Você está na página 1de 50

CONCURSO AGEPEN/MG – QUESTÕES DE LEGISLAÇÃO

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

QUESTÕES DE LEGISLAÇÃO

www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO AGEPEN/MG – QUESTÕES DE LEGISLAÇÃO

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

QUESTÕES DE LEGISLAÇÃO
1. (CESPE/PC-GO/2016) De acordo com a Lei n.º 7.210/1984 — LEP —, a
prestação de trabalho

a) decorrente de pena restritiva de direito deve ser remunerada.

b) em ambiente externo tem de ser autorizada pelo juiz da execução penal


e depende de critérios como aptidão, disciplina e responsabilidade.

c) a entidade privada depende do consentimento expresso do preso, que


terá sua autorização de trabalho revogada se for punido por falta grave.

d) é obrigatória tanto para o preso provisório quanto para o definitivo.

e) externo é proibida ao preso provisório e ao condenado que cumpre pena


em regime fechado.

2. (CESPE/PC-GO/2016) José subverteu a disciplina interna do


estabelecimento prisional por ter praticado ato previsto como crime.

Nessa situação hipotética, de acordo com o que prevê a LEP relativamente ao


RDD,

a) o RDD poderá ser aplicado a José pelo diretor do estabelecimento


prisional, que, na decisão, deverá considerar o comportamento de José e os
motivos de sua prisão.

b) a submissão de José ao RDD ocorrerá se o crime praticado por ele for


tipificado na modalidade dolosa ou culposa, que cause dano ao patrimônio ou
à integridade física de outrem.

c) para que José seja submetido ao RDD, o crime por ele cometido deve ser
doloso e ter sido praticado com violência ou grave ameaça a pessoa, hipótese
que configura falta grave.

d) não será admitida a aplicação do RDD a José se ele for um preso


provisório, uma vez que a LEP prevê ser requisito para esse regime o trânsito
em julgado da sentença penal condenatória.

www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO AGEPEN/MG – QUESTÕES DE LEGISLAÇÃO

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

e) se for submetido ao RDD, José ficará recolhido em cela individual, terá


direito a visitas semanais e poderá sair da cela diariamente para banho de
sol.

3. (CESPE/PC-GO/2016) De acordo com a LEP, se um preso for comunicado


sobre o falecimento de uma irmã dele,

a) o juiz da execução poderá autorizar a saída temporária do preso para


comparecimento ao enterro, desde que ele apresente bom comportamento
no estabelecimento prisional.

b) ele não terá direito à saída do estabelecimento prisional, devido ao fato


de não haver previsão de concessão desse benefício em caso de falecimento
de irmão.

c) o diretor do estabelecimento prisional poderá conceder a permissão de


saída ao preso, independentemente de ele ser preso provisório ou de estar
cumprindo pena em regime fechado.

d) o diretor do estabelecimento deverá comunicar o falecimento ao juiz da


execução, que poderá conceder a permissão de saída para o preso, ficando
este sujeito à monitoração eletrônica caso esteja cumprindo pena em regime
semiaberto ou aberto.

e) o diretor do estabelecimento poderá autorizar a saída temporária do


preso, que, mediante escolta, poderá permanecer fora do estabelecimento
prisional pelo tempo que for necessário para cumprir a finalidade da saída.

4. (FCC/DPE-ES/2016) Segundo as inspeções em unidades prisionais nas


Regras de Mandela, é correto afirmar que

a) é dispensável a elaboração de relatório escrito após a inspeção em virtude


da informalidade que deve reger a atividade.

b) as inspeções nas unidades prisionais feitas pela própria administração


prisional não devem ser realizadas, pois tendem a encobrir irregularidades da
própria administração penitenciária.

www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO AGEPEN/MG – QUESTÕES DE LEGISLAÇÃO

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

c) as inspeções prisionais feitas por órgãos independentes da administração


prisional devem contar com profissionais de saúde e buscar uma
representação paritária de gênero.

d) as inspeções devem ser previamente informadas à administração


prisional para garantia da segurança dos inspetores.

e) nas inspeções prisionais não devem ser entrevistados funcionários


prisionais, dada a possibilidade de deturpação de informações, que devem ser
colhidas por inspetores independentes.

5. (FUNCAB/PC-PA/2016) Acerca da Lei de Execução Penal, é correto afirmar


que:

a) quando, durante a execução de pena privativa de liberdade, sobrevier


doença mental, o Juiz poderá determinar a conversão da pena em medida de
segurança, consistente em tratamento ambulatorial ou internação.
Determinado o tratamento ambulatorial, este não mais poderá ser convertido
em internação.

b) a jurisprudência - em geral - posiciona-se contrariamente à prisão


albergue domiciliar, determinada em razão de ausência de vagas em casa de
albergado, uma vez que a hipótese não é prevista no art. 117 da Lei n° 7.210,
de 1984.

c) é expressamente vedada pela Lei nº 7.210, de 1984, a regressão de


regime per saltum.

d) o ingresso do condenado no regime aberto é ato unilateral, de modo que


dispensa aceitação de seu programa e das condições impostas pelo Juiz.

e) boa parte da doutrina sustenta a inconstitucionalidade do regime


disciplinar diferenciado. Um dos argumentos utilizados se baseia na violação
ao princípio da taxatividade.

6. (FGV/MPE-RJ/2016) Mévio, primário, foi condenado por crime hediondo


praticado em 2010. Após cumprir 2/5 da pena em regime fechado, o
advogado do apenado pleiteou progressão de regime. O juiz em atuação junto
à Vara de Execuções Penais, entendendo que o fato praticado foi muito grave

www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO AGEPEN/MG – QUESTÕES DE LEGISLAÇÃO

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

e violento em concreto, determina realização de exame criminológico antes


de conceder a progressão. A defesa apresenta agravo de execução. Ao se
manifestar sobre o recurso, deverá o Ministério Público considerar que:

a) hoje não mais se admite que o juiz determine a realização de exame


criminológico antes de avaliar a progressão;

b) a realização de exame criminológico é obrigatória para crimes hediondos;

c) o juiz pode exigir realização de exame criminológico com base nas


circunstâncias do caso concreto;

d) o exame criminológico só poderia ser exigido pelo diretor do


estabelecimento prisional, que tem contato direto com o apenado;

e) com o preenchimento do requisito objetivo, a obtenção da progressão do


regime se torna direito subjetivo do apenado.

7. (FUNCAB/SEGEP-MA/2016) Acerca do regime disciplinar diferenciado e de


acordo com o disposto no art. 52 da Lei n° 7.210/1984, é correto afirmar
que:

a) caso a conduta do preso implique sujeição ao regime disciplinar


diferenciado, será relevada a caracterização de falta grave, para que não haja
dupla punição pelo mesmo fato.

b) o regime disciplinar diferenciado tem duração máxima e improrrogável


de trezentos e sessenta e cinco dias.

c) o preso condenado, caso apresente alto risco para a segurança do


estabelecimento penal, poderá ser encaminhado ao regime disciplinar
diferenciado, o que não ocorre com o preso provisório.

d) o regime disciplinar diferenciado, em que o preso tem direito a visitas


semanais de duas pessoas, sem contar as crianças, poderá abrigar presos
provisórios.

e) a prática de crime doloso pelo preso condenado, além de implicar falta


grave, automaticamente determina sujeição ao regime disciplinar
diferenciado.

www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO AGEPEN/MG – QUESTÕES DE LEGISLAÇÃO

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

8. (FUNCAB/SEGEP-MA/2016) Assinale a alternativa que corretamente


contempla sanções disciplinares admitidas pela Lei n°7.210/1984.

a) Repreensão; incolumidade absoluta do preso; isolamento na própria cela,


ou em local adequado, nos estabelecimentos que possuam alojamento
coletivo e suspensão ou restrição de direitos.

b) Incomunicabilidade absoluta do preso; isolamento na própria cela, ou em


local adequado, nos estabelecimentos que possuam alojamento coletivo;
advertência verbal e suspensão ou restrição de direitos.

c) Isolamento na própria cela, ou em local adequado, nos estabelecimentos


que possuam alojamento coletivo; repreensão; incomunicabilidade absoluta
do preso e advertência verbal.

d) Advertência verbal; repreensão; suspensão ou restrição de direitos e


isolamento na própria cela, ou em local adequado, nos estabelecimentos que
possuam alojamento coletivo.

e) Advertência verbal; repreensão; suspensão ou restrição de direitos e


incomunicabilidade absoluta do preso.

9. (FUNCAB/SEGEP-MA/2016) A supervisão dos patronatos, bem como a


assistência aos egressos, incumbe ao(à):

a) juízo da execução penal.

b) direção do estabelecimento penal.

c) Conselho Penitenciário.

d) Departamento Penitenciário Nacional.

e) Ministério Público.

10. (FUNCAB/SEGEP-MA/2016) A Comissão Técnica de Classificação é


composta, no mínimo:

a) pelo juiz da Execução Penal, bem como por fiscais do serviço social,
quando se tratar de condenado à pena privativa de liberdade.

www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO AGEPEN/MG – QUESTÕES DE LEGISLAÇÃO

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

b) por fiscais do serviço social, quando se tratar de condenado à pena


privativa de liberdade.

c) pelo diretor do estabelecimento, que a presidirá, bem como por um chefe


de serviço e um psiquiatra, quando se tratar de condenado à pena privativa
de liberdade.

d) por dois chefes de serviço, um psicólogo, um psiquiatra e um assistente


social, quando se tratar de condenado à pena privativa de liberdade ou
restritiva de direitos.

e) pelo diretor do estabelecimento, que a presidirá, bem como por dois


chefes de serviço, um psicólogo, um psiquiatra e um assistente social, quando
se tratar de condenado à pena privativa de liberdade.

11. (IESES/TJ-PA/2016) Em relação ao direito do condenado ao trabalho


externo é correto afirmar:

I. O trabalho externo será admissível para os presos em regime fechado


somente em serviço ou obras públicas realizadas por órgãos da Administração
Direta ou Indireta, ou entidades privadas, desde que tomadas as cautelas
contra a fuga e em favor da disciplina.

II. O limite máximo do número de presos será de 20% (vinte por cento) do
total de empregados na obra.

III. A prestação de trabalho à entidade privada depende do consentimento


expresso do preso.

IV. A prestação de trabalho externo, a ser autorizada pela direção do


estabelecimento, dependerá de aptidão, disciplina e responsabilidade, além
do cumprimento mínimo de 1/4 (um quarto) da pena.

A sequência correta é:

a) Apenas as assertivas I, III e IV estão corretas.

b) Apenas a assertiva II está correta.

c) As assertivas I, II, III e IV estão corretas.

www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO AGEPEN/MG – QUESTÕES DE LEGISLAÇÃO

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

d) Apenas as assertivas I e III estão corretas.

12. (CESPE/TJ-DF/2016) No tocante à jurisprudência sumulada pelo STJ


quanto ao direito penal, assinale a opção correta.

a) A extinção da punibilidade pela prescrição da pretensão punitiva, com


fundamento em pena hipotética, é admitida, independentemente da
existência ou do resultado do processo penal.

b) Fixada a pena-base no mínimo legal, a decisão, fundamentada na


gravidade abstrata do delito, poderá estabelecer ao sentenciado regime
prisional mais gravoso do que o cabível em razão da sanção imposta.

c) A contagem do prazo para a progressão de regime de cumprimento de


pena será interrompida pela prática de falta grave e se reiniciará a partir do
cometimento dessa infração.

d) A falta grave interrompe o prazo para a obtenção de livramento


condicional.

e) A prática de falta grave interrompe o prazo para o fim de comutação de


pena ou indulto.

13. (FCC/TJ-PI/2015) A prática de falta grave

a) sujeita à regressão de regime, dispensada a prévia oitiva do condenado.

b) pode consistir no cometimento de crime doloso, desde que consumado.

c) pode acarretar a revogação de até 1/3 (um terço) do tempo remido, mas
não a interrupção para nova contagem.

d) interrompe a contagem do prazo para a progressão de regime de


cumprimento de pena, o qual se reinicia a partir da decisão judicial definitiva
que reconhecer a infração disciplinar.

e) pode sujeitar o condenado à sanção disciplinar de isolamento na própria


cela, por ato motivado do diretor do estabelecimento, comunicado o juízo das
execuções.

www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO AGEPEN/MG – QUESTÕES DE LEGISLAÇÃO

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

14. (FAPEC/MPE-MS/2015) Analise as proposições abaixo:

I - É possível a remição de pena em virtude da frequência do condenado em


curso de ensino fundamental, médio, inclusive profissionalizante, ou superior.

II - O cometimento de falta grave pelo condenado interrompe a contagem do


prazo para a concessão do livramento condicional.

III - Compete ao Juízo das Execuções Penais do Estado a execução das penas
impostas a sentenciados pela Justiça Federal, Militar ou Eleitoral, quando
recolhidos a estabelecimentos sujeitos à administração estadual.

IV - É possível a progressão de regime de execução da pena fixada em


sentença não transitada em julgado, mesmo na hipótese de o réu se
encontrar em prisão especial.

Assinale a alternativa correta:

a) Somente a proposição IV está correta.

b) Somente as proposições I, II e IV estão corretas.

c) Somente as proposições II e III estão corretas.

d) Somente as proposições I e III estão corretas.

e) Somente as proposições I, III e IV estão corretas.

15. (FCC/DPE-SP/2015) Sobre o regime disciplinar na execução penal é


correto afirmar que

a) a jurisprudência do STF não admite a relativização da legalidade nas faltas


disciplinares, como a aplicação de falta grave pela posse de chip de telefone
celular.

b) o cumprimento de sanção disciplinar em cela escura deve ser comunicado


pelo diretor ao juiz competente em até dez dias.

c) o descumprimento do dever de executar tarefas e ordens recebidas pelo


preso configura falta disciplinar de natureza grave, conforme a Lei de
Execução Penal.

www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO AGEPEN/MG – QUESTÕES DE LEGISLAÇÃO

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

d) é destinado às penas privativas de liberdade, não existindo faltas graves


na execução de pena restritiva de direitos.

e) a condenação em falta disciplinar de natureza grave implica a revogação


de um terço do tempo remido pelo trabalho ou estudo.

16. (FCC/DPE-MA/2015) Os decretos presidenciais dos anos de 2013 e 2014


preveem que para a declaração do indulto e da comutação das penas não se
exigirá requisito outro senão os previstos nestes textos legais. A partir deste
comando legal, é correto afirmar:

a) Não é possível a dispensa de parecer do Conselho Penitenciário a exceção


do pedido de indulto humanitário.

b) Não há dispensa de parecer do Conselho Penitenciário em nenhuma


hipótese uma vez que esta é a sua incumbência precípua prevista na Lei de
Execução Penal.

c) Há sempre a dispensa de parecer do Conselho Penitenciário porquanto é


órgão auxiliar do Poder Executivo que tem competência privativa para editar
decretos.

d) O parecer do Conselho Penitenciário poderá ser determinado pelo juiz da


execução quando entender necessário ao julgamento do indulto ou da
comutação.

e) A Defensoria Pública e o Ministério Público poderão requerer a realização


de parecer do Conselho Penitenciário.

17. (MPE-SP/MPE-SP/2015) A prática de falta grave pelo condenado durante


a execução de sua pena:

a) tem como consequência a perda de 1/3 (um terço) dos dias remidos.

b) tem como consequência a perda total dos dias remidos.

c) não acarreta a perda dos dias remidos, pois a remição é um direito do


condenado de ver reduzido pelo trabalho o tempo de duração da pena
privativa de liberdade a ele imposta.

www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO AGEPEN/MG – QUESTÕES DE LEGISLAÇÃO

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

d) tem como consequências a perda total dos dias remidos e a interrupção


do prazo para que possa ser beneficiado com o indulto.

e) tem como consequências a perda de 1/3 (um terço) dos dias remidos e a
impossibilidade de ser beneficiado com o indulto.

18. (FMP/DPE-PA/2015) De acordo com a Lei n° 7.210/84, é correto afirmar


que:

a) a permissão de saída mediante escolta atinge somente os condenados


em regime fechado e semiaberto, e será concedida pelo médico responsável,
caso o condenado necessite de tratamento médico.

b) a permissão de saída mediante escolta atinge somente os condenados


em regime fechado e semiaberto, e será concedida pelo juiz competente
sempre que houver a necessidade de tratamento médico por parte do
condenado.

c) a permissão de saída, em caso de falecimento de cônjuge, companheira,


ascendente, descendente ou irmão, será concedida pelo diretor do
estabelecimento quando o requerente for condenado em regime fechado ou
semiaberto, e será concedida pelo juiz quando o requerente for preso
provisório.

d) em se verificando o caso de falecimento ou doença grave de cônjuge,


companheira, ascendente, descendente ou irmão, os condenados em regime
fechado ou semiaberto, bem como os presos provisórios, têm direito à
permissão de saída, que será concedida pelo diretor do estabelecimento
prisional.

e) em se verificando o caso de falecimento ou doença grave de cônjuge,


companheira, ascendente, descendente ou irmão, somente os presos
provisórios têm direito à permissão de saída, que será concedida pelo diretor
do estabelecimento prisional.

www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO AGEPEN/MG – QUESTÕES DE LEGISLAÇÃO

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

19. (FMP/DPE-PA/2015) De acordo com a Lei n° 7.210/84, é CORRETO


afirmar que:

a) a saída temporária do estabelecimento é direito que atinge os condenados


em regime semiaberto e fechado, a ser exercido mediante vigilância direta e
prévia autorização judicial, entre outras hipóteses, quando ele participar em
atividades que concorram para o seu retorno ao convívio social.

b) a saída temporária do estabelecimento é direito que atinge somente os


condenados em regime fechado, a ser exercido sem vigilância direta,
mediante autorização do diretor do estabelecimento, entre outras hipóteses,
quando ele participar em atividades que concorram para o seu retorno ao
convívio social.

c) incumbe somente ao juiz da execução autorizar a saída temporária dos


condenados em regime semiaberto, ainda que mediante a utilização de
equipamento de monitoração eletrônica, entre outras hipóteses, quando o
condenado pretender visitar sua família.

d) poderá o diretor do estabelecimento autorizar a saída temporária dos


condenados em regime semiaberto, cabendo tal autorização somente ao juiz
da execução, quando houver a necessidade de utilização de equipamento de
monitoração eletrônica.

e) a saída temporária do estabelecimento é direito que atinge os condenados


em regime semiaberto, a ser exercido com vigilância direta ou utilização de
equipamento de monitoração eletrônica, mediante prévia autorização judicial,
entre outras hipóteses, quando o condenado participar de curso supletivo
profissionalizante.

20. (FMP/DPE-PA/2015) De acordo com a Lei n° 7.210/84, é CORRETO


afirmar que:

a) admite-se o trabalho externo aos presos em regime fechado, devendo a


atividade laborai ser executada em serviço ou obras públicas realizadas por
órgãos da Administração Direta ou Indireta, ou entidades privadas.

b) a prestação de trabalho externo aos presos em regime fechado depende


de autorização da direção do estabelecimento prisional, e será concedida aos
www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO AGEPEN/MG – QUESTÕES DE LEGISLAÇÃO

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

presos que houverem cumprido, como mínimo, 1/3 da pena, e demonstrarem


aptidão, disciplina e responsabilidade.

c) a prestação de trabalho externo aos presos em regime fechado depende


de autorização do juiz da execução criminal, e será concedida aos presos que
houverem cumprido, como mínimo, 1/6 da pena, e demonstrarem aptidão,
disciplina e responsabilidade.

d) admite-se o trabalho externo aos presos em regime fechado e


semiaberto, devendo a atividade laborai ser executada unicamente em
serviço ou obras públicas realizadas por órgãos da Administração Direta ou
Indireta, ou entidades privadas.

e) admite-se o trabalho externo aos presos em regime fechado e


semiaberto, podendo a atividade laborai ser executada em entidade privada,
independentemente do consentimento expresso do preso.

21. (FUNCAB/SEDS-TO/2014) Dentre as sanções disciplinares previstas na


Lei de Execução Penal, aquela cuja aplicação depende de prévio e
fundamentado despacho do juiz competente é a:

a) advertência verbal.

b) inclusão no regime disciplinar diferenciado.

c) repreensão.

d) suspensão ou restrição de direitos.

22. (CEPERJO/FSC/2014) Sobre as formas de assistência ao preso previstas


na Lei Federal nº 7.210, de 11 de julho de 1984, uma de suas funções e
características é que a assistência:

a) à saúde do internado consistirá no fornecimento de alimentação,


vestuário e instalações higiênicas

b) à saúde será prestada no estabelecimento penal mesmo quando este não


estiver aparelhado para prover a assistência médica necessária, sendo
vedada sua prestação em outro local

www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO AGEPEN/MG – QUESTÕES DE LEGISLAÇÃO

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

c) jurídica é destinada aos presos e aos internados sem recursos financeiros


para constituir advogado

d) educacional compreenderá a instrução escolar, o trabalho interno, o


treinamento e a formação profissional do preso e do internado

e) social não tem por finalidade promover, no estabelecimento, pelos meios


disponíveis, a recreação

23. (CEPERJO/FSC/2014) O trabalho do preso deve guardar compatibilidade


com os normativos vigentes. Dentre estes normativos, a gestão do trabalho
prisional deve observar que:

a) o trabalho do preso será remunerado, mediante prévia tabela, não


podendo ser superior a 3/4 (três quartos) do salário mínimo

b) o produto da remuneração pelo trabalho deverá atender a todas as suas


despesas pessoais

c) as tarefas executadas como prestação de serviço à comunidade serão


remuneradas

d) o trabalho do preso não está sujeito ao regime da Consolidação das Leis


do Trabalho

e) não se exigirá do condenado o ressarcimento ao Estado das despesas


realizadas com a sua manutenção

24. (CEPERJO/FSC/2014) O trabalho externo é direito assegurado ao preso


em regime fechado, mas deve levar em consideração a seguinte orientação:

a) Será admissível somente em serviço ou obras públicas realizados por


órgãos da Administração Direta ou Indireta, ou em empresas de familiares,
desde que autorizado pelo Juiz competente e pelo Secretário de Estado de
Administração Penitenciária em ato conjunto.

b) A prestação de trabalho externo, a ser autorizada pela direção do


estabelecimento, dependerá de aptidão, disciplina e responsabilidade, além
do cumprimento mínimo de 1/6 (um sexto) da pena.

www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO AGEPEN/MG – QUESTÕES DE LEGISLAÇÃO

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

c) Caberá à Fundação Santa Cabrinia remuneração do trabalho do preso,


exigindo-se da empresa ou entidade pública o ressarcimento dos valores
respectivos.

d) No caso do emprego de presos em obras públicas, o limite máximo do


número de presos será de 20% (vinte por cento) do total de empregados na
obra.

e) Revogar-se-á a autorização de trabalho externo ao preso que for punido


por qualquer tipo de falta administrativa.

25. (CEPERJO/FSC/2014) Nos termos da Lei de Execução Penal (Lei Federal


nº 7.210/84), o trabalho interno não será obrigatório para o preso:

a) em regime fechado

b) em regime de internato

c) que exercer atividades complementares

d) provisório

e) que possuir a respectiva capacitação

26. (CEPERJO/FSC/2014) Nos termos da Lei de Execuções Penais, Lei Federal


nº 7.210, de 11 de julho de 1984, a assistência ao preso terá, dentre outras,
a seguinte natureza:

a) material, que não inclui o direito a vestimentas e alimentação

b) à saúde, que terá caráter somente curativo

c) religiosa, desde que não contrarie a religião praticada pela diretoria do


presídio

d) educacional, que compreenderá a instrução básica e a formação


profissional do preso e do internado

e) jurídica, destinada a qualquer preso ou internado que necessitar de


advogado

www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO AGEPEN/MG – QUESTÕES DE LEGISLAÇÃO

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

27. (CEPERJO/FSC/2014) Nos termos da Lei de Execuções Penais, Lei Federal


nº 7.210, de 11 de julho de 1984, a assistência ao preso terá, dentre outras,
a seguinte natureza:

a) material, que não inclui o direito a vestimentas e alimentação

b) à saúde, que terá caráter somente curativo

c) religiosa, desde que não contrarie a religião praticada pela diretoria do


presídio

d) educacional, que compreenderá a instrução básica e a formação


profissional do preso e do internado

e) jurídica, destinada a qualquer preso ou internado que necessitar de


advogado

28. (FCC/DPE-CE/2014) As sanções disciplinares de suspensão ou restrição


de direitos e de isolamento na própria cela devem ser aplicadas

a) por prévio e fundamentado despacho do juiz e por ato motivado do diretor


do estabelecimento, respectivamente.

b) pelo Conselho Penitenciário e por ato motivado do diretor do


estabelecimento, respectivamente.

c) por ato motivado do diretor do estabelecimento, em ambos os casos

d) por ato motivado do diretor do estabelecimento e por prévio e


fundamentado despacho do juiz, respectivamente.

e) por prévio e fundamentado despacho do juiz, em ambos os casos.

29. (VUNESP/TJ-SP/2014) Assinale a opção falsa. O C. Superior Tribunal de


Justiça, recentemente, assentou, por meio de Súmula, o seguinte
entendimento:

a) A aplicação da causa de diminuição de pena prevista no art. 33, § 4.º, da


lei n.º 11.343/2006 não afasta a hediondez do crime de tráfico de drogas.

b) A falta grave interrompe o prazo para obtenção de livramento condicional.

www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO AGEPEN/MG – QUESTÕES DE LEGISLAÇÃO

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

c) É inadmissível a fixação de pena substitutiva (art. 44 do Código Penal)


como condição especial ao regime aberto.

d) A configuração do crime do art. 244-B do Estatuto da Criança e do


Adolescente independe da prova da efetiva corrupção do menor, por se tratar
de delito formal.

30. (VUNESP/DPE-MS/2014) Com relação à Lei de Execução Penal, é correto


afirmar que:

a) o regime disciplinar diferenciado previsto no art. 52 da Lei de Execução


Penal é aplicável somente aos presos condenados em cumprimento de pena
privativa de liberdade.

b) são sanções disciplinares: a advertência verbal, repreensão, censura,


suspensão ou restrição de direitos e inclusão no regime disciplinar
diferenciado.

c) cabem apenas ao juiz da execução penal e ao ministério público a


obrigatoriedade de visitas aos estabelecimentos prisionais.

d) ao condenado em regime fechado é assegurado o direito de cela individual


contendo dormitório, lavatório e aparelho sanitário, contendo área mínima de
6 m² e ambiente salubre.

31. (TRF – 2ª REGIÃO/TRF – 2ª REGIÃO/2014) A configuração de falta grave


do condenado, na execução da pena privativa de liberdade, em regime
fechado, é apta a gerar o seguinte efeito:

a) A regressão do regime prisional.

b) A perda parcial dos dias remidos.

c) A exclusão da assistência médica.

d) A imposição do trabalho sem remuneração.

e) Nenhum dos efeitos acima previstos, embora possa gerar outros.

www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO AGEPEN/MG – QUESTÕES DE LEGISLAÇÃO

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

32. (TRF – 2ª REGIÃO/TRF – 2ª REGIÃO/2014) A pessoa condenada em


regime aberto e que exerce atividade em trabalho externo:

a) Pode descontar a pena aplicada dos dias de trabalho.

b) Não tem direito à assistência médica.

c) Tem, depois de seis meses, direito à prisão domiciliar.

d) Não pode obter a remição da pena pelos dias de trabalho.

e) Somente será beneficiário do desconto da pena se a jornada ultrapassar


oito horas de trabalho externo.

33. (NC-UFPR/DPE-PR/2014) A Permissão de Saída do estabelecimento penal


(art. 120 da Lei de Execução Penal) é possível para:

a) a realização de tratamento médico necessário.

b) a visita à família.

c) a frequência a curso supletivo profissionalizante, bem como de instrução


do 2º grau ou superior, na Comarca do Juízo da Execução.

d) a participação em atividades que concorram para o retorno ao convívio


social.

e) a fruição de indulto.

34. (NC-UFPR/DPE-PR/2014) Em 26.06.2013, Paulo, primário, foi preso em


flagrante sob a acusação de venda de drogas, em estável associação com
outros quatro indivíduos, estando incurso nos crimes de tráfico de drogas (art.
33, caput, da Lei n° 11.343/06, sem a diminuição prevista no §4º do mesmo
artigo) e associação para o tráfico (art. 35 da Lei n° 11.343/06). Na data de
hoje, foi simultaneamente condenado, em decisão definitiva, por ambos os
delitos. Você, Defensor Público em exercício junto à Vara de Execuções
Penais, atuando na defesa dos interesses de Paulo, deverá requerer a
concessão da progressão de regime após o cumprimento de:

a) 2/5 do total da pena aplicada.

b) 3/5 do total da pena aplicada.


www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO AGEPEN/MG – QUESTÕES DE LEGISLAÇÃO

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

c) 2/5 da pena pelo crime de associação para o tráfico de drogas (art. 35 da


Lei n° 11.343/06), mais 1/6 da pena pelo crime de tráfico de drogas (art. 33,
caput, da Lei n° 11.343/06).

d) 1/4 do total da pena aplicada.

e) 2/5 da pena pelo crime de tráfico de drogas (art. 33, caput, da Lei n°
11.343/06), mais 1/6 da pena pelo crime de associação para o tráfico de
drogas (art. 35 da Lei n° 11.343/06).

35. (IBFC/SEDS-MG/2014) NÃO é falta grave, prevista na Lei de Execução


Penal, cometida pelo condenado à pena privativa de liberdade:

a) Fugir.

b) Provocar acidente de trabalho.

c) Descumprir, no regime aberto, as condições impostas.

d) Retardar, injustifcadamente, o cumprimento da obrigação


imposta.

36. (IBFC/SEDS-MG/2014) São órgãos da execução penal, EXCETO:

a) A Defensoria Pública.

b) Os Departamentos Penitenciários.

c) A Ordem dos Advogados do Brasil.

d) O Ministério Público.

37. (IBFC/SEDS-MG/2014) A autorização para saída temporária dos


condenados que cumprem pena em regime semiaberto:

a) Não encontra respaldo na Lei de Execução Penal.

b) Será concedida somente para fns de visita à família,


desde que seja realizada nos fnais de semana.

c) Não será permitida se o preso for reincidente.

www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO AGEPEN/MG – QUESTÕES DE LEGISLAÇÃO

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

d) Será concedida por prazo não superior a 07 (sete)


dias, podendo ser renovada por mais 04 (quatro) vezes durante
o ano.

38. (IBFC/SEDS-MG/2014) Indique a alternativa que está de acordo com as


disposições gerais que disciplinam o trabalho do preso:

a) O trabalho do condenado, como dever social e


condição de dignidade humana, terá fnalidade educativa e
produtiva.

b) O trabalho do preso está sujeito ao regime da


Consolidação das Leis do Trabalho.

c) As tarefas executadas como prestação de serviço à


comunidade serão remuneradas.

d) Ressalvadas outras aplicações legais, será depositada a


parte restante para constituição do pecúlio, em Caderneta
de Poupança, que será entregue à família do preso,
visando sua subsistência.

39. (ACAFE/PC-SC/2014) De acordo com o Código de Penal e com relação ao


cumprimento da pena em regime fechado, analise as afirmações a seguir a
assinale a alternativa correta.

l O condenado fica sujeito a trabalho no período diurno e a isolamento durante


o repouso noturno.

ll O trabalho será em comum dentro do estabelecimento, na conformidade


das aptidões ou ocupações anteriores do condenado, desde que compatíveis
com a execução da pena.

lll O trabalho externo é inadmissível.

lV O trabalho externo é admissível, desde que o condenado frequente cursos


supletivos profissionalizantes, de instrução de segundo grau ou superior.

a) Apenas I, II e III estão corretas.

b) Apenas I e II estão corretas.


www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO AGEPEN/MG – QUESTÕES DE LEGISLAÇÃO

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

c) Apenas II, III e IV estão corretas.

d) Todas as afirmações estão corretas.

e) Todas as afirmações estão incorretas.

40. (CS-UFG/DPE-GO/2014) A. M., primário e de bons antecedentes, foi


condenado a seis anos de reclusão pela prática do crime de extorsão (art.
158, caput, Código Penal). Na hipótese, com referência a sua pena, o
benefício do livramento condicional somente poderá ser concedido quando A.
M. cumprir mais de:

a) 1 (um) ano.

b) 1 (um) ano e 6 (seis) meses.

c) 2 (dois) anos.

d) 3 (três) anos.

e) 4 (quatro) anos.

41. (PUC-PR/TJ-PR/2014) Com observância das assertivas abaixo, responda:

I. Nos casos de livramento condicional, para o condenado por crime doloso,


cometido com violência ou grave ameaça à pessoa, a concessão do benefício
ficará também subordinada à constatação de condições pessoais que façam
presumir que o liberado não voltará a delinquir.

II. Quanto aos efeitos da condenação, poderá ser decretada a perda de bens
ou valores equivalentes ao produto ou proveito do crime quando estes não
forem encontrados ou quando se localizarem no exterior.

III. No que se refere às medidas de segurança, uma vez extinta a


punibilidade, não se impõe a referida medida, nem subsiste a que tenha sido
imposta.

IV. A prescrição da pena de multa ocorrerá em 2 (dois) anos, quando a multa


for alternativa ou cumulativamente cominada ou cumulativamente aplicada;
e no mesmo prazo estabelecido para prescrição da pena privativa de
liberdade, quando a multa for a única cominada ou aplicada.
www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO AGEPEN/MG – QUESTÕES DE LEGISLAÇÃO

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

Assinale a alternativa CORRETA.

a) Somente as assertivas I e II são verdadeiras.

b) Somente as assertivas III e IV são verdadeiras.

c) Somente as assertivas I, II e III são verdadeiras.

d) Somente as assertivas I, II e IV são verdadeiras.

42. (FCC/TJ-CE/2014) Em matéria de execução penal, NÃO constitui entendi-


mento sumulado dos Tribunais Superiores o seguinte enunciado:

a) É inadmissível a chamada progressão per saltum de regime prisional.

b) Admite-se o exame criminológico, desde que em decisão motivada.

c) Admite-se a progressão de regime de cumprimento da pena ou a


aplicação imediata de regime menos severo nela determinado, antes do
trânsito em julgado da sentença condenatória.

d) Os condenados por crimes hediondos ou assemelhados cometidos antes


da vigência da Lei nº 11.464/2007 sujeitam-se ao disposto no art. 112 da Lei
de Execução Penal para a progressão de regime prisional.

e) A falta grave não interrompe o prazo para a progressão de regime.

43. (CESPE/TJ-CE/2014) A respeito da aplicação das penas, das medidas de


segurança e dos benefícios penais do condenado, assinale a opção correta.

a) De acordo com o Código Penal, réu primário condenado à pena de dois


anos de reclusão pelo crime de furto qualificado consumado não pode se
beneficiar da suspensão condicional da pena.

b) O cometimento de crime doloso anteriormente à concessão do benefício


do livramento condicional não enseja a revogação do benefício.

c) A medida de segurança, por não possuir natureza de sanção penal, não


se sujeita a prazo prescricional.

d) De acordo com a jurisprudência do STJ, na dosimetria da pena, os fatos


posteriores ao crime em julgamento não podem ser utilizados para configurar
www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO AGEPEN/MG – QUESTÕES DE LEGISLAÇÃO

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

reincidência, mas podem servir de fundamento para valorar negativamente a


culpabilidade, a personalidade e a conduta social do réu.

e) A reabilitação do condenado poderá ser requerida após a decorrência do


prazo de cinco anos, contado do dia em que for extinta, de qualquer modo, a
pena ou terminar sua execução, computando-se o período de prova da
suspensão e o do livramento condicional.

44. (CESPE/TJ-CE/2014) A respeito da aplicação das penas, das medidas de


segurança e dos benefícios penais do condenado, assinale a opção correta.

a) O cometimento de crime doloso anteriormente à concessão do benefício


do livramento condicional não enseja a revogação do benefício.

b) A medida de segurança, por não possuir natureza de sanção penal, não


se sujeita a prazo prescricional.

c) De acordo com a jurisprudência do STJ, na dosimetria da pena, os fatos


posteriores ao crime em julgamento não podem ser utilizados para configurar
reincidência, mas podem servir de fundamento para valorar negativamente a
culpabilidade, a personalidade e a conduta social do réu.

d) A reabilitação do condenado poderá ser requerida após a decorrência do


prazo de cinco anos, contado do dia em que for extinta, de qualquer modo, a
pena ou terminar sua execução, computando-se o período de prova da
suspensão e o do livramento condicional.

e) De acordo com o Código Penal, réu primário condenado à pena de dois


anos de reclusão pelo crime de furto qualificado consumado não pode se
beneficiar da suspensão condicional da pena.

45. (CESPE/TJ-DF/2014) Acerca dos princípios do direito penal, do concurso


de crimes, da suspensão condicional do processo e da execução da pena,
assinale a opção correta.

a) De acordo com o disposto na LEP, não é possível o cumprimento da pena


privativa de liberdade em local diverso daquele em que tenham ocorrido a
perpetração e a consumação do crime

www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO AGEPEN/MG – QUESTÕES DE LEGISLAÇÃO

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

b) É vedado ao juiz fixar a mesma pena base aos corréus, sob pena de
violação ao princípio da individualização da pena, ainda que as circunstâncias
judiciais sejam comuns

c) Suponha que um indivíduo danifique um telefone público, ocasionando à


concessionária prejuízo da ordem de R$ 137,00. Nessa situação, segundo a
jurisprudência do STF, é materialmente atípica a conduta do agente, dada a
mínima ofensividade da infração e do reduzido grau de reprovabilidade do
comportamento.

d) Segundo a jurisprudência dominante, em se tratando de concurso formal


de dois delitos, a pena deve ser aumentada em um sexto

e) Considere que João tenha sido condenado por furto privilegiado e, na


sentença, o juiz tenha substituído a pena privativa de liberdade por pena de
multa. Nessa situação, caso João seja réu em outra ação penal, ele não
poderá ser beneficiado com a suspensão condicional da pena.

46. (VUNESP/PC-SP/2014) “X”, primário e de bons antecedentes, cumpre,


com bom comportamento, pena de vinte anos de reclusão em regime
fechado, pela prática do crime de latrocínio. Até o momento, “X” cumpriu
quatorze anos do total da pena. Nesse caso, a resposta correta para a
pergunta – “X” tem direito à concessão de algum benefício? – é:

a) “X” tem direito ao livramento condicional.

b) “X” tem direito à concessão da liberdade provisória.

c) “X” tem direito à concessão do sursis.

d) “X” tem direito à concessão da suspensão condicional da pena.

e) “X” não faz jus a nenhum benefício por ter praticado crime hediondo.

47. (IESES/TJ-PB/2014) Pedro Hepaminondas, deputado federal, primário, de


bons antecedentes, foi condenado, no mês de março de 2014, por ter
praticado, em setembro de 2013, os crimes de Associação Criminosa, (art.
288 do Código Penal) e Corrupção Ativa, (art. 333 do Código Penal). No
primeiro crime, restou condenado à pena de 2 (dois) anos e 11 (onze) meses
de reclusão; no segundo, à pena foi de 7 (sete) anos e 11 (onze) meses,
www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO AGEPEN/MG – QUESTÕES DE LEGISLAÇÃO

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

acrescida da pena de multa, equivalente a 260 dias-multa no valor de 10


salários mínimos. Com relação ao enunciado, assinale a assertiva correta:

a) O acusado somente poderá progredir de regime após cumprir 2/3 (dois


terços) da pena, somado ao preenchimento dos requisitos subjetivos.

b) O regime a ser cumprido será o fechado, pois a soma das penas é superior
a 8 (oito) anos, segundo as regras do Código Penal.

c) No crime de Corrupção Ativa o bem jurídico protegido é a Administração


Pública, especialmente a sua moralidade e probidade administrativa. A
conduta típica alternativamente prevista consiste em oferecer, solicitar ou
prometer vantagem indevida.

d) Para ocorrer o crime de Associação Criminosa basta que mais de três


pessoas pratiquem a ação delituosa.

48. (FGV/DPE-RJ/2014) Durante inspeção de rotina em presídio, em julho de


2013, o Diretor da Unidade, quando de passagem por determinada ala, foi
afrontado por um detento, que, atrás das grades, abaixou as calças, balançou
sua genitália e afirmou que era daquilo que o Diretor precisava para ocupar
o seu dia. Instaurado o devido procedimento administrativo disciplinar para
apurar o cometimento de falta grave pelo condenado, com descrição precisa
do fato e observância do contraditório e da ampla defesa, com assistência
prestada por Defensor Público desde o início, concluiu-se pela sua ocorrência.
Perante o Juízo das Execuções Penais, antes da homologação, o apenado foi
novamente ouvido, acompanhado por Defensor Público. Como resultado do
reconhecimento do cometimento de falta grave, enquadrada nos Arts. 50, VI,
e 52 da Lei nº 7.210/1984, o juiz da execução penal poderá decretar.

a) a perda integral dos dias remidos, começando o novo período a partir da


data da infração disciplinar.

b) a perda parcial dos dias remidos, limitada ao patamar máximo de 1/3 a


revogação do tempo a ser remido, recomeçando a contagem a partir da data
da infração disciplinar.

www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO AGEPEN/MG – QUESTÕES DE LEGISLAÇÃO

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

c) a perda parcial dos dias remidos, limitada ao patamar máximo de 2/3 a


revogação do tempo a ser remido, recomeçando a contagem a partir da data
da infração disciplinar.

d) a perda integral dos dias remidos, sem alteração da contagem para a


obtenção de outros benefícios.

e) a perda parcial dos dias remidos, sendo o tempo respectivo computado


para a concessão do livramento condicional e indulto.

49. (MPE-MG/MPE-MG/2014) Sobre o regime disciplinar diferenciado, assinale


a alternativa INCORRETA:

a) Poderá abrigar condenados, nacionais ou estrangeiros, que apresentem


alto risco para a ordem e a segurança do estabelecimento penal ou da
sociedade.

b) Está sujeito o condenado sob o qual recaiam fundadas suspeitas de


envolvimento ou participação, a qualquer título, em organizações criminosas.

c) È aplicável ao preso provisório que pratique fato previsto como crime


doloso e que ocasione subversão da ordem e disciplina internas, sem prejuízo
da sanção penal.

d) Tem duração máxima de 360 (trezentos e sessenta) dias, sem prejuízo


de repetição por nova falta grave, até o limite de 1/4 (um quarto) da pena.

50. (MPE-MG/MPE-MG/2014) No que tange a permissão de saída, assinale a


resposta INCORRETA:

a) Pode ser concedida em caso de falecimento da companheira.

b) Pode ser concedida em caso de doença grave de ascendente.

c) Pode ser concedida para tratamento médico.

d) Pode ser concedida para estudo em estabelecimento fora do presídio.

www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO AGEPEN/MG – QUESTÕES DE LEGISLAÇÃO

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

51. (PMMG/PMMG/2016) Com relação aos crimes contra a administração


pública, com fulcro no Código Penal Brasileiro, marque “V” para a(s)
assertiva(s) verdadeira(s) e “F” para a(s) falsa(s) e, ao final, responda o que
se pede.

( ) O funcionário público que praticar violência, no exercício da função ou à


pretexto de exercê-la, comete o crime de violência arbitrária.

( ) A conduta de aceitar, em razão de futura função pública ainda não


assumida, mesmo em razão desta, promessa de vantagem indevida, é
considerada como um fato atípico.

( ) No peculato culposo, se o funcionário concorre culposamente para o crime


de outrem, a reparação do dano, se precede à sentença irrecorrível, reduz de
metade a pena imposta.

( ) O funcionário público que revela fato de que tem ciência em razão do cargo
e que deva permanecer em segredo, ou facilitar-lhe a revelação, comete o
crime de advocacia administrativa.

Marque a alternativa que contém a sequência CORRETA de respostas, na


ordem de cima para baixo.

a) F, V, V, F.

b) V, F, V, V.

c) F, V, F, V.

d) V, F, F, F.

52. (FADESP/PM-PA/2016) Abelardo é oficial de justiça e, atendendo a um


pedido de um conhecido político da região, retardou ato de busca e apreensão
de determinado bem. Se fosse preso, Abelardo responderia por crime de

a) prevaricação.

b) exploração de prestígio.

c) tráfico de influência.

d) corrupção passiva.
www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO AGEPEN/MG – QUESTÕES DE LEGISLAÇÃO

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

53. (MARINHA/QUADRO TÉCNICO/2016) Arrebatamento de preso, de acordo


com o Código Penal, é classificado como crime:

a) contra a administração da Justiça.

b) contra a Fé pública.

c) praticado por funcionário público contra a administração em geral.

d) contra a incolumidade pública.

e) praticado por particular contra a administração em geral.

54. (MARINHA/QUADRO TÉCNICO/2016) No tocante aos crimes contra a


Administração Pública, o funcionário público que deixa de praticar ou retarda
ato de ofício, com infração de dever funcional, cedendo a pedido ou influência
de outrem, de acordo com o Código Penal, comete crime de

a) prevaricação.

b) peculato.

c) violação do sigilo funcional.

d) excesso de exação.

e) corrupção passiva.

55. (VUNESP/PM-SP/2016) Em relação aos crimes contra a Administração


Pública, previstos no Título XI do Código Penal, assinale a alternativa que
apresenta um crime contra a Administração da Justiça, como disposto no
Capítulo III.

a) Apropriação indébita previdenciária – “Deixar de repassar à previdência


social as contribuições recolhidas dos contribuintes, no prazo e forma legal ou
convencional”.

b) Atentado contra a liberdade de associação – “Constranger alguém,


mediante violência ou grave ameaça, a participar ou deixar de participar de
determinado sindicato ou associação profissional”.

www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO AGEPEN/MG – QUESTÕES DE LEGISLAÇÃO

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

c) Exercício arbitrário ou abuso de poder – “Ordenar ou executar medida


privativa de liberdade individual, sem as formalidades legais ou com abuso
de poder”.

d) Usurpação de função pública – “Usurpar o exercício de função pública”.

e) Peculato – “Apropriar-se o funcionário público de dinheiro, valor ou


qualquer outro bem móvel, público ou particular, de que tem a posse em
razão do cargo, ou desviá-lo, em proveito próprio ou alheio”.

56. (VUNESP/PM-SP/2016) Nos termos do Código Penal, considera-se como


crime de

a) feminicídio aquele cometido contra a mulher por razões da condição de


sexo feminino.

b) roubo qualificado o constrangimento de alguém, mediante violência ou


grave ameaça, e com o intuito de obter para si ou para outrem indevida
vantagem econômica, a fazer, tolerar que se faça ou deixar de fazer alguma
coisa.

c) estupro apenas a hipótese de constranger mulher à prática de conjunção


carnal, mediante violência ou grave ameaça.

d) concussão exigir ou solicitar, para si ou para outrem, direta ou


indiretamente, ainda que fora da função ou antes de assumi-la, mas em razão
dela, vantagem indevida.

57. (PM-MG/PM-MG/2015) Com relação aos crimes praticados por funcionário


público contra a Administração em geral, analise as assertivas abaixo:

I – Equipara-se a funcionário público quem trabalha para empresa prestadora


de serviço contratada ou conveniada para a execução de atividade típica da
Administração Pública.

II – Considera-se funcionário público, para os efeitos penais, quem, embora


transitoriamente ou sem remuneração, exerce cargo, emprego ou função
pública.

www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO AGEPEN/MG – QUESTÕES DE LEGISLAÇÃO

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

III – Equipara-se a funcionário público quem exerce cargo, emprego ou


função em entidade paraestatal.

IV – Considera-se funcionário público quem é ocupante de cargos em


comissão ou de função de direção ou assessoramento de órgão da
administração direta, sociedade de economia mista, empresa pública ou
fundação instituída pelo poder público.

Estão CORRETAS as assertivas:

a) Todas estão corretas.

b) I, II e III, apenas.

c) I, II e IV, apenas.

d) III e IV, apenas.

58. (VUNESPE/PM-SP/2015) Acerca dos crimes contra a administração


pública, é correto afirmar que

a) os crimes de desobediência, de denunciação caluniosa, de exploração de


prestígio e de favorecimento real são crimes contra a administração da
justiça.

b) artigo 327 do Código Penal estabelece que funcionário público é quem,


embora transitoriamente ou sem remuneração, exerce cargo, emprego ou
função pública. Nesse sentido, os curadores e tutores nomeados pelo juiz são
funcionários públicos, já que exercem função pública.

c) no peculato culposo, a reparação do dano irá ensejar, em qualquer caso,


a extinção da punibilidade.

d) o particular que oferecer vantagem indevida a funcionário público, para


determiná-lo a praticar ato de ofício, cometerá o delito de corrupção ativa.

www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO AGEPEN/MG – QUESTÕES DE LEGISLAÇÃO

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

59. (EXÉRCITO/ESFCEX/2015) Sobre a corrupção passiva, é correto afirmar


que

a) consiste no fato do agente público solicitar ou receber, apenas para si,


sempre diretamente, ainda que fora da função ou antes de assumi-la, mas
em razão dela, vantagem indevida, ou aceitar promessa de tal vantagem.

b) a pena é aumentada de um terço, se, em conseqüência da vantagem ou


promessa, o funcionário retarda ou deixa de praticar qualquer ato de ofício
ou o pratica infringindo dever funcional.

c) ocorre quando o funcionário público apropria-se de dinheiro, valor ou


qualquer outro bem móvel, público ou particular, de que tem a posse em
razão do cargo, ou quando o desvia, em proveito próprio ou alheio.

d) materializa-se no momento em que o servidor público apropria-se de


dinheiro ou qualquer utilidade que, no exercício do cargo, recebeu por erro
de outrem.

e) responde por tal crime a pessoa que oferta dinheiro ou qualquer utilidade
a um servidor público, para que este, no exercício do cargo, empreenda
conduta omissiva ou comissiva em seu favor.

60. (MARINHA/QUADRO TÉCNICO/2015) O funcionário público que retarda


ou deixa de praticar, indevidamente, ato de ofício, ou o pratica contra
expressa disposição de lei, para satisfazer interesse ou sentimento pessoal
pratica o crime de

a) Prevaricação.

b) Corrupção ativa.

c) Exercício das próprias razões.

d) Corrupção passiva culposa.

e) Condescendência criminosa transversa.

www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO AGEPEN/MG – QUESTÕES DE LEGISLAÇÃO

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

61. (VUNESP/APMBB/2015) Conforme o previsto na Parte Especial do Código


Penal, é correto afirmar que

a) o homicídio será qualificado se for praticado por milícia privada, sob o


pretexto de prestação de serviço de segurança, ou por grupo de extermínio.

b) no crime de furto, equipara-se à coisa móvel a energia elétrica ou


qualquer outra que tenha valor econômico.

c) é isento de pena o agente que se apropria de coisa alheia vinda ao seu


poder por caso fortuito ou força da natureza.

d) no crime de peculato culposo, a reparação do dano, se precede ao início


da execução penal, extingue a punibilidade; se lhe é posterior, reduz de dois
terços a pena imposta.

e) opor-se à execução de ato legal a funcionário competente para executá-


lo ou a quem lhe esteja prestando auxílio tipifica o crime de resistência.

62. (VUNESP/APMBB/2015) Praticar o agente público, durante a persecução


penal, violência física ou grave ameaça contra um indivíduo, para obtenção
de confissão, consiste em crime de

a) abuso de autoridade por atentado à incolumidade física do indivíduo (art.


3o , alínea “i", da Lei no 4.898/65).

b) constrangimento ilegal (art. 146, do Código Penal).

c) tortura (art. 1o , inciso I, alínea “a", da Lei no 9.455/97).

d) violência arbitrária (art. 322, do Código Penal).

e) exercício arbitrário ou abuso de poder (art. 350, do Código Penal).

63. (UPENET/IAUPE/PM-PE/2014) “Apropriar-se o funcionário público de


dinheiro, valor ou qualquer outro bem móvel, público ou particular, de que
tem a posse em razão do cargo, ou desviá-lo, em proveito próprio ou alheio”
constitui o crime de

a) peculato.

b) corrupção passiva.
www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO AGEPEN/MG – QUESTÕES DE LEGISLAÇÃO

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

c) corrupção ativa.

d) prevaricação.

e) peculato culposo.

64. (UPENET/IAUPE/PM-PE/2014) “Prestar a criminoso, fora dos casos de co-


autoria ou de receptação, auxílio destinado a tornar seguro o proveito do
crime” constitui crime de

a) favorecimento pessoal.

b) favorecimento real.

c) fraude processual.

d) exercício arbitrário ou abuso de poder.

e) exploração de prestígio.

65. (MARINHA/QUADRO TÉCNICO/2014) No que tange às disposições do


Código Penal Comum, acerca "Dos Crimes Contra a Administração Pública", a
conduta de "deixar o funcionário, por indulgência, de responsabilizar
subordinado que cometeu infração no exercício do cargo ou, guando lhe falte
competência, não levar o fato ao conhecimento da autoridade competente",
corresponde ao tipo penal do crime de :

a) peculato.

b) concussão.

c) corrupção passiva.

d) prevaricação.

e) condescendência criminosa.

66. (CRS-PMMG/PMMG/2014) Em relação aos CRIMES CONTRA A


ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA, marque a alternativa CORRETA:

a) Concussão é um crime material que para consumação exige a efetiva


obtenção da vantagem indevida.

www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO AGEPEN/MG – QUESTÕES DE LEGISLAÇÃO

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

b) Deixar o Diretor de Penitenciária e/ou agente público, de cumprir seu


dever de vedar ao preso o acesso a aparelho telefônico, de rádio ou similar,
que permita a comunicação com outros presos ou com o ambiente externo,
possui a previsão da pena de reclusão, de 3 (três) a 8 (oito) anos, e multa.

c) Para que exista o crime de desobediência não é necessário que haja


ordem legal emanada de funcionário público competente. A ordem pode ser
retransmitida por terceiros, ao destinatário, isto e, àquele que tenha o dever
de obedecê-la.

d) Não haverá o delito de "dar às verbas ou rendas públicas aplicação diversa


da estabelecida em lei", se o desvio de verbas for realizado para evitar danos
decorrentes de calamidades públicas como inundações, epidemias, incêndios.
O fato, no caso, é típico, mas não é ilícito, ante a presença da excludente da
ilicitude (Estado de Necessidade).

67. (IBFC/PM-PB/2014) Assinale a alternativa correta que corresponda à


conduta prevista em lei e que configura o crime de Concussão.

a) Exigir, para si ou para outrem, direta ou indiretamente, ainda que fora


da função ou antes de assumi-la, mas em razão dela, vantagem indevida.

b) Apropriar-se o funcionário público de dinheiro, valor ou qualquer outro


bem móvel, público ou particular, de que tem a posse em razão do cargo, ou
desviá-lo, em proveito próprio ou alheio.

c) Solicitar ou receber, para si ou para outrem, direta ou indiretamente,


ainda que fora da função ou antes de assumi-la, mas em razão dela,
vantagem indevida, ou aceitar promessa de tal vantagem.

d) Retardar ou deixar de praticar, indevidamente, ato de ofício, ou praticá-


lo contra disposição expressa de lei, para satisfazer interesse ou sentimento
pessoal

68. (FUNCAB/PM-RO/2014) O Diretor de Penitenciária e/ou agente público


que deixa de cumprir seu dever de vedar ao preso o acesso a aparelho
telefônico, de rádio ou similar, que permita a comunicação com outros presos
ou com o ambiente externo, pratica o crime de:

www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO AGEPEN/MG – QUESTÕES DE LEGISLAÇÃO

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

a) condescendência criminosa

b) corrupção passiva.

c) concussão

d) abandono de função.

e) prevaricação

69. (VUNESP/PM-SP/2014) O crime de peculato é um crime

a) comum, praticado pelo particular contra a administração em geral.

b) próprio, praticado pelo particular contra a administração em geral.

c) comum, praticado por qualquer pessoa contra a administração em geral.

d) comum, praticado pelo funcionário público contra a administração em


geral.

e) próprio, praticado pelo funcionário público contra a administração em


geral.

70. (UESPI/PM-PI/2014) Considere os seguintes crimes contra a


Administração Pública:

1) retardar ou deixar de praticar, indevidamente, ato de ofício, ou praticá-lo


contra disposição expressa de lei, para satisfazer interesse ou sentimento
pessoal.

2) apropriar-se de dinheiro ou de qualquer utilidade que, no exercício do


cargo, recebeu por erro de outrem.

3) exigir, para si ou para outrem, direta ou indiretamente, ainda que fora da


função ou antes de assumi-la, mas em razão dela, vantagem indevida.

4) solicitar ou receber, para si ou para outrem, direta ou indiretamente, ainda


que fora da função ou antes de assumi-la, mas em razão dela, vantagem
indevida, ou aceitar promessa de tal vantagem.

As proposições acima correspondem, respectivamente, aos crimes de:

www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO AGEPEN/MG – QUESTÕES DE LEGISLAÇÃO

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

a) concussão, peculato, corrupção passiva e prevaricação.

b) condescendência criminosa, peculato, prevaricação e concussão.

c) prevaricação, peculato, concussão e corrupção passiva.

d) prevaricação, peculato, corrupção passiva e concussão.

e) concussão, corrupção passiva, peculato e prevaricação.

71. (FUNCAB/PM-MT/2014) "Exigir, para si ou para outrem, direta ou


indiretamente, ainda que fora da função ou antes de assumi-la, mas em razão
dela, vantagem indevida", constitui crime descrito no caput do artigo 316 do
Código Penal Brasileiro, conhecido como:

a) contrabando.

b) excesso de exação.

c) concussão.

d) peculato.

e) corrupção passiva.

72. (IOB/PM-SC/2013) Assinale a alternativa cujo crime não corresponde à


descrição prevista no Código Penal Brasileiro:

a) Peculato - Apropriar-se o funcionário público de dinheiro, valor ou


qualquer outro bem móvel, público ou particular, de que tem a posse em
razão do cargo, ou desviá-lo, em proveito próprio ou alheio.

b) Condescendência criminosa - Deixar o funcionário, por indulgência, de


responsabilizar subordinado que cometeu infração no exercício do cargo ou,
quando lhe falte competência, não levar o fato ao conhecimento da autoridade
competente.

c) Corrupção ativa - Exigir, para si ou para outrem, direta ou indiretamente,


ainda que fora da função ou antes de assumi-la, mas em razão dela,
vantagem indevida.

www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO AGEPEN/MG – QUESTÕES DE LEGISLAÇÃO

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

d) Prevaricação - Retardar ou deixar de praticar, indevidamente, ato de


ofício, ou praticá-lo contra disposição expressa de lei, para satisfazer
interesse ou sentimento pessoal.

73. (CONSUPLAN/PM-TO/2013) Considere a seguinte situação hipotética:


“Tício”, funcionário público municipal concursado, exige, para si, diretamente
em razão da função, vantagem indevida.

Em tal hipótese, o referido funcionário estará cometendo o crime de

a) peculato.

b) concussão.

c) prevaricação.

d) corrupção ativa.

74. (UEG/PM-GO/2013) Sobre os crimes contra a administração pública, tem-


se o seguinte:

a) concussão é exigir para si ou para outrem vantagem indevida, ainda que


fora da função ou até mesmo antes de assumi-la.

b) solicitar para si ou para outrem, direta ou indiretamente, ainda que fora


da função ou antes de assumi-la configura peculato.

c) retardar ou deixar de praticar indiretamente ato de ofício ou praticá-lo


para satisfazer interesse próprio é incorrer em corrupção passiva.

d) quem oferece ou promete vantagem indevida a funcionário público para


determiná-lo a praticar ou omitir ato de ofício comete corrupção passiva.

75. (VUNESP/PM-SP/2013) No tocante aos crimes contra a Administração


Pública, assinale a alternativa correta.

a) Pratica crime de concussão o funcionário público que exige, para si ou


para outrem, vantagem indevida em razão do exercício da função pública.

b) Pratica crime de corrupção passiva quem oferece ou promete vantagem


indevida a funcionário público, para retardar ato de ofício.

www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO AGEPEN/MG – QUESTÕES DE LEGISLAÇÃO

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

c) Pratica crime de corrupção ativa o funcionário público que solicita ou


recebe, para si ou para outrem, vantagem indevida ou aceita promessa de tal
vantagem, em razão do exercício da função pública.

d) Pratica crime de prevaricação o funcionário público que, em razão do


exercício da função, apropriase de dinheiro ou valor público ou particular, em
proveito próprio.

e) Pratica crime de peculato o funcionário público que devassa o sigilo de


proposta de concorrência pública, em proveito próprio ou alheio.

76. (FCC/PM-BA/2012) Plauto é Policial Militar e estava exercendo as suas


funções no policiamento de rua de determinado bairro. No exercício dessas
funções, surpreendeu João subtraindo objetos da vitrine de uma loja, cujo
vidro eie havia quebrado. João. seu amigo, pediu perdão, dizendo que estava
desempregado e pretendia vender os objetos para obter recursos. Penalizado
com a situação de João. Plauto deixou de prendê-lo e permitiu que deixasse
o local. Nesse caso, Plauto cometeu crime de

a) corrupção ativa.

b) concussão.

c) desobediência.

d) prevaricação.

e) corrupção passiva.

77. (CESPE/PM-AL/2012) A respeito dos crimes contra a administração


pública, assinale a opção correta.

a) Pratica crime de denunciação caluniosa aquele que registra ocorrência


policial de crime que sabe não ter sido cometido, provocando a autoridade
policial a instaurar inquérito policial.

b) A pena prevista para o crime de falsa perícia, quer em processo cível,


quer em processo criminal, é a mesma, sem incidência de agravante. O fato
deixa de ser punível se, antes da sentença, no processo referente ao ilícito, o
perito se retratar ou declarar a verdade.

www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO AGEPEN/MG – QUESTÕES DE LEGISLAÇÃO

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

c) O agente penitenciário que deixa de cumprir o seu dever de proibir ao


preso o acesso de aparelho telefônico que lhe permita a comunicação com o
ambiente externo não pratica crime, mas deve responder por infração
administrativa prevista em lei.

d) Considera-se funcionário público, para efeitos penais, quem exerça cargo,


emprego ou função pública, excluídos os que trabalhem para empresa
prestadora de serviço contratada ou conveniada para a execução de atividade
típica da administração pública.

e) Constitui crime oferecer, ainda que indiretamente, dinheiro a funcionário


público estrangeiro para que ele pratique ato de ofício relacionado a transação
comercial internacional.

78. (CESPE/PM-AL/2012) Nilo recusou-se a pagar a Henrique uma dívida no


valor de mil reais decorrente da aquisição de drogas, razão por que Henrique
deu-lhe três tiros, provocando-lhe lesões que causaram a amputação de seu
braço direito e a perda da visão de seu olho esquerdo. Depois de vinte e cinco
dias de internação, Nilo pediu a seu irmão Saulo que o colocasse próximo ao
aparelho fornecedor de oxigênio que o mantinha vivo, ocasião em que lhe
disse que não queria continuar a viver, pois sabia que, se saísse vivo do
hospital, Henrique o mataria. Saulo moveu a cama hospitalar do irmão para
perto do aparelho de oxigênio e saiu do hospital. Nilo, então, desligou o
aparelho de oxigênio da fonte de energia elétrica, na tentativa de se matar.
Minutos depois, entretanto, Carlos, médico de plantão, reativou o aparelho,
a tempo de salvar a vida de Nilo, que, em razão da falta de oxigênio, sofreu
sequelas neurológicas que ocasionaram a perda da fala e do controle de
movimentos.

Com base na situação hipotética acima, assinale a opção correta à luz do


Código Penal (CP).

a) Ao cobrar a dívida de Nilo usando de violência, Henrique cometeu tanto


crime de homicídio tentado como de exercício arbitrário das próprias razões.

b) Saulo cometeu crime de induzimento, instigação ou auxílio ao suicídio na


forma consumada, ainda que sua ação não tenha causado a morte de Nilo.

www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO AGEPEN/MG – QUESTÕES DE LEGISLAÇÃO

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

c) Tendo deixado de tomar os cuidados necessários à manutenção da vida


de Nilo, o que caracteriza negligência, o médico responsável por seu
tratamento cometeu crime de homicídio culposo na modalidade tentada.

d) Henrique cometeu crime de lesão corporal gravíssima, uma vez que sua
ação provocou a perda de membro e função de Nilo.

e) Saulo cometeu crime de homicídio tentado.

79. (NUCEPE/PM-PI/2012) Uma Guarnição PM prendeu em flagrante delito


um infrator e o conduziu, com seus pertences, para uma delegacia policial.
Posteriormente, parte desses pertences (um relógio e um cordão de ouro)
sumiu. Após investigações, descobriu-se que um policial de serviço naquele
dia na delegacia havia subtraído para si os objetos. Neste caso, houve:

a) peculato;

b) apropriação indébita;

c) furto simples;

d) furto qualificado;

e) roubo.

80. (FUMARC/PM-MG/2011) Analise a expressão abaixo, depois assinale a


alternativa que MELHOR atende à disposição expressa.

O resultado de um crime apenas pode ser imputado em uma relação causa e


efeito.

a) Todo crime depende de uma conduta realizada de livre e espontânea


vontade pelo agente, ainda que seja omissiva, ainda que o resultado não seja
obtido.

b) Todo crime depende de uma conduta, ainda que o agente não queira
praticá-la, ainda que seja omissiva, ainda que o resultado não seja obtido.

c) Todo crime depende de uma conduta, ainda que o agente não queira
praticá-la, ainda que seja omissiva, mas que o resultado dependa dela.

www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO AGEPEN/MG – QUESTÕES DE LEGISLAÇÃO

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

d) Todo crime depende de uma conduta realizada de livre e espontânea


vontade pelo agente, ainda que seja omissiva, mas que o resultado dependa
dela.

81. (FUMARC/PM-MG/2011) Os crimes contra a Administração Pública


possuem características próprias, seja pela qualidade da(s) vítima(s), seja
pela qualidade do(s) autor(es) ou do(s) objeto(s) ou resultado(s) atingido(s).
O peculato é um dos delitos contra a Administração Pública. Nesse sentido, é
necessário saber que

a) a apropriação de bem, dinheiro ou valor é essencial para confguração do


crime, por se tratar de crime de mero resultado.

b) normalmente não se sempre opera a extinção da punibilidade se o agente


ativo reparar imediatamente o dano, antes da sentença condenatória.

c) os bens ou valores obtidos como vantagem devem pertencer à


Administração Pública, caso contrário o delito praticado é o furto ou o roubo.

d) pode ocorrer na modalidade culposa quando o a conduta do servidor


público concorrer com a do agente ativo, ainda que o resultado não tenha
ocorrido.

82. (VUNESP/PM-SP/2011) No ano de 2004, Delcianus praticou o crime de


adultério, motivo pelo qual foi acusado e condenado em sentença penal com
trânsito em julgado. Todavia, no ano de 2005, a Lei Federal n.º 11.106
revogou o art. 240 do Código Penal, que previa a conduta de adultério como
crime.

Em vista desta nova situação, é correto afirmar que

a) a execução da pena assim como os efeitos da sentença penal


condenatória aplicada a Delcianus deverão cessar em virtude da entrada em
vigor da nova Lei Federal n.º 11.106.

b) a Lei Federal n.º 11.106 não será aplicada para os fatos praticados por
Delcianus, pois a consumação do crime ocorreu antes de sua vigência,
devendo prosseguir a execução da pena e os respectivos efeitos da
condenação.

www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO AGEPEN/MG – QUESTÕES DE LEGISLAÇÃO

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

c) a Lei Federal n.º 11.106 só poderia ser aplicada para os fatos praticados
por Delcianus caso a sentença penal condenatória ainda não houvesse
transitado em julgado.

d) a Lei Federal n.º 11.106 só poderia ser aplicada para os fatos praticados
por Delcianus caso ainda não houvesse sido proferida sentença penal no
processo instaurado para apuração dos fatos.

e) a Lei Federal n.º 11.106 só poderia ser aplicada para os fatos praticados
por Delcianus na hipótese de ele não ter sido ainda denunciado pelo crime de
adultério.

83. (VUNESP/PM-SP/2011) É definido(a) no Código Penal como excludente de


ilicitude:

a) legítima defesa putativa.

b) embriaguez completa proveniente de caso fortuito ou força maior.

c) legítima defesa da honra.

d) exercício regular de direito.

e) erro sobre elemento constitutivo do tipo legal de crime.

84. (VUNESP/PM-SP/2011) No tocante às modalidades do crime de peculato,


previsto no Código Penal, é correto afirmar que

a) só se caracteriza o peculato se a apropriação do funcionário público recair


sobre dinheiro, valor ou qualquer bem móvel público e não particular.

b) não há previsão da modalidade culposa para este crime, que exige o dolo
do funcionário público.

c) não se caracteriza modalidade do crime de peculato se o funcionário


público apropriou-se de bem que recebeu por erro de outrem.

d) se o funcionário público concorre culposamente para o crime de outrem,


está caracterizada a modalidade de peculato culposo.

www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO AGEPEN/MG – QUESTÕES DE LEGISLAÇÃO

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

e) não se caracteriza o crime de peculato se não há apropriação do dinheiro,


valor ou bem móvel por parte do funcionário público, mas apenas o desvio
em proveito alheio.

85. (CONSULTEC/PM-BA/2011) O Código Penal Brasileiro dedica,


exclusivamente, o Título XI, com a rubrica Dos Crimes contra a Administração
Pública, com o fito de proteger a Administração Pública das condutas lesivas
de seus servidores, bem assim de particulares que se relacionam com a
Administração, possuindo como objetividade jurídica “o interesse da
normalidade funcional, probidade, prestígio, incolumidade e decoro” da
Administração Pública, conforme leciona o Professor Júlio Fabbrini Mirabete,
em sua obra Manual de Direito Penal III, 19ª edição. Não custa nada acreditar
que, um dia, todos terão uma Administração Pública livre e longe desses que
se utilizam do cargo para locupletar-se com o dinheiro do povo.

Com base no Código Penal, os crimes praticados por funcionário público


contra a administração em geral são os indicados em

a) Peculato e tráfico de influência.

b) Violação de sigilo funcional e exploração de prestígio.

c) Peculato e subtração ou inutilização de livro ou documento.

d) Violação de sigilo funcional e inscrição de despesas não empenhadas em


restos a pagar.

e) Peculato, violação de sigilo funcional e extravio, sonegação ou inutilização


de livro ou documento.

86. (CONSULTEC/PM-BA/2011) Com relação aos crimes contra a


Administração Pública, o Decreto-Lei n° 2.848, de 7 de dezembro de 1940,
com a redação dada pela Lei n° 7.209, de 11 de julho de 1984, classifica

a) Excesso de exação – se o funcionário exige tributo ou contribuição social


que sabe ou deveria saber indevido, ou, quando devido, emprega na cobrança
meio vexatório ou gravoso, que a lei não autoriza.

www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO AGEPEN/MG – QUESTÕES DE LEGISLAÇÃO

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

b) Corrupção passiva – exigir, para si ou para outrem, direta ou


indiretamente, ainda que fora da função, ou antes de assumi-la, mas em
razão dela, vantagem indevida.

c) Concussão – extraviar livro oficial ou qualquer documento, de que tem a


guarda em razão do cargo; sonegá-lo ou inutilizá-lo, total ou parcialmente.

d) Peculato – solicitar ou receber, para si ou para outrem, direta ou


indiretamente, ainda que fora da função ou antes de assumi-la, mas em razão
dela, vantagem indevida, ou aceitar promessa de tal vantagem.

e) Extravio, sonegação ou inutilização de livro ou documento – apropriar-se


o funcionário público de dinheiro, valor ou qualquer outro bem móvel, público
ou particular, de que tem a posse em razão do cargo, ou desviá-lo, em
proveito próprio ou alheio.

87. (EXÉRCITO/ESFCEX/2011) Assinale a alternativa correta:

a) O esgotamento de toda a atividade executória constitui requisito da


desistência voluntária.

b) Dá-se, também, o crime impossível, quando os meios empregados são


relativamente inidôneos à sua consumação.

c) Não é culpado quem comete o crime em obediência a ordem direta de


superior hierárquico, em assunto relativo a serviço.

d) A pena pode ser atenuada quando o agente supõe lícito o fato, por
ignorância escusável, em se tratando de crime contra o dever militar.

e) Dá-se a tentativa imperfeita, quando, apesar da ação executória ter-se


esgotado, não se alcançou o resultado desejado por motivo alheio à vontade
do agente.

88. (IESES/PM-SC/2010) A respeito do crime praticado por funcionário


público contra a administração pública, assinale a opção correta:

a) Distingue-se o crime de concussão do crime de corrupção passiva porque


naquele o funcionário solicita ou aceita, ao passo que na corrupção passiva
ele exige a vantagem que sabe indevida.

www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO AGEPEN/MG – QUESTÕES DE LEGISLAÇÃO

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

b) Deixar o Diretor da Penitenciária de cumprir seu dever de vedar ao preso


o acesso a aparelho telefônico, de rádio ou similar, que permita a
comunicação com outros presos ou com o ambiente externo, não está
tipificado como crime no Código de Penal, causando apenas infração
administrativa.

c) O peculato culposo ocorre quando o funcionário público faltando com o


dever de cuidado a que estava obrigado pelas circunstâncias, dá causa a que
outrem se aproprie, desvie ou subtraia o objeto material, agindo com
imprudência, negligência ou imperícia.

d) A extinção de punibilidade no peculato culposo cessa os efeitos


secundários civis e criminais, constituindo óbice à aplicação das sanções
disciplinares pertinentes ao caso concreto.

89. (FUNCAB/PM-GO/2010) A figura típica descrita no Código Penal


como“Apropriar- se o funcionário Público de dinheiro,valor ou qualquer outro
bem móvel, público ou particular,de que tem a posse em razão do cargo,ou
desviá-lo, em proveito próprio” configura o crime de:

a) concussão

b) excesso de exação

c) peculato.

d) corrupção ativa

e) corrupção passiva

90. (FCC/PM-BA/2009) Paulo, policial no exercício de fiscalização de trânsito,


surpreendeu um motorista dirigindo alcoolizado e pela contramão de direção.
Em seguida, exigiu do infrator a quantia de R$ 200,00 para deixá-lo
prosseguir livremente. Nesse caso, Paulo responderá pelo crime de

a) corrupção ativa.

b) concussão.

c) corrupção passiva.

www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO AGEPEN/MG – QUESTÕES DE LEGISLAÇÃO

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

d) prevaricação.

e) peculato.

91. (FMP/DPE-PA/2015) Assinale a alternativa CORRETA.

a) De acordo com a Lei n° 7.210/84, a prisão domiciliar será admitida ao


preso em regime aberto quando se tratar de condenado maior de oitenta
anos, extremamente debilitado por motivo de doença grave, imprescindível
aos cuidados especiais de pessoa com menos de seis anos de idade ou com
deficiência, e gestante a partir do 7º mês gravidez ou sendo esta de alto risco.

b) De acordo com a Lei n° 7.210/84, a execução da pena privativa de


liberdade, não superior a dois anos, poderá ser suspensa, por dois a quatro
anos, desde que o condenado seja maior de setenta anos de idade.

c) De acordo com a Lei n° 7.210/84, a condenação anterior à pena de multa


não impede a concessão da suspensão condicional da execução da pena.

d) De acordo com o Código Penal, a execução da pena privativa de liberdade,


não superior a dois anos, poderá ser suspensa, por dois a quatro anos, desde
que, entre outros fatores, o condenado não seja reincidente.

e) De acordo com o Código Penal, a suspensão condicional da pena deverá


ser revogada se o beneficiário, entre outros fatores, é irrecorrivelmente
condenado, por crime culposo ou por contravenção, a pena privativa de
liberdade ou restritiva de direitos.

92. (FUNIVERSA/PC-DF/2015) Quanto à execução penal, assinale a


alternativa correta.

a) Não se admite a regressão de regime per saltum.

b) Admite-se a progressão de regime per saltum.

c) Se João for condenado a duzentos anos de prisão, poderá, em virtude do


princípio da individualização da pena, progredir após cumprir um sexto de
trinta anos, desde que os crimes não sejam hediondos e João tenha bom
comportamento.

www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO AGEPEN/MG – QUESTÕES DE LEGISLAÇÃO

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

d) Conforme o STJ, não se admite que condenado à medida de segurança


cumpra tal medida por mais tempo do que a pena máxima cominada ao crime,
independentemente de ter, ou não, cessado a periculosidade.

e) Só será obrigado a cumprir três quintos da pena para progredir de regime


o condenado por crime hediondo que seja reincidente específico.

93. (FCC/TJ-RR/2015) NÃO comete falta grave o condenado a pena privativa


de liberdade que

a) provocar acidente de trabalho.

b) inobservar o dever de obediência ao servidor.

c) descumprir, no regime aberto, as condições impostas.

d) inobservar o dever de execução do trabalho, das tarefas e das ordens


recebidas.

e) não revelar urbanidade e respeito no trato com os demais condenados.

94. (FCC/TJ-PE/2015) Em relação à remição, pode-se assegurar que

a) o juiz, em caso de falta grave, poderá revogar até 1/3 (um terço) do
tempo remido, não recomeçando a contagem a partir da infração disciplinar.

b) admissível, pelo trabalho, apenas para condenado que cumpre pena em


regime fechado

c) o condenado que usufrui de liberdade condicional poderá remir, pelo


trabalho ou por estudo, parte do tempo do período de prova.

d) indevida nas hipóteses de prisão cautelar.

e) o tempo remido será computado como pena cumprida, para todos os


efeitos

95. (FGV/TJ-BA/2015) Em relação à prática de falta grave durante a execução


da pena, é correto afirmar que:

a) interrompe o prazo para a obtenção de livramento condicional;

www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO AGEPEN/MG – QUESTÕES DE LEGISLAÇÃO

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

b) não interrompe o prazo para a progressão de regime;

c) interrompe automaticamente o prazo necessário para a concessão de


indulto;

d) interrompe automaticamente o prazo necessário para a comutação da


pena;

e) não autoriza a perda de dias remidos na fração máxima sem que haja
fundamentação concreta.

96. (FUNCAB/SEDS-TO/2014) A Lei de Execução Penal (BRASIL, 1984) – LEP


– é a regulamentação de um padrão mínimo exigido para o sistema
penitenciário. Segundo ela, a assistência ao preso objetiva prevenir o crime
e orientar o retorno à convivência em sociedade. Para que isso aconteça, a
LEP aponta as seguintes diretrizes, EXCETO:

a) a classificação dos condenados se dá por meio de avaliação de seus


antecedentes e personalidade.

b) o condenado à pena privativa está obrigado ao trabalho na medida de


suas aptidões e capacidades.

c) a jornada de trabalho do preso não será inferior a 6 horas tampouco


superior a 8 horas.

d) é conferido o direito ao condenado primário de prestar trabalho externo


logo que cumprido um sexto da pena.

97. (FUNCAB/SEDS-TO/2014) Além da função de punir pelo crime praticado,


o ordenamento jurídico brasileiro prevê que sejam promovidas ao apenado
condições para que ele se reestruture e, ao voltar ao convívio social, não
torne a delinquir.Tal prática é definida como:

a) ressocialização.

b) humanização.

c) responsabilização.

d) mediação.
www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO AGEPEN/MG – QUESTÕES DE LEGISLAÇÃO

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

98. (IBFC/SEDS-MG/2014) Segundo a Lei Estadual nº 11.404/1994, que


contém normas de execução penal, a colaboração do sentenciado no processo
de sua observação psicossocial e de seu tratamento é:

a) Obrigatória.

b) Essencial.

c) Imprescindível.

d) Voluntária.

99. (IBFC/SEDS-MG/2014) De acordo com a Lei Estadual nº 11.404/1994,


que contém normas de execução penal, o sentenciado analfabeto:

a) Não terá direito a receber correspondência.

b) Somente terá direito a receber ou escrever


correspondência, desde que exista profssional
habilitado no estabelecimento para auxiliá-lo.

c) Deverá ter suas correspondências arquivadas, até que


tenha concluído o ensino fundamental obrigatório.

d) Poderá solicitar que sua correspondência seja lida ou


escrita por funcionário ou visitador indicado.

100. (IBFC/SEDS-MG/2014) Conforme dispõe a Lei nº 11.404/1994, o


Patronato é instituído em cada comarca, através de:

a) Lei específca.

b) Decreto do Governador do Estado.

c) Portaria do Secretário de Defesa Social.

d) Portaria do Juiz da Execução Penal.

www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO AGEPEN/MG – QUESTÕES DE LEGISLAÇÃO

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

GABARITO
1-C 2-E 3-C 4-C 5-E 6-C 7-D 8-D 9-C 10-E
11-D 12-C 13-E 14-E 15-C 16-C 17-A 18-D 19-C 20-A
21-B 22-C 23-D 24-B 25-D 26-D 27-D 28-C 29-B 30-D
31-B 32-D 33-A 34-E 35-D 36-C 37-D 38-A 39-B 40-C
41-C 42-E 43-A 44-E 45-D 46-A 47-B 48-B 49-D 50-D
51-D 52-D 53-A 54-E 55-C 56-A 57-A 58-D 59-B 60-A
61-B 62-C 63-A 64-B 65-E 66-D 67-A 68-E 69-E 70-C
71-C 72-C 73-B 74-A 75-A 76-D 77-E 78-B 79-A 80-D
81-B 82-A 83-D 84-D 85-E 86-A 87-C 88-C 89-C 90-B
91-C 92-D 93-E 94-E 95-E 96-D 97-A 98-D 99-D 100-B

Bons estudos e sucesso em sua vida!!!


Para outros materiais, acesse:
www.willianprates.com.br

www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal