Você está na página 1de 6

HAS

Peso
Objetivo Atividade Física
Dieta mediterrânea

Pré HAS 120 a 139 (sistólica-contração)


80 a 89 (diástólica-relaxamento)

HAS Estágio I 140 a 159 (sistólica-contração)


90 a 99 (diástólica-relaxamento)

Grupo mais sucetível a ter IAM, AVE, DCV e IRC.

HAS Essencial ou primária 90 a 95% dos casos. Idiopática.

Tipos de HAS

HAS Secundária Resultado de outra doença

Riscos da HAS: AVE, IRC, IC, RETINOPATIA, HIPERTROFIA VENTRICULAR ESQUERDA.

• 30% Não responde ao tratamento medicamentoso


• DM aumenta o risco de DCV de 2 a 4 vezes.
• Maiores fatores de risco: Idade avançada
Obesidade

SISTEMAS DE CONTROLE HOMEOSTÁTICO DA PA

SN (curto período): PA diminui, o SN secreta noradrenalina, um vasoconstritor, que aumenta a


resistência periférica.

RIM: PA diminui, o rim secreta renina, que transforma ANGIOTENSINOGÊNIO em


ANGIOTENSINA I, então a ENZIMA CONVERSORA DE ANGIOTENSINA a transforma em
ANG II, que aumenta a vasoconstrição das arteríolas e ativa a ALDOSTERONA, que retém sal e
água nos rins.

AUMENTO DA GORDURA VISCERAL aumenta a produção de angiotensinogênio


ANGIOTENSINA II aumenta a quantidade de ADIPÓCITOS DISFUNCIONAIS, que aumentam a
produção de LEPTINA e diminuem a de ADIPONECTINA, ativando o SN.

Diminuindo em 3mmhg PS diminui em 8% o risco de AVE e 5% DAC.

DASH diminui PAS de 8 a 14 mmHg

Atividade Física (30 min/dia) diminui PAS de 4 a 9 mmhg

Diminuição do Peso a PAS diminui de 5 a 20 mmhg

Alcool: duas doses(300ml de vinho ou 700ml de cerveja) diminuem de 2 a 4 mmhg

PTN soja diminui a PA

Approaches to Stop Hypertension – DASH - (Plano alimentar de abordagem à dieta para


interromper hipertensão)

A base da alimentação deve conter carnes magras, oleaginosas, frutas, vegetais e lacticínios
desnatados.

A gordura visceral aumenta a inflamação vascular pela liberação de citocinas, moléculas de adesão,
fatores de trancrição pró-inflamatórios

Peptídeos derivados de PTN do leite, especialmente lácteos fermentados, podem funcionar como
ECA, diminuindo HAS.

8 semanas no DASH diminui em 5,5 a PAS e 3 PAD.

1ª meta HAS MUDAR ESTILO DE VIDA, só alguns meses depois(6 a 12), se não der certo, usar
medicamento.

Diuréticos Tiazídicos aumentam a excreção de Na, mas de K também, podendo levar a hipocalemia.

Alguns medicamentos interferem na eficácia dos anti-hipertensivos ou aumentam HAS:


Contarceptivos, corticoesteróides, AINE, descongestionantes nasais, inibidores de apetite,
ciclosporina, antidepressivos

Cada quilo perdido diminui em 1 mmHg PAS e PAD

RCIU leva à HAS na infância


INSUFICIÊNCIA CARDÍACA

Sintomas: Fadiga, dispneia e retenção de líquidos

Fatores de risco: HAS, DM, DAC e hipertrofia ventricular esquerda.

Para compensar débito cardíaco, aumenta a força de contração, tamanho, frequencia e retenção de
sódio e água

Caquexia cardíaca(resultado da IC): Perda de 6% peso em 6 meses. Perda significativa de MLG,


causando perda muscular cardíaca, desenvolvimento um coração mole e flácido.

Mais da metade dos pacientes tem Caquexia cardíaca.

Pesar pacientes diariamente antes das refeições e após micção na mesma hora.

Em pacientes descompensados, não exceder em 1,5 a ingestão hídrica

Ganho de peso não pode exceder:

450g em IC grave
900 em IC Moderada
1,4 a 2,4 em IC Leve

Diminuindo o fluxo sanguíneo, aumenta a aldosterona e vasopressina

Excesso de alcool aumenta risco de IC, uso moderado diminui o risco.

Suplementar óleo de peixe

Alimentação frequente e pequena, diminui o consumo de O2, e distenção abdominal

Utilizar suplementação calórica

Diuréticos diminuem Mg. Medir concentração. Suplementos de 800mg????

Tiamina melhora ejeção ventricular esquerda. Suplementar 200mg/dia


Dislipidemia
Dietoterapia

• Diminuir peso
• Fitoesteróis
• soja
• atividade física
• aveia
• FOS
• Probióticos
• omega 3