Você está na página 1de 259

MÓVEIS E OBJETOS

PROF DANIELLE BRANDÃO


Decoração Prática
Data de início 04/08/2018 Data de Término: 06/10/2018
Dia do curso: Sábado Turma: 9h às 17h, sendo 01h de almoço
Docente: Danielle Brandão Carga Horária: 54 horas Sala: 21
Dias de Aula Data Carga Horária Docente Assunto
Danielle de Moraes
1 04/08/2018 7h Brandão Cálculo de áreas e medições padrões
Danielle de Moraes
2 11/08/2018 7h Brandão Layout de ambientes residenciais
Danielle de Moraes
3 25/08/2018 7h Brandão Circulação mínima e acessibilidade
Danielle de Moraes
4 01/09/2018 7h Brandão Mobiliários e objetos
Danielle de Moraes
5 15/09/2018 7h Brandão Materiais e Revestimentos
Danielle de Moraes
6 22/09/2018 7h Brandão Cores
Danielle de Moraes
7 29/09/2018 7h Brandão Tipos de Iluminação
Danielle de Moraes
8 06/10/2018 5h Brandão Orçamento
Carga horária
total 54h
Madeiras
MDF x MDP x Compensado

https://www.youtube.com/watch?v=GsT83e8Z0nw
Madeira Maciça
- Dificuldade da escolha
- Sustentabilidade
Mogno

• Madeira considerada nobre e sofisticada. Sua cor varia do castanho


avermelhado vibrante ao rosado, detalhe que a torna inconfundível. De
alta estabilidade, durabilidade e fácil de ser trabalhado, o mogno também
é bastante resistente à ação de fungos e cupins.
• Essa madeira, muito presente no sul do Pará, é bastante procurada para a
fabricação de estantes, cadeiras, mesas e bases de sofá, sempre
identificada como uma ótima madeira para móveis de alto padrão.
• Por se tratar de uma das espécies atualmente ameaçadas de extinção, a
extração do mogno é cercada de regras rígidas. Essas restrições fizeram
com que a maioria dos materiais comercializados sob a marca “padrão
mogno” fossem compostos por madeiras de outras espécies, revestidos,
ao fim, por uma generosa camada dessa espécie nobre.
Itaúba

• Madeira muito presente nos trópicos (sobretudo no Norte no


Brasil), essa espécie é altamente resistente ao ataque de
organismos. A secagem deve ser natural, uma vez que a
secagem artificial pode facilitar o aparecimento de rachaduras
ao longo do uso.
Cumaru

• Trata-se da melhor madeira para móveis no quesito resistência (tanto ao desgaste por cupins
quanto à umidade). Entretanto, é difícil de ser trabalhada. A rigidez dessa madeira muito
encontrada no Norte do país explica por que seu uso é mais restrito à fabricação de pisos.
• A robustez torna essa madeira mais adequada à decoração de ambientes rústicos ou
industriais. Apesar de seu aspecto mais “imperial”, pode ser usado para móveis de sala
(como racks e estantes), especialmente em locais onde há predominância das cores marrom e
verde, situações em que a madeira de cumaru destaca o aspecto vivo da natureza.
Carvalho Americano
• Madeira dura e de moderada durabilidade; apesar da sua rigidez,
é considerada fácil de ser trabalhada, mas de difícil secagem.
Consegue juntar simplicidade e elegância em uma única peça, o
que justifica a razão pela qual as mesas de centro de carvalho
fazem tanto sucesso no mercado. Marrom, bege, castanho e mel
estão entre suas principais tonalidades.
• Apesar de sua beleza, esse material não possui grande
resistência a insetos. Se não houver um cuidado especial, a
madeira pode apresentar, no médio prazo, fendas e deformações.
• Para ampliar a durabilidade dos móveis em carvalho americano, é
preciso ter atenção para movimentá-los, levantando as peças em
vez de arrastá-las. Mantenha esses móveis também longe do
calor ou de panelas quentes.
Cedro

• Sua tonalidade marrom avermelhada transborda uma atmosfera de


conforto ao local, por isso, é excelente para móveis de sala. É uma
madeira versátil, fácil de serrar, lixar e parafusar, o que também facilita
o processo de montagem.
• Comum na América do Sul, essa madeira é marcada pela pouca
permeabilidade e secagem rápida. Sua resistência ao ataque de
insetos e microrganismos é considerada média.
• Com relação aos cuidados com o material, basta lembrar que a
aplicação de vernizes ou selantes transparentes são ótimas
estratégias para proteger o cedro da umidade e aumentar sua vida útil.
Pinus

• Material de reflorestamento (o que torna essa a melhor madeira


para móveis do ponto de vista ambiental), macia ao corte e de
textura fina. É resistente, durável, de alta qualidade e chama
atenção por sua tonalidade clara. Perfeita para compor o visual
de salas de estar, com de racks, estantes e prateleiras. Sua cor
suave é excelente para montar tendências clássicas ou retrô.
Pinho
• Rústico. Embora
valorizado pela beleza e
durabilidade, o material na
forma maciça tem um custo
mais alto quando
comparado com outros
tipos de madeira. É por isso
que a opção tem indicação
para quem realmente
deseja uma peça que possa
ser aproveitada no mesmo
ambiente por longos anos.
Freijó

• Madeira de superfície lustrosa, que pode


apresentar machas e estrias
enegrecidas. Contando com durabilidade
moderada aos ataques de fungos e de
insetos, o freijó é utilizado na confecção
de portas, venezianas, móveis de alta
qualidade, entre outros. De coloração
castanho-claro-amarelado, o freijó
também é muito usado em decoração
interna e acabamento.
Garapeira
• De grande dureza e resistência
natural a diversos fungos e
cupins, a garapeira é uma
madeira de origem brasileira
altamente utilizada tanto na
construção civil quanto em
decoração de alta qualidade.
Lustrosa e de cheiro
imperceptível, a garapeira
também é popularmente usada
em assoalhos.
Peroba Rosa
• Conhecida pela cor característica e
alta trabalhabilidade, a peroba rosa
está entre as mais utilizadas
madeiras no ramo da decoração.
Devido a seu aspecto rústico e sua
boa capacidade para acabamento,
a peroba rosa é usada em mesas e
cadeiras, portas e janelas,
permitindo ao marceneiro obter um
aspecto único no produto
desejado.
Madeira de demolição

• Carregada de história, a
madeira de demolição é retirada
de antigas construções e
transformada em pisos, painéis
e até móveis. Além de
sustentável, ela tem visual muito
bonito.
MDF
- Reflorestamento
- Fibras e resina
- Resistente e estável
- Torneado e entalhado
- Diversos acabamentos
- Resistente umidade
Laca
- Brilhante
- Fosca
- Riscos
- Caro
https://www.youtube.com/watch?v=YaU-Xy3DjsU

Laca
PARECE MAIS NÃO É

• Hoje em dia podemos encontrar fórmicas e


MDFs que imitam o efeito da Laca com
perfeição. Além de ser mais barato, são mais
práticos e fáceis de cuidar. Podemos
encontrar diversas opções de cores e
acabamentos no mercado.
MDP
- Partículas de madeira pinos e eucalipto
- Prensada
- Linhas retas
- Imperfeições
- Pouco resistente a umidade
Aglomerado
- Resíduos, serragem, cola e resina
- Prensada
- Revestimentos
- Baixa qualidade
Compensado
- Placas de madeira coladas
- Resistente a rachaduras, encolhimento e torção
- Grandes dimensões
OSB
- Tiras de madeiras perpendiculares
- Painel estrutural
- Resistente
Tecidos
Sintético
- Frio Inverno
- Quente Verão
- Resistente
- Fácil limpeza
- Alérgicos
Couro - Retém umidade
- Tato agradável
- Firme e macio
Chenille
- Aconchegante
- Difícil limpeza
- Grosso e retém calor
- Absorção
Jacquard
- Resistente
- Estampas
- Limpeza
- Retém pouca
umidade e calor.
- Conforto
Suede - Limpeza porém mancha
- Fresco
- Calor
Veludo - Confortável
Sarja - Refrescante
- Despojado
Acquablock
- Externo
- Impermeável
- Quente
Light Concept - Iluminação

Visita na próxima aula 15/09


• Toque final
• Vila das cores
• Light concept
Cortinas
CORTINAS
Rolô
Romana
Rolô
Painel
Duofold
Persiana
Horizontal
Persiana
Vertical
http://www.dicaslegais.net/cortinas-para-janelas-bay/
A= 30
B=15
C= peitoril
- Tecidos
- Tecidos
- Aluminio
- Madeira
Persiana Madeira
Persiana Alumínio
Persiana Silhouette
Persiana Romana
Persiana Rolô
Persiana Rolô Double Vision
Persiana Plissada
Persiana Celular
Cortina Painel
Tecidos Cortinas
- Voal
- Shantung
- Seda
- Solar
- Blackout
- Linho
- Sarja
Solar - Bloqueia o calor solar
Shantung
Paineis e Cobogós
Muxarabi
PAINEL PIVOTANTE
BRISE SOLEIL
Tapetes
Persa Shaggy Sisal Redondo
Aubusson Persa
Zili Kilim Tear
Sisal Shaggy
Redondo
Shaggy e lã
- Fofo
- Confortável
- Pelagem
Couro
- Decorativo
- Fino
- Sensação peculiar
Sisal
- Pratico
- Limpeza
- Desconfortável
Persa
- Sofisticado
- Decorativo
- Seda, lã e algodão
Kilim
- Decorativo
- Gráfico e abstrato
- Textura e sem pêlos
Aubusson
- Sofisticado
- Desenhos de paisagens
- Francês
CHANILLE
POSICIONAMENTOS
GESTALT
QUADROS
Ambientes funcionais e dinâmicos promovem o bem-estar dos usuários.
TAPETES
MÓVEIS ICÔNICOS E DECOR
FÁBRICA CARRERA
L. LISCIO
Surge para
substituir as
INDUSTRY
camas de Norte: uso da rede
ferro.
Três elementos:
cabeceira, peseira e
Antes: estrado
Camas
vendidas nos
“Jogos de Madeira torneada
dormitório:
cama,
criado-
mudo e guarda-
roupa”
JOAQUIM
TENREIRO Artesanal

Uso da
palhinha e
jacarandás

Núcleo
Bernadelli

Escala 1/10

1942-
Langenbach
& Tenreiro
Cadeira três pés
(jacarandá e
amendoim 1947)
B BERNARD RUDOFSKY
E
Prêmio MoMa NY

Materiais rústicos
= fibras de caroá,
cânhamo, etc)

Valores da terra

Programação visual
Easy Chair (Carvalho e Chintz Casa
& Jardim 1939)

https://www.youtube.com/watch?v=kEsBLD4rWdg
LINA BO
BARDI

Lina e Giancarlo
Palanti

Studio de Arte
Palma e a
Fábrica de
Móveis Pau
Brasil Ltda.

Cadeira
dobrável
(1947)
Michel Thonet
1796-1871

49
Cadeira bowl (1951)
Lina bo bardi

8
FÁBRICA DE MÓVEIS Z
– mais importante
que o notório
saber era o notório
fazer
MÓVEIS
BRANCO &
PRETO

http://etel.design/products/cre
ative/branco-and-preto
UNILABOR
L’ATELI
ER
– “Os clientes procuravam móveis
convencionais, com proporções,
com suportes em latão, enfim,
coisas simples e bem limpas (…).
Digamos que eram artigos bem
acabados, que trabalhavam a
madeira com carinho, como na
produção dinamarquesa”.
– Foi também Zalszupin que adotou
com pioneirismo a prática de
projetar em equipe, como formato
criativo da L’Atelier.
SERGIO
RODRIGUES
Cantu 91959)
Sérgio Rodrigues

42
MICHEL
ARNOULT
– Michel Arnoult idealizou a democratização do
design com a Peg Lev, criando um móvel em kit ,
fácil de montar e desmontar, entregue numa caixa e
pronto para levar do local de venda até a casa. Mais
tarde, ele firma seu conceito humanista com a
poltrona Pelicano pela qual ele ganha em 2003 o
prêmio Design do Museu da Casa Brasileira.
– A elegância das linhas da Peg Lev, a madeira nobre e
maciça, mas também o capricho nos detalhes da
costura do couro, fazem da Peg Lev uma poltrona
sempre atual e moderna.
MÓVEIS
HOBJETO

– Geraldo de Barros (1923-1998) na


década de 1950, inaugurou a
Cooperativa Unilabor e o Form-Inform,
o primeiro escritório de design
brasileiro. Pouco depois, em 1964, abriu
as portas da loja Hobjeto Móveis. Com
produção marcadamente geométrica e
simples, que dialoga com suas obras de
arte concretistas e abstratas,
aproximou-se da máxima “forma e
função” da escola alemã Bauhaus.
Passado tanto tempo, os produtos
mantêm o espírito superinovador.
FERNANDO E
HUMBERTO CAMPANA
– https://www.youtube.com/watch?v=PLD8pfI5aNU
Curt Herrmann (1902)
Henry Van De Velde

2
CADEIRA WASSILY (1925)
Marcel Breuer
3
4
MESA DE CENTRO NOGUCHI (1944)
Isamu Noguchi

5
UP-DONNA
Gaetano Pesci
6
Panton Chair (1968)
Verner Panton
7
Louis Ghost (2002)
Philippe Starck

9
Poltrona Husk (2012)
Patrícia Urquiola.

10
Poltrona Red and Blue (1917)
Gerrit Rietveld

11
Poltrona LC2 (1928)
Le Corbusier

12
Cadeira Mackintosh (1911)
Charles Rennie Mackintosh

13
Poltrona Barcelona
(1929)
Mies Van Der Rohe

14
Cadeira Tulipa (1955/1956)
Eeri Saarinen

15
E 670
Charles e Ray Eames

16
Cadeira Superleggera
(1957)
Gio Ponti

17
Cadeira Wiggle (1972)
Frank Ghery

18
Cadeira Aeron (1992)
Bill Stumpf e Don Chadwick

19
Cadeira Air Chair (1999)
Jasper Morrison

20
Cadeira Chair One (2003)
Konstantin Grcic

21
Poltrona Egg (1958)
Arne Jacobsen

22
23
Poltrona Swan (1958)
Arne Jacobsen

24
Poltrona Bolha (1962)
Eero Aarnio

25
Cadeira Eames
Eiffel (1948)
Charles e Ray
Eames

26
Cadeira BKF (Borboleta)
Grupo Austral
Antonio Bonet,
Juan Kurchan e

Jorge Ferrari-Hardoy

27
Cadeira Zigzag 1932
Gerrit Rietveld

28
Roque de Eileen Gray

29
Prince Chair(2002)
Louise Campbell

30
Street
Cláudio Matos Fonseca

31
Patrícia Urquiola (2008)
Tropicália

32
Ultra Bellini (1960)
Mario Bellini

33
Supernatural (2005)
Ross Lovegrove

34
Cadeira Curva (1960)
Joaquim Tenrrero

35
Umbrela Chair (2008)
Gaetano Pesce

36
Aaron Chair (1994)
Herman Miller

37
Cadeira Lucio Costa
Sérgio Rodrigues (1956)

38
Easy Chair (1970)
Oscar Niemeyer

39
Wire Dining Chair
Tom Dixon

40
Bertoia Bis
Harry Bertoia

41
Toy (1994)
Philippe Starck

43
Clover (2004)
Ron Arad

44
Daniella (2002)
Aristeu Pires Gramado

45
Cadeira Delta (1926)
Mart Stam

46
Lina (década de 1980)
Porfírio Valladares

47
Poltrona dinamarquesa (1959)
Jorge Zalszupin

48
FERNANDA DE MARQUES

51
52
KARIM HASHID

55
56
“Velux Sensual Metallic Blinds”

57

“Smart Ologic Living”


58
Banco baby Bit

59
Isay Weinfeld

60
61
IRMÃOS CAMPANA

FAVELA RED

62
63
ZAHA ADID
BANCO CREST

64
Manta Ray Duo for
Sawaya and Moroni by
Zaha Hadid

65
ZANINE DE ZANINE

Cadeira Trez 2013


Cadeira TISS 2013
Obras:
Cadeira Face 2015 Sofá Mucuri 2016
Obras:
Mesa Lateral Gota 2016 Cadeira I 1950
Obras:
Poltrona Mucuri 2016 Poltrona NANDA 2015
Obras:
Mesa Zina 2017
Poltrona Zina 2017
Obras:

Banco X 1950
Cadeira CROSS 2008
Obras:
Poltrona SKATE JR. 2012 Poltrona N 1950
Obras:
Espreguiçadeira Mucuri 2015 Poltrona e Puff Espasso 2014
Obras:

Poltrona QUADRI 2007 Poltrona MOEDA amarela 2010


Obras:

Banco REVISTEIRO 2014


Cortador de Pizza Riva 2013
MIES VAN DER ROHE
palaver

Patrícia Urquiola

liquefy

77
Nuez Lilo

Credenza

Gender

78
79
West Vilage
Sig Bergamin

80
Carlos Motta • Sofá maresias

81

Cadeira maresias sem braço


• Poltrona giratória radar • Poltrona alvorada

82
83
Philippe Starck

84
Cadeira Masters Allegra – Uma homenagem de Philippe a outros grandes designers mundiais
ESPREMEDOR JUICY SALIF
PHILIPPE STARCK
JADER ALMEIDA

Aparador Chan | Aparador Bizzet


JADER ALMEIDA

87
88

Banqueta Anna | Cadeira Anna


89
90
91
FRANK LLOYD WRIGHT

92
93
94
LINA BO BARDI
Poltrona Zig Zag, 1948

Casa Cirell 1950 95


96

Protótipo da poltrona Bowl, criada em 1950 em vime com estrutura de ferro tubular
97

Poltrona Tridente, de 1948, criada para o Studio Palma


98

Cadeira dobrável e empilhável desenhada em 1947 para o auditório do Masp da rua 7 de Abril Poltrona Bola
PAULO ALVES

Criado batalha naval – 2013 Criado Guaimbê


Mesa Bistrô Rodésia 100
Estante 22
101

Mesa de centro Ana


Estante divisória
Cadeira Eames de Balanço
103
Cadeira Eames aramado Cadeira Eames
104
BIBLIOGRAFIA

https://casaclaudia.abril.com.br/moveis-acessorios/15-objetos-classicos-
que-sao-tendencia/

http://www.casualmoveis.com.br/blog/post/quais-sao-os-100-objetos-de-
design-mais-iconicos-dos-ultimos-100-anos

http://fabricati.com.br/5-tendencias-para-2018/

http://blog.moveiscasaverde.com.br/tendencias-de-decoracao/#

Interesses relacionados