 2 a2 b − ab2
devida existência, obtém-se
a) b + c
.
c−a
b) b + c
.
a+ b
c) 2a + c
.
c−a
d) b + c − a
.
a+ b
Gabarito: Letra B.

Fatorando:

• o numerador
− ab2 + ac2 + b2 c + bc2 − a2 c − a2 b =
= − a( b2 − c2 ) + bc( b + c) − a2 ( b + c) =
= ( b + c)( − a( b − c) + bc − a2 ) =
= −( b + c)( a2 + a( b − c) − bc) =
= −(b+ c)(a + b)(a − c).

• o denominador
a2 c + 2 abc + b2 c − a3 − 2 a2 b − ab2 =
= a2 c − a3 + 2 abc − 2 a2 b + b2 c − ab2 =
= a2 ( c − a) + 2 ab( c − a) + b2 ( c − a) =
= (c− a)(a 2 + 2 ab+ b2 ) =
= (c− a)(a + b)2
Efetuando a divisão do numerrador e denominador fatorados, obtemos:
5
− ( b + c)( a + b) ( a − c) b+c
=
2
a+ b
= − a( b − c ) + bc( b + c) − a ( b + c) =
= ( b + c)( − a( b − c) + bc − a2 ) =
= −( b + c)( a2 + a( b − c) − bc) =
= −(b+ c)(a + b)(a − c). OBJETIVAS – 09/7/2017

• o denominador
a2 c + 2 abc + b2 c − a3 − 2 a2 b − ab2 =
= a2 c − a3 + 2 abc − 2 a2 b + b2 c − ab2 =
= a2 ( c − a) + 2 ab( c − a) + b2 ( c − a) =
= (c− a)(a 2 + 2 ab+ b2 ) =
= (c− a)(a + b)2
Efetuando a divisão do numerrador e denominador fatorados, obtemos:
− ( b + c)( a + b) ( a − c) b+c
=
( c − a)( a + b) 2 a+ b

Questão 22
Até a primeira quinzena do mês de março de 2017, o combustível comercializado nos postos de nosso país
era uma mistura de 1 parte de etanol para 3 partes de gasolina.
Considere esse combustível e um outro que apresenta a mistura de 4 partes de etanol para 9 partes de
gasolina.
Juntando-se volumes iguais dos dois combustíveis, a nova relação de etanol para gasolina, nesta ordem,
será

5
a) .
9
5
b) .
12
29
c) .
75
31
d) .
75

Gabarito: Letra C.

A mistura inicial tinha uma proporção de 1 parte de atenol para 3 de gasolina. Considerando um volume V:

1 V
Volume de etanol: ⋅V =
1+ 3 4
3 3V
Volume de gasolina: ⋅V =
1+ 3 4
Para um outro combustível, considerando o mesmo volume V:

6
GABARITO EPCAR – MATEMÁTICA

Volume de etanol: 4 4V
⋅V =
4+9 13
4 9V
Volume de gasolina: ⋅V =
4+9 13
Juntando-se os combustíveis:

Volume de etanol: V + 4V = 29V


4 13 52
3V 9V 75V
Volume de gasolina: + =
4 13 52
29 V
Volume de etanol 52 29
Portanto, a nova relação de etanol e gasolina é tal que: = =
Volume de gasolina 75 V 75
52

Questão 23
O gráfico a seguir é de uma função polimonal do 1o grau e descreve a velocidade v de um móvel em função
do tempo t:
v(km/h)
55

50
t(horas)
0 6 10
Assim, no instante t = 10 horas o móvel está a uma velocidade de 55 km/h, por exemplo.
Sabe-se que é possível determinar a distância que o móvel percorre calculando a área limitada entre o eixo
horizontal t e a semirreta que representa a velocidade em função do tempo. Desta forma, a área hachurada
no gráfico fornece a distância, em km, percorrida pelo móvel do instante 6 a 10 horas.

É correto afirmar que a distância percorrida pelo móvel, em km, do instante 3 a 9 horas é de:

a) 318.
b) 306.
c) 256.
d) 212.

7
OBJETIVAS – 09/7/2017
Gabarito: Letra A.

55

50

6 10

Analisando o gráfico, sabe-se que os pontos (0,50) e (10,55) pertencem a função, logo:
f(x) = a · x + b

f(0) = 50 ⇒ f(0) = a · 0 + b = 50 ∴ b = 50

∆y 55 − 50 5 1
Sabemos que: a = = = =
∆x 10 − 0 10 2
1
Então a função é f(x) = x + 50.
2
( f (3) + f (9)) ⋅ (9 − 3)
A área a ser calculada é o resultado de
2
Logo,

1 103
f ( 3) = ⋅ 3 + 50 =
2 2
1 109
f (9) = ⋅ 9 + 50 =
2 2

A área será:

 103 109  1
 2 + 2  ⋅ 6 ⋅ 2 = 318.
 

8
GABARITO EPCAR – MATEMÁTICA
Questão 24
Carlos, Paulo e José resolveram fazer um lanche na praça de alimentação de um shopping center.
Ao observarem o cardápio disponível, perceberam que teriam que pedir o que era denominado de “Combo”,
ou seja, um combinado de vários itens por um preço já especificado.
Assim, os Combos solicitados foram:

*Combo 1 = R$15,00: 2 hambúrgueres, 1 suco e 1 sobremesa


*Combo 2 = R$24,00: 4 hambúrgueres e 3 sucos
*Combo 3 = R$35,00: 5 sucos e 3 sobremesas

O valor individual dos hambúrgueres é o mesmo, bem como o valor individual dos sucos e o valor individual
das sobremesas, não importando qual Combo foi escolhido.
O quadro a seguir mostra a quantidade de cada um dos itens dos Combos que Carlos, Paulo e José
consumiram:

Hambúrgueres Sucos Sobremesas


Carlos 2 4 2
Paulo 3 3 0
José 1 2 2

Se Carlos, Paulo e José se organizaramra descobrir o valor individual de cada item e pagaram individualmente
apenas pelo que cada um consumiu, então é correto afirmar que:

a) arlos pagou R$9,00 a mais que Paulo.


C
b) a diferença entre o que Carlos e José pagaram foi de R$3,00.
c) Paulo e José pagaram o mesmo valor..
d) Carlos pagou mais que José, que pagou mais que Paulo.

Gabarito: Letra C.

Chamando:
Valor do hamburguer: x
Valor do suco: y
Valor da sobremesa: z
Então,
2 x + y + z = 15 (I)

 4 x + 3 y = 24 (II)
 5 y + 3 z = 35 (III)

Isolando z na equação (I), temos:
z = 15 – 2x – y

9
OBJETIVAS – 09/7/2017
Substituindo (I) em (III)
5y + 3(15 – 2x – y) = 35 ⇒ – 6x + 2y = – 10
Fazendo o sistema novamente com (II) e (III)

 4 x + 3 y = 24  8 x + 6 y = 48
 ⇒
 −6 x + 2 y = − 10 18 x − 6 y = 30 ( +)
________________
26 x = 78
x = 3.
Substituindo em (I) o valor de x:
8 · 3 + 6y = 48 ⇒ 6y = 24 ∴y = 4.
Substituindo os valores de x e y em (I)
z = 15 – 2 · 3 – 4
z = 5.

Carlos consumiu
2x + 4y + 2z = 2 · 3 + 4 · 4 + 2 · 5 = 32
Paulo consumiu
3x + 3y = 3 · 3 + 3 · 4 = 21
José consumiu
x + 2y + 2z = 3 + 2 · 4 + 2 · 5 = 21

a) F ALSO – Carlos pagou R$32,00 e Paulo pagou R$21,00, a diferença 32 – 21 = R$11,00


b) FALSO – Carlos pagou R$32,00 e José R$21,00, 32 – 21 = R$11,00
c) VERDADEIRO – Paulo pagou R$21,00 e José pagou R$21,00, 21 = 21
d) FALSO – Carlos pagou R$32,00 José pagou R$21,00 e Paulo pagou R$21,00

Questão 25
Uma revendedora de automóveis usados apresenta um modelo e o anuncia por x reais.
Para atrair clientes, a revendedora oferece duas formas de pagamento:

Forma de
Valor
pagamento

À vista 10% de desconto sobre o preço anunciado

Cartão de Com acréscimo de 20% sobre o preço anunciado, sendo o total


crédito dividido em 10 parcelas iguais

Um cliente comprou um automóvel e optou pelo pagamento no cartão de crédito em 10 parcelas iguais de
R$3.240,00.

10
GABARITO EPCAR – MATEMÁTICA
Considerando as afirmações anteriores, é correto afirmar que:

a) o valor x anunciado pela revendedora é menor que R$25.000,00.


b) s e esse cliente tivesse optado pelo pagamento à vista, então ele gastaria mais de 24.500 com essa
compra.
c) a opção que esse comprador fez usando o cartão de crédito representou um acréscimo de 30% sobre
o valor que seria pago à vista.
d) se o cliente tivesse pago à vista, ao invés de utilizar o cartão de crédito, então teria economizado mais
de R$8.000,00.

Gabarito: Letra D.

Sendo x o valor anunciado, ao escolher pagar com cartão de crédito, o valor passa a ser:
20
V=x+ ⋅ x = 1, 2 x
100
Como o cliente pagou com o cartão de crédito em 10 parcelas de R$3.240,00, então:
32.400
1, 2 x = 10 ⋅ 3.240 = 32.400 ⇒ x = = 27.000
1, 2
a) FALSO – O valor x anunciado é maior que R$25.000,00.

b) FALSO – Se o cliente optasse pelo pagamento à vista, ele pagaria:


10
V' = x − x = 0, 9 x = 0, 9 ⋅ 27.000 = 24.300
100
Portanto, o cliente não gastaria mais de R$24.500,00.

c) FALSO – O acréscimo foi de R$32.400,00 – R$24.300,00 = R$8.100,00. Em porcentagem:


8.100 1
=% = = 33, 3%. Portanto, o acréscimo foi de mais de 30%.
24.300 3

d) V
ERDADEIRO – Como calculado no item C, o cliente teria economizado R$8.100,00, que é mais que
R$8.000,00.

11
OBJETIVAS – 09/7/2017
Questão 26
De acordo com o senso comum, parece que a juventude tem gosto por aventuras radicais. Os alunos do
CPCAR não fogem dessa condição.
Durante as últimas férias, um grupo desses alunos se reuniu para ir a São Paulo com o objetivo de saltar de
“Bungee Jumping” da Ponte Octávio Frias de Oliveira, geralmente chamada de “Ponte Estaiada”.
Em uma publicação na rede social de um desses saltos, eles, querendo impressionar, colocaram algumas
medidas fictícias da aproximação do saltador em relação ao solo.
Considere que a trajetória que o saltador descreve possa ser modelada por uma função polinomial do
2o grau f(x) = ax2 + bx + c, cujo eixo das abscissas coincida com a reta da Av. Nações Unidas e o eixo
das ordenadas contenha o “ponto mais próximo da Avenida”, indicados na figura.
Considere, também, as medidas informadas.

Saltador

Trajetória

Ponto mais próximo


da avenida
30 m
4m

Av. Nações
Unidas
39 m

O coeficiente de x2 da função com as características sugeridas é igual a:

22
a)
1.521
2
b)
117
13
c)
1.521
13
d)
117

12
GABARITO EPCAR – MATEMÁTICA
Gabarito: Letra B.

30

–39

f(x) = ax2 + bx + c, analisando o gráfico é possível perceber que b = 0 e c = 4, pois o gráfico é simétrico
em relação ao eixo y e cruza este eixo em (0,4).
Sabendo que o ponto (–39, 30) pertence a parábola, então,
f(–39) = 30 ⇒ a · (–39)2 + 4 = 30 ⇒
26 2
a= =
2 117.
( −39)

Questão 27
Numa doceria comprei dois tipos de doce. Do primeiro tipo 6 unidades de determinado valor unitário. Do
segundo tipo, cujo valor unitário é 3 reais mais caro que o primeiro tipo, comprei uma quantidade que
equivale ao dobro do valor unitário do primeiro tipo. Entreguei seis notas de 50 reais para pagar tal compra
e recebi 30 reais de troco. Dos dois tipos de doce que comprei, gastei com o mais caro, em reais, um total
de:
a) 216
b) 198
c) 162
d) 146

Gabarito: Letra A.

Seja o valor unitário do primeiro tipo de doce, y do segundo tipo, então:


y=x+3

Seja V a quantidade de doces do segundo tipo que comprei, então:


V = 2x

Somando o total gasto e igualando ao que foi pago:


6 · x + 2x (x + 3) = 6 · 50 – 30
⇒ 2x2 + 12x – 270 = 0 ⇒ x2 + 6x – 135 = 0

13
OBJETIVAS – 09/7/2017
Por Bhaskara:
a = 1; b = 6; c = –135

− b ± b2 − 4 ac − 6 ± 362 − 4 · 1 · ( −135)
x= ⇒
2a 2·1

−6 ± 576 − 6 ± 24 9
x= = =
2 2
−15

Como x corresponde ao valor unitário do primeiro tipo, não pode ser negativo:
x=9

Calculando o que gastei com o doce mais caro:


2x (x + 3) = 18 · 12 = 216.

Questão 28

Considere a figura e os dados a seguir:


C F

B D A

G
DADOS:
• O é o circuncentro do triângulo ABC
^ ) = 50°
med( ACD

^ são retos
• BÊC e BDC
• FG é o diâmetro da circunferência de centro O

^ , em graus, é igual a:
A medida do ângulo AFG

a) 40
b) 50
c) 60
d) 70

14
GABARITO EPCAR – MATEMÁTICA
Gabarito: Letra A.
C F
50°
E

B D A

G
^ = 90°.
Como FG é diâmetro, FAG
^ ^ (I)
Por arco capaz, FGA = ABF.

Mas nos ∆ADC e ∆BAE, temos:


^ = 180°
90° + 50° + DAE
^ ^ = 180°
90° + FBA + DAE
^ = 50°.(II)
Logo, FBA
^ = 180° ⇒
90° + 50°A + AFG
No triângulo ∆AGF, 90° + FGA ^ = ^ ==40
^
+ ABF.
AFG °. (III)
180°.
Substituindo (I) e (II) em (III):
90° + 50°A + AFG^ = 180° ⇒
^ = 40°.
AFG

15
OBJETIVAS – 09/7/2017
Questão 29
Com a intenção de padronizar as barracas dos vendedores ambulantes, a prefeitura da cidade de Eulerópolis
solicitou a uma empresa especializada no ramo que fizesse um orçamento do material a ser empregado e
do custo para finalização das barracas.
Segue um esboço do que foi apresentado pela empresa:

MODELO DA BARRACA PADRÃO


V

Telhado

2m

1m

Parte de
baixo da
lateral
1m

Base
2m

O ponto O é a projeção ortogonal do ponto V sobre a base hexagonal regular da barraca.


=
Considere: 7 2= , 6 e 2 1, 4
No modelo apresentado, a parte hachurada indica onde existe tecido, ou seja, no telhado e na parte de
baixo da lateral, ao custo de R$2,00 o metro quadrado.

Além disso, em cada aresta está uma barra de alumínio ao custo de R$ 4,00 o metro linear.
Se a empresa cobra uma taxa de mão de obra equivalente a 30% do custo de todo o material gasto, então
é correto afirmar que o custo total de uma barraca padrão, em reais, é um número compreendido entre:

a) 390 e 400
b) 401 e 410
c) 411 e 420
d) 421 e 430

16
GABARITO EPCAR – MATEMÁTICA
Gabarito: Letra B.

F E
O’
A D

B C

Vamos calcular VA:


Veja que, no triângulo DVO’A, temos VO’ = 2 m e O’A = BC = 2m, pois ABCDEF é regular.
Por Pitágoras no DVO’A: VA = 2 2 m.
Veja que VA = VB = VC = VD = VE = VF = 2 2 m e AB = BC = DE= EF = FA = 2 m.
Na parte de baixo da lateral temos 6 arestas de tamanho 1 (verticais) e 12 arestas de tamanho 2 (na
horizontal.
Dessa forma o custo com barras de alumínio será:
R$4,00( 6 ⋅ 1 + 6 ⋅ 2 2 + 6 ⋅ 2 + 6 ⋅ 1+ 12 ⋅ 2) = R$4 ⋅ (12 2 + 48)
 
parte telhado parte de baixo
de da lateral
cima da
lateral

Agora vamos calcular a área do telhado:


Stelhado = 6 · SABV

Mas a área SABV podemos calcular com o radical de Heron:

2 2 + 2 2 + 2 2 2 − 2 2 + 2 −2 2 + 2 2 + 2 2 2 + 2 2 − 2
S ABV = ⋅ ⋅ ⋅
2 2 2 2

(2 )( ) (2 2 )
2
S ABV = 2 +1 2 2 −1 = − 12 = 7 m2 .

Logo, Stelhado = 6 7 m2 .

17
OBJETIVAS – 09/7/2017
Já a área da parte de baixo da lateral é a área de 6 retângulos 1 m · 2 m. Ou seja,
6 · (1 · 2) m2 = 12 m2
Logo, o custo com tecido é R$2,00 · (12 + 6 7 )
Assim o custo com material é:
R$[4 ⋅ (12 2 + 42) + 2(12 + 6 7 )] = x
Para calcular o custo total, com o gasto da mão de obra, devemos fazer: x + 30% · x = 1,3x = R$408,72.
Ou seja, o custo total é entre 401 e 410.

Questão 30
Na figura a seguir, os eixos x e y formam o sistema cartesiano ortogonal e a circunferência tem centro em
O e raio igual a 1 cm. A reta r é tangente a circunferência em T, intercepta o eixo y em B, e C é a projeção
ortogonal de T sobre o eixo x.
y

r
C
O x

O produto OB ⋅ CT , em cm2 , é igual a:

a) 2,5
b) 2
c) 1,5
d) 1

Gabarito: Letra D.

18
GABARITO EPCAR – MATEMÁTICA
y

r
C
x x
O 90°
–x 1

x
B

Seja x o ângulo CÔT. É fácil ver que OBT = x, pois CÔB = 90° = CÔT + TÔB e 90° = TÔB + OBT.

⇒ ∆OCT ≈ ∆BTO (A A A)
OB 1 cm
Logo = ⇒ OB ⋅ CT = 1 cm2
1 cm CT

Questão 31
As ideias de rotação e de simetria de seres/objetos não são um privilégio da Matemática, muito embora
a noção de beleza, estreitamente ligada à Arte e à Natureza, também não esteja isenta de uma noção
matemática.
O “Homem Vitruviano” guarda em si essas noções

(Disponível em: <<http://academiadefilosofia.org/pubcliacoes/olhar-filosofico/o-homem-vitruviano-leonardo-da-vinci>>)

Para a Matemática, as ideias de rotação e de simetria de polígonos podem auxiliar nos cálculos de distâncias.
Considere o triângulo equilátero ABC representado no plano cartesiano a seguir.

19
OBJETIVAS – 09/7/2017
y
C
3
A
2

–1
–2 0 1 3 x
–1

B –2

O triângulo A’B’C’ será o triângulo ABC rotacionado nesse mesmo plano de um ângulo de 45º em torno da
intersecção de AB com o eixo das abscissas, no sentido horário.
As coordenadas cartesianas do vértice C’ do triângulo A’B’C’ serão:

a) (0, 2 6 )
b) (0, 2 6 )
c) (1, 4 6 )
d) (1, 2 6 )

Gabarito: Anulada.

Sejam X = (1, 0) e Y= (3, 0).

Veja que BX e AX são hipotenusas de triânglos retângulos isósceles de cateto de tamanho 2.


Logo AX
= BX = 2 2.
Daí, BX + XA = AB = 4 2.

Mas veja que AC = BC = 12 + 52 = 26 ≠ 4 2 = AB.


Logo, o ∆ ABC não é equilátero. (Questão Anulada)

Se não houvesse a informação de que ∆ ABC é quilátero, segue a solução:


Da segunda figura do enunciado, temos que a intersecção entre AB com o eixo das abscissas é o ponto
(1, 0).

20
GABARITO EPCAR – MATEMÁTICA

y
C
3
A

–1 X 45° Y
–2 0 1 3 x
–1

B
Podemos ver que o ∆AXY é isósceles de cateto 2, além de ser retângulo. Assim AXY^ = 45°.
Logo, uma rotação no sentido horário em (1, 0) de 45° faz A e B ficarem sobre o eixo x.
Depois da rotação:
y C’

X Y
B’ 1 3 A’ x

Dessa forma, a coordenada x do ponto C’ é 1 e a coordenada y do ponto C’ é a altura do ∆ A’B’C’.

Calculando a altura de C:

C’ Pitágoras em ∆B’XC’:

( ) ( )
2 2
26 26 h2 = 26 – 2 2 =

h h22 = 26 – 8 = 18
h=3 2
B’ 2 2 X A’

( )
Assim C = 1, 3 2 , seria a resposta correta.

21
OBJETIVAS – 09/7/2017
Questão 32
Uma consulta pública realizada pelo Instituto que organiza a aplicação do Exame Nacional do Ensino Médio,
em fevereiro de 2017, visou conhecer a preferência sobre os possíveis modelos de aplicação do Exame:
* Modelo A: Testes em apenas 1 dia
* Modelo B: Testes no sábado e no domingo
* Modelo C: Testes em dois domingos consecutivos
Suponha que tenham sido consultadas um total de x pessoas entre moradores da capital e do interior.
Desse total, 40 pessoas do interior e 60 da capital não manifestaram preferência pelos Modelos A, B ou C.
O gráfico a seguir mostra os resultados dos que manifestaram sua preferência:

Número de
pessoas que 200 Interior
manifestaram
preferência 150 Capital
100
50
Modelo de
A B C Aplicação
Baseado nestas informações, é correto afirmar que

a) 2 0% das pessoas consultadas, exatamente, preferem a aplicação do Exame em um único dia.


b) o número total das pessoas consultadas no interior e na capital é o mesmo.
5
c) das pessoas que manifestaram preferência pelos Modelos optaram pela realização do Exame em
7
dois dias.
d) e xatamente 12% das pessoas consultada não manifestaram opinião.

Gabarito: Letra C.

Analisando as alternativas:

a) FALSO
Pessoas que preferem a aplicação em um dia = 200

Pessoas consultada = 800
200
Logo, = 25 %
800
b) FALSO
Número de pessoas consultadas no interior = 390
Número de pessoas consultadas na capital = 410

c) VERDADEIRA
Pessoas que optaram pela realização em dois dias = 500 (esse valor corresponde a soma dos modelos
B e C)

22
GABARITO EPCAR – MATEMÁTICA

Pessoas que manisfetaram preferência = 700

Logo, 500 = 5
700 7
d) FALSO
Pessoas que não manifestaram opinião = 100

Total de pessoas = 800

100 1
Logo, = = 12,5%
800 8

Comentário de Matemática
A prova apresentou conteúdo abrangente, cobrindo todos os assuntos de maneira equilibrada, distribuindo
as questões, em dificuldade, de maneira homogênea.
Apesar de se mostrar trabalhosa em sua execução, a prova apresentou questões fáceis como a 22,25 e 32.
Destacamos também as questões 20,29 e 30, todas da versão A, como as questões mais difíceis da prova.
Certamente a Força Aérea Brasileira selecionará muito bem seus futuros cadetes.

Equipe de Matemática:

Edgar Dutra
Hugo Leonardo
Raphael Mendes
Victor Milaré

23
GABARITO EPCAR – INGLÊS
Directions: Read the text below and answer questions 33 to 48 according to it

SOME OF THE INTERNET’S CRAZIEST


CONSPIRACY THEORIES
Michael Jackson Is Still Alive
The advent of the internet hasn’t just cooked up1
new conspiracy theories, it’s also accelerated existing
ones. lf you refuse to believe that it was the lranians that
5 killed him, perhaps you’II be convinced that MJ is actually
still alive. Proof? His own daughter Paris Jackson took a
photo of him. Seriously. What do you mean you don’t
see him? He’s right there in the back seat, stacked2
under that pile of clothes wearing his iconic hat. Believe,
10 man. Thriller Vol.2 to drop next year.
The Moon Doesn’t Exist
lt’s no good looking at it, night after night. The
moon doesn’t exist. lt’s a hologram, put there by persons
unknown. Of course, serial conspiracy theorist David
15 lcke has a theory. There are also countless YouTubers
keeping an eye out, one of whom has gone as far as
“looking at it regulary for a year”.
Jay Z Is A Time-Travelling Vampire
There are vast regions of the internet devoted to
20 explaining why Jay Z is part of the llluminati. Hence3
when this photo, which was taken in New York in 1939,
appeared last year, he was accused of being a time-
-traveller. And a vampire. This video lists other old-
time celebrity lookalikes4, as well as suggesting that
25 Hollywood stars don’t age because they’re the immortal
bloodsucking undead. Not because they’re stuffed5 with
botox, then?
The Earth Is Hollow
Don’t give up, readers. We’re halfway through
30 this list. We can make it to the end. Dig6 deep. Well, not
too deep. You see, the Earth is hollow7 and accessible
via portals at the north and south poles. Luckily though,
it’s quite habitable down there, providing excellent living
quarters8 for the lost Viking colonies of Greenland and
35 the Nazis, while “aliens” are in fact just visitors from the
subterranean areas.

1
OBJETIVAS – 09/7/2017
Siri Can Predict The Apocalypse
Amazing as it may seem, given that it can’t do
anything else you actually ask it to do, Siri can predict
40 the apocalypse. When asked “What day is 27th July
2014?”, Apple’s assistant replied, “The opening of the
gate of Hades”, aka9 The End Of The World. That date
has now passed without issue10. Say what you like
about the maligned MS Office paperclip, but at least he
didn’t scaremonger11 that the end was near.
We AII Live ln The Matrix And Billionaires Want To
50 Break Us Out Of lt
The New Yorker’s Tad Friend claims that many
people in Silicone Valley are obsessed with the idea that
we’re all living in a Matrix-like simulation, and some are
taking that obsession a stage further: “Two tech
billionaires have gone so far as to secretly engage
scientists to work on breaking us out of the
60 simulation.”Here’s hoping Mark Zuckerberg is ‘The One’,
yeah?
Hitler Is Still Alive
“Hitler is still alive” rumours have circulated since
the 1970s, fuelled by the fact that his crony Josef
Mengele hid in South America. Stories like this one,
however, speculate the 125-year-old Hitler has been
responsible for various world disasters, including 9/11
and the 2010 Gulf oil spill, which happened on his
birthday. Other theories say he died in 1984 in Brazil,
aged 94. Or in Argentina, aqed 73.
(Adapted from http://www.shortlist.comlentertainment/20-of-the-internets-
craziest­-conspiracy-theories/Acesso em: 14 de fev 2017)

Glossary:
1 – cook up - to inventa story, a plan, etc.
2 - stacked - covered with things
3 - hence - the reason, the explanation for
4 - lookalikes - similar in appearance
5 - stuffed - filled with something
6 - dig - to make a hole in the ground
7 - hollow - a hole or empty space
8 - quarter - a place to live
9 - aka – abbreviation for also known as
10 – issue - problem
11 - scaremonger - a person that creates stories that cause public fear

2
GABARITO EPCAR – INGLÊS
Questão 33

We can deduce from the first paragraph that

a) the new conspiracy theories were created to reinforce the advent of the internet.
b) conspiracy theories are reliable speculations.
c) technology spread the existence of conspiracy theories.
d) the internet convinced people to be against conspiracy theories.

Gabarito: Letra C.

De acordo com o texto a internet não só criou mas também acelerou a propagação das teorias já existentes.

A – As teorias nãp foram criadas para reforçar o advento da internet.


B – As teorias de conspiração são especulações, por isso não são confiáveis.
D – A internet somente divulga as informações, não impõe posicionamento nem a favor, nem contra.

Questão 34
“The advent of the internet hasn’t [. ..) cooked up new conspiracy theories”(lines 2 and 3).

Mark the correct option to make the sentence above interrogative.

a) Doesn’t the advent of the internet cook up new conspiracy theories?


b) Hasn’t the advent of the internet cooked up new conspiracy theories?
c) Didn’t the advent of the internet cook up new conspiracy theories?
d) Haven’t the advent of the internet cook up new conspiracy theories?

Gabarito: Letra B.

O tempo verbal utilizado na frase principal é o “Present Perfect”, tendo como sujeito a terceira pessoa do
singular.

A – Simple Present
C – Simple Past
D – Present Perfect, mas não na 3a pessoa do singular

3
OBJETIVAS – 09/7/2017
Questão 35
“His own daughter Paris Jackson took a photo of him” (lines 6 and 7).

Mark the correct masculine type of the highlighted word.

a) Niece.
b) Sister.
c) Brother.
d) Son.

Gabarito: Letra D.

“daughter” significa filha, sendo seu masculino filho, son.

A – sobrinha
B – irmã
C – irmão

Questão 36
Mark the option that shows the appropriate question tag for the sentence.

“He’s right there in the back seat”, __________? (line8)

a) isn’t he
b) hasn’t he
c) isn’t there
d) is he

Gabarito: Letra A.

A frase principal está no “simple present” na forma afirmativa, portanto a tag question deve estar na forma
negativa com sujeito “he”.

B – Present Perfect
C – There be
D – forma afirmativa

4
GABARITO EPCAR – INGLÊS
Questão 37
According to the second paragraph, the moon

a) is not real.
b) was created by Youtubers.
c) is just one among countless moons.
d) is an hologram created by David Icke.

Gabarito: Letra A.

Nas linhas 13 e 12, é possível confirmar o gabarito.

B – O texto não menciona que a Lua foi criada por youtubers.


C – O que é mencionado como incontável (countless), é referente aos youtubers, não às luas.
D – Nas linhas 13 e 14 é mencionado que o holograma foi colocado lá por pessoas desconhecidas.

Questão 38
“Hollywood stars don’t age” (line 25). lt means that

a) famous actors don’t celebrate their birth


b) stars’age is not countable.
c) these people don’t look older.
d) some stars never die.

Gabarito: Letra C.

A expressão “don’t age” significa não envelhecer, por isso a opção correta será C.

A – famosos não celebram seu nascimento.


B – a idade das estrelas não é contada.
D – algumas estrelas nunca morrem.

5
OBJETIVAS – 09/7/2017
Questão 39
According to paragraph 3, conspiracy theories DON’T consider that

a) Jay Z is a member of the llluminati.


b) Hollywood stars are vampires.
c) The singer was alive in 1939.
d) Hollywood stars don’t age because of botox.

Gabarito: Letra D.

Nas linhas 26, 27 o texto ironiza o excesso de uso de botox como rejuvenescedor pelas celebridades.

A – Mencionado na linha 20.


B – Mencionado entre as linhas 21 e 26.
C – Mencionado ao final da linha 21.

Questão 40
The sentence “Don’t give up”(line 29) in the affirmative form is

a) giving up.
b) I give up.
c) I gave up.
d) give up.

Gabarito: Letra D.

Uma vez que a forma imperativa é utilizada, a sua forma afirmativa é formada retirando-se o auxiliar “Don’t”
e mantendo o verbo na forma básica (infinitivo sem o “to”) e sem sujeito.

A – Verbo flexionado no gerúndio.


B – Presença do sujeito anula a forma verbal do imperativo.
C – Presença do sujeito e o verbo no Simple Past.

6
GABARITO EPCAR – INGLÊS
Questão 41
Mark the alternative that CANNOT replace the word “too” (line 31) in the text.

a) Extremely.
b) Also.
c) Very
d) So.

Gabarito: Letra B.

A alternativa é a única que não consta um intensificador, significando “também”.

A – A palavra é um intensificador, significando extremamente.


B – A palavra é um intensificador, significando muito.
C – A palavra é um intensificador, significando tão.

Questão 42
Complete the fragment below with the grammatically correct verb tense.

According to paragraph four, if the earth is hollow, you _________ it via portals at the north and south
poles.

a) accessed
b) have entered
c) will reach
d) stays

Gabarito: Letra C.

First Conditional.
A regra gramatical requer que a oração com “IF” esteja no Simple Present, enquanto a outra oração deverá
ser formada com futuro “Will”.

A – Verbo se apresenta no passado simples.


B – Verbo se encontra no presente perfeito.
D – Verbo se encontra no presente simples.

7
OBJETIVAS – 09/7/2017
Questão 43
Mark the alternative that can answer the question below according to the text.

Why can Siri predict the apocalypse? Because

a) it mentions a date that has a specific meaning.


b) the tool opened the gate of Hades.
e) it is responsible for the end of the world.
d) the tool created a new conspiracy theory.

Gabarito: Letra A.

De acordo com o texto, nas linhas 40 e 41, a ferramenta Siri quando perguntada sobre a data específica
mencionada no texto, responde que será a abertura do portão de Hades, também conhecido como o fim
do mundo.

B – Não é a ferramenta que abre o portão de Hades.


C – Siri não é responsável pelo fim do mundo.
D – A ferramenta não criou uma nova teoria de conspiração, de acordo com o texto.

Questão 44
Mark the option that can replace the sentence below without changing its meaning.

“lt can’t do anything else” (lines 38 and 39).

a) It cannot do nothing else.


b) lt can do nothing else.
c) lt can’t do something else.
d) lt can do anything else.

Gabarito: Letra B.

Na frase principal, observa-se o uso da forma negativa (can’t) com o pronome indefinido “anything”.
A opção B apresenta o mesmo significado da oração principal, porém trazendo a estrutura gramatical
afirmativa (can) com a ideia negativa pelo pronome indefinido “nothing”.

A – Há duas negações na frase.


C – O pronome indefinido “something” não é utilizado na forma negativa.
D – Embora a estrutura gramatical possa ser aceita, semanticamente a alternativa não está de acordo com
a frase do enunciado.

8
GABARITO EPCAR – INGLÊS
Questão 45

“We all live in the matrix and billionaires want to break us out of it” (lines 46 and 47) is

a) an important governmental action to set us free.


b) the new version of the movie Matrix starring Mark Zuckerberg.
c) another conspiracy theory.
d) the slogan of the new Matrix-like simulation.

Gabarito: Letra C.

Nas linhas 49 e 50 é mencionado que muitas pessoas no Vale do Silício estão obcecadas com a ideia de
que estamos vivendo uma simulação, análoga aoque foi apresentado no filme Matrix.

A – Não há menção no texto.


B – Não é mencionada no texto uma nova versão do filme Matrix.
D – Não há menção sobre slogan no texto.

Questão 46
The expression “further’’ (line 51) introduces an idea of

a) exemplification
b) contrast.
c) conclusion.
d) comparison.

Gabarito: Letra D.

“Further” é a forma comparativa de “far” e, no texto, significa um estágio mais adiante do que o mencionado.

A – Não é exemplificação, pois não há exemplos.


B – Não é contraste porque não há ideias contrárias.
C – Não é conclusão, pois não há ideias conclusivas.

9
OBJETIVAS – 09/7/2017
Questão 47
The sentence “Hitler is still alive rumours have circulated since the 1970s” (line 57 and 58) means that

a) some people still consider this hypothesis.


b) it’s an old belief that is not accepted anymore.
c) it was a rumour that occurred in 1970.
d) Hitler has been alive since 1970.
Gabarito: Letra A.

De acordo com o texto, desde 1970 há pessoas que consideram que Hitler está vivo. A afirmativa é
verificada através do emprego de Present Perfect.

B – É uma crença antiga que ainda é aceita.


C – O rumor nao aconteceu em 1970, e sim, desde essa data.
D – Não há confirmação de que Hitler está vivo, porém há rumores desde 1970.

Questão 48
The main purpose of the text is to

a) alert people to the possibility of unexpected events.


b) inform about conspiracy theories.
c) justify how dangerous conspiracy theories are.
d) make people believe in true facts.

Gabarito: Letra B.

O texto visa expor teorias de conspiração que estão na internet.

A – O texto não pretende alertar os leitores sobre eventos inesperados.


C – Não São encontradas justificativas para teorias da conspiração.
D – O texto não expõe fatos e sim, boatos. Tampouco tem a intenção de fazer com que o leitor acredite
nos mesmos.

10
GABARITO EPCAR – INGLÊS
Comentário de Inglês
A prova não estava abrangente em relação à ementa. Alguns tópicos recorrentes como pronomes e
preposições não foram abordados, fazendo com que a avaliação tenha apresentado um nível acessível.

As questões mais simples foram 35, 40 e 44. Já as questões mais complexas foram 42 e 46.

Equipe de Inglês

Alexia Costa
Antonio Donizeti
Luana Rocha
Rita Guedes
Yve Valladares

11