Você está na página 1de 23

COMISSÃO DE VESTIBULANDOS

Exercícios de Polinômios.
I. p(–1) ,

II. ,
QUESTÃO 1
III. a8 = a4,
Assinale, na coluna I, as afirmativas verdadeiras e,
na coluna II, as falsas.
é (são) verdadeira(s) apenas

O polinômio P(x) = x3 + ax2 + bx + c , em que a, b e A( ) I.


c são números reais, admite 1, 2 e (–3) como raízes. B( ) II.
Então: C( ) III.
D( ) I e II.
I II E( ) II e III.

0 0 a+b+c=1 QUESTÃO 4
Dividindo-se o polinômio x3 + 2x + 1 por x2 + 2x + 1,
1 1 o resto da divisão de P(x) por (x + 1) é igual
a 12 encontra-se como resto o binômio:
2 2 o quociente da divisão de P(x) por (x + 1) é
2 a) 3x − 2
q(x) = x – x – 6
b) 3x + 3
3 3 P(x) > 0 se, e somente se, x < –3 ou 1 < x <
2 c) 5x − 2
4 4 o quociente da divisão de P(x) por x + 3 é d) 5x + 3

q(x) = x2 – 3x + 2 QUESTÃO 5
QUESTÃO 2 Em uma maratona de conhecimentos, o vencedor
da prova sobre expressões algébricas encontrou
Considerando o
corretamente o resto da divisão do polinômio x10 +
polinômio , com k ∈ , x9 + x8 + ... + x – 9 por x2 − 1. Esse resto é
assinale a alternativa correta.
01) 5x − 4.
A) p(x) possui duas raízes positivas. 02) 4x + 5.
B) A soma e o produto das raízes de p(x) são 03) −5x.
distintos. 04) 9.
C) O polinômio p(x) possui três raízes, mas apenas 05) 0.
uma é complexa.
QUESTÃO 6
D) O polinômio p(x) é divisível por x2 + 1.
O resto da divisão de um polinômio P(x) por (x − 2)
2
E) O resto da divisão de p(x) por x + k é 2k · (k + é 7 e o resto da divisão de P(x) por (x + 2) é −1.
1), para todo k ∈ . Desse modo, o resto da divisão de P(x) por (x − 2)(x
+ 2) é
QUESTÃO 3
a) 6
b) 8
Considere o polinômio com c) 7x − 1
coeficientes a0 = –1 e an = 1 + i an–1, n = 1, 2, ..., d) 2x + 3
15. Das afirmações: e) 3x + 2
QUESTÃO 7

1 | http://comissaovestibulandos.blogspot.com.br/
COMISSÃO DE VESTIBULANDOS

Sabendo que 1 é raiz do polinômio f(x) = 6x3 – 26x2


E) 4 - 3i.
+ mx – 6, podemos afirmar que o polinômio
QUESTÃO 11
A) tem duas raízes negativas. O percurso de uma competição está representado
B) tem duas raízes positivas e uma raiz negativa. na figura ao lado pela curva ABA, onde A (a,0), B
C) tem uma raiz igual à soma das outras duas. (b,0), a b. Sabendo-se que a e b são raízes dos
D) é divisível por x2 – 4x + 3. dois polinômios p(x) = mx2 + (m + 10) x – 2, m 0,
E) só tem uma raiz real.
e q(x) = 2x2 – 3x + k, , e x é medido em km, é
QUESTÃO 8 correto afirmar que a distância entre os pontos A e
Sabendo-se que (1 + i) é raiz do polinômio P(x) = x5 B é igual a:

– 3x4 + 3x3 + x2 – 4x + 2, pode-se afirmar que

(A) 1 é raiz de multiplicidade 1 de P(x).


(B) 1 é raiz de multiplicidade 2 de P(x).
(C) –1 é raiz de multiplicidade 2 de P(x).
(D) (1 + i) é raiz de multiplicidade 2 de P(x).
(E) (1 – i) não é raiz de P(x).

QUESTÃO 9
Seja Q(x) o quociente da divisão do polinômio P(x) =
x4 – 1 pelo polinômio D(x) = x – 1, é correto afirmar:

a) 300 m
a. Q(0) = 0
b) 500 m
b. Q(0) < 0
c) 600 m
c. Q(1) = 0
d) 800 m
d. Q(–1) = 0
e) 900 m
e. Q(1) = 2
QUESTÃO 12
QUESTÃO 10
20 12 O polinômio p(x) = x3 + ax2 + bx, em que a e b são
Considere a função polinomial P(x) = x + x +
números reais, tem restos 2 e 4 quando dividido por
4
ax + bx + 1. Sabendo-se que a e b são números x – 2 e x – 1, respectivamente.
reais ambos não nulos e que P(1 + i) = 4 + 3i,
Assim, o valor de a é
então é igual a:
a) – 6
b) – 7
A) . c) – 8
d) – 9
e) – 10
B) .
QUESTÃO 13
O polinômio p(x) = x4 + 2x3 – 4x – 4 é divisível por
C) .
d(x) = x2 + k, onde k é constante. Sobre as raízes
D) 4 + 3i. da equação q(x) = 0, sendo q(x) o quociente da

2 | http://comissaovestibulandos.blogspot.com.br/
COMISSÃO DE VESTIBULANDOS

divisão de p(x) por d(x), podemos afirmar Sejam p(x) = x4 + αx3 + βx2 − 11x + 30 e q(x) = x2 +
corretamente que são duas raízes
x − 2 polinômios na variável x, com coeficientes
reais. Se p(x) é divisível por q(x), então os números
A) iguais.
α e β são ambos:
B) racionais.
C) irracionais.
a) inteiros pares.
D) não reais.
b) negativos.
QUESTÃO 14 c) primos.
d) maiores que 2.
O polinômio x3 + ax + b tem coeficientes a e b reais
e) positivos.
e é divisível por x + 1 e por x + 2. Assim, é correto
afirmar que: QUESTÃO 18
Sejam
A) a = –7 e b = 6
B) a = –7 e b = –6 polinômios em x com coeficientes reais. É correto
C) a = 7 e b = –6 afirmar que o grau do produto entre os polinômios p
D) a = 7 e b = 6 e q é:
E) a = 6 e b = 7
a) 7
QUESTÃO 15 b) 6 ou 7
Sabendo que u(x) = [f(x) : g(x)] · [g(x) + h(x)] e c) 5 ou 7
3 2
dados os seguintes polinômios: f(x) = 2x + x – 3x; d) 6
e) 2 ou 6
g(x) = 2x2 + 3x e h(x) = –3x +1. Pode-se afirmar que
u(x) é: QUESTÃO 19
Um arquiteto fez o projeto de uma praça em formato
elíptico, com quadras poliesportivas, um anfiteatro e
(A) –2x3 + 2x2 - x +1
alguns quiosques, e desenhou a planta dessa praça
(B) 2x3 – 2x2 + x – 1 em um plano cartesiano, tendo o metro como a
3 2 unidade de comprimento.
(C) x – 2x + x – 1
3 2
(D) 2x – 2x + 2x – 1 Na inauguração da praça, foram realizadas várias
3 2 atividades recreativas e culturais. Dentre elas, no
(E) 2x – x + x – 1
anfiteatro, um professor de matemática proferiu uma
QUESTÃO 16 palestra para vários alunos do ensino médio e
Se x e y são números reais positivos, qual dos propôs o seguinte problema: encontrar valores para
números, nas alternativas a seguir, é o maior? a e b, de modo que o polinômio p(x) = ax3 + x2 + bx
+ 4 seja divisível por q(x) = x2 − x − 2. Alguns alunos
A) 2xy
resolveram corretamente esse problema e, além
B) x2 + y2
disso, constataram que a e b satisfazem a relação:
C) (x + y)2
D) x2 + y(x + y) a)

E) y2 + x(x + y) b)

QUESTÃO 17

3 | http://comissaovestibulandos.blogspot.com.br/
COMISSÃO DE VESTIBULANDOS

c)

d)
e)

QUESTÃO 20
Na divisão do polinômio

por x2 + 2x + 1, pode-se
afirmar que:
a) o quociente é – x2 + x + 6

b) o quociente é x2 – x + 6
c) o resto da divisão é 15
d) o resto da divisão é 14x + 15
e) a divisão é exata, isto é, o resto é 0
QUESTÃO 21
P é uma função polinomial de coeficientes reais e
diferentes de zero. Substituindo cada coeficiente de
P pela média aritmética de seus coeficientes
originais, formamos o polinômio Q. Dos gráficos
indicados a seguir, os únicos que poderiam ser de y C)
= P(x) e y = Q(x) no intervalo [–2, 2] estão
representados em

A)

D)

B)

4 | http://comissaovestibulandos.blogspot.com.br/
COMISSÃO DE VESTIBULANDOS

E)
QUESTÃO 25
Considere IR como sendo o conjunto dos números
reais e P: IR → IR tal que P(x) = ax2 + bx + c, onde
a, b e c são números reais com a 0. Se os restos
das divisões de P(x) por x – 2, x + 1 e x –1, são 5, –
3 e 3 respectivamente, então o resto da divisão de
P(x) por (x2 + 2) é:

(A) 2x – 1
(B) 1
QUESTÃO 22 (C) – 3
Sendo m um número inteiro, considere a equação (D) 5
(E) 3x + 1
polinomial 3x4 + 2x3 + mx2 – 4x = 0, na incógnita x,
QUESTÃO 26
que possui uma raiz racional entre . Considere os seguintes polinômios:
Nessas condições, a menor raiz irracional da
equação é igual a 3 2 4
P(x) = x + x + x + 1 e Q(x) = P(x ).
(A) .
O resto da divisão de Q(x) por P(x) é:
(B) .
A) 4
(C) . B) 1
C) 2
(D) .
D) 0
(E) . QUESTÃO 27
QUESTÃO 23 Desenvolvendo-se o binômio P(x) = (x + 1)5,
A soma dos valores de k para os quais o polinômio podemos dizer que a soma de seus coeficientes é
P(x) = x3 + k2x2 – 4kx – 5 é divisível por x – 2 é
a) 16
a) 2. b) 24
b) –1. c) 32
c) –2. d) 40
d) 1. e) 48

QUESTÃO 24 QUESTÃO 28
Assinale a alternativa correta: Dividindo o polinômio P(x) = 5x3 + 3x2 + 2x – 4 pelo
polinômio D(x), obtém-se o quociente Q(x) = 5x + 18
a) x4 ≡ (x – 2)(x3 + 2x2 – 8) + 16 e o resto R(x) = 51x – 22. O valor de D (2) é:

b) x4 ≡ (x – 2)(x3 + 2x2 + 4x + 8) + 16 (A) –11.


c) x4 ≡ (x – 2)(x3 + 2x2 + 4x + 8) – 16 (B) –3.
(C) –1.
d) x4 ≡ (x – 2)(x3 – 2x2 – 4) + 8 (D) 3.
e) x4 ≡ (x – 2)(–x3 + 2x2 – 4) + 8 (E) 11.

5 | http://comissaovestibulandos.blogspot.com.br/
COMISSÃO DE VESTIBULANDOS

QUESTÃO 29 02. É possível construir um poliedro regular,


O polinômio p(x) = x3 + x2 − 3ax − 4a é divisível utilizando-se seis triângulos equiláteros.

pelo polinômio q(x) = x2 − x − 4. Qual o valor de a?


04. Na figura 1, estão representados três sólidos e,
na figura 2, estão representadas três planificações.
a) a = −2 Fazendo corresponder cada sólido com sua
b) a = −1 planificação, tem-se a relação A → 1, B → 3 e C →
c) a = 0 2.
d) a = 1
e) a = 2

QUESTÃO 30
Se os polinômios p(x) = x3 + mx2 + nx + k e g(x) =
x3 + ux2 + vx + w, são divisíveis por x2 – x, então o 08. Um retângulo, quando girado em torno de seu
resultado da soma m + n + u + v é lado maior, descreve um cilindro cujo volume
tem cm3. Se o lado maior do retângulo mede
A) –2.
B) –1. o dobro da medida do lado menor, então a área
C) 0. desse retângulo é de 72 cm2.
D) 1.
QUESTÃO 34
QUESTÃO 31 Em relação a P(x), um polinômio de terceiro grau,
Um polinômio de 5º grau com coeficientes reais que sabe-se que P(−1) = 2, P(0) = 1, P(1) = 2 e P(2) = 7.
admite os números complexos –2 + i e 1 – 2i como
raízes, admite a) Determine a equação reduzida da reta que passa
pelo ponto em que o gráfico da função polinomial
(A) no máximo mais uma raiz complexa. P(x) cruza o eixo y, sabendo que essa reta tem
(B) 2 – i e –1 + 2i como raízes. coeficiente angular numericamente igual à soma dos
(C) uma raiz real. coeficientes de P(x).
(D) duas raízes reais distintas.
(E) três raízes reais distintas. b) Determine P(x).
QUESTÃO 32 QUESTÃO 35
Os números a, b, c e d são reais. Determine os Leonhard Euler, cujo tricentenário de nascimento é
coeficientes do polinômio P(x) = ax3 + bx2 + cx + d, comemorado este ano, chamado nas rodas
científicas de "2007, Ano Euler", foi o primeiro
sabendo-se que o polinômio Q(x) = ax2 + bx + matemático a usar a notação f(x) para uma função
1 divide P(x) e que P(a) = Q(a) = a ≠ 0. de x, em seu livro Introductio in analysin infinitorum,
QUESTÃO 33 publicado em 1748. Esta notação é usada até hoje.
Considere o polinômio de coeficientes reais P(x) =
Assinale a(s) proposição(ões) CORRETA(S).
2x4 + Ax3 − 5x2 + Bx + 16. Sabendo que P(1) = 15
01. Considere duas caixas d’água de mesma altura: e P(−2) = 0, calcule o quociente de P(x) pelo
uma em forma de cubo e a outra, em forma de binômio D(x) = x + 2.
paralelepípedo retângulo com área da base de 6
QUESTÃO 36
m2. Se o volume da caixa cúbica tem 4 m3 a menos
Qual o coeficiente de x2 na expansão de
que o volume da outra caixa, então a única medida
possível da aresta da caixa cúbica é 2 m. (1+ x) (1+ 2x) (1+ 3x) (1+ 4x) (1+ 5x)?

6 | http://comissaovestibulandos.blogspot.com.br/
COMISSÃO DE VESTIBULANDOS

QUESTÃO 37 Considere o polinômio p(x) = x4 + 1.

A figura mostra o gráfico da função f(x) = 2x3 – 3x2


a) Ache todas as raízes complexas de p(x).
– 36x + 81.
A) Resolva a equação 2x3 – 3x2 – 36x + 81 = 0. b) Escreva p(x) como produto de dois polinômios de
B) Para que valores de x tem-se f(x) 0? segundo grau, com coeficientes reais.

QUESTÃO 42
Os coeficientes a, b e c do polinômio p(x) =
x3 + ax2 + bx + c são reais. Sabendo que –1 e 1 +
i, com > 0, são raízes da equação p(x) = 0 e
que o resto da divisão de p(x) por (x – 1) é 8,
determine

a) o valor de ;
b) o quociente de p(x) por (x + 1).

Note e adote: i é a unidade imaginária, i2 = –1.

QUESTÃO 38 QUESTÃO 43
Indique o valor do natural n, n > 0, para o qual o Seja p(x) = anxn + an – 1xn – 1 + ... + a2x2 + a1x +
polinômio n2x2n + 1 – 25nxn + 1 + 150xn – 1 é a0 um polinômio de grau n com coeficientes reais.
divisível pelo polinômio x2 – 1. Sejam z = a + bi um número complexo e = a – bi o
conjugado de z, onde a,b .
QUESTÃO 39
Considere o polinômio com coeficientes reais P(x) = a) Verifique que o polinômio q(x) = (x – z )(x – )é
3x5 − 7x4 + mx3 + nx2 + tx + 6. um trinômio do 2º grau com coeficientes reais.
2
Sabendo que P(x) é divisível por x + 2 e possui três
b) Sabendo que se p(z) = 0, então p( ) = 0,
raízes reais que formam uma progressão
justifique a seguinte afirmação: “todo polinômio de
geométrica, determine o resto da divisão de P(x) por
grau n > 1, com coeficientes reais, sempre pode ser
x + 2.
escrito como um produto de binômios lineares e/ou
QUESTÃO 40 trinômios de 2º grau com coeficientes reais”.

Considere o polinômio p(x) = x2 – 11x + k + 2, em QUESTÃO 44


que x é variável real e k um parâmetro fixo, também Seja p(x) um polinômio tal que p(0) = 1 e p(2) = p(–
real. 2) = 9. Determine o resto da divisão de p(x) por q(x)
= x(x2 – 4).
a) Para qual valor do parâmetro k o resto do
quociente de p(x) por x – 1 é igual a 3? QUESTÃO 45
Um estudante, ao dividir corretamente o polinômio
b) Supondo, agora, k = 4, e sabendo que a e b são
M(x) pelos polinômios D1(x) = (x + 1), D2(x) = (x – 1)
raízes de p(x), calcule o valor de . e D3(x) = (x + 2), obteve, respectivamente, os restos
QUESTÃO 41 R1(x) = –1, R2(x) = 1 e R3(x) = 0. Qual o polinômio

7 | http://comissaovestibulandos.blogspot.com.br/
COMISSÃO DE VESTIBULANDOS

resto R(x) da divisão de M(x) por D(x) = (x + 1)(x –


1)(x + 2)?

QUESTÃO 46
Um resultado bastante útil em matemática é que
toda função racional (quociente de funções
polinomiais reais) pode ser escrita como soma de
funções mais simples. Por exemplo, a função

pode ser escrita na forma


a) Aplicando os conhecimentos sobre operações
com frações e igualdade de polinômios, calcule os
números reais A, B e C tais que

b) Examinando a expressão de r(x) como soma de


frações, descreva o que ocorre com o valor r(x)
quando x assume valores arbitrariamente grandes e
quando x assume valores positivos arbitrariamente
próximos de zero.

8 | http://comissaovestibulandos.blogspot.com.br/
COMISSÃO DE VESTIBULANDOS

QUESTÃO 1 D

GABARITO:
RESOLUÇÃO:
I. 1, 2, 4 Para encontrar as raízes, fatora-se o polinômio:
II. 0, 3
RESOLUÇÃO:
Se 1, 2 e (–3) são raízes, então P(1) = 0, P(2) = 0 e
P(–3) = 0. Logo:
Portanto, –i e i são duas raízes do polinômio, e ele é
divisível por (x – i)(x + i) = x2 + 1, como afirmado na
alternativa D.

Fazendo (II) - (I) e (III) - (I), temos:


QUESTÃO 3
E

RESOLUÇÃO:
Somando as duas últimas equações, encontramos a De acordo com as informações do enunciado,
= 0. Substituindo nas outras, encontramos b = –7 e temos:
c = 6. Portanto, P(x) = x3 – 7x + 6. Vejamos as
afirmativas:

(0) Falsa; na primeira equação do sistema, temos a


+ b + c = –1.

(1) Verdadeira
Assim, o polinômio pode ser escrito como:

(2) Verdadeira; o quociente da divisão (da afirmativa


I. Falsa
anterior) é x2 – x – 6.

(3) Falsa; vejamos para x = –4:


P(–4) = (–4)3 – 7(–4) + 6 = –64 + 28 + 6 = –30 (que
é menor que zero). II. Verdadeira.
Como x [–1,1], temos:
(4) Verdadeira;

O quociente da divisão é x2 – 3x + 2.

QUESTÃO 2

9 | http://comissaovestibulandos.blogspot.com.br/
COMISSÃO DE VESTIBULANDOS

III. Verdadeira a+b=1


a+a–9=1
2a = 10
a = 5.
QUESTÃO 4
D Substituindo "a" na equação I:

b=a–9
RESOLUÇÃO: b = 5 – 9 = –4.
Pelo método da chave:
Logo, r(x) = 5x – 4.

QUESTÃO 6
D

RESOLUÇÃO:
De acordo com as informações do enunciado,
temos:
P(2) = 7
O resto da divisão é 5x + 3. P(–2) = –1

Além disso, como o divisor (x – 2)(x – 3) é do


QUESTÃO 5
segundo grau, o resto R(x) será no máximo do
01 primeiro grau. Portanto, podemos dizer que R(x) =
ax + b, e o polinômio pode ser escrito como P(x) =
RESOLUÇÃO: (x – 2) · (x + 2) · Q(x) + ax + b. Assim:
Sendo p(x) o polinômo dividendo, q(x) o quociente e
r(x) o resto, temos que p(x) = q(x)(x2 –1) + r(x).
Como o grau do resto deve ser menor que o grau do
divisor, r(x) é no máximo de primeiro grau, ou seja,
r(x) = ax + b. Dessa forma, temos: Somando as duas equações, encontramos b = 3 e a
= 2. Logo, R(x) = 2x + 3.

p(–1) = 1 – 1 + 1 – ... – 1 – 9 = q(x) × [(–12) – 1] +


a(–1) + b QUESTÃO 7
0 – 9 = q(x) × 0 – a + b
D
–9 = –a + b
a – 9 = b. (Equação I)
RESOLUÇÃO:
Como 1 é raiz, temos:
p(1) = 1 + 1 + 1 + ... + 1 – 9 = q(x) × (12 – 1) + a × 1
+b
10 – 9 = q(x) × 0 + a + b Portanto, o polinômio é f(x) = 6x3 – 26x2 + 26x – 6.
1 = a + b. (Equação II) Dividindo o polinômio por x – 1:

Substituindo a equação I na II:

10 | http://comissaovestibulandos.blogspot.com.br/
COMISSÃO DE VESTIBULANDOS

f(x) = (x – 1)(6x2 – 20x + 6)

Fazendo 6x2 – 20x + 6 = 0, temos x = ou x = 3.


Portanto: .

O polinômio é divisível por x2 – 4x + 3. QUESTÃO 10


E

QUESTÃO 8
RESOLUÇÃO:
B
Como os coeficientes da função polinomial
são números reais, sabemos
RESOLUÇÃO:
A soma dos coeficientes do polinômio P(x) é 1 – 3 + que , onde a barra indica a
3 +1 – 4 + 2 = 0, o que significa que 1 é raiz. Então: conjugação complexa. Examinando os
números dados, constatamos

que .
Levando-se em conta o primeiro
comentário, podemos escrever as
igualdades

QUESTÃO 11
B

RESOLUÇÃO:
A partir do polinômio q(x), sabe-se que a soma das

raízes a e b é .
A partir do polinômio p(x), sabe-se que a soma das

raízes a e b é .
Assim,
Assim, como o quociente da divisão também
coeficientes cuja soma resulta em 0, pode-se .
afirmar que 1 é raiz de multiplicidade 2. Portanto, temos o polinômio p(x) = – 4m2 + 6x – 2.
Suas raízes são:
QUESTÃO 9
D

RESOLUÇÃO:

11 | http://comissaovestibulandos.blogspot.com.br/
COMISSÃO DE VESTIBULANDOS

Logo, a distância entre os pontos A e B


cujas raízes são x1 e x2 = e x3 e x4
é km = 500 metros. = .

QUESTÃO 12 QUESTÃO 14
A B

RESOLUÇÃO: RESOLUÇÃO:
3 2
Se os restos da divisão de p(x) = x + ax + Se o polinômio P(x) = x3 + ax + b é divisível
bx por x – 2 e x – 1 são, respectivamente, 2 por x + 1, então sua divisão gera resto nulo.
e 4, temos: O mesmo ocorre se dividi-lo por x + 2, pois
P(x) também é divisível por este binômio.
A raiz de x + 1 é –1 e a raiz de x + 2 é –2.
Pelo teorema do resto, temos:
P(–1) = 0 ⇒ (–1)3 + a × (–1) + b = 0 ⇒ –1 –
a+b=0
P(–2) = 0 ⇒ (–2)3 + a × (–2) + b = 0 ⇒ –8 –
Portanto, o valor de a é – 6.
2a + b = 0

Dessas relações obtemos um sistema:


QUESTÃO 13
D

RESOLUÇÃO:
Subtraindo as equações (I) e (II), obtemos
Se o polinômio x4 + 2x3 – 4x – 4 é divisível por x2 + a = –7.
k, o resto dessa divisão é igual a zero. Admitindo Dessa forma, na equação (I), temos: –a + b
que o quociente da divisão seja ax2 + bx + c, temos: = 1 ⇒ –(–7) + b = 1 ⇒ b = –6
Portanto, a = –7 e b = –6.
x4 + 2x3 – 4x – 4 = ax4 + bx3 + cx2 + kax2 + kbx +
kc QUESTÃO 15
x4 + 2x3 – 4x – 4 = ax4 + bx3 + (c + ka)x2 + kbx + B
kc.
RESOLUÇÃO:
Essa igualdade leva a: a = 1, b = 2, c + ka = 0, kb = Fazendo f(x) : g(x):
–4 e kc = –4, o que implica k = –2 e c = 2.
2x³ + x² – 3x |2x² + 3x
O polinômio original pode ser rearranjado para: –2x³ – 3x² x–1
– 2x² – 3x
(x2 – 2) ·(x2 + 2x + 2) = 0, +2x² + 3x
0

Fazendo g(x) + h(x):

12 | http://comissaovestibulandos.blogspot.com.br/
COMISSÃO DE VESTIBULANDOS

2x2 + 3x - 3x + 1 = 2x2 + 1
u(x) = [f(x) : g(x)] · [g(x) + h(x)] = (x – 1)(2x2 + 1) = Substituindo esse resultado na primeira
2x3 – 2x2 + x – 1. equação:

QUESTÃO 16
C
QUESTÃO 18
RESOLUÇÃO: B
Temos que (x + y) = x2 + 2xy + y2, portanto, (x +
2

y)2 é maior que 2xy, x2 + y2, x2 + xy + y2 e y2 + x2 RESOLUÇÃO:


+ xy.

QUESTÃO 17
B

RESOLUÇÃO:
Se p(x) é divisível por q(x), sabemos que a
divisão resulta em resto nulo. Assim:

Portanto:
QUESTÃO 19
A
Dessa forma:
RESOLUÇÃO:
Se p(x) é divisível por q(x), ao efetuarmos a divisão
de um pelo outro, encontramos resto r(x) = 0 e
quociente s(x) tal que q(x) · s(x) = p(x). Assim,

Somando ambas as equações obtidas,


temos:

13 | http://comissaovestibulandos.blogspot.com.br/
COMISSÃO DE VESTIBULANDOS

RESOLUÇÃO:
Temos P(x) = a0 xn + a1 xn – 1 + an – 1 x + a1

A média aritmética M será:


Assim

Podemos considerar sobre o sinal de x:


Se x > 0 e m > 0 então o polinômio Q(x) deve ser
Portanto, s(x) = ax + a + 1. Fazendo p(x) = q(x) ·
positivo.
s(x), temos:
Se x > 0 e m < 0 então o polinômio Q(x) é negativo.
Se x < 0 e m > 0, então Q(x) é negativo, tanto para x
< 0 como para m < 0, Q(x) é positivo; são
possibilidades, porque isso depende do grau do
polinômio e do módulo de x.
Os gráficos das alternativas parecem tender a um
sinal de função igual para P(x) e Q(x)
aproximadamente.
Porém, nada garante o sinal de P(x) ao variarmos x
porque não sabemos módulo e sinal dos
coeficientes e tampouco o grau.
Assim, a2 + b2 = (–3)2 + 82 = 73.
No entanto, para x = 1 → Q(1) = P(1), conforme
podemos confirmar,
QUESTÃO 20
D .
Porém isso é igual
RESOLUÇÃO: a

.
O único gráfico no qual esse dado aparece é o da
alternativa B.

QUESTÃO 22
B

RESOLUÇÃO:
3x4 + 2x3 + mx2 – 4x = 0

O resto da divisão é 14x + 15 x(3x3 + 2x2 + mx – 4) = 0


x' = 0 (1ª raiz).
3 2
Pegamos, então, o polinômio 3x + 2x + mx – 4 =
QUESTÃO 21
0.

14 | http://comissaovestibulandos.blogspot.com.br/
COMISSÃO DE VESTIBULANDOS

RESOLUÇÃO:
Raízes racionais da forma :
(Resolução oficial)
p é divisor de –4 .... ±1; ±2; ±4, e
q será divisor de 3 ..... ±1; ±3.
A divisão:
Assim será: .... ±1; ±2; ±4; ± ; ± ; ± .
Para o intervalo requerido no enunciado somente a .

raiz serve.
Então, QUESTÃO 25
E

então m = –6 RESOLUÇÃO:
Pelo teorema do resto, temos que P(2) = 5, P(–1)
Aplicando Briot Rufinni, vem | 3 2 –6 –4 = –3, e P(1) = 3. Portanto:

O que redunda em 3x2 + 0x – 6 = 0


3x2 = 6
x2 = 2 Subtraindo a terceira equação da segunda,
encontramos b = 3. Substituindo nas duas primeiras,
temos:
As raizes, então, serão: .

A menor raiz racional será .

QUESTÃO 23 Assim, o polinômio é .


A Dividindo por x2 + 2, temos:

RESOLUÇÃO:
Para que P(x) seja divisível por (x – 2), pelo teorema
do resto, devemos ter P(2) = 0. Assim:
3 2 2
2 + k 2 – 4k2 – 5 = 0
8 + 4k2 – 8k – 5 = 0
2
4k – 8k + 3 = 0
O resto da divisão de P(x) por x2 + 2 é 3x + 1.

A soma dos valores de k que satisfazem essa


QUESTÃO 26
equação é dada por .
A

QUESTÃO 24 RESOLUÇÃO:
B

15 | http://comissaovestibulandos.blogspot.com.br/
COMISSÃO DE VESTIBULANDOS

. Logo:

QUESTÃO 29
E

RESOLUÇÃO:
Como p(x) é divisível por q(x), e o grau de p(x) é
uma unidade a mais que o grau de q(x), podemos
dizer que

Comparando os coeficentes, concluímos que:

QUESTÃO 27
C

RESOLUÇÃO:
A soma dos coeficientes de um polinômio P(x) = a + QUESTÃO 30
x + cx² + dx³ + ... será dada quando tivermos x = 1, A
pois P(1) será a + b + c + d + ...

Assim, para o polinômio dado, temos RESOLUÇÃO:


5 5 Em primeiro lugar, resolvendo a
P(1) = (1 + 1) = 2 = 32
equação ,
temos: .
QUESTÃO 28 Então, pelo teorema do resto, 0 e 1 são raízes dos
C polinômios p(x) e g(x). Assim,

RESOLUÇÃO:
Sabe-se que .
Então,

E, por analogia, também.


Logo, .

16 | http://comissaovestibulandos.blogspot.com.br/
COMISSÃO DE VESTIBULANDOS

Do mesmo modo, sendo a, b e c as


dimensões da caixa em forma de bloco
QUESTÃO 31
retangular, temos que seu volume Vp = a ·
C
b · c ⇒ Vp = 6a
RESOLUÇÃO:
Dessa forma, Vc = Vp – 4 ⇒ a3 = 6a – 4 ⇒
Se um número complexo é raiz de um polinômio,
seu conjugado também será. Dessa forma, os a3 – 6a + 4 = 0
complexos –2 – i e 1 + 2i também são raízes do
polinômio em questão. Como esse polinômio é de 5º Note que 2 é raiz dessa equação, pois 23 –
grau, apresenta 5 raízes, sendo 4 complexas. 6 · 2 + 4 = 0.
A quinta raiz não pode ser complexa, porque, se
fosse, haveria uma sexta raiz conjugada Usando Briot-Ruffini, temos:
da quinta. Assim, a quinta raiz é a única real.

QUESTÃO 32
GABARITO: Assim, o quociente resulta em a2 + 2a – 2.
Efetuando a divisão de P(x) por Q(x) concluímos Para obtermos as demais raízes, temos:
que P(x) = Q(x) . x + (c – 1) . x + d. Por hipótese, a2 + 2a – 2 =
Q(x) divide P(x), logo, devemos ter c = 1 e d = 0.
Reescrevamos os polinômios:

0
Dessa forma, a pode ser 2 ou – 1.

Da condição P(a) = a, chegamos à igualdade a2 (a2 02. Incorreto.


2
É possível construir um poliedro regular
+ b) = 0, de onde segue que b = – a . Substituindo o somente com 4 triângulos equiláteros
valor de b no coeficiente de Q(x) e reescrevendo (tetraedro regular), 8 triângulos equiláteros
esse polinômio, obtemos Q(x) = ax2 – a2x + 1. (octaedro regular) ou, no máximo, 20
Novamente, pela hipótese Q(a) = a, obtemos o valor triângulos equiláteros (icosaedro regular).
a = 1, e, consequentemente, b = –1.
04. Correto.
A → 1 (prisma pentagonal)
QUESTÃO 33 B → 3 (pirâmide quadrangular)
12 C → 2 (prisma triangular)
Observação: O sólido B, representado na
figura 1 está com uma aresta a menos.
RESOLUÇÃO:
04 + 08 = 12 08. Correto.

01. Incorreto.
Sendo a a aresta da caixa cúbica, seu
volume Vc é dado por: Vc = a3.

17 | http://comissaovestibulandos.blogspot.com.br/
COMISSÃO DE VESTIBULANDOS

Assim, c = –

Portanto, P(x) = .

QUESTÃO 35
GABARITO:
(Resolução oficial.)

O volume do cilindro é V = r2 · h ⇒ 432 P(1) = 2(1)4 + A(1)3 − 5(1)2 + B(1) + 16 = 2


= x2 · 2x ⇒ x3= 216 ⇒ x = 6 cm. + A − 5 + B + 16 = 15 → A + B = 2
A área do retângulo é 6 · 12 = 72 cm2.
P(−2) = 2(−2)4 + A(−2)3 − 5(−2)2 + B(−2) +
QUESTÃO 34 16 = 32 − 8A − 20 −2B +16 = 0 → −8A −2B
= −28 → 4A + B = 14
GABARITO:
a) Seja r a equação desejada.
Como P(x) cruza o eixo y em (0, 1) e a
soma de seus coeficientes é dada por P(1) Resolvendo o sistema ,
= 2, temos que o coeficiente angular de r é encontramos A = 4 e B = −2.
2 e seu coeficiente linear é 1, assim r: y =
2x + 1. O polinômio é P(x) = 2x4 + 4x3 − 5x2 − 2x +
16.
b) Do enunciado temos:
Como P(−2) = 0, já sabemos que a divisão
do polinômio P(x) por D(x) = x + 2 é exata
(resto zero).

Usando o dispositivo de Briot-Ruffini,


obtemos o quociente Q(x):

Somando as equações (I) e (III), temos:

2b + 2d = 4 ⇒ 2b + 2 = 4 ⇒ b = 1

Substituindo esses resultados em (III) e


(IV), formamos outro sistema: Q(x) = 2x3 − 5x + 8

Resposta: O quociente de P(x) pelo


binômio D(x) é 2x3 − 5x + 8.
Substituindo o resultado da primeira
equação na segunda, temos: QUESTÃO 36
4a + (–a) = 1 ⇒ 3a = 1 ⇒ a = GABARITO:

18 | http://comissaovestibulandos.blogspot.com.br/
COMISSÃO DE VESTIBULANDOS

(Resolução oficial)

Como P(x) é divisível por x2 + 2, duas de suas

raízes são − e , e as outras três, estando


em progressão geométrica, pode-se escrevê-las

como , a, aq, sendo q a razão da PG.


Usando as relações entre coeficientes e raízes para
P(x), tem-se:

• a soma das raízes é ,

logo , o que

equivale a (I)

• o produto das raízes é ,

QUESTÃO 37 logo , o que resulta


GABARITO: 3
em a = −1 e, portanto, a = −1.
(Resolução oficial) Substituindo a = −1 em (I) obtém-
A)

se:

.
As raízes são 3 (dupla) e –4,5.
B) Observando o gráfico: x ≤ –4,5 ou x = 3. Conclui-se, portanto, que as raízes são , –1 e 3.

2
Sendo assim, P(x) = 3(x + 2)(x – )(x + 1)(x – 3) e
QUESTÃO 38
o resto da divisão de P(x) por x + 2 é igual
GABARITO: a
(Resolução oficial)
Resposta: 10

Justificativa: O polinômio só será divisível por x2 – 1 .


se tiver 1 e –1 como raízes. Assim, substituindo x =
1, obtemos n2 – 25n + 150 = 0, que tem raízes n = QUESTÃO 40
10 e n = 15. Substituindo x = –1 e n = 10 obtemos –
100 + 250 – 150 = 0, e substituindo x = –1 e n = 15 GABARITO:
obtemos –225 – 375 + 150 = –450. O único valor (Resolução oficial)
aceitável de n é 10.
a) Por divisão explícita,

QUESTÃO 39
GABARITO:

19 | http://comissaovestibulandos.blogspot.com.br/
COMISSÃO DE VESTIBULANDOS

z1 = (1; 45°) = (cos 45° + i · sen 45°) =

z2 = (1; 135°) = (cos 135° + i · sen 135°) =

Por Briot-Ruffini, z3 = (1; 225°) = (cos 225° + i · sen 225°)

=
z4 = (1; 315°) = (cos 315° + i · sen 315°)
Pelo Teorema do resto, p(1) = 1 – 11 + k + 2 = k – 8
= resto. =
Assim, para que k – 8 = 3 ⇒ k = 11.
b) A forma fatorada de p(x) será dada pelas
suas quatro raízes, p(x) = (x – z1) (x – z2) (x
b) Agora temos p(x) = x2 – 11x + 6 e, pelas
– z3) (x – z4).
propriedades das raízes desse polinômio, a + b =
11 e ab = 6. Por outro lado,
Sabendo que a multiplicação de
conjugados produz números reais puros,
podemos multiplicar (x – z1) (x – z4) e (x –
z2) (x – z3).
Assim, temos:
Assim,

(x – z1)(x – z4) = x2 – xz1 – xz4 + z1z4 = x2 – (z1 +


.
z4) x + z1z4
(x – z2)(x – z3) = x2 – xz2 – xz3 + z2z3 = x2 – (z2 +
QUESTÃO 41
z3) x + z2z3
GABARITO:
a) Calculando as raízes em C: Substituindo os valores de z, temos:
x4 + 1 = 0
x4 = - 1

x=
O número complexo z = –1 tem parte
imaginária nula e é denotado por (–1,0).
Sua forma trigonométrica é 1(cos180° + i ·
sen180°), com os parâmetros (1; 180°).
As raízes quartas de z são dadas por Logo, p(x) = (x2 – x + 1) (x2 + x + 1)

, ou
seja, os parâmetros das raízes serão (1; QUESTÃO 42
45° + k . 90°) com k =0, 1, 2 ou 3. Assim, GABARITO:
temos: a)Como –1 é raíz de p(x), então p(–1) = 0.

20 | http://comissaovestibulandos.blogspot.com.br/
COMISSÃO DE VESTIBULANDOS

Como 1 + αi é raíz, 1 – αi também é. Essa q(x) = x2 –2ax + (a2 + b2).


é uma propriedade das raízes complexas, Logo q(x) é um trinômio do 2º grau, cujos
na qual sempre que um número complexo coeficientes são números reais.
é raíz de um polinômio, seu conjugado
também é.
b) Sejam r1, r2, ..., rp raízes reais e z1, , z2 , ,
Logo, sendo p(x) de terceiro grau, essas
três raízes são as únicas raízes. ..., zq, raízes complexas de p(x).
Então, p(x) pode ser escrito da seguinte forma:
Podemos reescrever p(x) na sua forma
p(x) = an (x – r1)(x – r2) ... (x – rp)(x – z1)(x – )(x –
fatorada, assim:
p(x) = (x + 1) · (x – 1 +αi) · (x – 1 – αi) z2)(x – ) ... (x – zq)(x – ).

Como sabemos que a divisão de p(x) por (x


Do item A temos que os produtos (x – zi)(x – ), i
– 1) tem 8 como resto, pelo teorema do
resto podemos afirmar que p(1) = 8. =1, 2, ..., q, são trinômios do 2º grau com
coeficientes reais.
Logo, se p(x) possuir apenas raízes reais, esse
Calculando p(1) na forma fatorada, temos:
polinômio será escrito como produto somente de
p(1) = (1 + 1) · (1 – 1 + αi) · (1 – 1 – αi)
binômios lineares.
8 = 2 · (αi) · (–αi)
Se p(x) possuir somente raízes complexas, esse
8 = 2α² polinômio será escrito como produto apenas de
α² = 4 trinômios do 2º grau com coeficientes reais.
α = 2 (α não pode ser –2 pois, pela Por fim, se p(x) possuir raízes reais e complexas,
hipótese, α > 0) então esse polinômio será escrito como produto de
binômios lineares e trinômios do 2º grau com
b)Como p(x) = (x + 1) · (x – 1 + αi) · (x – 1 – coeficientes reais.
αi), ao dividirmos por (x + 1), temos como
quociente:
(x – 1 + αi) · (x – 1 – αi). QUESTÃO 44
GABARITO:
Substituindo α por 2, temos: (Resolução oficial)
(x – 1 + 2i) · (x – 1 – 2i) = x² – x – 2xi – x +
1 + 2i + 2xi – 2i – 4i² = x² – 2x + 1 + 4 = x² – Sabe-se que
2x + 5.
p(x) = q(x) d(x) + r(x) = [x(x2 – 4)] d(x) + r(x) (*)

QUESTÃO 43 onde d(x) e r(x) são respectivamente o quociente e


o resto da divisão euclidiana de p(x) por q(x), ou
GABARITO:
seja, gr[r(x)] < gr [q(x)] = 3. Daí resulta que
(Resolução oficial)
gr[r(x)] 2.
a) Temos que: Logo r(x) = ax2 + bx + c, para certos a, b e c reais.
q(x) = (x – z)(x – ) = [x – (a + bi)](x – (a – bi)] =
Como são conhecidos os valores de p(0), p(2) e de
= x2 – (a – bi)x – (a + bi)x + (a + bi)(a – bi) =
p(–2), calculam-se seus valores a partir de (*):
= x2 – ax + bix – ax – bix + a2 – abi + abi – (bi)2.
p(0) = q(0)d(0) + r(0) = [0(02 – 4)]d(0) + r(0) = r(0) =
Sendo i2 = –1, segue que: c

21 | http://comissaovestibulandos.blogspot.com.br/
COMISSÃO DE VESTIBULANDOS

p(2) = q(2)d(2) + r(2) = [2(22 – 4]d(2) + r(2) = r(2) = Logo podemos escrever
4a + 2b + c R(x) = ax2 + bx + c, onde a, b, c .
p(–2) = q(–2)d(–2) + r(–2) = [(–2)((–2)2 – 4)]d(–2) + Como,
R(–1) = M(–1) = –1, R(1) = M(1) = 1 e R(–2) = M(–2)
r(–2) = r(–2) = 4a – 2b + c
=0
obtemos,
Daí se obtém o sistema:

Somando (I) e (II) segue que 2a + 2c = 0 ⇒ c = –a.


Do qual se obtém: Substituindo c = –a em (III) obtemos 4a – 2b – a = 0

⇒b=

Substituindo c = –a e b = em (II), temos


Somando as duas equações tem-se a = 2 e,
consequentemente, b = 0. .

Logo, o resto da divisão do polinômio de p(x) por logo, b = = 1 e c = –a = .


q(x) é o polinômio r(x) = 2x2 + 1. 2
Portanto R(x) = x +x– .

QUESTÃO 45
QUESTÃO 46
GABARITO:
(Resolução oficial)
GABARITO:
a)
Ao dividir um polinômio M(x) por um outro polinômio
P(x), sabemos pelo algoritmo da divisão que
existem polinômios Q(x) e R(x) tais que
M(x) = P(x)Q(x) + R(x), com 0 gr(R(x)) <
gr(P(x)).
Assim, existem Q1(x), Q2(x) e Q3(x) tais que

M(x) = D1(x)Q1(x) + R1(x) ⇒ M(x) = (x + 1)Q1(x) + Segue por igualdade de polinômios que
(–1) ⇒ M(–1) = –1
M(x) = D2(x)Q2(x) + R2(x) ⇒ M(x) = (x – 1)Q1(x) +1
⇒ M(1) = 1
M(x) = D3(x)Q3(x) + R3(x) ⇒ M(x) = (x + 2)Q1(x) + 0
⇒ M(–2) = 0

Como D(x) = (x + 1)(x – 1)(x + 2) é um polinômio de


grau 3, ao dividir M(x) por D(x), obtemos
M(x) = (x +1)(x – 1)(x + 2)Q(x) + R(x), com 0 b) Quando x assume valores arbitrariamente
gr(R(x)) < gr(D(x)) = 3. grandes, observa-se que

22 | http://comissaovestibulandos.blogspot.com.br/
COMISSÃO DE VESTIBULANDOS

aproxima-se de zero,

aproxima-se de zero e

aproxima-se de zero.

Quando x assume valores positivos arbitrariamente


próximos de zero, observa-se que

torna-se cada vez maior, tendendo a

+ aproxima-se de 1 e

aproxima-se de 2.

Logo o valor torna-se


cada vez maior, tendendo a + .

23 | http://comissaovestibulandos.blogspot.com.br/