Você está na página 1de 56

LibreOffice Calc

Avançado

Daniel Tomaz Gomes da Silva


LibreOffice Calc Avançado

Instrutor:Daniel Tomaz Gomes da Silva

Celular: 81-86118089

E-mail: daniel@infopratica.net

"Não há um só efeito na natureza, nem mesmo o menor que existe, de modo que os teóricos
mais hábeis possam chegar sempre a uma compreensão total. Esta vã presunção de com-
preender tudo não pode ter outra base que não seja nunca compreender tudo. Porque al-
guém que tenha experimentado uma só vez a compreensão perfeita de uma só coisa, e
tenha verdadeiramente provado como se chega ao conhecimento, reconheceria que da in-
finidade de outras verdades nada compreende." (Trecho do livro: O Ensaidor - de Galileu
Galilei)

DANIEL TOMAZ 2
LibreOffice Calc Avançado

Índice

INTRODUÇÃO .......................................................................................................................5

CAPÍTULO 1 - ESTRUTURA DAS PLANILHAS..................................................................5

TELA DE EDIÇÃO ........................................................................................................................................................... 6

ENDEREÇO OU REFERÊNCIA ..................................................................................................................................... 9

ALÇA DE PREENCHIMENTO ..................................................................................................................................... 10

CAPÍTULO 2 - FÓRMULAS ................................................................................................11

Prioridade entre operações .............................................................................................................................................. 11

1) Operadores no Calc ..................................................................................................................................................... 11

Copiando Fórmulas .......................................................................................................................................................... 12

Nomeando Intervalos ....................................................................................................................................................... 13

Colar Especial ................................................................................................................................................................... 14

Agrupando Planilhas ....................................................................................................................................................... 16

VÍNCULOS COM OUTRAS PLANILHAS .................................................................................................................. 16

Calculando Datas e horas ................................................................................................................................................ 17

Principais Formatos de Data e Hora .............................................................................................................................. 18

CAPÍTULO 3 FORMATAÇÃO CONDICIONAL ..................................................................18

CAPÍTULO 4 – FUNÇÕES IMPORTANTES ......................................................................20

Função SOMARPRODUTO ........................................................................................................................................... 20

Função Lógica SE ............................................................................................................................................................ 20

Função OU()...................................................................................................................................................................... 24

Função E() ......................................................................................................................................................................... 24

Função HOJE ................................................................................................................................................................... 24

Função CONT.SE ............................................................................................................................................................. 25

Função CONTAR.VAZIO ............................................................................................................................................... 25

Função SOMASE ............................................................................................................................................................. 26

Função SEERRO .............................................................................................................................................................. 26

DANIEL TOMAZ 3
LibreOffice Calc Avançado

CAPÍTULO 2 - FUNÇÕES DE PROCURA E REFERÊNCIA .............................................29

PROCV NO LUGAR DO SE .......................................................................................................................................... 30

PROCV com CONCATENAR (duas chaves) ................................................................................................................ 32

Função PROCH ................................................................................................................................................................ 33

Função Indireto ................................................................................................................................................................ 33

CAPÍTULO 5 VALIDAÇÃO DE DADOS .............................................................................35

CAPÍTULO 6 PROTEÇÃO DE PLANILHAS E PASTAS ...................................................38

Protegendo o Arquivo ...................................................................................................................................................... 40

CAPÍTULO 7 PLANILHA COMO BANCO DE DADOS .....................................................40

Formulário ........................................................................................................................................................................ 41

Subtotais ............................................................................................................................................................................ 41

Tabela Dinâmica ............................................................................................................................................................... 43

CAPÍTULO 1 - MACROS ....................................................................................................45

Segurança de Macros ....................................................................................................................................................... 45

Construindo uma macro:................................................................................................................................................. 47

Limitações do gravador de macros ................................................................................................................................. 49

Executando uma macro ................................................................................................................................................... 49

Excluindo Macros ............................................................................................................................................................. 52

Visualizando o código escrito em LibreOffice Basic ..................................................................................................... 52

CAPÍTULO 8 - COMPARANDO CALC COM EXCEL ........................................................53

CAPÍTULO 9 ALGUNS ATALHOS DO CALC ...................................................................56

DANIEL TOMAZ 4
LibreOffice Calc Avançado

INTRODUÇÃO
O LibreOffice Calc é um programa que tem a finalidade básica de calcular dados. Você
digita na tela as informações sobre as quais deseja manter um acompanhamento e controle,
através do LibreOffice Calc você pode trabalhar esses dados tais como obter totais, calcular
fórmula, classificar informações e assim por diante.

Capítulo 1 - ESTRUTURA DAS PLANILHAS


O Calc possibilita a criação e edição de planilhas eletrônicas, pois permite:
• Aplicar fórmulas e funções a dados numéricos e efetuar cálculos;
• Aplicação de uma grande variedade de formatações (tipo, tamanho e coloração das
letras, impressão em colunas, alinhamento automático etc);
• Utilização de figuras, gráficos e símbolos;
• Movimentação e duplicação dos dados e fórmulas dentro das planilhas ou para
outras planilhas;
• Armazenamento de textos em arquivos, o que permite usá-los ou modificá-los no
futuro.
PLANILHA
Uma planilha é uma grande tabela, já preparada para efetuar cálculos, operações matemá-
ticas, projeções, análise de tendências, gráficos ou qualquer tipo de operação que envolva
números.
Cada planilha se compõe de colunas e linhas, cuja intersecção delimita as células:
COLUNAS
Estão dispostas na posição vertical e são identificadas da esquerda para a direita, come-
çando com A até Z. Depois de Z, são utilizadas 2 letras: AA até AZ, que são seguidas por
BA até BZ, e assim por diante, até a última.
LINHAS:
Estão dispostas na posição horizontal e são numeradas de 1 até 1.048.576. Portanto, a
intersecção entre linhas e colunas gera milhões de células disponíveis.
GUIAS OU ABAS DAS PANILHAS
O Calc se apresenta como uma pasta com várias planilhas, às quais se tem acesso por
meio do botão Inserir Planilha no canto inferior esquerdo da tela.

Basta clicar nas abas para passar de uma planilha para outra, dentro de um mesmo arquivo.
A guia da planilha em que se está trabalhando é a ativa (ou atual) ficando sempre em des-
taque.
DANIEL TOMAZ 5
LibreOffice Calc Avançado

PARA CRIAR UMA NOVA PASTA DE TRABALHO


Clicar no Menu "Arquivo", "Novo" e em "Planilha".

TELA DE EDIÇÃO
O Calc aparece sob a forma de uma janela como uma pasta com uma planilha eletrônica,
pronta para ser usada.

A TELA INICIAL DO CALC É COMPOSTA POR VÁRIOS ELEMENTOS:


Barra de Título
Apresenta o nome do arquivo e o nome do programa, que em nosso caso LibreOffice Calc

Calc; estão também na barra de títulos 3 botões no canto superior direito os


quais são minimizar, maximizar / restaurar e fechar a janela do programa.
Barra de Menus
Apresenta os menus suspensos onde estão as listas de todos os comandos e funções
disponíveis do programa, com as seguintes opções:
Arquivo - Editar - Exibir - Inserir - Formatar - Ferramentas - Dados - Janela – Ajuda
DICA: Para escolher um comando do menu, deve-se dar um clique no nome desejado ou
pressionar a tecla a tecla <Alt> juntamente com a letra sublinhada em cada item do Menu.

Barra de Ferramentas
Apresenta os comandos mais usados. Possibilita salvar arquivo, abrir arquivo, imprimir,
copiar, recortar e colar. Verá inicialmente a barra padrão com os camandos salvar, abrir,
etc... e a barra de formatação que possui comandos como Negrito, os Alinhamentos, etc...

DANIEL TOMAZ 6
LibreOffice Calc Avançado

Para ativar/desativar outras barras de ferramentas clique no menu Exibir – Barras de


Ferramentas, e escolha a barra desejada clicando nela para ativá-la.

Barra de Fórmulas
Possui 2 campos, no primeiro está a identificação da célula ativa ou o intervalo de células.
No segundo está o conteúdo da célula, o qual pode ser um texto, um número ou uma fór-
mula.

Barra de Status
Apresenta o número de páginas / total de páginas, o valor percentual do Zoom e outros
dados. Está na parte inferior da planilha.

Barra Lateral
DANIEL TOMAZ 7
LibreOffice Calc Avançado

Localizada no canto direito da tela com alguns atalhos para comandos interessantes
como: Estilos, Inserir Funções, Navegador, Galeria de Imagens e Propriedades.
1. Para adicionar um botão a uma barra de ferramentas:
Abra o menu de contexto da barra de ferramentas, selecione Botões visíveis e escolha
os botões que deseja mostrar.
2. Para adicionar um botão à lista de botões visíveis:
3. Escolha Ferramentas - Personalizar e clique na guia Barras de ferramentas.
4. Na caixa Barras de ferramentas, selecione a barra de ferramentas que você de-
seja alterar.
5. Clique em Adicionar comandos, selecione o novo comando e, em seguida, clique
em Adicionar.
6. Caso deseje, poderá rearrumar a lista Comandos , ao selecionar um nome de co-
mando e clicar em Mover para cima ou Mover para baixo.
7. Clique em OK.

DICA: Ative mais botões para personalizar sua barra com comandos importantes como
por exemplo o botão: Localizar e substituir – Que procura ou substitui textos ou forma-
tos no documento atual.

DANIEL TOMAZ 8
LibreOffice Calc Avançado

É só clicar com o botão direito do mouse em cima de qualquer outro botão, escolher a opção
botões visíveis, e clicar no botão desejado para inclui-lo na sua barra de ferramentas.

ENDEREÇO OU REFERÊNCIA
Cada planilha é formada por linhas numeradas e por colunas ordenadas alfabeticamente,
que se cruzam delimitando as células. Quando se clica sobre uma delas, seleciona-se a
célula.
Células: corresponde à unidade básica da planilha.
Célula Ativa: É a célula onde os dados serão digitados, ou seja, onde está o cursor no
instante da entrada de dados. Dá-se o nome Endereço ou Referência ao conjunto das co-
ordenadas que uma célula ocupa em uma planilha. Por exemplo: a intersecção entre a co-
luna B e a linha 4 é exclusiva da célula B4, portanto é a sua referência ou endereço. A fi-
gura abaixo mostra a célula B4 ativa (ou atual, ou selecionada), ou seja, o cursor está na
intersecção da linha 4 com a coluna B. (Notar que tanto a linha 4 como a coluna B desta-
cam-se em alto relevo).

DANIEL TOMAZ 9
LibreOffice Calc Avançado

DICA: Ative mais botões para personalizar sua barra com comandos importantes como
por exemplo o botão: Localizar e substituir – Que procura ou substitui textos ou forma-
tos no documento atual.
É só clicar com o botão direito do mouse em cima de qualquer outro botão, escolher a opção
botões visíveis, e clicar no botão desejado para inclui-lo na sua barra de ferramentas.

ALÇA DE PREENCHIMENTO

Marca existente no canto inferior direito da célula que é usada para copiar e criar seqüên-
cias, para isso, basta seguir algumas regras para o preenchimento.
Ex:
Ao digitar o valor 1 na célula A1 e arrastar o canto inferior direto da
célula até A5, o Calc segue seqüência.
Mantenha pressionada a tecla Ctrl e arraste o canto inferior direito se
desejar copiar os valores.
As células serão preenchidas com o padrão aritmético reconhecido nos
números. Para isso, o usuário digita na célula A1 e A2 os valores 1 e 3
respectivamente, seleciona as células e arrasta o canto inferior direito da
célula.
Caso o usuário digite em uma célula meses, dias da semana ou data o LibreOffice Calc
também segue seqüência.

DANIEL TOMAZ 10
LibreOffice Calc Avançado

Você pode dar dois cliques na alça de preenchimento para preencher automaticamente
todas as colunas vazias do bloco de dados atual. Por exemplo, primeiro insira Janeiro em
A1 e arraste a alça de preenchimento para baixo até A8 para ter os oito meses na primeira
coluna. Em seguida, insira os valores em B1 e C1. Selecione as duas células e clique duas
vezes na alça de preenchimento. O bloco de dados B1:C8 será preenchido automatica-
mente.

Capítulo 2 - FÓRMULAS
Uma fórmula é uma equação que efetua cálculos em uma célula. Pode-se criar fórmulas
que efetuam operações matemáticas (adição, subtração, multiplicação) ou que comparem
valores (maior que, menor que).
Prioridade entre operações

Para efetuar qualquer combinação de cálculos sempre é necessário lembrar que o Calc
obedece a prioridade entre as operações.
Assim sendo, multiplicação e/ou divisão têm prioridade em relação à soma e/ou subtra-
ção.
Exemplo: Como obter a média entre 5 + 6 + 9 ?
Se a fórmula for digitada assim: =5+6+9/3, o que acontecerá?
O Calc primeiramente irá dividir 9 por 3 e, depois, somará o resultado com os demais nú-
meros. O resultado será 14, o que, obviamente não corresponde à média.
Portanto, para obter o resultado correto, deve-se envolver a soma por parênteses: =(5 + 6
+ 9)/3
Assim, primeiramente será calculado o que está dentro dos parênteses e, depois, o resul-
tado será dividido por 3.
O LibreOffice Calc Calc trabalha com os seguintes operadores matemáticos em fórmulas:
1) Operadores no Calc
Você pode usar os operadores a seguir no Calc:
a. Operadores Matemáticos
Esses operadores retornam resultados numéricos.

DANIEL TOMAZ 11
LibreOffice Calc Avançado

b. Operadores comparativos
Esses operadores retornam Verdadeiro ou Falso. (Muito utilizados na função Se)

c. Operadores de texto
O operador combina seções de texto com o texto por inteiro.

d. Operadores de referência
Esses operadores vinculam intervalos de células.

Segundo a precedência de operadores (ordem de cálculos) temos:


1°) O que estiver entre parênteses;
2°) Exponenciação
3°) Multiplicação e divisão
4°) Soma e subtração
Copiando Fórmulas
Ao copiar uma Fórmula, o Calc não reproduz exatamente como sua origem, há um ajuste
nos itens variáveis, isto é, nos nomes das células. O critério utilizado para efetuar esta
mudança é relativo ao deslocamento desta célula copiada.
A B C
1 B1 C1
DANIEL TOMAZ 12
LibreOffice Calc Avançado

2 B2 C2
3 =B2+B1 =C2+C1

Existem momentos em que estes tipos de ajustes automáticos se tornam inconvenientes


acarretando um erro. Para resolver esses problemas, células em Fórmulas quando copia-
das não devem ser alteradas tornando seus endereços fixos ou absolutos (integral ou par-
cialmente). Para criarmos uma referência absoluta, colocamos antes da letra da coluna,
do número da célula, ou de ambos, um cifrão ($). Coloque o sinal de moeda na frente da
coordenada que você quer que seja absoluta. Por exemplo, suponha que você use a refe-
rência A5 em uma fórmula e depois copie a referência em outra célula.
Veja como a fórmula mudará quando ela for movida, dependendo de como você introdu-
ziu a referência de célula:
REFERÊNCIA QUANDO COPIADA
A5 A coluna e a linha mudarão (relativa)
$A$5 A célula A5 será sempre referenciada (absoluta)
$A5 A coluna A será sempre referenciada, mas a linha mudará (mista)
A$5 A linha 5 será sempre referenciada, mas a coluna mudará (mista)

Nomeando Intervalos
Numa fórmula podemos também utilizar nomes no lugar de uma referência. O nome é uma
palavra ou seqüência de caracteres que representa uma célula, intervalo de células, fórmula
ou valor constante. Facilita a compreensão de nomes, como Produtos, para se referir a
intervalos de difícil compreensão, como Vendas!C20:C30.

Para atribuir um nome a uma célula ou intervalo de células, de forma rápida, siga os se-
guintes passos:
1. Selecione a célula ou intervalo de células que deseja nomear Ex.:
Plan1.A1
2. Clique na caixa de nome localizada antes da barra de formulas e
digite o nome que deseja atribui a esta célula e tecle Enter. (Lem-
brando que este nome não deve coincidir com nenhuma referên-
cia válida do Excel. Ex.: a1, z1000, az10000, etc...)
3. Está pronto, toda vez que precisar utilizar a referência: Plan1.A1, em qualquer
fórmula basta digite o nome dado ao intervalo. Ex.: =nome1+nome2
Se precisar editar os nomes criados, ou até excluí-los terá que clicar na seta da caixa de
nome e selecionar: Gerenciador de Nomes , e depois escolher a opção excluir , pois a
caixa de nome é só atalho rápido apenas para criar esses nomes.

DANIEL TOMAZ 13
LibreOffice Calc Avançado

Observação Você não pode nomear uma célula enquanto estiver alterando o conteúdo da
mesma.

Colar Especial

Você pode copiar e colar o conteúdo ou os atributos de células específicos (como fórmulas,
formatos ou comentários) da Área de Transferência em uma planilha usando o comando
Colar Especial.

1. Em uma planilha, selecione as células que contêm os dados ou os atributos a serem


copiados.
2. Clique em Copiar .
3. Selecione a célula superior esquerda da área de colagem.
4. Na Guia Página Inicial, no grupo Área de Transferência, clique em Colar e em
Colar Especial.
5. Na caixa de diálogo Colar Especial, em Colar, siga um destes procedimentos:

 Para colar dados estáticos, clique no atributo dos dados copiados desejados.

DANIEL TOMAZ 14
LibreOffice Calc Avançado

Clique nesta
opção Para
Tudo Colar todo o conteúdo e a formatação da célula.
Fórmulas Colar somente as fórmulas inseridas na barra de fórmulas.
Valores Colar apenas os valores exibidos nas células.
Formatos Colar apenas a formatação das células.
Anotações Colar somente os anotações anexados à célula.
Validação Colar regras de validação de dados das células copiadas para a
área de colagem.

6. Siga um destes procedimentos, conforme necessário:

 Para combinar matematicamente o conteúdo da área de cópia com o conte-


údo da área de colagem, em Operação, especifique a operação matemática
que você deseja aplicar aos dados copiados.

Clique nesta op-


ção Para
Nenhum Colar o conteúdo da área de cópia sem uma operação mate-
mática.
Adicionar Adicionar os valores na área de cópia aos valores na área de
colagem.
Subtrair Subtrair os valores na área de cópia dos valores na área de
colagem.
Multiplicar Multiplicar os valores na área de colagem pelos valores na área
de cópia.
Dividir Dividir os valores na área de colagem pelos valores na área de
cópia.

DANIEL TOMAZ 15
LibreOffice Calc Avançado

 Para trocar colunas de dados copiados por linhas, ou vice-versa, selecione


Transpor.
 Para deslocar os dados após a colagem, escolha a opção Para Baixo ou à
direita.
7. Se quiser vincular os dados colados aos dados originais, clique em Vincular
Quando você cola um vínculo para os dados que copiou, o Calc insere uma referên-
cia absoluta à célula copiada ou ao intervalo de células no novo local.

DICA: Para copiar fórmula rapidamente clique duas vezes na hora de arrastar a alça de
preenchimento.

Agrupando Planilhas
Para realizar alterações em várias ao mesmo
tempo, você pode utilizar o agrupamento de plani-
lhas. Para agrupar planilhas selecione as guias
das planilhas que deseja agrupar (se estiverem
sem sequência utilize a tecla SHIFT, caso contrário
utilize a tecla CTRL). A partir desse momento to-
das as alterações realizadas na planilha atual
como formatação, inserir linhas, textos, etc, estará
sendo aplicado em todas as que foram agrupadas.
Para cancelar esse agrupamento, clique em qual-
quer planilha não selecionada. Se não houver uma planilha não selecionada visível, clique
com o botão direito do mouse na guia de uma planilha selecionada e clique Desfazer sele-
ção de todas as planilhas
.DICA: Para copiar uma planilha rapidamente, arraste a guia com a tecla CTRL pressio-
nada.

VÍNCULOS COM OUTRAS PLANILHAS

Podemos vincular uma célula à outra célula localizada em outra


planilha ou arquivo.

Ex.: Na planilha montada para obter o resultado final do desempenho


da empresa, podemos buscar de outras planilhas os dados
específicos, como por exemplo, o total de faturamento da planilha de
vendas, o estoque final da planilha de controle de estoques, etc.

Para vincular uma célula à outra célula:


Coloque o = e clique na célula que deseja vincular. Observe na figura ao lado que estamos
vinculando o total da célula F8 com a célula F1.

Para vincular uma célula à outra célula em outra planilha:


O procedimento é bem semelhante a vincular células, com o diferencial que a informação
está em outra planilha. Ao realizar esses vínculos, observe que sua fórmula irá apresentar

DANIEL TOMAZ 16
LibreOffice Calc Avançado

o nome da planilha de onde esta a informação vinculada precedido de um . (ponto),


indicando que o dado vem de outra planilha.
Ex.: =Vendas.F8
Lembre-se de que ao clicar no local (planilha e célula) que deseja vincular, teclar enter para
voltar automaticamente ao lugar onde está realizando a fórmula.

Calculando Datas e horas


Uma data é nada mais que um número. Mais precisamente, uma data é um número de
série que representam o número de dias transcorridos desde a data fictícia de 31 de de-
zembro de 1899. Logo, um número de série 1 corresponde a 31 de dezembro de 1899. O
número 2 corresponde a 1 de Janeiro de 1900, e assim por diante, até o ponto em
que 2.958.465 corresponde a 31 de Dezembro de 9999.
Mesmo que você digite 22/08/2010, 22-ago-2010 ou 22 de agosto de 2010, essa data é
armazenada como o número de série 40412. Mas, independentemente do formato, o nú-
mero de série da data é 40412.
Haverá uma exceção se você usar um formato não reconhecido como data pelo Calc. Por
exemplo, se tiver digitado agosto-22, 2010 ou 8,22,10, o Calc poderá armazenar essas
informações como texto sem formatação e não como um número de série. Lembre-se então
de digitar as datas utilizando o hífen ou traço para separar Dias, Meses e Anos.
Armazenar datas como números de série permite que o Calc realize a aritmética de datas.
Para encontrar o número de dias entre duas datas, por exemplo, o Calc subtrai um número
de série do outro.
Para saber que dia, mês e ano um número de série situa, basta escrever um número na
Planilha e em seguida formatar a célula como data. Obviamente, se 1 corresponde a um
dia, 0.5 corresponde à 12 horas e:
Uma hora é equivalente a 1/24
Um minuto é equivalente a 1/(24*60)
Um segundo é equivalente a 1/(24*60*60)
Número de dias entre duas datas
Imagine que hoje é 9 de junho de 2010. Suas férias começam em 21 de agosto de 2010, e
você deseja descobrir quantos dias faltam para as férias. Para fazer o cálculo, digite uma
fórmula simples em uma célula vazia: =A3-A2
Há 73 dias entre as duas datas. Você pode usar as datas em uma fórmula porque o Calc
reconhece os valores nas células A2 e A3 pelo formato e os armazena como números de
série. O Calc subtrai o número de série para 9/6/2010 do número de série para 21/9/2010:
40411 menos 40338 = 73. O sinal de igual (=) informa ao Calc que se trata de uma fórmula.
O operador de sinal de menos (-) instrui o Calc a subtrair um valor do outro. A3 e A2 são
as referências de célula que estão relacionadas aos valores nessas células.

DANIEL TOMAZ 17
LibreOffice Calc Avançado

Principais Formatos de Data e Hora


Para exibir Use este código
Meses como 1–12 m
Meses como 01–12 mm
Meses como jan–dez mmm
Meses como janeiro–dezembro mmmm
Meses como a primeira letra do mês mmmmm
Dias como 1–31 d
Dias como 01–31 dd
Dias como dom–sáb ddd
Dias como domingo–sábado dddd
Anos como 00–99 aa
Anos como 1900–9999 aaa ou aaaa
Horas como 0–23 H
Horas como 00–23 Hh
Minutos como 0–59 M
Minutos como 00–59 Mm
Segundos como 0–59 S
Segundos como 00–59 ss
Horas como 4 AM h AM/PM
Hora como 4:36 PM h:mm AM/PM
Hora como 4:36:03 P h:mm:ss A/P
Tempo transcorrido em horas; por exemplo, 25:02 [h]:mm
Tempo transcorrido em minutos; por exemplo, 63:46 [mm]:ss

DICA: Para criar um formato personalizado, como por exemplo digitando apenas o nú-
mero 1 o Excel apresente o seguinte formato: 0001-Excel, faça o seguinte: na opção Per-
sonalizado, dentro da formatação dos números, em Tipo digite o seguinte código de for-
matação: 0000”-Excel”, onde os zeros representam os algarismo desejados e o texto
que aparecerá junto ao número sempre entre aspas.

Experimente criar formatos personalizados para CNPJ, ou algum código que precise utili-
zar com freqüência e economize tempo na digitação de alguns caraceres.

Capítulo 3 Formatação Condicional


Às vezes é necessário formatar uma ou mais
células, de acordo com seu preenchimento ou
de outras células. Por exemplo, é possível fazer
com que células que tenham valores inferiores
a certo limite, fiquem com a cor da fonte ou te-
nham um sombreamento diferente.
Clique no Menu Formatar e em seguida Forma-
tação Condicional e escolha a opção Condi-
ção Será apresentada a janela ao lado. No
nosso exemplo definimos uma cor para o inter-
valo entre 500 e 1000, para a coluna das quan-
tidades conforme exemplo abaixo:
DANIEL TOMAZ 18
LibreOffice Calc Avançado

A B C D E F
1 item produto qtde preço unitario total Vendedor
2 $ R$
1 arroz 1200 80,00 96.000,00 Daniel
3 $ R$
4 farinha 500 60,00 30.000,00 Kleiber
4 $ R$
2 feijáo 300 50,00 15.000,00 Daniel
5 $ R$
3 macarrao 800 80,00 64.000,00 Kleiber
6 $ R$
7 milho 500 100,00 50.000,00 Daniel
7 $ R$
6 soja 450 90,00 40.500,00 Kleiber
8 R$ R$
5 trigo 211 30,00 6.330,00 Daniel

Para escolher a formatação a ser aplicada no Calc, será necessário criar um novo estilo
na opção aplicar estilo com essas configurações o qual você poderá dar um nome se
preferir, conforme tela abaixo:

Lembre-se de selecionar antes as informações a serem formatadas.


Além da formatação utilizada no exemplo anterior, temos mais opções com efeitos, cores,
e regras pré-definidas como:
 Escala de Cores: Onde temos as cores variando de acordo com os valores.
 Barras de dados: Criam barras semelhantes as dos gráficos nas próprias células.
 Conjunto de ícones: Apresentam diversos símbolos como setas, faróis, etc, condi-
cionados aos valores escolhidos.
 Data: Com opções de data já pré-definidas.

DICA: No Calc você pode configura diversos Estilos personalizados de célula e de pá-
ginas para formatar uma planilha mais rapidamente.

Editando formatos condicionais

Obs: Ao aplicar uma formatação, para editar alguma de suas configurações Clique no Menu
Formatar e em seguida Formatação Condicional e escolha a opção Gerenciar onde po-
derá realizar as seguintes ações além de alterar suas regras:
 Criar novas formatações;
DANIEL TOMAZ 19
LibreOffice Calc Avançado

 Excluir Formatações;
 Alterar a ordem de prioridades das formatações.

Capítulo 4 – FUNÇÕES IMPORTANTES

Função SOMARPRODUTO
Use a função SOMARPRODUTO para Multiplicar os componentes correspondentes nas matrizes
fornecidas e retorna a soma destes produtos.
Sintaxe: =SOMARPRODUTO(MATRIZ1;MATRIZ2)
A B C
1 PRODUTOS PREÇOS QTD FILIAL 1
2 Caneta R$ 10,50 2
4 Lápis R$ 9,00 3
5 Clips R$ 7,00 5
6 Régua R$ 6,50 6
7 =SOMARPRO-
TOTAL DUTO(B2:B6;C2:C6)
No Exemplo acima queremos saber o total da das vendas desses pedidos, entretanto como naõ pos-
suímos a coluna que multiplica o preço pela quantidade, utilizaremos a função SOMARPRODUTO,
para chegarmos ao total, onde a mesma realizará a multiplicação e a soma dos resultados. Na célula
C7, será digitada a seguinte fórmula: =SOMARPRODUTO(B2:B6;C2:C6)

LEMBRETE: Os argumentos da matriz devem ter a mesma dimensão. Se não tiverem, SOMAR-
PRODUTO fornecerá o valor de erro #VALOR!.

Função Lógica SE

DANIEL TOMAZ 20
LibreOffice Calc Avançado

Use a função SE para conduzir testes condicionais sobre valores e fórmulas e para efetuar ramifica-
ções de acordo com o resultado deste teste. O resultado do teste determina o valor retornado pela
função SE. A função SE tem a seguinte sintaxe:
SE (teste lógico; valor se verdadeiro; valor se falso)
 Teste lógico - é qualquer valor ou expressão que pode ser avaliada como VERDA-
DEIRO ou FALSO.
 Valor se verdadeiro - é o valor fornecido se o teste lógico for VERDADEIRO. Se o
teste lógico for VERDADEIRO e valor se verdadeiro for omitido, o valor VERDA-
DEIRO será fornecido.
 Valor se falso - é o valor fornecido se o teste lógico for FALSO. Se teste lógico for
FALSO e valor se falso for omitido, o valor FALSO será fornecido.

Para entender bem esta função precisamos começar pelo detalhamento do Teste Lógico:
O Teste que estamos tratando se trata simplesmente de uma comparação de duas informações, apre-
sentando o resultado dessa comparação com o nome Verdadeiro ou Falso.
Como exemplo digite em qualquer célula o seguinte =2>3 e perceberá que ao dar Enter o Excel
mostrará o resultado Falso, pois 2 não é maior que 3. Percebemos assim que podemos comparar
qualquer informação no Excel sendo Números, Textos, Células, Fórmulas, etc, entre sim, usando os
símbolos de comparação abaixo descritos:

 Os operadores de comparação (comparam dois valores e geram o valor lógico


VERDADEIRO ou FALSO. )
Se no A1 digitarmos 1 e no B2 digitarmos 2 teremos os seguintes resultados:

Operador Descrição

= Inicio de fórmula ou igualdade.

Ex. =A1=B2 (Obtemos o falso)

> Maior que.

Ex. =A1>B2 (Obtemos o verdadeiro)

< Menor que.

Ex. =A1<B2 (Obtemos verdadeiro)

>= Maior ou igual a.

Ex. =A1>=B2(Obtemos o falso)

DANIEL TOMAZ 21
LibreOffice Calc Avançado

<= Menor ou igual a.

Ex. =A1<=B2(Obtemos verdadeiro)

<> Diferente. (não igual a)

Ex. =A1<>B2(Obtemos verdadeiro)

DICA: Sempre que for usar texto numa fórmula utilize o mesmo de ser colocado entre “aspas”.

Como o teste lógico só apresenta o resultado Falso ou Verdadeiro, e queremos outro resultado, como
por exemplo um número, é nesse momento que iremos utilizar a função SE, para pegar esse resultado
do texto e retornar qualquer informação que desejarmos como Números, Textos, Células, Fórmulas,
etc,

Exemplo:
Usando a planilha de despesas pessoais vamos acrescentar uma célula para armazenar o valor da
receita familiar e uma célula para observação. A célula de observação irá conter apenas um de dois
valores Despesas acima do orçamento ou Despesas sobre con-
trole.
Faça as alterações de acordo com a figura abaixo, para acompa-
nhar a resolução do nosso exemplo.

Agora com a planilha adaptada para o exemplo siga as etapas:


 Selecione a célula B11 e clique no botão Colar função
da barra de ferramentas.
 Na caixa de diálogo, escolha a categoria Lógica e o nome da função SE. Clique no botão OK
para prosseguir.
 No argumento teste lógico digite C9>C10.
 No argumento valor se verdadeiro digite “Despesas acima do orçamento”.
 No argumento valor se falso digite “Despesas sobre controle”.
 Pronto! Clique no botão OK para finalizar.
Clique na célula B11 que contém o resultado e observe a sintaxe final da função: =SE(C9>C10;"Des-
pesas acima do orçamento";"Despesas sobre controle")
Altere os valores das despesas para ultrapassar a receita familiar e a célula de observação será atuali-
zada automaticamente.

Outro exemplo das função “se”

DANIEL TOMAZ 22
LibreOffice Calc Avançado

No exemplo acima queremos calcular o valor do salário-família de cada funcionário. Sabermos que
o valor do salário-família não é o mesmo para todas as faixas salariais. Atribuiremos para fins didá-
ticos dois valores de salário-família, R$ 10,00 por dependente para quem ganha até R$ 500,00 e R$
3,00 por dependente para quem ganha acima de R$ 500,00.

Qual deve ser a fórmula a ser inserida na célula E4 e depois copiada para baixo.

Observe que para quem tem o salário-base maior que R$ 500,00 o salário-família deve ser o número
de dependentes vezes R$ 3,00, que é o salário-família correspondente a faixa salarial, entretanto se o
salário-base não é maior que R$ 500,00, o salário-família é igual ao número de dependentes vezes
R$ 10,00.

Então, clique na célula E4 e digite:

=SE(C4>500;D4*3;D4*10)

Existem ainda muitas formas de se usar a função “se”, por exemplo, podemos ter funções aninhadas,
ou seja uma função dentro da outra, veja o exemplo abaixo:

Tomando como base uma planilha escolar em que temos agora as situações Aprovado/Recupera-
ção/Reprovado, observe a solução ainda usando a função “se”.

Tabela de situações Nota Situação


Média < 4 Reprovado
4 <= Média <7 Recuperação
Média >= 7 Aprovado

Clique na célula H4 e digite a fórmula:

=SE(F4<4;”REPROVADO”;SE(F4<7;”RECUPERAÇÃO”;”APROVADO”))

DANIEL TOMAZ 23
LibreOffice Calc Avançado

Agora altere as notas e veja que deu tudo certo!

Outras funções lógicas importantes: E() e OU()

Elas são muito importantes pois permitem enriquecer o uso da função “se”. Estudaremos a planilha
abaixo e veremos uma aplicação das funções e()/ou().

Definiremos para fins didáticos que as situações possíveis são Aprovado/Recuperação, as condições
de Aprovação sejam: Ter média maior ou igual a 7 e ter menor de 4 faltas.

Função OU()

Sintaxe =OU(Condição1;Condição2;Condição3;.......)

Basta uma das condições ser verdadeira que o conjunto é VERDADEIRO.


Quando todas as condições são falsas, retorna o valor FALSO.
Função E()

Sintaxe =E(Condição1;Condição2;Condição3;.......)

Basta uma das condições ser falsa que o conjunto é FALSO.


Quando todas as condições são VERDADEIRAS, retorna o valor VERDADEIRO.
Então, para resolver nosso problema faremos assim:
Clique na célula H4 e digite a fórmula:
=SE(E(F4>=7;G4<4);”Aprovado”;”Recuperação”)
Ou ainda
=SE(OU(F4<7;G4>=4);”Recuperação”;”Aprovado”)

Função HOJE
Sintaxe: =HOJE()
DANIEL TOMAZ 24
LibreOffice Calc Avançado

Esta fórmula insere a data automática em uma planilha.


Esta fórmula é digitada precisamente como sua Sintaxe. Você só precisa colocar o cursor no local
onde deseja que fique a data e digitar =HOJE() e ela colocará automaticamente a data do sistema.

Função CONT.SE
Sintaxe: =CONT.SE(INTERVALO; CRITÉRIO)

Agora você possui uma planilha onde tem o nome dos alunos e as suas médias. E
você desejasse agora saber quantos alunos tiraram médias maior e igual a 9. Veja o
exemplo:
A B
1 ALUNO MÉDIAS
2 João 7
3 Maria 10
4 Márcio 6
5 Deborah 8
=CONT.SE(B2:B5;”>=9”)
Onde:
 (B2:B5) – refere-se ao endereço das células onde você desejar contar.
 O ponto-e-vírgula (;) é utilizado como parte da sintaxe para separar as partes (argu-
mentos) da função.
 “>=9” – refere-se à condição, ou seja, esta fórmula só irá contar às células que contêm
valores maiores ou igual a 9.
 Siga a sintaxe, substituindo apenas os endereços e a condição para contar.
 Depois das aspas você digita a condição. Pode ser também texto, independente de
texto ou valor, deve-se colocar entre as aspas.
Exemplo: =CONT.SE(C2:C5;”APROVADO”)
Neste exemplo ele contará apenas às células que contêm a palavra Aprovado.
DICA: Para utilizar vários critérios utilize a função CONT.SES

Função CONTAR.VAZIO
Sintaxe: =CONTAR.VAZIO(INTERVALO)
A função Contar.Vazio serve para contar às células que estão vazias.
Exemplo: Você gostaria de saber quantos alunos estão sem a média
A B
1 ALUNO MÉDIAS
2 João
3 Maria 10
4 Márcio
5 Deborah 8
6 Marta 10
7 Andréa
=CONTAR.VAZIO(B2:B7)
Onde:
DANIEL TOMAZ 25
LibreOffice Calc Avançado

=CONTAR.VAZIO – é o nome da fórmula


(B2:B7) – refere-se ao endereço das células

Função SOMASE
Sintaxe: =SOMA.SE(INTERVALO; CRITÉRIO;INTERVALO SOMA)

Soma um intervalo de células mediante a condição estabelecida


Exemplo:
Você gostaria de soma as faturas que foram pagas.
Então você tem uma planilha onde na coluna A você coloca o nome do cliente, na co-
luna B o valor da fatura e na coluna C, a situação se foi paga ou não.
Você gostaria de somar somente as faturas que estivessem pagas, assim você saberia
o quanto já recebeu. Logo a fórmula seria a seguinte:

A B C
1 CLIENTE VALOR SITUAÇÃO
2 Bemol 150 PG
3 TV Lar 250
4 MS Casa 350 PG
5 Ótica Avenida 180
6 Marta 250 PG
7 Andrea 190 PG
Valor Recebido =SOMASE(C2:C7;”PG”;B2:B7)
Onde:
 =SOMASE é o nome da fórmula
 C2:C7 – refere-se ao endereço inicial e final de células onde você digita a palavra PG,
especificando se está paga ou não.
 “PG” – é o critério para somar, ou seja, só somará se neste intervalo de células de C2
até C7, conter alguma palavra PG. O critério deverá sempre ser colocado entre aspas.
 B2:B7 – refere-se ao intervalo de células onde será somado, mediante a condição, ou
seja, ele somará somente aqueles valores que na coluna C você digitou PG.

Função SEERRO

Alguma vez já aplicou funções e as mesmas retornaram algum tipo de erro? Acha que estas
expressões causam uma má imagem à tabela? Pois saiba que existe uma forma de evitar-
mos essa situação apenas com a utilização de uma fórmula específica para este fim. A
função SEERRO serve para adicionar uma expressão ou símbolo para aparição na célula
que resultar em erro.

Muitos usuários pecam ao realizar operações de divisão com células contendo o número
zero ou com células em branco, o que acaba resultando em uma expressão de erro, co-
nhecida pela simbologia #DIV/0!. Existem outros tipos de erro como #N/D, #VALOR!,
#REF!, #DIV/0!, #NÚM!, #NOME? ou #NULO!, todos aceitos para aplicação da função. No

DANIEL TOMAZ 26
LibreOffice Calc Avançado

seu banco de funções, o Excel dispõe de uma fórmula responsável pela escolha, designa-
ção de um símbolo, número ou palavras para serem retornados caso ocorra erro no cálculo.
Esta função pode ser utilizada juntamente com qualquer outra, pois, caso o valor do cálculo
retornar de forma correta, a função SEERRO não será aplicada. Em sua estrutura de dados,
esta se apresenta da seguinte forma: =SEERRO(valor;valor_se_erro), onde:
 valor - corresponde ao cálculo que será realizado ou a função que será aplicada.
 valor_se_erro - expressão, número ou símbolo que deverá ser retornado caso o cálculo
resultar em erro.
Para exercitarmos e aprendermos um pouco mais sobre a função, vamos criar exemplos
com sua utilização em alguns casos. Para isso, abra uma planilha Excel e siga estes passos
para aplicação da função:

1 - Suponha que tenha alguns valores e se queira efetuar a operação de divisão entre eles,
porém, entre os mesmo há um 0 (zero), retornando um erro toda vez que o cálculo for
realizado.

2 - Vamos estipular a frase Erro no cálculo!, por exemplo, para retornar ao invés da expres-
são de erro padrão. Para tanto, aplique a função =SEERRO(B5/B8;"Erro de cálculo!"), onde,
caso o resultado da divisão das células B5 e B8 der erro, será retornado a expressão 'Erro
no cálculo!'.

DANIEL TOMAZ 27
LibreOffice Calc Avançado

3 - Vejamos agora, que quando realizamos a divisão com uma das células sem nenhum
valor, o mesmo erro é retornado. Desta vez, estipularemos a aparição de um traço caso o
resultado retorne erro.

Perceba, portanto, que por mais simples que esta função seja, ela acaba por retornar uma
melhoria na aparência das células de sua tabela caso seus cálculos deem errado. Além dos
exemplos mostrados, é possível adicionar quaisquer outros símbolos, palavras e até núme-
ros específicos para retorno nestes acontecimentos ou nos demais tipos de erros citados

DANIEL TOMAZ 28
LibreOffice Calc Avançado

Capítulo 2 - Funções de procura e referência


Observe a figura abaixo.

Temos uma tabela que contém o número da matrícula, o nome e a data de nascimento de alguns
alunos de certa turma de colégio. Suponha que na mesma planilha,em outra planilha (ou até outro
arquivo do Excel) você queira digitar a matrícula de um dos alunos numa célula (B12, por exemplo),
e queira obter o nome correspondente a matrícula digitada na célula C12.
Para resolver esta questão podemos utilizar a função PROCV (), veja sua sintaxe:

=PROCV(Valor procurado; Matriz Tabela; Número índice Coluna; Procurar Intervalo)

 Valor Procurado: O primeiro argumento “o que está sendo procurado” deve contemplar a
célula onde você pretende digitar a matrícula a ser encontrada, ou seja B12.
 Matriz Tabela: O segundo argumento é a área da tabela onde estão os dados a serem consul-
tados, iniciando a marcação da coluna onde está a chave. No nosso exemplo inicial é B3:D10,
ou seja toda área da tabela sem os títulos, note também que a primeira coluna a ser marcada é
a coluna B, pois a chave está na coluna B (número). Se quiséssemos digitar o nome e obter a
data de nascimento, teríamos que iniciar a marcação na coluna C (nome) e a área seria C3:D10.
 Número Índice da coluna: O terceiro argumento é o número de ordem da coluna onde esta
a informação que você quer recuperar, por exemplo, digitar a matrícula e obter o nome seria
2, digitar a matrícula e obter a data de nascimento seria 3.
 Procurar Intervalo: O quarto e último argumento se colocado FALSO ou 0 (zero) significa
dizer que “só traga se encontrar a chave exata”, o argumento VERDADEIRO, vazio ou 1
(um) significa dizer que “caso não encontre a chave exata traga um valor aproximado”.
O default (padrão) é VERDADEIRO.

Vamos fazer!
Abra o Excel no seu computador e digite a tabela acima. Agora coloque o clique na célula onde você
vai digitar a fórmula, ou seja, C12, e digite =PROCV (B12; B3:D10;2;FALSO) e depois tecle <EN-
TER>. Observe que como a célula B12 ainda está vazia é apresentado #N/D, isso significa que o
valor não pode ser encontrado. Digite agora o número de uma das matrículas já cadastradas no inter-
valo de B3:B10 que na célula C12 é exibido o nome correspondente.
Tente agora sozinho fazer com que ao digitar a matrícula na célula B13, seja apresentada a data de
nascimento na célula C13.
DANIEL TOMAZ 29
LibreOffice Calc Avançado

Observações importantes:
1. Tente digitar uma matrícula maior que 8. Será apresentado a mensagem #ND, pois como no
último argumento escolhemos a opção Falso para Procurar Intervalo.
2. A fórmula é sempre realizada na célula onde se deseja que o resultado seja exibido.
3. O valor procurado geralmente é uma informação que será digitada em outra célula, mas tam-
bém pode ser proveniente de outra fórmula.
4. A 1ª Coluna da matriz tabela deve sempre ser relativa à informação procurada no valor pro-
curado.
5. A 1ª Coluna da matriz tabela (Coluna chave para a pesquisa) não deve conter informações
repetidas.
6. A referência da matriz tabela nas fórmulas deve ser absoluta. Ex.: $A$1:$B$10

Vamos exercitar!
Observe a tabela abaixo:

A tabela acima contém dados de alguns funcionários da empresa Sapataria Boa Bota. Precisamos
ajudar o operador do computador que quer digitar o RG e obter o telefone do funcionário correspon-
dente.

Responda a questão partindo do princípio que ele quer digitar a matrícula na célula B1 e obter o
telefone em C1.

Passos:
1 – Digite na célula C1, ou seja no local onde você quer que o telefone seja apresentado, a seguinte
fórmula: =PROCV(B1;B4:E9;4;FALSO)
2 – Digite na célula B1 um dos números de RG cadastrados. Veja que funcionou. Agora digite um
número de RG que não está cadastrado e veja que é apresentado #N/D.

PROCV NO LUGAR DO SE

Quando precisar de faixas de intervalos, também poderá o PROCV no lugar do se para resolver es-
sas situações. Veja o exemplo:
DANIEL TOMAZ 30
LibreOffice Calc Avançado

A loja XIS, em suas vendas de produtos eletrônicos no atacado, adota a seguinte polí-
tica de deconto:

Compras acima de R$ 65.000 = 10% de desconto.


Compras acima de R$ 25.000 = 5% de desconto.
Compras até R$ 24.999,99 não têm desconto nenhum.
Para Montar a tabela a seguir, usando uma fórmula que calcule automaticamente o % do
desconto em função do valor das compras efetuadas por determinado cliente, normal-
mente usariamos a função SE, entretanto você irá utilizar o PROCV, colocando no argu-
mento PROCURAR INTERVALO a opção VERDADEIRO, 0 (zero), ou simplesmente
deixa-las vazia.

A B C D E
1 Valor Total da %
Produto qtde unitário compra desconto
2
Televisor 70 R$ 450,00 31.500,00
3
Micro System 60 R$ 870,00 52.200,00
4
Filmadora 25 R$ 900,00 22.500,00
5
Videocassete 90 R$ 570,00 51.300,00
6
Agenda 550 R$ 120,00 66.000,00
7
Total geral : 223.500,00

Antes de iniciar a fórmula precisamos montar uma matriz tabela baseada nas regras acima descritas.
Para começá-la devemos partir do menor valor possível e a cada linha coloca o valor da compra
responsável pela mudança no % do desconto. Veja como fica:
A B
8 Total da compra %desconto
9 R$ - 0%
10 R$ 25.000,00 5%
11 R$ 65.000,00 10%

A sua formula, que será feita na célula E2, ficará da seguinte forma:

DANIEL TOMAZ 31
LibreOffice Calc Avançado

PROCV com CONCATENAR (duas chaves)

Quando a chave para pesquisa for mais que uma, por exemplo, um pedido de calçados que para
cada tamanho de um mesmo modelo existe um preço diferente, precisamos usar a função CONCA-
TENAR .
A nossa base de dados será a seguinte:
Chave Modelo Tamanho Cor Valor
1033 10 33 Branco 37,50
1034 10 34 Preto 41,20
2033 20 33 Branco 38,41
2034 20 34 Preto 45,74
3033 30 33 Branco 50,25
3034 30 34 Preto 55,00

Note que para um mesmo modelo mas com tamanhos diferentes, temos chaves diferentes. O modelo
10 com tamanho 33 a chave é 1033 e o modelo 10 com tamanho 34 a chave é 1034. Isto porque jun-
tamos (CONCATENAR) duas células para formar uma. Ex.: =CONCATENAR(A2;B2) ou
=A2&B2
Para esta base de dados definimos um nome como TABELA1.

Na planilha de pedidos agora a chave de pesquisa passa a ser duas, o modelo e o tamanho, pois na
base de dados foi esta a chave que definimos para diferenciar dentro de um mesmo modelo o preço
de outros tamanhos.
Em A2 temos o modelo e B2 o tamanho. Sendo assim a fórmula para buscar o valor será a seguinte:

= PROCV ( A2&B2 ; TABELA1; 5 ; 0 )


Baseado na chave em A2 e B2, pesquisar na tabela1 a coluna 5 que é o valor, sendo que deve ser
exata a informação.

DANIEL TOMAZ 32
LibreOffice Calc Avançado

Função PROCH
Existe ainda a função PROCH() que é similar a função PROCV(), porém procura a chave na hori-
zontal.
É como se sua matriz tabela do PROCV estivesse com os dados organizados em linha e não por
coluna. Tudo o que você aprendeu no PROCV servirá também para o PROCH, entretanto todos os
princípios que estavam organizados em colunas, você organizará em linhas.
Veja o exemplo abaixo onde, de acordo com o dia da semana digitado na célula E6, o PROCH retorna
o nome da pessoa escalada.

Função Indireto

A função INDIRETO retorna o valor de uma referência especificada numa seqüência de


caracteres. Caso a seqüência seja uma referência inválida, #REF! será retornado.

Considere a tabela abaixo:

Observe que, ao digitar o valor da fórmula =B2 em C4, a referência B2 fica na cor azul. Isso
acontece porque Excel reconhece B2 como uma referência. Entretanto, se em C6 for digi-
tada a fórmula =INDIRETO("B2"), a referência B2 permanecerá na cor preta, como pode-
se ver abaixo:

DANIEL TOMAZ 33
LibreOffice Calc Avançado

Note que nesse caso, B2 é uma cadeia de caracteres (string), já que está entre aspas.
Logo, para o Excel, B2 é um texto. O resultado de ambas as fórmulas (=B2 e =INDI-
RETO("B2")) é, corretamente, o valor de B2: 8.

Sintaxe da Função INDIRETO

INDIRETO possui dois argumentos: o primeiro, obrigatório e o segundo, opcional:

INDIRETO(referência;estilo_de_referência_A1) ,

referência: É a string que é convertida para referência.

estilo_de_referência_A1: Tipo lógico opcional cujo valor padrão é VERDADEIRO. Define


qual tipo de referência está especificada: Se for VERDADEIRO, o estilo de referência inter-
pretado será A1. Se for FALSO, o estilo de referência interpretado será L1C1.

Fazendo Referência a Uma Outra Planilha Usando INDIRETO

Para fazer referência a uma outra planilha, podemos escrever, por exemplo,

='Plan1'!A1

É possível usar INDIRETO também para se fazer referências a outras planilhas. Consi-
dere as tabelas abaixo, que representam duas planilhas de uma mesma Pasta de Traba-
lho:

DANIEL TOMAZ 34
LibreOffice Calc Avançado

Observe a Planilha Relatório (segunda planilha). Ela possui fórmulas que buscam valores
da Planilha Resultados(primeira planilha).. A fórmula =INDIRETO("'Resultados'!C2") equi-
vale a ='Resultados'!C2, e seu resultado é conhecido: Empresa.

Estruturando-se um pouco mais a fórmula, para termos o mesmo resultado, podemos es-
crever =INDIRETO("'" & A2 & "'!" & B2), já que A2=Resultados e B2=A1. Ou seja, com
essa construção de INDIRETO, busca-se na Planilha Resultados a Referência A1. Logo,
as fórmulas das colunas C, D e E são equivalentes e retornam o mesmo resultado, em F.

Capítulo 5 Validação de Dados


Permite que os dados digitados em células obedeçam a regras previamente estabeleci-
das.
Imagine que você está preenchendo uma planilha de notas escolares, e que as notas de-
vem ser sempre numéricas e devem variar entre 0 (zero) e 10 (dez).

Aluno: Daniel Matrícula 22320673 Curso Jornalismo

1° Exercí- 2° Exercí- 3° Exercí- Total de Pon-


Disciplina cio cio cio tos Média
Pesquisa de
Campo
Redação
Português
Lingüística

No exemplo acima, a área com sombreamento amarelo deve receber as notas das dos
exercícios de cada disciplina.
Durante a digitação é provável que o operador cometa um erro de digitação e coloque, por
exemplo, uma nota 65 quando seria 6,5. Para resolver esse problema a garantir que as
notas devem variar entre 0 e 10, inclusive as duas, proceda assim: Primeiro selecione a
área correspondente. No nosso exemplo selecione a área amarela. Depois clique na Menu
Dados – Validação. Será apresentada a tela a seguir:

DANIEL TOMAZ 35
LibreOffice Calc Avançado

Note que a janela Validação de dados possui 3 (três) guias. Na primeira guia você especi-
fica a validação em si. A segunda guia você define uma mensagem de entrada, ou seja,
quando você clicar na célula, será apresentada uma mensagem de orientação. A terceira
guia serve para que você defina o nível de bloqueio.
Tendo selecionado a área em que desejamos colocar a validação e estando no Menu Da-
dos – Validação, certifique-se de que a guia Configurações está em primeiro plano.Defi-
nindo uma validação Decimal
Clique na caixa de combinação Permitir e escolha a opção Decimal, pois, as notas inseri-
das podem ser decimais, agora clique na caixa de combinação Dados e selecione Inter-
valo Válido, pois, o valor de cada nota pode variar dentro de um intervalo. Por último cli-
que nas caixas de texto Mínimo e Máximo, especificando os limites 0 (mínimo) e 10 (má-
ximo).
Vejamos um exemplo da validação de Lista.
Monte a seguinte planilha:

Produtos Cama
Fogão
Geladeira
Mesa
Televisor

Data Produto Preço Unitário Quantidade Valor total


05/05/00 200,00 2 400,00
05/05/00 70,00 1 70,00
05/05/00 490,00 2 980,00
08/05/00 200,00 3 600,00
08/05/00 490,00 1 490,00
08/05/00 70,00 2 140,00
08/05/00 490,00 3 1.470,00
09/05/00 200,00 2 400,00
Observe que os nomes (descrição) dos produtos estão digitados na tabela. Para garantir
que durante a digitação do nome do produto vendido não seja transcrito de forma errada,
faremos uma validação de Lista.
Para resolver esse problema, selecione na tabela à área onde os nomes dos produtos serão
digitados (coluna B, abaixo do título Produto), feita a seleção, clique na Guia Dados – Vali-
dação, na guia Configurações selecione Lista de valores e copie os valores para as entra-
das da validação.

DANIEL TOMAZ 36
LibreOffice Calc Avançado

Depois de definir, opcionalmente, Mensagem de Entrada de dados e Alerta de Erro, clique


no botão OK e vamos testar.
Clique numa das células onde foram inseridas validações de lista e note a presença de uma
“setinha”, clique na setinha e veja a lista. Não é interessante!

DICA: Se preferir utilizar os dados da lista da própria planilha células utilize a validação de
intervalo de células

A validação pode ser aplicada permitindo os seguintes tipos de informações:

1. Intervalo de Células: Utilizada para criar uma lista de valores a partir de um inter-
valo de células. textos definidos através de um menu suspenso na célula.

2. Números Inteiros: Utilizada para valores que não podem ser fracionados ou de
texto, dentro de um intervalo especificado.

3. Decimal: Utilizada para números monetários e decimais dentro de um intervalo es-


pecificado.

Observação Para permitir que um usuário digite porcentagens, por exemplo, 20%, seleci-
one Decimal na caixa Permitir, selecione o tipo de restrição desejado na caixa Dados,
digite o mínimo, o máximo ou um valor específico como um decimal, por exemplo, 0,2, e
exiba a célula de validação de dados como uma porcentagem, selecionando a célula e cli-
cando em Estilo de Porcentagem no grupo Número na guia Planilha.

4. Data: Utilizada para períodos de tempo em dias.


Por exemplo, para definir um período de tempo entre a data de hoje e três dias da data de
hoje, selecione entre na caixa Dados, digite =HOJE() na caixa Mínimo e digite
=HOJE()+3 na caixa Máximo.

5. Hora: Utilizada para períodos de tempo em hora.Por exemplo, para definir um de-
terminado período para servir o café da manhã entre a hora de abertura do restau-
rante, na célula H1, e cinco horas depois que o restaurante abrir, selecione entre
na caixa Dados, digite =H1 na caixa Mínimo e, em seguida, digite =H1+"5:00" na
caixa Máximo.

DANIEL TOMAZ 37
LibreOffice Calc Avançado

6. Comprimento de Texto: Utilizada para definir a quantidade de caracteres permi-


tida em uma célula.

Capítulo 6 Proteção de Planilhas e Pastas


Quando você desenvolve uma planilha no Excel e depois entrega essa aplicação para um
usuário menos experiente utilizar diariamente, é comum ouvir coisas como: “Seu fulano, a
planilha não está mais calculando automaticamente” – certamente o operador deve ter
apagado alguma célula que não poderia ser apagada, talvez uma fórmula tenha sido des-
truída.

Um dos grandes recursos do Calc é poder proteger toda ou parte da planilha. Todas as
células de uma nova planilha tem uma propriedade chamada Protegido ativada, entretanto
esta propriedade só é utilizada quando a planilha está protegida, sendo assim se você não
desativar essa propriedade das células que vão poder ser alteradas, quando você proteger
a planilha todas as células estarão travadas.
Vamos praticar!
Para demonstrar o que explicamos no parágrafo anterior, digite a planilha abaixo:

A idéia é ter na célula C2 o saldo em dinheiro do dia anterior, digite por exemplo 1000 (R$
1.000,00), Na célula C3 teremos uma fórmula que soma todos os valores da coluna Valor,
ou seja =SOMA(C7:C15), na célula C4 teremos a soma do saldo anterior (C2) mais a soma
dos valores das entradas (C3), logo =C2+C3.

Observe que o operador só deve digitar valores nas células C2 e na faixa de células de
B7 até C15, sendo assim iremos liberar para a digitação apenas estas células, o restante
ficará protegido.

Passos:

1 – Selecione as células B7:C15, pressione a tecla CTRL e clique na célula C2, assim se-
lecionamos todas as células que ficarão livres para a digitação.
2 – Clique no Menu Formatar, Células:

DANIEL TOMAZ 38
LibreOffice Calc Avançado

4 – Observe que a caixa de seleção Protegido está ativada, desative-a e clique OK.
5 – Agora vamos proteger a planilha. Clique no Menu Ferramentas – Proteger Documento
- Planilha. Será apresentada a janela abaixo. Coloque uma senha opcional e clique OK.

Caso queira colocar uma senha, esta será mascarada pelo símbolo * (Asterisco), de-
pois de clicar OK, o Excel irá solicitar a confirmação da senha.

Sugerimos alterar a cor de fundo das células que ficarão livras para a digitação, assim o
operador visualmente identificará a faixa de células que ele vai poder alterar.

Observe que mesmo depois da planilha estar protegida, as células travadas permitem que
sejam visualizadas seus conteúdos na Barra de fórmulas, e no caso de formulas você ainda
tem a possibilidade copiá-las para outra planilha desprotegida. Para que isso não ocorra
devemos ocultar o conteúdo destas células ao protege-las, para isso selecione as células
que deseja essa proteção, Clique no Menu Formatar, Células, Proteção. Observe que se

DANIEL TOMAZ 39
LibreOffice Calc Avançado

caixa de seleção Protegido está ativada e ative também a caixa de seleção Ocultar For-
mulas. Agora sim, sua planilha está com uma proteção mais completa , lembre-se que esse
recurso só tem efeito após a proteção da planilha.

Protegendo o Arquivo

Mesmo depois da planilha protegida o usuário ainda pode realizar algumas operações no
arquivo como renomear, excluir, e mover planilhas, o que pode comprometer o seu trabalho.
Para bloquear essas ações você deve proteger também sua pasta de trabalho da seguinte
forma:
Clique no Menu Ferramentas, Proteger Documento - Documento, Será apresentada a ja-
nela abaixo. Coloque uma senha opcional e clique OK.

Capítulo 7 Planilha como banco de Dados

Quando precisamos armazenar informações que posteriormente possam gerar relatórios e


gráficos, devemos organizar as informações de forma estruturada em tabelas onde a pri-
meira linha é utilizada como rótulo das informações que serão inseridas nas colunas. Pla-
nilhas assim organizadas são chamadas de planilhas tipo banco de dados ou lista, Existem
vários recursos disponíveis no Calc para serem utilizados em planilhas assim configuradas,
como: Classificação, Subtotal, Filtros, etc... Entretanto devemos observar alguns detalhes
na configuração de um banco de dados com o objetivo de obtermos o máximo proveito
deles.
1. Use somente uma lista por planilha: Pois alguns recursos, filtros, por exemplo, só
podem ser usados em uma lista por vez. Utilize planilhas diferentes para tabelas
diferentes.
2. Identifique os campos: Todos os rótulos das colunas devem ser identificados, não
esqueça.
3. Separe Informações: Cada coluna deve conter informações distintas. Não misture,
por exemplo, no mesmo campo informações como Data de admissão e demissão,
etc., pois dificultará a emissão dos relatórios. Lembrar também de não misturar rótu-
los (mesclar).
4. Evite Linhas ou Colunas completamente vazias no seu banco de dados: Isto vai aju-
dar para não termos que selecionar a lista, pois o Excel a reconhece automatica-
mente.

DANIEL TOMAZ 40
LibreOffice Calc Avançado

5. Posicione informações adicionais acima ou abaixo da lista: Informações como To-


tais, contagem, etc, se colocados à esquerda ou direita da lista podem ser ocultos
quando da utilização dos filtros.

Formulário
Esse recurso do Calc nos permite preencher um banco de dados mais rapidamente atra-
vés de uma interface para inserção dos dados:
Crie os cabeçalhos para iniciar uma tabela, ou apenas selecione uma tabela já exisitente.
Clique em Dados - Formulário, e verá a seguinte tela:

Depois é alimentar sua tabela digitando as informações nos respectivos campos e utilizar
os botões laterais de acordo com a necessidade.
Subtotais
Esse recurso do Calc nos permite realizar totalizações em planilhas. Observe a planilha
abaixo:
Categoria Vendas
Áudio 67.022,87
Áudio 67.023,87
Áudio 55.088,06
Áudio 164.712,96
Bicicleta 164.713,96
Bicicleta 123.210,86
Bicicleta 45.755,80
Bicicleta 151.282,73
Eletro Pesado 12.487,43
Eletro Pesado 220.571,96
Eletro Pesado 22.690,06
Eletro Pesado 22.691,06
Eletro Pesado 22.692,06

Suponha que você queira gerar um relatório de vendas, subtotalizando por Categoria.

DANIEL TOMAZ 41
LibreOffice Calc Avançado

Muito bem, agora vamos usar o recurso subtotais. O primeiro passo é selecionar a tabela
inteira feito isso clique no menu Dados, Subtotais, será apresentada a tela abaixo:

Na caixa de combinação “Agrupar por” são apresentados todos os títulos das colunas.
Selecione Categoria, pois é o campo que queremos ele totalize.

Na caixa de combinação “Usar função:” são apresentadas todas as funções disponíveis.


Selecione Soma, pois queremos que sejam somados os valores.

Na caixa de combinação “Calcular subtotais para:” são apresentados todos os títulos das
colunas. Selecione Vendas, pois queremos que a coluna somada seja ela.

Observe como ficou a nossa tabela após aplicação do recurso estudado.

DANIEL TOMAZ 42
LibreOffice Calc Avançado

Note que do lado esquerdo da tabela, quando apresentada com subtotais, são apresenta-
dos símbolos – e +. Esses símbolos sevem para aplicar nos subtotais filtros de visualiza-
ção (exibição). Clique no sinal de – (subtração) e observe que o conjunto de linhas associ-
adas é ocultado e é apresentada apenas a linha de totalização correspondente ao con-
junto. O sinal de adição volta a apresentar as linhas que estavam ocultas.

Tabela Dinâmica

Esse recurso do Excel é muito importante por que facilita muito a geração relatórios modi-
ficando o layout original da planilha.
Observe a tabela abaixo. Ela guarda todos os registros de vendas da loja.
Produto Unidades Vendas ESTADO
Celular 10 67.022,87 PE
Celular 11 67.023,87 PB
Celular 12 55.088,06 PE
Celular 13 164.712,96 PB
Bicicleta 14 164.713,96 PE
Bicicleta 15 123.210,86 PB
Bicicleta 16 45.755,80 PE
Bicicleta 17 151.282,73 PB
TV 18 12.487,43 PE
TV 19 220.571,96 PB
TV 20 22.690,06 PE
TV 21 22.691,06 PB
TV 22 22.692,06 PE

Agora o gerente da loja necessita de um relatório consolidando quantas unidades de cada


produto Por Estado.
Soma - Unidades Dados
Produto PB PE Total Resultado
Bicicleta 32 30 62
Celular 24 22 46
TV 40 60 100
Total Resultado 96 112 208

DANIEL TOMAZ 43
LibreOffice Calc Avançado

Para obter o relatório acima, bem como outros que podem ser criados, apresentamos o
recurso “Relatório de Tabela Dinâmica”.
Para construir o produto acima,
comece selecionando a tabela in-
teira. Com a planilha selecionada
clique na Menu Dados –Tabela Di-
nâmica. O assistente assumirá o
comando das ações de agora por
diante.
Observe bem a tela que será apre-
sentada, pois é através dela que
você monta seu relatório simples-
mente arrastando as informações
para construir o layout que quiser.
Agora arraste Produtos até o
Campos de linha, arraste Estado
até o Campos de Coluna e ar-
raste unidades até Campos de
Dados. Se quiser pode mudar
tudo, ou ainda selecionar quais os
produtos serão contabilizados.
Pode mudar o layout do relatório a qualquer momento, basta para isso organizar os campos
da forma que achar mais conveniente..

Observação: Caso os dados utilizados para o relatório dinâmico sejam alterados, a tabela
dinâmica não se atualiza automaticamente, é necessário atualizar dados com o botão di-
reito e clicar em Atualizar.
Para entender melhor os campos utilizados na tabela dinâmica descrevemos cada uma
na tabela abaixo:
Campo Descrição

Campo de Use para exibir dados numéricos de resumo que será calculado
dados

DANIEL TOMAZ 44
LibreOffice Calc Avançado

Campo Descrição

Campos de Utilize para colocar nele o campo sobre o qual deseja o relatório. Use
Linha para exibir campos como linhas no lado do relatório.

Campos de Utilize para colocar nele o campo sobre o qual deseja o relatório. Use
Coluna para exibir campos como colunas na parte superior do relatório

Campos de Use para filtrar todo o relatório com base no item selecionado no filtro
Páginas de relatório

Capítulo 1 - Macros
O que são Macros?

São procedimentos editados (LibreOffice Basic) ou gravados, usados para automati-


zar tarefas executadas com maior freqüência.

Uma macro é uma seqüência de comandos e funções armazenados em um módulo do


LibreOffice Basic e pode ser executada sempre que você precisar executar a tarefa.
Quando você grava uma macro, o Calc escreve as ações realizadas à medida que você
executa uma seqüência de comandos em módulos que são anexados a uma pasta de tra-
balho. Em seguida, você executa a macro para repetir, ou "reproduzir", as ações.
Antes de gravar uma macro, planeje as etapas e os comandos que você deseja que a macro
execute. Se cometer um erro durante a gravação da macro, as correções feitas também
são gravadas.

Segurança de Macros
Dependendo do modo como o estiver configurado, você pode não ser capaz de executar
macros em um documento. Quando se abre um documento contendo macros, o aviso na
Figura abaixo será exibido. Se você não esperava uma macro ou não confiar na fonte da
macro, então opte por desativar macros. Lembre-se, pode existir uma macro que destrói
seu computador.

Use Ferramentas → Opções → → Segurança para abrir a página segurança da caixa de


diálogo Opções.

DANIEL TOMAZ 45
LibreOffice Calc Avançado

Clique no botão Segurança de macro para abir a caixa de diálogo Segurança de macro.
Escolha um nível que se enquadre em seu nível de conforto. Segurança média usa a caixa
de diálogo na abaixo, e é relativamente rápida e discreta.

Você pode definir locais confiáveis e certificados que permitem que documentos sejam car-
regados sem a confirmação, com base no local onde eles estão armazenados, ou no certi-
ficado usado para assinar um documento.

DANIEL TOMAZ 46
LibreOffice Calc Avançado

Construindo uma macro:


Planejando as ações de uma macro.
Suponha que queremos criar uma macro para simplesmente mudar de planilha

Gravando uma macro.


Ative o gravador de macros do Calc no Menu Ferramentas -> Opções-> LibreOffice Avan-
çado-> Ativar Gravações de Macros:

1. Abra o documento para o qual você deseja gravar uma macro.


2. Escolha Ferramentas - Macros - Gravar macro.

DANIEL TOMAZ 47
LibreOffice Calc Avançado

3. Se o item de menu Ferramentas - Macros - Gravar macro não estiver disponível,


certifique-se que a função de gravação está ativa Geral.

Você verá a pequena caixa de diálogo Gravar macro com um único botão: o bo-
tão Parar gravação.
4. Execute as ações que você deseja gravar no documento.

Pressione a tecla Escape para desfazer a seleção do objeto, pois, no momento, o


gravador de macro não registra essa ação através do clique do mouse.
5. Clique em Parar gravação.

Será exibida a caixa de diálogo Macro, para você salvar e executar a macro.

Para cancelar a gravação sem salvar a macro, clique no botão Fechar na caixa de
diálogo Gravar macro.
6. Para salvar a macro, primeiro escolha o objeto onde você deseja salvar a macro na
caixa de listagem Salvar macro em.
7. Para salvar a macro em uma nova biblioteca ou em um novo módulo, clique no bo-
tão Nova biblioteca ou Novo módulo e insira o nome da biblioteca ou do módulo.
1. As macros do Calc são organizadas para serem armazenadas no aplicativo
ou no documento. As macros gravados num documento podem ser executa-
das apenas quando o documento estiver aberto. As macros do aplicativo po-
dem ser executadas a qualquer momento. As macros do aplicativo podem ser
criadas para serem usadas por todos os usuários ou por apenas um usuário.
2. As macros armazenadas no Aplicativo (Minhas Macros-Standard) elas
são instaladas sob um diretório subordinado ao diretório de instalação do Calc
3. As macros armazenadas no Documento (Minhas Macros-Documento)
são instaladas num diretório subordinado ao diretório da instalação do Calc
para aquele usuário. A macros do documento são armazenadas dentro do
próprio documento. Cada um destes locais pode ter uma ou mais bibliotecas.
Uma biblioteca pode conter um ou mais módulos. Um módulo pode conter
uma ou mais macros (rotinas).

DANIEL TOMAZ 48
LibreOffice Calc Avançado

8. Insira o nome da nova macro na caixa de texto Nome da macro.


1. Não use palavras-chave do Basic como nome.
2. O primeiro caractere do nome da macro deve ser uma letra. Os demais ca-
racteres podem ser letras, números ou caracteres sublinhados.
3. Não são permitidos espaços em um nome de macro; um caractere subli-
nhado funciona da mesma forma que um separador de palavras.
9. Clique em Salvar.

Limitações do gravador de macros


As ações seguintes não serão gravadas:
 Abrir uma janela não é gravado.
 Ações executadas em outra janela que aquela onde o gravador iniciou, não são gra-
vadas.
 Trocas de janelas não são gravadas.
 Ações não relacionadas ao conteúdo do documento não são gravadas. Por exemplo,
alterações feitas nas caixas de diálogo de Opções, organizador de macros, perso-
nalização.
 Seleções só são gravadas se executadas pelo teclado (movendo o cursor), e não
quando o mouse for utilizado.
 O gravador de macros só funciona no Calc e no Writer.

Executando uma macro

As macros podem ser executadas das seguintes formas:


Seletor de Macros: Ferramentas -> Macros -> Executar Macro, Visualizando as macros
existentes nos seus respectivos módulos, selecionar e clicar em executar.

DANIEL TOMAZ 49
LibreOffice Calc Avançado

Clicando numa figura (imagem) que esteja associada a uma macro. Esta figura servirá
como botão acionador da macro. Veremos no próximo tópico como fazer essa associação.

Clicando num botão que esteja associado a uma macro, numa barra de ferramentas qual-
quer.

Atribuindo macros a figuras


Insira uma figura qualquer dentro da planilha. Essa figura poder até uma imagem do arquivo
ou uma autoforma da barra de ferramentas desenho. Para associar a macro ao botão deve
fazer a atribuição clicando com o botão direito e em seguida clicar na opção atribuir macro.

DANIEL TOMAZ 50
LibreOffice Calc Avançado

Na janela acima, selecione o nome da macro e em seguida clique no botão Atribuir.


Você vai notar que ao passar o ponteiro do mouse sobre a figura, ele se transformará em
uma mãozinha.
.
Adicionar uma Macro a um botão na Barra de Ferramentas

É possível adicionar um comando à Barra de Ferramentas, Barra de Menus, já existentes


ou personalizados (criados pelo usuário) Siga este procedimentos:

 Clique em Menu Exibir, Barra de Ferramentas, Personalizar

 clique em Adicionar

DANIEL TOMAZ 51
LibreOffice Calc Avançado

2. Na caixa de diálogo Adicionar comandos na lista Categorias, clique na categoria


Macros
3. Na lista de Macros existente, clique naquela que deseja adicionar à Barra de Ferra-
mentas, em seguida, clique em Adicionar.
4. Após concluir a adição das macros que deseja, clique em Fechar.

DICA:Lembre antes de adicionar verificar em qual Barra ou menu está inserindo os novos
comandos criados através das macros.

Excluindo Macros
Para excluir uma macro, clique no Menu Ferramentas – Macros – Organizar Macros –
LibreOffice Basic, clique na macro a ser excluída e clique no botão Excluir.

Visualizando o código escrito em LibreOffice Basic

Toda macro quando é gravada, é também escrita numa linguagem de programação cha-
mada LibreOffice Basic. Observe o código referente à gravação de uma macro com as
seguintes ações:

Clique numa planilha qualquer (planilha1).


Clique na célula A10.
Digite o texto TESTE.

Para visualizar o código referente à gravação de uma macro, clique no Menu Ferramentas
– Macros – Organizar Macros – LibreOffice Basic, selecione a macro e clique no botão
Editar.

DANIEL TOMAZ 52
LibreOffice Calc Avançado

.
A janela acima será apresentada. Veja você mesmo.

Para sair do Editor do LibreOffice Basic, feche a janela.

Capítulo 8 - Comparando CALC com EXCEL


ALÇA DE PREENCHIMENTO
CONTEÚDO: TEXTO
Quando se coloca um texto qualquer em uma célula (como a palavra “JOÃO”), tanto o Excel
quando o Calc simplesmente repetem aquele valor quando arrastados... Então, se uma
célula apresentasse o conteúdo JOÃO e fosse arrastada, pela alça, para baixo, resultaria
em várias células abaixo com o conteúdo JOÃO (o exemplo será mostrado mais abaixo).
CONTEÚDO: TEXTO TERMINADO EM UM NÚMERO
Quando o conteúdo de uma célula é um texto seguido de um número (como “CONTRATO
1”), o Microsoft Excel e o BrOffice Calc apresentam, também, o mesmo comportamento
entre si quanto à Alça de Preenchimento: as células adjacentes, criadas a partir desta apre-
sentarão o mesmo texto, mas o número final 10 será incrementado sempre à razão de 1
(ou seja, serão criados CONTRATO 2, CONTRATO 3, e assim por diante).
Há, porém uma pequena diferença: quando se arrasta para cima, ou para a esquerda (é o
que se considera “voltar”) o LibreOffice Calc Calc faria CONTRATO 1 virar CONTRATO 0,
CONTRATO -1, CONTRATO -2 e continuaria nos números negativos...
O Excel não usa números negativos em suas células que começam com texto (pelo menos,
a alça de preenchimento não faz isso, os números nunca ficam negativos), ou seja, o Excel
transforma CONTRATO 1 virar CONTRATO 0, CONTRATO 1, CONTRATO 2, CONTRATO
3 e assim vai, quando arrasta-se para cima ou para a esquerda pela Alça de Preenchimento.

DANIEL TOMAZ 53
LibreOffice Calc Avançado

UMA DICA: o Excel tem uma “esquisitice” inteligente... Escreva, em qualquer célula, a ex-
pressão TRIM 1 e a arraste pela alça... O Excel fará TRIM 2, TRIM 3, TRIM 4, TRIM 1,
TRIM 2... Opa! Voltou? Sim! TRIM significa Trimestre para o Excel (e só há 4 trimestres no
ano!)... Que coisa, ein? (também serve com a palavra TRIMESTRE inteira).
O Calc não tem essa frescura! Ele faria TRIM 1, TRIM 2, TRIM 3, TRIM 4, TRIM 5, TRIM
6...
CONTEÚDO: QUALQUER ITEM DE UMA LISTA CONHECIDA
São listas conhecidas pelos dois programas em suas configurações padrão: Dias da se-
mana (abreviados com 3 letras), Dias da semana (por extenso), Meses (abreviados com 3
letras) e Meses (por extenso). Em qualquer um dos casos, tanto o Microsoft Excel quanto
o BrOffice Calc fazem o mesmo: preenchem a seqüência. Isto é, se for colocado o termo
ABRIL numa célula e esta for arrastada para baixo pela Alça de preenchimento, os dois
programas criarão: MAIO, JUNHO, JULHO e assim por diante...
Arrastando-se para cima, também não há diferença: ABRIL viraria, nos dois programas,
MARÇO, FEVEREIRO, JANEIRO e assim sucessivamente...
Claro que o usuário poderá criar suas próprias listas personalizadas, como os nomes das
cidades onde certa empresa tem filiais, mas como essas listas não são parte da configura-
ção padrão e original dos dois programas, não seria interessante listá-lo aqui!

CONTEÚDO: NÚMERO
Caso se queira que o Excel ou o Calc faça uma P.A. (progressão aritmética) com a alça de
preenchimento, é necessário escrever, no mínimo, dois valores (um em cada célula), e se-
lecionar as duas células simultaneamente para, depois disso, usar a alça na direção em
que as células estão relacionadas...
Exemplo: escreve-se 1 numa célula qualquer e depois escreve-se 5 na célula imediata-
mente abaixo desta. Ao se selecionar ambas e usar a alça, pode-se arrastar para baixo
para criar 9, 13, 17, 21, 25... ou arrastar para cima para conseguir -3, -7, -11... (ou seja de
4 em 4, pois a direferença entre os dois números iniciais é 4).
Essa técnica de escrever dois valores (em duas células vizinhas) e arrastá-los serve tanto
para o Excel quanto para o Calc! Do mesmo jeito!
A diferença é quando se escreve apenas um único número numa célula:
No Excel, qualquer número colocado numa célula é repetido quando arrastado para qual-
quer direção. Isto é, se é inserido o número 1 em qualquer célula e este é arrastado pela
alça de preenchimento para baixo (ou qualquer outra direção), será criado 1, 1, 1, 1 etc.
nas demais células!
No Calc, ao escrever um número 1 numa célula e arrastá-lo para baixo (sem selecionar
nenhuma outra célula), o Calc fará uma P.A. de razão 1. Ou seja, as demais células serão
2, 3, 4, 5, etc. (como se tivéssemos escrito 1 e 2 e arrastado).

DANIEL TOMAZ 54
LibreOffice Calc Avançado

Portanto, a maior “pegadinha” na prova seria dizer o que acontece quando se arrasta um
número! Lembre-se bem disso: No Excel, números são repetidos! No Calc, sempre se cria
uma seqüência numérica incrementando de 1 em 1.
CONTEÚDO: DATA e HORA
Quando se escreve 16:30, no Excel, e arrasta-se pela alça, para baixo, o programa cria,
automaticamente 17:30, 18:30, 19:30 e assim por diante, de 1:00 em 1:00 hora! O Calc
apenas repetirá o 16:30 (ele entende o valor como sendo um valor de hora, mas não o
incrementa, apenas o repete).
Quando se escreve uma data do tipo 01/09/2003, ambos os programas agem do mesmo
jeito: incrementam as próximas células em um dia, criando, por exemplo: 02/09/2003,
03/09/2003, 04/09/2003 etc.
Quando se escreve uma data do tipo Jan/07, apenas o Excel a entende como sendo uma
data do tipo Mês/Ano e com isso o Excel cria Fev/07, Mar/07, Abr/07 e assim sucessiva-
mente. O Calc, por sua vez, nem chega a entender esse valor como uma data, mas apenas
como um texto (seguido de um número) e, como foi visto, o comportamento dele para com
esse tipo de dado é incrementar o número (ou seja, ele viraria Jan/08, Jan/09, Jan/10 e
assim vai...)
Parece que ele está atualizando o Ano, não é? Mas não é isso, ele entendeu a expressão
como um texto seguido de número e não como uma data, por isso, aplica a atualização
para Textos seguidos de Números.

FAZENDO REFERÊNCIAS

Para fazer No Excel No Calc


Referência a uma célula (digamos C10) C10 C10
localizada na mesma planilha em que a
fórmula está sendo escrita.
Referência a uma célula (digamos C10) Plan1!C10 Plan1.C10
localizada em outra planilha (digamos
Plan1) no mesmo arquivo.
Referência a uma célula (digamos C10) [despe- 'despesas.xls'#Plan1.C10
localizada em outra planilha (digamos sas.xls]Plan1!C10
Plan1) dentro de outro arquivo (digamos
despesas.xls).

DANIEL TOMAZ 55
LibreOffice Calc Avançado

Capítulo 9 Alguns Atalhos do CALC


Teclas Efeito
Ctrl+F1 Exibe a anotação anexada na célula atual
Troca para o modo de edição e coloca o cursor no final do conteúdo da célula
atual. Pressione novamente para sair do modo de edição.
Se o cursor estiver em uma caixa de entrada de uma caixa de diálogo que
F2
possui o botão Encolher, a caixa de diálogo ficará oculta e a caixa de entrada
permanecerá visível. Pressione F2 novamente para mostrar a caixa de diá-
logo inteira.
Ctrl+F2 Abre o Assistente de funções.
Move o cursor para a Linha de entrada onde você pode inserir uma fórmula
Shift+Ctrl+F2
para a célula atual.
Ctrl+F3 Abre a caixa de diálogo Definir nomes.
F4 Mostra ou oculta o Explorador de Banco de dados.
Reorganiza as referências relativas ou absolutas (por exemplo, A1, $A$1,
Shift+F4
$A1, A$1) no campo de entrada.
F5 Mostra ou oculta o Navegador.
Shift+F5 Rastreia dependentes.
Shift+F7 Rastreia precedentes.
Shift+Ctrl+F5 Move o cursor da Linha de entrada para a caixa Área da planilha.
F7 Verifica a ortografia na planilha atual.
Ctrl+F7 Abre o Dicionário de sinônimos se a célula atual contiver texto.
Ativa ou desativa o modo de seleção adicional. Nesse modo, você pode usar
F8 as teclas de seta para estender a seleção. Você também pode clicar em outra
célula para estender a seleção.
Ctrl+F8 Realça células que contém valores.
F9 Recalcula as fórmulas modificadas na planilha atual.
Ctrl+Shift+F9 Recalcula todas as fórmulas em todas as planilhas.
Ctrl+F9 Atualiza o gráfico selecionado.
Abre a janela Estilos e formatação para você aplicar um estilo de formata-
F11
ção ao conteúdo da célula ou à planilha atual.
F12 Agrupa o intervalo de dados selecionado.
Ctrl+F12 Desagrupa o intervalo de dados selecionado.
Aumenta a altura da linha atual (somente no Modo de compatibilidade legada
Alt+Seta para baixo
do OpenOffice.org).
Diminui a altura da linha atual (somente no Modo de compatibilidade legada
Alt+Seta para cima
do OpenOffice.org).
Alt+Seta para a direita Aumenta a largura da coluna atual.
Alt+Seta para a esquerda Diminui a largura da coluna atual.
Alt+Shift+Tecla de seta Otimiza a largura da coluna ou o tamanho da linha com base na célula atual.

DANIEL TOMAZ 56