Você está na página 1de 4

A mis padres Silvia y Mario,

y a mi adorada Marcela

por el amor incondicional


"El más escéptico de todos
es el Tiempo,
que con los Nos hace Sis
y con el odio amor
y al contrario.
Y si el río no remonta su fuente,
y si la manzana caída no salta
y se reúne a su rama
es porque te falta paciencia para creerlo".

Paul Valéry
Salmo T., de El cementerio marino
AGRADECIMENTOS

O desenvolvimento e os resultados desta pesquisa foram possíveis pelo envolvimento de


diferentes pessoas e instituições, as quais eu gostaria de agradecer a continuação.

Para começar a meu orientador Prof. Dr. Umberto Cordani por ter aberto as portas para a
pós-graduação no Brasil, pela orientação, apoio e discussão constante ao longo do
desenvolvimento da pesquisa, e com grande admiração pelas lições em Ciência, Geologia e na
vida.

Ao Instituto de Geociências da Universidade de São Paulo pela possibilidade e as


condições para realizar a pós-graduação, e os seus professores pela grande disposição. Gostaria
de agradecer a ajuda e disposição dos Professores Doutores Colombo Tassinari, Marly Babinsky,
Miguel Basei, Wilson Teixeira, Jorge Bettencourt, Caetano Juliani.

À FAPESP pela bolsa de Doutorado outorgada, processo 02/07248-3

Ao grupo do Centro de Pesquisas Geocronológicas, Helen, Ivone, Liliane, Mitzi, Vasco,


Arthur, Key, Walter e Solange, e Sandra, Paulinho e Marcos dos Laboratórios de Química e a
Microssonda do Instituto, pela colaboração no trabalho de laboratório.

Aos funcionários do Instituto de Geociências pela colaboração constante, e em especial a


Tadeu, Ana Paula Cabanal, Magali Poli Fernandes Rizzo, Zé Carlos, pela disposição e a amizade.

Aos funcionários da Laminação do Instituto de Geociências, Luiz Mogueira, Paulo Morgato,


Cláudio Hoop e Paulo Molinaro, pelo trabalho competente e pela rapidez na preparação e
elaboração das lâminas petrográficas.

Ao Instituto Geológico Minero e Metalúrgico do Peru (INGEMMET) e seus diretivos pelo


apoio total nas diferentes fases de campo deste projeto. Aos engenheiros geólogos Agapito
Sanchez, Jorge Galdos e Alberto Zapata do INGEMMET pelo grande apoio e as discussões no
campo.
A Richard Armstrong e Allen Nutman da Universidade Nacional de Austrália, e a Joaquin
Ruiz e Victor Valencia da Universidade de Arizona pelo grande interesse no projeto, a
generosidade e a disposição para obter as análises U/Pb SHRIMP e LA-ICP-MS em zircão.

A Udo Zimmermann e ESPECTRAU da Universidade de Johannesburgo pela possibilidade


de utilizar a microssonda eletrônica e a fluorescência de raios X.

Aos “amigotes” Andrés e Paula pela amizade, a geologia e a metafísica de tanto tempo,
assim como seu apoio para que este trabalho tivesse uma conclusão.

Ao “mismísimo” Paul pela amizade e as diversas aventuras geológicas......

Ao César e Michelle pela amizade e apoio que começo no Brasil a qual ainda continua.

Aos amigos da “Casa del Ritmo” Alejo, Marta, Ariana, Fercho, Mauro e Maria pela
possibilidade de compartir bons momentos e a ajuda constante.

Aos colegas e amigos Brasileiros Neivaldo, Liliane, Leo, Cely, Cinthya, Roseanne, Milene,
Frederico, Sergio, Guano, Lucelene, por sua amizade e as enriquecedoras discussões.

Ao Marcelo Januário (Ceará) pela ajuda com a revisão do português.

Finalmente a Marcela, minha companheira na vida, pelo seu amor e amizade sem limites,
assim como pela sua ajuda infatigável e indispensável em todas as fases desta pesquisa.