Você está na página 1de 4

09/08/18

Unidade 1 - Aspectos do conhecimento econômico

● Conceito de economia
✓ Ciência social ou humana que ​estuda a administração eficiente dos recursos​, visando
distribuí-los entre as necessidade e gerando satisfação.

● Objeto de estudo
✓ Lei da escassez universal

Conceitos básicos

● Bens​​: Tudo aquilo que traz utilidade e gera satisfação


✓ Tangível: Bem / Intangível: Serviço
✓ Bem livre: Ar
✓ Bem imaterial ou serviço

● Fatores de produção (são limitados)


✓ Recursos indispensáveis para a produção de bens e serviços:
➢ Mão de obra / Trabalho
➢ Terra - Recursos naturais
➢ Capital - Maquinário, equipamentos, instalações...

● Necessidade (ilimitada)
✓ Falta aliada ao desejo de suprir a falta.
✓ Tudo aquilo que o homem precisa para sobreviver.

● Escolha
✓ Abrir mão de algo para se beneficiar de outro.

16/08/2018 - FALTA

23/08/2018

Unidade 1 (término)

● Fronteira de possibilidades de produção - CPP


● Pleno emprego - Equilíbrio
● Custo de oportunidade

Problemas econômicos básicos

● O que produzir?
● Como produzir?
● Para quem produzir?

Fluxo circular de renda

06/09/2018
Unidade 2. Evolução do pensamento econômico

MERCANTILISMO FISIOCRACIA ESCOLA CLÁSSICA (CIENTÍFICA)

● Séc. XVIII ● Laissez-faire: O mercado deve ● Liberalismo


funcionar livremente, sem
● Fonte de renda: interferência, apenas com ● Interesse individual:
Metais regulamentos suficientes para Livre iniciativa
proteger os direitos de
● Balança comercial propriedade. ● Livre concorrencia
favorável
(SUPERÁVIT) ● Fonte de renda: Terra ● Mão invisível do
Estado.
● Protecionismo ● Circulação de bens e serviços
alfandegário ● Adam Smith

4. MARX:​​ Mais valia.

13/09/2018

TÉRMINO - UNIDADE 2

[...] MARX:​​ Mais valia.

5. Os neoclássicos - Séc XX

● Ciência social
● Homem visto como sujeito racional
● Matematica e estatistica

6. Keynes

● FMI
● Intervenção do Estado
● Macroeconomia

QUESTÕES - TRABALHO

6. De certa forma o movimento fisiocrata vai de encontro ao modelo mercantilista na medida em que
buscava diminuir o poder de interferência do Estado em políticas económicas, deixando que o próprio
mercado se regulasse. Também passa a caracterizar como fonte de renda a terra e tudo que ela pode
oferecer e produzir, diferentemente do acúmulo de metais defendido pelo mercantilismo.

7. Adam Smith sugere que para um país obter crescimento econômico acima das suas limitações naturais é
necessário a expansão do comércio exterior, a diminuição das tarifas e a redução de políticas
protecionistas. Adam Smith via no livre mercado e no livre-comércio a chance de o mais eficiente, mais
dedicado e mais capaz triunfar sobre os protegidos do poder.

8. Em uma época onde não haviam leis ou regulamentações trabalhistas, em que se permitia o emprego de
mão de obra infantil, longas jornadas de trabalho e a falta de condições mínimas de saúde e segurança é
que Karl Marx desenvolve o seu texto “Manifesto comunista”. Em contraponto os modelo capitalista, em
sua teoria, Marx identifica um conceito denominado de “mais-valia”, que seria a diferença entre o valor
final da mercadoria produzida e a soma do valor dos meios de produção e do valor do trabalho. A força de
trabalho de um trabalhador (considerada também como uma mercadoria por Marx) possui o mesmo valor
que o tempo que o trabalhador precisa para produzir o suficiente para receber o seu salário e garantir a
subsistência da sua família. Apesar disso, muitas vezes o valor desse tempo é menor que a quantidade de
força de trabalho total. A diferença entre esses dois valores é conhecida como mais-valia.

9. A escola neoclássica sedimentou o raciocínio matemático e privilegiou os aspectos microeconômicos da


economia. Suas análises econômicas permitiram identificar comportamentos do consumidor com maior
profundidade, aumentando a satisfação do consumidor e maximizando o lucro dos produtores. Destaca-se
também a teoria quantitativa da moeda que relaciona a quantidade de dinheiro com os níveis de atividade
econômica e preços.

10. Após a Grande depressão de 1929, Keynes mostrou que a combinação das políticas econômicas
adotadas não estavam funcionando adequadamente, indicando novos rumos para tirar o mundo da
recessão econômica. Para Keynes, um dos principais fatores responsáveis pelo volume de emprego é o nível
de produção nacional de uma economia, determinado por sua vez, pela demanda agregada ou efetiva,
invertendo a ideia de que a oferta cria sua própria procura. Para o teórico, numa economia em recessão,
não existem forças de auto-ajustamento, por isso se torna necessário a intervenção do Estado por meios de
uma política de gastos públicos, dando fim a crença do laissez-faire, criando o princípio da ​demanda
efetiva​​.

20/09/2018

● Devolução do exercício.
● Revisão para a prova.

1. Estudo do comportamento econômico e das relações dos indivíduos em uma sociedade seja
através do consumo, da produção, da circulação de dinheiro bens ou serviços.

2. Escassez: objeto de estudo da ciência econômica.


a. Escassez (recursos limitados) não pode ser eliminada X Porque as necessidades (humanas)
são insaciáveis
3. Economia + Direito

4. Curva de possibilidades - Fronteira da escassez: Máx = Pleno emprego - Utilização dos recursos
escassos = Não satisfação das necessidades totais.

5. Custo de oportunidade = Sacrificar a produção de “X” em benefícios de outros.

6. Balança comercial + Protecionismo alfandegário

11/10/2018

[...] Continuação de unid. 3.

Macroeconomia - A moeda

Funções da moeda:

1. Meio de troca
2. Unidade de medida (denominador comum)
3. Reserva de valor (pode de compra)
Agregados monetários e quase-moeda

M0: Manual ou corrente (liquidez)


M1: Depósitos à vista(liquidez)
M2: Depósitos de poupança
M3: Fundos
M4: Títulos públicos

M2, 3 e 4: São agregados monetários que exigem um tempo para trazer rentabilidade a ser aplicada.

BANCOS E FUNÇÕES BÁSICAS

1. Cofre
2. Emprestador
3. Transferidor

BACEN - Banco Central do Brasil - 4.595/64 - SFN - Autarquia

Competência:

● Banco dos bancos


● Banco do governo
● Executor de política monetária
○ Controle da oferta de moeda.
■ Expansiva: Facilitando o crédito
■ Restritiva: tirando dinheiro de circulação