Você está na página 1de 21

0

UNIVERSIDADE PAULISTA

DENIS WILLIAN, FAUSTO, JACYANNE, VALDIRENNI E MARIA

PROJETO INTEGRADOR MULTIDISCIPLINAR – PIM II


Economia e Mercado
Matemática Aplicada
Recursos Materiais e Patrimoniais

2014

SÃO PAULO
1

DENIS WILLIAN, FAUSTO, JACYANNE, VALDIRENNI E MARIA

PROJETO INTEGRADOR MULTIDISCIPLINAR – PIM II

Economia e Mercado
Matemática Aplicada
Recursos Materiais e Patrimoniais

Trabalho de conclusão de curso


para obtenção do título de
graduação em Gestão Financeira
apresentado à Universidade
Paulista – UNIP.

Orientador: Prof. Fábio Ricardo Brandão.

SÃO PAULO

2014
2

Sumário
1.Resumo 3
2.Introdução 4
3.Economia e mercado 5
3.1Panorama econômico/financeiro 5
3.2Problema econômico na organização 5
3.3Avaliar a dinâmica dos mercados e seus impactos nas organizações 8
3.4 Variáveis macroeconômicas, suas interdependências e consequências na empresa 9
4.Recursos materiais e patrimoniais 10
4.1Recursos materiais, patrimoniais, humanos, financeiros e tecnológicos 10
4.2Administração de materiais 12
4.3Planejamento e o controle de estoques e atendimento ao cliente 12
4.4 Levantamentos e o controle dos custos de estocagem e inventário físico 15
5.Matemática aplicada 17
5.1 Os conjuntos, as relações e as funções aplicadas à administração do negócio 19
6. Conclusão 17
3

1. Resumo

O trabalho de pesquisa para o PIM II (Projeto Integrado Multidisciplinar) teve como foco
principal o estudo funcional do Grupo Santander Brasil S.A. Através da disciplina Economia
e Mercado foi possível analisar os reflexos da economia e os principais acontecimentos no
planejamento do Banco além de verificar a participação do grupo Santander na economia
brasileira e demonstrar que só é possível vencer fluxo de competição no mercado através da
qualidade nos produtos que são oferecidos para o cliente. Com as pesquisas da matéria
Recursos Materiais e Patrimoniais foi possível explorar dados em relação a visão logística da
organização, visando a melhor gestão de recursos para crescimento da empresa. A
Matemática Aplicada trouxe resultados para a tomada de decisões e o embasamento de
cálculos para obter informações concretas que irá fazer com que a empresa esteja preparada
tanto para uma crise quanto para uma alavancada nos resultados. O Banco Santander atua a
mais 150 anos no mercado e entrou como instituição bancária no Brasil em 1957, buscando
estabelecer forte presença na América Latina, particularmente no Brasil. Através de seu
crescimento e credibilidade dos seus clientes tornou-se forte no ramo bancário em 2008
incorporou-se com ações do Banco Real, tornou-se então um banco com cobertura nacional,
competindo assim de forma efetiva em seu mercado alvo.
4

2. Introdução

O PIM II (Projeto Integrado Multidisciplinar) une as disciplinas: Economia e Mercado,


Matemática Aplicada, Recursos Materiais e Patrimoniais.
A missão do Banco Santander Brasil é ter a preferência dos seus clientes por ser o
banco simples e seguro, eficiente e rentável, que busca constantemente melhorar a
qualidade de tudo o que faz, com uma equipe que gosta de trabalhar junto para
conquistar o reconhecimento e a confiança de todos. Sob cadastro do CNPJ nº
90.400.888/0001-42, a unidade bancária do Santander, que irá servir de objeto da
presente pesquisa, é denominada em sua Sede situada na Rua Amador Bueno, nº 474,
São Paulo/SP.
Em 1957, o Grupo Santander entrou no mercado brasileiro por meio de um acordo
operacional com o Banco Intercontinental do Brasil S.A. E a partir dos anos 90, o
Grupo Santander buscou estabelecer forte presença na América Latina,
particularmente no Brasil. O Banco Santander atua no segmento de Bancos
Comerciais, tendo como clientes, pessoas físicas e jurídicas, públicas e privadas.
Administra recursos de terceiros na proporção de um PIB anual brasileiro, sendo a
única instituição no Brasil com dupla certificação na área de gestão de fundos
(Standard & Poors e Moody´s). Está entre as 10 maiores instituições financeiras
mundiais, e, e é líder na zona do euro.
5

3. Economia e Mercado

3.1 Panorama econômico/financeiro

A América latina proporciona 51% do resultado total do grupo e é uma das


principais apostas do crescimento do Santander. O grupo conta com posições de
liderança nas economias mais dinâmicas e solidas do continente e opera no Brasil,
México, Chile, Argentina, Uruguai, Peru e Porto Rico. Brasil: A economia do Brasil,
sexta do mundo e com expectativas de altos crescimentos, é um mercado estratégico
para o grupo. O Santander Brasil está presente nas principais regiões, é o terceiro
banco privado e o primeiro estrangeiro, com 3.800 agências e pontos de atendimento
bancário, 17.800 caixas automáticos e 27,3 milhões de clientes. No Brasil, somos o
terceiro maior banco privado do país, com uma estratégia de crescimento pautado no
foco em varejo, na diversificação geográfica, no controle de risco, na eficiência e na
disciplina. Em 2008 o banco realizou a incorporação de ações do banco Real, na época
o quarto maior banco privado brasileiro em termos de ativos. Quando da aquisição do
banco Santander era o quinto maior banco não estatal do Brasil em termos de ativo. O
banco Santander acredita que a aquisição ofereça oportunidades significativas para a
criação de sinergias operacionais, comerciais e tecnológicas, por meio da preservação
das melhores práticas de cada banco. A forte presença do banco Real nos estados do
Rio de Janeiro e Minas Gerais fortaleceu ainda mais a posição do banco Santander nas
regiões sul e sudeste, complementando sua expressiva participação na região,
particularmente em São Paulo. A aquisição do banco Real consolidou a posição do
banco como um banco múltiplo com cobertura nacional e escala suficiente para
competir de forma efetiva em seu mercado alvo.

3.2 Problema econômico na organização

O Banco é vulnerável às atuais instabilidades e à volatilidade dos mercados financeiros


globais, bem como às medidas governamentais destinadas a reduzir os efeitos de crises
financeiras. As mudanças regulatórias poderão afetar negativamente o Banco
Santander.
Os valores mobiliários e instrumentos financeiros derivativos do Banco estão sujeitos
a oscilações de preços de mercado e liquidez em função de mudanças das condições
6

econômicas, o que poderá gerar prejuízos substanciais. As alterações das taxas básicas
de juros pelo Banco Central poderão afetar negativamente os resultados operacionais
do Banco Santander e sua lucratividade. O ambiente de competitividade crescente e
eventuais fusões no mercado de serviços financeiros brasileiro poderão afetar
negativamente as perspectivas de negócios do banco. O crescimento da carteira de
operações de crédito do Banco Santander pode levar a um aumento da inadimplência.
As políticas do Banco, procedimentos e métodos de gestão de riscos de mercado,
crédito e operacional podem não ser totalmente eficazes em mitigar sua exposição a
riscos não identificados ou não previstos. O Banco Santander pode não obter os
benefícios previstos da aquisição do Banco Real. Caso as reservas do Banco para
futuros benefícios a segurados e sinistros sejam insuficientes, o Banco Santander
poderá ser obrigado a elevar suas reservas, o que afetará negativamente seus
resultados operacionais e sua situação financeira. A lucratividade das operações de
seguro do Banco poderá reduzir se as taxas de mortalidade, morbidade e continuidade
divergirem significativamente de suas expectativas de precificação.

O Governo Federal já exerceu e continua a exercer influência significativa sobre a economia


brasileira. Esse envolvimento, aliado às condições políticas e econômicas brasileiras,
poderá afetar negativamente o Banco Santander impactando também o preço de
mercado de seus valores mobiliários. A inflação e os esforços do Governo Federal
para combater a inflação poderão restringir o crescimento da economia brasileira e
poderão prejudicar as atividades do Banco. A instabilidade cambial poderá ter efeito
negativo substancial sobre a economia brasileira e sobre o Banco.
Os eventos e a percepção do risco em outros países, especialmente nos Estados Unidos
e nos mercados emergentes, poderão afetar negativamente o acesso do Banco a
financiamentos e o preço de mercado de seus valores mobiliários.

O cancelamento da listagem das Ações no Nível 2 da BM&FBOVESPA poderá afetar


negativamente o preço das units do Banco Santander.
A relativa volatilidade e a liquidez limitada dos mercados brasileiros de títulos
poderão afetar negativamente a liquidez e os preços de mercado das units do Banco.
Poderá não se desenvolver um mercado ativo para as units de emissão do Banco
Santander; caso se desenvolva, o preço das units e das ADSs estará sujeito à
volatilidade.
A venda efetiva ou prevista de um número substancial de ações ordinárias ou ações
preferenciais de emissão do Banco Santander no futuro poderá reduzir os preços de
mercado das units. O valor econômico do investimento poderá ser diluído.
Os detentores das units do Banco poderão não receber dividendos ou juros sobre o
capital próprio. As ações preferenciais que fazem parte das units do Banco Santander
não conferem, em geral, direito de voto aos seus titulares.

Risco de mercado é a exposição a fatores de riscos tais como taxas de juros, taxas de câmbio,
cotação de mercadorias, preços no mercado de ações e outros valores, em função do
tipo de produto, do montante das operações, do prazo, das condições do contrato e da
volatilidade subjacente. Na administração dos riscos de mercado, são utilizadas
7

práticas que incluem a medição e o acompanhamento da utilização delimites


previamente definidos em comitês internos, do valor em risco das carteiras, das
sensibilidades a oscilações na taxa de juros, da exposição cambial, dos “gaps” de
liquidez, entre outras. Isso permite o acompanhamento dos riscos que podem afetar as
posições das carteiras do Banco Santander nos diversos mercados em que atua.

O Banco Santander opera de acordo com as políticas globais, enquadradas na perspectiva de


risco tolerado pelo Banco e alinhado aos objetivos no Brasil e no mundo.

Para isso, desenvolveu seu próprio modelo de Gestão de Riscos, seguindo os seguintes
princípios: Independência funcional; Capacidade executiva sustentada no
conhecimento e na proximidade do cliente; Alcance global da função (diferentes tipos
de riscos); Decisões colegiadas, que avaliem todos os cenários possíveis e não
comprometam os resultados com decisões individuais, incluindo o Comitê Executivo
de Riscos Brasil, que fixa limites e aprova operações e o Comitê Executivo de Ativos
e Passivos, que responde pela gestão do capital e riscos estruturais, o que inclui o
risco-país, a liquidez e as taxas de juros; Gestão e otimização da equação de
risco/retorno; e Metodologias avançadas de gestão de riscos, como o ValueatRisk
(VaR) (simulação histórica de 521 dias, com um nível de confiança de 99% e
horizonte temporal de um dia), cenários, sensibilidade da margem financeira,
sensibilidade do valor patrimonial e plano de contingência. A estrutura de Riscos de
Mercado é parte da Vice-Presidência de Riscos de Crédito e Mercado, área
independente que aplica as políticas de risco, levando em consideração as definições
corporativas locais e globais.
Instituições financeiras consultadas pelo Banco Central (BC) ajustaram levemente a
projeção para o crescimento da economia este ano. A estimativa para a expansão do
Produto Interno Bruto (PIB), soma de todos os bens e serviços produzidos no país,
caiu de 1,7% para 1,69%, em 2014 e segue em 2%, em 2015. Essas projeções fazem
parte da pesquisa semanal do BC a instituições financeiras, sobre os principais
indicadores econômicos.

A estimativa para a expansão da produção industrial também caiu de 1,41% para 1,38%, este
ano, e segue em 3%, em 2015. A previsão para o superávit comercial (saldo positivo
de exportações menos importações) passou de US$ 4,71 bilhões para US$ 4,25
bilhões, em 2014, e permanece em US$ 10 bilhões, no próximo ano.

A estimativa para o saldo negativo em transações correntes (registros de compra e venda de


mercadorias e serviços do Brasil com o exterior) segue em US$ 75 bilhões, este ano, e
foi ajustada em US$ 73,5 bilhões para US$ 75,3 bilhões, em 2015.

Instituições financeiras consultadas pelo Banco Central (BC) ajustaram levemente a projeção
para o crescimento da economia este ano. A estimativa para a expansão do Produto
Interno Bruto (PIB), soma de todos os bens e serviços produzidos no país, caiu de
1,7% para 1,69%, em 2014 e segue em 2%, em 2015. Essas projeções fazem parte da
pesquisa semanal do BC a instituições financeiras, sobre os principais indicadores
econômicos.
8

A estimativa para a expansão da produção industrial também caiu de 1,41% para 1,38%, este
ano, e segue em 3%, em 2015. A previsão para o superávit comercial (saldo positivo
de exportações menos importações) passou de US$ 4,71 bilhões para US$ 4,25
bilhões, em 2014, e permanece em US$ 10 bilhões, no próximo ano.

3.3 Avaliar a dinâmica dos mercados e seus impactos nas organizações.

Dinamismo: Temos iniciativa e agilidade para descobrir e explorar as oportunidades


de negócio antes de nossos concorrentes, e somos flexíveis para nos adaptar às
mudanças do mercado.

A economia evoluiu em uma escala importante nestes últimos anos, dentro das
grandes empresas, por exemplo, a economia tornou-se um “braço direito” e acompanha-
la um desafio.

As informações econômicas são extremamente importantes em saber como as pessoas


vivem no mundo real e o que necessitam como, por exemplo: roupas, alimentos,
transporte particular, investimentos em universidade, cursos técnicos, e etc.

Fortaleza: A solidez do balanço e a prudência na gestão de risco são as melhores


garantias para nossa capacidade de crescimento e de geração de valor, no longo prazo,
para os acionistas.

Quem investe precisa de garantia de que vai receber de volta o dinheiro investido, ou
por moeda, ou por outro meio. A economia é uma ciência que se preocupa com estes
aspectos individuais ou em grupos. No caso a microeconomia estudando as empresas
garante um maior conforto para quem investe.

Liderança: Nossa vocação é a liderança em todos os mercados onde estamos presentes,


contando com as melhores equipes humanas e estando orientados para o cliente e os
resultados.

Hoje em dia a tecnologia tem sido um ponto de apoio de diversos bancos, o e-


business, e-commerce, tem ajudado as pessoas a conhecerem os serviços prestados.

O foco da microeconomia dentro dos bancos está voltado em saber como


os clientes tomam suas decisões e quais fatores afetam tais decisões, isto explica
também os fatores preço e produção de seus produtos ofertados.

Inovação: Buscamos, permanentemente, produtos e serviços que cubram as novas


necessidades dos clientes e nos permitam obter incrementos de rentabilidade
superiores aos de nossa concorrência.

A dinâmica do mercado significa a forma como o mesmo funciona, ou como


evoluem, por meio de seus dirigentes e colaboradores, saber lidar com esta dinâmica é
a forma de obter sucesso em suas atividades.
9

Qualidade do serviço e satisfação dos clientes: O cliente é o foco do modelo de


negócio do Banco Santander, “somos um banco para suas ideias”. Queremos entender
suas necessidades, responder com soluções inovadoras e construir relações de
confiança de longo prazo.

O foco principal é saber lidar com os diversos fatores dentro deste mercado, o produto
ofertado e seu retorno de forma rápida ou em longo prazo, não importando em
determinados casos, pois a maneira que nossa oferta é disponibilizada ao mercado é
que refletirá o meu sucesso. O produto e o preço são a forma pela qual o participante
comunica-se entre si. Uma forma de explicar preços pode estar relacionada com
produtos disponibilizados, como no caso instituições bancárias, e a concentração do
mercado. Neste caso a margem de lucro se dará mediante a aceitação deste mercado
em relação ao produto e a concorrência.

Força externa também determinará ameaças e oportunidades como fornecedores,


clientes, leis internas do país, porém as forças de estratégias de sobrevivência
determinará também o sucesso, um investimento em treinamento, boas práticas,
conhecimento de leis e normas, qualidade de produto ofertado e principalmente
qualidade dos funcionários será um bom foco. Com uma boa gestão de mercado
poderá se obter resultados satisfatórios.

O estado exerce papel de suma importância para o bom andamento de serviços


bancários. Uma economia equilibrada traz benefícios para ambas às partes.

Ética profissional e Sustentabilidade: Mais além do estrito cumprimento de leis,


códigos de conduta e normas internas, todos os profissionais do Santander trabalham
com a máxima transparência e honestidade, integrando o compromisso do Banco com
o progresso econômico, social e do meio ambiente no desempenho de sua atividade
nas comunidades onde está presente.

3.4 Variáveis Macroeconômicas, suas interdependências e consequências na empresa

A atividade econômica segue em ritmo moderado, mas com melhor desempenho do


que o registrado ao longo de 2012. O desempenho do PIB no terceiro trimestre (último
dado disponível), divulgado no mês de dezembro, mostrou alta de 2,2% em
comparação com o mesmo trimestre em 2012, abaixo do crescimento de 3,3%
observado no trimestre anterior. Os investimentos mostraram alta de 7,3%,
impulsionados principalmente por crescimento de estoques e favorecidos pela base de
comparação depreciada em 2012. O consumo das famílias apresentou expansão de
2,3%, no mesmo período. Pelo lado da oferta, o destaque positivo ficou para serviços,
cuja produção apresentou alta de 2,2% na mesma comparação inter anual. A indústria
continuou com bom desempenho, com alta de 1,9% frente ao mesmo período em
2012, porém inferior ao 2,7% observado no trimestre anterior. O PIB Agrícola recuou
1,0% no 3T13 em relação a igual período do ano anterior. Esse resultado deve-se,
principalmente, ao desempenho (queda proporcionalmente maior da produção na safra
de 2013 vis-à-vis a área plantada) de alguns produtos da lavoura.
O IPCA alcançou 5,91% no acumulado em 12 meses terminados em dezembro,
superior aos 5,84% observado ao final de 2012. Os preços de serviços continuam a
10

exercer pressão inflacionária, reflexo da elevação do custo da mão de obra. Por outro
lado, os preços regulados seguem atenuando esse movimento. Neste contexto, o
Comitê de Política Monetária do Banco Central (Copom) deu continuidade ao ciclo de
aumento da taxa básica de juros (Selic), iniciado em abril de 2013, e na reunião de 15
de janeiro elevou a Selic para 10,5% a.a. Esse movimento continua sendo refletido nas
taxas cobradas pelos bancos. Em novembro, a taxa média cobrada no crédito à pessoa
física com recursos livres foi de 38,5% a.a. frente aos 34,7% a.a. em novembro de
2012. O estoque de crédito avançou 14,5% nos doze meses encerrados em novembro,
chegando ao patamar de R$2,65 trilhões (55,6% do PIB). O crédito imobiliário, que
cresce ao ritmo de 34,2% em doze meses, continua impulsionando o crédito e
superando a expansão das demais modalidades.
O ambiente global ainda frágil tem pesado sobre as exportações brasileiras, que
mostraram ligeira queda de 0,2% em 2013 em comparação com 2012. O crescimento
das importações foi de 7,4% no mesmo período. Como resultado, o superávit
comercial acumulou US$2,5 bilhões no ano, muito abaixo dos US$ 19,4 bilhões
registrados em 2012. O déficit em transações correntes totalizou US$81,1 bilhões, no
acumulado de 12 meses até novembro de 2013, enquanto o total de investimentos
estrangeiros diretos (IED) no mesmo período foi de US$62,8 bilhões. A taxa de
câmbio encerrou o ano de 2013 em R$2,34/US$, depois de passar por forte
volatilidade em função de mudanças na política monetária nos EUA. A atuação do
Banco Central, através do programa de leilões de contratos de swap cambial, foi
fundamental para controlar a volatilidade da taxa de câmbio.
Nas contas públicas, o fraco ritmo de atividade e as isenções tributárias têm pesado
negativamente sobre a arrecadação, mas receitas extraordinárias garantiram o
superávit primário de 2,2% do PIB nos 12 meses encerrados em novembro de 2013.
No mesmo período, a necessidade de financiamento do setor público atingiu 3,0% do
PIB, pouco abaixo dos 3,3% observados em setembro de 2013. A dívida líquida do
setor público alcançou 33,9% do PIB ao final de novembro, redução de 0,8 p.p. em
relação a setembro de 2013. A dívida bruta alcançou, no mesmo período, 58,5% do
PIB.

4. Recursos Materiais E Patrimoniais

4.1 Recursos materiais, patrimoniais, humanos, financeiros e tecnológicos

Com mais de 150 anos de atuação, o grupo Santander, sediado em Madri, na Espanha, está
entre as maiores instituições financeiras do mundo por capitalização em bolsa.
Originário da cidade de Santander, na província de Cantábria, atua em muitos países e
possui grande diversificação geográfica. Em junho de 2011, mantinha 14.679
agências, em torno de 191 mil funcionários, mais de 100 milhões de clientes, mais de
3 milhões de acionistas e volume de recursos administrativos de 1.986 bilhões de
dólares,
11

O grupo Santander expandiu a sua presença em todo o mundo por meio de aquisições e
obtenção de sinergias a partir de progresso de integração de negócios bem sucedidos.
Em 1957, o grupo Santander entrou no mercado brasileiro por meio de um acordo
operacional com o banco Intercontinental do Brasil S.A.

Sendo assim foi adquirindo outras instituições financeira tais como: em 1997 Banco Geral do
Comercio S.A, um banco de varejo médio porte, No ano seguinte o Banco Noroeste
S.A, em 2000 adquiriu o banco Meridional S.A(incluindo a subsidiária banco Bozano,
Simonsen S.A), em novembro de 2000 foi a vez do banco Banespa detido pelo estado
de São Paulo e passou a ser um dos maiores grupos financeiros do Brasil. Em 1ª de
novembro de 2007, o RFS Holdings B.V, um consórcio composto pelo Santander
Espanha, The Royal Bank of Scotland Group PLC, Fortis SA/NV e Fortis N.V
adquiriu 96,95 do capital di ABN AMARO Bank, então controlador do banco REAL.

Tecnológicos:

A melhor tecnologia, o investimento em equipamentos e nos últimos avanços tecnológicos,


realizados pelo grupo Santander para a sua cidade, ascendeu a mais de 100 milhões de euros.

As melhores tecnologias referem-se a três aspectos:

No posto de trabalho, que conta com o melhor equipamento para o desenvolvimento


profissional, tanto do ponto de vista de sua capacidade, como da comodidade de utilização.

Nas comunicações, com a utilização de redes de transmissão de ultima geração, mais rápidas
e com maior capacidade para comunicação multimídia.

Nos centros de processamentos de dados, concebidos para garantir a máxima segurança na


prestação de serviços.

Financeiros:

O Santander desenvolve produtos e serviços adaptados para as necessidades dos clientes,


aproveitando experiências globais, porém levando em conta as características locais.

Tanto do ponto de vista geográfico com funcional, o Santander é um grupo global que oferece
todo o tipo de serviços financeiros a todo tipo de clientes: particulares, empresas, instituições,
e etc.

Consequentemente em termos orgânicos, o grupo esta estruturado em diferentes áreas de


negócios, que comercializam os seus produtos e serviços.

Humanos:

O banco Santander criou uma área de diversidade, ligada a diretoria de recursos humanos.
Com uma equipe de profissionais dedicados, a área passou a liderar e acelerar a inserção do
tema nos processos de recursos humanos e nas demais áreas do banco. Também criou um
programa que passou a ser liderado pelo comitê de diversidade, formado por funcionários das
12

diferentes áreas de negócios e de suporte, com a missão de promover o debate e propor ações
para ampliar a diversidade na organização.

Patrimoniais:

É um dos bancos mais sólidos e solventes do mundo, com relação core capital de 8,6%
em 2009. Além disso, mantém uma posição de liquidez confortável, baseada no
financiamento por meio de depósitos dos clientes e emissões de títulos de divida a médio
e longo prazo.

Todos esses fatores posicionam o Santander como uma das marcas mais valorizadas do
setor financeiro (terceira no mundo, de acordo coma a empresa de consultoria Brand
Finance). A marca Santander representa os valores que tornam o grupo único:
dinamismo, força, inovação, liderança, enfoque comercial e ética profissional.

Materiais:

4.2 Elucidar o tipo de administração de materiais utilizada, confrontando com os conceitos


aprendidos na disciplina.

O sistema Just-In-Time (JIT) adota uma filosofia japonesa de produção, mais conhecida como
filosofia Toyota de produção, que surgiu na década de 1960 após a Segunda Guerra
Mundial. JIT é uma filosofia operacional que tem como objetivo básico a eliminação
de desperdícios (BALOU, 1998).Não importa a área a qual pertence o profissional
(financeira, marketing, logística, recursos humanos etc.), a cadeia é essencial e de
extrema importância para todos os profissionais. Dentro da instituição devemos levar
em consideração o Conselho de Administração é órgão de deliberação colegiada do
Banco conforme estipulado em nosso estatuto social e na legislação em vigor. O
conselho de administração é responsável por orientar os negócios do Banco e de suas
subsidiárias e empresas associadas no Brasil.

A diretoria executiva é responsável pela administração, desde 27 de abril de 2010 e, conforme


estipulado em nosso estatuto social, nossa diretoria executiva é composta por no
mínimo dois e no máximo setenta e cinco membros, eleitos por nosso conselho de
administração para mandatos de 2 (dois) anos, devendo um deles ser designado nosso
presidente e os demais vice-presidentes seniores executivos, vice-presidentes
executivos, diretor de relações com investidores, diretores executivos e diretores sem
designação específica. Alguns de nossos diretores executivos são também membros
da diretoria e do conselho de administração de nossas subsidiárias.

4.3 Planejamento e o controle de estoques e atendimento ao cliente


13

As atividades do Banco Santander compreendem três segmentos operacionais: Banco


Comercial, Banco Global de Atacado (Global Wholesale Banking) e Gestão de Recursos de
Terceiros e Seguros.

A um canal de serviços múltiplos, com o suporte de seus gerentes de conta. O Banco


Santander oferece serviços diferenciados a clientes que possam vir a se tornar clientes de
alta renda.
 Clientes de baixa renda: o foco do Banco é o oferecimento de canais alternativos aos
clientes de baixa renda. O Banco oferece serviços diferenciados a clientes que possam vir a
se tornar clientes de média ou alta renda.
 Pequenas e médias empresas: para pequenas e médias empresas o modelo do Banco
Santander é focado no relacionamento com os gerentes de conta, enquanto para empresas de
pequeno porte oferece canais de serviços diversos. Plataformas específicas são utilizadas no
oferecimento de serviços diferenciados aos clientes com grande potencial de crescimento de
receitas. A satisfação do cliente como ferramenta, de lucratividade. Em uma época em que a
tecnologia concede grande poder ao cliente, é preciso entender como atender melhor. A
chave para manter e conquistar clientes está em criar na mente das pessoas uma, experiência
de satisfação. Quando a equipe em contato com o cliente consegue completar a imagem que
ele traz incompleta em sua mente, cria-se um relacionamento, que gera satisfação. A
tecnologia, é uma ferramenta importante, mas não substitui, o conhecimento do
comportamento humano. A arte de criar empatia com o cliente ainda é uma virtude que
precisa ser cultivada nas empresas. A satisfação do cliente começa quando ele percebe que
quem o atende, o compreende. (embora se assemelhem a planos privados de aposentadoria)
e produtos de capitalização (produtos de poupança em que geralmente requer a realização de
depósitos fixos).A fidelização do cliente está fortemente ligada à questão da qualidade dos
14

serviços prestados, principalmente nos mercados globalizados de hoje, onde se exige que as
organizações estejam adaptadas a uma nova realidade e com a atenção, redobrada nos
consumidores, os quais se encontram cada vez mais exigentes.

Distribuição e administração de materiais.

A distribuição e administração de materiais encontram-se em equilíbrio adequado entre


mercados maduros e emergentes, com um modelo de filiais autônomas em capital, e liquidez
é a chave da diversificação geográfica do Grupo Santander, que concentra sua presença em
dez principais mercados: Espanha, Alemanha, Polônia, Portugal, Reino Unido, Brasil,
México, Chile, Argentina e Estados Unidos. As áreas de negócios globais desenvolvem
produtos que são distribuídos nas redes comerciais do Grupo e atendem clientes de âmbito
global. Além disso, o grupo também possui unidades locais de financiamento ao consumo em
países europeus e nos Estados Unidos. Aqui no Brasil estrutura do banco, é extremamente
segmentada, dividida em 9 redes, com uma média de 5 superintendências cada uma. A Rede
VIII é composta por 10 regionais-superintendências, distribuídas pelos estados do Paraná, Rio
Grande do Sul e Santa Catarina. A agência, objeto deste estudo localiza-se no estado de Santa
Catarina e pertence a Regional Florianópolis e possui atualmente 4.600 clientes, sendo 1.510
de alto relacionamento. Sua estrutura funcional é constituída por, 16 colaboradores diretos, os
quais desempenham suas atividades de acordo com as atribuições, estabelecidas pela
organização comercial, a saber: 1 Gerente Geral, 2 Executivos de Conta Exclusivo, 2
Gerentes Preferências, 1 Gerente Administrativo, 1 Assistente Administrativo, 4
Coordenadores, 4 caixas, 1 Telefonista. A organização comercial, é um processo de
otimização e padronização das atividades e rotinas de atendimento estabelecidas para a rede
Santander. Cria-se uma forma de agir comum a todos, facilitando, a atuação das equipes
dentro do modelo, institucionalmente definido. Com os integrantes da rede trabalhando de
forma sistematizada e padronizada o atendimento se torna único e homogêneo, focado em
resultados.

Processo de compras, contratação e meios de pagamento


A efetivação das concorrências e contratações comerciais é realizada pela Aquanima, empresa
do grupo que desenvolve todo o processo para aquisição de bens e serviços, estabelecendo e
divulgando as empresas participantes as regras para operacionalização da concorrência.
15

Após a finalização do processo de concorrência, formalizaremos, por meio de um instrumento


jurídico e de um pedido para faturamento, o início da contratação do bem ou serviço junto ao
fornecedor.Somente após a emissão do pedido que acompanha a formalização e assinatura do
contrato, os fornecedores poderão iniciar a prestação de serviços ou entrega de produtos para
o banco.

Os contratos podem ou não passar por uma revisão anual ou parcial em todas as suas
condições.

Responsável:
Durante a vigência do contrato, o nosso parceiro terá, no mínimo, um gestor técnico de
relacionamento por tipo de serviço, que será responsável por acompanhar a sua entrega e
avaliar o seu desempenho.

Pagamentos:
É necessário apresentar, nos prazos e condições estabelecidas em seu contrato, as notas fiscais
ou faturas referentes à entrega dos produtos e serviços e encaminhá-las ao Banco Santander
para a área de Gestão e Controle de Pagamentos – GCP ou cadastrá-las no site da prefeitura.
As informações a serem inseridas na fatura são fornecidas pela Aquanima – após a
formalização do contrato.

Apoiado na diversificação geográfica, o Santander Cards engloba todos os negócios de meios


de pagamento do Grupo. Oferece cartões de débito e crédito, assim como serviços de captação
e processamento de pagamentos para o comércio. Administra 106 milhões de cartões e está
presente em 16 países. Esta divisão aplica uma metodologia global graças a uma plataforma
tecnológica única, um modelo de riscos padronizado e ferramentas globais para a gestão e o
treinamento. O Santander Insurance desenvolve produtos para a proteção e a poupança das
famílias, que são distribuídos através dos pontos de venda do Grupo e canais alternativos
como telefone e Internet. Oferece proteção para mais de 15 milhões de clientes em 20 países.

4.4 Levantamentos e o controle dos custos de estocagem e inventário físico

As demonstrações financeiras do Banco Santander, que inclui sua dependência no exterior


(Banco) e as demonstrações consolidadas (Consolidado), foram elaboradas de acordo
com as práticas contábeis adotadas no Brasil, estabelecidas pela Lei das Sociedades
por Ações, em conjunto às normas do Conselho Monetário Nacional (CMN), do
BACEN e modelo do documento previsto no Plano Contábil das Instituições do
Sistema Financeiro Nacional (COSIF), da Comissão de Valores Mobiliários (CVM),
no que não conflitam com as normas emitidas pelo BACEN. O regime contábil de
apuração do resultado é o de competência e considera os rendimentos, encargos e
variações monetárias ou cambiais, calculados a índices ou taxas oficiais, "pro rata" dia
incidentes sobre ativos e passivos atualizados até a data do balanço. As demonstrações
financeiras são apresentadas em Reais, moeda funcional e de apresentação do Banco
Santander. Os ativos e passivos da dependência e subsidiária no exterior são
convertidos para o Real, os ativos e passivos são convertidos pela taxa de câmbio da
16

data do balanço. São demonstrados pelos valores de realização e/ou exigibilidade,


incluindo os rendimentos, encargos e variações monetárias ou cambiais auferidos e/ou
incorridos até a data do balanço, calculados “pro rata” dia e, quando aplicável, o efeito
dos ajustes para reduzir o custo de ativos ao seu valor de mercado ou de realização.
Os saldos realizáveis e exigíveis em até 12 meses são classificados no ativo e passivo
circulantes, respectivamente. Os títulos classificados como títulos para negociação
independentemente da sua data de vencimento, estão classificados integralmente no
curto prazo, conforme estabelecido pela Circular BACEN 3.068/2001. As despesas
antecipadas são contabilizadas as aplicações de recursos em pagamentos antecipados,
cujos benefícios ou prestação de serviços ocorrerão em exercícios seguintes e são
apropriadas ao resultado, de acordo com a vigência dos respectivos contratos. Os
ajustes dos investimentos em sociedades coligadas e controladas são apurados pelo
método de equivalência patrimonial e registrados em resultado de participações em
coligadas e controladas. A depreciação do imobilizado é feita pelo método linear, com
base nas seguintes taxas anuais: edificações - 4%, instalações, móveis, equipamentos
de uso e sistemas de segurança e comunicações - 10%, sistemas de processamento de
dados e veículos - 20% e benfeitorias em imóveis de terceiros - 10% ou até o
vencimento do contrato de locação. O ágio na aquisição de sociedades controladas é
amortizado em até 10 anos, observada a expectativa de resultados futuros e está sujeito
à avaliação do valor recuperável em períodos anuais ou em maior frequência se as
condições ou circunstâncias indicarem a possibilidade de perda de valor. O ágio de
incorporação e sua respectiva conta redutora, provisão para manutenção da integridade
do patrimônio líquido dos acionistas da incorporadora, quando aplicável, são
amortizados em até 10 anos, observada a expectativa de resultados futuros.

O Banco Santander, divulga trimestralmente informações referentes à Balanço Patrimonial


utilizando o método de inventário periódico onde as entradas de mercadorias são
lançadas na conta COMPRAS. Ao final de cada exercício ou período contábil o custo
da mercadoria vendida, então, passa a ser registrado em conta separada. Quanto ao
montante dos estoques ele é determinado periodicamente pelo método de contagem
física das mercadorias disponíveis.
A apuração do custo das vendas é feita pela seguinte equação: EI + C – EF = CMV,
em que as siglas correspondem à:
EI = estoque inicial
C = compras do período / exercício apurado pelo razão de compras;
EF = estoque final (apurado por inventário físico)
CMV = custo das mercadorias vendidas.O Regulamento do Imposto de Renda para Pessoas
Jurídicas (RIR) destina na subseção IV quatro artigos que dispõem sobre os critérios
para avaliação de estoques. Dessa forma, versa o artigo 292 (RIR/1999) que “ao final
de cada período de apuração do imposto a pessoa jurídica deverá promover o
levantamento e avaliação dos seus estoques”.Sendo assim, de acordo com o texto da
Lei no 9.430, de 1996, que prevêem a apuração do lucro real, base de cálculo do
imposto de renda por períodos trimestrais ou, por opção, em31 de dezembro na
hipótese de recolhimentos mensais com base na estimativa, a pessoa jurídica deve
fazer o levantamento e avaliação dos estoques de sua empresa de acordo com a
17

periodicidade, ou seja, a apuração trimestral devera fazer o levantamento e avaliação


em 31 de março, 30 de junho, 30 de setembro e 31 de dezembro.

5. Matemática Aplicada

5.1 Os conjuntos, as relações e as funções aplicadas à administração do negócio

O setor bancário como é conhecido, é extremamente sofisticado, porém muito complexo.


Os produtos oferecidos podem aumentar essa complexidade. Alguns desses produtos são:

Serviços de cartão de crédito;

Reservas livres;

Linhas de empréstimos.

Uma das ferramentas utilizadas para cálculos em relação a receitas e despesas é a


matemática que visa solucionar problemas relacionados às finanças, ao marketing e à
logística.

A matemática é uma ferramenta que se aplica em todo e qualquer sistema, de


produção, de controle de qualidade, projetos, prospecção de novos negócios e uma
gama de elementos que compõem o sistema financeiro bancário.

A instituição bancária deve prestar o máximo de atenção em relação ao treinamento de


seus colaboradores, investir nesses treinamentos sempre é vantajoso, pois se tem
retorno rápido deste investimento, somente quem trabalha e confere o setor financeiro
das instituições é que pode fazer um balanço de quanto é importante um bom feedback
entre empresa, treinamento e colaboradores. Sem preparo adequado dos colaboradores
que trabalham usando a matemática como uma grande aliada, teme-se erros
corriqueiros encontrados em instituições de tamanha responsabilidade como as
bancárias.

Através da matemática aplicada pode-se calcular o capital, taxa de juro, juros simples e composto,
inflação, riscos de investimento, aquisição ou oferta de empréstimos a terceiros, taxa
real, PV, FV, gráficos avaliativos, equivalência financeira, desconto racional, desconto
comercial, desconto bancário, duplicatas, fluxo de caixa, saldo médio bancário, juros e
saldos médios em contas correntes, juros em contas correntes (cheques especiais),
fator de acumulação de capital, fator de valor atual, sistema de amortização de
empréstimos (sac), sistema de amortização mista (Sam).

Afinal temos uma gama como pudemos observar, de serviços oferecidos onde a matemática se faz
terminantemente necessária.
18

6. Conclusão

Com mais de 150 anos de atuação, o grupo Santander entrou como instituição bancária no
Brasil em 1957, buscando estabelecer forte presença na América Latina, particularmente no
Brasil.

Através de seu crescimento e credibilidade dos seus clientes tornou-se forte no ramo bancário
em 2008 incorporou-se com ações do Banco Real, tornou-se então um banco com cobertura
nacional, competindo assim de forma efetiva em seu mercado alvo.

Com todas as instabilidades neste mercado muitas vezes incerto e ficando as margens da
economia do país o banco Santander conseguiu superar suas metas e desafios ao longo dos
anos.

As aquisições incorporaram também os bancos Noroeste, Banespa, Banco Geral do Comércio,


Banco Meridional e outros que acabaram alavancando seu desempenho e colocando a
instituição como uma das mais fortes do mundo. O Banco Santander sempre procurou atuar
dentro das normas de instituições bancárias do Brasil, como suas demonstrações financeiras e
demonstrações consolidadas, e em acordo com o Conselho Monetário Nacional, Comissão de
Valores Mobiliários fazendo com que o Banco Santander se tornasse uma instituição
respeitável na economia brasileira.

Hoje o Banco Santander conta com mais de 14.679 agências, em torno de 191 mil
funcionários, mais de 100 milhões de clientes, mais de 3 milhões de acionistas e volume de
recursos administrativos de 1.986 bilhões de dólares, isto demonstrado em 2011. No Brasil a
instituição é reconhecida como uma das mais éticas e fortalecidas.
19

Referencias

Relatório Anual 2013.

MARTINS, P. G. Administração de materiais e recursos patrimoniais. São Paulo: saraiva,


2001.

Livro 150 anos de história “1857 – 2007” - Escrito pelo Diretor Corporativo e

Professor de História Econômica da Universidade de Alcalá, Pablo Martín Aceña.

https://www.santander.com.br/portal/wps/script/templates/GCMRequest.do?page=6415&entr
yID=7827

http://www.santander.com/csgs/Satellite/CFWCSancomQP01/pt_BR/Corporativo/America-
Latina.html

http://www.santander.com.br/portal/wps/script/templates/GCMRequest.do?page=6566&entry
ID=7855

Fonte: http://www.santander.com/csgs/Satellite?appID=santander.wc.CFWCSancomQP01&c
=GSInformacion&canal=CSCORP&cid=1278681751322&empr=CFWCSancomQP01&leng
=pt_BR&pagename=CFWCSancomQP01%2FGSInformacion%2FCFQP01_GSInformacion
DetalleMultimedia_PT12
https://www.santander.com.br/portal/wps/script/templates/GCMRequest.do?page=6413&entr
yID=7826

http://www.santander.com/csgs/Satellite?appID=santander.wc.CFWCSancomQP01&c=GSIn
formacion&canal=CSCORP&cid=1278681751322&empr=CFWCSancomQP01&leng=pt_B
R&pagename=CFWCSancomQP01%2FGSInformacion%2FCFQP01_GSInformacionDetalle
Multimedia_PT12

http://www.santander.com/csgs/Satellite/CFWCSancomQP01/pt_BR/Corporativo/Servi%C3
%A7os-Financeiros.html

https://www.santander.com.br/portal/wps/script/templates/GCMRequest.do?page=6406&entr
yID=7825
20